sábado, 8 de outubro de 2011

MÃOS QUE NOS TOCARAM - DE MEU AMIGO MAJOR PM WALDEMAR - ENCANTADOR POEMA

Mãos que nos tocaram.




Lembrar nossos toques de mãos é rever uma longa caminhada. Nelas estão doces e amargas lembranças que nos leva ao sublime ao inesquecível, ao começo e ao fim, para o sincero e o falso, para o apoio e o desprezo, para a ternura e a dureza. O toque nos trás faces e momentos. É o filme de nossas vidas.

Até onde nossa memória alcança, nos vem primeiro os toques das mãos de nossa mãe. O andar, o alimento, o cobertor, o vestir, maneiras diversas entre pobres e ricos, mas sempre trazendo o amor e carinho da mãe zelosa. As mãos firmes de nossos pais e as mãos inteligentes de nossos mestres com incógnitas e teorias.

Nossa juventude, as apresentações, os toques de mãos que nos marcaram por amizades duradouras ou aquelas que ficaram só no momento.

Por fim aquele toque que sentimos diferente, dado por alguem que esperávamos encontrar. Aquele toque do início da história, que veio para ficar. O toque do amor entre o homem e a mulher.

Este vem acompanhado de intensas emoções. Aquele passeio na praia, descalços, ondas molhandos os pés, mãos juntas e um mundo só nosso. Ou aquele passeio entre trilhas, até o descanso , sentados sobre as pedras, contemplando a tranquila lagoa e sua pequena catarata.

Ah ! que dizer daquele cantinho romantico, da bôa música ao fundo, o bom vinho, as mãos entrelaçadas e das juras de amor eterno. Estes são os toques primeiros dos muitos que virão de filhos e netos.

Caminhada que por mais longa que seja, sempre nos será breve. Aquelas mãos amigas, companheiras, nosso apoio, um dia nos faltará, não mais as tocaremos. Uma ausencia que trás com ela um profundo vazio, tão profundo como o abismo que nos mergulhamos. As mãos que nos ampara, não está mais ali. As mãos de Deus que nos presenteou as levou.

Temos que acreditar que é um até breve. Novo recomeço, ansioso reencontro de mãos entrelaçadas em um mundo onde não haverá mais o temor da separação. Mãos juntas, tocadas pela ternura do amor eterno.

De tudo fica o consolo de amar e ter sido amado. Triste, muito triste, os que não sentiram tão sublime emoção. Simplesmente não viveram.

Meu abraço. Afaguem carinhosamente as mãos de seus amores.

MEMÓRIAS DO VENTURA: 8 DE OUTUBRO DE 2011

MEMÓRIAS DO VENTURA: 8 DE OUTUBRO DE 2011: D I A O I T O D E O U T U B R O D E 2011 - S Á B A D O. 74 anos, 9 meses e 11 dias de idade. Início de minhas memórias – 9 de julho de ...

79º ANIVERSARIO DA CESSAÇÃO DAS HOSTILIDADES DO MOVIMENTO CONSTITUCIONALISTA DE 1932 - RELAÇÃO DOS HOMENAGEADOS COM A MEDALHA GOVERNADOR PEDRO DE TOLEDO - REPORTAGEM DO JORNAL SEMANÁRIO DA ZONA NORTE

Edição nº 624, de 7 de outubro de 2011 do jornal “SEMANÁRIO DA ZONA NORTE” com uma matéria que merece destaque “PERSONALIDADES RECEBEM A MEDALHA GOVERNADOR PEDRO DE TOLEDO NO IBIRAPUERA”. Na primeira página diz: Na manhã de 2 de outubro, domingo, em uma solenidade realizada defronte do Mausoléu do Soldado Constitucionalista, no IBIRAPUERA, trinta e duas personalidades e autoridades civis e militares, foram outorgadas com a Medalha GOVERNADOR PEDRO DE TOLEDO, dentre elas o diretor do jornal SEMANÁRIO DA ZONA NORTE, JOÃO CARLOS DIAS. A medalha, outorgada pela Sociedade Veteranos de 32-MMDC, comemorou os 79 anos da Cessação das Hostilidades da Revolução Constitucionalista de 1932 e foi criada por Decreto nº 814, de 26 de dezembro de 1972, na Assembléia Legislativa de São Paulo pelo governador LAUDO NATEL e HENRI COURI AIDAR, chefe da Casa Civil do Estado de São Paulo. Na oportunidade esteve presente o prefeito GILBERTO KASSAB , que em discurso falou da importância do evento. No encerramento houve uma apresentação de gaitas de fole.


Presidente da Sociedade Veteranos de 32-MMDC, o CORONEL PM MARIO FONSECA VENTURA lembrou os 130 mil homens e mulheres que lutaram na revolução, dos quais 45 ainda vivem, e destacando a pessoa que dá nome à medalha, o governador PEDRO DE TOLEDO. “Esse medalha remonta a uma pessoa extraordinária da nossa história. Naquela época, ele, com 72 anos, que GETÚLIO trouxe para SÃO PAULO para ser interventor durante seu governo provisório, em 10 de julho mandou uma carta para o ditador dizendo que deixava de ser interventor para ser governador dos paulistas. Um orgulho para nós, termos pessoas desse naipe”, frisou, lembrando a importância da homenagem ser realizada junto ao Monumento Mausoléu do IBIRAPUERA. “Fazemos esta homenagem sempre no dia 2 de outubro, quando se comemora a Cessação das Hostilidades do Movimento Constitucionalista de 1932. O Monumento do IBIRAPUERA tem uma história muito bonita, pois nele estão imortalizados desde o general da época a te soldados mais simples, num total de 797 heróis. Hoje, transcorridos 79 anos da revolução, dos 130 mil homens que se inscreveram para lutar em 1932 para redemocratização do país, só temos 45 deles vivos. No ano passado contávamos com 54, mas infelizmente o tempo levou mais nove combatentes e hoje ficamos com seus descendentes, por isso a nossa entidade criou a Comissão dos Familiares de 32, COFAM, que nasceu em 9 de julho de 2010 como uma nova estrutura dentro da Sociedade Veteranos de 32-MMDC para manter viva a memória desta epopéia.”

Ele considera muito merecida a indicação de JOÃO CARLOS DIAS, diretor do jornal SEMANÁRIO DA ZONA NORTE, para receber a MEDALHA GOVERNADOR PEDRO DE TOLEDO. “Nada mais merecido do que JOÃO CARLOS DIAS receber esta homenagem, pois ele tem um carinho muito grande pela história da Revolução de 32. Tenho uma hemeroteca, na qual guardo toda coleção do Semanário da Zona Norte, realmente um jornal histórico, pois traz sempre notícias não somente da Revolução de 32, mas também de todas datas importantes do BRASIL e do mundo. Isso para nós representa um imenso cabedal de conhecimento que não podemos desprezar, pois outros jornais não fazem isso.”

O CAPITÃO Ref GINO STRUFFALDI, combatente da Revolução Constitucionalista e presidente de honra da Sociedade Veteranos de 32, além de marcar um grande momento único no mundo pela sua espontaneidade. A Revolução de 32 não reivindicava territórios, poder ou dinheiro, mas sim o direito de voltar a ser conduzida por uma lei magna, que é a Constituição. Isso, embora derrotados militarmente, os paulistas conseguiram o seu intento, que foi o de restabelecer a Constituição, que chegou dois anos depois do movimento, em 1934. Por isso estamos outorgando a Medalha PEDRO DE TOLEDO, pois precisamos manter viva a memória. Conseguimos isso realizando solenidades como a de hoje, galardeando pessoas que se interessam pela Revolução de 32 para manter sempre acesa esta chama da história. Isso principalmente porque a Revolução de 32 nunca foi um movimento separatista, mas sim constitucionalista e lembro que a única bandeira que contem o mapa do Brasil é o Estado de São Paulo, PRO BRASÍLIA FIANT EXIMIA, ou FAREMOS GRANDES COISAS PELO BRASIL. Aqui temos sempre o brasileirismo e o respeito pela Nação brasileira.!”

