sábado, 12 de setembro de 2015

PROJETO DE LEI Nº 1244, DE 2015, DO DEPUTADO ESTADUAL CORONEL PM TELHADA - DÁ A DENOMINAÇÃO DE TENENTE-CORONEL PM SANDRO MORETTI SILVA ANDRADE AO COMANDO DE POLICIAMENTO DE ÁREA METROPOLITANO-10 (CPAM-10)


Doni 
17:48 (1 hora atrás)
Prezados

Espera-se que o governador não retalie o Telhada e consolide esta justíssima e merecida homenagem a um digníssimo oficial de nossa amada PM, aliás raro: o Ten Cel Sandro Moretti.

-- 
BENEDITO DONIZETI MARQUES
Turma Tiradentes
bdmarques@gmail.com

PROJETO DE LEI Nº 1244, DE 2015 

Dá a denominação de TENENTE CORONEL PM SANDRO MORETTI SILVA ANDRADE ao Comando de Policiamento de Área Metropolitano-10 (CPAM-10), sediado na Capital. 

A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE SÃO PAULO DECRETA: 

Artigo 1º - Passa a denominar-se Comando de Policiamento de Área Metropolitano-10 "Tenente Coronel PM Sandro Moretti Silva Andrade" - (CPAM-10 - Ten. Cel. PM Sandro Moretti), o Comando de Policiamento de Área Metropolitano - 10 Polícia Militar (CPAM-10), sediado na Capital. 

Artigo 2º - Esta lei entra em vigor na data de sua publicação. 

JUSTIFICATIVA O motivo pelo qual é apresentado advém da vontade, com o aval dos familiares e de todos os membros da Polícia Militar do Estado de São Paulo, em manifestar o desejo de prestar homenagem a este policial exemplar falecido em trágico acontecimento em que colocou a sua vida a serviço da Sociedade Paulistana. Natural de Nova Granada, São Paulo, filho de Waldir Andrade e Odília Silva Andrade, nasceu em 25/05/1965, era casado com Alessandra Quessada Maschio, com quem teve 03 filhos, Luiza, Geremias e Sandro Júnior. Pessoa inestimável, Ten. Cel. PM Sandro entrou para os quadros da Polícia Militar do Estado de São Paulo em 04 de fevereiro de 1985. Constam em seu Assentamento Individual 52 elogios, possuindo a(s) seguintes condecorações: Láurea de mérito pessoal de 2º grau, medalha Heróis do Brasil e Governador Pedro de Toledo. Serviu nas seguintes OPM's: CPA/M-2, APMBB, 1º BPChq, 4º BPChq, EEF, 17ºBPM/I, CPChoq, 4º BPM/I, 3º BPChq, PMRG, 16ºBPM/I, CAES, 50º BPM/M e 1º BPM/M. Quando faleceu ocupava o cargo de subcomandante do 1° Batalhão de Polícia Militar Metropolitano, quando na data de 07 de dezembro de 2011, por volta das 18h 50 min., na estrada do M' Boi Mirim, indivíduos armados tomaram 8 (oito) pessoas como reféns em tentativa de roubo. Ao tomar conhecimento da ocorrência, atendida por policiais de sua unidade, o então Major Sandro deslocou-se para o endereço da ocorrência. No local dos fatos Major Sandro passou a acompanhar a negociação travada com um dos indivíduos que mantinha reféns, tendo na sequência assumido as negociações. No momento em que parecia que um dos indivíduos baixaria a arma, fazendo men- ção de tal ato, levantou-a repentinamente e, entre os reféns, ultrapassando o ponto estabelecido para entrega da arma e liberação dos mesmos, disparou várias vezes em direção ao Major Sandro, que faleceu no local. Promovido "Post-mortem" o Ten. Cel. PM Sandro, com o espírito dos Homens e Mulheres que compõe Instituição centenária, respeitada em todo mundo, cumpriu rigorosamente as ordens das autoridades a que esteve subordinado, respeitou os superiores hierárquicos, tratou com afeição os irmãos de armas e com bondade os subordinados. Dedicou-se inteiramente ao serviço da pátria, cuja honra defendeu com sacrifício da própria vida, cumprindo o seu juramento. No curso de sua carreira na Policia Militar do Estado de São Paulo, comprovadamente enalteceu, abrilhantou e atuou de forma impar em suas ações cotidianas. No curso de sua profissão foi sempre um exemplo a ser seguido, imparcial em suas atitudes como superior junto a seus subordinados, amigo e companheiro com seus pares, fiel aos bons princípios gerais, sendo correto em sua vida particular e principalmente em sua vida familiar. Por seus princípios étnicos profissionais, nunca se eximiu de suas obrigações, e mesmo em situações de alto risco sempre buscou a solução adequada, com equilíbrio e parcimônia, colocando em prática todo conhecimento adquirido ao longo da labuta policial militar, em prol do bem comum e da obtenção dos resultados esperados. A Polícia Militar do Estado de São Paulo deixa de contar com um profissional de alto nível, mas seu exemplo, por tudo que realizou em ações, atitudes e pensamentos, jamais poderá ser esquecido, ficará como uma pilastra, um alicerce na filosofia ética da Instituição, de um homem bom, profissional exemplar, pai, marido e filho dedicado. Portanto, conto com o apoio dos Nobres Pares para a aprovação do presente Projeto, que reputo de interesse público. 
Sala das Sessões, em 8/9/2015. 
a) Coronel Telhada - PSDB

Nenhum comentário: