quinta-feira, 7 de abril de 2011

UM ESCLARECIMENTO NECESSÁRIO




UM ESCLARECIMENTO NECESSÁRIO

De forma diferente da minha atuação na ativa, quando defendia com afinco as minhas idéias e o meu posicionamento - o que me valeu alguns ônus e dissabores no Alto-Comando do Exército - ao passar para a Reserva entendi que os novos dirigentes da Instituição estavam plenamente capacitados para conduzi-la de forma segura e confiável. O meu papel seria apenas o de apoiá-los da melhor forma possível, embora divergindo silenciosamente em alguns aspectos. Imagino como deve ser difícil a convivência dos nossos Comandantes no seio de governantes que só disfarçam o desprezo às Forças Armadas por mera conveniência de momento. Sempre julguei que esses Chefes professam aquele princípio que diz "Ao meu Rei tudo, menos a minha dignidade" e que acrescentam "menos a minha dignidade e a dignidade de meus comandados"
A situação de Oficial General da Reserva mais antigo disponível na Guarnição de Fortaleza, entretanto, me obrigou a pertencer temporariamente a algumas Associações, bem como a participar na organização de alguns eventos ligados a comemorações históricas, tendo sempre em mente a consideração, o respeito e a preservação da autoridade militar dos companheiros da ativa, evitando atitudes ou palavras que pudessem criar situações delicadas, conflitantes ou constrangedoras.
Uma notável tradição, cumprida há anos em Fortaleza, presta uma significativa homenagem ao MARECHAL CASTELO BRANCO no dia 31 de março, normalmente realizada no Mausoléu onde encontram-se os corpos do insigne Chefe e de D. Argentina. Nos últimos dois anos, como o local encontrava-se em obras, sem a certeza de que estaria disponível na data, o evento foi programado para o Quartel do 23º BC – Batalhão Marechal Castelo Branco. Em 2010 assim foi feito com a presença de autoridades civis e militares, com a participação de tropa, do Comando da 10ª e com grande brilhantismo. Para 2011 ficou acertado repetir, da mesma maneira, a solenidade no 23º BC, para tanto eu, pessoalmente, aproveitando solenidade de passagem de Comando, me liguei ao Sr Comandante Militar do Nordeste e aos Comandantes da Região (substituto e substituído), os quais não apresentaram qualquer óbice visto tratar-se apenas de uma homenagem a um respeitável Chefe.
Os convites foram expedidos com vários dias de antecedência por e-mail e por ligações telefônicas dirigidas aos Comandantes, Chefes, Diretores das OM das FF.AA., autoridades civis, militares da ativa e da reserva e demais amigos, para a solenidade que seria realizada as 10:00 horas do dia 31 de Março de 2011 (quinta-feira) no Quartel do 23º Batalhão de Caçadores.
Naquela data as 09:30 horas, dirigindo o meu carro em direção ao 23°BC para a solenidade programada, recebi uma ligação pelo telefone celular do Comandante da 10ª RM que encontrava-se em Recife-PE. Disse-me ele que por ordem superior a solenidade deveria ser cancelada. Respondi que essa ordem se constituía em uma grande decepção para mim, não apenas pelo que ela representava de desprezo a uma tradição, como também uma imensa falta de consideração aos organizadores e aos convidados que naquele momento já estariam no local. Disse-lhe também que apesar de tudo a disciplina é um dos nossos pilares, por isso a ordem seria imediatamente cumprida.
No 23º BC já encontrei todos os convidados e de viva voz informei que, por ordem superior a solenidade estava cancelada, que eu muito constrangido pedia desculpas a todos e que a saudação ao MARECHAL CASTELO BRANCO programada seria feita pelo Gen Torres de Melo a noite no Círculo Militar, durante a posse da nova Diretoria da ARSOFAC.
Àqueles que atenderam ao nosso convite e que foram dispensados da solenidade em cima da hora, atônitos sem saber o motivo de tamanha afronta, é que eu dirijo este meu esclarecimento necessário, quebrando um silêncio de longo tempo.
Fica no ar, para todos nós, dúvidas que não conseguimos responder:
- Será que proibir uma homenagem a um Chefe de qualidades incontestes, na Unidade Militar que tem a denominação do seu nome "BATALHÃO MARECHAL CASTELO BRANCO', com a participação de militares da ativa da reserva, autoridades e amigos civis, pessoas que sem dúvida não são criminosos nem subversivos. Será que isto não é o início de mais um plano para destruir as nossas tradições e no futuro proibir também, nos quartéis, homenagem ao nosso Patrono, Duque de Caxias, aos Patronos das Armas e Serviços e aos nossos heróis ??????????????
- Será que há um desejo de desmoralizar os nossos Chefes perante os seus subordinados, fazendo crer que se apegam às honrarias, mordomias e gratificações do Cargo ou a sinecuras futuras, abdicando da altivez e do dever de defender a Instituição ?????????????????
Não sei de onde partiu ou por onde transitou aquela ordem absurda, mas tenho a certeza de que alguém que se tornou responsável na cadeia hierárquica, se frequentou as mesmas Escolas e se teve a mesma Formação da maioria dos nossos companheiros, tenho a certeza de que não dorme tranquilo, atormentado pela vergonha e pelo remorso.
Fortaleza, 03 de abril de 2011-04-06
General-de-Exército Reformado DOMINGOS MIGUEL ANTONIO GAZZINEO
Ao tomar conhecimento dos esclarecimentos necessários do ínclito chefe GEN GAZZINEO, as esperanças renovam-se; a fé ressurge; o coração bate mais forte e volta-se a acreditar que o BRASIL será sempre uma NAÇÃO onde a LIBERDADE será defendida pelas FORÇAS ARMADAS, COM ORDEM E PROGRESSO.
AS DÚVIDAS LANÇADAS PELO GENERAL GAZZINEO INDICAM QUE ESTAMOS VIVOS E ALERTAM OS PATRIOTAS CONTRA AQUELES QUE QUEREM APENAS TIRAR VANTAGEM DA POSSE DO PODER.
O GRUPO GUARARAPES ABRAÇA O GENERAL GAZZINEO E REPETE, PARA QUE NÃO ESQUEÇAM, AS PALAVRAS DO MARECHAL CASTELLO BRANCO: "OS SEUS OBJETIVOS CAPITAIS :DISSOCIAÇÃO DA OPINIÃO PÚBLICA NACIONAL E INTERNACIONAL, CRIAÇÃO DA INDECISÃO E O PRINCIPAL, RETIRAR DAS NAÇÕES A CAPACIDADE DE LUTA". BRASILEIROS! NÃO SOMOS MAIS UMA RAÇA. SOMOS UM SOMATÓRIO DE PRETO, ÍNDIO E BRANCO E AS FORÇAS ARMADAS SENDO DESTRUÍDAS PARA PERDEREM A CAPACIDADE DE LUTA. NEM SEUS HEROÍS PODEM SER MAIS HOMENAGEADOS NOS QUARTEIS. NOS GABINETES JÁ ENCONTRAMOS RETRATOS DE CRIMINOSOS COMO CHE GUEVARA.
GRUPO GUARARAPES
REPASSEM! O CORAÇÃO BRASILEIRO AINDA BATE!