quinta-feira, 24 de abril de 2014

UMA NOTÍCIA NADA AGRADÁVEL

Três oficiais protegiam traficantes atuantes em São Paulo e impediram ação do GOE da PC


Tognetti, Americo


para CBB
Três oficiais protegiam traficantes que atuavam no Centro de São Paulo e impediram a ação do Grupo de Operações Especiais (GOE)
 
Três policiais militares foram presos em flagrante após tentarem impedir a prisão de traficantes durante operação da Polícia Civil no bairro de Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo. Oficiais do 5º DP, no bairro da Aclimação, receberam uma denúncia e pediram reforço ao Grupo de Operações Especiais (GOE) para fazer a prisão de três criminosos. No momento da abordagem, eles entraram em confronto com os três PMs que faziam a escolta dos traficantes. Os bandidos fugiram.
Além dos policiais, um comerciante, que era procurado por roubo e formação de quadrilha, também foi preso. 
Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, os investigadores chegaram aos traficantes por meio de uma denúncia anônima sobre um carro Vectra da cor prata que transportava uma carga de drogas a ser distribuída no centro de São Paulo. Com o apoio do GOE, os policiais localizaram o veículo e passaram a segui-lo pelas ruas da cidade. No momento de dar a voz de prisão, os oficiais foram fechados por um carro Gol prata, onde estavam o comerciante ao volante e os três PMs. No veículo, foram apreendidos um fuzil, três pistolas e um revólver.
Os detidos foram enquadrados nos crimes de porte ilegal de armas, associação ao tráfico de drogas e formação de quadrilha. Os PMs foram encaminhados para o presídio militar Romão Gomes, e o comerciante para a carceragem do 2º DP, no Bom Retiro. A Corregedoria da PM foi acionada para apurar o caso.

ENVOLVIMENTO DE PADILHA COM O DOLEIRO YOUSSEF


PF revela que Padilha indicou o principal executivo da Labogen, o laboratório fantasma do doleiro Youssef.

Um relatório da Polícia Federal aponta que o ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha, indicou, em novembro do ano passado, o principal executivo do laboratório Labogen, de propriedade do doleiro Alberto Youssef. O executivo, Marcus Cezar Ferreira de Moura, havia trabalhado com Padilha na coordenação de eventos no Ministério da Saúde.

Um mês depois da indicação, o ministério firmou uma parceria com a Labogen para produzir um medicamento pelo qual o laboratório receberia R$ 31 milhões em cinco anos. A parceria envolvia também a EMS, empresa farmacêutica que faturou 5,8 bilhões em 2012, e o laboratório da Marinha.

O ministério cancelou a parceria depois que a Folha mostrou que o doleiro tinha participação no negócio. A Labogen também foi usada pelo doleiro para fazer remessas de dólares ao exterior, segundo a acusação do Ministério Público Federal, aceita na quarta-feira (23) pela Justiça Federal do Paraná.

O relatório da PF cita também que o doleiro tinha relações com outros dois deputados petistas. Cândido Vaccarezza e Vicente Cândido, ambos de São Paulo. André Vargas chegou a participar de uma reunião com Vaccarezza, em Brasília, na qual o doleiro era aguardado. Cândido é citado no episódio em que deputado e o doleiro buscam recursos em São Bernardo do Campo (SP). A tentativa fracassou, segundo mensagem de texto interceptadas pela PF.

OUTRO LADO

O deputado Vicente Cândido afirmou ter conhecido o doleiro Alberto Youssef numa viagem a Cuba, "em 2008 ou 2009". Segundo ele, foi uma viagem organizada pelo ex-ministro Miguel Jorge [Desenvolvimento] para levar investimentos ao país caribenho. "Depois dessa viagem, encontrei com ele casualmente em São Paulo. Ele pediu ajuda em um processo tributário. O ajudei e depois nunca mais falei com ele", afirmou o deputado. Sobre a troca de mensagens que menciona uma operação no ABC, Vicente Cândido diz não saber do que se trata. "É preciso ver com o André Vargas do que se trata, eu não me lembro disso", disse.
http://coturnonoturno.blogspot.com.br/2014/04/pf-revela-que-padilha-indicou-o.html?m=1

PAPA FRANCISCO FALA SOBRE A POBREZA NO MUNDO E CONDENA O SOCIALISMO

QUEM É O ATUAL PAPA?

Entrada
x

Nilson Giraldi

12:02 (Há 7 horas)
para "Undisclosed-R.
 
Repassando!!!
Leiam até o final porque é importante saber quem é o Papa atual.


Caros amigos
Há muito não via uma tomada de posição tão incisiva quanto esta.
Pena que não tenha sido publicada, nem tenha recebido a divulgação que merece. Deveríamos, como cristãos de qualquer denominação, fazer que ela seja divulgada, quem sabe até sob forma de folhetim distribuído na entrada das igrejas e templos.
Não ocorrendo, façamos, pelo menos, como a andorinha da história do incêndio florestal, a nossa parte: divulguemos.

Merece ser lida. 
Entrevista ou, melhor dizendo, tentativa de fazer o Cardeal Bergoglio entrar numa saia justa. Circulou a transcrição de uma entrevista feita com o atual Papa quando ele era o então Cardeal Bergoglio, na Argentina. Na realidade foi uma emboscada realizada pelo jornalista Chris Mathews da MSNBC, mas Bergolio encurralou Mathews de tal forma que a entrevista nunca foi ao ar, porque, ao perceber que seu plano havia falhado, Mathews arquivou o vídeo.
Porém, um estudante de Notre Dame, que prestava serviços sociais na MSNBC, apoderou-se dele e o deu para seu professor. O destaque da entrevista é a discussão sobre a pobreza.A entrevista começou quando o jornalista socialista, tentando embaraçar o Cardeal, perguntou-lhe o que ele pensava sobre a pobreza no mundo.

O Cardeal respondeu:

- Primeiro na Europa e agora nas Américas, alguns políticos têm se dedicado a endividar as pessoas, fazendo com que fiquem dependentes. E para quê? Para aumentar o seu poder. Eles são grandes especialistas em criação de pobreza e isso ninguém questiona. Eu me esforço para lutar contra esta pobreza. A pobreza tornou-se algo natural e isso é ruim. Minha tarefa é evitar o agravamento de tal condição. As ideologias que produzem a pobreza devem ser denunciadas. A educação é a grande solução para o problema.Devemos ensinar as pessoas como salvar sua alma, mas ensinar-lhes também a evitar a pobreza e a não permitir que o governo as conduza a esse estado lastimável
Mathews ofendido pergunta:
- O senhor culpa o governo?
O Cardeal responde:
- Eu culpo os políticos que buscam seus próprios interesses. Você e seus amigos são socialistas. Vocês (socialistas) e suas políticas, são a causa de 70 anos de miséria, e são culpados de levar muitos países à beira do colapso. Vocês acreditam na redistribuição, que é uma das razões para a pobreza. Vocês querem nacionalizar o universo para poder controlar todas as atividades humanas. Vocês destroem o incentivo do homem, até mesmo para cuidar de sua família, o que é um crime contra a natureza e contra Deus. Esta vossa ideologia cria mais pobres do que todas as empresas que vocês classificam de diabólicas?.
- Replica Mathews:
Eu nunca tinha ouvido nada parecido de um Cardeal.
O Cardeal responde:
- As pessoas dominadas pelos socialistas precisam saber que não têm que ser pobres.
Ataca Mathews:
- E a América Latina? O senhor quer negar o progresso conseguido?
O Cardeal responde:
- O império da dependência foi criado na Venezuela por Hugo Chávez, com falsas promessas e mentindo para que se ajoelhem diante de seu governo. Dando peixe ao povo, sem lhes permitir pescar. Se na América Latina alguém aprende a pescar é punido e seus peixes são confiscados pelos socialistas. A liberdade é castigada. Você fala de progresso e eu falo de pobreza. Temo pela América Latina. Toda a região está controlada por um bloco de regimes socialistas, como Cuba, Argentina, Equador, Bolívia, Venezuela, Nicarágua. Quem vai salvá-los (a América Latina dessa tirania?
Acusa  Mathews:
- O senhor é um capitalista.
O Cardeal responde:
- Se pensarmos que o capital é necessário para construir fábricas, escolas, hospitais, igrejas, talvez eu seja capitalista. Você se opõe a este raciocínio?
Mathews:
- Claro que não, mas o senhor não acha que o capital é retirado do povo pelas corporações abusivas?
O Cardeal:
- Não, eu acho que as pessoas, através de suas escolhas econômicas, devem decidir que parte do seu capital vai para esses projetos. O uso do capital deve ser voluntário. Só quando os políticos se apropriam (confiscam) esse capital para construir obras públicas e para alimentar a burocracia é que surge um problema grave. O capital investido voluntariamente é legítimo, mas o que é investido com base na coerção é ilegítimo.
- Suas idéias são radicais, diz o jornalista.
O Cardeal:
- Não. Há anos Khrushchev advertiu: "Não devemos esperar que os americanos abracem o comunismo, mas podemos ajudar os seus líderes com injeções de socialismo, até que, ao acordar, eles percebam que abraçaram o comunismo". Isto está acontecendo agora mesmo no antigo bastião da liberdade. Como os EUA poderão salvar a América Latina, se eles próprios se tornarem escravos de seu governo?
Mathews diz:
- Eu não consigo digerir (aceitar) tal pensamento.
O cardeal respondeu:
- Você está muito irritado porque a verdade pode ser dolorosa. Vocês (os socialistas) criaram o estado de bem-estar que consiste apenas em atender às necessidades dos pobres, pobres esses que foram criados por vocês mesmos, com a vossa política. O estado interventor retira da sociedade, a sua responsabilidade. Graças ao estado assistencialista, as famílias deixam de cumprir seus deveres para obterem o seu bem-estar, incluindo as igrejas. As pessoas já não praticam mais a caridade e veem os pobres como um problema de governo. Para a igreja já não há pobres a ajudar, porque foram empobrecidos permanentemente e agora são propriedade dos políticos. E algo que me irrita profundamente, é o fato dos meios de comunicação observarem o problema sem conseguir analisar o que o causa. O povo empobrece e logo em seguida, vota em quem os afundou na pobreza.

QUEM TEM AS RESPOSTAS PARA OS PROBLEMAS DE SÃO PAULO? - DEPUTADO MAJOR PM OLÍMPIO É SABATINADO PELO PORTAL R7.

Deputado MAJOR OLÍMPIO é sabatinado pelo portal R7 veja matéria do Portal publicada em 03/04/14

Entrada
x

TCel Athayde sergioathayde@uol.com.br

17:19 (Há 1 hora)
para
Quem tem as respostas para os problemas de São Paulo?
 
São Paulo precisa de REAÇÃO em segurança, saúde, educação, trabalho, transporte e muito
 
mais..
 
Ouçam as propostas que surpreenderam o apresentador da "sabatina" e calou o
 
"provocador"  da sabatina. 
 
segue link do vídeo
 
 
 
MAJOR OLÍMPIO é sabatinado pelo portal R7 veja matéria do Portal publicada em  03/04/14
“O PCC hoje é muito mais forte”, diz pré-candidato do PDT ao governo de SP
Em sabatina R7/Record News, Major Olímpio critica sistema prisional; 
Pré-candidato do PDT ao governo de São Paulo, o deputado estadualMajor Olímpio vê no sistema prisional um dos maiores problemas da segurança em São Paulo. Em sabatina promovida pelo R7 e pela Record News nesta quarta-feira (2), o deputado disse que o sistema prisional de São Paulo “é um grande barril de pólvora”.
— O PCC [Primeiro Comando da Capital] hoje é muito mais forte. Manda de dentro dos presídios. E não tem só o PPC. É o Terceiro Comando da Capital, a Seita Satânica. Está tudo loteado hoje pelo crime.
Para o Major Olímpio, a solução do problema passa por resgatar a credibilidade da polícia, “mas os policiais estão perdidos”. Segundo ele, “quando o governo é frouxo, a polícia é fraca”.
— Estamos vivendo momentos de omissão deliberada e de excesso. Não posso ser corporativista para dizer que não aconteceu nada. Está acontecendo. Foi feita uma pesquisa recente sobre credibilidade de instituições e, depois das manifestações [de junho do ano passado], caiu a credibilidade da polícia.
pré-candidato do PDT também criticou a gestão da água no Estado.Major Olímpio se valeu de um ditado popular para explicar a ameaça de racionamento em São Paulo: “Quem planeja, às vezes, erra; quem não planeja, às vezes acerta”.
— O programa de reeducação do consumo de água e medidas repressivas ao gasto desnecessário deveriam ter começado em 2004. Por uma questão midiática, neste momento, o governo está tentando responder, mais preocupado com as eleições do que com a gravidade do fato em si. Não adianta o governador dizer, com aquele jeito bonzinho, que a Sabesp investe. Vamos ficar sem água em julho se não acontecer fato novo em São Paulo.
Crítico também da gestão do transporte público, Major Olímpio só elogia na hora de falar sobre o Banco do Povo e da Nota Fiscal Eletrônica, que “melhorou a arrecadação, mas que o [governador Geraldo] Alckmin freou”.
Eng Sergio Athayde
011-7852-3914
ID 55*5*12036
 
Quem tem as respostas pros problemas de São Paulo?
São Paulo precisa de REAÇÃO em segurança, saúde, educação, trabalho e transporte...
Ouça as propostas que surpreenderam o apresentador da sabatina, e calaram o provocador!
Major Olimpio!