quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Pelé, 80 anos: Trajano e convidados revisitam a vida do Rei do Futebol

80º ANIVERSÁRIO DE ÉDSON ARANTES DO NASCIMENTO - PELÉ - NASCIDO EM 23 DE OUTUBRO DE 1940.

 





80 a. nasce PELÉ - ÉDSON ARANTES DO NASCIMENTO - numa pequena casa da Rua 13, em TRÊS CORAÇÕES, interior de MINAS GERAIS, em 23 de outubro de 1940, às 3 horas de uma madrugada de lua cheia. O apelido com o qual ficaria mundialmente famoso surgiu anos depois, já em BAURU. ÉDSON gostava de bater bola com o pai e, quando defendia os chutes, reverenciava BILÉ, goleiro do VASCO de SÃO LOURENÇO, ex-time de DONDINHO. “Defende, PILÉ!”. O tempo e os novos amigos na cidade trataram de modificar o nome que se transformaria na mais consagrada marca do futebol em todos os tempos. Em 1957, foi o artilheiro do Campeonato Paulista pela primeira vez – até o final da carreira seriam onze. Também nesse ano, estreou e marcou seu primeiro gol com a camisa da Seleção Brasileira na derrota para a ARGENTINA por 2 a 1, no MARACANÃ. Foi de folga, em BAURU, em frente à quitanda do seu KITIÊ, pai de uma de suas namoradas, a NEUSINHA, que ele recebeu de DONDINHO, seu pai, a notícia de que estava entre os jogadores chamados para defender a Seleção Brasileira na COPA DO MUNDO da SUÉCIA. Era 31 de março de 1958. O pai escutara na rádio NACIONAL a convocação, minutos antes, e correra ao encontro do filho. Entre os amigos presentes, nem todos acreditaram. A confirmação veio por meio da NEUSINHA. Resignada, ela disse a PELÉ que já sabia sobre a convocação. E fez um desabafo premonitório: “Dico, você vai ficar famoso, conhecer o mundo e me esquecer”.

No ano de 1958, PELÉ descobriu o mundo e o mundo descobriu PELÉ. A viagem para disputar a COPA DA SUÉCIA foi a primeira dele para fora do País.  Contra o PAÍS DE GALES, PELÉ marcou um dos gols mais bonitos de sua carreira, criando confiança, nos seus 17 anos de idade. Na decisão contra os donos da casa, PELÉ foi o melhor jogador em campo e ainda marcou dois dos cinco gols brasileiros na vitória por 5 a 2. Retornando ao BRASIL, no campeonato Paulista de 1958, sua primeira competição após a COPA, ele alcançou a histórica marca de 58 gols, recorde absoluto até hoje. Dentre todas as obras-primas perpetuadas pelo REI, um gol marcado contra o JUVENTUS, em 2 de agosto de 1959, é tida como a mais bela delas. PELÉ já era, disparado, o mais jogador do mundo quando a Seleção Brasileira desembarcou no CHILE para a disputa da COPA de 1962. Mas no segundo jogo, frente à CHECOSLOVÁQUIA, logo aos 25 minutos do primeiro tempo, o craque sentiu uma distensão no músculo adutor da virilha esquerda. Agravada a contusão, não voltou aos gramados até o final da COPA. Grande parte do prestígio universal de PELÉ tem suas raízes nas excursões do SANTOS durante a década de 60. BICAMPEÃO mundial interclubes em 1962 e 63, o time ficou marcado como um dos maiores esquadrões da história. Longe do futebol ÉDSON ARANTES DO NASCIMENTO há muito deixara de ser o adolescente que surpreendera o mundo anos atrás. Aos 25 anos, na segunda-feira 21 de fevereiro de 1966, em pleno Carnaval, ele se casou com sua noiva de longa data, ROSEMERI DOS REIS CHOLBY. A cerimônia, realizada na casa do noivo, pela manhã, foi cercada de mistério e vetada à imprensa. O casal seguiu em lua-de-mel para a EUROPA, onde foi recebido pelo PAPA PAULO VI em uma audiência reservada na biblioteca do VATICANO, local utilizado apenas para encontros com grandes estadistas. Um ano depois, em 13 de janeiro de 1967, nasceria a primeira filha com ROSEMERI, KELLY CRISTINA. Mas os meados dos anos 60 não foram só de alegria e vitória. Na COPA DA INGLATERRA, em 1966, o BRASIL acabou eliminado na primeira fase. Em jogos violentos contra a BULGÁRIA e PORTUGAL, PELÉ machucou-se gravemente e nada pôde fazer para salvar o sonho do tricampeonato, que se tornara uma obsessão nacional. Ao final da competição, o craque concedeu entrevista ao jornal inglês SUNDAY TELEGRAPH dizendo que estava desgostoso com a violência e que aquela seria a sua última COPA DO MUNDO. Foi a maior derrota de sua carreira. Em visita ao BRASIL, em outubro de 1968, a RAINHA ELIZABETH II, da INGLATERRA, fez três pedidos oficiais: ir ao CORCOVADO, ao PÃO DE AÇÚCAR e ao MARACANÃ, conhecer PELÉ. Um jogo entre as seleções Paulistas e Cariocas foi marcado como parte das comemorações e o desejo da Rainha foi realizado. E foi no mesmo MARACANÃ que, um ano mais tarde, em 19 de novembro de 69, em partida do SANTOS contra o VASCO DA GAMA, PELÉ alcançaria a mitológica marca dos MIL GOLS. Ironicamente, o tento não foi marcado em uma jogada sensacional mais sim em uma cobrança de pênalti, quase defendida pelo goleiro argentino ANDRADA.

Quando tomou seu lugar no ônibus que levaria a Seleção Brasileira do hotel para o estádio AZTECA, em 21 de junho de 1970, dia da final da COPA DO MUNDO do MÉXICO, PELÉ foi tomado de súbita emoção. Deu-se conta de que aquele seria seu último jogo em uma COPA. Lembrou-se da frustração coletiva da nação após a perda do tricampeonato em 1966, na INGLATERRA. Percebeu que não poderia falhar. E chorou muito, DURANTE TODO O TRAJETO. Além de marcar o gol que abriu caminho para a conquista, PELÉ foi o maestro do time no gramado e o BRASIL derrotou a ITÁLIA por 4 a 1, tornando-se o primeiro País tricampeão mundial de futebol.  Em março de 2002, a camisa 10 com a qual o Rei disputou a finalíssima foi arrematada por 205 mil dólares em um leilão no CHRISTIE´S, em LONDRES. Já de volta ao BRASIL, dois meses depois, PELÉ comemorou o nascimento do segundo filho com ROSEMERI, o primeiro homem, que também recebeu o nome de ÉDSON. A primeira série de despedidas de PELÉ foi na Seleção Brasileira, no dia 18 de julho de 1971, em jogo contra a IUGOSLÁVIA, no MARACANÃ, quando deixou o campo ao término do primeiro tempo, ovacionado por 140 mil torcedores. Às vésperas da COPA DE 1974, PELÉ foi convidado para voltar à SELEÇÃO, que passava por momento difícil. PELÉ declinou da proposta. Na noite de 2 de outubro de 1974, no jogo do SANTOS contra a PONTE PRETA, PELÉ participou da partida. Aos 22 minutos do primeiro tempo, o REI abraçou a bola, ajoelhou-se no meio do campo e, de braços abertos, agradeceu aos torcedores que o aplaudiam sem parar. Em julho de 1975, após extensa negociação, PELÉ assinou contrato de dois anos com o time do COSMOS, dos EUA, em uma megaoperação de marketing, que contou com a participação da WARNER COMMUNICATIONS, empresa proprietária da equipe e da qual ele viria a ser uma espécie de relações públicas internacional. Em outubro de 1977, PELÉ se despediria oficialmente do futebol em um amistoso entre COSMOS e SANTOS. Em março de 1978, apenas um mês após o nascimento de JENNIFER, a caçula do casal, PELÉ trocou o apartamento onde vivia com ROSE pela casa de um amigo. Os filhos continuaram com a mãe. O divórcio foi oficializado dois anos mais tarde, na REPÚBLICA DOMINICANA, pelas facilidades oferecidas pelas leis do País nos casos de separação. Em dezembro de 1980, ele conheceu a manequim MARIA DA GRAÇA MENEGHEL, a XUXA, então com 17 anos, em um ensaio para revista MANCHETE. Engataram um namoro que, entre idas e vindas, durou sete anos e se tornaram o casal mais comentado do País. Em maio de 1981, em uma eleição do jornal francês L´EQUIPE com jornalistas do mundo inteiro, PELÉ foi eleito o ATLETA DO SÉCULO e foi a PARIS receber o prêmio. Em meados dos anos 80, interpretou o malandro PEDRO MICO no cinema, literalmente um de seus grandes “micos” extra-futebol, e foi protagonista de A VITÓRIA DO MAIS FRACO, em que contracenou com JOHN HOUSTON. Em 31 de outubro de 1990, uma semana depois de completar 50 anos, o maior jogador de todos os tempos voltou aos gramados numa homenagem organizada pela FIFA. E o REI preparou-se como nunca. Emagreceu oito quilos e entrou no estádio de SAN SIRO, em MILÃO, na ITÁLIA, pesando os mesmos 74 quilos com os quais disputara a COPA DO MÉXICO em 1970. O BRASIL foi derrotado pela Seleção do RESTO DO MUNDO por 2 a 1 e PELÉ jogou até os 43 minutos do primeiro tempo. Depois disso, participou apenas de um jogo-treino, na inauguração do centro de treinamento do SANTOS, em 1999, quando marcou dois gols.

Os anos 90 firmaram a posição de PELÉ como homem de negócios. Em julho de 1991 ele formou, junto com o empresário HÉLIO VIANNA, uma agência de marketing esportivo, a PELÉ SPORTS & MARKETING. Tiveram relativo sucesso no início. Até que, em 2001, a imagem do REI foi arranhada com a denúncia de que uma de suas empresas teria ficado com 700 mil dólares movimentados em torno de um evento beneficente que nunca ocorreu a favor da parte argentina do UNICEF. Após a denúncia, PELÉ expulsou HÉLIO –a quem acusou de ficar com o dinheiro-, da sociedade, encerrou as atividades da PELÉ SPORTS & MARKETING e abriu nova empresa, a PELÉ PRO. A vida pessoal de PELÉ também passou por transformações radicais na década de 90. Em 1991, SANDRA REGINA MACHADO, então com 27 anos, entrou com uma ação na Justiça para ser reconhecida como a filha primogênita do REI. Fruto de um relacionamento amoroso, ocorrido em 1963, com a empregada doméstica ANÍZIA MACHADO, SANDRA diz que solicitou a realização de um exame de DNA após cinco meses tentando, sem sucesso, um contato pessoal com PELÉ. Comprovada a paternidade, PELÉ disse, a princípio, que conversaria com SANDRA. Mas mudou de idéia, dizendo-se decepcionado com a postura da filha, que virara uma personalidade instantânea e tinha sua história bombardeada pela mídia do mundo inteiro. A fisioterapeuta gaúcha FLÁVIA KURTZ, gerada de um relacionamento relâmpago com a então estudante de jornalismo LENITA KURTZ, em 1969, foi reconhecida como filha, recebeu ajuda financeira e foi aceita pela família. Em 1993, ao reencontrar um antigo amor, a psicóloga ASSÍRIA LEMOS SEIXAS, que conhecera oito anos antes em NOVA YORK, o coração de PELÉ balançou. O reencontro foi fulminante, casaram-se em abril de 1994, na igreja Episcopal Anglicana, no RECIFE. Em 1995, convidado pelo presidente eleito FERNANDO HENRIQUE CARDOSO, PELÉ entrou para a política, aceitando o cargo de Ministro dos ESPORTES.  Em maio de 1998, decepcionado e disposto a dedicar mais tempo à família, deixou o cargo.  Nesse meio tempo, assistiu o filho EDINHO ser vice-campeão brasileiro com o SANTOS, como goleiro, em 1995, e perdeu o pai, DONDINHO, de insuficiência cardíaca, em novembro de 1996. Meses antes, DONDINHO tivera o gosto de ser avô mais uma vez. Em abril de 1996, depois de se submeter a tratamento com o médico ROGER ABDELMASSH, especialista em reprodução humana, o casal anunciou que ASSÍRIA estava grávida. Os gêmeos CELESTE e JOSHUA nasceram em 28 de setembro. Pela primeira vez PELÉ assistiu ao parto dos filhos e, segundo LUIZ CARLOS BUENO FERREIRA, chefe da equipe de neonatologia do Hospital SÃO LUIZ, em SÃO PAULO, onde foi realizada a cesariana, o REI “chorou mais do que as crianças”. Além de se manter como um dos mais requisitados garotos-propaganda do planeta, em 2004 PELÉ está cheio de projetos pessoais. Um filme sobre sua história, o grande xodó dele, com direção de ANÍBAL MASSAINI, está para ser lançado em março. Um disco com composições próprias feitas ao longo de sua vida está sendo gravado e ele também marcará presença no novo CD de sua esposa, NOVO TEMPO, em um dueto na música “AQUI ESTAREI”. O REI de futebol também é craque em outros campos.     

