terça-feira, 1 de setembro de 2015

DIA DO SOLDADO - DISCURSO PROFERIDO PELO TENENTE-CORONEL PM MARCELO MARTINS, COMANDANTE DO 9º BPMI - MARÍLIA - EM 25 DE AGOSTO DE 2015 POR OCASIÃO DA ENTREGA DA MEDALHA CONSTITUCIONALISTA, DA SOCIEDADE VETERANOS DE 32-MMDC

DIA DO SOLDADO
“Quando se houverem acabado os soldados no mundo – quando reinar a paz absoluta – que fiquem pelo menos os fuzileiros como exemplo de tudo de belo e fascinante que eles foram!”. Raquel de Queiroz”.

Desta famosa frase da nobre escritora para prestar as mais sinceras homenagens a todos os Soldados, pois seu conteúdo demonstra a importância do papel do soldado para a humanidade, no exercício de sua atividade, sempre lutando pela manutenção da paz, da ordem e da segurança pública.

O Dia do Soldado, comemorado em 25 de agosto, traz, na sua historicidade, um exemplo de patriotismo.
A data foi instituída em homenagem a Luís Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias, nascido em 25 de agosto de 1803, que lutou e defendeu o Brasil em confrontos internos e externos.

Não temos, neste momento, o propósito de contar a história desse grande combatente, porque sobre ele já discorreu a história e ele próprio, conhecido como pacificador durante as rebeliões contra o império, já se deixou na história através dos seus feitos heroicos, que lhe garantiram o título de “Patrono do Exercito Brasileiro”, em 1962.
Queremos sim destacar, reconhecer e, acima de tudo, homenagear os nossos “duques de Caxias” dos dias atuais, todos os profissionais militares de nossa nação, em especial, desta Unidade, pelos bons e relevantes serviços que tem prestado a comunidade.
Durante mais de vinte anos em que servimos no 9º BPM/I, sempre testemunhamosa abnegação e o espírito altruísta de nossos policiais militares em trabalhar em prol da sociedade de Marilia e região. 

Os nossos profissionais são Soldados que, diuturnamente, não medem esforços para bem servir a comunidade, e que, invariavelmente,abrem mão do lazer e do convívio dos familiares para levar a bom termosuas missões.

TúpacAmaru I, o último líder indígena do povo Inca da época da conquista espanhola, assim se expressou: “Guerras vão e vem, mas meus soldados são eternos”.
Parafraseando o líder indígena, digo que todos os bons soldados, que serviram e servem nesta ou em outra Instituição, são eternos, pois souberam e sabem fazer jus à profissão que abraçaram.

Assim, especialmente nesta data, em que se comemora o dia do soldado, em nome da paz social, da segurança pública e da cidadania, parabenizamos todos os nossos valorosos policiais militares, bem como os nossos irmãos de farda, integrantes das forças armadas, por todo o cuidado, pela constante vigilância e, acima de tudo, pelo amparo que dão à toda a sociedade…

Nenhum comentário: