quinta-feira, 16 de agosto de 2012

15 DE AGOSTO DE 2012


D I A Q U I N Z E D E A G O S T O D E 2 012 - QUARTA-FEIRA.

75anos, 7 meses e 19 dias de idade.

Início de minhas memórias – 9 de julho de 1950.

24 anos e 155 dias no Posto de Coronel – 293 meses e 3 dias.

1 ano e 39 dias na Presidência da Sociedade Veteranos de 32-MMDC

ANO 63o. MÊS 2o. No. 37 54 anos e 72 dias na P M E S P.

8 976 dias CORONEL 20 anos e 245 dias na reserva.

9 533-229 988 8 976-214 416 9 679-132 344.

ESCOLA DE OFICIAIS; 53 anos e 185 dias; 29 044 dias – 689 416 horas.

DIA DE SANTO ESTANISLAU KOSTKA. Nasceu em 1550, na POLÔNIA, de família forte e influente. Em 1564, partiu para VIENA a fim de estudar junto com os jesuítas. Se fez passar por mendigo para fugir de um irmão. Ingressou na COMPANHIA DE JESUS e no noviciado em ROMA. Morreu aos 18 anos. É o padroeiro dos jovens.



DIA DO JORNALEIRO

DIA DO SOLTEIRO

DIA DA INFORMÁTICA



ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA

(simboliza na Igreja Católica como na Igreja Ortodoxa, a afirmação que, depois de sua morte, MARIA ascendeu aos céus em corpo e alma. Foi definida como dogma de fé pelo PAPA PIO XII, em 1950, proclamando, solenemente que “a Imaculada MÃE DE DEUS, a Sempre VIRGEM MARIA, terminado o curso da vida terrestre, foi assunta em corpo e alma à glória celestial”. É uma das mais antigas festas marianas. Em PORTUGAL, chamava-se FESTA DE SANTA MARIA DE AGOSTO. Foi na "“véspera de SANCTA MARIA DE AGOSTO”, do ano de 1385 que se travou a BATALHA DE ALJUBARROTA.



529 a. erguida pelo arquiteto GIOVANNI DEI DOLCI sob as ordens do PAPA SISTO IV, a CAPELA SISTINA tem sua primeira missa celebrada em 15 de agosto de 1483. A construção da capela, chamada de SISTINA por causa do nome do PAPA, havia começado oito anos antes.

493 a. PEDRO ARIAS DE ÁVILA (conhecido como PEDRARIAS DÁVILA) funda o PANAMÁ, em 15 de agosto de 1519. Adquire oficialmente o status de cidade através de carta real expedida no dia 15 de setembro de 1521.

478 a. da fundação da COMPANHIA DE JESUS, pelo espanhol IGNÁCIO DE LOYOLA, em 15 de agosto de 1534. Implementou à ordem religiosa uma formação ideológica militar, cujo objetivo era impedir a ampliação do protestantismo na EUROPA e na AMÉRICA, em 15 de junho de 1534. Os seis primeiros jesuítas chegaram ao BRASIL em 29 de março de 1549, acompanhando TOMÉ DE SOUZA, primeiro governador-geral da colônia lusitana. Criaram escolas e lutaram para impedir que os colonos cometessem abusos contra os índios, e ainda os catequizaram. Em SÃO PAULO, NÓBREGA e ANCHIETA criaram a escola do PÁTIO DO COLÉGIO, primeiro núcleo do que seria SÃO PAULO. NÓBREGA destacou-se como um brilhante escritor. Em 1570, NÓBREGA é morto. Bairros paulistanos tradicionais como PERDIZES, SANTANA e VILA ANDRADE (MORUMBI) foram fundados pelos jesuítas.

A COMPANHIA DE JESUS seria aprovada como uma ordem da IGREJA CATÓLICA pelo PAPA PAULO III em 1540 e se tornaria famosa por seus trabalhos missionários e educacionais ao redor do mundo.

358 a. da fundação de SOROCABA, em 15 de agosto de 1654.

243 a. nasce NAPOLEÃO BONAPARTE, imperador da FRANÇA, no dia 15 de agosto de 1769. Falece em 5 de maio de 1821.

241 a. nasce o escritor WALTER SCOTT, em EDIMBURGO, na ESCÓCIA, no dia 15 de agosto de 1771. “Assim, nossa muito amada MARIA STUART foi aprisionada e vilmente executada pelos ingleses. Um de seus antepassados, homem querido de todos e chamado pelo povo “O velho BEARDIE”, deixou crescer a barba para mostrar a tristeza que lhe causara a derrota da ESCÓCIA e a desgraça de sua soberana ...” O pequeno WALTER ouvia extasiado o relato de tia JANET. Chegara a hora de dormir, mas, na noite seguinte, ela continuaria. Eram histórias apaixonadas, repletas de aventuras verídicas, vividas pelos jacobitas, católicos escoceses que lutavam pela dinastia STUART. Com dois anos, o menino fora levado de EDIMBURGO, onde nascera, para a fazenda de seu avô. Um acidente, ou, segundo alguns, a poliomielite, deixara-lhe um defeito físico na perna. Acreditava-se que o ar puro do campo contribuiria para restabelecê-lo. E aos oito anos, de fato, o menino parecia ter se recuperado. Não era, porém, uma cura total, e pelo resto da vida ele sofreria as conseqüências da enfermidade – ou do acidente. De volta a EDIMBURGO, em 1779, o garoto, de certa maneira, “descobriu” os próprios pais, com quem tivera até então pouco contato. O velho WALTER SCOTT era um advogado importante e, segundo os vizinhos, um homem tão bondoso que, em vez de cobrar dos clientes, concedia-lhes empréstimos que terminava sempre perdoando, sem jamais se queixar. Por outro lado era um calvinista rígido, incapaz de perdoar à mulher ou aos filhos, quando, alguma vez, acontecia de esquecerem o dia do jejum e da penitência. ANNE RUTHERFORD, sua esposa, não parecia incomodar-se muito com esse autoritarismo, inscrito, segundo o modo de pensar da época, na “ordem natural das coisas”. Sempre risonha, era mãe afetuosa, contava histórias e até fazia versos para os filhos.

O pequeno WALTER estava longe de ser aluno brilhante, e para ele a época das aulas era um “tempo perdido” intercalado entre duas férias. Quando estas chegavam, começava para ele a “verdadeira” vida na fazenda do avô. Na biblioteca da mansão havia poucos livros, que WALTER conhecia quase completamente. Certa vez, quando explorava as redondezas, descobriu uma espécie de biblioteca circulante, onde se achavam desde os antigos romances de cavalaria até as obras mais recentes. Com entusiasmo e avidez, entregou-se à leitura. Essas leituras constituíam não só uma apaixonante distração para WALTER, mas também o principal motivo de sua popularidade entre os colegas. Na hora do recreio formavam-se largos círculos à sua volta, para ouvi-lo contar as lendas e os relatos populares que conhecia, as histórias fantásticas e as emocionantes aventuras de seu respeitável repertório. Entre os mestres, no entanto, ele não era particularmente estimado. Embora reconhecessem o seu talento, os professores não consideravam que isso o isentasse de aprender latim, aritmética e outras matérias, nas quais obtinha resultados bem pouco satisfatórios. Preocupado com as más notas do filho e desejoso de fazê-lo seguir a carreira jurídica, o velho SCOTT contratou para ele um professor particular, que o salvou do fracasso total. E aos dezesseis anos, apesar de mal preparado, o rapaz iniciou o curso de Direito. Para uma imaginação fértil como a sua, eram estudos áridos e maçantes, só amenizados pelas aulas de história e de literatura. Sem grande convicção, diplomou-se em 1792. A profissão de advogado só lhe traria uma vantagem: proporcionaria a renda com a qual podia adquirir novos romances e livros de poesia. A arte e a literatura achavam-se ainda, em grande parte, sob influência dos modelos clássicos herdados do RENASCIMENTO, movimento cultural que despontara na EUROPA em meados do século XV e estendera-se até fins do século XVI. O início da REVOLUÇÃO INDUSTRIAL, em meados do século XVIII, trouxera consigo mais progresso e riquezas, porém, ao mesmo tempo, a busca desenfreada do lucro levara muitos fabricantes a impor a seus operários condições de trabalho e de vida lamentáveis. Homens, mulheres e até mesmo crianças trabalhavam durante de catorze a dezesseis horas por dia, alimentavam-se mal e freqüentemente compartilhavam o mesmo quarto com várias outras famílias. Revoltando-se contra o materialismo e o utilitarismo das idéias dominantes, uma nova geração de escritores começava a reclamar a volta à simplicidade e à natureza, ao homem considerado mais profundo nos sentimentos e não necessariamente no intelecto. Era o início de um novo movimento literário, o ROMANTISMO. O chamado “espírito romântico” adaptava-se particularmente ao temperamento do jovem SCOTT. Desde a infância, gostava de sentir-se perto da natureza. Mesmo depois de estabelecido como advogado, sempre que possível voltava ao campo e empreendia longas caminhadas solitárias, sem se incomodar com o sol, a chuva ou o vento. Numa dessas excursões conheceu MARGUERITE CHARLOTTE CARPENTER, filha de um protestante de LYON, que se refugiara na ESCÓCIA após a REVOLUÇÃO FRANCESA. Aproximados pelo amor comum à natureza, às caminhadas e às histórias populares, os dois jovens casaram-se em 1797. WALTER SCOTT desejava ardentemente dedicar-se à literatura. Sua profissão, contudo, não lhe deixava o tempo necessário. A oportunidade apresentou-se em 1799, quando obteve o cargo de delegado no condado de SELKIRK, pois esse era um posto tranqüilo e razoavelmente bem remunerado. Como primeiro exercício literário, traduziu para o inglês o poema LENORE, de BÜRGER, e o drama GOETZ VON BERLICHINGEN, de GOETHE. Não lhe faltaram os aplausos dos amigos, mas SCOTT desejava escrever seus próprios poemas. Com tal intento, procurou adaptar para a ESCÓCIA o gênero de baladas românticas compostas por GOETHE para os alemães. MINSTRELSY OF THE SCOTTISH BORDER (CANCIONEIRO DA FRONTEIRA ESCOCESA), publicado em 1802, não traz rigorosamente poemas ou relatos romanescos, mas um misto das duas formas em que SCOTT insere as tradições escocesas. O sucesso estimulou-o a prosseguir na mesma linha: LAY OF THE LAST MINSTREL (O CANTO DO ÚLTIMO TROVADOR), escrito em 1805, MARMION, publicado em 1808, THE LADY OF THE LAKE (A SENHORA DO LAGO), em 1810, VISION OF DON RODERICK (A VISÃO DE DOM RODERICK), lançado em 1811, e ROKEBY, em 1813, fazem de WALTER SCOTT um poeta conhecido e apreciado. Além da fama, seus livros proporcionavam-lhe uma renda considerável. Em 1811 havia reunido a soma suficiente para realizar um velho sonho: morar em pleno campo. Nessa ocasião adquiriu o castelo de ABBOTSFORD, às margens do rio TWEED, na ESCÓCIA. Era um lugar maravilhoso para o seu trabalho de escritor, perto dos lugares, dos homens e das tradições que inspiravam sua obra. Certo dia, em 1812, passando diante de uma livraria, viu na vitrina um livro intitulado CHILDE HAROLD, escrito por um jovem de apenas 24 anos, LORD BYRON. Eram versos parecidos com o gênero que compunha, mas incomparavelmente superiores. Concluindo que talvez jamais conseguisse escrever poemas tão apaixonados, WALTER SCOTT resolveu tentar outro gênero literário. Dois anos depois estava pronto WAVERLEY e criado o romance histórico. Primeiro volume de uma trilogia, o enredo dessa obra é complexo, feito de batalhas, fugas, traições e aventuras de toda sorte. Basicamente, o romance histórico compõe-se de ma trama que constitui o argumento da obra e é, geralmente, fictícia. Essa trama insere-se num fundo histórico que corresponde à exata descrição da realidade. WAVERLEY é considerado o primeiro verdadeiro romance histórico, precursor de uma série destinada a criar escola. Depois viriam GUY MANNERING (O ASTRÓLOGO), em 1815; O ANTIQUÁRIO, em 1816; TALES OF MY LANDLORD (CONTOS DO MEU SENHORIO), em 1817; OS PURITANOS DA ESCÓCIA e ROB ROY, em 1818; A NOIVA DE LAMMERMOOR, em 1819, e outros. Não se sabe exatamente qual a razão que levou SCOTT a não assinar o seu primeiro livro e a conservar-se no anonimato durante doze anos. Segundo alguns, ele não considerava a tarefa de escrever histórias suficientemente digna para um funcionário do Tribunal. Parece mais provável que de início, sentindo-se inseguro quanto ao sucesso da obra, não desejasse arriscar sua reputação. Mais tarde verificou-se que o mistério sobre o nome do autor contribuía ainda mais para aumentar o fascínio que seus romances exerciam sobre o público. Os personagens de SCOTT são nobres e cavaleiros, mas também mordomos e mendigos, camponeses e homens simples. Os episódios e os ambientes são sempre sensacionais e marcantes; em O ANTIQUÁRIO, por exemplo, há uma tempestade, um piquenique nas ruínas, os funerais noturnos de uma condessa. Um ponto é comum a todos os romances: a ação se desenrola necessariamente no passado, seja ele remoto, seja recente. Na ânsia de afastar-se do presente, o ROMANTISMO – e especialmente o romance histórico – refugia-se no passado, em particular no passado medieval. Essa preferência pela IDADE MÉDIA decorria do inflamado nacionalismo romântico; nos tempos medievais situam-se a fundação dos reinos, as raízes das nações européias, os heróis que os escritores românticos desejavam exaltar. Tendo em mente tal objetivo, em 1820 SCOTT elaborou IVANHOÉ. Com esse livro o “autor de WAVERLY” atingia o auge da fama. Muitas de suas obras estavam traduzidas em várias línguas; às festas de ABBOTSFORD compareciam artistas de prestígio e membros da nobreza. Numa viagem ao continente, SCOTT foi recebido pelos reis da FRANÇA e da BÉLGICA. Em 1820 tornou-se barão e passou a assinar SIR WALTER SCOTT. Nas altas rodas a identidade do romancista já não era segredo; para o público, todavia, continuava sendo uma fascinante incógnita. Continuando a explorar a veia que tanto sucesso fizera com o público, WALTER SCOTT produzia aproximadamente dois romances por ano: THE MONASTERY (O MOSTEIRO) e THE ABBOT (O ABADE) em 1820; KENILWORTH em 1821; THE PIRATE (O PIRATA), THE FORTUNES OF NIGEL (AS VENTURAS DE NIGEL) e PEVERIL OF THE PEAK em 1822; QUENTIN DURWARD em 1823; St. ROMAN´S WELL (O POÇO DE St. ROMAN) e REDGAUNTLET em 1824; e, finalmente, TALES OF THE CRUSADERS (CONTOS DOS CRUZADOS) em 1825. Ao lado da mulher e dos quatro filhos o escritor levava uma vida confortável mas extremamente ativa. Sua renda anual chegava a dez mil libras, o que, somado às posses da família, parecia garantir-lhe um futuro tranqüilo. O ano de 1826 traria, contudo, uma série de infelicidades para SCOTT. Primeiramente, a morte da esposa e do filho caçula; em seguida, a falência de seus editores, em cuja firma o escritor possuía considerável participação. SCOTT teve então de trabalhar duramente para saldar as dívidas. Embora sua saúde começasse a declinar, entre 1827 e 1830 escreveu uma série de contos, reunidos sob o título de CRÔNICAS DE CANONGATE; A VIDA DE NAPOLEÃO BONAPARTE, em 1827, em nove volumes, para cuja elaboração consultara os arquivos de LONDRES e PARIS; A FORMOSA DONZELA DE PERTH, em 1828; ANA DE GEIERSTEIN, em 1829. De volta à ESCÓCIA, revelou seu “segredo”, declarando-se publicamente “o autor de WAVERLEY”, porém, as homenagens que se seguiram não puderam levantar-lhe o moral abalado, especialmente porque, em seguida, sua biografia de NAPOLEÃO recebeu uma acolhida fria da crítica inglesa e duros ataques da francesa. Continuando a trabalhar infatigavelmente, publicou, ainda nesse período, HISTÓRIA DA ESCÓCIA, em dois volumes, e CONTOS DO VOVÔ, em quatro séries. Como resultado dessa extraordinária atividade, em dois anos conseguiu pagar parte de sua dívida. Contudo, em fins de 1829 a família começo a se alarmar com sua saúde. Em fevereiro do ano seguinte o escritor sofreu o primeiro ataque de apoplexia, que o deixou parcialmente paralisado. Apesar da insistência dos médicos e dos amigos, que lhe recomendavam repouso, SCOTT continuou a escrever. Em 1830 publicou LETTERS ON DEMONOLOGY AND WITCHCRAFT (CARTAS SOBRE A DEMONOLOGIA E A BRUXARIA) e o romance COUNT ROBERT OF PARIS (CONDE ROBERTO DE PARIS). No ano seguinte, lançou CASTLE DANGEROUS (CASTELO PERIGOSO). SCOTT trabalhava igualmente numa grande edição de suas obras completas em 48 volumes, para a qual redigia notas, introduções e comentários. Além da saúde, suas convicções políticas sofreram sério abalo durante o ano de 1830, quando uma revolução derrubou os BOURBON do trono francês. Admirador da família real francesa, SCOTT apelou fervorosamente ao público britânico em favor dos exilados. Com o declínio de sua capacidade mental, o escritor passou a acreditar que houvesse liquidado todas as dívidas e que se achava novamente livre. Sentindo que seus dias estavam contados, ninguém procurou convencê-lo do contrário. Quando soube que os médicos aconselhavam o romancista a mudar de ares, o governo britânico colocou um navio à sua disposição. SCOTT efetuou um cruzeiro pelo MEDITERRÂNEO, mas já não podia apreciar completamente a beleza ao seu redor. Ainda em viagem, foi vítima de novo ataque apoplético. Solicitou então que o transportassem rapidamente à ESCÓCIA, onde desejava morrer. Em julho de 1832 SIR WALTER SCOTT estava no castelo de ABBOTSFORD, entre as árvores, os animais e os livros. MORREU no dia 21 de setembro.

197 a. nasce DOM BOSCO, santo italiano, fundador dos salesianos, em 15 de agosto de 1815

185 a. nascimento do escritor BERNARDO GUIMARÃES, em 15 de agosto de 1827.

136 a. falece JOÃO CRISPINIANO SOARES. Nasceu em GUARULHOS, no dia 24 de março de 1823 (nessa data está lançada em minhas memórias uma pequena biografia daquele que foi um dos presidentes da Província de SÃO PAULO (1864/65). Falece em 15 de agosto de 1876.

128 a. Academia de Medicina de PARIS aprova o método PASTEUR de cura da raiva, em 15 de agosto de 1884.

120 a. nasce LOUIS DE BROGLIE, físico francês, em 15 de agosto de 1892. NOBEL de 1929.

114 a. das publicações no jornal DIÁRIO POPULAR de 15 de agosto de 1898: o doutor PEIXOTO GOMIDE, vice-presidente do Estado, em sua viagem a ITAPETININGA foi muito festejado ao passar em SOROCABA e TATUÍ, em cujas estações encontrava-se grande massa popular e bandas de música.

A mesa da Câmara dos Deputados enviou a Comissão de Justiça a representação de famílias católicas contra o divórcio, por já estar preenchida a formalidade do selo a que a dias se referira em discurso o senhor ERICO COELHO.

A Câmara Municipal de BOTUCATU assinou contrato com o senhor CARLOS WALLERMANN para iluminação da cidade à luz elétrica.

Realizou-se ontem o pic-nic à estação da SAÚDE, em comemoração ao aniversário da Sociedade Artística Beneficente e à bênção do estandarte desse humanitária instituição.

Juntamente com um crédito votado para que sejam colocados novos marcos na fronteira do PERU, foi aprovada na Câmara dos Deputados uma proposta, demarcando o território das MISSÕES.

O CORONEL RAMALHO continua no exercício do cargo de governador do Estado do AMAZONAS.

Continuam a ser bastantes graves as notícias aqui recebidas com relação aos sucessos que se desenrolam no AMAZONAS. Dizem que o governador nomeou comandante da força policial a AFFONSO DE CARVALHO, demitido pelo TENENTE FILETO.

Os jornais do RIO são todos unânimes em elogios a distinta cantora paulista CLOTILDE MARAGLIANO. As folhas da manhã publicam extensos artigos descrevendo a sua festa. As manifestações não se cingiram ao espetáculo, mas também nas ruas.

O presidente Mac-KINLEYS ordenou que se recolham ao território da REPÚBLICA todas as forças que se acham em operações nas ANTILHAS e FILIPINAS.

107 a. do jogo entre CLUB ATHLETICO PAULISTANO e FLUMINENSE FOOT-BALL CLUB, no RIO, com a vitória do PAULISTANO por 3 a 0, no dia 15 de agosto de 1905. FRIESE, MESQUITA, SAMPAIO e JOSÉ RUBIÃO, todos do PAULISTANO, assombraram a assistência pela maneira soberba por que portaram durante todo o “match”.

107 a. ARGENTINA e URUGUAI inauguram, com um empate em 0 x 0 em BUENOS AIRES, as partidas internacionais de futebol na AMÉRICA DO SUL, em 15 de agosto de 1905.

106 a. PAPA PIO X publica a encíclica “GRAVISSIMI OFFICI”, em 15 de agosto de 1906, contra a lei de separação da Igreja e do Estado na FRANÇA.

104 a. na PRÚSSIA é permitida às mulheres estudar na Universidade, em 15 de agosto de 1908.

103 a. da ARQUIDIOCESE DE SÃO PAULO, inaugurada em 15 de agosto de 1909.

103 a. do assassinato do escritor EUCLIDES DA CUNHA. Na manhã do dia 15 de agosto de 1909, EUCLIDES vai armado até o subúrbio carioca de PIEDADE, onde morava o amante de sua mulher DILERMANDO DE ASSIS. O escritor e o cadete DILERMANDO trocam tiros. EUCLIDES morre e o episódio, de grande repercussão, fica conhecido como A TRAGÉDIA DA PIEDADE. EUCLIDES DA CUNHA nasceu em 20 DE DEZEMBRO DE 1866. (VIDE BIOGRÁFIA POR OCASIÃO DAS ANOTAÇÕES DE SEU NASCIMENTO). No livro MATAR PARA NÃO MORRER: A MORTE DE EUCLIDES DA CUNHA E A NOITE SEM FIM DE DILERMANDO DE ASSIS, a historiadora MARY DEL PRIORE analisa os protagonistas deste “drama tecido pelos deuses”, como definiu o cronista JOÃO DO RIO. “Meu ponto de partida foi demonstrar que a morte de EUCLIDES DA CUNHA foi a tragédia de quatro homens: DILERMANDO, EUCLIDES, DINORAH e QUIDINHO, o filho que tenta vingar o pai”, explica MARY. Mas é sobretudo um livro que conta a saga de DILERMANDO ao longo de 40 anos para se defender da acusação de assassinato. “Ele passou a vida tentando dizer que matou para não morrer. Embora também fosse vítima de toda esta tragédia, não conseguiu limpar a sua honra”. O grande mérito do livro é revelar detalhes deste triângulo amoroso, contextualizando com a época, o RIO do início do século 20. PRIORE leu os autos do processo, acompanhou pelos jornais da época o massacre a que foi submetido DILERMANDO e os elogios à atitude de EUCLIDES.

102 a. (RIO) Tem despertado grande interesse o jogo de futebol entre BOTAFOGO e PALMEIRAS, nesta capital. As redações dos jornais têm sido invadidas por sócios do BOTAFOGO, pedindo notícias da partida. Os sócios do BOTAFOGO são esperados amanhã, estando-lhes reservada grande manifestação de apreço. O BOTAFOGO venceu o jogo por 7 a 2.

102 a. inundações provocadas por um tufão no JAPÃO deixam mais de 800 mortos, no dia 15 de agosto de 1910.

101 a. (RIO) Em um bonde da companhia JARDIM BOTÂNICO um ladrão roubou ontem um colar de pérolas do valor de quatro contos de réis, que adornava o colo da senhora do ex-delegado senhor JOSÉ MARIA METELLO. O ladrão fugiu. (publicado no jornal O ESTADO em 15 de agosto de 1911).

98 a. da inauguração do CANAL DO PANAMÁ pelo presidente dos ESTADOS UNIDOS, WOODROW WILSON. A idéia de construir um canal que servisse de rota comercial entre os oceanos ATLÂNTICO e PACÍFICO surgiu em 1534 e partiu do rei CARLOS V, da ESPANHA. No entanto, os espanhóis não investiram na idéia e, em 1880, os franceses, comandados pelo criador do CANAL DE SUEZ, FERDINAND DE LESSEPS, iniciaram a construção do CANAL DO PANAMÁ. O projeto original previa que cada eclusa tivesse 22 metros de largura e nove metros de profundidade (hoje são 33 metros de largura e 26 metros de profundidade). Em 1902, os franceses se renderam às dificuldades, entre elas doenças que dizimaram boa parte dos que trabalharam na obra e, em 1903, venderam o projeto do canal para os EUA, que finalizaram a obra em apenas dez anos (1904 a 1914. A data oficial da inauguração é 15 de agosto de 1914. O domínio americano na região do canal durou de 1904 até 2000 (o controle do canal foi passado definitivamente para o governo do PANAMÁ no dia 31 de dezembro de 1999), quando os panamenhos assumiram o controle. A riquezas acumuladas pelo canal representam 8% do Produto Interno Bruto do país. O interesse americano em construir o canal era por estratégia militar. Apenas em 1909 é que os americanos decidiram arrumar um meio de ganhar dinheiro com a construção, ao perceberem que se tratava de uma rota curta para transportar mercadorias.

Em 7 de setembro de 1977, o PANAMÁ assina o acordo de TORRIJOS CARTER, com os EUA; uma cláusula desse acordo dizia que o canal passaria a ser controlado pelos panamenhos a partir de 2000. Em apenas seis anos, o PANAMÁ conseguiu arrecadar mais dinheiro com o canal do que a verba repassada pelos EUA em 82 anos de controle. Os maiores usuários do CANAL DO PANAMÁ atualmente são: EUA, JAPÃO, CHINA, CORÉIA e CHILE.

98 a. do primeiro jogo internacional do CORINTHIANS em 15 de agosto de 1914: CORINTHIANS 0 x TORINO (ITÁLIA) 3. O CORINTHIANS jogou com CASEMIRO DO AMARAL (SEBASTIÃO); FÚLVIO, CASEMIRO GONZÁLEZ, POLICE, BIANCO CÉSAR NUNES, AMÉRICO, PERES, AMILCAR, APARÍCIO e NECO. O técnico do TORINO VITTORIO POZZO, seria o técnico da ITÁLIA nos títulos das COPAS DO MUNDO de 1934 e 1938.

96 a. PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL: ataque aéreo sobre DOVER, LONDRES e FOLKESTONE, em 15 de agosto de 1916.

91 a. morre ALFONSUS DE GUIMARAENS, poeta brasileiro, em 15 de agosto de 1921.

90 a. do HOTEL GLÓRIA, no RIO. O cenário é cinematográfico: à direita, o PÃO DE AÇÚCAR, margeado pela BAÍA DE GUANABARA e o PARQUE DO FLAMENGO. Idealizado pelo arquiteto francês JEAN GIRE, em estilo art nouveau, foi inaugurado em 15 de agosto de 1922 pelo Presidente EPITÁCIO PESSOA.

78 a. ex-chanceler VON PAPEN entrega no dia 15 de agosto de 1934 a HITLER o testamento político de VON HINDERBURG, morto em dois de agosto anterior.

77 a. morre PAUL SIGNAC, pintor francês, em 15 de agosto de 1935.

74 a. navio inglês “QUEEN MARY” conquista a faixa azul da travessia do ATLÂNTICO, em 15 de agosto de 1938.

73 a. morre FEDERICO GAMBOA, escritor mexicano, em 15 de agosto de 1939.

72 a. SEGUNDA GUERRA MUNDIAL: começa a batalha aérea da INGLATERRA para combater a invasão alemã, em 15 de agosto de 1940.

67 a. da RENDIÇÃO INCONDICIONAL DO JAPÃO, na SEGUNDA GUERRA MUNDIAL, em 15 de agosto de 1945. Com a derrota japonesa, anunciada pelo IMPERADOR HIROITO, termina a guerra.

65 a. da INDEPENDÊNCIA DA ÍNDIA, em 15 de agosto de 1947. A proclamação da independência divide a ex-colônia britânica em dois países: ÍNDIA, de maioria hindu, e PAQUISTÃO, com predominância muçulmana.

64 a. da proclamação da REPÚBLICA INDEPENDENTE DA CORÉIA, em 15 de agosto de 1948. Uma Assembléia Constituinte, nascida durante as eleições na CORÉIA DO SUL, proclama a República da CORÉIA.

62 a. nasce ANA DE WINDSOR, princesa da INGLATERRA, em 15 de agosto de 1950.

58 a. do MONUMENTO A BALTAZAR FERNANDES, em SOROCABA, em 15 de agosto de 1954, por doação da colônia espanhola. Moldado em gesso e fundido em bronze pelo escultor ERNESTO BIANCALANA, foi baseado no estudo de ETTORE MARANGONI “ELEVAÇÃO DE SOROCABA À CATEGORIA DE VILA EM 1661”, em exposição no Museu Histórico Sorocabano em agosto de 2007. BALTAZAR FERNANDES era filho do fidalgo português MANOEL FERNANDES RAMOS ou MORÃO e de SUZANA DIAS, filha do português LOPO DIAS. BALTAZAR FERNANDES nasceu aproximadamente em 1580, numa fazenda onde hoje é o PARQUE IBIRAPUERA, em SÃO PAULO. Em 1654, já octogenário, veio para SOROCABA, onde fixou residência. Faleceu por volta de 1667 e seu corpo foi sepultado junto ao altar principal da sua capela, hoje sepultado junto ao altar principal da sua capela, hoje IGREJA DE SANT´ANA, do MOSTEIRO DE SÃO BENTO.

58 a. do elogio à conduta dos generais CANROBERT e JUAREZ TÁVORA, pelo GENERAL ZENÓBIO DA COSTA, ministro da GUERRA, durante a reunião de 15 de agosto de 1954, no CLUBE MILITAR, dizendo que “deles nunca seria possível esperar uma traição”. E que “era necessário, antes, apurar o crime”. Finalizou dizendo “Pode o país ficar certo de que, em defesa da Constituição, agirei com toda a presteza e rigor. Este é o meu papel e eu o cumprirei até o fim”.

GREGÓRIO FORTUNATO foi conduzido, detido, do PALÁCIO DO CATETE para o Hospital Central da MARINHA, na ILHA DAS COBRAS, onde ficou severamente vigiado por fuzileiros navais e posto incomunicável. Alegando que sofria gravemente do coração, realizou vários exames, inclusive um eletrocardiograma com várias derivações, e ficou comprovado que seu coração era perfeito. Depois, sob forte escolta, foi transferido para a BASE AÉREA DO GALEÃO, sendo interrogado por membros da Comissão de Inquérito Policial Militar, durante a qual chegou a chorar.

O pistoleiro ALCINO JOÃO DO NASCIMENTO foi submetido a severo interrogatório pelos oficiais da Aeronáutica, responsáveis pelo IPM, no GALEÃO. Alguns pontos do depoimento não puderam ser divulgados pela imprensa por motivo de sigilo. NELSON RAIMUNDO, o motorista do automóvel utilizado no atentado, reconheceu ALCINO como um dos passageiros que conduziu até COPACABANA na madrugada dos trágicos acontecimentos. O jornalista CARLOS LACERDA, que também compareceu à base militar na ILHA DO GOVERNADOR, foi acareado com ALCINO, reconhecendo-o como um dos participantes por sua compleição física.

O deputado GUSTAVO CAPANEMA, líder do governo na Câmara Federal, pediu ao MARECHAL DUTRA que retirasse a declaração que havia dado para o jornal de LACERDA, TRIBUNA DA IMPRENSA, favorável à renúncia de GETÚLIO VARGAS. O ex-presidente da República recusou-se e afirmou que “não costumava desdizer o que realmente achava e reiterava que era o único caminho constitucional para a restauração da paz e da autoridade no BRASIL”. Os deputados “dutristas” telegrafaram solidarizando-se com sua atitude. Na BAHIA, foi preso o TENENTE-CORONEL do Exército CARLOS FARIA DE ALBUQUERQUE, porque num comício exigiu a renúncia do presidente.

Dirigentes sindicais contrários ao governo recusaram-se a assinar um memorial de solidariedade ao presidente GETÚLIO VARGAS, segundo eles, redigido “pelos pelegos” do Ministério do Trabalho. A oposição acusou o governo de ter mandado buscar no RECIFE o capanga PEREIRÃO, que lá se encontrava a serviço do ex-ministro JOÃO CLEOFAS, a fim de reunir provas que responsabilizassem o industrial pernambucano ARMINDO MOURA, que havia cometido suicídio alguns dias antes, como mandante do atentado na TONELERO, para “salvar” LUTERO VARGAS.

Os advogados SOBRAL PINTO, ADAUCTO LÚCIO CARDOSO e CELSO FONTENELLE redigiram um memorial, em que foi “exposta e fundamentada juridicamente a posição do senhor GETÚLIO VARGAS em relação ao atentado”, para ser encaminhado aos ministros militares e a seus respectivos chefes de ESTADO MAIOR. Na realidade, a intenção era envolver o presidente no crime da TONELERO.

Em BELO HORIZONTE, foi realizado um comício organizado pela UNIÃO DEMOCRÁTICA NACIONAL (UDN) mineira, exigindo a renúncia de GETÚLIO. Com o plano de complicar mais a situação e instigar a população, os jornais ligados à oposição publicaram fotos em que se viam os envolvidos no atentado: VALENTE, SOARES e CLIMÉRIO, ao lado do presidente da República, inclusive em solenidades oficiais.

53 a. nasce TONINHO, “caixa” do BANESPA – Posto de.Serviço no CCB - em 15 de agosto de 1959.

52 a. após 82 anos de domínio britânico, o CHIPRE se proclama independente em 15 de agosto de 1960.

48 a. morre GERARDO MURILLO, “DOUTOR ATL”, pintor e escritor mexicano, em 15 de agosto de 1964.

46 a. nascimento da FÁTIMA, filha do JOÃO DE DEUS NOGUEIRA, em 15 de agosto de 1966.

44 a. Falece ROQUE PETRONI JÚNIOR, em 15 de agosto de 1968. Nasceu ROQUE PETRONI JÚNIOR, em BRAGANÇA PAULISTA, filho de ROCCO PETRONI e SERAFINA BIANCHI, em 23 de novembro de 1908. Iniciou seus primeiros estudos no Grupo Escolar JORGE TIBIRIÇÁ. Depois, foi enviado pelo pai para SÃO PAULO, onde se matriculou no Internato do Colégio DANTE ALEGHIERI e, a seguir, ingressou na Faculdade de Farmácia e Odontologia, onde se graduou farmacêutico em 1929. Cursou o CPOR e, na condição de Primeiro-Tenente, combateu na REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 1932, por SÃO PAULO, servindo numa fábrica de pólvora em PIQUETE, no VALE DO PARAÍBA. Casou-se em 1933 com MARIA RITA DA COSTA AGUIAR. Foi quando adquiriu uma minúscula farmácia, que vivia às moscas, em prédio alugado, na Rua JOAQUIM NABUCO, no então remoto bairro do BROOKLIN PAULISTA. Começou contando tostões. Mas, em 1938, no número 54 da mesma rua, construiu um sobrado, composto de amplo salão no pavimento térreo e residência nos altos. No térreo, realizou um antigo e acalentado sonho: instalou a moderna e organizada PHARMÁCIA NOSSA SENHORA APARECIDA do BROOKLIN PAULISTA que, ao longo de muitos anos, faria história no bairro e arredores. No mesmo prédio, criou com MARIA RITA oito filhos dos quais hoje remanescem sete. Amava sua profissão e a dedicação com os enfermos tornou-se constante. Jamais mediu esforços no atendimento tanto a ricos e pobres, fosse de dia, à noite ou alta madrugada, varando sábados, domingos e feriados. Converteu-se em um autêntico médico “de roça”, nos tempos de um BROOKLIN PAULISTA carente dos mais elementares recursos. Solicitado pela comunidade local, envolveu-se em inúmeros movimentos sociais, filantrópicos e religiosos da região, participando, entre outros, da comissão pró-construção no novo prédio da Paróquia SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS DO BROOKLIN PAULISTA. Tornou-se membro da Liga Eleitoral Católica, por ocasião da redemocratização do País, após a II GUERRA MUNDIAL. Foi agraciado, em 1964, com o título de “O COMERCIANTE DO ANO”, pela Associação Comercial de SÃO PAULO – Distrital de SANTO AMARO. Pertenceu ao Conselho Fiscal da Fundição TUPY, de JOINVILLE, em SANTA CATARINA; ao Conselho Regional de Farmácia e ao Sindicato dos Proprietários de Farmácia do Estado de SÃO PAULO. Converteu-se, enfim, em um homem público angariando a admiração e respeito, não só dos moradores de bairro, como de toda a região sul da Capital, mercê de seu notório talento profissional, simplicidade, ética e extrema transparência, qualidades das quais nunca se afastou. Avesso a colunas sociais e militâncias políticas, viveu em função de sua farmácia, dos incontáveis amigos e clientes, mas acima de tudo, da criação e bem-estar de seus familiares. Falece prematuramente em 15 de agosto de 1968. A farmácia permanece, até 1997, nas mãos da esposa e do filho mais velho. Recentemente, em 13 de agosto de 2006, MARIA RITA falece aos 94 anos, também deixando uma legião de admiradores, além de uma penca de filhos, netos e bisnetos. Em 1969, o Decreto Municipal nº 8.208, de 29 de maio, dispôs que a Avenida CÓRREGO DO CORDEIRO, no trecho entre a Avenida SANTO AMARO E Marginal do PINHEIROS, passaria a denominar-se Avenida ROQUE PETRONI JÚNIOR. É a derradeira de dezenas de homenagens que bem fez merecer, fruto da profunda dedicação e lealdade demonstradas em relação àqueles tiveram o privilégio de conhecê-lo mais de perto. O “Seu ROQUE DA FARMÁCIA”, assim chamado décadas, amou o BROOKLIN PAULISTA e a sua comunidade enquanto viveu.

43 a. FESTIVAL DE WOODSTOCK, que prometia três dias de música, paz e amor, começa na fazenda MAX YASGUR, na cidadezinha rural de BETHELl, em NOVA YORK, em 15 de agosto de 1969. A grande mostra da ERA DE AQUARIUS exibiu ao mundo sua face libertária, provocadora, iconoclasta, naturista, enlameada e confusa. A utopia hippie celebra seu renascimento circular. Durante as décadas de 1980 e 1990, o “bicho-grilismo” encenado pelos hippies de WOODSTOCK era uma coisa a se evitar.

42 a. da solenidade na ACADEMIA DE POLÍCIA MILITAR, quando 192 cadetes são declarados ASPIRANTES A OFICIAL, em 15 de agosto de 1970. O GENERAL JOÃO BATISTA DE OLIVEIRA FIGUEIREDO, chefe da CASA MILITAR do Presidente da República, representando o PRESIDENTE EMÍLIO GARRASTAZU MÉDICI, foi escolhido para paraninfo da turma deste ano. CARLOS ALBERTO AYRES PEREIRA recebeu das mãos do governador do Estado, ROBERTO COSTA DE ABREU SODRÉ, a sua espada e a medalha PEDRO DIAS DE CAMPOS, por ter sido o primeiro aluno da turma. Também neste 15 de agosto, o GENERAL FIGUEIREDO inaugurava a nova sede do SERVIÇO FARMACÊUTICO da Polícia Militar do Estado de SÃO PAULO. O CORONEL ENJOLRAS era o CHEFE DO S. Farm, sendo como seu subchefe o MAJOR ZAJAC. Compareceram nessa inauguração: LAUDO NATEL, futuro governador do Estado; GENERAL DALE COUTINHO, comandante do II Exército; CORONEL CONFÚCIO DANTON DE PAULA AVELINO, comandante-geral da PMESP; doutor ARTUR J.F. PENTEADO, responsável pela construção; engenheiros ENZO POLETTO, SALOMÃO CHARACH e ÁLVARO ARANHA.

40 a. morre PIERRE BRASEUR, ator francês, em 15 de agosto de 1972.

37 a. em BANGLADESH, o exército dá um golpe de Estado e o presidente MUJIBUR RAHMAN e seus familiares são fuzilados em 15 de agosto de 1975.

33 a. das anotações feitas em 15 de agosto de 1979: o expediente da quarta-feira se inicia no Gabinete do Comandante. Com os oficiais do CPChq reunidos comentamos sobre as designações dos novos ministros: DELFIM NETO e AMAURY STÁBILE.

Preparação dos slydes para a Exposição do Comandante em 23 de agosto aos alunos oficiais do 2º CFO.

Muita confusão mental à tarde – problemas da Delegacia de POÁ com um Inquérito fantástico onde sou indiciado como culpado pelos acontecimentos últimos com a minha filha MARIZE, doente mental há muitos anos, que não deveria ser exposta em liberdade pelo Hospital da Cruz Azul. Suas atitudes são inesperadas e inconseqüentes. Como ser responsável por isso? Mas é algo que me perturba.

Também perco um bom tempo com a Nota de Instrução sobre a solenidade do 29º Aniversário do 3º BPChq. Somente posso descansar de tudo isso quando chego em casa.

Por limite de idade é agregado o CAPITÃO EUCLIDES VICTORINO DAS CHAGAS.

LUCINDA resolveu que não quer mais mudar da atual residência. Pensamentos quanto ao futuro após o casamento de sua filha MARLENE, que continua namorando o ALBERTO, mesmo nos dias de semana.

Posse nos novos ministros: DELFIM NETO no Planejamento e AMAURY STÁBILE na Agricultura.

Tragédia no Iatismo – 14 mortos e muitos desaparecidos.

ANDREW YOUNG, embaixador dos EUA na ONU, pede demissão.

Os bolivianos chegam em SÃO PAULO para o jogo com o BRASIL, amanhã.

31 a. TEATRO MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO apresenta a ópera TRISTÃO E ISOLDA, encenada por WOLF WÁGNER, bisneto do compositor, em 15 de agosto de 1981.

29 a. da criação do GRUPAMENTO DE RADIOPATRULHA AÉREA “JOÃO NEGRÃO”, em 15 de agosto de 1983.

26 a. nasce VIVIAN, bisneta de tia COTA, filha do MARCOS, em 15 de agosto de 1986.

25 a. das anotações de 15 de agosto de 1987: DIA NACIONAL DE VACINAÇÃO CONTRA A POLIOMIELITE. Um sábado muito quente. A PM ajuda na campanha nacional de vacinação. Pela manhã, com alguns oficiais, vou verificar esse serviço. Converso com o senhor ANTÔNIO PAIXÃO e com sua esposa ALMERINDA. Distribuo missões para o SILVA e os instrutores sob seu comando para os dias em que farei uma viagem de estudos a BAURU (17, 18 e 19 da agosto); ficamos sabendo que o Diário Oficial deste sábado publicou a promoção a TENENTE-CORONEL do MAJOR PM NOBUKAZU KAGAWA e sua transferência para a reserva.

Ontem faleceu o conhecido jornalista CLÁUDIO ABRAMO. Tinha 64 anos e morreu vítima de edema pulmonar. Tomava café e lia jornal quando a morte o surpreendeu. De repente, pendeu a cabeça para a frente, sobre a Folha de São Paulo (seu jornal). Fulminado.

Primeira partida do Quadrangular Final do Campeonato Paulista 87: SÃO PAULO 0 x PALMEIRAS 0.

O GENERAL-DE-EXÉRCITO OCTÁVIO AGUIAR DE MEDEIROS despediu-se ontem do serviço ativo. Ele foi Chefe do SNI, no governo FIGUEIREDO.

O ex-ministro-chefe do GABINETE CIVIL nos governos GEISEL e FIGUEIREDO, GENERAL Reserva GOLBERY DO COUTO E SILVA, recebe alta do Hospital SÍRIO-LIBANÊS, onde permaneceu internado por 40 dias. GOLBERY foi operado, dia 1º de agosto, de um problema de má formação vascular no intestino. O general permanece em SÃO PAULO, com seus familiares, em um apartamento na Alameda JAÚ e continuará o tratamento de seu outro problema de saúde – os pulmões.

Nesta noite estudo Reforma Agrária. Ainda deverei fazer uma exposição sobre isso na matéria de CONJUNTURA NACIONAL.

23 a. da inauguração do 37o. BPMI - sediado em RIO CLARO, em 15 de agosto de 1989.

23 a. falece MINORU GENDA, em 15 de agosto de 1989. Foi o piloto que organizou o ataque japonês à base naval dos EUA, em PEARL HARBOUL - HAWAI.

22 a. transf. reserva: Cel. ADAUTO FONSECA DE ARAÚJO (falecido), em 15 de agosto de 1990. Nasceu em 30 de janeiro de 1937. É praça de 26 de fevereiro de 1957. Quando eu entrei para a Força Pública, em 4 de junho de 1958, o ADAUTO era cabo e trabalhava no antigo CENTRO DE FORMAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO. Como cabo entrou na Escola de Oficiais depois de mim e foi declarado ASPIRANTE A OFICIAL em 15 de dezembro de 1965. PROMOÇÕES: 2º TENENTE – 25 de agosto de 1966; 1º TENENTE – 15 de dezembro de 1968; CAPITÃO – 15 de dezembro de 1975; MAJOR – 25 de agosto de 1982. Fez o Curso de Formação de Oficiais em 1964-1965 quando eu já tinha sido promovido a Aspirante a Oficial (7 de setembro de 1963).

22 a. falece a atriz EVA NIL, em 15 de agosto de 1990.

21 a. do atentado à ESTÁTUA DO DUQUE DE CAXIAS, na PRAÇA PRINCESA ISABEL - SÃO PAULO, em 15 de agosto de 1991.

21 a. falece o diretor de cinema italiano LUIGI ZAMPA, em 15 de agosto de 1991.

21 a. Comitê de Descolonização da ONU reafirma o direito de PORTO RICO à livre determinação de sua independência, em 15 de agosto de 1991.

20 a. falece o juiz do CASO WATERGATE - JOHN J. SIRICA, em 15 de agosto de 1992. O JORNAL DA TARDE mostrava que o presidente FERNANDO COLLOR havia convocado a população brasileira a se vestir de verde e amarelo nas ruas no dia seguinte em apoio ao seu governo, mas algumas pessoas haviam contrariado o pedido, vestindo preto. Além disso, o JT divulgava o calendário de vestibulares desse ano e os bastidores do Festival de Cinema de GRAMADO.

19 a. da posse de JUAN CARLOS WASMOSY como presidente do PARAGUAI, em 15 de agosto de 1993, após 39 anos de regimes militares.

18 a. da prisão do terrorista CARLOS, O CHACAL, no SUDÃO, em 15 de agosto de 1994. ILLICH RAMIREZ SANCHEZ foi um dos principais terroristas internacionais dos últimos 20 anos. Foi preso em CARTUM e entregue a INTERPOL a pedido da justiça francesa, embarcado em um avião e enviado para PARIS, onde já o esperava uma cela na penitenciária de segurança máxima de LA SANTÉ. Entre as várias ações terroristas, o CHACAL tentou, em 29 de março de 1982, assassinar o prefeito de PARIS, JACQUES CHIRAC, num atentado a bomba contra um trem, causando a morte de cinco pessoas. Entre os casos do CHACAL o mais espetacular foi a 21 de dezembro de 1975, em VIENA, durante uma reunião da ORGANIZAÇÃO DOS PAÍSES EXPORTADORES DE PETRÓLEO, quando um comando terrorista tomou como reféns setenta pessoas, entre as quais onze ministros de petróleo: três pessoas foram mortas.

18 a. do encerramento da versão 94 do FESTIVAL DE WOODSTOCK, do mesmo jeito que começou, com o bom humor dos fãs em meio ao caos da infra-estrutura. Os fãs criticaram, de um modo geral, os organizadores do evento, mas festejaram a experiência como um todo, em 15 de agosto de 1994.

15 a. transf. reserva: Cel. JOSÉ CARLOS PIRES, em 15 de agosto de 1997.

15 a. segunda maior queda na história da BOLSA DE NOVA YORK, que perde 247 pontos, em 15 de agosto de 1997. A BOLSA DE LONDRES cai 125 pontos. Outras anotações nesta data: melhora a temperatura neste inverno. Já estamos com quase 20 graus quando subo a Rua LUIZ SARRACENI. Converso com o senhor FRANCISCO, na banca de jornais, onde recebo FOGO MORTO, de JOSÉ LINS DO REGO, um romance regionalista, que sempre tive vontade de ler.

Por causa do horário, no MMDS, apenas dá tempo de conversar com OREZ, ALZENIR e ALEMÃO, que irão dar aula na CRUZ AZUL A matéria é sobre a CARTA DE FOZ DO IGUAÇU, elaborada pelos comandantes gerais na última quarta-feira, dia 13 de agosto.

Passo pela Rua do CARMO e observo o trabalho de construção de uma passarela na Secretaria da Fazenda que dará acesso ao segundo pavimento, para atendimento ao público. O jardim continuará interditado por um bom tempo.

Temos hoje uma reunião dos veteranos GUÁLTER GODINHO e SILVEIRA PEIXOTO com o CORONEL CANAVÓ e comigo. Assunto: a demissão de REGINA CELENTANO como conselheira da Sociedade, em 1º de agosto. A mulher procurou insistentemente esses veteranos para pedir o retorno ao MMDC. O CORONEL CANAVÓ estava preocupado por causa de seu passado onde nos anos 1980 se envolveu com dona REGINA em assuntos amorosos. Agora, como presidente, tem a obrigação de cumprir o Estatuto da Sociedade. Os dois veteranos tomam conhecimento dos motivos que originaram o desligamento da mulher do quadro de conselheiros. Isso vai até quase 16 horas. O veterano GERALDO PIRES DE OLIVEIRA quase não tem vindo à Sociedade. Dona MARIA diz que ele enfrenta problemas com uma hérnia, impossibilitado de se locomover.

NELSINHO BATISTA pediu demissão do comando técnico do CORINTHIANS e, no final da tarde, assinou com o CRUZEIRO. O novo técnico do alvi-negro será JOEL SANTANA, que está saindo do BOTAFOGO. O novo treinador será apresentado no PARQUE SÃO JORGE na terça-feira, dia 19. JOEL SANTANA vem com a fama de ser pentacampeão em campeonatos estaduais: com VASCO em 1993; BAHIA em 1994; FLUMINENSE, em 1995; FLAMENGO, em 1996 e BOTAFOGO, em 1997.

O professor LEONARDO TEODORO DE CASTRO, internado há 33 dias, no Hospital SÃO PAULO, corre sério risco de vida. Ele será indiciado pela Polícia Federal como autor do atentado a bordo do FOKKER 100 da TAM. Caso ele não sobreviva, o caso está encerrado.

A Imperatriz MICHIKO e o Imperador AKIHITO prestaram reverências aos 3,1 milhões de japoneses que morreram durante a 2ª Guerra Mundial (1939-1945), em cerimônia realizada hoje em TÓQUIO para lembrar o 52º aniversário da rendição japonesa.

14 a. das anotações feitas em 15 de agosto de 1998: neste sábado, com início às 8 horas, temos pela GLOBO, o treino oficial em HUNGARORING, que define o “grid” de Largada para o GP DA HUNGRIA. Mais uma vez acontece a dobradinha da McLAREN: MIKA HAKKINEN como Pole Position e DAVID COULTHARD em segundo. O alemão MICHAEL SCHUMACHER ainda sonha com o título de 1998 e fica em terceiro. O inglês DAMON HILL faz o quarto melhor tempo. JACQUES VILLENEUVE sairá em quinto e EDDIE IRVINE em sexto.

Os brasileiros não vão bem na HUNGRIA. O melhor é PEDRO PAULO DINIZ com o 12º tempo. BARRICHELLO fica em 14º. RICARDO ROSSET não consegue fazer o tempo da classificação e fica fora desse GRANDE PRÊMIO.

Nesta tarde assisto SANTOS 1 x PALMEIRAS 0. Mesmo sem grande futebol, o time de ÉMERSON LEÃO fez o suficiente para contornar o feio futebol do PALMEIRAS, de LUIZ FELIPE SCOLARI, na VILA BELMIRO. O SANTOS é o vice-líder. O CORINTHIANS vence o BOTAFOGO por 1 a 0, gol de MARCELINHO CARIOCA, tendo agora 16 pontos ganhos, isolado na liderança. O SANTOS tem 13 pontos. O SPORT tem 12. MARCELINHO tem 8 gols e é o artilheiro do Campeonato Brasileiro.

O australiano PATRICK RAFTER está na final do ATP TOUR DE CINCINATTI, ao vencer o russo EVGENY KAFELNIKOV. Enfrentará o ganhador da partida entre o americano PETE SAMPRAS e o sueco MAGNUS LARSSON.

Em LOS ANGELES, a número 1 do mundo, a suíça MARTINA HINGIS, está em mais uma final. Ela derrotou a espanhola ARANTXA SANCHEZ VICÁRIO. Espera a vencedora da partida entre MÔNICA SELES e LINDSAY DAVENPORT.

Na TV assisto as cenas de mais um atentado na IRLANDA DO NORTE. Uma bomba explodiu hoje no centro da cidade de OMAGH, a 80 km de BELFAST. Cerca de 26 pessoas morreram e centenas ficaram feridas.

13 a. da assunção de RAÚL CUBAS como PRESIDENTE DO PARAGUAI, substituindo JUÁN CARLOS WASMOSY, em 15 de agosto de 1999. Foi derrubado do poder em 28 de março de 1999, assumindo LUÍS GONZÁLEZ MACCHI.

12 a. do episódio em que foram ouvidos sons vindos do submarino KURSK, deduzindo-se que ainda havia vida no interior do mesmo, em 15 de agosto de 2000.



ACONTECEU EM 2 001 : - QUARTA-FEIRA

A CÂMARA DOS DEPUTADOS aprovou, após 26 anos de discussões, o novo CÓDIGO CIVIL BRASILEIRO, que entrará em vigor em dois anos. Principais mudanças: acaba a discriminação entre cônjuges; a maioridade civil passa para 18 anos; a guarda de filhos poderá ser do pai ou da mãe; união estável constitui família; atraso na taxa de condomínio tem multa máxima de 2%. O adultério permanece motivo para o fim do casamento. O atual código vigora desde 1917.



ALEXANDRE LIMA DOS SANTOS, 27 anos, foi morto ao tentar roubar a moto do PM ANDRÉ FÁBIO DA SILVA, 27 anos, em frente a um bar da rua GALILEU MENON, ARTUR ALVIM.



REBELIÃO SANGRENTA EM SANTO ANTÔNIO DE LEVERGER, em MATO GROSSO. Nove presos foram mortos durante uma rebelião na Cadeia Pública da cidade. Os amotinados mantém um agente penitenciário como refém. O fornecimento de água e luz haviam sido cortados. As negociações continuarão amanhã depois das 8 horas.



O ARCEBISPO de LUSAKA, na ZÂMBIA, EMMANUEL MILINGO, que se casou em maio com a coreana MARIA SUNG, decidiu retornar à Igreja Católica. A pedido do PAPA JOÃO PAULO II, ele se separou e jurou novo voto de castidade. MARIA não aceitou a separação e acredita que MILINGO esteja sendo impedido pelo VATICANO de aparecer publicamente.



CANDIDATOU-SE a cadeira deixada na ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRAS, pelo marido, JORGE AMADO, a escritora ZÉLIA GATTAI. A eleição está prevista para dezembro. O jornalista JOEL SILVEIRA também oficializou sua candidatura.



ELIMINATÓRIAS DA COPA DO MUNDO 2002 -

BRASIL 2 x PARAGUAI 0. O jogo foi em PORTO ALEGRE e os gols foram marcados por MARCELINHO PARAÍBA e RIVALDO. A seleção se manteve em 4o. lugar na classificação, agora com 24 pontos, em situação mais confortável. A ARGENTINA venceu o EQUADOR por 2 a 0, em QUITO, e garantiu classificação para a COPA com quatro rodadas de antecedência.

Um temporal de chuvas e ventos no norte do IRÃ deixa mais de 500 mortos.



2 002 : - QUINTA-FEIRA

Por ocasião do 55º aniversário da independência da ÍNDIA, a Assembléia Legislativa de São Paulo, em parceria com a Associação PALAS ATHENA celebra na manhã desta quinta–feira, na Praça TÚLIO FONTOURA, a inauguração do ESPAÇO GANDHI, em que será entregue a estátua de MAHATMA GANDHI – líder pacifista indiano que defendia a luta pelos direitos do povo indiano através da não-violência e um dos responsáveis pela INDEPENDÊNCIA DA ÍNDIA, em 1947.

O evento, que conta com o apoio da UNESCO, do CONSULADO GERAL DA ÍNDIA, da Administração Regional da Vila Mariana – que doou o terreno para a construção do ESPAÇO – e da Assembléia Legislativa, será prestigiado pelo embaixador da ÍNDIA no BRASIL, AMITAVA TRIPATHI e pelo Cônsul Geral da ÍNDIA em São Paulo, DEEPAK BHOJWANI. A obra esculpida em bronze é de autoria de GAUTAM PAL, um dos mais importantes artistas da sua época.



CONVITE DO TENENTE–CORONEL PM OTACÍLIO SOARES DE LIMA, Comandante do GRUPAMENTO DE RADIOPATRULHA AÉREA.

O Comandante do Grupamento de Radiopatrulha Aérea “JOÃO NEGRÃO” convida para participar da solenidade alusiva a comemoração do 18º Aniversário da Unidade, que se realizará em 15 de agosto de 2 002, às 10h00, no Hangar JOÃO NEGRÃO, sito à Avenida Santos Dumont, 1979, setor “B”, Aeroporto Campo de Marte, Santana, São Paulo–SP.



Por volta das 11 horas, estou chegando ao prédio onde reside o Sr. MARCONDES. Ele foi convidado para almoçar com o Comandante do CPOR/SP e pediu para que eu o acompanhasse a essa confraternização. O PM ROSENDO guia o carro do Sr. MARCONDES. No CPOR/SP, Rua ALFREDO PUJOL, em SANTANA, somos recepcionados pelo Comandante, Tenente–Coronel HELDO FERNANDO DE SOUZA. O Capitão SEGATTI, que já fez alguns contatos conosco, acompanha o seu comandante. No início, o Sr. MARCONDES tem de enfrentar uma escada vetusta, datada de 1917, que conduz à sala do Comandante. Ele fala sobre sua participação na Revolução de 32. O Cmt. do CPOR diz que no dia 17 de maio de 2002 homenageou um dos alunos do CPOR, incorporado em 1931, MAJOR R/2 Inf. JOSÉ GONÇALVES, atualmente com 91 anos, que participou do Movimento Constitucionalista de 32. Na época da revolução, o CPOR/SP participou ao lado dos paulistas e três de seus alunos morreram na revolução. Acompanhado de outros oficiais, vamos para o refeitório onde nos é servido um almoço digno do visitante.

O TENENTE–CORONEL HELDO mostra as dependências do CPOR, inclusive uma sala onde está sendo organizado um MUSEU. Ali, pudemos observar uma parte da vida do Centro. O Sr. MARCONDES elogia muito o comandante por ter-lhe reservado horas agradáveis nesta quinta–feira. Vamos deixar o Centro Preparatório de Oficiais da Reserva depois das 13 horas.

Quando chego na PRAÇA DA SÉ, perto da agência do BANESPA, vejo o início do descalcetamento do piso, bem perto da saída do Metrô, como parte da revitalização da Praça, trabalho esse vindo em boa hora porque a apresentação da calçada de pedestres era horrível. Por volta das 14:45 horas, estou no BANESPA resolvendo um empréstimo de hum mil e quinhentos reais para o JOÃO GOMES DE OLIVEIRA JÚNIOR, que se atrapalhou no conserto do seu carro. Ao mesmo tempo, também retiro uma quantia para socorrer nossa vizinha, dona EMÍLIA, a pedido da LUCINDA. Esse senhora carrega uma cruz, a doença do seu filho REGINALDO.

No MMDC, pouca coisa podemos fazer nesta tarde. Acertamos os detalhes para uma visita ao CENTRO DE FORMAÇÃO DE SOLDADOS, em PIRITUBA, amanhã cedo, com o Tenente RONÍLSON. A advogada MARIA HELENA, prima do Sr. MARCONDES, ajuda-nos na parte jurídica, tratando das pensões especiais.



TRANSFERÊNCIA PARA A RESERVA : -

TENENTE–CORONEL CID ROCHA JÚNIOR, do C P M. Nasceu em 4 de setembro de 1951. Entrou na Polícia Militar em 16 de fevereiro de 1972. Foi declarado ASPIRANTE A OFICIAL em 17 de julho de 1976. PROMOÇÕES : 2º Tenente – 24 de maio de 1977; 1º Tenente – 15 de dezembro de 1980; Capitão – 25 de agosto de 1987; Major – 24 de maio de 1995; Tenente–Coronel – 25 de agosto de 1999.



TENENTE – CORONEL SALVADOR MAURO ROMANO, do CPI – 7.

Nasceu em 28 de dezembro de 1952. Entrou na PM em 19 de setembro de 1972. Foi declarado ASPIRANTE A OFICIAL em 26 de julho de 1975. PROMOÇÕES : - 2º Tenente – 24 de maio de 1976; 1º Tenente – 25 de janeiro de 1979; Capitão – 24 de maio de 1986; Major (não tenho a data); Tenente–Coronel – 24 de maio de 1998.



O cerco ao traficante ELIAS PEREIRA DA SILVA, o ELIAS MALUCO, indiciado pelo assassinato do jornalista TIM LOPES, se fechou ainda mais hoje, com a morte do gerente do tráfico da Favela VILA CRUZEIRO, FLÁVIO REGINALDO DOS SANTOS, o BUDA. Ele foi baleado por policiais da Delegacia de Repressão a Entorpecentes durante operação no morro. BUDA foi o terceiro integrante do bando de ELIAS MALUCO morto em uma semana.



Dois anos depois do assassinato da jornalista SANDRA GOMIDE, ANTÔNIO PIMENTA NEVES réu confesso, se diz arrependido. O crime passional, que abalou a família de SANDRA, modificou a sua vida também. PIMENTA, que à época do assassinato era diretor de redação de “O ESTADO DE SÃO PAULO”, conta que vive sozinho e tem apenas a companhia de seu cachorro. Desde que saiu da prisão em maio de 2001, após ficar sete meses detido, ele vive em sua casa, no Alto da Boa Vista, bairro nobre da zona sul de São Paulo. “É uma tragédia que deixou duas vítimas: a SANDRA, principalmente, e eu”, diz PIMENTA, hoje com 65 anos, mais magro, de barba e bigodes brancos. O crime aconteceu em 20 de agosto de 2000, no HARAS SETTI, em IBIÚNA, onde SANDRA, com 32 anos, foi andar a cavalo. Enfurecido com o fim do namoro, PIMENTA, após uma discussão, disparou dois tiros, um nas costas e outro na cabeça da jornalista. O julgamento pode demorar um ano ou mais para ocorrer.



O SÃO PAULO derrotou o GAMA por 1 a 0, nesta noite, em TAQUATINGA, e agora divide a liderança do CAMPEONATO BRASILEIRO com o CORINTHIANS, com seis pontos ganhos. O autor do gol da vitória tricolor foi o zagueiro JÚLIO SANTOS. Outros resultados: PORTUGUESA 1 x PARANÁ 0 e FLAMENGO 0 x JUVENTUDE 0 .



MORREU o médico mineiro RONALDO LUIZ GAZOLLA, ex–secretário municipal de Saúde do Rio de Janeiro. Ele ficou famoso ao ganhar diversos prêmios da UNICEF por seu trabalho de incentivo ao aleitamento materno e por criar um sistema de atendimento domiciliar aos doentes de AIDS. No RIO, de insuficiência hepática, aos 68 anos.



Os médicos do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas de São Paulo realizaram numa mulher de trinta anos o primeiro transplante duplo de coração e rim bem–sucedido no BRASIL. A informação somente foi divulgada hoje. A paciente tinha doença de CHAGAS desde a infância e era portadora de uma enfermidade hereditária que impede o funcionamento dos rins. Segundo os médicos, ela tinha apenas seis meses de vida. O coração e o rim foram doados por um homem de 37 anos que sofreu morte cerebral ao retirar um tumor da cabeça.



INTERNADA a jornalista RENATA NACIF, de 21 anos, depois de sofrer uma parada cardíaca durante cirurgia de lipoaspiração.



PRESO o padre DIVINO BATISTA DE OLIVEIRA, de 47 anos, acusado de abusar sexualmente de cinco menores. Em MUZAMBINHO (MG).



FALECEU o padre MURILLO MOUTINHO, aos 98 anos. Organizou a bibliografia sobre o PADRE JOSÉ DE ANCHIETA, para a comemoração do IV Centenário de sua morte. Durante muitos anos foi postulador da causa da canonização do APÓSTOLO DO BRASIL. Encarregado das vocações sacerdotais e religiosas dos jesuítas no Brasil, respondeu por muitas vocações, incluindo dois jesuítas que chegaram a bispos – dom ALOYSIO PENNA, arcebispo de BOTUCATU, e dom LUCIANO MENDES DE ALMEIDA, arcebispo de Mariana. O enterro realizar-se-á na cripta da Casa de Retiro VILA KOSTIKA – ITAICI, no município de INDAIATUBA, amanhã, dia 16 de agosto.



O Superintendente da Caixa Beneficente da PMESP, Coronel PM Res. JÚLIO GOMES DA LUZ, e assessores técnicos estiveram na CRUZ AZUL nesta noite para prestigiar a cerimônia de entrega do CERTIFICADO DO SISTEMA DE QUALIDADE ISSO 9.001 para sete unidades do hospital: Maternidade, Berçário, UTI Neonatal, UTI Pediátrica, Pediatria, Centro Cirúrgico e Centro Obstétrico. À mesa da cerimônia estavam o SubCmt PM, Cel. PM FERNANDO PEREIRA; o Cel. PM Res ANTÔNIO MOREIRA SOARES DE AZEVEDO e o Cel. PM Res JOSÉ CARLOS BONONI, respectivamente Presidente e Superintendente da CRUZ AZUL, o Cel. PM Res JÚLIO GOMES DA LUZ, e o professor JOSÉ JOAQUIM DO AMARAL FERREIRA, da Fundação CARLOS ALBERTO VANZOLINI, que emitiu o Certificado.



Aterrissou na ALEMANHA, sua última escala européia, o BOEING 707 pilotado pelo ator JOHN TRAVOLTA, contratado por uma companhia aérea australiana para promover seus vôos e combater a queda no movimento de viagens registrada depois dos atentados terroristas de 11 de setembro de 2001. O avião foi adaptado para que TRAVOLTA levasse a mulher e os dois filhos na viagem de 64.700 quilômetros, com treze escalas em dez países, iniciada em SYDNEY no começo de julho. TRAVOLTA agora vai para casa, nos EUA, ainda pilotando o avião.



CANCELADA a visita do presidente do MÉXICO, VICENTE FOX, aos EUA, no dia 26. Foi um protesto contra a execução de um prisioneiro mexicano, que matou um policial no TEXAS, em 1988.