No dia 17 de outubro de 2006, faleceu SANDRA REGINA, aos 42 anos. PELÉ se encontrava em SÃO PAULO, mas não compareceu no velório da filha e também não foi no enterro. Ela sofria de câncer de mama. PELÉ nunca assumiu “afetivamente” SANDRA como filha.

No sábado, dia 23 de outubro de 2010, PELÉ completaria 70 anos. Os jornais dão enorme destaque à data. Entre os encartes está o do JORNAL DA TARDE – PELÉ PARA TODO O SEMPRE – com as palavras que “ele foi manchete da primeira edição do JT, em 4 de janeiro de 1966. Ia se casar. Deste então, PELÉ é nosso principal personagem. Até com 70 anos.” No dia do 70º aniversário do mito, os leitores, e – por que não? – o próprio PELÉ, ganham um presente e tanto: um caderno especial de 16 páginas que lembra todos os passos dados pelo gênio dentro e fora dos gramados. Há desde depoimentos de craque que viveram histórias incríveis ao lado dele até a descoberta de uma relíquia: a bola do jogo de despedida de PELÉ da Seleção Brasileira, em 1971. E, além disso, os leitores recebem um pôster com uma foto clássica do REI e a reprodução na íntegra de uma página publicada pelo JT no dia seguinte a um marco fundamental da carreira de PELÉ: o milésimo gol. É uma edição para ler, reler e guardar.