O prefeito de SÃO PAULO, GILBERTO KASSAB, salientou a importância de cultuar os valores deixados pelos Veteranos de 32. “Todos sabemos o quanto é importante para nós brasileiros estarmos relembrando e sempre prestando homenagens para aqueles que foram os combatentes da Revolução Constitucionalista de 19322 e o fazemos mais uma vez em uma de suas principais datas, que é a Cessação das Hostilidades. Nada mais adequado do que darmos o nosso exemplo para que não tenha sido em vão um movimento carregado de tão grande espírito público. É evidente que todos que estamos na vida pública, civis ou militares, devamos manter, com a nossa conduta e a nossa ação, a luta por um BRASIL mais justo, por investimentos em segurança, saúde e ensino. Devemos fazer a nossa parte e mostrar que vale a pena por uma nação melhor. Por isso, representando 11 milhões de paulistanos dessa cidade, venho trazer aos Veteranos de 32 a nossa homenagem e o nosso respeito para que possamos sempre relembrar e cultuar este que foi um dos mais importantes movimentos da história do nosso país.”

O CORONEL PM ÁLVARO BATISTA CAMILO, comandante-geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo, enalteceu a importância da preservação dos valores morais e éticos. “A Medalha GOVERNADOR PEDRO DE TOLEDO é um reconhecimento para aqueles que colaboram com as tradições, com o civismo, com a pátria e com o exercício da cidadania em São Paulo. Por isso me sinto muito satisfeito em estar aqui principalmente pela preservação dos valores. Na sociedade atual, necessitamos, principalmente da educação, cultuar e preservar os valores morais, éticos, relembrando os fatos históricos nos quais oficialmente quase mil pessoas e extraoficialmente quase duas mil faleceram no embate pelo idealismo de uma nova Constituição. Cultuar esta memória é uma forma de estarmos transmitindo aos nossos jovens a importância de se preservar as tradições e os valores, para que voltem a permear as ações de toda nossa sociedade como acontecia no passado.”

O GENERAL-DE-DIVISÃO ADHEMAR DA COSTA MACHADO FILHO, comandante Militar do Sudeste, mais alta autoridade militar presente na solenidade foi agraciado com a medalha Governador PEDRO DE TOLEDO, e destacou a importância de manter viva a memória dos fatos históricos. “Esta é uma oportunidade que temos de rememorar fatos históricos. O BRASIL é uma Nação que tem tudo para ser um dos referenciais do mundo e cada vez que reverenciamos a nossa história e os nossos valores, fortalecemos a nossa nacionalidade. Sempre compareço a eventos como este porque eles representam uma maneira de prestigiar os nossos valores históricos. Esta MEDALHA GOVERNADOR PEDRO DE TOLEDO representa mais um marco em minha vida, algo que vai se incorporando ao nosso currículo e que guardo comigo com enorme carinho. Os Veteranos de 32 são verdadeiros ícones, que, infelizmente, pela lei da vida tenham ido embora, o que tem acontecido também com os veteranos da Força Expedicionária Brasileira, mas não podemos em um momento sequer deixar de tratar bem aqueles que ainda estão vivos. Precisamos sempre homenageá-los e prestigiá-los, pois eles cumpriram o seu papel no momento em que foram solicitados e este é o seu grande mérito.”

CELSO PERIOLI, superintendente da Polícia Técnico-Científica do Estado de São Paulo, considerou aquele um momento da prática da cidadania. “Para mim representa uma satisfação muito grande ser homenageado nesta data, pois esta é uma medalha que faltava em meu currículo. Realmente é uma honra, pois estamos hoje vivenciando um momento de civismo para que todos pratiquem um pouco mais os valores da cidadania, principalmente estando presente junto a tantos amigos.”

Comandante do 8º Distrito Naval, o VICE-ALMIRANTE LUIZ GUILHERME SÁ DE GUSMÃO, disse que receber a medalha GOVERNADOR PEDRO DE TOLEDO representa para ele uma honra. “Considero muito importante estar em uma ocasião tão importante como esta e me sinto muito honrado por receber a Medalha GOVERNADOR PEDRO DE TOLEDO, que muito enaltece a todos nós. É uma comenda que nos dá sempre um estímulo a mais para continuarmos trabalhando pelo nosso país e fazemos isso especificamente pela Marinha, na qual estamos hoje no comando do 8º Distrito Naval, em SÃO PAULO.”

Homenageado com a MEDALHA GOVERNADOR PEDRO DE TOLEDO, o CORONEL PM MARCOS ROBERTO CHAVES DA SILVA, Codandante do Comando de Policiamento da Capital (CPC), disse que esta comenda fortalece a vontade de trabalhar para uma sociedade melhor para todos so paulistas. “Nos sentimos muito honrados ao recebermos a MEDALHA GOVERNADOR PEDRO DE TOLEDO até mesmo porque a comemoração desta data lembra a vitória do povo paulista ao conseguir mudar uma situação difícil que vivia a sociedade brasileira daquela época. Hoje, percebemos que mais uma vez o povo paulista está unido, buscando novamente superar as dificuldades para colocar o BRASIL em um caminho seguro. Este é um momento de muito civismo e cidadania, que demonstra que os paulistas mantêm o sentimento de amor às suas causas e aos seus valores. Com certeza, esta é uma medalha que nos fortalece para continuarmos no caminho para, juntamente com a sociedade, alcançarmos a segurança, a tranqüilidade de vida e a alegria de sermos paulistas.”
MEDALHA


“GOVERNADOR PEDRO DE TOLEDO”

DIA 02 DE OUTUBRO DE 2011

1 Vice Almirante LUIZ GUILHERME SÁ DE GUSMÃO

2 Cap-de-Mar-e-Guerra CIRO DE OLIVEIRA BARBOSA

3 General de Exercito ADHEMAR DA COSTA MACHADO FILHO

4 Coronel HELDER CLÉBER DE BARROS RIBAS

5 Cel Aviador CESAR AUGUSTO BORGES TUNA

6 Coronel INT ADILIO MARTINS DE MOURA FILHO

7 Cel PM REGINALDO CAMPOS REPULHO

8  Cel Méd PM JOSÉ CARLOS QUEIROZ

9 Cel PM MARCOS ROBERTO CHAVES DA SILVA

10 Cel PM MANOEL MESSIAS MELLO

11 Sr. JOÃO CARLOS DIAS

12 Dr. GUÉRDSON FERREIRA

13 Dr. ARCHIMEDES CASSÃO VERAS JUNIOR

14 Dr. WALTER MÁRCICO RAMOS

15 Dr. JORGE PEREIRA DE OLIVEIRA

16 Inspetor JOSÉ CARLOS RODRIGUES DA SILVA

17 Inspetora MARIA DAS DORES ALVES DE OLIVEIRA

18 Dr. DIEGO MORENO GONÇALES

19 Dr. ROGÉRIO DO NASCIMENTO CARVALHO

20 Dr. DANIEL ZANETTI MARQUES CARNEIRO

21 Dr. SÉRGIO LUIZ PEREIRA SOARES

22 Dr. RUBENS DO SANTOS CRAVEIRO

23 Dr JÁCOMO SPAMPINATO NETO

24 Dr. MARIO MARIANO MACHADO

25 Dr. JOSÉ VIEIRA DA SILVA JUNIOR

26 Sr. VANDERLEI DOS SANTOS

27 Sr. MARCELO AUGUSTO TIBURCIO

28 Dra. MARIA LÚCIA CAMARGO

29 Dr CELSO PERIOLI

30 1º Ten PM BEATRIZ DE ASSIS BASTOS MORASSI

31 2º Ten Méd PM Dr. FILIPE MINZON RODRIGUES

32 Dr. CARLOS ALBERTO LENZI

MEMÓRIAS DO VENTURA: 7 DE OUTUBRO DE 2011

MEMÓRIAS DO VENTURA: 7 DE OUTUBRO DE 2011: D I A S E T E D E O U T U B R O D E 2011 - S E X T A - F E I R A. 74 anos, 9 meses e 10 dias de idade. Início de minhas memórias – 9 de ...