O PAPA JOÃO PAULO II presidiu hoje pela manhã as orações em sua residência de verão, em CASTEL GANDOLFO, perto de ROMA, na ITÁLIA, preparando-se para a viagem que o levará de volta à cidade de CRACÓVIA, sua terra natal, na POLÔNIA. Os organizadores da visita estimam que cerca de quatro milhões de pessoas vão acompanhar a visita de quatro dias do líder da Igreja Católica. Há rumores de que o PAPA pode renunciar em sua terra natal. Desde que o PAPA completou 82 anos, em maio deste ano, circulam rumores desmentidos constantemente pelo VATICANO, de que ele vai se aposentar. O PAPA deverá chegar à POLÔNIA amanhã.



Uma das cidades culturalmente mais ricas da ALEMANHA, DRESDEN, sofre sua pior enchente em 150 anos. A água do rio ELBA tomou conta das praças e edifícios barrocos. Outras partes da EUROPA CENTRAL continuavam em alerta, hoje, por causa das chuvas que, nos últimos dias, mataram 98 pessoas. Em PRAGA, na REPÚBLICA TCHECA, as águas começaram a baixar, revelando o estrago provocado. Cerca de mil animais foram retirados de seus habitats à margem de um rio em PRAGA, completando a desocupação do zoológico da cidade. Quase 100 animais morreram. Em BRATISLAVA, capital da ESLOVÁQUIA, soldados reforçavam barreiras junto ao rio DANÚBIO, que pode atingir seu maior nível em 500 anos. Uma nuvem de gás clorídrico escapou na atmosfera da fábrica química tcheca SPOLANA depois que inundações danificaram a empresa. O gás é mortal para humanos, em altas concentrações e era usado como uma arma química na primeira Guerra Mundial.



2 003 : - SEXTA-FEIRA

O TENENTE-CORONEL PM ELISEU LEITE DE MORAES, comandante do GRUPAMENTO DE RADIOPATRULHAMENTO AÉREO “JOÃO NEGRÃO”, convida-nos para a cerimônia do 19º Aniversário da Unidade, no hangar “JOÃO NEGRÃO”, na avenida SANTOS DUMONT, 1.979 – setor “B” – Aeroporto CAMPOS DE MARTE – SÃO PAULO. O CORONEL MENDES está representando a Sociedade Veteranos de 32-MMDC.



ASSOCIAÇÃO DOS OFICIAIS DA RESERVA DA PMESP: - PREZADO ASSOCIADO

Dada a importância do assunto, a nossa Associação e a Associação dos Oficiais (AOPM) decidiram convocar uma ASSEMBLÉIA GERAL conjunta para tratar da seguinte pauta:

1 . Previdência dos Policiais Militares da ativa, inativos e pensionistas;

1 . Garantia dos direitos constitucionais do pessoal da Polícia Militar, ativos, inativos e pensionistas.

Essa ASSEMBLÉIA terá lugar na nossa sede RUA TABATINGUERA, 278 – CENTRO – no próximo dia 15 do corrente, às 19:30 horas.

CONVOCO-O a comparecer. Ass. EDILBERTO DE OLIVEIRA MELO



Cai violentamente a temperatura. O pior é que a queda vem com chuvisqueiros, tornando a manhã bastante desagradável. LUCINDA ainda tem lembranças de sua mãe. Ontem, seu irmão JOSÉ trouxe algumas trouxas de roupas de dona ESMERALDA, que estavam em sua casa. LUCINDA irá dar um destino às mesmas.

Chego na Entidade que presido por volta das 12 horas. Almoço com os oficiais que ali trabalham. Discutimos os problemas da PREVIDÊNCIA, lembrando que haverá uma ASSEMBLÉIA GERAL na AORPM hoje à noite para discussão de temas importantíssimos para nós. O problema é que deverá terminar tarde essa assembléia e fica difícil o meu retorno para GUARULHOS. Os oficiais que encontro neste princípio de tarde deverão estar presentes.

Por volta das 14:15 horas estou chegando no QUARTEL DO COMANDO GERAL, onde marquei um encontro com o Cel MENDES, para falarmos com o SUB CMT, Cel FERNANDO PEREIRA. Ali estão o TENENTE-CORONEL CAPELÃO JOÃO BENEDICTO VILANO, acompanhando o Arcebispo Ordinário Militar do BRASIL, dom GERALDO DO ESPÍRITO SANTO ÁVILA, bem como os capelães de FORTALEZA e BELO HORIZONTE. Conversamos com os sacerdotes militares enquanto aguardamos o atendimento por parte do sub cmt PM. O TENENTE-CORONEL PM CAPELÃO VILANO conta-me que faleceu em MINAS GERAIS, vítima de câncer o capelão militar que rezou uma missa no Monumento-Mausoléu, tendo sido, inclusive, condecorado pela Sociedade. Também cruzamos com os CORONÉIS PM LEOPOLDO AUGUSTO CORREA FILHO (COORDENADOR OPERACIONAL), PAULO CÉSAR MÁXIMO (CORREGEDOR), JAIR PACA DE LIMA (COMANDANTE DO CORPO DE BOMBEIROS), CELSO CARLOS DE CAMARGO (CHEFE DE GABINETE, que me diz que a reunião do CONSELHO SUPREMO será no dia 29 próximo) e CORONEL PM DA RESERVA ORLANDO RODRIGUES DE CAMARGO FILHO (Presidente dos PMs de CRISTO). O Cel MENDES leva ao conhecimento do sub cmt PM, Cel PM FERNANDO PEREIRA, a situação em que se encontra o MAJOR PM DENTISTA PEDRO FERREIRA DA CUNHA JÚNIOR, número um no quadro de dentistas, com a ameaça de não ser promovido no dia 25 de agosto, o que arruinaria a sua carreira, pois o MAJOR PM DENTISTA MAURO PAULUCCI, indicado pelo Diretor de SAÚDE, é bem mais novo. CUNHA entrou na antiga FORÇA PÚBLICA em 7 de março de 1966 enquanto que PAULUCCI entrou na já POLÍCIA MILITAR em 21 de dezembro de 1975. Esses quase nove anos de diferença acarretariam o encerramento da carreira para o CUNHA, se não for promovido agora. Parece-me que o Cel FERNANDO PEREIRA entendeu a problemática do afilhado do Cel MENDES. A reunião da COMISSÃO DE PROMOÇÕES DE OFICIAIS está marcada para segunda-feira, dia 18 de agosto.

Deixando o QUARTEL DO COMANDO GERAL, acompanho o MENDES até a agência do BANESPA, que fica ao lado do prédio do CPC-CPM. Ali, o MENDES enfrenta um drama. Vence uma conta e ele está com o “cheque especial” estourado. Para resolver essa pendência muito desagradável, ele irá até a COOP MIL pleitear um empréstimo que cubra em definitivo as suas dívidas.

Não vou ao MMDC hoje. O tempo é escasso para isso. Retorno a GUARULHOS um pouco mais cedo.

Quanto à reunião da AOPM e AORPM, na Rua TABATINGUERA, numa verdadeira ASSEMBLÉIA GERAL dessas associações da PMESP, o motivo foi a reforma da Previdência, com a finalidade de dar conhecimento da real situação da causa dos PMs além de mobilização das ENTIDADES para futuros problemas, visto que no âmbito estadual haverá sérios contratempos. Por aclamação foi escolhido para presidir os trabalhos o Cel PM Res NILTON DIVINO D´ADDIO, presidente da Associação FUNDO DE AUXÍLIO MÚTUO, que, além de tudo, é sócio tanto da AOPM como da AORPM. O Cel. PM UBIRATAN GUIMARÃES, deputado estadual, está presente bem como presidentes e representantes de praticamente todas as entidades associativas da PM, que compuseram a mesa diretora. Inicialmente, foi dada a palavra ao Cel. PM HERMES CRUZ, vice-presidente da AORRPM, que relatou à Assembléia os passos dados para que fosse aprovada a Emenda Aglutinativa apresentada pelo Deputado JOSÉ PIMENTEL, de forma a sair de acordo com nossos interesses. A seguir, o Cel PM ALAOR SILVA BRANDÃO fez uma explanação do significado de cada item da emenda e qual a influência que traria para os policiais militares e suas famílias. Dentre os presentes muitos se manifestaram sobre o assunto, incluindo-se o TENENTE PM Ref CORNÉLIO MUDO, representando a COOPMIL, e que ressaltou os trabalhos do deputado MICHEL TEMER nas negociações que nos favoreceram. Foi marcada uma próxima reunião para o dia 4 de setembro na sede administrativa da AOPM, às 19 horas.

Na noite, elaboro as cartas convite para os meus companheiros da turma JOSÉ BONIFÁCIO DE ANDRADA E SILVA, conforme combinara com o MENDES hoje. Também faço os convites para a reunião de 5 de setembro, na APMBB, para os CORONÉIS PM ALBERTINO LOPES DE AGUIAR E JOSÉ ALVES DE CARVALHO.

Jogo xadrez no computador, como sempre faço. Só que, estando para ganhar, o computador inexplicavelmente trava, não dando continuidade ao jogo.



O DIÁRIO OFICIAL DE 15 DE AGOSTO PUBLICA A TRANSFERÊNCIA PARA A RESERVA DO TENENTE-CORONEL PM JOSÉ CARLOS DO NASCIMENTO, COMANDANTE do 10º BPM/I – AMERICANA. Nasceu em 23 de maio de 1958. Entrou para a PMESP no dia 18 de fevereiro de 1974. Foi declarado ASPIRANTE A OFICIAL em 21 de abril de 1978. PROMOÇÕES: 2º Tenente – 15 de dezembro de 1978; 1º Tenente – 25 de agosto de 1982; Capitão – 24 de maio de 1989; Major – 25 de agosto de 1996; Tenente-Coronel em 15 de dezembro de 2001.



Agora é oficial. O MILAN exigiu e o SÃO PAULO não contará com KAKÁ na partida de amanhã contra o CRICIÚMA, em RIBEIRÃO PRETO. O TRICOLOR irá receber menos do que pretendia com a negociação do seu ídolo. Pelo acordo assinado hoje, o MILAN pagará 8,5 milhões de dólares para ter o meia. O técnico ROBERTO ROJAS, que havia treinado durante toda a semana com o meio-campista na equipe, deixou a sala de imprensa irritado logo após o anúncio da transação, feito pelo superintendente de futebol, MARCO AURÉLIO CUNHA. Refeito da notícia de última hora, o comandante sãopaulino definiu que o garoto KLÉBER deve começar jogando no lugar de KAKÁ. O craque contratado pelo MILAN viajou para a ITÁLIA hoje à noite.



Um gol aos 22 segundos da prorrogação (CRISTIANE fez o gol da vitória) deu hoje ao BRASIL a medalha de ouro no futebol feminino do PAN. O masculino perdeu para a ARGENTINA e ficou com a prata. FERNANDO SCHERER, o XUXA, ganhou ouro nos 50 metros, livre. O vôlei masculino ganhou bronze ao derrotar os EUA e, pela primeira vez, em 40 anos, as moças brasileiras de nado sincronizado conseguiram medalha, a de bronze. A canoagem ganhou prata.



A Ouvidoria Agrária Nacional anunciou que, de 1º de janeiro a 10 de agosto houve 171 invasões de fazendas no País, superando os 103 casos de todo o ano passado. Segundo a Comissão Pastoral da Terra, o número de mortes em conflitos em 2003 já chega a 49, contra 43 de 2002. O Movimento dos SEM-TERRA bloqueou hoje a rodovia BR-163, em MATO GROSSO, contra o despejo de 250 famílias de uma fazenda.



Pelo menos quinze pessoas foram reféns, durante três horas, em um assalto, hoje, à LAN HOUSE MONKEY´S, na LAPA. No arrastão, os bandidos recolheram dinheiro e pertences de clientes e funcionários, que foram mantidos amarrados. O roubo foi comandado por quatro homens e uma adolescente – JÉSSICA, 14 anos. O crime começou à zero hora, quando WÁGNER BERTOLO, 25 anos, CELSO OLIVEIRA DA SILVA, 23, RAFAEL FREIRE, 21, e um desconhecido entraram na Casa. JÉSSICA ficou do lado de fora, vigiando o local. As vítimas foram amarradas com uma fita plástica e, com os olhos vendados, tiveram de ficar de frente para uma parede. Um cliente tentou resistir, e SILVA colocou o revólver em sua boca, ameaçando atirar. O bando fugiu com o PÁLIO de um casal de clientes e o GOL de outro freqüentador da LAN HOUSE. Dez minutos depois, os reféns se desamarraram e chamaram a polícia, que localizou os acusados trocando um pneu do PÁLIO. O assaltante que dirigia o GOL conseguiu escapar.



O PM IVAN ELIAS DOS SANTOS, 32 anos, levou um tiro à queima-roupa, no peito, de dois assaltantes que tentaram levar sua moto. Foi salvo por acaso – ele havia saído do batalhão com o colete à prova de balas. Na fuga, um dos ladrões invadiu uma casa e manteve mãe e filha reféns por quase uma hora. O crime aconteceu ontem à noite, em SÃO LUCAS. Lotado no Quartel do Comando Geral da PM, SANTOS havia saído do trabalho para visitar a irmã. Eram 21:30 horas quando a dupla, na rua, o rendeu e exigiu a moto. A PM cercou a casa onde JOSIEL SILVA LIMA, de 18 anos, mantinha mãe e filha reféns. LIMA se rendeu. MARLEIDE de 34 anos, passou mal e também foi para o PS VILA ALPINA. O acusado não quis dar declarações.



O estudante LEANDRO UMBERLINO DA SILVA, de 18 anos, foi preso às 21 horas de ontem, quase 24 horas depois de matar a mãe e a irmã gêmea, com 40 facadas. Ele atacou ainda o irmão de 15 anos, que sobreviveu. LEANDRO foi preso, após denúncia anônima, caminhando numa rua, perto de sua casa, no JARDIM SILVINA, em SÃO BERNARDO DO CAMPO. À polícia, contou que, desde criança, apanhava dos pais. Isso teria ocorrido após a mãe vê-lo tentando beijar a irmã. As divergências teriam aumentado em fevereiro, quando teria necessitado de um remédio para tratar uma “doença urinária”. O rapaz conta que a família teria se recusado a comprar o remédio, por ser “muito caro”. O estudante premeditou o crime. O pai de LEANDRO, o metalúrgico EGÍDIO UMBERLINO DA SILVA, de 48 anos, contou que já havia consultado dois hospitais psiquiátricos, mas em ambos o estudante teria sido considerado mentalmente são.



Um novo escândalo atingiu nesta semana o Superior Tribunal de Justiça, corte criada pela Constituição Federal de 1988 para julgar recursos judiciais que não envolvam matéria constitucional. Filha do decano do STJ, o ministro ANTÔNIO DE PÁDUA RIBEIRO, a advogada GLÓRIA MARIA GUIMARÃES DE PÁDUA RIBEIRO PORTELLA, de 28 anos, encaminhou ontem ao Supremo Tribunal Federal uma queixa-crime contra um dos colegas de seu pai, o ministro PAULO MEDINA, mineiro de 61 anos, casado e pai de quatro filhos. O assunto provocou uma “onda de silêncio” na cúpula do judiciário em BRASÍLIA. Essa será a primeira vez que o STF analisará uma acusação de assédio sexual, crime punível com pena de 1 a 2 anos de detenção. O Supremo é responsável por analisar e julgar ações criminais contra autoridades, como ministros do STJ, além de julgar a legalidade de leis e emendas constitucionais. Funcionária concursada do STJ desde agosto de 1999, GLÓRIA começou a assessorar MEDINA em seu gabinete em julho de 2001, um mês após a posse dele no tribunal. Ela teria deixado o cargo no final de julho por causa de supostas investidas de MEDINA. O comportamento estranho dele teria começado a ser notado por GLÓRIA em fevereiro.



WALLACE HENRIQUE GONÇALVES SANTANA, que coordenava o acampamento de SEM-TETO JOÃO AMAZONAS, em RECIFE, foi assassinado com três tiros ontem, quando se preparava para dormir no seu barraco na chamada CIDADE TABAJARA, um bairro popular de OLINDA. SANTANA estava jurado de morte desde a última quarta-feira, depois de ter desativado o barraco de um homem estranho ao Movimento Revolucionário dos SEM TETO – MRST.



NICANOR DUARTE FRUTOS, um jornalista e advogado de 46 anos, prestou juramento hoje como NOVO PRESIDENTE do PARAGUAI e prometeu combater a corrupção no País. Político do Partido Colorado, NICANOR sucede LUÍS GONZALEZ MACCHI que, por ordem judicial, deverá permanecer no País, para responder a processo por vários casos de fraude. Entre os convidados para a cerimônia de posse, estavam o presidente LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA e FIDEL CASTRO. O novo presidente paraguaio administrará um país no qual dois terços de seus 5,6 milhões de habitantes vivem na pobreza.



O principal líder de operações da rede terrorista AL QAEDA no Sudeste Asiático, preso ontem na TAILÂNDIA, foi entregue hoje aos EUA e está detido em um local não divulgado. O indonésio RIDUAN ISAMUDDIN, conhecido como HAMBALI, era o homem mais procurado da ÁSIA. Tratado pelas autoridades americanas como um dos maiores terroristas do mundo, o “BIN LADEN do Sul da ÁSIA” é suspeito de ser o mentor dos atentados em BALI, em outubro de 2002, e ao hotel MARRIOTT, em JACARTA, no início deste mês. HAMBALI tirou a barba e teve o rosto completamente transfigurado por uma cirurgia plástica para se disfarçar. Ele foi preso junto com sua mulher.



A distribuição de energia elétrica havia sido restabelecida hoje à noite na maior parte da grande área americana e canadense afetada pelo maior blecaute já registrado nos EUA, mas a causa do problema ainda era um mistério. Autoridades dos dois países e executivos de geradoras e distribuidoras de eletricidade transferiram a responsabilidade de um para outro. O presidente GEORGE W. BUSH disse que o apagão foi um alerta a respeito da “antiquada” rede de transmissão de energia. A noite às escuras e a sexta-feira foram calmas em NOVA YORK; nas cidades canadenses de OTTAWA e TORONTO houve saques e a polícia prendeu trinta e oito pessoas.



A família de CHARLES BRONSON está se reunindo em torno do ator, depois que médicos confirmaram que o astro da série de filmes “DESEJO DE MATAR” tem só mais alguns dias de vida. BRONSON, 81 anos, vem lutando contra o mal de ALZHEIMER (doença degenerativa que destrói as células do cérebro) há dois anos e sofreu uma crise de insuficiência renal recentemente. KIM, a mulher de BRONSON, vai levar o marido para morrer em casa, como ele pediu.



As autoridades de GÊNOVA informaram hoje que 118 pessoas – em sua maioria idosos e enfermos – morreram nos últimos três dias nesse porto da ITÁLIA, por causa da onda de calor. Cerca de 70 % dos mortos tinham idade avançada. A quantidade de mortes obrigou a Igreja católica a autorizar excepcionalmente a celebração de enterros coletivos no próximo domingo. Em MILÃO, foram registradas 20 mortes nas últimas 24 horas. O número de vítimas por causa do calor também continua aumentando na ESPANHA e já chega a 28 pessoas.



2 004 : DOMINGO

Neste domingo, a partir das 10 horas, o novo TREVO DE BONSUCESSO, situado no km 209 da rodovia PRESIDENTE DUTRA, estará liberado à população. A construção do trevo é antiga reivindicação da população e dos empresários locais. O trevo contará com duas pistas de sete metros de largura sob a rodovia, além das rotatórias norte (sentido RIO) e sul (em direção a SÃO PAULO), e deverá permitir maior fluidez no trânsito.



Assisto nesta manhã o GP DA HUNGRIA. SCHUMACHER vence no circuito de HUNGARORING pela 12ª vez na temporada, recorde absoluto, obtém sua sétima vitória seguida, recorde no mesmo campeonato. A FERRARI leva o título de construtores pela sexta vez seguida. O MUNDIAL DE PILOTOS ficará mesmo com SCHUMACHER ou, no caso de um milagre, com RUBENS BARRICHELLO, segundo colocado. É a sétima dobradinha neste ano. Já na próxima etapa, dia 29, na BÉLGICA, a FERRARI poderá repetir a festa prevista para amanhã em MARANELLO, para festejar a vitória de hoje entre as equipes. Tudo o que SCHUMACHER precisa para ser campeão em SPA-FRANCORCHAMPS é de dois pontos a mais que RUBINHO. Ao sair da sua fantástica FERRARI F2004, depois de liderar as 70 voltas da corrida, SCHUMACHER celebrou como se fosse a primeira vez que estava vencendo e não a 82ª. RUBENS BARRICHELLO chega em segundo, como fiel escudeiro do alemão. FERNANDO ALONSO, da RENAULT, completa o pódio. JUAN PABLO MONTOYA chega em quarto; JENSON BUTTON, em quinto; TAKUMA SATO, em sexto; ANTÔNIO PIZZONIA, em sétimo; GIANCARLO FISICHELLA, em oitavo.



O CORONEL Res RENALDO ALVES DA SILVA, que continua como tesoureiro da Diretoria Executiva da Sociedade Veteranos de 32-MMDC, telefona-me. Ele diz que o Sr MARCONDES, presidente, está preocupado com a reunião de 26 de agosto, principalmente porque o Cmt Geral irá anunciar que a Polícia Militar deverá ficar fora do Estatuto da Sociedade. O RENALDO está trabalhando no sentido de que a Associação dos Funcionários Públicos do Estado de SÃO PAULO ajude o MMDC com uma certa quantia, através de um convênio de prestação de serviços, como já aconteceu em época passada. Com isso daria para acertar as contas da Sociedade e condições de pleitear uma ajuda de custo junto à Secretaria da Cultura. Tudo isso mostra a condição precária da Sociedade, cujos destinos estarão selados após a reunião do CONSELHO SUPREMO em 26 de agosto. O presidente deverá se pronunciar e ele está querendo fugir dessa responsabilidade. Sua diretoria executiva está esfacelada, pois até agora ele não escolheu o seu novo secretário e o secretário das Medalhas (o dia 2 de outubro vai se aproximando e a situação de outorga da Medalha PEDRO DE TOLEDO é uma incógnita).



O PALMEIRAS provou ser bastante eficiente fora de casa ao bater o ATLÉTICO MINEIRO por 2 a 1, no MINEIRÃO. No PARANÁ, o SÃO PAULO perdeu para o ATLÉTICO PR por 1 a 0. O SANTOS deu um show na VILA e goleou o PARANÁ por 5 a 1, com dois gols de ROBINHO, assumindo a liderança isolada do BRASILEIRÃO. OUTROS RESULTADOS: GUARANI 0 x CORITIBA 0; FLUMINENSE 1 x PAYSANDU 1; CRICIÚMA 1 x VASCO 0. GOIÁS 3 x BOTAFOGO 1.



Mais de sete mil pessoas estiveram hoje no aniversário do Pavilhão Japonês. Réplica do famoso PALÁCIO DE KATURA, o Pavilhão Japonês, localizado no PARQUE DO IBIRAPUERA, completou hoje 50 anos. A festa, aberta ao público, contou com uma mostra de maquetes e com uma oficina de origami. O Consulado Geral do JAPÃO cedeu um acervo com mais de cinqüenta peças.



O pugilista ACELINO “POPÓ” FREITAS foi internado hoje à noite em um hospital de SALVADOR com dores na cabeça e no estômago. O resultado dos exames serão divulgados amanhã. Na semana passada, nos EUA, POPÓ foi derrotado pelo americano DIEGO CORRALES e perdeu o título dos pesos leves da Organização Mundial de Boxe.



O ex-deputado potiguar THALES RAMALHO morreu neste domingo, aos 81 anos, em decorrência de um acidente vascular cerebral. Ele estava em cadeira de rodas desde 1976, quando sofreu um acidente automobilístico. Afastou-se da vida política em 1985. Era conhecido como o mais mineiro dos políticos nordestinos. Político moderado e grande articulador, ele foi um dos responsáveis pelo processo de abertura política ao final da ditadura militar e um dos principais arranjadores da candidatura de TANCREDO NEVES à Presidência da República.

OLIMPÍADA 2004: DAIANE, CAMILA e DANIELE vão às finais de ginástica. Depois de competir pela primeira vez por equipe numa Olimpíada, o País conseguiu classificar três ginastas para a final. DAIANE DOS SANTOS estará entre as oito finalistas na prova de solo, na próxima segunda-feira, dia 23; antes disso, o BRASIL já terá CAMILA COMIN e DANIELE HYPÓLITO na final individual geral no OLYMPIC INDOOR HALL na quinta-feira, dia 19.

O nadador americano MICHAEL PHELPS não conseguirá superar o recorde de sete medalhas de ouro, de MARK SPITZ. PHELPS já ganhou uma medalha de ouro e uma de bronze e tem apenas mais seis provas.

O time de basquete dos EUA, antes “DREAM TEAM”, sofreu a primeira derrota em JOGOS OLÍMPICOS desde 1992. A zebra, PORTO RICO, massacrou: 92 a 73, com olé da torcida grega.

O vôlei masculino brasileiro levou um susto ao perder o primeiro set na estréia contra a AUSTRÁLIA, adversária sem tradição. No fim valeu a superioridade do BRASIL, que venceu por 3 a 1. O jogo foi ganho principalmente nos saques.

No vôlei da praia, brasileiros sonham com medalha. ANA PAULA e SANDRA e EMANUEL e RICARDO bateram os noruegueses; MÁRCIO e BENJAMIN, a FRANÇA; e ADRIANA BEHAR e SHELDA, a ÁFRICA DO SUL.



Em meio à incerteza sobre quando será possível conhecer o resultado do referendo sobre o mandato do presidente HUGO CHÁVEZ, os eleitores venezuelanos foram em massa às urnas, formando filas que alcançaram mais de cinco quarteirões. Por causa da demora, o horário oficial do fechamento das urnas foi estendido. CHÁVEZ disse que aceitaria qualquer resultado.

Rebeldes iraquianos dispararam morteiros em direção ao prédio em BAGDÁ onde se iniciou hoje uma conferência de três dias para eleger cem membros de uma Assembléia Nacional interina. Os três projéteis caíram a centenas de metros do centro de convenções que abriga o encontro, mas atingiram uma parada de ônibus e um táxi, matando 2 pessoas e ferindo pelo menos 17, segundo o Ministério do Interior. O local da conferência fica na superprotegida ZONA VERDE, a grande área central de BAGDÁ que abriga os principais edifícios públicos, a sede das forças de ocupação americanas e várias embaixadas.



MORREU neste domingo, em ESTOCOLMO, o PRÊMIO NOBEL sueco SUNE BERGSTROEM, de 88 anos, ganhador em FISIOLOGIA ou MEDICINA em 1982, por seus estudos no isolamento, na identificação e na análise das prostaglandinas. Essas substâncias intervém nos processos inflamatórios e estão relacionadas com a sensação de dor. BERGSTROEM identificou a estrutura química das prostaglandinas e descobriu como elas se formavam, tornando possíveis novos tratamentos. As descobertas, feitas na década de 1950, levaram à criação de novos tratamentos para úlcera, cólicas menstruais e também para facilitar o parto. BERGSTROEM, que dividiu o prêmio com o sueco BENGT SAMUELSSON e o britânico JOHN VANE, morreu após uma longa batalha contra uma doença. Ele foi professor de química da Universidade de LUND, no sul do país, e no Instituto KAROLINSKA, em ESTOCOLMO, local em que foi reitor entre 1969 e 1977. No período 1975-1987, foi presidente da FUNDAÇÃO NOBEL, que administra o testamento do industrial e mecenas sueco e o patrimônio que possibilita a entrega anual dos PRÊMIOS NOBEL. Recebeu também vários títulos honoris causa de universidades como a de HARVARD e a de CHICAGO. Em 1985, o governo sueco lhe concedeu a medalha ILIS QUORUM, a maior condecoração do reino da SUÉCIA, por seus excepcionais serviços a Nação.



O PAPA JOÃO PAULO II teve dificuldades para terminar a missa campal que fazia hoje no templo de LOURDES, na FRANÇA. O pontífice, de 84 anos, que sofre do mal de PARKINSON e artrite grave, começou a sentir falta de ar durante o sermão e pediu ajuda em polonês para um de seus assistentes. Após tomar um copo d´água, ele encerrou o sermão ouvido por 200 mil pessoas, a maioria doentes à procura de cura para seus males. A basílica de LOURDES, considerada um local milagroso, foi construída sobre a gruta onde, segundo a tradição católica, a VIRGEM MARIA teria aparecido à menina camponesa BERNADETTE SOUBIROUS, em 1858.



2 005 : - SEGUNDA-FEIRA

Vamos hoje para a segunda reunião da Comissão que irá propor o Regimento Interno do CONSELHO SUPERIOR da Associação dos Oficiais da Reserva e Reformados da PMESP. Chego na AORRPM depois das 10 horas. Ali já estão reunidos o TENENTE-CORONEL Ref AMORIM; MAJOR Ref CHICONELO; MAJOR Ref YOLANDO BRUNO e 1º TENENTE Ref EDMILSON. Trabalhamos até por volta do meio-dia, encerrando o Título II. É uma reformulação morosa porque requer todos os cuidados possíveis para que se faça um regimento inovador e perfeito para os momentos atuais.

Com essa reunião, naturalmente ficaria no prejuízo a rotineira do MMDS. Já sabedor disso, VICTÓRIO ocupa o meu lugar e dá as ordens para os oficiais reunidos. Mas a tarde é mesmo de dificuldades. Quando chego na Sociedade Veteranos de 32-MMDC, ali está me esperando o CAPITÃO Ref GINO STRUFFALDI, para irmos à reunião da Comissão Cívica e Cultural da Associação Comercial. O associado SÍLVIO trouxe nove capacetes pintados de novo, num trabalho artesanal digno de elogio. Pena é que não podemos dar a atenção necessária a ele. Vamos para a Associação Comercial. O CORONEL MENDES não está presente e nem mandou recado para nós. FRANCISCO GIANNOCCARO é o coordenador dos trabalhos da 64 ª reunião. VIVIANO FERRANTINI é o secretário. Estão presentes: ALFREDO BRUNO JÚNIOR, ANTÔNIO AUGUSTO BIZARRO, EDIMARA DE LIMA RODRIGUES COELHO, ELOY GONÇALVES DE OLIVEIRA; FRANCES AZEVEDO, GUILHERME NAPOLEÃO DE ABREU, LAURO RIBEIRO ESCOBAR, LUIZ EDUARDO CORRÊA DIAS, MARIA CECÍLIA NACLÉRIO HOMEM, NELLY MARTINS FERREIRA CANDEIAS, OG POZZOLI, PAULA BRAGA VISCAINO, CORONEL PM Ref PAULO TENÓRIO DA ROCHA MARQUES. É nos apresentado o Sr. ARNALDO TADEU POÇO, da Distrital do BUTANTÃ. Entre os assuntos desta tarde, destacam-se: os trabalhos da Comissão pró-Memorial da Associação Comercial; trabalhos da Comissão do COLAR CARLOS DE SOUZA NAZARETH; comemorações durante a semana da PÁTRIA. GIANNOCCARO reporta à solenidade de troca da Bandeira Nacional, no IPIRANGA, em 30 de julho, com atuação destacada do CPOR/SP. Além das comemorações relativas ao 25 de agosto, são abordadas as solenidades de 7 de setembro. Mas o que causou mais impacto nesta tarde foram as abordagens relativas à atual crise política. Teme-se que aconteçam confrontos entre segmentos da sociedade, caso seja colocado o impeachment do presidente. Na verdade ninguém pode atinar pelo que ainda possa vir a acontecer, pois dia a dia aparecem novas denúncias e mais gente envolvida. A medida mais coerente é aquela em que o presidente LULA seja mantido no poder até o final de seu mandato, com os processos necessários, sem acomodações e acordos nocivos perante a opinião pública, que acompanha atentamente os acontecimentos. Nas urnas de 2006, o povo daria a sua resposta a todo esse mar de lama.



GIANNOCCARO entrega o pedido para ser associado do MMDC do LUIGI GAETANO BRANCATI. Ele é assessor especial da Presidência da Associação Comercial. Nasceu em 30 de março de 1937 em ORSOMARSO-ITÁLIA, naturalizado brasileiro. Reside na rua BOA VISTA, 51, 10º andar.



Passam das 17 horas quando acompanho o GINO STRUFFALDI até a estação SÃO BENTO do metrô. Retornamos para os nossos lares.

Em casa, LUCINDA conta que recebeu um recado sobre uma reunião da Comissão do Centenário da Caixa Beneficente, a acontecer amanhã cedo.



O presidente LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA avaliou as últimas denúncias na crise política, consultou juristas e se convenceu: nenhum dado indica que ele cometeu crime de responsabilidade que possa levar ao seu impeachment. “Estou tranqüilo”, disse hoje em reunião no Palácio do Planalto com o chamado gabinete de crise, formado pelo vice-presidente JOSÉ ALENCAR e pelos ministros JAQUES WÁGNER (Relações Institucionais), DILMA ROUSSEFF (CASA CIVIL), ANTÔNIO PALOCCI (FAZENDA) e MÁRCIO THOMAZ BASTOS (JUSTIÇA). Esteve ainda no encontro CIRO GOMES (INTEGRAÇÃO NACIONAL). LULA também desistiu de fazer novo pronunciamento à Nação e rejeitou a idéia de convocar o Conselho da República para discutir a crise porque esse gesto poderia ser entendido como um sinal de fraqueza do governo. A ordem de LULA é mobilização para derrubar o salário mínimo de R$384 aprovado pelo Senado.



A polícia encontrou o corpo da estudante de Direito FLÁVIA MARIA TETZNER, de 23 anos. De acordo com a investigação, a garota foi estrangulada e teve o corpo incendiado após discussão com dois rapazes com quem havia saído no dia 30 de julho, em LIMEIRA. Já estão presos o motoboy RAFAEL LAFAIETE SIMINO GARCIA, 21 anos, e o comerciante JONATAS HENRIQUE ZANETTI, 30 anos, suspeitos de executar a moça e ocultar o corpo, achado ontem num matagal ao lado de uma estrada vicinal, em IRACEMÁPOLIS, perto de LIMEIRA. RAFAEL nega participação no crime e afirma que só falará em juízo. O crime brutal teve início na noite de 30 de julho. De acordo com investigações do delegado NILO BERNARDES, os três teriam se encontrado num posto de conveniência em LIMEIRA, onde jovens da cidade costumam de reunir. O último contato com FLÁVIA com a família ocorreu na madrugada do dia 30. O pai da estudante, FLÁVIO SANELI TETZNER, 60 anos, viu quando a filha saiu de casa, no Centro de LIMEIRA, e entrou num VECTRA com dois rapazes. A mulher teria sido estrangulada dentro do carro. Na estrada, jogaram gasolina no corpo de FLÁVIA e atearam fogo. Em 1º de agosto, o pai da moça registrou o sumiço da filha. A polícia rastreou ligações e conseguiu indícios da participação da dupla.



O atacante ROMÁRIO, do VASCO, vai ser intimado para prestar depoimento à polícia ainda esta semana. O nome dele é citado em conversas grampeadas pela polícia com autorização judicial entre o traficante TADEU NASCIMENTO SILVA, o “BOLA”, gerente do tráfico de drogas na VILA DOS PINHEIROS, no COMPLEXO DA MARÉ e o taxista GUSTAVO LIMA DA SILVA. Este teria visto o jogador numa festa na FAVELA DA ROCINHA, no dia 19 de maio. ROMÁRIO confirmou conhecer o dono do tráfico da ROCINHA, com quem diz ter estado apenas uma vez, mas negou intimidade.

O craque da Seleção Brasileira de futebol de praia, JORGINHO, também tinha intimidade com o traficante “BEM-TE-VI”, apontado como chefão do tráfico da favela da ROCINHA, no RIO DE JANEIRO. Gravações feitas pela POLINTER revelam que o jogador foi até a uma festa de aniversário de um gerente das bocas-de-fumo da favela. Ele pede para BEM-TE-VI chamar pelo rádio-transmissor um outro amigo, que ainda não foi identificado pela polícia. A inspetora MARINA MAGGESSI diz que JORGINHO terá que explicar seu relacionamento com o traficante.



Pela terceira vez o julgamento dos PMs acusados de participar do assassinato do dentista negro FLÁVIO FERREIRA SANT´ANA foi adiado. O júri, marcado para amanhã, foi suspenso porque o advogado MARCOS RIBEIRO DE FREITAS, que defende o TENENTE PM CARLOS ALBERTO DE SOUZA, o CABO PM RICARDO ARCE RIVERA e o PM LUCIANO JOSÉ DIAS, abandonou o caso. Amanhã os réus devem ser intimados e terão dez dias para constituir novo defensor.



O BRASIL conquistou hoje sua primeira medalha de ouro na 23ª UNIVERSÍADA, os JOGO OLÍMPICOS UNIVERSITÁRIOS, em IZMIR, na TURQUIA, com DAIANE DOS SANTOS, no solo. O título é o primeiro de DAIANE na UNIVERSÍADA – em 2001, em EDMONTON, ficou com a prata – e o quarto seguido que conquista em eventos internacionais desde a final da COPA DO MUNDO, em 2004, em BIRMINGHAM. Na TURQUIA, a brasileira participou, ainda, da final das barras paralelas assimétricas, ficando em quinto lugar. No masculino, MOSIAH RODRIGUES foi prata na barra fixa. O ouro ficou com o japonês HIROYUKI TOMITA. Nos saltos ornamentais, CÉSAR CASTRO, do MACKENZIE, superou o campeão olímpico, o chinês BO PENG, para ficar com a prata no trampolim de 3 metros, sua especialidade. O ouro foi para outro chinês, FENG WANG. O BRASIL aparece em décimo lugar no quadro de medalhas, com 1 ouro, 2 pratas e 2 bronzes.



Houve confrontos com radicais durante a entrada das tropas em alguns assentamentos, mas, no primeiro dia da operação israelense de retirada das 21 colônias judaicas da FAIXA DE GAZA e 4 na CISJORDÂNIA, milhares de soldados e policiais entregaram a ordem de remoção aos moradores e ajudaram a empacotar pertences. Dezenas de manifestantes montaram barricadas e queimaram pneus em NEVE DEKALIM e um grupo cortou os pneus de um jipe militar e cercou os soldados. Um dia sem incidentes graves, tendo como saldo duas pequenas colônias na CISJORDÂNIA completamente esvaziadas. No entanto, perto de 50% dos 9.200 colonos que devem sair ainda não deixaram suas casas. Amanhã à meia-noite, se ainda estiverem lá, serão removidos à força.



O JAPÃO lembrou hoje os 60 anos de sua rendição na 2ª Guerra Mundial pedindo desculpas oficiais pelo sofrimento que causou a seus vizinhos e fazendo um chamado à concórdia e consolidação da paz na região. Em 15 de agosto de 1945, o imperador HIROHITO divulgou mensagem anunciando a rendição incondicional do JAPÃO, dando fim ao conflito que matou mais de 3 milhões, a maioria japoneses. Numa cerimônia do estádio BUDOKAN, de TÓQUIO, da qual participaram 7.500 pessoas, o imperador AKIHITO, filho de HIROHITO, pediu que “nunca mais se repitam os horrores do passado”. O primeiro-ministro JUNICHIRO KOIZUMI expressou pesar e arrependimento pelas ações do JAPÃO no passado. CHINA e CORÉIA DO SUL também lembraram hoje os 60 anos do fim da guerra e acusaram os líderes políticos japoneses de não terem pedido desculpas “sinceras” pelas atrocidades cometidas durante a guerra. PEQUIM e SEUL acusam TÓQUIO de deturpar a história do conflito para ocultar a maior parte dos atos de brutalidade cometidos pelos soldados na ÁSIA. Entre as maiores atrocidades do Exército Imperial japonês está o massacre de NANQUIM, então capital chinesa, onde entre 40 mil e 200 mil pessoas foram mortas pelas tropas invasoras.



A TV argentina teve uma noite para lá de brasileira. O ex-jogador MARADONA estreou no canal 13 seu programa de auditório “LA NOCHE DEL 10” e teve como convidado o rei PELÉ. Os dois deixaram a rivalidade de lado e até fizeram uma tabelinha juntos. Na mesma hora XUXA era a homenageada na noite no “SHOWMATCH”, do canal 9. No final, o encontro dos craques bateu a Rainha dos Baixinhos pela guerra de audiência portenha.



ANUNCIADA a expulsão de 701 muçulmanos em situação ilegal na ITÁLIA. HUSSAIN OSMAN, acusado de envolvimento com os ataques de 21 de julho em LONDRES, será extraditado para o REINO UNIDO.



FALECEU o policial aposentado JAMES GOUGHERTY, aos 84 anos, primeiro marido de MARILYN MONROE. Foi vítima de complicações decorrentes de leucemia, em SAN RAFAEL, na CALIFÓRNIA.



2 006 : - TERÇA-FEIRA 8472/ 82/2J4/ (2)

Pelo horário eleitoral gratuito começa hoje a desfilar uma das maiores bancadas da Câmara, a “bancada da impunidade”, formada por 69 candidatos envolvidos nos escândalos do mensalão e dos sanguessugas. Mas esse grupo pode ser ainda maior, se nele forem incluídos os 52 denunciados pela Procuradoria-Geral da República por outros crimes. NADA MENOS, então, que 121 deputados – 24% de toda a Câmara – vão tentar renovar o mandato e integrar essa bancada em 2007 à custa do voto do eleitor.

A lista dos 69 é formada por 58 parlamentares investigados na CPI DOS SANGUESSUGAS e outros 11 envolvidos no escândalo do MENSALÃO. Nessa conta, PEDRO HENRY entra apenas na lista dos mensaleiros, embora também esteja citado na dos sanguessugas.

No Senado, há mais dez citados nas CPIs ou investigados pelo Ministério Público por crimes que vão da improbidade administrativa a fraude eleitoral, mas apenas quatro estão concorrendo. Os demais estão no meio do mandato, já que os senadores são eleitos por oito anos, com eleições intercaladas a cada quadriênio – estão em disputa, neste ano, apenas um terço das 81 vagas do Senado.



O metrô está parado. Assim é que desço do ônibus COCAIA e inicio uma longa caminhada pela Avenida do ESTADO. Depois pego a CANTAREIRA. Alcanço o Mercado Municipal, o Parque D. PEDRO e, depois de andar 45 minutos, chego no MMDS. Os oficiais já nem me esperavam mais. Vamos todos almoçar juntos e, cada um, contou o seu drama para chegar na Entidade. Não são muitos os que estão conosco. MÁRIO MARGARIDO fala por alto o conceito que ele faz de uma megaoperação que está para se realizar, no combate a furto de cargas de caminhões. Isso não irá acontecer neste mês, mas não deverá passar de setembro. Faço ver a eles que a aproximação das eleições poderá criar um caso difícil para todos aqueles que direta ou indiretamente irão se envolver nesse plano.

Por volta das 14:30 horas, passo pela Sociedade. Encontro-a fechada. A funcionária LUCIENE não compareceu hoje. Por outro lado, o CORONEL MENDES dispensou a LILIAN por 8 dias.

Devagar, embaixo de um sol abrasador, agora com 33 graus nos termômetros digitais da área centro, vou caminhando pela Rua BOA VISTA, depois FLORÊNCIO DE ABREU, Rua TIRADENTES, até atingir o local de onde partem os ônibus EXPRESSO COCAIA. Já pela manhã esse sol parece que assou meus miolos.

As caminhadas que fiz hoje, vão me deixar envolvido num outro círculo. Assim que entro no veículo e este se põe em marcha, não há jeito de impedir que um sono se apodere de mim. Reconheço aí que estou cansado.



A greve feita hoje pelos metroviários de SÃO PAULO em protesto contra a privatização da LINHA 4 causou prejuízos estimados em 70 milhões de reais e deixou 2,8 milhões de pessoas sem transporte. O número de afetados, porém, é muito maior: com o rodízio de automóveis suspenso e mais ônibus em circulação, chegou a haver 188 quilômetros de lentidão no trânsito às 9 horas, quando a média é de 70. Foi o segundo maior congestionamento do ano, abaixo apenas do caos provocado pelos ataques do PCC. O presidente do sindicato dos metroviários, FLÁVIO GODÓI, admitiu que foi uma greve política: “A mobilização é política no sentido de lutar por melhores políticas públicas. Provavelmente será julgada ilegal, mas esse é o risco”. O governador CLÁUDIO LEMBO classificou a paralisação de “selvagem, irresponsável, injusta e ilegítima”. A LINHA 4, motivo alegado para a greve, só entrará em operação daqui a dois anos. O presidente do Metrô, LUIZ CARLOS DAVID, lançou a suspeita de a paralisação ter tido objetivo eleitoral.

O Sindicato descumpriu liminar do TRT que determinava a operação de 100% da frota nos horários de pico e fica obrigado a pagar a multa de 100 mil reais, que será revertida a hospitais. A Justiça ainda avalia se a greve foi abusiva.



A polícia está rastreando o arsenal de dinamite do PCC. Parte do material aparece no vídeo da facção exibido pela TV GLOBO como condição para libertação do repórter GUILHERME PORTANOVA, que foi seqüestrado com o auxiliar-técnico ALEXANDRE COELHO e ficou 42 horas em poder dos criminosos. Os policiais do DEIC querem descobrir o número do lote de dinamite para tentar saber a origem do material. Comunicado conjunto dos veículos de comunicação, divulgado hoje em cadeia de rádio e TV e publicado nos principais jornais do País, pede um basta à violência. A atual situação de insegurança, diz o comunicado, ameaça “a própria sobrevivência da sociedade democrática”.



Acusado de se beneficiar com R$162,5 mil pela venda de ambulâncias superfaturadas, o deputado CORIOLANO SALES (PFL-BA) renunciou hoje ao mandato. Ele teria usado a maior parte do dinheiro para imprimir material de sua campanha à reeleição. Outros deputados acusados pela CPI DOS SANGUESSUGAS já preparam suas cartas de renúncia. Eles têm até a semana que vem para abrir mão de seus mandatos e fugir da cassação.



Acabou a moleza no CORINTHIANS. ÉMERSON LEÃO chegou, assinou contrato de dois anos e trouxe na bagagem a garantia de total autonomia na comissão técnica. No primeiro dia, já impôs seus duros e eficientes métodos de trabalho. Vai dar treinos em dois períodos, pela manhã começando às 8 horas – se houver atraso, antecipa em meia hora no dia seguinte – e cortará os privilégios do elenco, especialmente os de TEVEZ, que não mais poderá viajar para a ARGENTINA quando bem entender. Buscará repetir no PARQUE SÃO JORGE o sucesso que teve por onde passou, principalmente no SANTOS e no SÃO PAULO. Suas palavras de ordem serão disciplina e comprometimento. “Privilégio constante, que prejudique o grupo, não faz parte dos meus planos. E futebol é grupo”.

LEÃO chega para reorganizar um conjunto desfeito por constantes desentendimentos entre jogadores e rachado por ciúmes de tratamento e disparidades financeiras. Não quer amigos fora de campo. Busca união dentro dele – e rapidamente. Após conversa com o amigo GENINHO, soube das manhas do elenco. Brigas não serão admitidas. Ameaça com punições severas, financeiras e até afastamento. Porém, garante entrosamento com todos. Inclusive com os argentinos – no ano passado, disse que jamais indicaria a contratação de um atleta do país vizinho. A principal missão do técnico é tirar o time da zona de rebaixamento do BRASILEIRO – atualmente, com 13 pontos, é lanterna. Seus pensamentos, porém, vão longe. Ele sonha alto. Quer, no mínimo, vaga na COPA SUL-AMERICANA. O time ainda disputará 66 pontos. Nas contas de LEÃO, se o time chegar a 47 pontos escapa da queda.



O motorista do senador petista EDUARDO SUPLICY foi vítima de seqüestro relâmpago, hoje pela manhã, na porta da casa do patrão, no JARDIM PAULISTANO, zona oeste da Capital. JOSÉ DAMIÃO DA SILVA, de 47 anos, passou uma hora e 15 minutos como refém de dois assaltantes, quer chegaram a sacar dois mil reais de duas contas dele. Os criminosos o libertaram próximo à PONTE JOÃO DIAS, no JARDIM SÃO LUÍS, na zona sul. Segundo o motorista, os assaltantes também perguntaram de SUPLICY era candidato à reeleição e mandaram avisá-lo que votarão nele. DAMIÃO é motorista do senador desde 1985.



O presidente LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA eliminou o PT de sua biografia. O primeiro programa eleitoral de sua campanha, exibido hoje no horário gratuito de TV, mostrou a vida de LULA, a infância pobre em CAETÉS (PE), a ida para SÃO PAULO como migrante, a ascensão a líder metalúrgico e a conquista da Presidência. Nem uma palavra sobre o PT, partido que fundou em 1980, ou uma única cena com a estrela vermelha. Desapareceu o número 13, campeão histórico do voto de legenda. Foram banidos os companheiros e as bandeiras que tremularam por 26 anos atrás de LULA. Em sua nova biografia eleitoral, LULA saiu das assembléias sindicais diretamente para o Palácio do Planalto. Sem um partido político. Os petistas não desrespeitaram a Lei Eleitoral, mas era preciso uma lupa para ler ao longo da parte esquerda do vídeo: “Coligação ALIANÇA DO POVO, PT, PcdoB, RPB. Vice: JOSÉ ALENCAR.

Último a aparecer no programa na TV, por conta do sorteio da Justiça Eleitoral, o presidente abordou a questão da ética, principal alvo dos adversários que querem colar em seu governo a imagem de “o mais corrupto da história”. Mas LULA procurou simplificar o assunto, resumindo-o à necessidade de uma reforma política. Além disso, tentou passar a impressão de que todos os políticos e partidos têm manchas em seus currículos.

Os dois principais candidatos a presidente, LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA e GERALDO ALCKMIN, usaram o rádio para tentar conquistar os eleitores das classes mais populares. Os dois deram ênfase no rádio aos projetos voltados para a assistência social realizados pelos governos deles na Presidência e no governo de SÃO PAULO, respectivamente. Além de se apresentarem como homens que vieram das classes populares.

LULA foi o único que gravou dois programas diferentes para o horário da manhã e da tarde. No programa da manhã quase todo o tempo foi usado para apresentar a trajetória do presidente da República desde sua saída de PERNAMBUCO “num pau-de-arara”. O programa da tarde foi ainda mais emocional, já que a trajetória de LULA foi cantada numa das músicas da campanha.

ALCKMIN optou por ser apresentado como o médico e homem de família. A maior parte de seu programa foi usada para contar a trajetória dele desde que “perdeu a mãe, aos 10 anos de idade” em PINDAMONHANGABA. ALCKMIN só falou durante um curto período de uma entrevista que começou com uma pergunta sobre a importância da família.

HELOÍSA HELENA e CRISTÓVAM BUARQUE têm pouco tempo e praticamente repetiram no rádio seus programas da TV, assim como JOSÉ MARIA EYMAEL que ressuscitou o “Ei, ei, EYMAEL.....”, seu jingle de 1998, quando foi candidato. RUI PIMENTA não mandou o programa para o rádio e LUCIANO BIVAR encaminhou o programa da TV em que não fala seu nome: impossível ser identificado.



O GENERAL FRANCISCO ROBERTO DE ALBUQUERQUE, comandante do Exército do BRASIL, fez um apelo hoje a militares de unidades de elite paulistas: “Não se deixem contaminar por esse ambiente deteriorado, podre, que está assolando a nossa sociedade”. Ele fazia referência a casos de corrupção dentro e fora do Exército, como o que resultou, durante a semana passada, na prisão de um coronel e dez tenentes-coronéis, capitães e sargentos do Exército, detidos com mais 20 civis por suposto envolvimento em fraudes. Ele ainda afirmou que o comando da instituição procura melhorar o pagamento de seus homens.



Indeferida pelo plenário do Tribunal Superior Eleitoral, a candidatura de RUI COSTA PIMENTA, do PCO, à presidência da República. O motivo foi a não apresentação da prestação de contas do candidato para a eleição de 2002, quando ele concorreu ao mesmo cargo. Em BRASÍLIA.



Renunciou ao mandato de deputado federal, CORIOLANO SALES. O parlamentar é acusado pela CPI DOS SANGUESSUGAS de receber 162.000 reais de propina da máfia das ambulâncias. Com a renúncia, SALES escapa de um processo no Conselho de Ética da Câmara que poderia suspender seus direitos políticos. Em BRASÍLIA.



Assisto nesta noite o DVD “SUPERMAN RETURNS”. Após sumir por misteriosos anos, o Homem de Aço retorna ao planeta TERRA. Enquanto um velho inimigo planeja acabar com seus poderes de uma vez por todas, o SUPERMAN encara a dolorosa descoberta de que a mulher que ama, LOIS LANE, prosseguia com sua vida, casando-se. SUPERMAN desafia transpor a distância entre os dois enquanto tenta encontrar um lugar na sociedade que aprendeu a sobreviver sem ele. Numa tentativa de proteger o mundo que ama de uma destruição cataclísmica, SUPERMAN embarca numa jornada épica de redenção que o leva das profundezas do oceano aos lugares mais longínquos do espaço exterior. No elenco: BRANDON ROUTH, KEVIN SPACEY, HUGH LAURIE, SAM HUNTIGTON, EVE MARIE SAINT, KATE BOSWORTH, JAMES MARSDEN. A direção é de BRIAN SINGER.



2 007 : - QUARTA-FEIRA

Trabalho um bom tempo no computador. O ALEMÃO pede-me para entrar na Internet e procurar a VUNESP. É que a Prefeitura de GUARULHOS está aceitando trabalhadores braçais e ele quer se inscrever. Fazemos isso nesta manhã.

RONALDO vai fazer sua explanação de mais de cinqüenta dias de estágio na co-irmã da BAHIA. Chegou ontem de tarde. Conta também que o ANTÔNIO, marido de dona IRACILDES (irmã do OLIVEIRA), está melhorando de um traumatismo craniano. Ele pertence aos bombeiros. Sofreu uma queda no banheiro do quartel, após sentir uma tontura. Foi levado para a UTI de um hospital e ficou vários dias internado. OLIVEIRA mantém um contato telefônico comigo, Diz que encerrará o estágio nesta semana. Poderá iniciar a viagem de volta já no domingo.

Nesta tarde, na Sociedade, não contamos nem com o GINO e nem com o MENDES. Eles estiveram, pela manhã, no aniversário do GRUPAMENTO AÉREO. O MENDES levou o presidente até sua residência e depois foi para o GRANDE ORIENTE. Comparecem no dia do encontro: CORONEL ARY CANAVÓ, CARRARO e Professora MARIA ODETE.

ALCY COLLETTI, do RIO GRANDE DO SUL, manda um e-mail contando a participação de seu pai, ATTILIO COLLETTI, na Revolução Constitucionalista de 1932, na célebre BATALHA DE FÃO, no dia 13 de setembro daquele ano, a doze quilômetros de BELA VISTA DO FÃO, município de LAJEADO. Os revolucionários eram comandados pelo GENERAL CÂNDIDO CARNEIRO, popularmente conhecido como GENERAL CANDOCA. Atualmente, esse lugar faz divisa com os municípios de FONTOURA XAVIER, MARQUES DE SOUZA e PROGRESSO.

Recebemos a visita do MAJOR PM Ref MINORU MASSUDA. Vem com uma conversa arrevesada sobre um livro que estaria escrevendo “BRASIL – GIGANTE ADORMECIDO”. Ele é uma figura folclórica. Sempre está com idéias que não levam a nada e tenta convencer aqueles que por ventura estejam por perto. É impertinente. Uma senhora que tratava da Pensão Especial achou até melhor voltar outro dia para continuar a pesquisa sobre o BATALHÃO PIRATININGA, onde serviu seu pai na Revolução Constitucionalista de 1932. Por causa do MINORU “MASSADA”, deixo a Sociedade antes das 17 horas. Ainda nesta tarde tive uma conversa, via fone, com o ROMAGNOLI, sobre a audiência de conciliação do dia 13. Ele acha que essa audiência foi uma farsa e que irão fazer um acordo, dando a FIAMMETTA uma quantia de sessenta mil reais. Para salvaguardar os direitos da Sociedade, ele irá passar um telegrama para o advogado da CARNIDE, que cuida da defesa do MMDC.



Faleceu hoje o irmão do nosso coordenador da Comissão Cívica e Cultural da Associação Comercial – FRANCISCO GIANNOCCARO. BARTHOLOMEU GIANNOCCARO, aos 92 anos. Ele se encontrava internado há vários dias. O féretro sairá amanhã do Velório da Beneficência Portuguesa, para o Cemitério do ARAÇÁ, onde se realizará, às 10 horas, o enterro.



Com sorte, raça e muito sufoco, o CORINTHIANS derrotou o BOTAFOGO, por 3 a 2, de virada, nesta noite, no MARACANÃ, e terminou o primeiro turno do BRASILEIRO no 12º lugar, com 26 pontos- cinco a menos do que os times que se classificariam para a LIBERTADORES.



Diante de tantos improvisos – até mesmo no banco de reservas – o SÃO PAULO saiu com um bom resultado de FLORIANÓPOLIS. O empate por 2 a 2 contra o FIGUEIRENSE deu ao time do MORUMBI a oportunidade de decidir a vaga para as oitavas-de-final da COPA SUL-AMERICANA em casa, quinta-feira, dia 23, e com a vantagem do empate por até um gol.



Em mais um dia de pesadas perdas no mercado internacional, o dólar subiu hoje 2,32% para R$2,031, e a BOLSA DE VALORES de SÃO PAULO caiu pelo quinto pregão seguido – desta vez, 3,19%. As bolsas de NOVA YORK e LONDRES, entre outras, também caíram. Em BRASÍLIA, LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA disse que não vê possibilidade de uma crise no País em decorrência das turbulências financeiras. “Isso é problema dos ESTADOS UNIDOS e dos bancos americanos. Eu não estou preocupado com isso”, afirmou.



O quadrilátero formado pelas ruas DOS GUSMÕES, MAUÁ, COUTO MAGALHÃES e PROTESTANTES, na LUZ, região central da cidade, vai sediar a Subprefeitura da SÉ e a Companhia de Processamento de Dados do Município de SÃO PAULO (PRODAM).

A Prefeitura aguarda apenas as decisões judiciais para a liberação de outros 23 imóveis no entorno para demolir os prédios e fazer as alterações. Ainda não há prazo definido para as obras começarem.



O empresário OSCAR MARONI FILHO, de 56 anos, acostumado a uma vida de luxo, passou a noite de hoje dormindo em um colchão no chão de uma cela do 13º Distrito (CASA VERDE). Ele divide o pequeno espaço com cinco presos – advogados, médicos e até um padre acusado de estuprar uma garota de 13 anos. As informações são de RICARDO NORONHA, assessor pessoal do dono da boate BAHAMAS, que visitou o chefe hoje. “Ele está deprimido”, diz.

MARONI FILHO tomou banho de sol e comeu a quentinha da cadeia. Ao assessor, disse que está sendo injustiçado e não merecia passar por tanta humilhação.

O advogado JOSÉ THALES SOLON DE MELLO recorreu ao Superior Tribunal de Justiça, esperando que a prisão de seu cliente fosse revogada. Decepção. O ministro HAMILTON CARVALHIDO, da 6ª Turma do Tribunal, negou o pedido de liminar.

MELLO pediu reconsideração da decisão. A defesa de MARONI FILHO aguarda a apreciação do pedido em SÃO PAULO, mas duvida que o empresário possa ser libertado até o final da semana.



JOEL SILVEIRA, um dos nomes mais importantes do jornalismo brasileiro e premiadíssimo autor de mais de 30 livros, morreu hoje de madrugada, no RIO, aos 88 anos, de “causas naturais”, de acordo com a família. Sergipano radicado no RIO havia exatamente sete décadas, ele estava dormindo em seu apartamento e COPACABANA, onde morava com a mulher, IRACEMA.

Segundo a filha ELIZABETH, ele sofria de câncer de próstata, mas não quis tratar a doença. “Meu pai cansou de viver, dizia que preferia morrer e sempre pedia que fosse em casa”.

A saúde estava bem debilitada desde o início do ano – SILVEIRA já não andava, só quando ajudado pelas duas acompanhantes que o assistiam diariamente, mas se mantinha lúcido. O corpo será cremado amanhã à tarde, no Crematório do CAJU, no RIO, e não haverá velório, em respeito ao desejo do escritor.

Ultimamente, SILVEIRA demonstrava não encontrar mais forças para seguir adiante, relembrou a filha. “Cada dia que eu vinha vê-lo, percebia que estava se apagando. Ontem tive a nítida sensação de que ele estava indo embora”, disse. JOEL SILVEIRA deixou dois filhos, dois netos e dois bisnetos.

Um dos principais repórteres brasileiros, SILVEIRA deixa uma ficha extensa em relatos jornalísticos com contornos literários. Segundo ele, o estilo foi moldado por uma necessidade. “Senti que precisava romancear o texto para me diferenciar do que era escrito na imprensa dos anos 30 e 40”, contava ele, que acreditava na eficácia de uma boa pesquisa para a produção de uma reportagem confiável.

SILVEIRA tornou-se uma estrela do jornalismo nacional nos anos 1940 – na reportagem GRÃ-FINOS EM SÃO PAULO, publicada no semanário DIRETRIZES, ele apresentava sua impressão do high-society paulistano em uma narrativa irônica e debochada. Publicada em 1943, a matéria deliciou inclusive o presidente ditador GETÚLIO VARGAS e é a porta de entrada do livro A MILÉSIMA SEGUNDA NOITE DA AVENIDA PAULISTA.

“Foi nessa época que ganhei o apelido de víbora, dado pelo ASSIS CHATEAUBRIAN”, contou ao ESTADO, em 2003, quando o livro foi lançado. SILVEIRA, aliás, logo foi contratado pelo dono dos DIÁRIOS ASSOCIADOS. A mudança de empresa não foi planejada, mas provocada justamente por um texto seu – ao destacar como título uma frase dita por MONTEIRO LOBATO durante uma entrevista (“o governo deve sair do povo como a fumaça sai da fogueira”), SILVEIRA despertou, dessa vez, a ira de GETÚLIO, que mandou fechar DIRETRIZES.

Sua primeira grande missão foi cobrir a SEGUNDA GUERRA MUNDIAL e, antes de embarcar para a ITÁLIA como pracinha da Força Expedicionária Brasileira, SILVEIRA ouviu a célebre frase do patrão: “O senhor vai para a guerra, mas não me morra, seu SILVEIRA! Repórter é para mandar notícia, não é para morrer. Se o senhor morrer, eu o demito”.

Na guerra, com a patente de capitão, JOEL SILVEIRA aproximou-se dos pracinhas para conseguir mais notícias. “Ganhei também a simpatia dos americanos que, curiosamente, conheciam e gostavam da DIRETRIZES por conta dos perfis que fizemos com TRUMAN e ROOSEVELT”, explicava ele, que mais de uma vez chegou ao campo de batalhas. “Certo dia, o mais terrível deles, vi a morte de um sargento brasileiro, metralhado pelos alemães. Só conseguimos resgatar seu corpo quatro dias depois”.

Dez meses depois, o repórter retornou e foi recrutado para outra guerra: CHATEAUBRIAN comprou briga com o conde FRANCISCO MATARAZZO JÚNIOR, que pediu de volta o prédio que OS ASSOCIADOS ocupavam no Viaduto do Chã. O troco veio com a cobertura do casamento da filha do milionário, FILLY, a cargo de SILVEIRA, que narrou tanto o faustoso matrimônio como o enlace de uma casal de operários, trabalhadores justamente das indústrias MATARAZZO.

Em 2001, indignado com a candidatura de ZÉLIA GATTAI à vaga do marido, JORGE AMADO, na Academia Brasileira de Letras, não apenas se lançou candidato como a criticou pesadamente.

Para ele, ZÉLIA era “uma escritora medíocre”, feita à custa do marido, e este só vendeu milhões de livros por suas ligações com o Partido Comunista. Na disputa, porém ZÉLIA teve 32 votos contra 4 de SILVEIRA, em uma das mais rápidas eleições da ABL: durou apenas vinte minutos.



Foi adiado para o dia 29 de agosto, às 13:30 horas, a decisão do Órgão Especial do Colégio de Procuradores sobre o destino do promotor THALES FERRI SCHOEDL, acusado de homicídio qualificado. O Ministério Público afirmou que uma falha na distribuição do processo impediu o julgamento hoje. Está em jogo o direito de SCHOEDL ter cargo vitalício no Ministério Público de São Paulo. Ele é acusado de, em dezembro de 2004, matar a tiros MODANEZ, então com 20 anos, e ferir FELIPE SIQUEIRA CUNHA DE SOUZA, na época com 21 anos.

Preso no quartel da PM desde o crime, SCHOEDL foi denunciado por homicídio duplamente qualificado e colocado em liberdade pelo Órgão Especial do Tribunal de Justiça. Afastado do cargo pelo Ministério Público, em janeiro de 2006, ele voltou ao posto graças a uma decisão do Tribunal de Justiça. Ele recebe o salário de R$10.500 por mês.



Sob forte comoção, foi enterrado hoje o comandante da TAM, KLYBER AGUIAR LIMA, de 54 anos, que pilotava o AIRBUS A-320 que explodiu ao colidir com um prédio da empresa há 28 dias, em CONGONHAS. O caixão foi coberto com a bandeira do BRASIL e o piloto foi aclamado como herói pelo padre que rezou a missa, acompanhada por mais de cem pessoas na capela do Cemitério PARQUE DA PAZ, em FORTALEZA.

Muito emocionada, a mãe do comandante, MARIA GUEDES, de 78 anos, desmaiou no velório e foi socorrida por paramédicos contratados pela TAM. “Meu Deus, levaram minha vida”, repetia ela, em prantos.



A polícia prendeu hoje ÂNGELO APARECIDO SOUZA DE JESUS, de 29 anos, suspeito de ter assassinado cruelmente TAMIRES DA SILVA BURLANI, de 19 anos. A jovem foi morta com um tiro na cabeça depois de uma tentativa de assalto, na noite de segunda-feira, dia 13, num cruzamento de DIADEMA, na GRANDE SÃO PAULO. A arma do crime pode pertencer a um adolescente de 13 anos.



CARLOS MOYÁ encerrou a seqüência de NOVAK DJOKOVIC ao derrotá-lo pela terceira rodada de CINCINATTI. O sérvio batera ROGER FEDERER na final do MASTERS DE MONTREAL, no domingo, dia 12. Hoje, RAFAEL NADAL abandonou o jogo com JUAN MÔNACO por sentir dores no braço esquerdo.



O compositor TIKHON KHRENNIKOV, que foi nomeado por STALIN chefe da União de Compositores da URSS em 1948, morreu hoje em seu apartamento em MOSCOU. Estava com 94 anos e será enterrado em sua cidade natal, YELETS. Além de ter sido o compositor número um do UNIÃO SOVIÉTICA durante o regime stalinista, KHRENNIKOV também era conhecido por seus ataques aos compositores SERGEI PROKOFIEV e DMITRI SHOSTAKOVICH. Ele foi autor de diversas óperas, balés e sinfonias. Ficou conhecido pela composição de trilhas sonoras de filmes como RUSLAN E LUDMILA, de 1972, e ÀS SEIS DA TARDE DEPOIS DA GUERRA, de 1944.



Um forte terremoto sacudiu o litoral peruano hoje à noite, causando a morte de pelo menos 17 pessoas e deixando 200 feridos. As regiões mais afetadas foram as cidades de ICA, LIMA e CHINCHA, mas os efeitos foram sentidos nos ANDES e até na selva peruana, do outro lado da cordilheira. Segundo o Serviço Geológico dos EUA, o tremor atingiu 7,9 graus na Escala RICHTER.

O terremoto durou 20 segundos e teve como epicentro um ponto a 33 quilômetros a oeste de CHINCHA ALTA, a 160 quilômetros de LIMA, e a uma profundidade de 18 quilômetros.



Autoridades da Província de NINEVAH, norte do IRAQUE, afirmaram hoje que chegou a 500 o número de mortos nos ataques suicidas em série de terça-feira, dia 14, perto de MOSSUL. A informação foi divulgada pela rede de TV americana CNN. Anteriormente, fontes do Exército iraquiano e da polícia de MOSSUL tinham falado em pelo menos 260 mortos e 320 feridos. O atentado foi o mais sangrento desde a invasão americana em março de 2003. Quatro terroristas suicidas detonaram caminhões-bomba em dois povoados nas proximidades de MOSSUL e da fronteira do IRAQUE com a SÍRIA.



Seis italianos envolvidos com a máfia da CALÁBRIA, conhecida como N´DRANGHETA, foram executados hoje em DUISBURG, no Estado da RENÂNIA WESTFALIA, oeste da ALEMANHA, numa ação considerada inédita pelas autoridades italianas.

As vítimas – TOMMASO VENTURI, de 18 anos; FRANCESCO PERGOLA, de 21; MARCO MARMO, de 25; SEBASTIANO STRANGIO, de 38, e TOMMASO FRANCESCO, de 16 – deixavam uma pizzaria, onde comemoraram o aniversário de VENTURI, quando foram atingidos. Cinco corpos foram encontrados ao lado de dois carros. A sexta vítima morreu a caminho do hospital. Os seis pertenceriam ao clã PELLE-VOTTARI, que desde 1991 está envolvido numa disputa sangrenta com o NIRTA-STRANGIO, na chamada “vendetta di San Luca”, cidade de ambos os grupos. A disputa começou quando jovens dos clãs rivais jogaram ovos, uns contra os outros, e trocaram insultos durante uma festa da cidade. Desde então, 11 pessoas morreram em acertos de contas.



A ÍNDIA comemorou hoje o 60º aniversário de sua independência da GRÃ-BRETANHA em um clima de triunfo e com muitos acreditando que o país finalmente conquistou sua posição de direito como um grande ator global. “Asseguro a cada um de vocês, e ao nosso país, que o melhor está por vir”, disse o primeiro-ministro indiano, MANMOHAN SINGH, durante o tradicional discurso do DIA DA INDEPENDÊNCIA.

Em 3 de junho de 1947, lorde MOUNTBATTEN, o último governante da ÍNDIA britânica, anunciou que a GRÃ-BRETANHA estava concedendo a independência não apenas a um país, mas a dois. Em 14 de agosto daquele ano, ele participou em KARACHI da cerimônia de criação do PAQUISTÃO, um Estado muçulmano. No dia seguinte, foi a NOVA DÉLHI para a declaração de independência da ÍNDIA – um país com mais de três vezes a população do PAQUISTÃO e de maioria hindu. Nas semanas que precederam a partilha, acredita-se que mais de um milhão de pessoas foram mortas nos choques religiosos e sectários. A divisão também fez com que mais de 14 milhões de pessoas cruzassem as fronteiras entre os dois países, em uma das maiores migrações em massa da história. Desde a partilha, ÍNDIA e PAQUISTÃO travaram três guerras – uma pelo território que hoje é BANGLADESH e duas pela CAXEMIRA, região Himalaia de maioria islâmica que foi dividida entre os dois países.

Depois de 60 anos de rivalidade, as duas potências nucleares iniciaram um processo aberto de diálogo. Na segunda-feira, dia 13, o PAQUISTÃO libertou 134 prisioneiros indianos que haviam cruzado a fronteira ilegalmente. A ÍNDIA respondeu na terça-feira, dia 14, ao gesto de distensão, libertando 72 paquistaneses.



2 008 : - SEXTA-FEIRA

CORONEL MENDES comparece nesta tarde na Sociedade. Ele conseguiu uma grande aquisição para a Sociedade, junto ao GUILHERME LEVENSTEIN. Chega um número razoável de envelopes, papéis de ofício, tudo com o timbre da Sociedade. O GUILHERME, vez ou outra, ajuda-nos com material de escritório e, também, por ocasião das festividades do 9 de Julho, em anos anteriores, confeccionou cartazes e adesivos sobre o Movimento Constitucionalista de 1932. Era muito amigo do falecido GERALDO FARIA MARCONDES.

O GINO faz uma ligação para o MMDC e o MENDES atende. O presidente estava querendo fazer uma reunião de Diretoria para decidir a respeito do “boleto bancário”. Ocorre que, numa reunião anterior, isso já ficou estabelecido. O boleto seria trimestral e ficaria pelo preço de R$50,00. O MENDES manifesta-se contrário. Fica difícil definir a política de cobrança das mensalidades. A coisa já está decidida e agora há contradições. A nossa funcionária, MARINEI, encarregada disso, fica perdida.

Telefona-me o CAPITÃO PIRES, da Assessoria Militar do Tribunal de Justiça, a mando do CORONEL PM NELSON DE ALMEIRA, Chefe da ASPM/TJ. Ele quer saber como estão as tratativas a respeito do conserto do telhado da Sociedade. Depois da conversa que tivemos com o juiz JOSÉ MARIA, entrei em contato com o neto do senhor MARCONDES, LUIZ FERNANDO, que ficou de ver o patrocínio para essa reforma. Até agora não obtive uma resposta do FERNANDO. Esse drama da reforma também é outra coisa que perturba a nossa responsabilidade sobre a Sociedade. Finalmente, os tenentes LUZ e OLIVEIRA levam ao meu conhecimento que estão planejando fazer um estágio na co-irmã BAHIA. Querem saber o meu posicionamento. Ainda não tenho em mãos que tipo de estágio será esse. Acredito que isso esteja sendo idealizado para o final de 2008.



A Subdiretoria de Abastecimento da Aeronáutica comemorou hoje seu 63º aniversário e contou com a presença de amigos e colaboradores da Força Aérea Brasileira. A unidade foi fundada em 22 de agosto de 1945 no RIO DE JANEIRO e transferida para SÃO PAULO em agosto de 1989 e é responsável pelo abastecimento de fardamento e alimentação de todo o efetivo da Aeronáutica, tendo se destacado nos últimos anos com novos procedimentos para preparo e distribuição de alimentos. Seu comandante é o BRIGADEIRO Int PAULO SILVEIRA. Estiveram presentes ao evento: TENENTE-BRIGADEIRO-DO-AR PAULO ROBERTO CARDOSO VILLARINHO (Comandante Geral de Pessoal); GENERAL-DE-DIVISÃO JOÃO CARLOS VILELLA MOGERO (Comandante da 2ª Divisão de Exército); WALLACE DE OLIVEIRA GUIRELLI, GENERAL-DE-BRIGADA EDUARDO SEGUNDO LIBERALI WISNIEWSKY (Comandante da 2ª Região Militar), desembargador PAULO MIGUEL DE CAMPOS PETRONI (27ª Câmara do Tribunal de Justiça), INGO DOHLER (diretor industrial da empresa DOHLER S.A.), JOÃO BAPTISTA DE OLIVEIRA, CORONEL Int BENEDITO BORTOLETTO (prefeito de Aeronáutica de São Paulo), CORONEL Av HUDSON DA COSTA POTIGUARA (Comandante da BASP), TENENTE-CORONEL Av SUN REI VON (Comandante do 4º ETA).



“Agora sou um campeão olímpico!”, repetia o brasileiro CÉSAR CIELO, com os cabelos louros pingando, ainda sem acreditar. Quando pulou na piscina do CUBO D´ÁGUA, nesta noite (horário de BRASÍLIA) para disputar a final da prova mais rápida da natação olímpica, os 50 metros livre, carregava a promessa de mais um lugar no pódio. Foi além. O paulista de SANTA BÁRBARA D´OESTE, que na quarta-feira, dia 13, já havia surpreendido com um bronze nos 100m livre, ganhou hoje a primeira medalha de ouro para o BRASIL, em PEQUIM. Em sua história olímpica, o País já havia conquistado 9 medalhas na natação, seis de bronze e três de bronze – mas nunca havia levado um ouro.

CIELO está radicado nos ESTADOS UNIDOS, na cidade de AUBURN, no ALABAMA, onde treina e estuda administração. Comemorou a vitória com os pais, CÉSAR e FLÁVIA. O casal refinanciou o carro para acompanhar o filho em PEQUIM, ainda que o rapaz não acreditasse que levaria sequer uma medalha.



MARK SPITZ, o grande mito norte-americano das piscinas, foi, enfim, alcançado. Até a noite de hoje, no CUBO D´ÁGUA, era o atleta com maior número de medalhas de ouro em uma única Olimpíada. Mas MICHAEL PHELPS igualou o feito histórico de SPITZ em MUNIQUE-1972, ao conquistar sua sétima medalha dourada em PEQUIM, na final dos 100 metros borboleta. Foi sua 13ª em Olimpíadas e, seguramente, uma das mais emocionantes. PHELPS não largou bem. Até a metade da prova, estava em quarto lugar. Parecia que o fenômeno havia encontrado, enfim, seu limite. Até ele mesmo ficou com a impressão. Não foi, porém, o que se viu. Nos últimos 50 metros, em uma arrancada poucas vezes vista, ultrapassou, um a um, o compatriota IAN CROCKER, o australiano ANDREW LAUTERSTEIN e o sérvio MILORAD CAVIC. Bateu apenas um centésimo de segundo antes do atleta da SÉRVIA. A diferença foi tão pequena que o público na arquibancada emudeceu à espera da confirmação do resultado no telão. Quando o nome de PHELPS apareceu, juntamente com a bandeira americana, a comemoração foi intensa.



Foi como as brasileiras esperavam. A vitória de hoje sobre a NORUEGA, por 2 a 1, começou a ser construída ainda no primeiro tempo. Essa tem sido a estratégia do time liderado por MARTA para conseguir seu objetivo nos JOGOS DE PEQUIM. A medalha está cada vez mais próxima. Mais um jogo e a seleção entra na briga direta pelo ouro olímpico. A próxima atuação das meninas será frente a ALEMANHA, na segunda-feira, dia 18, em XANGAI. Se passar, o BRASIL vai para a final contra o vencedor de ESTADOS UNIDOS e JAPÃO.



Deu para suar frio. Por alguns minutos, pareceu que a dupla RENATA e TALITA ia contradizer as apostas e ser eliminada ainda nas oitavas-de-final do vôlei de praia. A garra das atletas, no entanto, falou mais alto, e elas acabaram por derrotar, de virada, as norueguesas KATHRINE MAASEIDE e SUSANNE GLESNES. ANA PAULA e LARISSA também não decepcionaram e levaram a melhor sobre as alemãs POHL e RAU, por 2 sets a 0. A seleção feminina de vôlei arrasou mais um adversário hoje contra o frágil CASAQUISTÃO. Encara agora seu mais difícil desafio até agora, a ITÁLIA, no domingo, dia 17. o basquete feminino é o primeiro esporte coletivo do BRASIL a ser eliminado em PEQUIM. Perdeu as quatro partidas que disputou, a última delas hoje contra a RÚSSIA por 74 a 64. Terá ainda a BIELORRÚSIA para cumprir tabela. As malas já estão arrumadas.



Dona DEODATA alinha e realinha a franja da toalha. É senhora de paciência milenar, seja por participar como candidata de sua segunda eleição após os 100 anos de idade, seja por esperar uma brecha no discurso frenético do filho para ser entrevistada. Dona DEODATA PEREIRA BORGES passa a alvíssima impressão de ter todo o tempo do mundo à cabeceira da mesa.

Em 2006, aos 102 anos, ela concorreu a uma vaga de deputada federal. Com 13.500 votos, saiu derrotada. Agora a família aposta no carisma de dona DEODATA, a candidata mais longeva das próximas eleições segundo o TSE, para que atinja melhores marcas nas urnas, desta vez como vereadora de FEIRA DE SANTANA (BA). Por onde caminha, o pessoal acena para “MAMÃE”, seu codinome. Seu filho, JOÃO BORGES, também é candidato a vereador e pelo mesmo partido, o DEM. Ele é dono de uma distribuidora de medicamentos e de 20 farmácias, 13 em FEIRA DE SANTANA. Ainda tem imóveis alugados para os bancos do BRASIL, RURAL e REAL, entre outros.



O ex-presidente FERNANDO HENRIQUE CARDOSO voltou hoje à sua velha casa, na Rua MORGADO MATEUS, em SÃO PAULO, o CENTRO BRASILEIRO DE ANÁLISE E PLANEJAMENTO (CEBRAP), que ele ajudou a fundar, em 1970. Num pequeno auditório, diante de uma platéia atentíssima, na qual jovens pesquisadores se misturavam a alguns monstros sagrados da pesquisa social do País, ele voltou a encarnar o papel de sociólogo e professor e fez uma animada palestra sobre a globalização e a situação do BRASIL no cenário mundial. Muito à vontade, arrancou gargalhadas dos ouvintes em diversos momentos, especialmente ao narrar casos dos bastidores da Presidência da República.

O CEBRAP teve uma importância crucial na trajetória política de FERNANDO HENRIQUE. A idéia de sua criação surgiu em 1969, assim que a ditadura militar cassou seus direitos políticos e determinou sua aposentadoria compulsória de cátedra de ciência política da USP. Desempregado e sob a ameaça de voltar ao exterior, onde já vivera como exilado político, ele se juntou a outros perseguidos políticos – entre os quais os sociólogos FRANCISCO DE OLIVEIRA e OCTAVIO IANNI, o filósofo JOSÉ ARTHUR GIANOTTI e o economista PAUL SINGER – ele montou o centro de estudos, garantindo dessa maneira sua permanência no País. Em pouco tempo, a instituição que contava com recursos da Fundação FORD, dos ESTADOS UNIDOS, tornou-se um dos principais centros de produção intelectual do País.

FERNANDO HENRIQUE concentrou ali suas atividades até 1974, quando a convite de ULYSSES GUIMARÃES, presidente do MDB, começou a se envolver mais diretamente com as atividades partidárias – atividades que o levariam mais tarde ao PSDB e à Presidência da República, em 1994. Eleito presidente, um de seus primeiros compromissos públicos foi visitar o CEBRAP.

Passados quatorze anos, FERNANDO HENRIQUE voltou hoje ao casarão da Rua MORGADO MATEUS, agora para participar de um dos chamados “seminários da casa” – encontros fechados para os pesquisadores que trabalham por ali e convidados. Na platéia estavam velhos amigos, como GIANOTTI, o economista LUIZ CARLOS BRESSER PEREIRA, a demógrafa ELZA BERQUÓ, o cientista político LEÔNCIO MARTINS RODRIGUES e o sociólogo LÚCIO KOVARICK.



Em reunião a portas fechadas com deputados distritais e dirigentes da cúpula do PT no DISTRITO FEDERAL, a ministra-chefe da Casa, DILMA ROUSSEFF, disse que o partido não deve encarar as Forças Armadas com ressentimento. DILMA não citou o ministro da Justiça, TARSO GENRO, que há duas semanas entrou em rota de colisão com os militares ao pregar a punição de torturadores da ditadura (1964-1985), mas garantiu que o governo não tentará rever a LEI DE ANISTIA, de 1979.



“SÚMULA CACCIOLA-DANTAS” é como os juízes federais batizaram a súmula vinculante número 11, que o Supremo Tribunal Federal editou para disciplinar o uso de algemas e coibir abusos policiais. A revolta é flagrante entre os magistrados. Poucas vezes se viu unanimidade tão expressiva na classe ante decisão da instância máxima do poder ao qual pertencem. É a segunda rebelião da categoria federal de toga, no rastro do SATIAGRAHA, missão que levou DANIEL DANTAS para a prisão. Há pouco mais de um mês, eles saíram do anonimato e se uniram em solidariedade ao colega da 6ª Vara Criminal Federal de São Paulo, FAUSTO MARTIN DE SANCTIS, que expediu ordens de prisão contra o banqueiro – solto por decisões sucessivas do ministro GILMAR MENDES, presidente do STF.

Entre perplexos e indignados, agora os magistrados atribuem a regra a que todos estão submetidos a uma intenção de favorecer réus enquadrados por colarinho branco, pondo-os a salvo de constrangimentos.

Na avaliação dos juízes, DANTAS e SALVATORE CACCIOLA, também banqueiro alvo de processo criminal, inspiraram a corte a baixar a imposição que, na prática, pode tirar de cena um dos equipamentos mais antigos do acervo policial. DANTAS, aprisionado na manhã de 8 de julho, foi algemado. CACCIOLA, ao retornar ao BRASIL, recentemente, pediu e obteve hábeas corpus que o livrou do vexame.



O ex-deputado e delegado da Polícia Civil ÁLVARO LINS é considerado foragido pela Polícia Federal desde ontem, quando teve sua prisão decretada pela juíza MÁRCIA HELENA NUNES, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (RIO e ESPÍRITO SANTO). LINS não foi encontrado pela PF em sua casa, nem em endereços de parentes. De acordo com o seu advogado, UBIRATAN GUEDES, ele se apresentaria hoje, mas não o fez até 20 horas. GUEDES afirmou que o ex-deputado está internado em uma clínica particular com depressão.



O empresário NICOLAU ARCHILLA MESSA, de 81 anos, e seu filho, RENATO GAREMBECKI ARCHILLA, de 49, continuarão na cadeia. Na noite de quinta-feira, o desembargador LUÍS SOARES DE MELLO, da 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça, indeferiu a liminar em pedido de hábeas corpus feito pela defesa. Os dois tiveram a prisão preventiva decretada na última terça-feira, dia 12 de agosto, acusados de mandar matar a filha de RENATO, a publicitária RENATA ARCHILLA, de 29 anos. O crime aconteceu em 17 de dezembro de 2001.



Um empresário aposentado foi encontrado morto com um tiro na cabeça dentro de uma lagoa em JACAREÍ, a 68 km da capital, hoje pela manhã. A vítima, que era de SUZANO, havia desaparecido durante uma viagem para o enterro de uma parente em SÃO JOSÉ DOS CAMPOS, há uma semana. Familiares estão bastante indignados com o caso e acreditam que o homem tenha sido vítima de latrocínio. O corpo de RUBENS CARDOSO, de 56 anos, foi encontrado às 7:45 horas com os pés amarrados por uma corda, que tinha um bloco de concreto amarrado à outra extremidade, na beira da Estrada no PORTO, no bairro do PORTO. RUBENS saiu no início da manhã do dia 8 de agosto, sexta-feira, com sua caminhonete S-10 cabine dupla para participar do velório de uma cunhada. Após o enterro, por volta das 11 horas, ele deixou o sobrinho em casa, ainda em SÃO JOSÉ DOS CAMPOS, e parou em um posto de combustível.



Um ônibus incendiado e outros sete depredados. Esse foi o saldo da destruição causada por um protesto de cerca de 200 moradores da FAVELA TIQUATIRA, que interditaram as avenidas GOVERNADOR CARVALHO PINTO e GABRIELA MISTRAL, na PENHA, na noite de quinta-feira, dia 14. Criminosos armados participaram da ação e trocaram tiros com a polícia. Dois suspeitos baleados foram encontrados no pronto-socorro de VILA MARIA. A manifestação ocorreu um dia depois de três jovens serem mortos perto da favela e dois dias depois de um ladrão morrer baleado durante a um assalto a um banco na região. Na Avenida GABRIELA MISTRAL, entre 21:30 horas e 23:30, cinco ônibus intermunicipais de GUARULHOS tiveram os vidros estourados com pedradas.



A candidata do PT à prefeitura de SÃO PAULO, MARTA SUPLICY, subiu sete pontos percentuais na pesquisa de intenção de voto feita pelo IBOPE e se isolou na liderança da disputa. De acordo com o levantamento divulgado hoje pelo instituto, a petista saltou dos 34% registrados na sondagem de 19 de julho para 41%, enquanto seus principais adversários oscilaram para baixo. O ex-governador GERALDO ALCKMIN ainda aparece em segundo lugar, mas caiu cinco pontos em relação à pesquisa anterior. Hoje, o tucano tem 26% das intenções de voto e já não está mais em situação de empate técnico com MARTA. Momento mais difícil vive o prefeito GILBERTO KASSAB, que concorre à reeleição pelo DEM. Ele caiu de 10% para 8%, perdendo a terceira posição para o deputado federal PAULO MALUF.



Ao tomar posse, hoje, como o primeiro líder político a romper a hegemonia do PARTIDO COLORADO em 61 anos, o novo presidente do PARAGUAI, FERNANDO LUGO, centrou seu discurso nos dois temas que mais preocupam o país: a necessidade de reduzir a pobreza e, principalmente, o combate à corrupção. O PARAGUAI é apontado pela ONG TRANSPARÊNCIA INTERNACIONAL como o 5º país mais corrupto do mundo.

Durante a passagem de LULA por ASSUNÇÃO, o presidente brasileiro foi acompanhado o tempo inteiro por gritos de “LULA, LULA, ITAIPU, ITAIPU”, principalmente no curto trajeto feito a pé entre o Congresso paraguaio e a catedral metropolitana.



Horas após assinar formalmente o cessar-fogo, um comboio com 17 blindados e 200 soldados russos avançou hoje para o ponto mais próximo da capital de GEÓRGIA, TBILISI, desde o início do conflito entre os dois países, há uma semana. O comboio partiu de GORI, no centro da GEÓRGIA, e estacionou em IGOIETI, a 40 km de TBILISI. Os veículos transitaram pela GEÓRGIA sem enfrentar resistência. O exército russo está impedindo a entrada de agências da ONU nos locais mais afetados pelos combates na GEÓRGIA. A organização está sendo pressionada a não declarar publicamente que MOSCOU está impedindo a passagem de comboios com alimentos e remédios.



Pelo menos sete pessoas morreram e 52 ficaram feridas na noite de quinta-feira, devido à explosão de uma bomba supostamente ativada por guerrilheiros das FARC em ITUANGO (cidade do departamento de ANTIÓQUIA), segundo a polícia local. A bomba explodiu em uma movimentada passagem de pedestres do centro de ITUANGO. Um suposto integrante das FARC, identificado como “EL PÁJARO”, foi detido após a explosão. Alguns policiais surpreenderam o suspeito depois que ele abandonou a bomba e a ativou, aparentemente, por meio de um sinal de um telefone celular.



2 009 : - SÁBADO

Faleceu neste sábado o CORONEL PM Ref NORBERTO NICOLACI. Nasceu em 3 de agosto de 1921.



A FEIRA DE MÚSICA & ARTE WOODSTOCK faz 40 anos hoje. Em 15 de agosto de 1969, na fazendinha de 2,4 km de MAX YASGUR, na cidadezinha rural de BETHEL, NOVA YORK, a grande mostra da ERA DE AQUÁRIUS exibiu cenas inusitadas. Parece insano discutir hoje o mérito musical de WOODSTOCK, quando na verdade o festival detonou principalmente uma revolução comportamental. Mas o fato é que algumas perfomances foram muito mais importantes do que outras. A SONY MUSIC relançou esta semana no BRASIL as perfomances integrais de JANIS JOPLIN, JOHNNY WINTER, SANTANA, JEFFERSONS AIRPLANE e SLY ANDA THE FAMILY STONE. É material essencial para entender o que se passou do ponto de vista artístico naquele marco dos anos 1960.



Aproveito o sossego deste sábado para elaborar a base de minha palestra em 20 de agosto. A entrevista do Cmt Geral à Associação Comercial em 3 de agosto e o discurso do Secretário de Segurança Pública na posse do TENENTE-CORONEL PM TELHADA, em 25 de maio, no 1º BPChq, são os pontos principais do tema “PREVENÇÃO E SEGURANÇA”.

Recebo, pela Internet, uma mensagem do ALDO STRUFFALDI:

Comunico com pesar o falecimento do Coronel Carlos Fontoura Rodrigues, perdemos um guerreiro, porém além da saudades ele deixou exemplo de bravura e postura, abaixo colo a manifestação em plenário que o deputado Marco fez em 2007, pelo episódio da Bandeira do Brasil defendida pelo nosso bravo Coronel.

Em 19 de março de 2007

O SR. MARCO PEIXOTO (PPB) – Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados:

Gostaria de registrar a presença dos representantes do Município de Guarani das Missões.

O que me traz a esta tribuna, neste momento, é exatamente uma moção de apoio e solidariedade que encaminhamos para a apreciação da Mesa, com relação ao episódio protagonizado pelo Coronel reformado do Exército, Sr. Carlos Fontoura Rodrigues, de 73 anos, que, segundo a contracapa do jornal Zero Hora, enfrentou os manifestantes que tentavam arriar a bandeira do Brasil para hastear a bandeira do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra – MST.

Acredito que não há precedente na história deste Estado para um episódio como este: o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, o famoso MST, que não respeita o direito à propriedade, invadiu 14 agências do Banco do Brasil, uma instituição que representa o Governo Federal.

Em Santana do Livramento, esses colonos decidiram desrespeitar um dos maiores símbolos da nossa Nação, arriando a Bandeira do Brasil. Isso atingiu em cheio, Deputados João Osório e Germano Bonow, a nossa honra, porque não existe um símbolo maior da Pátria do que a nossa bandeira. Esses cidadãos, esses baderneiros, além de invadir uma agência bancária – isto está estampado no jornal Zero Hora –, tentaram ofender e denegrir a honra de todos os brasileiros.

Não acreditava que um dia uma pessoa de sã consciência, ou um grupo de manifestantes, pudesse chegar ao extremo de tentar derrubar a Bandeira do Brasil e hastear uma bandeira do MST, um Movimento independente, que ideologicamente tem uma ligação direta com o Governo do Estado. Esse fato foi publicado no jornal Zero Hora de hoje, e peço que algum fotógrafo desta Casa registre estas imagens, porque não é possível que esta Assembléia Legislativa permaneça calada diante desse fato grave, ocorrido na cidade de Santana do Livramento.

Sr. Presidente, espero que nós, que fazemos parte da Mesa Diretora, e os Parlamentares de todas as Bancadas, tenhamos o bom-senso de aprovar uma moção a ser endereçada a esse cidadão que lutou sozinho e bravamente. Ele merece, por parte da Assembléia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul, uma moção de apoio, de solidariedade e de gratidão pelo que fez, não em seu nome, mas em prol da soberania da nossa Pátria, da honra, da ética e da moralidade do povo gaúcho.

Portanto, ao mesmo tempo em que encaminhamos um voto de louvor, um voto de solidariedade a esse cidadão, queremos encaminhar também um voto de repúdio ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, que de maneira desordenada e desrespeitosa decidiu atingir a honra de todos os cidadãos brasileiros e, especialmente, o Brasil.

Em nome da Bancada do PPB, solicitaria que a Mesa examinasse e encaminhasse um voto de louvor ao Sr. Carlos Fontoura Rodrigues, que enfrentou corajosamente esses baderneiros que estavam tentando arriar a bandeira do Brasil e hastear a bandeira do MST na Cidade de Santana do Livramento no dia de ontem. Muito obrigado. (Não revisado pelo Orador. )



Na manhã do dia 15 de agosto de 1909, EUCLIDES DA CUNHA se vestiu de preto. Não pregara o olho durante a noite, fumara sem parar. De COPACABANA, seguiu para a casa dos primos NESTOR e ARNALDO, em BOTAFOGO, e lá pegou emprestado um revólver SMITH & WESSON, calibre 22. Na Central do Brasil, tomou o trem. Passou por SÃO CRISTÓVÃO, RIACHUELO, SAMPAIO, MÉIER... Na estação de PIEDADE, ele saltou.

Ao chegar à casa 214 da Estrada Real de SANTA CRUZ, hoje Avenida SUBURBANA, o autor de “OS SERTÕES” estava disposto a “matar ou morrer”. Acabou morto, com quatro tiros, por DILERMANDO DE ASSIS – um cadete do Exército que, desde 1905, mantinha um romance proibido com ANNA DA CUNHA. EUCLIDES tinha 43 anos. DILERMANDO, 21, e ANNA, 37.

Três dias antes da “TRAGÉDIA DA PIEDADE”, ANNA havia saído de casa, após discutir com EUCLIDES. Na primeira noite, buscou refúgio na residência da mãe TÚLIA, em SÃO CRISTÓVÃO. Na sexta, se instalou na PIEDADE, com o filho LUIZ, de quase 2 anos – o “espiga de milho no meio de um cafezal”, como o escritor se referia ao filho de ANNA e do “Sargentão”.

A tempestade estava formada. No sábado, o filho SOLON, de 15 anos, e o irmão de DILERMANDO, DINORAH, anunciaram a tragédia, mas chovia e ANNA não queria sujar o vestido branco. No domingo prometeu que voltaria para COPACABANA. “Antes tivesse ido embora...”, disse à empregada ANNA LIMA, no dia 15. O cadáver do marido estava no quarto, por ironia, na cama de DILERMANDO.

Passados cem anos, a morte de EUCLIDES continua a revolver ódios e paixões. De um lado, aqueles que pregam que ele foi assassinado covardemente no jardim. De outro, os que defendem que DILERMANDO agiu em legítima defesa ao disparar o seu revólver 38 contra o escritor, quando ele ainda estava dentro da residência.

“A tragédia foi contada por DILERMANDO, ANNA e DINORAH. Tudo o que sabemos foi narrado pelos interessados. O que se estranha é a ineficiência da promotoria, que não se valeu das provas circunstanciais e não pôs em dúvida o que eles disseram”, protesta JOEL BICALHO TOSTES, de 84 anos, genro de MANOEL AFONSO um dos quatro filhos que EUCLIDES teve com ANNA. Apesar de condenado nas ruas pela população, DILERMANDO DE ASSIS foi absolvido por duas vezes no tribunal.



Eles tomavam café quando EUCLIDES bateu à porta da casa da PIEDADE. Na véspera, o escritor tinha dito ao filho SOLON: ‘Tua mãe é uma adúltera”. DINORAH foi incumbido, por DILERMANDO, de abrir o portão. O campeão de tiro foi para o quarto vestir uma “túnica”. ANNA e o filho LUIZ foram trancados no gabinete fotográfico, SOLON “lavava o rosto” no quintal. A empregada ANNA LIMA estava nos fundos da casa.

“Corja de bandidos”, vociferou EUCLIDES após abrir com pontapé a porta do quarto de DILERMANDO e atirar “quase à queima-roupa” contra o cadete. Ao tentar socorrer o irmão, DINORAH leva dois tiros. EUCLIDES e DILERMANDO travam o duelo. EUCLIDES sai. Duas vizinhas – uma de 9 anos – contam que DILERMANDO foi até a porta e, após dizer “seu cachorro”, deu o último tiro em EUCLIDES. DILERMANDO nega esta versão.

Das sete cápsulas do revólver de EUCLIDES, uma não foi deflagrada. DILERMANDO saiu da tragédia com quatro ferimentos. Do seu revólver não sobrou nenhuma bala. Para o juiz cearense MANUEL CLÍSTENES DE FAÇANHA E GONÇALVES, autor do livro”CONTRASTES E CONFRONTOS NA VIDA DE EUCLIDES DA CUNHA”, ainda sem editora, EUCLIDES foi vítima de homicídio doloso. Não houve legítima defesa de DILERMANDO.

ANNA, aos 75 anos, em entrevista ao jornal “DIRETRIZES”, publicada no dia 30 de dezembro de 1946, 37 anos após a “TRAGÉDIA DE PIEDADE” e 20 anos depois de separar-se de DILERMANDO DE ASSIS, disse:

“...Meu pai levava muito a gosto o nosso casamento. Admirava EUCLIDES. Eu, também. Mas não estava apaixonada. Era só influência de menina...”

“...Passo os dias sozinha, lendo, escrevendo, ouvindo rádio. Pode haver maior ventura na velhice de uma mulher, condenada na juventude, a viver eternamente infeliz? Não sou Maria Madalena. Não me ralo de remorsos. Não me queixo dos outros, nem odeio ninguém. Como acontece nas tragédias gregas, a culpa entre nós também cabe aos deuses. Compreendi logo quão tínhamos sido vítimas da fatalidade. Por isso, me recusei em atender a um amigo de EUCLIDES que me pediu que acusasse DILERMANDO. Não acusei, nem acuso ninguém”.

“Eu é que posso escrever sobre EUCLIDES. Vivemos juntos. Dormimos no mesmo quarto. Duvido que alguém tenha por ele maior admiração do que a minha. Mas o escritor era diferentemente do homem EUCLIDES foi a criatura mais orgulhosa que conheci. Tinha muita ambição e, no entanto, era de uma honestidade absoluta. Mas, como todo puritano, era seco de coração. Chegava a ser ríspido. Não fazia carinhos. Nem aos filhos...E, depois, como era feio. Só uma coisa chamava a atenção: seu olhar fulgurante”.



Foi o terceiro resultado consecutivo pelo mesmo placar – GRÊMIO e ATLÉTICO MINEIRO e agora o BOTAFOGO. O PALMEIRAS decepcionou os mais de 24 mil torcedores que compareceram nesta noite no PALESTRA ITÁLIA, ao ficar no empate por 1 a 1 com o BOTAFOGO, desfalcado de sete titulares. O time de MURICY RAMALHO segue na liderança com 37 pontos, mas vê a aproximação do INTER, que venceu o SANTO ANDRÉ, por 2 a 0, e assumiu o segundo lugar.



Pesquisa DATAFOLHA mostra que o governador JOSE SERRA lidera as pesquisas de intenção de voto caso a eleição presidencial fosse realizada hoje, com 37%. Em segundo lugar, estão empatados a ministra-chefe da Casa Civil, DILMA ROUSSEFF com 16% e o deputado federal CIRO GOMES com 15%, que quer ser candidato a presidente, mas não descarta disputar o governo de SÃO PAULO, como deseja LULA.

HELOÍSA HELENA, vereadora em ALAGOAS, aparece em seguida com 12%. A pesquisa mostra que a possível entrada na disputa da ex-ministra do MEIO AMBIENTE, senadora MARINA SILVA, pouco muda o quadro atual, pois ela aparece em último com apenas 3% das intenções de voto.



Dois investigadores foram presos pela Corregedoria da Polícia Civil acusados de extorquir integrantes da quadrilha do megatraficante colombiano JUAN CARLOS ABADÍA, que foi preso em 2007. Segundo o delegado da Divisão de Crimes Funcionais da Corregedoria da Polícia Civil, PAULO CAETANO FILHO, outros três policiais continuam foragidos. Os agentes THIAGO LUÍS BEBARI BANDEIRA e CRISTIAN RENER FERNANDES DE GODÓI, ambos de 33 anos, foram presos em suas casas, hoje de madrugada. Foram instaurados quatro inquéritos para investigar o envolvimento de policiais e empresários nos crimes de extorsão, formação de quadrilha e extorsão mediante seqüestro. Até agora, 17 policiais e outros envolvidos que não são da polícia foram indiciados. De acordo com o delegado, as extorsões aconteceram no primeiro semestre de 2006.



O engenheiro JANUÁRIO REINA, de 63 anos, secretário de Administração de SOROCABA, a 95 km de SÃO PAULO, foi preso em flagrante com três adolescentes, com idades entre 14 e 15 anos, em um motel de ITU. A prisão foi feita por policiais do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (DEIC) da capital. Ele foi indiciado por induzir à prostituição menores de idade. Segundo a polícia, REINA pode pegar até 12 anos de prisão.



Um engavetamento com 14 veículos na Rodovia dos IMIGRANTES, em SÃO BERNARDO DO CAMPO, deixou uma pessoa morta e outras 30 feridas no início desta manhã. Um forte nevoeiro provocou o acidente na altura do km 34, na pista sentido capital, por volta das 7:30 horas. Até às 19 horas, 4 pessoas permaneciam internadas em estado grave em hospitais do ABC paulista.



Réu em uma ação penal por lavagem de dinheiro e formação de quadrilha, o bispo EDIR MACEDO, fundador da IGREJA UNIVERSAL DO REINO DE DEUS, desfruta de uma mansão de quatro andares, 18 suítes, com elevador panorâmico, em CAMPOS DO JORDÃO, destino de paulistanos endinheirados no inverno. Embora seja conhecida na estância como a “mansão do EDIR MACEDO”, o imóvel está registrado no Cartório de Registro de Imóveis de CAMPOS DO JORDÃO em nome da Igreja UNIVERSAL e foi alienado como garantia de um empréstimo de 8,2 milhões de reais feito junto ao BRADESCO em 2007. O beneficiário do empréstimo é a própria igreja, mas o objetivo do financiamento é obter “capital de giro”, segundo certidão registrada no cartório.

Segundo reportagem publicada na revista VEJA, o bispo e sua mulher, ESTER EUNICE RANGEL BEZERRA, têm ainda dois apartamentos de luxo em MIAMI, nos ESTADOS UNIDOS. Um deles, comprado em 2006, está em nome de ESTER e é avaliado em 2,1 milhões de dólares. O outro, em nome do casal, foi comprado em 2008 e custou 4,7 milhões de dólares.



Numa eloqüente amostra de sua disposição de perturbar as eleições de quinta-feira, dia 20, o TALEBAN realizou hoje um atentado suicida com carro-bomba em frente ao quartel-general da Organização do Tratado Atlântico Norte (OTAN), o lugar mais vigiado de CABUL. De acordo com o Ministério da Defesa, 7 civis afegãos morreram e 90 pessoas feridas, incluindo uma parlamentar e quatro soldados afegãos.

Quatro militares da OTAN também foram feridos. Depois de passar por dois bloqueios do Exército afegão, o suicida detonou os explosivos em frente a um bloqueio mais bem guardado, pelo qual só passam veículos militares e da ONU. O atentado ocorreu às 8:30 horas ( 1 hora em BRASÍLIA), na volta ao trabalho depois do descanso semanal de sexta-feira.



Forças do HAMAS confirmaram a morte, hoje, na FAIXA DE GAZA, do clérigo ABDEL LATIF MUSA, líder do grupo JUND ANSAR ALLAH. A organização de MUSA – que supostamente teria vínculos com a AL-QAEDA – havia entrado em choque com o grupo palestino que controla GAZA na sexta-feira, dia 14. A violência deixou 24 mortos e cerca de 120 feridos.



2 010 : - DOMINGO

Muito frio. Isso deixa a gente com pouca vontade de fazer as coisas. Mesmo assim consigo trabalhar na minha biblioteca na organização dos jornais que serão levados para a HEMEROTECA VENTURA. O JOÃO GOMES DE OLIVEIRA JÚNIOR contou que na festa de aniversário de uma menina de 18 anos, ontem, o pai se emocionou e passou mal. Sofre de problemas coronários e foi socorrido a um hospital. Com isso a festa perdeu o sentido e foi encerrada.

No computador consigo registrar os acontecimentos dos últimos dias. Pelo campeonato BRASILEIRO, o SÃO PAULO, em sua primeira partida sob o comando de SÉRGIO BARESI, conseguiu mostrar que tem forças para lutar. Não fosse assim, teria amargado um resultado ainda pior no MORUMBI. O empate por 2 a 2 com o CRUZEIRO, conquistado com um gol aos 45 minutos da etapa final, mostrou que há muito o que ser trabalhado para o time retomar o caminho da vitória. CORINTHIANS perde do AVAÍ e se afasta do FLUMINENSE: no primeiro teste longe do PACAEMBU, ADILSON BATISTA não conseguiu fazer o CORINTHIANS embalar como visitante. A derrota por 3 a 2 para o AVAÍ, na RESSACADA, foi a segunda do time, outra vez fora de casa.

O árbitro SANDRO MEIRA RICCI, do Distrito Federal, acabou sendo o principal responsável pela derrota do SANTOS para o VITÓRIA por 4 a 2, no BARRADÃO. Pelo menos segundo a visão dos jogadores santistas e do décnico DORIVAL JÚNIOR, que entrou em campo no final da partida para pedir explicações ao juiz. Os jogadores ficaram revoltados com a marcação de um pênalti para o VITÓRIA – bola na mão de EDU DRACENA, que acabou sendo expulso – que resultou no quarto gol do adversário.

Com mais uma bela exibição, o FLUMINENSE aproveitou o fato de enfrentar os reservas do INTERNACIONAL e derrotou o rival gaúcho por 3 a 0, no MARACANÃ. Mais líder do que nunca, o TRICOLOR soma 32 pontos, e abriu quatro de vantagem para o vice-líder CORINTHIANS. O FLUMINENSE não sabe o que é perder há 11 rodadas, com nove vitórias no período.



Um grupo de torcedores que acabara de chegar a JOINVILLE e a CURITIBA, ontem à noite, após acompanhar a vitória do CORITIBA sobre o BAHIA por 2 a 0 na cidade catarinense, se envolveu em briga generalizada com outras pessoas – a polícia ainda não havia as identificado até a noite – na Rua ALTÔNIA, bairro do ALTO BOQUEIRÃO, em CURITIBA. O saldo foi de três atropelamentos e uma pessoa baleada, além de um casal seqüestrado por uma dupla envolvida no episódio. Os feridos, incluindo o menor CAÍQUE BITTENCOURT, estavam internados em estado grave no Hospital do Trabalhador na capital do PARANÁ.



Um rali de caminhões e picapes acabou em tragédia na CALIFÓRNIA, EUA. Um dos veículos, desgovernado, voou em cima do público e provocou a morte de oito pessoas e ferimentos graves em outras doze. O acidente ocorreu após a largada da prova CALIFÓRNIA 200, no deserto de MOJAVE, ontem à noite. Segundo a polícia, duas pessoas morreram decapitadas. A maioria dos feridos foi transportada para hospitais da região.



O tenista escocês ANDY MURRAY, de 23 anos e número 4 do mundo, mostrou hoje por que é de fato o rei do MASTERS 1000 de TORONTO. Ele bateu o suíço ROGER FEDERER na final de hoje por 2 a 0, em duas horas e quatro minutos de jogo, e conquistou o título do torneio pela segunda vez seguida. Nem mesmo a chuva, que chegou a interromper a partida por três vezes, atrapalhou a consistência do jogo do britânico. A FEDERER, que irá assumir o segundo lugar no ranking após a vitória de ontem sofre o sérvio NOVAK DJOKOVIC, pelas semifinais, restou tentar segurar ao máximo o adversário, o que não era uma tarefa nada fácil.



Cerca de 300 pessoas foram ao enterro de JOANNA CARDOSO MARCENAL MARINS, de 5 anos, no JARDIM DA SAUDADE, em MESQUITA, na BAIXADA FLUMINENSE. Houve gritaria e tumulto quando VANESSA MAIA, madrasta da menina, tentou participar da cerimônia e foi expulsa pela família de CRISTIANE MARCENAL, mãe de JOANNA. Parentes maternos acusam o pai da criança, ANDRÉ MARINS, pela morte. Ele não foi visto no cemitério. A policia investiga se JOANNA foi vítima de maus tratos. Ela morreu na sexta-feira, dia 13, com marcas no corpo, após passar quase um mês em coma. JOANNA estava com o pai desde maio, quando ele obteve sua guarda na Justiça. Ela passou por três hospitais, segundo ANDRÉ, por causa de convulsões, e no RIO-MAR foi atendida pelo falso médico ALEX SANDRO DA CUNHA SILVA, considerado foragido pela polícia.



Cerca de 170 bombeiros e brigadistas tentam combater o incêndio que atinge o planalto do PARQUE NACIONAL DO ITATIAIA, no sul do Estado do RIO, próximo a MINAS GERAIS. O fogo, que começou na sexta-feira, dia 13, afeta principalmente a área da nascente do Rio AIURUOCA, localizada em um ponto de difícil acesso. Ainda não há estimativas sobre a área devastada. Segundo os responsáveis pelo parque, o grande número de focos – espalhados pelo distrito de VISCONDE DE MAUÁ, no município de RESENDE, e na região do planalto do PICO DAS AGULHAS NEGRAS – dificulta o trabalho de contenção do fogo. Um helicóptero do Exército chegou à região ontem para fazer o reconhecimento da área e dar apoio às equipes. O grupo de trabalho foi reforçado por brigadistas da Academia Militar das Agulhas Negras, do Parque Nacional da TIJUCA e do Parque Nacional da SERRA DA BOCAINA. Mais 30 pessoas devem se juntar amanhã às equipes que estão no local.



Faleceu DOVÍLIO SPILLERE, aos 89 anos, no Hospital JOÃO BATISTA, de CRICIUMA, em SANTA CATARINA, de falência múltipla dos órgãos. Na década de 1940, DOVÍLIO deixou para trás sua terra natal, NOVA VENEZA, em SANTA CATARINA, e viajou até a cidade de PEDRAS GRANDES, também no Estado, para aprender o ofício de ferreiro com um parente. O que o rapaz de apenas 20 anos jamais poderia imaginar é que aquela viagem de 60 quilômetros mudaria não só sua trajetória profissional, mas seria um marco no pioneirismo da indústria metalúrgica nacional. Após alguns anos, SPILLERE voltou para casa e fundou, em sociedade com alguns familiares, a Metalúrgica IRMÃOS SPILLERE, o que daria início ao setor metalúrgico de sua cidade. Mas foi em 1962, que SPILLERE, um industrial já experiente, escreveu sua história. Ao deixar a sociedade da IRMÃOS SPILLERE, o industrial fundou, acompanhado por dez dos seus 17 filhos, uma pequena fundição, a Metalúrgica DÉLCIO SPILLERE. Era o primeiro passo para criar um congromerado industrial. Em 1979, nascia a Metalúrgica MADEJAC e, em 1986, foi criado o carro-chefe do grupo: a Metalúrgica DS (MDS), fabricante de discos de freio automotivos e com mais de 800 funcionários. Ele deixa mulher e 16 filhos, incluindo MARCOS AURÉLIO SPILLERE, vice-prefeito de SÃO JOÃO BATISTA DE CRICIÚMA.

Faleceu a professora CÉLIA COUTINHO SEMEGHINI, aos 77 anos, neste domingo, após passar por uma cirurgia cardíaca. Ela estava internada no Hospital SÃO LUÍS, em SÃO PAULO, devido a problemas do coração. Natural de BARRETOS, interior paulista, CÉLIA se formou e passou a lecionar numa escola da cidade de TRÊS FRONTEIRAS. Em 1953, a professora conheceu PERCY WALDIR SEMEGHINI e eles logo se casaram. Sempre acompanhando os passos do marido, que foi prefeito de FERNANDÓPOLIS, em 1963, CÉLIA chegou a se candidatar ao cargo de deputada. A política não saiu da rotina da família. JÚLIO SEMEGHINI, filho de CÉLIA, seguiu os passos do pai e hoje é deputado federal. A professora deixa quatro filhos e sete netos.



O secretário-geral das NAÇÕES UNIDAS, BAN KI-MOON, disse hoje, em visita ao PAQUISTÃO, onde 20 milhões de pessoas foram afetadas pelas chuvas e enchentes dos últimos 15 dias, que nunca presenciou um desastre natural como esse. Chocado com o alcance da tragédia que já afeta um quarto do território paquistanês, BAN fez um apelo para que os países-membros da Organização das Nações Unidas (ONU) enviem de forma urgente a ajuda humanitária e as doações em dinheiro. Dos 460 milhões de dólares solicitados pela organização, apenas 20% foram depositados até agora. “Isso tem sido muito doloroso para mim. Nunca esquecerei da destruição e do sofrimento que presenciei hoje. Eu já havia visto antes muitos desastres naturais no mundo, mas nada como isso”, disse BAN, depois de sobrevoar parte da área atingida em companhia do presidente paquistanês, ASIF ALI ZARDARI.



2 011 : - SEGUNDA-FEIRA

Começo a semana na minha biblioteca, logo cedo, atualizando o dia 15 de agosto. Estão prontos para serem levados à HEMEROTECA VENTURA os livros de fevereiro de 2010 (dias 1º a 12). Desocupam o lugar para os de 2011. O meu espaço está ficando cada vez menor. Os papéis vão tomando conta da hemeroteca e da biblioteca. Alguma coisa precisa ser feita.

A terceira laje do prédio que está sendo construído na esquina da Avenida BENVINDO TOLENTINO NETO com a Avenida BRIGADEIRO FARIA LIMA, bem perto de casa, está recebendo o concreto.

Quando chego à Sociedade Veteranos de 32-MMDC nesta manhã tenho uma notícia bastante desagradável. O LUCAS, filho da MARINEI, ontem à tarde, tropeçou numa bola, no quintal de casa e perdeu o equilíbrio. Vai de encontro a uma parede. Tentou se apoiar com as mãos e quebrou um dos pulsos e sofreu luxação no outro. Além disso “ralou” o rosto e machucou um joelho. Foi obrigado a engessar os dois braços. É uma situação muito ruim, pois ele quase não pode fazer coisa alguma. Com isso a MARINEI pede dispensa do período da tarde.

Sozinho, sou obrigado a fazer as vezes da funcionária. Chegam duas senhoras de SOROCABA para buscar uma certidão. Quando vão ao cartório percebem que o nome da pessoa que consta da certidão está errado. A falta da funcionária atrapalha bastante, pois não dá para corrigir o documento hoje. Atendo vários telefonemas. Num deles o pai do TENENTE-CORONEL PM CESÁRIO LANGE pede para que eu faça uma palestra sobre o Movimento Constitucionalista numa loja maçônica em GUARULHOS, no dia 10 de outubro. O SÍLVIO liga para sugerir que se faça um número musical no 2 de outubro.

Recebo as visitas do OLIVEIRA e do RAFAEL. Durante algumas horas eles ficam comigo. Querem saber vários assuntos sobre a revolução e as cerimônias programadas para este mês. Chega um e-mail do núcleo de SÃO MIGUEL PAULISTA dando conta do adiamento da solenidade programada para o dia 25 de agosto. A nova data marcada é 30 de agosto. No dia 29 teremos de ir até BARUERI, onde haverá entrega de medalhas na Loja Maçônica DELPHOS.

Deixo a Sociedade por volta das 16:30 horas. As duas senhoras de SOROCABA não trouxeram a certidão para ser corrigida. Não poderia ficar até mais tarde porque a condução para GUARULHOS fica difícil quando passa do horário das 18 horas.



Caros Amigos!

Saudações! compartilho convosco de nossa mais recente adição à galeria de veteranos de 32 de Itapetininga que ilustram o portal PAULISTAS DE ITAPETININGA ÀS ARMAS!

Trata-se da pessoa do itapetiningano DURVALINO DE TOLEDO na época da Revolução promovido por bravura à graduação de Cabo e pelos feitos e combatividade era conhecido de seus companheiros pelo apelido CABO BLINDADO.

Uma história de vida interessantíssima e que tive não só o prazer, mas o privilégio de descobrir estes dias em uma das pesquisas sobre que quartel da então Força Pública de SP (FP de SP) ocupou o prédio do atual DER de Itapetininga.

Graças à valiosíssima ajuda de Afrânio Franco de Oliveira Mello, do Instituto Histórico Geográfico e Genealógico de Itapetininga, conseguimos, por meio de obra que ele nos emprestou sobre o Histórico da FP de SP (1831-1931) que o prédio do DER foi construido em 1931 para alojar o então o 6º BCP e não o 7º BCP como supunhamos que tivesse sido.

Essas novidades sobre o prédio serão atualizadas essa semana ainda no portal. Mas não deixem de prestigiar o trabalho referente à formidável história de vida do CABO BLINDADO em

http://mmdc.itapetininga.vilabol.uol.com.br/durvalino.htm

Enorme abraço e no contato

Jefferson BIAJONE, 1º Ten R/2

Agosto 15, 2011

Itapetininga, SP






Quando em uma das entrevistas realizadas com o veterano Francisco Vieira Trindade, viemos a descobrir, por informações prestadas por seu filho, o Sr. Wilson Vieira Trindade, que além de seu pai e do veterano Osvaldo Raphael Santiago, havia outro veterano de 32 que ele próprio tinha ouvido falar, mas que já era falecido e cujo primeiro nome ele sabia, qual fosse, Durvalino.




Por não ter conseguido se lembrar de algum outro detalhe que fosse da pessoa de Durvalino, deu o Sr. Wilson encerrado o assunto sobre o mesmo e mês e pouco se passou desde o nosso último encontro sem que nada mais ouvisse eu dele sobre a pessoa desse veterano desconhecido.




Não obstante, quando da minha visita ao Cemitério Municipal de Itapetininga para o levantamento de maiores dados sobre as irmãs do veterano Francisco Fabiano Alves em fins de julho, vim a conhecer as pessoas do Sr. Wilson Wave e o Sr. Walter da Silva, sendo o primeiro funcionário público lotado no cemitério e o segundo agente aposentado da antiga FEPASA.




Ambos mostraram-se muito solícitos à minha busca por informações e me ajudaram no que puderam, sendo que o Sr. Walter da Silva ofereceu-se para apresentar-me a pessoa de Francisco Manoel Soares, o "Seu Xiquinho" como ele o chamava, funcionário aposentado da Prefeitura de Itapetininga que tinha a particularidade de guardar tudo o que lhe caísse em mãos: revistas, documentos antigos e livros raros sobre a história da cidade.




""Se alguma coisa a mais sobre o professor Fabiano o senhor quiser encontrar, talvez o Seu Chiquinho poderá ajudar com as coisas que ele tem lá na casa dele" - foi o que me disse o Sr. Walter enquanto nos dirigíamos até a casa de Chiquinho.




"E realmente estava ele certo, até além do que eu esperava.




"Chiquinho nos recebeu em sua casa e pressurosamente nos levou para conhecer a sua biblioteca. Ali, de imediato, retirou ele uma cópia do número 4 da Revista Câmara Aberta, ano 2, edição de janeiro de 1987, na qual consta uma foto que hoje ilustra a página do vet. Francisco Fabiano Alves e logo em seguida nos emprestou o livro "ITAPETININGA ONTEM- HOJE" (1986) do célebre escritor e historiador itapetiningano Carlos Fidêncio.









Fonte: Francisco Manoel Soares









"Foi ao folhear esse livro que as surpresas que me aguardaram emergiram de forma incisiva.




"De fato, tais páginas não só me revelaram um pouco mais sobre a vida de uma das irmãs de Fabiano, a D. Juliana Fabiano Alves (p. 170), como no Apêndice II da obra, intitulado REVOLUÇÃO DE 32, vim a encontrar texto biográfico sobre Durvalino Toledo, o mesmíssimo veterano de 32 que o Sr. Wilson Vieira Trindade havia me falado da existência, mas que se lembrava apenas do primeiro nome.




"Que enorme e satisfatória surpresa! Havia de ser o mesmo Durvalino e provaram as informações do texto ser ele mesmo.




"Com efeito, ao chegar em casa, li de uma tomada só o capítulo "BLINDADO, O HERÓI ITAPETININGANO", constante na página 371 da obra "ITAPETININGA ONTEM- HOJE" de Carlos Fidêncio e, tomando por base as informações ali existentes, que colhidas foram por esse autor em depoimentos a ele prestados pelo próprio Durvalino de Toledo, em meados de 1985, apresento a seguir o resgate da história desse veterano, cujos contornos e desenlaces de sua vida realmente demonstram quão feliz e apropriada foi a escolha do título "BLINDADO, O HERÓI ITAPETININGANO" para o texto biográfico que lhe fora escrito por Carlos Fidêncio.











.: um goleiro da Força Pública :.









Segundo o seu biógrafo Carlos Fidêncio, o nosso veterano de 32, Durvalino de Toledo nasceu em Itapetininga em 29 de janeiro de 1907, filho do Sr. Eugenio de Toledo e da Sra. Brasilia Maria do Espírito Santo, casal itapetiningano de família humilde, honrada e trabalhadeira, cujos membros gozavam de excelente saúde, otimismo, iniciativa, garra e desprendimento, porquanto o jovem Durvalino, desde os mais ternos anos, já demonstrava não só esses atributos, mas exibia no largo sorriso, um enorme e generoso coração.




Nesse ambiente prenhe de valores sadios, Durvalino cresceu e sua expressiva complexão atlética, altura e largas espáduas denunciavam uma força física incomum, que aliada a um profundo senso de responsabilidade, não tardaram para fazer dele destaque não só na profissão de pedreiro que abraçou, como também na prática desportiva enquanto goleiro do time da vizinhança.




Sua desenvoltura física não passou desapercebida dos colegas mais chegados, que o apelidaram de "onça" e que mais tarde não deixaram de recomendá-lo para integrar o time de futebol do 8º Batalhão de Caçadores Paulistas (8º BCP) da Força Pública do Estado de São Paulo (atual Polícia Militar do estado).





Com relação ao seu ingresso naquele time, o seu biógrafo, Carlos Fidêncio, nos alerta na página 372 de seu livro que Durvalino por dois anos fora goleiro desse batalhão sediado em Itapetininga, até que, em 1931, o comando do mesmo deliberou que se ele quisesse permanecer no time, teria que assentar praça na Força Pública.




Cabe mencionar que naqueles idos de 31, a Força Pública estava de aquartelamento novo em Itapetininga, em prédio cuja construção seria naquele ano concluída para melhor acomodar o 8º BCP. Durvalino foi, sem dúvida, testemunha ocular dessa construção que anos mais tarde viria a se tornar a atual sede da 2º Diretoria Regional do Departamento de Estradas de Rodagem.










Detalhe do campo de esporte do 8º BCP em 1931 onde serviu Durvalino

Fonte: Livro "A FORÇA PÚBLICA DE SÃO PAULO" (1931, p.124)










Seja como for, a paixão pelo futebol realmente falou mais alto e deixar a prática desportiva que tanto gostava seria algo impensável para o Durvalino na plenitude de seus vinte e quatro anos. Que sentasse praça, então! trocava a profissão de pedreiro pela de soldado da Força Pública, mas não deixaria o time do coração que tantos gols já havia defendido e haveria ainda de defender.




Provavelmente foram esses, sem dúvida, os pensamentos que povoaram a mente de Durvalino e o motivaram a envergar a mesma briosa farda cáqui de seus companheiros de futebol. Não obstante, desconhecia o jovem itapetiningano que dali a menos de um ano, a decisão de assentar praça lhe acarretaria participar ativamente do maior movimento cívico do Estado de São Paulo, a Revolução Constitucionalista de 1932.












.: da bola para o fuzil :.









Conforme vimos nos estudos realizados sobre as participações dos veteranos Francisco Vieira Trindade e Osvaldo Raphael Santiago na revolução de 32, quando esta irrompeu na memorável jornada de 9 de julho, o prédio da atual sede do DER de Itapetininga tornou-se o Quartel General do Exército Revolucionário do Setor Sul, sob o comando do insigne coronel Basílio Taborda.




Foi neste prédio que o então soldado Durvalino muito provavelmente conhecera tanto a Francisco Trindade, quanto a Osvaldo Santiago e com eles travara amizade, se até não foram destacados para serviram juntos em um dos vários batalhões de voluntários que ali se formaram. Os mesmo se poderia conjecturar a respeito do então 1º tenente Francisco Fabiano Alves, oficial subalterno, senão comandante de companhia dessas mesmas unidades.




Seja como for, Carlos Fidêncio não soube precisar que batalhão pertencera o soldado Durvalino por ocasião da Revolução de 32, mas o então capitão Dilermando Cândido de Assis, das forças legalistas que enfrentaram nossos paulistas em Itararé, para onde Durvalino e cerca de oitenta outros companheiros foram enviados na jornada de 15 de julho, relata na página 108 de seu livro "Vitória ou Derrota" (1936) que as unidades por São Paulo ali presentes eram o 8º Batalhão de Caçadores Paulista (8º BCP) e o 1º Regimento de Cavalaria Paulista.




Ora, sendo Durvalino soldado de infantaria e tendo ele assentado praça no 8º BCP, chances plenas são de que ele tenha partido em fração dessa unidade (provavelmente um pelotão ou companhia) para ter o seu batismo de fogo nas sangrentas trincheiras de Itararé nas jornadas de 17 a 18 de julho.




Nos combates desses dois dias, sagraram-se vitoriosas as forças legalistas, quer pela superioridade numérica de efetivos, quer pelo expressivo poder de fogo de artilharia, "mais de 12 bocas de fogo de 75mm atirando ao mesmo tempo" (ASSIS, 1936, P. 122) os quais colocaram em retirada os defensores de Itararé, mas ficando aprisionados 45 destes. Durvalino, porém, fora um dos que conseguira recuar, mas não antes de enterrar alguns dos companheiros tombados na véspera.















.: O soldado blindado :.












Caída a posição de Itararé, a primeira resistência do Setor Sul, seguiam as forças getulistas em direção à Itapetininga, mas estas não haveriam de lograr o seu intento sem antes enfrentar a garra do soldado paulista.




A segunda posição de resistência passou agora a ser em Ibiti, na qual reagrupadas foram as tropas revolucionárias, mas novo revés sofreram em face do grande número de armas automáticas, farta munição, além do crescente efetivo de infantaria, cavalaria, artilharia e aviação.




De Ibiti nossos paulistas recuaram para a estação ferroviária de Engenheiro Maia, dali para Itapeva e tomada esta, para o município de Buri, onde, nos dizeres de Carlos Fidêncio, eles "fincaram o pé" (p. 373) conseguindo então resistir ao avanço inimigo por algum tempo.




Foi a partir dessa resistência heróica em Buri que Durvalino ganhou o apelido de Cabo Blindado.




Com efeito, a palavra Blindado do apelido de Durvalino se refere ao temível TREM BLINDADO ou, como era mais conhecido, o FANTASMA DA MORTE.









O Trem blindado FANTASMA DA MORTE

Fonte: Portal DarozHistoriaMilitar















Tratava-se de uma criação do Exército Revolucionário que tinha por objetivo alvejar as forças legalistas nas estações ferroviárias e/ou qualquer ponto da extensa malha ferroviária onde elas estivessem.




Segundo o portal do Historiador Militar Carlos Dároz, o trem havia sido fabricado em Sorocaba e possuía "uma composição formada por dois carros, um de cada lado da máquina e revestidos de aço (duas placas de aço entremeadas de pranchões de cerne de peroba duríssima). Camuflado (era pintado com listas de diversas cores), o trem era equipado com canhão de 75 milímetros e metralhadoras pesadas nos flancos, e carregava dois potentes holofotes na parte superior".








Tal máquina mortífera, a distância, aparentava ser um trem com qualquer outro, mas quando se aproximavam desta os soldados legalistas para fazer tomá-lo, eis que as metralhadoras surgiam das várias aberturas existentes em seus flancos e à larga abatiam quem quer que cruzasse o seu caminho, cenas lúgubres melhor descritas por Fernando Penteado Medici, testemunha ocular desses fatos, no seu livro "O Trem da Morte", publicado em 1933:






"Dois quilômetros e o inimigo à vista. Os homens avançavam, certos de que era um trem de mercadoria, ou de víveres (realmente, como estava disfarçado), e, em posição de atirar, ajoelhavam pelos trilhos. As nossas metralhadoras picotaram os inconscientes. A primeira impressão foi dolorosa. Pungente mesmo. Presenciar umas cenas destas" (grifos nossos).









Tal ferocidade e audácia, guardadas as devidas proporções, também foram as características de maior relevo observadas no soldado Durvalino pelos seus superiores.




Com efeito, o seu sangue frio e expressiva combatividade perante o inimigo, fosse no combate à distância de tiro de fuzil ou no cruzar do aço da arma branca, demonstravam que Durvalino não arrefecia da sua vigorosa disposição física para lutar e não desanimava diante dos reveses e das baixas que seu batalhão sofria. Forças lhe sobravam ainda para enterrar os companheiros mortos e ajudar a evadir aqueles que feridos foram.




Como resultado dessa conduta excepcional no campo de batalha, o antigo apelido dos tempos de goleiro da vizinhança "Onça" não demorou muito para ser merecidamente substituído pelo de "Blindado" e, sob essa nova autonomásia, ficou o soldado Durvalino conhecido como soldado blindado, cada vez mais arrojado nas escaramuças que enfrentava quase que diariamente com o inimigo.















.: A Legião Negra :.

















Se tais atributos de coragem e intrepidez não passaram desapercebidos aos que diuturnamente conviviam com Durvalino, também não passarem eles ao comando do Quartel General do Setor Sul, em Itapetininga, que determinou a transferência de Durvalino do 8º BCP para unidade que ficou conhecida como a tropa de elite do Exército Revolucionário, a saber, a Legião Negra.




Com efeito, organizada em três batalhões de infantaria, a quase totalidade dos 3500 soldados que a compunham eram homens de afro-descendência, na época ditos "homens de cor", depois apelidados de “pérolas negras”.




Munidos dos mesmos uniformes do Exército Constitucionalista, a Legião Negra distinguia-se das demais tropas desse exército apenas no chapéu, que era de abas largas.




Segundo depoimentos de Durvalino prestados à Carlos Fidêncio, somente dois oficiais de um desses três batalhões que ele pertenceu não eram afro-descendentes. O major comandante do batalhão e um tenente comandante de uma das companhias (FIDÊNCIO, 1986, p. 374)




No entanto, o que realmente caracterizava tal tropa de elite não era a cor da pele de seus integrantes, nem o tamanho da aba dos chapéus, mas o alto nível de combatividade dos mesmos perante os maiores perigos que arrostavam bravamente por São Paulo.




Segundo o portal Piracaia.com, em artigo intitulado "Revolução de 32 - a parte negra de nosso história" jornais da época enalteciam a conduta da Legião Negra nos seguintes termos:






“Resistindo ao furor das hostes ditatoriais, muitas vezes enfrentando contingentes numericamente superiores, os bravos pretos não recuam nem se rendem. Tem sido assim o seu proceder em diversos reencontros, fatos que têm sido testemunhados com visível admiração pelos demais companheiros que combatem ao seu lado”.











Felizmente muito do que foi registrado sobre a saga da Legião Negra não ficou restrito a jornais e depoimentos. De fato, duas obras, recentemente publicadas, lançam luzes sobre essa tropa e a contribuição dos paulistas afro-descendentes na Revolução de 32.




Em 8 de julho de 2009, a Imprensa Oficial lançou "A Revolução Constitucionalista de 1932 em quadrinhos"s de autoria do cartunista Maurício Pestana. Já em 20 de julho de 2011, se deu em São Paulo a noite de autógrafos de "A Legião Negra - A luta dos afro-brasileiros na Revolução Constitucionalista de 1932", (Editora Selo Negro Edições) do jornalista Oswaldo Faustino.










Obras de Osvaldo Faustino e Maurício Pestana que relatam sobre a Legião Negra

Fonte: Portal do Grupo Summus e Revista Raça Brasil











E foi justamente nessa unidade que tantas glórias trouxe para São Paulo que o soldado Durvalino veio a participar de uma ação de combate que marcaria o restante de sua vida para sempre.




Estava Durvalino e seus companheiros de Legião estacionados em Buri quando ordens receberam para dali se deslocarem para as proximidades de Capão Bonito, mais especificamente na localidade de Capela de Santo Antonio, conhecida pela população ali residente de "Pimirim" ou ainda, "Apiaí-Mirim".




As ordens recebidas no dia 25 de agosto de 1932 foram claras. Expulsar as tropas legalistas que naquele arraial haviam se instalado desde o dia 23. Informações eram de que era tropa de cavalaria era de pequeno efetivo, parcamente armada e municiada.




Segundo o então capitão Dilermando Cândido de Assis na página 265 de seu livro "Vitória ou Derrota" (1936), essa tropa era o 1º esquadrão do 9º Regimento de Cavalaria Independente (I/9ºRCI) que para ali fora estacionado com destino à Capão Bonito.




Depoimentos de Durvalino à Carlos Fidêncio apontam que os efetivos do batalhão que ele servia eram de 150 homens. Já o capitão Dilermando de Assis na página 267 de seu livro indica que a tropa de Durvalino chegava ao número de 300.




Seja qual tenha sido a definição numérica exata, fato é que ao redor das 7 horas da manhã do dia 27, deu-se o contato entre o batalhão de Durvalino e o I/9ºRCI.




E a realidade do entrevero provou que os efetivos e meios bélicos das forças legalistas não eram parcos e muito menos diminutos.




Com efeito, Carlos Fidêncio relata em seu livro que Durvalino e seus companheiros foram recebidos a tiros, porquanto





"estavam os legalistas fortemente armados, inclusive com metralhadoras de grosso calibre. A recepção aos soldados da Legião foi violenta. Um negro tombou aos pés de Durvalino. O oficial mandou: Enterre o homem! - Durvalino enterrou. Antes o transportou nas costas por 500 metros" (FIDÊNCIO, 1986, p. 374).








De acordo com informações posteriormente colhidas dos legalistas sobreviventes desse ataque, o capitão Dilermando de Assis relata que as forças constitucionalistas atacaram o esquadrão "inopinadamente, com armas automáticas, envolvendo logo a povoação, matando um oficial, vários praças e muitos cavalos" (ASSIS, 1936, p.267).




Já do lado dos paulistas, Durvalino relatou a Carlos Fidêncio que o tiroteio não cessava. A sede que ele estava insuportável e desejava ela saciá-la quando solicitou ao major comandante do batalhão que o deixasse se deslocar até local ali perto onde ele sabia existir uns pés de laranja lima.




O major de imediato não permitiu. Seria arriscado, não queria perder Durvalino por causa de algumas laranjas. Mas ele insistiu e o major aquiesceu, mas que fosse rastejando. E assim foi o soldado.




Ao aproximar-se do pé, eis que Durvalino encontrava-se numa posição tal que podia ele contemplar a disposição das forças legalistas, suas metralhadoras, atiradores e cavalgada, sem ser alvejado e muito menos visto. Enquanto ele com o corpo colado ao chão saciava a sua sede com algumas das laranjas que encontrou ao solo, não conseguiu Durvalino conter o sentimento de vingança que se apossou de seu coração ao testemunhar essas mesmas metralhadoras atirando na direção de seus companheiros e derrubando alguns.




Era chegada a hora de virar o jogo.




Retornou Durvalino às suas posições e de imediato relatou ao major o que tinha visto. Este ainda deliberou que antes de tomarem as metralhadoras por aquele caminho, que parlamentassem com os legalistas, demandando que depusessem das armas e se integrassem aos paulistas.




Isto mesmo quem fez, segundo relatou Durvalino à Carlos Fidêncio, foi o próprio major comandante, que na tentativa de parlamentar fora também recebido a tiros, um dos quais quase lhe decepou a orelha esquerda (FIDÊNCIO, 1986, p.379).




Possesso pelo ataque sofrido, o major dá ordens para que sejam tomadas as metralhadoras a todo transe.




Durvalino e alguns de seus companheiros rastejam pela picada que dava acesso até os pés de laranja e de lá avançam em uníssono na retaguarda do inimigo, matando a tiro e a arma branca os primeiros que encontraram, para daí tomar das metralhadoras, as quais viraram em direção dos demais elementos do esquadrão de cavalaria e dispararam até o último cartucho.




As lúgubres cenas de morticínio que aí se registraram escapam do escopo historiográfico desse texto, mas refletiram sobremaneira nas palavras de Carlos Fidêncio quando ele afirma que Durvalino contabilizara dezenas de soldados legalistas abatidos (FIDÊNCIO, 1986, p.379) entre os quais, Dilermando de Assis confirmou um oficial, várias praças e 43 cavalos (ASSIS, 1936, p.268)




Seja qual tenha sido o real número de baixas legalistas colhidas pelo fio da baioneta e pelo fogo da metralha, o soldado Durvalino e seus companheiros assaltantes da posição, ao final do disparo da última munição, puderam então contemplar o silêncio da morte que há pouco havia ceifado a vida dos últimos legalistas que resistiram até o fim.




A cena deve ter sido por demais impactante. Até mesmo para aqueles combatentes calejados como Durvalino, cujo simples olhar ao redor das fumegantes metralhadoras, bastaria para divisar corpos desfigurados de homens e cavalos e em total conluio no campo de batalha.




Tomado de forte emoção, Durvalino senta-se no chão, levanta a cabeça aos céus e em meio àquele inferno que acabara de sobreviver, ele chora, convulsiva e nervosamente.




Muitos de seus companheiros que com ele ombro a ombro ali se bateram também choram. O preço daquela vitória, sem sombra de dúvida alguma, fora alto demais para todos que ali presenciaram os horrores vividos tão intensamente que pena alguma seria capaz de descrever em toda a sua plenitude e extensão.















.: O Cabo Blindado :.













As notícias da derrota do I/9ºRCI em Capela de Santo Antonio impulsionaram o comando das forças legalistas a multiplicarem os seus recursos humanos e bélicos objetivando apertar o cerco sobre os constitucionalistas em direção à tomada de Capão Bonito, o que desejavam a todo transe e finalmente conseguiram, após a vitória que obtiveram em um dos mais sangrentos entreveros de toda a revolução, o Combate do Rio das Almas, nas trágicas jornadas de 17 e 18 de Setembro de 1932.




Alheios ao que o futuro o aguardava, o batalhão da Legião Negra que Durvalino pertencia se retirou da Capela de Santo Antonio e seguiu a cumprir outras missões que os depoimentos prestados à Carlos Fidêncio não mencionaram, mas o reconhecimento obtido por Durvalino em face do combate de Apiaí-Mirim não ficou esquecido.




Em menos de 24 horas após o término desse combate foi Durvalino promovido à graduação de cabo por bravura.









Durvalino de Toledo quando promovido à cabo do Exército Constitucionalista

Fonte: livro "ITAPETININGA ONTEM- HOJE" (p. 376)









Diante de sua intrepidez, iniciativa e coragem incontestes sob fogo inimigo, o major comandante o parabenizou com essa merecida promoção, o que colaborou para aumentar ainda mais o prestígio que Durvalino já gozava entre seus pares na Legião. E a antiga autonomásia, soldado blindado, passara dali em diante ser atualizada pela novíssima graduação militar, a saber, cabo blindado.




Os depoimentos de Durvalino prestados à Carlos Fidêncio sobre a Revolução de 32 chegam ao seu fim após o cabo blindado ter participado do Combate do Rio das Almas, durante quatorze dias, ao fim dos quais Durvalino foi removido para São Paulo, onde aguardou a assinatura dos termos da rendição que ocorreu no dia 2 de outubro de 1932.




Estava a revolução acabada para o cabo blindado. Aos vinte e cinco anos de idade, sobrevivente dos horrores que viveu e presenciou, Durvalino de Toledo ainda era membro da briosa Força Pública de São Paulo e poderia continuar a sua carreira policial militar se assim desejasse. Mas optou por pedir baixa da corporação e retornar ao berço de sua existência, a Itapetininga que deixara para combater por São Paulo nos dolorosos meses da revolução.




E como veremos a seguir, o veterano Durvalino tinha muito mais do que pudesse imaginar lhe esperando em Itapetininga.















.: Para os amigos Filo :.













Anos antes de ingressar na Força Pública, é sabido que a 30 de abril de 1927, Durvalino casara-se com moça de Itapetininga chamada Maria da Silva.




Vieram, pois, os anos da Revolução de 32 e as agonias das incertezas de que Durvalino voltaria vivo ou não desse conflito não foram fortes o bastante para arrefecer o amor do jovem casal.




Tanto assim foi que dessa feliz união nasceram 8 filhos, dos quais, até a publicação desse texto no portal, agosto de 2011, vivos entre nós se encontram a primogênita D. Maria Francisca Toledo, que reside no Rio de Janeiro; D. Vera Leonardo, que reside em Santos; e o caçula do casal, o Sr. Eugenio de Carmo Toledo, residente no bairro Santana, em Itapetininga.









O Sr. Eugenio de Carmo Toledo e o autor

Fonte: acervo do autor









As informações que seguem sobre a vida de Durvalino de Toledo no pós-revolução nos foram gentilmente transmitidas por esse seu filho caçula, o Sr. Eugenio, que muito nostalgicamente relembrou de fatos sobre a vida de seu pai que como veremos a seguir se confundiram com a própria história de Itapetininga.




E realmente assim o foi.








Viaduto "Durvalino Toledo" na rua Lopes de Oliveira em Itapetininga

Fonte: acervo do autor








Era 12 de agosto de 2011 quando vínhamos em direção ao bairro do Santana em busca de familiares de Durvalino. A única informação que tínhamos era de que logo depois do supermercado COFESA, na rua Lopes de Oliveira, haveria um viaduto com o nome de nosso veterano. Em conversa com Carlos Fidêncio, familiares do veterano estariam inclusive residindo naquelas imediações.








Detalhe do nome do viaduto em homenagem ao ex-ferroviário

Fonte: acervo do autor











Ao passar sobre o viaduto, eis a primeira de várias revelações que estavam reservadas para aquele dia. O nome de Durvalino ali estava consignado sobre a legenda "ex-ferroviário", portanto, no pós-revolução certo seria que essa fora a profissão adotada pelo veterano.




E tais suposições confirmaram-se. Após algumas informações, encontramos a casa onde residiu Durvalino até falecer em 1º de Janeiro de 2001 e à porta desta, localizada exatamente na esquina da rua Santana com a rua Antonio de Almeida Leme, um de seus bisnetos, o jovem Alef Durvalino de Toledo Custódio.









O bisneto Alef e o autor onde o vet. Durvalino residiu até 2001

Fonte: acervo do autor









Apresentamo-nos a Alef e muito interessado ele ficou em colaborar com o nosso trabalho. De imediato, Alef nos contou do tio Eugenio, único filho de Durvalino residente na cidade e nos mostrou o caminho até a residência dele, na parte alta do bairro Santana, onde na tarde daquele dia 12, passamos agradáveis horas conversando.




Muito prestativo nas informações que compartilhou, o Sr. Eugênio nos deixou a vontade para compreender de fato quem veio a ser o Durvalino de Toledo após a Revolução de 32.




Com efeito, Durvalino havia se desligado a pedido da Força Pública e ingressado na Companhia Ferroviária Sorocabana, onde fez carreira e a se aposentar no final da década de 50.




Durante os anos que trabalhou na Sorocabana, Durvalino não deixara também de exercer a sua primeira profissão, a de pedreiro, vindo no bairro de Santana a construir 28 casas. Como ferroviário, contudo, foi graxeiro e também truqueiro, funções que desenvolveu com bastante proficiência e profissionalismo, não só pelos conhecimentos técnicos que detinha, porquanto era responsável pela manutenção mecânica dos trens, como também pela necessárias força e disposição física para a competente condução desses trabalhos realizados em trens de lenha, inclusive.




Paralelamente às profissões de ferroviário e pedreiro, uma outra face de Durvalino surgiria nos anos após a Revolução e que muitos benefícios traria àqueles que privaram de seus cuidados e amizade. Na realidade, essa era a face da paixão pelo futebol que ele sempre tivera desde menino e que, a bem da verdade, nunca dificuldade alguma que enfrentara em toda a vida conseguira abafar.









Durvalino (1º a esquerda de pé) e um dos vários times

que organizou e foi técnico em Itapetininga (1956)

Fonte: acervo da família Toledo









Eugenio, seu filho primogênito, tornou-se seguramente um apaixonado pelo futebol graças a influência de seu pai Durvalino, fundador e técnico de times de futebol na cidade.




Durante os anos 40, Durvalino tinha sido também goleiro da Associação Atlética de Itapetininga e nos anos que se seguiram quando se afastou como jogador, dedicou-se ele a criar times de futebol.




De fato, o time do bairro Santana foi por ele criado e tamanha era a dedicação que tinha pelo desenvolvimento do esporte naquele bairro que Durvalino não só criava o time, mas fornecia uniforme, alojamento e até alimentação aos jogadores.




De sua participação no esporte de Itapetininga, ele ainda promovia a cada treze de maio, partidas de futebol entre times de jogares afro-descendentes com jogadores não afro-descendentes. Até uma foto autografada pelo Rei do Futebol, Pelé, Durvalino recebeu das mãos deste, quando se conheceram anos atrás.










Durvalino (5º da esquerda para a direita de pé) e time (2008)

Seu filho Eugenio nele está (3º abaixado da esq. para a direita)

Fonte: acervo da família Toledo








Mas as paixões de Durvalino não residiam só no futebol.




Era ele de fato um homem do povo e para o povo. Tudo que fazia era em prol das pessoas de Itapetininga, em especial a sua juventude, e até o fim da vida, em 2001, não poupou esforços para ajudar no que pudesse os seus semelhantes.




De fato, fora Durvalino comissário de menores, inspetor de quarteirão, presidente da Frente Negra de Itapetininga, presidente do Clube 13 de Maio, um dos fundadores da Escola de Samba Aristocrática do bairro de Santana, e ainda um dos fundadores e presidente da Associação de Amigos desse mesmo bairro.








Baile no Clube 13 de Maio nos anos 70 quando da presidência de Durvalino

Fonte: acervo da família Toledo








Por esses e outros feitos, Durvalino não deixou de ser merecedor do reconhecimento de Itapetininga, sendo agraciado com o título de cidadão honorário do município ao final da década de 80.




Da sua participação na Revolução de 32, Durvalino recebeu a Medalha do Cinquentenário da Revolução Constitucionalista de 32 e seu respectivo diploma, honrarias que ao lado de muitas outras recebidas em vida, seu filho Eugenio hoje guarda com muito carinho.




Diploma e Medalha da Revolução Constitucionalista recebidas por Durvalino

Fonte: acervo da família Toledo







.: Agradecimentos :.









Com a conclusão dessa pesquisa sobre o Veterano Durvalino de Toledo, olhamos para trás e nítido fica o quanto precisamos das pessoas para que até mesmo uma idéia possa a vir nascer em nossa imaginação.




Realmente não há como negar esse fato. Como vimos, a simples sugestão de um nome foi capaz de disparar todo um conjunto de ações, pessoas, recursos e situações cuja concatenação de achados e esforços deslancharam no presente texto.









Veterano Durvalino de Toledo

Fonte: acervo da família Toledo









As aprendizagens, as amizades e os contatos realizados no processo, bem como toda a riqueza da vida do veterano que emergiu, foram os louros mais proveitosos dessa empreitada investigativa na qual tudo colaborou para que as partes desse texto fossem, a seu devido tempo, esplendidamente se encaixando à medida que novos fatos, evidências e informações foram surgindo ao longo dessa nossa caminhada.




A todos aqueles que conosco aqui estiveram e cujos nomes foram consignados nesse texto os nossos mais efusivos e calorosos agradecimentos. Histórias de vida como as de Durvalino de Toledo demonstram claramente que nossos heróis estão muito mais próximos do que imaginamos e suas vidas precisam ser conhecidas.



O ex-presidente LUIZ INÁCIO DA SILVA oficializou hoje a formação do instituto que leva o seu nome. Criado como uma organização social sem fins lucrativos, o INSTITUTO LULA terá 38 associados, sendo cinco diretores. O objetivo, segundo o diretor-geral da entidade, PAULO OKAMOTTO, é “estimular mais países, mais governantes a fazer o que foi feito no BRASIL”. Na prática, será a plataforma política de LULA, nomeado presidente honorário da associação. Os alvos nesse primeiro momento são os países africanos e da AMÉRICA DO SUL. O grupo é formado por políticos, empresários, advogados, sindicalistas e pessoas ligadas a movimentos sociais. Dois ministros do governo DILMA ROUSSEFF vão participar: ALOIZIO MERCADANTE (Ciência e Tecnologia) e CELSO AMORIM (Defesa), além de sete ex-ministros do governo LULA.



SÃO PAULO deverá ganhar mais 30 km de metrô, com um investimento de 45 bilhões de reais até 2014. O anúncio foi feito hoje pelo governador GERALDO ALCKMIN, ao apresentar o Plano Plurianual 2012-2015, que prevê um investimento de 118,6 bilhões de recursos orçamentários e outros 33,4 bilhões de recursos extras com a implementação de PPPs (Parceria Público-Privadas), além de investimentos provenientes das empresas estatais. Na expansão do metrô estão previstas duas novas linhas. Uma delas ligando a LAPA, na zona oeste, à região da Avenida FARIA LIMA e ao bairro de MOEMA. A outra, saindo da Avenida Jornalista ROBERTO MARINHO, na zona sul, e chegando a GUARULHOS, na região metropolitana. Somados aos 70 km já existentes, a cidade deve chegar ao fim desta gestão (2014) com cem quilômetros de malha metroviária. Além disso, o governo pretende deixar em andamento para o próximo governo mais 96 km de linhas, o que vale dizer que a cidade poderá chegar ao fim da década com quase 200 km de metrô.



O oficial da reserva da Aeronáutica JOSÉ MOURA chegou de surpresa ao palco do TEATRO CASTRO ALVES de SALVADOR (BA) em abril passado, na noite de entrega do Prêmio BRASKEM de Teatro. O motivo da visita inesperada: ele queria participar da homenagem que os organizadores do evento faziam para seu filho, o ator WÁGNER MOURA, conhecido por atuações em filmes como “TROPA DE ELITE”, novelas e minisséries. JOSÉ recitou versos de “OS LUSÍADAS”, emocionando o filho e demais presentes Internado no Hospital ESPANHOL, na capital baiana, JOSÉ morreu nesta segunda-feira, aos 76 anos, de um câncer na próstata. Nasceu em 1935.



Enquanto o ator e diretor MARCOS PAULO, de 60 anos, era operado, sua mulher, filhas e seu pai recebiam informações, na sala de espera do hospital BENEFICÊNCIA PORTUGUESA, pelo celular. O médico FERNANDO MALUF enviava mensagens sobre o decorrer do procedimento direto da sala de cirurgia. ANTÔNIA FONTENELLE, mulher do ator, disse ao site “EGO”, que o pai de MARCOS, VICENTE SESSO, de 77, contou várias histórias para acalmar a família. “SESSO ficou tentando nos fazer rir, ele só deixou o hospital quando o MARCOS foi para a UTI”, comentou a atriz, que descreveu a espera pela cirurgia como “10 horas de tensão”. Diagnosticado em maio deste ano com câncer em fase inicial no esôfago, MARCOS PAULO passou por sessões de quimioterapia antes de recorrer à cirurgia. HÉZIO FERNANDES, oncologista clínico e diretor do Instituto Paulista de Cancerologia, explicou que, na maioria das vezes, o tumor no esôfago,quando descoberto cedo, como foi o caso de MARCOS PAULO, é tratado apenas com cirurgia.



CÉLIA FORTE, assessora da peça “CRUEL”, em que REYNALDO GOAMECCHINI atuava antes de ser internado, visitou o ator nesta tarde e disse que ele passa muito bem. “As pessoas não acreditam quando eu digo, mas é verdade. Ele está ótimo, animado e sorridente.” CÉLIA contou que o GIANE tem comido bem e não parece preocupado. O doutor DAVID UIP falou à imprensa que o galã está ótimo, muito disposto física e psicologicamente. A quimioterapia, no entanto, ainda não começou. A equipe está aguardando a recuperação da infecção de garganta e os resultados dos exames enviados aos EUA, que vão revelar detalhes específicos sobre o linfoma que ataca o ator, para então decidirem os medicamentos mais apropriados.



Uma série de atentados a bomba em 17 cidades fez o IRAQUE viver hoje seu dia mais sangrento em anos. Segundo o governo de BAGDÁ, morreram 63 iraquianos que iniciavam a jornada de trabalho. Mais de 250 ficaram feridos. Embora nenhum grupo tenha reivindicado a autoria dos ataques, autoridades e especialistas já acusam insurgentes ligados à AL-QAEDA pela ofensiva. O modo de operação sofisticado e os alvos escolhidos trariam a marca dos jihadistas sunitas, afirma BAGDÁ. Os atentados foram cometidos praticamente na mesma hora, pela manhã, usando de carros e homens-bomba a explosivos em postes e geladeiras. Os militantes atacaram áreas xiitas e instalações das forças iraquianas. A explosão mais mortífera ocorreu em KUT, 160 km ao sul de BAGDÁ, em um mercado. Insurgentes colocaram uma bomba em um refrigerador. Após a explosão, enquanto equipes de socorro prestavam atendimento, um carro-bomba foi detonado. Ao todo, 35 morreram. Outras cidades como BAGDÁ, KIRKUK e KERBALA, também foram atingidas. Se confirmada a autoria, o fato de insurgentes ainda terem capacidade de lançar uma ofensiva tão sangrenta coloca em xeque as alegações sobre a redução do poder de fogo da AL-QAEDA. Os ESTADOS UNIDOS querem deixar o IRAQUE até dezembro. Mas BAGDÁ quer a permanência de um contingente americano reduzido.



2 012 : - QUARTA-FEIRA

Ontem o TENENTE-CORONEL ANDERSON, Comandante do 8º BATALHÃO DE POLÍCIA DE EXÉRCITO entrou em contato comigo e marcou a entrega das comendas destinadas a ele e seus oficiais para esta manhã, em seu quartel, por ocasião da formatura dos soldados que prestarão as honras devidas à Bandeira Nacional.

Antes das 9 horas, conforme o combinado, estou chegando à PRAÇA DA SÉ, onde esperaria na Sociedade um carro que viria me buscar, bem como o AMADO RÚBIO, nosso Comandante do Exército Constitucionalista. Mas eis que encontro dois soldados do Exército com o carro já me esperando. O AMADO RÚBIO também já está presente. Numa manhã ensolarada, muito agradável, vamos para o 8º BPE.

Somos recepcionados pelo Comandante ANDERSON, Major FERRER e outros oficiais dessa Unidade. Nosso Ex-Cmt do Exercito Constitucionalista, ALFREDO PIRES também se acha presente, em companhia de sua esposa, dona NAIR. A cerimônia tem início por volta das 10 horas. Uma tropa formada por soldados novos está em formação militar para essa solenidade tipicamente militar. Canta-se o HINO NACIONAL, os soldados prestam a continência ao Pavilhão Nacional e comemora-se os 80 Anos do Movimento Constitucionalista com a entrega das medalhas CONSTITUCIONALISTA e GOVERNADOR PEDRO DE TOLEDO. O MAJOR FERRER, um dos agraciados, relembra que em 2007, em LORENA, no 5º BIL, ele recebia a nossa primeira medalha. Agora ele serve no 8º BPE. O CORONEL PIMENTEL, que comandou essa Unidade, atualmente na reserva, também se encontra presente para receber a nossa Medalha. Terminada a solenidade, vamos conversar, descontraidamente, no gabinete do Comandante.

Antes do meio-dia estamos encerrando nossa visita ao 8º BPE. O AMADO RÚBIO acompanha-me até o MMDC.

Almoço, mais tarde, com MARIO MARGARIDO e outros companheiros no MMDS. Comentamos esse nosso encontro no 8º BPE, que reputo importantíssimo para a nossa união com o Exército. O CAPITÃO PM ANÍSIO DOS SANTOS traz os diplomas das medalhas que deverão ser entregues em 24 de agosto no aniversário do 5º BPMM, na zona norte. Parece que o núcleo MMDC CENTRO está em compasso de espera. Com a mudança recente de Comando do CPA/M-1 o estatuto ficou parado e se aguarda um momento melhor para falar com o atual comandante.



Tomo conhecimento das conversas entre BIAJONE e FELIPE após o desencontro desses últimos dias nos núcleos de correspondência. Houve muita afoiteza nesse triste episódio:.

Estimado Professor Biajone: Vamos transformar este azedo limão em uma suculenta limonada? De todo o coração...Seu correligionário....Felipe Neri

Felipe nerivani@ig.com.br

23:02 (

para Prof.JBiajone, SP, mim, SP, SP, SP

Estimado Professor Biajone!

Estas vossas palavras me deram a certeza de que és uma pessoa de bem....sempre soube disso e agora tenho mais certeza.

Assim como tenho a certeza de que desejo conhecer o amigo pessoalmente e conversarmos bastante....para isso inicialmente precisamos trocar telefones, pois na "crise" desejei ligar para o amigo e não tinha meio de contato exceto pelo e-mail (e nos tratamos mal reciprocamente cada um defendendo um ponto de vista, mas já é passado para mim).

Nem "raiva" do amigo eu pude ter, pois nem sei como é vossa "voz" e a figura sei apenas por uma foto do blog.

Fiquei muito feliz em 13Ago12 ao finalmente ter alterado o login e senha com o auxílio de um amigo que monta sites e blogs.....assim pensei, pois pensava que a senha e login do Núcleo Cruzeiro era "pessoal" do Presidente (aliás, acho um nome muito pomposo, melhor seria Gestor, Administrador, pois Presidente no meu entender somente o Sr Cel Ventura.....pense nesta mais uma sugestão), que eu havia sucedido, o amigo Egydio e fiz a alteração.

Professor, nem imagina, mas o pior dia da minha vida foi a manhã de 14Ago12 ao ver vossas ásperas palavras e nem entendido tinha acerca do que estava ocorrendo.

Foi horrível e me tirou lágrimas de meus olhos, pois sabia que citadas palavras vinha de uma pessoa de bem (estou acostumado à receber críticas de pessoas do mal.... pois assim procedo em defesa dessas pessoas do bem). Pedi para minha amada esposa ler o texto, pois não acreditava no que havia lido....ela me bronqueou pelo fato de ficar "arrumando sarna para me coçar"......tentar transformar o mundo em um local melhor para nossas descendências.......Graças à Deus demorei para me casar, aos 34 anos, mas me casei com uma mulher excepcional e que me apoia muito no que faço socialmente.....ela também se chateou.

Em razão desta emoção, escrevi o que escrevi, pois havia sido julgado pelo amigo sem nenhum direito à defesa (senti-me como São Paulo de 32 ao ser acusado de separatista quando na verdade queria a reconstitucionalização).

No serviço, tentei de todo modo retornar o login e a senha, mas o amigo que faz a alteração estava de folga e pedi encarecidamente para ele vir e atender meu pedido, que somente podia ser feito à noite quando voltaria então de viagem.

Que dia horrível Professor, sabendo que todas as pessoas de bem me achavam "um crápula, um criminoso" ....em outras palavras: meu pior pesadelo estava se consumando.

Alguns íntimos leram vossa carta, pois achava que estava pensando errado e também tiveram a mesma opinião: falta de contato pessoal ou telefônico entre nós.

Nos magoamos mutuamente (assim como o Amigo Egydio, que já pedi perdão).

Piorou meu desespero quando chegaram várias mensagens como a abaixo:

Olá,

Seu blog, http://voluntariosdepiracicaba.blogspot.com/, está associado ao nome de usuário da Conta do Google nerivani@policiamilitar.sp.gov.br. Utilize este nome de usuário da Conta do Google para fazer login no Blogger e acessar seu blog.

Se tiver esquecido sua senha, clique neste link para redefini-la:

http://www.blogger.com/forgot.g?r=nerivani@policiamilitar.sp.gov.br

Esta conta é um membro dos seguintes blogs:

http://mmdcjaguariuna.blogspot.com/

http://mmdcsjbv.blogspot.com/

http://voluntariosdepiracicaba.blogspot.com/

http://mmdcsaopedro.blogspot.com/

http://mmdccruzeiro.blogspot.com/

http://mmdcsaovicente.blogspot.com/

http://mmdcata.blogspot.com/

http://mmdcpprudente.blogspot.com/

http://mmdcburi.blogspot.com/

Meu Deus, tive então a certeza de que a senha e o login eram mesmo Comunitários: Professor, nunca teria aceito gerir um blog com senhas comunitárias, pois na Polícia Militar aprendemos que "sua senha é pessoal e intransferível".

Quantas pessoas estava eu prejudicando sem saber.

Passei mal no serviço (Pessoas de bem estavam pensando mal de mim e estava prejudicando-as).

Esperei após meu término de serviço a vinda deste amigo para mudar o login e a senha.....não sairia de lá até resolver o problema.

Tudo resolvido, então meu amigo viu que o Egydio tinha telefone ao final de seus contatos: Não queria telefonar, achava que ele me receberia "a pedradas".

Lembrei-me de Jesus Cristo acerca do caso "quem nunca pecou que atire a primeira pedra" e enchi-me de coragem e lhe telefonei.

Para minha surpresa quem me atendeu foi uma pessoa gentil, cortêz, e posso ficar aqui falando muitas outras qualidades dele: confesso que lágrimas agora disfarçadas novamente desceram de meu rosto como agora ocorre ao escrever para ti.

Fiquei muito feliz e tudo se explicou com meu amigo gestor de site/blog explicando ao nosso amigo Egydio como formalizar a senha e os riscos da senha comunitária: me mostrou que se ele apertasse um "botão" todos os blogs seriam excluídos definitivamente e ninguém saberia de quem saiu, face a senha ser comunitária.

Aliviado voltei para casa a abracei afetuosamente minha esposa: Graças à Deus, tudo estava normalizado.

Mais feliz fiquei hoje com vossas palavras.

Professor, meu avô Sebastião Peixoto é filho de um Barão do Café falido, que entrou na Força Pública e fez história, onde teve seus filhos Alcides Peixoto, Antonio Peixoto e José Francisco Peixoto integrados à Força Pública (somente o tio Floriano Peixoto, único vivo, não é policial).

Desde a infância, ouço suas histórias de 32 e desde pequeno, antes de saber pronunciar corretamente as palavras, dizia que "queria ser Coronel".

Sou o único da família que hoje é policial militar vivo, meu tio Major José Francisco Peixoto faleceu ano passado. Minha tia Lourdes pediu para eu ir fardado (terno B2) ao seu velório e enterro. Senti-me mal à princípio (parecia que eu queria me aparecer: sou tímido), pedi autorização de meu Comandante e atendi seu último pedido. No velório em sua casa em Bananal (ele morava no Ipiranga, mas tem casa lá....seu genro é Diretor do Colégio São Francisco Xavier do Ipiranga), entendi que minha presença era pedido de meu tio "Zezé" Peixoto e senti-me feliz por atender seu último pedido usando a minha melhor farda (meu tio esteve presente em todas as minhas etapas profissionais) e senti que minha presença fardada confortava sua esposa e filhas.

Durante o féretro, fui ao lado de minha tia, eu a pé, onde ela estava no interior do carro funerário. Ela segurava seu quepe afetuosamente e com a mão direita para fora, segurava minha mão esquerda. Passamos por todo o centro da cidade, com os policiais de lá nos acompanhando.

No cemitério. pediram para eu falar algo e disse entre tantas palavras, que eu honraria a história profissional como sendo eu a terceira geração de policiais militares na família e que daria sequência às suas boas obras.

Meu tio escreveu a biografia de meu avô. Estou escrevendo a de meu tio.

Deles recebi rico acervo da Polícia Militar, meu maior tesouro: o conhecimento do passado.

Sempre procurei nos sebos os livros de 32. Graças à Deus tenho muitos.

Meu tio sempre me dizia: Honre sempre seus antepassados e tento fazê-los em ambos os lados paternos e maternos da família: sinto muito a sua falta (aliás de meus avós de ambos os lados e suas histórias de vida...vou ainda escrever um grande livro).

Estou muito feliz também, pois hoje pintaram o meu "Museu" Familiar e comprei mais três estantes para trazer o restante do acervo que está na casa de meus pais em Bananal. Neste final de semana vou passar reorganizando o acervo e irei buscar o restante em Bananal na próxima semana). Espero quando o Ricardo do Tudo por São Paulo vier filmar os sitios de 32 em Cruzeiro, ele já esteja organizado.

Meu sonho: Escanear os livros antigos (que puderem ser face lei de direito à propriedade intelectual) e torná-los públicos para quem desejar acessar sites e blogs....hoje somente tendo a sorte de achá-los nos sebos (alguns estão em avançado estado de deterioração).

Por isso sonho em gerenciar um site ou blog.....por isso perguntei se poderia alterar algum designer do blog de Cruzeiro.

Todas as pessoas que seguem o blog de Cruzeiro são meus amigos pessoais e já estava encomendando às próprias custas adesivos do blog e site MMDC para fixar nos vidros de carros como forma de divulgação.

Minha família tomou conhecimento da minha gestão do blog e ser escorraçado por um e-mail me magoou muito (Graças à Deus vamos tomar limonada suculenta e gostosa).

Professor, por este motivo o título do assunto: Vamos transformar um limão azedo em uma limonada suculenta e deliciosa, pois alguns de meus hoje melhores amigos (as) advieram de situações de crise, onde extirpado o mal entendido. a paz prevaleceu. Após ter vosso telefone, não pretendo mais emitir e-mails, que podem (e o são) interpretados de modo diverso, mas se houver necessidade de contatos mais esclarecedores, que seja por telefone ou por video conferência (olho no olho).

Meu telefone é o (012) 3145 2117, 9147 3947 (pouco usado quando estou usando o funcional 9625 5738 ao substituir o mais antigo...função de Major), e-mail e endereço já é do conhecimento.

Fico à disposição integrando ou não os Núcleos de Correspondência (ou mesmo a Sociedade Veteranos de 32 caso o Sr Cel Ventura não aprove minha adesão), pois minha luta é uma motivação pessoal de honrar e homenagear meus antepassados. Tem muitos interessados em trabalhar no Movimento e estão no aguardo de uma agenda para se reunirem e receberem explicações acerca do MMDC, NC, NB, etc. São meus amigos que desconhecem o que ocorreu e que se me for autorizado, poderei passar as notícias, esteja eu dentro ou não do MMDC ("Gato escaldado tem medo de água fria" ). Meu compromisso é com a história de nossos antepassados.

Mas nunca poderia eu gerir um blog com senha comunitária, razão de minha inocência ao fato ocorrido.

Apenas divergi e ainda divergo com as seguintes sugestões:

1. Site MMDC constar o CNPJ e no Menu principal ter todas as etapas de adesão a sociedade, que deve ser digital a emissão da ficha de inscrição, o pagamento, e envio digital das fotos para constar na carteira. Devemos facilitar a vida de nossos Associados (Clientes).

2. Blog ter senhas individualizadas aos gestores e não comunitárias.

Divergências estas para o crescimento do movimento.

Recebi com emoção em 14Ago12 uma boa notícia: o Veterano Nelson de Paula Mendes esteve no quartel de Cruzeiro e entregou o convite de seu aniversário de 110 anos à se realizar em 24Ago12.

Grande abraço ao Gomes Júnior...companheiro da Qualidade da Polícia Militar, ele no 22° BPM/I e eu no 23° BPM/I.

Vou esclarecer o mal entendido aqueles que dele tomaram conhecimento: Sugiro esclarecer à todos também.

Fique com Deus, estimado Professor Biajone e nas palavras de meu Amigo Egýdio em seu primeiro contato comigo: Me considere um irmão.

Tenha minha casa como uma extensão da sua (aliás: todos que recebem este e-mail e todos que defendem o MMDC): Quando desejar conhecer os sítios históricos de 32 em Cruzeiro, não deixe de me avisar (faço questão de ser vosso anfitrião).

Atenciosamente....Obrigado por me escutar.....Felipe Neri Vani

From: Prof.JBiajone

To: nerivani@ig.com.br

Sent: Wednesday, August 15, 2012 10:04 AM

Subject: AVANTE CAMARADA!

CARISSIMO FELIPE

Bom dia. Recebi essa manhã as demais mensagens e informes de sua conversa telefônica com EGYDIO sobre a situação em que se configurou "um possivel engano" de vossa parte com relação ao manuseio do sistema de blogs de nossos NCs.

Se tal ocorrência foi de fato o fato que se deu, é mister que eu expresse minhas solicitações de desculpas pelo teor incisivo e enérgico de minha mensagem, resultante da emergência da situação.

Mas quero que saiba que faço essa expressão não pela possibilidade de vir a ser processado judicialmente por vós ou não.

Longe disso.

Eu o faço por que eu, CEL VENTURA e EGYDIO sabemos do SEU POTENCIAL para com a nossa Sociedade e como os nossos veteranos.

Eu vi a apresentação powerpoint que elaborou e as demais propostas que trouxe no bojo de suas intenções nas ultimas semanas que em contato estivemos.

Ademais. em dois ou tres anos. você passará para a reserva e certeza tenho de que desejará tornar essa missão em nome de nossos antepassados sua atividade de maior relevo nesse período de sua vida.

Seja bem vindo!

Não permita que esse acontecimento impeça o desejo pessoal que nos demonstrou de resgatar a nossa história.

Pelo contrário.

Entendemos todos que cada um tem a sua maneira de operar e desenvolver seus trabalhos. Nós dos NCs somos do nosso jeito e você já sabe.

Agora quanto aos NBs, quase NADA tem sido feito além de alguma cerimônia de entrega de medalha, diploma e colar aqui e ali. Como resultado, é aqui nos NBs que vejo poder sair a sua maior contribuição.

De fato, não temos em nosso seio soldado valoroso que revigore a estrutura arcaica e em extinção dos NBs. E CRUZEIRO poderia se tornar um.

Entendemos que você possui esses atributos e pode sobejamente vir a desenvolver uma novissima estrutura de NBs a seu modo, com as novidades e implementações que ache interessante para a nossa Sociedade por intermedio dessa estrututura.

O possivel resultado dessa ação ventilará, consequentemente, as estruturas estagnadas dessa organização que no começo foi por onde se expandiu a Sociedade teve ao longo dos últimos anos.

Não se retraia. Se projete!

CARISSIMO FELIPE é chegada a hora de tomar desse fuzil que é o NB e carregá-lo com NOVA MUNIÇÃO.

Todos nós aprendemos as nossas respectivas lições.

O que não podemos deixar acontecer é que a nossa SOCIEDADE seja prejudicada por esses fatos e deixe de AVANÇAR!

Saiba você que hoje somos no país a maior e mais ativa associação de ex-combatentes brasileira, superando inclusive as associações de ex-combatentes da II Guerra Mundial que são muito mais modernas do que nós e já estão em franco declinio e extinção.

AVANTE CAMARADA! AO TREMULAR DE NOSSO PENDÃO!

Eis que se uma porta fecha, duas outras se abrem e como já sabe poderá contar conosco pois somos todos irmãos da mesma sociedade.

No contato e levarei ao nosso amigo em comum GOMES JUNIOR o efusivo abraço que já outrora me recomendou

BIAJONE

Agosto 15, 2012

Flávia D'Angelo, de O Estado de S.Paulo

A sessão desta quarta-feira, 15, foi o último dia para as sustentações orais dos advogados dos réus. Na segunda parte do dia, os ministros do STF se dedicaram a discutir as questões preliminares alegadas durante toda a fase de sustentação oral das defesas. Veja as principais frases: "As alegações da defensoria pública constitui parte essencial das alegações do réu" - Ricardo Lewandowski, ministro do STF. - "A defensoria só se constituiria se o réu não tivesse advogado. Mas ele tinha" - Ricardo Lewandowski, ministro do STF. - "Seis horas de sessão ministro" - Joaquim Barbosa, ministro do STF. - "Quero eliminar as abobrinhas para a gente discutir o que é importante" - Joaquim Barbosa, ministro do STF. - "Trouxe tudo a esse tribunal para evitar qualquer mambo jambo" - Joaquima Barbosa, ministro do STF. - "Justiça que se preza não se presta a órgãos internacionais" - Celso de Mello, ministro do STF. - "Ainda que se aponte que investigação abrange os agravantes o pedido de acesso aos autos deveria ser feito no processo" - Joaquim Barbosa, ministro do STF. "Senhor Presidente, cada país tem a Justiça que merece" - Joaquim Barbosa, ministro do STF. - "O poder judiciário não pode permitir que se cale a voz do advogado" - Celso de Mello, ministro do STF. - "Não me preocupa a angústia do tempo" - Celso de Mello, ministro do STF. - "Confesso que nos 33 anos de magistratura jamais me senti alcançado por qualquer frase incisiva de processo" - Marco Aurélio Mello, ministro do STF. - "Se o juiz repetir em entrevistas o voto proferido publicamente, ele será acusado de midiático" - Celso de Mello, ministro do STF. - "Todas as minhas decisões desse processo foram referendadas por colegas desta Corte" - Celso de Mello, ministro do STF. - "Ultrapassam o limite da deselegância e da urbanidade que se exige de todos os atores do processo, aproximando-se da pura ofensa pessoal" - Celso de Mello, ministro do STF. - "As intervenções de vossa Excelência são sempre esclarecedoras" - Ricardo Lewandowski a Marco Aurélio Mello. - "Não vou adiantar ponto de vista quanto a ele, mas aguardemos e não nos mostramos posteriormente surpresos em relação às consequências" - Marco Aurélio Mello, ministro do STF. - "Por determinação de um co-autor, Duda abre uma empresa em Bahamas e depois uma conta em Miami, conta Dusseldorf. Ele é o titular único dessa conta. Qual é a imputação de lavagem a Duda? Que é uma offshore" - Antonio Carlos de Almeida Castro, Kakay, advogado de Zilmar Fernandes. - "Há uma falta de técnica que assusta e preocupa. Há uma vontade de acusar que preocupa" - Antonio Carlos de Almeida Castro, Kakay, advogado de Zilmar Fernandes. - "No começo do governo Lula, ninguém falava sobre o modelo de irregularidade. Onde se aponta que deveria haver a dúvida?" - Antonio Carlos de Almeida Castro, Kakay, advogado de Zilmar Fernandes. - "Os crimes imputados a ele aconteceu muito tempo depois" - Antonio Carlos de Almeida Castro, Kakay, advogado de Zilmar Fernandes. - "Na questão da CPI peço que Vossas Excelências tratem com cuidado porque as provas lá não podem ser usadas para um processo criminal" - Antonio Carlos de Almeida Castro, Kakay, advogado de Zilmar Fernandes. - "O mensalão que está nos autos e a tese de defesa de um relator (Roberto Jefferson) hoje sem credibilidade, que atacou o então chefe da Casa Civil e agora ataca o presidente. Se alguém lhe dava credibilidade? Em que circunstâncias ele cria esse mensalão? Ele sabia que José Dirceu era um homem sério" - Antonio Carlos de Almeida Castro, Kakay, advogado de Zilmar Fernandes. - "É na toga que vive a esperança de um advogado" - Antonio Carlos de Almeida Castro, Kakay, advogado de Zilmar Fernandes. - "Não acredito que esse processo possa ter um viés político" - Antonio Carlos de Almeida Castro, Kakay, advogado de Zilmar Fernandes. - "Duda é um gênio. Saiu da Bahia, mas a Bahia não saiu dele" - Antonio Carlos de Almeida Castro, Kakay, advogado de Zilmar Fernandes. - "Esse prejuízo (de ser chamada de mensaleira) ela não consegue recuperar. Mas o STF pode livrá-la da denúncia" - Antonio Carlos de Almeida Castro, Kakay, advogado de Zilmar Fernandes. - "Falar que Zilmar é do núcleo financeiro é um delírio mental" - Antonio Carlos de Almeida Castro, Kakay, advogado de Zilmar Fernandes. - "A acusação trata os dois como um (Duda e Zilmar). Parecia Leandro e Leonardo, uma pessoa só" - Antonio Carlos de Almeida Castro, Kakay, advogado de Zilmar Fernandes. - "O MP não tem direito a retórica" - Antonio Carlos de Almeida Castro, Kakay, advogado de Zilmar Fernandes. - "O primeiro direito do acusado é ser acusado direito. Saber do que está sendo acusado" - Antonio Carlos de Almeida Castro, Kakay, advogado de Zilmar Fernandes. - "Se houve constrangimento não foi por parte da defesa. Não sei da onde vieram os ataques e me solidarizo com Vossa Excelência. Mas isso não se fala nas alegações finais" - Antonio Carlos de Almeida Castro, Kakay, advogado de Zilmar Fernandes. - "Vossa Execelência disse que jamais enfrentou tantos ataques. O senhor falou isso nas alegações finais. Eu fiquei perplexo. Isso é inadimissível" - Antonio Carlos de Almeida Castro, Kakay, advogado de Zilmar Fernandes. - "Nunca é uma ladainha o que um advogado diz" - Antonio Carlos de Almeida Castro, Kakay, advogado de Zilmar Fernandes. - "No momento em que termina e os ministros saem para lanchar, nós não recebemos nem uma barra de cereal" - Antonio Carlos de Almeida Castro, Kakay, advogado de Zilmar Fernandes. - "Não sou petista, mas presto minha homenagem ao ex-presidente (Lula)" - Antonio Carlos de Almeida Castro, Kakay, advogado de Zilmar Fernandes. - "Esse processo pegou um viés político. Mas é evidente que não terá andamento nesse processo" - Antonio Carlos de Almeida Castro, Kakay, advogado de Zilmar Fernandes. - "Tenho sido duro até agora. Quero que vossa Excelência leve sempre para o profissional" - Antonio Carlos de Almeida Castro, Kakay, advogado de Zilmar Fernandes ao procurador-geral. - "Ç de Mendonça? De esperança? De Justiça?" sobre a tatuagem que Duda Mendonça tem"- Luciano Feldens, advogado de Duda Mendonça. - "Ele então recolheu mais de R$ 4 milhões aos cofres da Fazenda Nacional" - Luciano Feldens, advogado de Duda Mendonça. - "Duda errou sim e pagou. A dispensa do BC não o isentava de declarar os valores que recebeu"- Luciano Feldens, advogado de Duda Mendonça. - "Vejam o paradoxo que me ocorre agora: se o meu cliente tivesse sido processado em SP ou RS ele já estaria absolvido porque a jurisprudência daqueles tribunais o fariam" - Luciano Feldens, advogado de Duda Mendonça. - "Ter conta no exterior não é crime" - Luciano Feldens, advogado de Duda Mendonça. - "Ele diz que aceita que o procurador tenha dito que existe uma organização criminosa que tenha se formado entre 4 paredes especiais, do Palácio do Planalto. Mas diz que não entende o porquê de colocar Duda e Zilmar na denúncia" - Luciano Feldens, advogado de Duda Mendonça. - "A conta de Duda é unipessoal. Do Bank of Boston, que ele é cliente há anos" - Luciano Feldens, advogado de Duda Mendonça. - "Todos os documentos que não foram apresentados por Duda foram disponibilizados para a PF" - Luciano Feldens, advogado de Duda Mendonça. - "A abertura da conta corrente de Duda seria o processo de imputação"- Luciano Feldens, advogado de Duda Mendonça. - "Qual o poder intimidatório de Duda para pedir o recebimento no exterior? Isso não parece que tenha sido exigência do devedor? Vamos nos colocar uma vez no lugar do pagador do serviço. Quem tem a chave do cofre?"- Luciano Feldens, advogado de Duda Mendonça. - "Se me for apresentada uma prova disso eu paro a sustentação" - Luciano Feldens, advogado de Duda Mendonça. - "O MP trata o saque de Zilmar como ocultação e lavagem" - Luciano Feldens, advogado de Duda Mendonça. - "Tudo foi feito às claras, à luz do dia, claramente"- Luciano Feldens, advogado de Duda Mendonça. - "Por isso eles estão denunciados, porque parte do pagamento era pelo Banco Rural e a outra parte ele recebeu em conta aberta no banco de Miami em nome próprio" - Luciano Feldens, advogado de Duda Mendonça. - "Falta aqui o elemento para a lavagem de dinheiro. Onde está a dissimulação? Onde está a conversão do dinheiro em limpo?" - Luciano Feldens, advogado de Duda Mendonça. - "Inadimplentes e preocupados, eles procuram Delúbio. Ele personificava a própria figura do devedor. Ele que assina as prestações de serviços para a empresa de Duda e Zilmar" - - Luciano Feldens, advogado de Duda Mendonça. - "Duda e Zilmar são agentes privados. Não compuseram nenhuma organização criminosa"- Luciano Feldens, advogado de Duda Mendonça. - "Duda e Zilmar não são mensaleiros"- Luciano Feldens, advogado de Duda Mendonça. - "Em relação a Duda Mendonça e Zilmar Fernandes isso é indiscutível. Todo o dinheiro que receberam era lícito e se destinava ao pagamento de dívidas da campanha" - Luciano Feldens, advogado de Duda Mendonça. - "Quem não lembra do 'Lulalá' e do 'dia que a esperança venceu o medo'. Uma longa e exaustosa campanha" - Luciano Feldens, advogado de Duda Mendonça. - "Terei de contestá-lo senhor Gurgel, mas tenho que falar que jamais será uma contestação à vossa pessoa" - Luciano Feldens, advogado de Duda Mendonça. - "Eu digo que ele será libertado da condição de réu" - Roberto Garcia Lopes Pagliuso, advogado de José Luiz Alves. - "Hoje é o aniversário de José Luiz Alves. Ele deveria estar comemorando, mas está apreensivo com a decisão do tribunal" - Roberto Garcia Lopes Pagliuso, advogado de José Luiz Alves. - "Não me cabe aqui uma vaidade porque não teria condição de trazer elementos mais consistente para provar o que é crime de lavagem dinheiro" - Roberto Garcia Lopes Pagliuso, advogado de José Luiz Alves. - "A denúncia foi extremamente frágil" - Roberto Garcia Lopes Pagliuso, advogado de José Luiz Alves. - "Existia dívidas de campanha que foram quitadas por esses valores" - Roberto Garcia Lopes Pagliuso, advogado de José Luiz Alves. - "Ele não tinha o dever de saber que aqueles recursos eram ilícitos" - Roberto Garcia Lopes Pagliuso, advogado de José Luiz Alves. - "Levando em considerado que o acusado é uma pessoa minimamente instruída e que trabalhava no gabinete do ministro é de supor que ele não tenha conhecimento dos constantes repasses" - Roberto Garcia Lopes Pagliuso, advogado de José Luiz Alves. - "José Luiz Alves fez 6 saques e aí a denúncia o qualificou como um profissional" - Roberto Garcia Lopes Pagliuso, advogado de José Luiz Alves. - "Naquele momento ele não tinha percepção de absolutamente nada que pudesse configurar em conduta criminosa" - Roberto Garcia Lopes Pagliuso, advogado de José Luiz Alves. - "Por um momento peço que vossas excelência esqueçam esse processo. Pode ser um momento suave" - Roberto Garcia Lopes Pagliuso, advogado de José Luiz Alves. - "A voz de José Luiz Alves deve ser ouvida no tribunal" - Roberto Garcia Lopes Pagliuso, advogado de José Luiz Alves. - "As discussões que se estabeleceram nesse tribunal foram muito profundas, só lamento que muitas advogadas não tenham subido aqui nessa tribuna" - Roberto Garcia Lopes Pagliuso, advogado de José Luiz Alves. - "A voz de José Luiz Alves deve ser ouvida no tribunal" - Roberto Garcia Lopes Pagliuso, advogado de José Luiz Alves. - "Já se previa que hoje seria o dia que se iniciaria o exame das conversas existentes no âmbito desse processo" - Celso de Mello, ministro do STF. - "Em mais de nove anos aqui já participei de sessões que duraram mais de 20 horas. Não vejo porque a polêmica" - Joaquim Barbosa, ministro do STF. - "Se ocorrer um alongamento das indagações por parte de Joaquim Barbosa, há possibilidade de se interromper?" - Carmén Lúcia, ministra do STF. - "Por que não marchar para frente?" - Rosa Weber, ministra do STF. - "Gostaria de deixar registrado que se houve incidente processual, este não se deu a nenhum ato deste revisor" - - Ricardo Lewandowski, ministro do STF. - "Estamos em uma verdadeira maratona. Ontem mesmo uns tiveram três turnos" - Marco Aurélio Mello, ministro do STF.

Cerca de 150 servidores públicos do Estado fazem protesto em frente ao Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP). O ato bloqueia totalmente a Rua Francisca Miquelina, no centro da capital paulista, desde 14h45, de acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). A manifestação acontece de forma pacífica, segundo agentes da Polícia Militar que acompanham o ato. De acordo com o Sindicato de Trabalhadores do Judiciário Federal (Sincrajud), o protesto corresponde a uma assembleia, marcada para acontecer nesta quarta-feira, data em que a greve dos servidores da Justiça eleitoral completa uma semana. A categoria afirma que, ainda nesta semana, funcionários do TRE de outros nove Estados devem aderir à paralisação por tempo indeterminado.

Pelo que o PALMEIRAS jogava, ainda mais após o FLAMENGO ficar com dez em campo, o duelo chegou a ter cara de goleada. Em vez disso, os 7500 torcedores presentes à ARENA BARUERI viram uma vitória magra com mais um gol de BARCOS. Ao menos, o resultado tirou o VERDÃO da zona da degola e fez o time respirar no BRASILEIRO. A torcida também viu uma chuva de cartões: foram 12 amarelos – oito para o VERDÃO – e um vermelho. Grande novidade do PALMEIRAS na partida, VALDIVIA foi destaque pelo futebol e novo visual. Sai o bigode de bandido mexicano. Volta a Maria-chiquinha no topo da cabeça ostentada em 2006, quando ele chegou ao clube.

Vingança no OLÍMPICO – LUSA bate o GRÊMIO por 2 a 1, em PORTO ALEGRE, onde perdeu a final do BRASILEIRO de 1996, e põe fim a jejum de vitórias fora de casa. Foi um parto. Nove meses após vencer o ACASA, em JUAZEIRO DO NORTE (por 2 a 0) na última rodada da Série B do ano passado, a PORTUGUESA, enfim, voltou a ganhar um jogo fora de casa. Além de dar fim ao jejum, o time do CANINDÉ ainda quebrou o tabu de nunca ter vencido o TRICOLOR gaúcho em PORTO ALEGRE, pelo NACIONAL.

O líder ATLÉTICO MINEIRO não saiu de um empate por 1 a 1 com o ATLÉTICO – GO, hoje. O DRAGÃO, que segue na zona do rebaixamento, abriu o placar logo aos nove minutos. ERNANDES puxou para a perna esquerda e acertou um belo chute no canto de VICTOR. A resposta do GALO veio ainda no primeiro tempo, aos 27, com BERNARD, de cabeça, após cruzamento de LEANDRO DONIZETE.

Em CAMPINAS, o BAHIA levou a melhor contra a PONTE PRETA. Em falha da defesa da MACACA, GABRIEL tocou na saída do goleiro para fazer o primeiro dos baianos, aos 10 minutos. A MACACA buscou o empate durante toda a partida e, no final, até ensaiou uma pressão. ROGER chegou a acertar a trave. Mas, aos 44 minutos, SOUZA fechou a conta: 2 a 0.

Se tivesse sido escolhido de propósito, o palco da apresentação de hoje do SÃO PAULO não poderia ter um nome mais propício. No ESTÁDIO DOS AFLITOS, o NÁUTICO venceu o TRICOLOR por 3 a 0 e impôs ao clube paulista sua terceira derrota consecutiva no BRASILEIRO. Estacionado nos 25 pontos, a equipe de NEY FRANCO viu a diferença para o líder ATLÉTICO MINEIRO chegar a 14 pontos e caiu para o oitavo lugar na tabela, ainda a seis do G-4. A situação foi tão dramática, que até ROGÉRIO CENI, tradicional porto seguro da equipe, contribuiu para transformar a noite da torcida em um pesadelo. Ele praticamente marcou um gol contra, o terceiro do TIMBU, ao sair mal e socar a bola em direção à própria rede. O sistema defensivo foi o ponto fraco do SÃO PAULO e o show de horrores começou cedo.



O Estádio RASUNDA, em ESTOCOLMO, palco do primeiro título mundial do BRASI, em 1958, fechou seus portões hoje para nunca mais abri-los. Em campo, as duas equipes finalistas daquela edição da COPA prestaram homenagem aos ídolos do passado, entre eles, PELÉ, o garoto de 17 anos que encantou os suecos. Nessa brincadeira de túnel do tempo, o BRASIL voltou a bater os donos da casa, desta vez, por 3 a 0, gols de LEANDRO DAMIÃO e PATO (duas vezes). A festa só não foi completa devido a uma atitude, no mínimo deselegante, dos jogadores brasileiros, eu se negaram a atuar com o uniforme produzido pela NIKE especialmente para o amistoso em ESTOCOLMO. A camisa, inspirada no modelo de 58, era feita de algodão, o que na opinião dos atletas a tornava desconfortável para a partida. A idéia de utilizar a camisa especial nos primeiros 45 minutos do amistoso partira do próprio presidente da CBF, JOSÉ MARIA MARIN. A seleção chegou a entrar em campo com ela, posou para fotos, mas, em seguida, os atletas se trocaram e vestiram o atual uniforme. Segundo a assessoria de imprensa da CBF, o motivo pela troca foi outro: a camisa acabou sendo descartada por não trazer os números na sua parte da frente, o que atrapalharia a transmissão pela televisão. O BRASIL jogou com: GABRIEL; DANIEL ALVES, THIAGO SILVA, DAVID LUIZ (DEDÉ) e ALEX SANDRO; RÔMULO, PAULINHO (SANDRO), RAMIRES e OSCAR (HULK); NEYMAR (LUCAS) e LEANDRO DAMIÃO (ALEXANDRE PATO).



O paradeiro de DAVID LOURENÇO DA COSTA, de 20 anos, campeão mundial de boxe juvenil em 2010, era incerto até a noite de hoje. Desde a manhã de sexta-feira passada, dia 10, o esportista está desaparecido. A Polícia Civil e familiares de DAVID não chegam a uma explicação lógica para o sumiço do boxeador, considerado um atleta focado na carreira e sem inimizades. Como de costume, DAVID saiu de casa às 4 horas de sexta-feira, no JARDIM DIOGO, em GUARULHOS, na GRANDE SÃO PAULO, rumo ao Centro de Treinamento da CB-BOXE, em SANTO AMARO, na zona sul da capital. O irmão do boxeador, de 17 anos, o acompanhava diariamente, mas naquela manhã tinha dentista e não pode ir ao treino. DAVID estava em um FIESTA vermelho e tinha 50 reais na carteira. O pai dele, o professor de educação física AILTON CARDOSO DE DEUS, de 42 anos, não sai de casa desde o sumiço do filho, na esperança de que alguma informação chegue por telefone. Foi ele quem iniciou as buscas por DAVID, já na sexta-feira à noite. “Ele chegava às 20 horas sempre. Às 21 não apareceu e senti que algo estava errado”, conta. AILTON vasculhou a região do PARQUE DO IBIRAPUERA, o bairro de SANTO AMARO e foi até a casa dos amigos mais próximos de DAVID. Ninguém soube dizer onde ele estava. O que já descobriu é que ele sumiu antes de chegar ao centro de treinamento. O desaparecimento de DAVID está sendo investigado pelo 5º DP de GUARULHOS e pela Delegacia de Pessoas Desaparecidas do DHPP. A família de DAVID teme que ele seja mais uma vítima da onda de violência em SÃO PAULO.



ALTAMIRO CARRILHO ganhou a primeira flauta aos 5 anos, como um presente de Natal e logo começou a produzir seus instrumentos com bambu. O menino que se consagraria com sua flauta como um dos maiores instrumentistas da música popular brasileira, só teve aulas de música, lecionadas de graça por um carteiro, aos 11 anos. Nascido em 21 de dezembro de 1924, ALTAMIRO CARRILHO compôs cerca de 200 canções em seus mais de 70 anos de carreira e se apresentou em mais de 40 países difundindo o choro brasileiro. Algumas de suas principais músicas são “RIO ANTIGO”, “A GALOPE”, “ACORDA, LUIZ”, “BEM BRASIL” e “CANARINHO TEIMOSO”. Músico de estúdio dos mais ativos, gravou pelo menos duas das mais inconfundíveis introduções de flauta da história da MPB: as de “DETALHES” (ROBERTO CARLOS) e “MEU CARO AMIGO” (CHICO BUARQUE). Em 1938, o flautista integrou o grupo de seu avô BANDA LIRA DE ARION, na qual tocava caixa de guerra. Pouco depois, tocando flauta, venceu o programa de calouros de ARY BARROSO. Trabalhou como farmacêutico e continuou seus estudos de música à noite até conseguir comprar uma flauta de segunda mãos e iniciar sua carreira. Em 1951, entrou para o Regional do CANHOTO. Ainda na década de 1950, com o grupo ALTAMIRO E SUA BANDINHA, teve um programa na TV TUPI e emplacou o seu sucesso ‘RIO ANTIGO’. Nos anos 1960, excursionou fora do país, e, na década seguinte, passou a ser um dos flautistas mais requisitados por conta do movimento da redescoberta do choro. De sua discografia, “CHOROS IMORTAIS” (1964) e “CHOROS IMORTAIS 2” (1965) figuram como alguns dos trabalhos mais marcantes da história do gênero. Ao longo de sua carreira, o músico e compositor gravou mais de cem discos. ALTAMIRO CARRILHO morreu, vítima de câncer no pulmão, na manhã do dia 15 de agosto, aos 87 anos. Nos últimos anos, ele continuava tocando e participando de gravações, mas já sentia dificuldade para se apresentar. Ele morava em COPACABANA e, mês passado, havia sido internado no Hospital SÃO LUCAS, também no bairro. No início desta semana, voltou a ser internado na Clínica ÊNIO SERRA, em LARANJEIRAS. Ele deixa uma filha, chamada MARINA. O enterro será em SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA, cidade onde nasceu no interior do RIO, amanhã.



Para a COPA, o Aeroporto de CUMBICA, em GUARULHOS, vai ganhar mais três hotéis – um deles dentro do futuro Terminal 3, que ficará pronto em maio de 2014. Com 250 quartos, vai ficar dentro da área restrita, antes da imigração, e servirá os passageiros internacionais em conexão que precisem pernoitar para pegar o voo seguinte. Outros dois hotéis serão construídos no entorno do aeroporto – abertos para qualquer pessoa, não só passageiros – e todos serão operados por bandeiras internacionais, ainda não definidas. Ficarão mais perto dos terminais que os hotéis já existentes nos arredores: CAESAR, MARRIOT e MATIZ. Dentro de CUMBICA hoje existem “mini-hotéis”: são duas unidades FAST SLEEP, uma em cada terminal, com 54 cabines de 4 metros quadrados próprias para cochilos rápidos, além de seis suítes. A primeira hora nas cabines custa 70 reais. Os banheiros são compartilhados. O FAST SLEEP atende uma media de 4,4 mil pessoas por mês. Os próximos 90 dias serão os últimos da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (INFRAERO) na operação do aeroporto – e já sob supervisão da Concessionária Aeroporto de GUARULHOS, novos donos de CUMBICA. A concessionária é formada pela INVEPAR, que controla o metrô do RIO e pela ACSA, que opera aeroportos de MUMBAÍ, ÍNDIA, e de JOHANNESBURGO, ÁFRICA DO SUL.



A polícia investiga a morte de empresária MÔNICA PETT, de 38 anos, e o desaparecimento de seu sócio, FERNANDO MARCIONÍLIO DOS ANJOS, de 42, no início do mês no RIO DE JANEIRO. Os dois deixaram os carros no Aeroporto de CONGONHAS no dia 5, foram à capital fluminense ver o Grande Prêmio BRASIL DE TURFE e não voltaram. O corpo de MÔNICA foi achado por volta do mesmo dia em VIGÁRIO GERAL, zona norte do RIO. Laudo do IML apontou que ela morreu por ação contundente na cabeça – paulada, por exemplo. No dia seguinte, a polícia localizou o corpo carbonizado de um homem em HONÓRIO GURGEL, também na zona norte. Criminosos atearam fogo a um carro roubado com o corpo no porta-malas. Foi pedido exame de DNA para confirmar se é o cadáver do empresário. Hoje, a polícia do RIO praticamente descartou a hipótese de latrocínio e envolvimento de traficantes. “A principal linha de investigação é de que o alvo era FERNANDO e o crime foi encomendado. Consideramos inclusive a possibilidade de envolvimento com o jogo do bicho”, disse um agente. Na quinta-feira passada, a mulher do empresário foi detida no estacionamento de CONGONHAS tentando abrir o COROLLA do marido. Na delegacia do aeroporto, disse que procurava documentos dele e contou sobre o sumiço. Disse que ainda o marido e a sócia deveriam ter voltado no mesmo dia. MÔNICA e o colega eram sócios desde 2011 em uma empresa de informática na Rua AFONSO BRÁS, na VILA NOVA CONCEIÇAO, zona sul. No domingo retrasado, desembarcaram no Aeroporto SANTOS DUMONT por volta do meio-dia. Saíram em um táxi. A policia tem imagens do casal entrando no veículo. Agora, tenta identificar o taxista. Os dois tinham um cavalo chamado DOCTOR STOKE, que participou da corrida no JOCKEY CLUBE. A propriedade do animal era dividida com outras quatro pessoas. Em 14 de fevereiro, ANJOS foi alvo de tentativa de homicídio na VILA ARAPUÁ, zona sul de SÃO PAULO. Na ocasião, o irmão do empresário contou à polícia que ele foi baleado por flanelinhas.



Dois brasileiros suspeitos de matar a tiros três bolivianos foram queimados vivos por centenas de manifestantes em SAN MATÍAS, na fronteira com o BRASIL, informou o jornal “LA RAZÓN” e a rede de televisão UNO. Os brasileiros RAFAEL MAX DIEZ e JEFFERSON CASTRO LIMA foram retirados à força de uma delegacia por cerca de 300 moradores de SAN MATÍAS. A multidão jogou gasolina e ateou fogo para queimá-los vivos, segundo um jornalista da televisão boliviana UNO. Os dois morreram. A dupla era suspeita de matar a tiros, na segunda-feira, dia 13 de agosto, PAULINO RARABÁ RAMOS, 33 anos, WANDERLEY COSTAS PARABÁ, 37, e EDGAR SUÁREZ ROJAS, 26. Os dois brasileiros foram detidos na tarde do dia 14 na região de FÁTIMA. Segundo o chefe policial de SAN MATÍAS, EDWIN ROJAS, RAFAEL teria disparado contra os bolivianos após uma discussão sobre o preço de duas motocicletas. JEFFERSON LIMA foi preso por suspeita de ser cúmplice no triplo homicídio. Depois da divulgação da notícia da captura dos supostos autores do crime, centenas de pessoas protestaram nas ruas de SAN MATÍAS para exigir vingança. A região é dominada por quadrilhas de traficantes de drogas.



O julgamento do ex-presidente argentino FERNANDO DE LA RÚA e seis de seus ex-colaboradores deve se prolongar por seis meses segundo especialistas. A sessão para apurar a denúncia de que o ex-presidente pagou propina ao Senado, em 2000, para garantir a aprovação de uma polêmica reforma trabalhista começou no dia 14 de agosto. FENANDO DE LA RÚA renunciou ao poder em dezembro de 2001 três anos após ser eleito, durante uma crise econômica interna e várias manifestações de protesto contra seu governo. A estimativa de um longo processo de julgamento se refere ao fato de pelo menos 350 testemunhas terem sido convocadas. A acusação aponta um montante de 5 milhões de dólares gastos em subornos.



O governo do EQUADOR divulgou uma carta na qual a GRÃ-BRETANHA ameaça invadir a embaixada do EQUADOR em LONDRES caso o governo de QUITO não entregue o fundador do WIKILEAKS, JULIAN ASSANGE, às autoridades britânicas. O australiano, refugiado na embaixada desde 19 de junho, deve receber amanhã do presidente RAFAEL CORREA uma resposta sobre seu pedido de asilo político. “Recebemos hoje uma ameaça da GRA-BRETANHA, expressa e por escrito, de que eles poderiam invadir nossa embaixada caso o EQUADOR se negue a entregar ASSANGE”, disse o chanceler equatoriano. “Não somos uma colônia britânica. Esse período terminou”. CORREA, declaradamente simpático a ASSANGE, participou de uma reunião sobre o caso. Na carta, divulgada pela chancelaria equatoriana, o governo invoca uma lei de 1987 que lhe permitiria entrar na embaixada e deter ASSANGE. “Vocês têm de saber que há base legal – a lei de instalações diplomáticas e consulares de 1987 – que nos permite agir para prender ASSANGE nas dependências da embaixada”.



Nenhum comentário: