quarta-feira, 19 de agosto de 2015

TENENTE JOÃO CABANAS reproduzido no livro de CELSO LUIZ PINHO "CABANAS".

Recebo do escritor CELSO LUIZ PINHO um exemplar de seu novo livro "CABANAS". Na apresentação da obra ele diz:
"Se há uma pessoa que ainda hoje desperta curiosidade, sem dúvida, ela é o TENENTE CABANAS, conhecido na história de SÃO PAULO e de outros estados por sua participação na REVOLUÇÃO DE 1924, também chamada de "A Revolução Esquecida" e "Revolução do Isidoro". Para uns, CABANAS foi um criminoso cruel e sanguinário, para outros, um herói destemido e idealista.
Escrever "CABANAS" foi uma tarefa árdua, cheia de tropeços e grandes dificuldades, embora gratificante. Para tanto, consultamos dezenas de livros, lemos centenas de jornais das épocas aqui retratadas, colhemos várias horas de depoimentos orais, além de viajarmos milhares de quilômetros por várias cidades de quatro estados brasileiros (SP, PR, MG e RJ). Infelizmente, encontramos diversas portas fechadas, principalmente em determinados órgãos públicos (as desculpas mais comuns eram: "a pessoa encarregada da seção está de férias"; "o chefe do arquivo ainda não voltou do almoço {isso às cinco horas da tarde}"; "O senhor deve preencher um formulário sobre o que deve ser pesquisado, recolher uma taxa de pesquisa e aguardar (uma eternidade) que nós entraremos em contato tão logo haja alguma resposta" e outra mais que nem merecem atenção).
Felizmente, essas portas não esmoreceram nossa vontade, pois a esmagadora maioria de pessoas que contatamos, além de demonstrar interesse, se prontificou a colaborar (algumas delas, nominamos nas páginas finais) e conseguimos levar a termo o empreendimento a que nos propusemos.
Bem sabemos que nosso trabalho não está perfeito, sem lacunas e, muito menos, seja a palavra final sobre o revolucionário JOÃO CABANAS. É apenas um embrião de conhecimento para aqueles que desejam saber um pouco mais sobre alguns momentos marcantes da história pátria, a serem complementados por outras informações que surgirão com o passar dos tempos.
Dividimos nosso texto em duas partes distintas: na primeira, fizemos uma retrospectiva, ainda que resumida, sobre os principais fatos ocorridos no interior de São Paulo e Paraná entre 1924 e 1925 (para u´a melhor compreensão do porquê de tais acontecimentos, aconselhamos a leitura de nosso livro "SÃO PAULO, 1924", publicado em 2014). Na segunda parte, já separado o homem do mito, abordamos uma fase pouco conhecida do rebelde JOÃO CABANAS, porém, cheia de nuances que, por momentos, chegam a lembrar uma verdadeira produção novelística.    
Desejamos a todos que lerem "CABANAS" bons momentos de descontração e, se nosso trabalho, mesmo simples e sem maiores pretensões servir para esclarecer ou despertar interesse sobre alguns fatos narrados, damos nossa missão por cumprida."



Nenhum comentário: