Neste dia das mães de 2014, eleve seu pensamento ou oração às mães que sofreram pelos combatentes que, em 1932, lutaram por um ideal que garantiu a democracia no Brasil. A imagem acima, pertencente ao Monumento do Soldado Constitucionalista, situado na praça José Bonifácio, em Piracicaba, relata bem o momento e a amargura de duas mães, sendo uma delas a mãe do combatente que ora parte rumo ao fronte de batalha, e outra, sua esposa, segurando seu filho próximo ao colo, despedindo-se do marido que, talvez, não o veja novamente. Obra magistral que relata situação corriqueira na vida de muitos lares paulistas há 82 anos atrás, ela amargura o coração de qualquer um nos dias atuais. Duas mães, um idealista. O retorno deste idealista é uma icógnita mas, pelo desespero da mãe ajoelhada percebe-se que o autor quis homenagear as mães desesperadas que receberam apenas o corpo e objetos pessoais de um amado. Que neste dia das mães, tenhamos na consciência o importante papel da mãe como gestora de uma nova vida, ou de várias vidas, mas o sofrimento que a acompanha até o fim de duas vidas.