sexta-feira, 3 de junho de 2011

O FARDO

GBB/ Ao Cel. Camillo, O FARDO


odilonfrancisco@yahoo.com.br para *GBB

Prezado Cel Ciapina ( Moderador do GBB).

Estou vinculado à nossa querida Polícia Militar há 55 anos, já vi nossa Corporação passar por maus momentos e não foram poucos, vivenciei grandes acontecimentos, que de forma direta ou indireta atingiram o dia-a-dia desta fantástica organização, cujo poderio chega ao imaginário dos melhores cérebros humanos.

Mesmo assim, estou estarrecido diante da avalanche de tantos e tantos problemas graves e gravíssimos que , certamente, estão dando muita dor de cabeça ao nosso Comandante Geral Cel Camillo.

Nunca se viu tamanho volume de componentes da Corporação envolvidos em quadrilhas de assaltantes como neste momento triste, somando-se a outros tantos problemas para dissabor de todos nós e especialmente de nosso Líder maior, se não vejamos:

a) Intriga da nossa irmã PC, com enorme prejuizo, desgastes e dificuldades de um bom relacionamento, tão necessário para o cumprimento das missões de ambas as Corporações, principalmente aqueles que operam nas ruas.

b) Milhares de seus comandados pedindo aumentos de vencimentos.

c) RETP enroscado.

d) ALE com solução desagradável para muitos.

e) Bandidos de toda espécie ganhando mais e mais privilégios, o que tem resultado em redobrada atenção por parte da Tropa para o bom desempenho da difícil missão, que é fazer policiamento de qualidade. As organizações criminosas,de certa forma, são uma ameaça permanente aos nossos homens que cada vez mais estão ameaçados no seu míster.

f) - Problemas de muitos dos nossos companheiros necessitando fazer bico, o que de certa forma implica na caida de produção internamente, e traz outra complicação como o excesso de óbitos dos mesmos ao trabalhar fora, além de não poder dar a atenção adequada e como desejariam dar aos seus familiares.

Tudo isso, é um deus nos acuda. E lembro-me do saudoso Cel Cruz , quando no exercício da Presidência da AOMESP, que disse,enfaticamente: "agora, só nos resta rezar". E olha, que naqueles dias conturbardos a coisa não estava como está hoje, e o Cel Cruz era um homem dos mais experientes entre os veteranos.

Caso eu tivesse poderes e voz, pediria a todas as nossas Associações e organizaçoes vinculadas à Policia Militar, que cerrassem fileiras em torno do nosso Comandate Geral. Acho, particularmente, que o próprio GBB é um celeiro de grandes homens, exelentes ex-Comandantes, cujo saber, experiência e competência e preparo, poderiam dar alguma forma de suporte a Sua Excelência neste momento tão delicado ,não para lhe pedir nada, mas dizer: PRESENTE,AQUI ESTAMOS A SEU LADO, CONTE CONOSCO, O FARDO É NOSSO TAMBÉM.cel_ciapina@yahoo.com.br


Você está certo amigo Odilon. Fez um breve resumo e faltou ainda mencionar o recente episódio envolvendo um coronel res. na mídia, coisa rara, mas estamos vendo isso hoje acontecer. você disse que tem 55 anos vinculados à PM e eu 45 e as notícias atuais não se comparam com as dos nossos tempos.
Quando fizemos um movimento para pedir ao governador a permanencia do cel Camilo no comando e depois mudamos o rumo para pedir gue o SSP ficasse no cargo e indiretamente ele permanecesse jamais iriamos imaginar que isso seria um sacrifício, pois poderia ter passado para a reserva e ficar tranquilo.
Quanto a esses policiais bandidos, cabe uma parcela de culpa nos comandantes intermediarios que precisam obsevar melhor seus subordinados diretos. Quando algum aparece de repente ostentando posses não condizentes com os seus rendimentos familiares (ele, esposa e filhos)por exemplo, um carro zero de alto valor, motos incrementadas, etc. pode estar havendo enriquecimento ilícito digno de ser investigado, como estão tentando fazer com Palocci, mas tudo preventivamente, antes que o caso tenha evoluído com o desfecho final que vemos agora.
Portanto, o nosso Cmt Camilo sofre consequencias desses desvios de condutas, por falta de empenho nas bases da corporação .
Ele tem toda a solidariedade do nosso grupo desde o início. Seria interessante e importante que ele soubesse disso e pediria a algum dos Oficiais do GBB mais próximos a ele levasse essa nossa manifestação de confiança e solidariedade diretamente a ele nestes momentos de crise política/institucional. Assim que isso for feito favor nos avisar e ficaríamos agradecidos por esse gesto de companheirismo.