PELÉ passou os últimos anos repetindo a quem quisesse ouvir que ele está cansado e que deseja se aposentar. Nada mais natural para um senhor de 70 anos, evidentemente. Mas a verdade é que o REI entra na oitava década de vida tão ativo quanto sempre foi. Seu ritmo de trabalho é capaz de deixar qualquer garoto de 20 anos estafado. E, mesmo assim, ele não para nunca. A cada semana está em um canto do planeta para divulgar as marcas que o patrocinam, receber homenagens e ser reverenciado pelos seus milhões – ou seriam bilhões? – de súditos. A vida de rei, definitivamente, não é para qualquer um. “Completo 70 anos de idade bem vividos. Eu não mudaria absolutamente nada do que fiz na minha carreira e na minha vida”, disse PELÉ, para depois fazer uma ressalva: “Eu gostaria que tivessem acontecido algumas coisas. A principal é que sempre que íamos fazer excursão pela EUROPA a gente via que todos os times europeus tinham seus estádios bem estruturados e que eram do próprio clube. Gostaria que o SANTOS tivesse seu estádio. Queria muito ver isso um dia.” Separado há mais de dois anos de ASSÍRIA, sua segunda mulher (a primeira foi ROSE), PELÉ mora atualmente no GUARUJÁ – isso, claro, quando não está flanando pelo mundo. Uma de suas maiores alegrias é, na medida do possível, brincar com as netas STEPHANY, de dez anos, e SOPHIA, de sete (ambas filhas de EDINHO), coisa que raramente pôde fazer com seus próprios filhos quando eles eram pequenos. Mas as netinhas já perceberam: vovô PELÉ ainda está

muito longe da aposentadoria. E quem disse que rei se aposenta?   

DANIEL BOONE ep39 O Canhão de Williamsburg Completo

OS PERIGOS DE NYOKA CAP. 14 - BARREIRA ABRASIVA (1942)

G1 : 22 DE OUTUBRO DE 2020 - QUINTA-FEIRA

 

Newsletter
O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail
As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.
Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.
Inscreva-se e receba a newsletter

G1 em 1 Minuto

Acesso mais rápido

Eleições 2020
Prefeito e candidato à reeleição pelo PSDB tem 23%, contra 20% do candidato do Republicanos.
Corrida eleitoral no Brasil
Disputa pelas prefeituras
Saiba o que eles andam falando sobre saúde, educação e outros temas do nosso dia a dia.
Peso dos estados
Destruição ambiental
Ibama suspendeu atividades de brigadistas e alegou falta de dinheiro. Mourão diz que verba será desbloqueada.
Alerta em aldeias
Ministro considerou que documento é 'insatisfatório' e pediu uma nova versão.
Foto: (Sandro Pereira/Estadão Conteúdo)
Novela da CoronaVac
Agência diz atuar de forma técnica e que, mesmo com importação, vacina não poderia ser aplicada sem o registro.
Foto: (EPA/Wu Hong)
Bolsonaro divulgou vídeo com ministro da Saúde, que tem Covid. Nenhum deles usava máscara.
2ª onda na Europa
Espanha bateu 1 milhão de casos. Alemanha e Itália registraram recordes de novas infecções.
Foto: (Charles Platiau/Reuters)
Economia
Programa para reduzir burocracia prevê consolidar 2 mil documentos do extinto Ministério do Trabalho em no máximo 10.
Novo ministro
Desembargador será 1º ministro indicado por Bolsonaro e herdará vaga de Celso de Mello.
Condenado por estupro
Detento que teve irmã abusada invadiu ala ao saber que ex-médico estava no local.
Foto: (Reprodução/TV Globo)
História controversa
Biografia dos dois soldados romanos foi recuperada por historiador americano.
Fim do sequestro
Médica Tamires Mignoni estava desaparecida desde sexta. 3 foram presos.
Exemplo de honestidade
Empresário que havia perdido dinheiro conta que Odair não quis nada em troca: 'Um cara muito bom'.
Foto: (Arquivo pessoal/ Anízio de Faria)
Enfim, a liberdade
Lucas foi inocentado de assaltos e voltou para casa hoje: 'Perdi parte da infância dele'.
Pedido de liminar
Juíza entendeu que condenados que cumpriram pena e se encaixam nas outras regras têm direito ao benefício.
Foto: (Divulgação)
Defesa do Judiciário
Presidente do STF abriu seminário promovido pelo tribunal em parceria com a ONU.
Serviço a sem-teto
Liminar dá 72 horas para retomada do serviço; governo estadual diz que não foi notificado.