domingo, 13 de setembro de 2015

O TUIUTI 149 - CRÉDITOS PARA CLÁUDIO LUIZ SENISE e LUIZ GIORGIS

O TUIUTI 149


x

Claudio Luiz Senise

Anexos
para Cco:mim
---------- Mensagem encaminhada ----------
De: Luiz Giorgis
Data: 13 de setembro de 2015 15:24
Assunto: O TUIUTI 149
Para:


EDITORIAL
         Buscando evidenciar o emprego de Patrulhas da FEB e de cães durante as guerras, embora venha a destacar outros animais que foram empregados pelos exércitos em várias fases da história, o artigo da Dra. Rigoni, que ora apresentamos, é muito interessante em suas informações, bastante raras e curiosas. Aliás, muito falta ainda sobre a história da desenvoltura da FEB, embora pareça haver um interesse relativamente crescente a propósito - fato que se manifestou, inclusive, recentemente, no cinema. O artigo da Acadêmica da AHIMTB/PR contribui de forma valiosa para o engrandecimento da nossa memória militar na Segunda Guerra Mundial. Por outro lado, nosso segundo texto neste O Tuiuti versa sobre a influência maçônica nas independências iberoamericanas. Sempre controverso, o assunto provoca amplas discussões, mas o fato é que - como definição - a Maçonaria é uma sociedade discreta, cujas ações são reservadas e interessa apenas àqueles que dela participam. A Maçonaria é uma sociedade universal, cujos membros cultivam o aclassismo, a humanidade, os princípios da liberdade, da democracia, da igualdade, da fraternidade e do aperfeiçoamento intelectual. Menos lendas e teorias conspiratórias, mais realidade, portanto. Por fim, uma rápida biografia do Marechal da FEB, Mascarenhas de Moraes, apresentando rapidamente esse homem que desperta a curiosidade e a admiração, por sua trajetória única na história do nosso Exército.
F. G. Dillenburg (Co-Editor) por
Luiz Ernani Caminha Giorgis, Cel (Editor)

Nenhum comentário: