sábado, 31 de outubro de 2015

A FARDA NÃO ABAFA O CIDADÃO NO PEITO DO SOLDADO!!!- CORONEL MOÉZIA.

Coronel Moézia

A FARDA NÃO ABAFA O CIDADÃO NO PEITO DO 
SOLDADO

Meus Amigos!Não lamentemos o afastamento do General 
Mourão do seu posto à frente do COMANDO MILITAR DO
SUL, o maior contingente de tropa e o mais bem equipado
do EB. Antes pelo contrário, devemos aplaudir a iniciativa
do Gen. Villas Bôas, que poupa o seu mais combativo
General e seu porta voz de um desgaste prematuro de uma
guerra que está prestes a iniciar.


O General não foi destituído pelo Min da Defesa. Foi um ato
de rotina no EB, do Cmt do Exército que quis preserva-lo
trazendo-o para perto de si. Aqui ela será mais útil que lá no
Sul.

O Gen Mourão já fez o seu papel: treinou os seus soldados 
deu o grito de insatisfação, um recado muito duro do EB e 
das FFAA que falam em nome do povo brasileiro.
Trouxe-o para Brasília, para dentro do campo de batalha, 
para perto dos inimigos da Pátria brasileira, onde agora 
auxiliará a ultimar os preparativos para a batalha final.

Devemos aplaudir e agradecer também a esses idiotas que
ensejaram a movimentação do Gen. Mourão: deram mais
um tiro nos pés, fizeram mais uma grande besteira. Deram
mais uma cutucada na onça com vara curta, agora atingiram
frontalmente toda as FFAA e despertaram todo seu efetivo
ativo e reserva, que indignado também pressionará os seus
Comandantes a uma ação mais efetiva, sob pena de ficarem
desmoralizados perante seus subordinados.

Podem ter certeza, tudo está sendo feito obedecendo a um
planejamento. Ao invés de criticar, desacreditar e falar mal
das FFAA, devemos, enaltece-la , incentiva-la e acreditar
nelas.
Continuemos a pressionar esses traidores que o dia está
próximo. Comecei este artigo com uma citação do Marechal
Osório, o Marques do Herval, quando deixou o comando de
tropa para exercer uma função administrativa no Império
para mostrar que a exerceria como se estivesse em combate
e termino lembrando do Almirante Barroso, na Batalha de
Riachuelo, na Guerra do Paraguai que já nos estertores da
contenda, para dar o golpe de misericórdia no inimigo
comandou: Sustentar o fogo que a vitória é nossa.
É assim que deve ser.
Forte abraço.

Nenhum comentário: