quinta-feira, 20 de março de 2014

UM ASSUNTO DE INTERESSE A TODOS OS NOSSOS (AS) AMIGOS (AS) E ASSOCIADOS (AS) DO MMDC

MEUS AMIGOS, MINHAS AMIGAS.

Entre ontem e hoje recebi mais de cem e-mails a respeito da situação crítica em que se encontra o prédio da
SOCIEDADE VETERANOS DE 32-MMDC.
Na procura de dar uma resposta a todos (as) que mantiveram seus contatos conosco, oferecendo a ajuda na medida de casa um, elaborei esta ao último que manteve agora a noite uma manifestação, oferecendo o seu quinhão para a resolução do problema. Um fato novo surgiu hoje de manhã e está contida nesta mensagem que encaminho a vocês.
Minha presidência é a mais transparente possível e preciso de todos (as) para o sucesso da nossa saga.

Estimado SÍLVIO

Concordo com você, SÍLVIO. As cores usadas pelo AGUIAR foram muito fortes, mas ele assim pintou o quadro no intuito de ajudar
Essa situação de entrada de água de chuva na Sociedade é algo crônico no prédio. As calhas foram construídas internamente e não na parte externa. Entupida, a água encharca as paredes e causa um estrago considerável. Estou nesta Sociedade desde maio de 1996 e já participei de situações calamitosas. Seria enfadonho relatar esses acontecimentos num simples e-mail, mas não faltará ocasião para conversarmos abertamente sobre o caso.
Nos últimos dois anos a situação piorou muito embora a Sociedade fosse revitalizada em dezembro de 2009 após uma reforma feita pela Prefeitura. Mas é aquela história de você arrumar a noiva para o casamento, sendo ela feia. Talvez até a lua de mel ela se torne cobiçada, mas depois vem se descobrir os defeitos.
Foi assim com a demorada reforma que a Prefeitura fez. Não cuidou do essencial, embora a construtora fosse alertada pela situação durante todo o ano de 2009. Entregaram a reforma como se tudo estivesse muito bem.
As autoridades que compareceram naquela data de dezembro de 2009 bateram palmas, inclusive o próprio prefeito, mas nos meses seguintes já éramos vítimas de novas enchentes e estragos em documentos de forma irreparável.
Venho gritando aos quatro ventos a necessidade de se fazer algo sério no prédio, mas há a espera de pessoas que poderiam resolver o problema. A incúria, o comodismo, enfim, muita coisa vem somar para que  chegássemos a essa situação crítica.  
No ano passado, por ocasião dos contatos com o vereador TONINHO PAIVA, autor do projeto da PRAÇA GINO STRUFFALDI e de outras leis que beneficiam o Movimento Constitucionalista no município, ele declarou em reunião publica que ajudaria a Sociedade nessa situação da reforma. Realmente ele trabalhou arduamente junto ao sub-prefeito da SÉ no sentido de que os erros cometidos na anterior reforma fossem sanados agora. Marcaram-se  algumas reuniões com o então sub-prefeito. Três orçamentos foram apresentados e constam do projeto, mas por motivos ideológicos não foi para a frente o trabalho sério e competente do vereador.
Mas, apenas para finalizar e você vai gostar da notícia. Hoje de manhã um capitão ligou em minha casa e deu a notícia de que foi trocado o sub-prefeito e aquele que irá ou já assumiu o cargo, seu amigo, prometeu rever o processo que foi arquivado na sub-prefeitura. É uma esperança que renasce. Em função desse fato novo solicitei à tarde a suspensão de toda e qualquer doação por enquanto. Ficarei no aguardo das novas tratativas que serão realizadas nos próximos dias.   
A arrecadação mensal é mais do que suficiente para os gastos domésticos, uma vez que a Sociedade é de UTILIDADE PUBLICA e não visa lucros. Apenas surgiu o problema da reforma. Algumas pessoas poderiam realmente ajudar a Sociedade sem recorrer a recursos extremos como o sugerido pelo Professor Aguiar, mas não se pronunciaram e não mexeram uma palha sequer para nos ajudar. Isso já aconteceu no passado. Em 2004 a Sociedade devia muito e estava para fechar. Precisamos mudar o estatuto, corrigir erros internos e fazer com que o MMDC, como a ave mitológica FÉNIX, renascesse das cinzas para se tornar a Sociedade forte e coesa que existe hoje. Para você uma noção mais exata da pujança da Sociedade nos anos de 2011 para cá, foram criados cerca de 30 núcleos (principalmente no interior). Fizemos 140 eventos em 2012 e, no ano passado, as nossas solenidades ultrapassaram o número de 200. Somos conhecidos no Exterior (hoje as estatísticas traziam a Alemanha em primeiro lugar e o Brasil em segundo).
Ainda hoje estávamos no Comando Militar do Sudeste, junto com o General ADHEMAR, e a presença do nosso núcleo "CADETE RUYTEMBERG ROCHA". Na próxima terça-feira daremos posse ao presidente do Núcleo de ATIBAIA. No dia 27 participaremos da sessão solene proposta pelo VEREADOR CORONEL PM TELHADA, na entrega de condecorações do nosso Núcleo MMDC-LESTE. No dia 28 de março faremos uma solenidade muito importante no CPA/M-2 (zona sul).
Já temos eventos marcados para abril e maio. No dia 21 de abril irei a CURITIBA para dar posse aos dirigentes da ASSOCIAÇÃO PARANAENSE MMDC-1932 E HERÓIS DO CERCO DA LAPA, que se realizará no CÍRCULO MILITAR, com a participação de dirigentes da LIGA DE DEFESA NACIONAL. Enfim, em que pese a situação crítica da sede o MMDC está mais vivo do que nunca. E isso graças à UNIÃO de todos. Há sempre os descontentes, mas isso às vezes é fruto da índole humana.
E lembro a você a história do vagalume e da cobra: dizia o vagalume porque você quer me destruir? e a cobra simplesmente respondeu: "Seu brilho me ofusca!!".