terça-feira, 17 de novembro de 2015

ATA DA 16ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO CÍVICO E CULTURAL DA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE SÃO PAULO, EM 9 DE NOVEMBRO DE 2015

ATA DA 16ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO CÍVICO E CULTURAL DA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE SÃO PAULO-ACSP, GESTÃO MARÇO DE 2015 A MARÇO DE 2017, REALIZADA EM 9 DE NOVEMBRO DE 2015, ÀS 15 HORAS, NO 11º ANDAR (SALA TS 1-2-3) DO EDIFÍCIO-SEDE DA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE SÃO PAULO, RUA BOA VISTA, 51.

Sob a coordenação do conselheiro Francisco Giannoccaro realizou-se a reunião supramencionada, com a presença dos membros assinalada na lista anexa. Justificadas as ausências de: Antonio Augusto Bizarro, Frances de Azevedo, Jacomo Spampinato Neto, Maria Cecília Naclério Homem, Miriam Ito Tanaka, Nelly Candeias, Osmar Garcia Stolagli e Pedro Paulo Penna Trindade. Iniciada a reunião, o conselheiro Giannoccaro informou que havia agendado uma reunião com o Presidente Alencar Burti para discutir o momento político e social por que passa nosso país, quando tomou conhecimento que a Professora Edimara havia solicitado demissão, por carta, da função de Coordenadora do Conselho Cívico Cultural, por motivos familiares e profissionais. O Presidente Burti respondeu à Professora Edimara agradecendo seu trabalho, competência e dedicação nas suas funções e solicitou que o conselheiro Francisco Giannoccaro assumisse a função de Coordenador do nosso Conselho. O conselheiro Giannoccaro lembrou que já desempenhou esta função por doze anos e, por ter outras atividades, solicitou aos demais conselheiros que tiverem interesse no cargo de Coordenador do nosso Conselho para procurá-lo após esta reunião. O conselheiro Eloy manifestou um voto de reconhecimento pelo trabalho da Profa. Edimara e os conselheiros Heliodoro e Valdir lembraram as qualidades da Profa. Edimara como educadora e excelente oradora, reconhecimento este que foi endossado por todos os presentes. Passou-se à aprovação da ata da reunião anterior. Heliodoro informou que leu a ata em reunião da Distrital Norte e elogiou sua qualidade. O conselheiro Giannoccaro fez a ressalva que na ata deveria constar seu comentário de que além da bandeira nacional e do CD com hinos pátrios, deveria ser distribuído um folder sobre a bandeira, a ser providenciado no futuro. A ata da reunião anterior foi aprovada com a ressalva acima. Passou-se ao item Expediente. Com referência ao Dia da Bandeira, que é comemorado em 19/11, o Coordenador informou da mensagem enviada aos Superintendentes das Distritais com a Bandeira e o CD Hinos de Amor à Pátria, que solicita que a Secretaria Geral seja informada do nome, endereço da Escola escolhida na área da Distrital e da data da solenidade cívica em que a bandeira e o CD serão entregues. O Conselho conclama os associados da ACSP a exibirem em seus estabelecimentos comerciais e escritórios, a Bandeira Nacional, enaltecendo esse símbolo, que representa nossa Pátria. O conselheiro Heliodoro será homenageado no dia 15/12 pelo Conselho do Marco da Paz, pelos valiosos serviços prestados. A entrega das bandeiras ao Exército será em solenidade a ser realizada no dia 11/11, às 16 horas, no Comando Militar do Sudeste, quando o General Mauro Cesar L. Cid receberá os representantes das entidades colaboradoras em um evento fechado. Em princípio, a ACSP será representada pelo Presidente Alencar Burti e Vice-Presidentes Roberto Ordine e Carlos Monteiro. Os conselheiros Giannoccaro e Valdir lamentaram que o nosso Conselho tivesse ficado à margem dessa solenidade. Recebido convite do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo para o lançamento de livro e palestra do Cel. Sérgio P. Muniz Costa a ser realizada em 4/11 às 16 horas. O Coordenador Giannoccaro lembrou a importância de estreitar os laços do nosso Conselho com outras entidades cívico-culturais, tais como OAB, Veteranos de 32-MMDC, Instituto de Engenharia e outras, de maneira a reforçar nossas iniciativas e a importância de estimular o Civismo na nossa sociedade. O conselheiro Douglas Nascimento comentou seus compromissos profissionais nas segundas-feiras que comprometeram sua participação no Conselho nos últimos meses, mas que conseguiu mudar a data dos seus compromissos e espera ter uma participação mais ativa daqui para frente. Concordou com os comentários do Coordenador e salientou a importância do nosso Conselho buscar atrair os jovens e estreitar laços com entidades mais ligadas aos jovens para estimular o Civismo já que, em suas frequentes visitas às escolas, tem constatado um nível de alienação muito grande, tanto em escolas públicas como particulares. A conselheira Beatriz lembrou que a OAB tem uma Comissão de Jovens que visita escolas. O conselheiro Eloy parabenizou o Coordenador pela iniciativa, que de certa maneira é um retorno do nosso Conselho às suas origens, pois lembra a participação do Conselho com outras entidades no passado, como o CIEE e julga importante o comentário do Douglas de buscar contato com as escolas e os jovens, mas recomenda que seja esclarecido com a Diretoria da ACSP que direção pretende-se dar ao nosso Conselho, para garantir suporte às nossas ações na participação com múltiplas entidades. O conselheiro Valdir lembrou o artigo muito oportuno do General R/1 Romulo Bini Pereira, na página A2 do jornal Estado de São Paulo de 8/11, com título “Alertar é preciso”, a respeito da exoneração do General Comandante do 3º. Exército por ter feito críticas ao governo e com uma exposição bastante clara da situação que vivemos hoje em nosso país. O conselheiro Coronel Ventura fez o convite para a cerimônia de outorga da medalha Pedro de Toledo a ser realizada no dia 13/11, às 15 horas, no Obelisco Mausoléu aos Heróis de 32. A Sociedade Veteranos de 32 – MMDC continua muito ativa e crescendo com a criação do seu 45º Núcleo na Escola Superior de Bombeiros e se expandindo para todo Estado de São Paulo, com mais de 200 eventos realizados neste ano. Em 4/11 estivemos na Câmara de Osasco, em um evento que lotou o plenário, onde criamos o Núcleo Guilherme de Almeida, no dia 5/11 na Academia Militar do Barro Branco e em 6/11 no ROCAM – Ronda Ostensiva com Apoio de Motos, criada em 1982 e depois em Sorocaba. Estamos estendendo o MMDC também a Curitiba com uma solenidade em Fevereiro. Em 2/12 vamos realizar um jantar no Novotel com autoridades e gostaríamos de contar com a presença de companheiros do nosso Conselho, pois sentimos que a ACSP tem tido pouca participação em nossos eventos. O conselheiro Giannoccaro parabenizou o Coronel Ventura pelo árduo e profícuo trabalho a frente do MMDC e conclamou os colegas do Conselho a participar mais dos eventos, lembrando também da oportunidade de envolver as entidades da FACESP, presente em 456 municípios do nosso Estado. O Coronel Ventura informou que isso já vem acontecendo, lembrando eventos em Araçatuba, São João da Boa Vista e Itapetininga como exemplos. Foi aberta a palavra. O conselheiro Luigi manifestou seu prazer por estar novamente sob a coordenação do Conselheiro Giannoccaro, respeitando o passado e preocupado em construir o futuro, parabenizou o Coronel Ventura por seu extraordinário trabalho e dedicação, e informou que no dia 26/10 fez a inauguração do 24º Marco da Paz na Bolívia, em uma viagem de três dias, acompanhado pelo João Bico. Tivemos mais de 20 países presentes na inauguração e a nossa iniciativa foi ainda mais reforçada, pois lá estavam poetas e representantes de países da América do Sul, América do Norte, França e outros e foi uma glória que marcou a história do Marco da Paz pelo mundo. O conselheiro Heliodoro propôs avaliar a conveniência de enviar mensagem de fim de ano aos Comandantes militares do Exército, Marinha e Aeronáutica de maneira a estreitar nosso relacionamento com essas autoridades e informou que, juntamente com o conselheiro Antonio Rezende, fez exposição dos trabalhos realizados pela Distrital Norte em visita ao CPOR/SP e à SOAMI – Sociedade dos Amigos do CPOR/SP, que elegeu seu novo presidente e celebrou os 23 anos da entidade em evento no Círculo Militar. O IV COMAR criou também a SOAMERO, semelhante à SOAMI e estas entidades estão buscando aumentar a participação e diálogo com civis e visitaram a nossa Distrital Norte, juntamente com a ABORE – Associação Brasileira dos Oficiais da Reserva. Nessa visita, ficaram impressionadas com a exposição dos trabalhos que estamos realizando e estão abertas a receber um convite oficial para vir a este Conselho expor suas atividades e, com isso, atender a iniciativa de estreitamento de nossos laços com outras entidades cívicas. O Heliodoro comentou também o artigo da Gazeta da Zona Norte, de 30/10, distribuído aos presentes, com o título “Pesquisador da ZN entrelaça os bairros de Santana e Ipiranga à história do Brasil”, que descreve sua pesquisa e buscas históricas que demonstram a relação entre Santana como “Berço da Independência”, pelo fato que a carta do Fico ter sido redigida no Solar dos Andradas, e o Ipiranga como o “Altar da Pátria”, porque foi às margens do Riacho do Ipiranga que foi proclamada a Independência. O artigo revela também que o Sino da Independência está atualmente na Igreja de São Geraldo, em Perdizes e retrata o bairro de Santana como um dos maiores patrimônios cívico-culturais do país, relacionando os inúmeros monumentos e eventos que têm Santana como palco. E aproveitou para lembrar a importância da Praça e Monumento aos Heróis da FEB, que já está com sua recuperação planejada para o próximo ano. O conselheiro Antonio Rezende agradeceu a dedicação e os trabalhos do Heliodoro, que é considerado o maior historiador da Zona Norte e temos muito orgulho de tê-lo como companheiro na nossa Distrital e confirmou os planos para revitalização e valorização do Monumento aos Heróis da FEB e da adoção de uma escola no próximo ano. Durante a reunião, recebemos a comunicação do Dr. Marcel Solimeo que, corrigindo a informação anterior, os membros do Conselho Cívico também estão convidados para a cerimônia de entrega das bandeiras no Comando Militar do Sudeste, no dia 11/11 às 16:00h, mencionada anteriormente. O conselheiro Douglas Nascimento informou da ação junto ao DPH – Departamento do Patrimônio Histórico e Secretaria de Cultura para ter uma guarda fixa no Monumento do Ipiranga e comentou que no seu último contato com a Sra. Nadia Bonduki – Diretora do DPH, gravado em uma entrevista que irá ao ar nesta semana, foi dito que a Presidente Dilma aceitou e é solidária à causa e já havia encomendado estudo para viabilidade do projeto, que já está concluído, e a ideia é que a partir de Janeiro, inicialmente em datas importantes, como o aniversário da cidade, e datas com aumento de turistas, como o Carnaval, os Dragões da Independência tenham sua presença no Mausoléu do Imperador. Assim, é muito provável que já no próximo dia 25 de Janeiro tenhamos os Dragões da Independência fazendo uma guarda revezada do Monumento. O grande problema é que temos três instituições responsáveis pela área, já que o Parque é de responsabilidade do Município, o Museu pertence ao Estado e o Monumento é de responsabilidade Federal e isto atrapalhou, mas parece que o problema está resolvido com cada uma das partes cedendo um pouco. O conselheiro Valdir comentou que o Parque da Independência está sendo degradado e o Monumento está sendo depredado e o conselheiro Douglas vai levar esta reclamação para o poder municipal para ter alguma ação da Guarda Municipal, uma vez que ele vem tendo reuniões frequentes com o DPH, a convite daquela entidade e para sua surpresa, pela crítica que tem feito em particular aos Arcos do Jânio. Mas, apesar da crítica, ele tem percebido boa vontade do DPH e da Secretaria de Cultura para fazer alguma coisa e em Dezembro haverá a Semana do Patrimônio, semelhante à Virada Cultural, e serão três dias de atividades relativas ao Patrimônio Histórico, quando casas antigas e Museus vão ser abertos para visitação, em data a ser confirmada. O coordenador Giannoccaro comentou que nosso Conselho tem que ser mais exigente em relação a qualquer acontecimento que resulte em excessos e discrepâncias de atitudes e devemos nos manifestar como Conselho Cívico e Cultural da ACSP contra esses fatos, como na questão dos Arcos, que foi um absurdo, e o ocorrido no último domingo no Monumento das Bandeiras, com o pessoal escalando e pichando o Monumento. Com relação a esses assuntos, temos que ser permanentemente vigilantes e eficientes na comunicação com a imprensa contra esses excessos, realizando um tipo de trabalho muito importante. O conselheiro Douglas lembrou que teremos somente mais uma reunião em Novembro, em Dezembro somente nossa confraternização e depois só voltaremos às nossas reuniões após o Carnaval e, com isso, pulamos uma coisa muito importante que é o aniversário da nossa cidade em janeiro. Mesmo não tendo uma reunião formal, temos de encontrar uma maneira de fazer nosso Conselho presente na Comemoração do Aniversário da Cidade. O Coordenador Giannoccaro solicitou aos presentes que encaminhem ideias a esse respeito para nossa próxima reunião. A conselheira Vilma lembrou a missa que é rezada na Igreja do Páteo do Colégio, como uma oportunidade para o Conselho fazer algo mais no aniversário da cidade. Com relação ao Monumento e ao Parque da Independência, o conselheiro Valdir comentou que há muitos anos a ACSP vem batalhando por ações para recuperação da área do “Complexo da Independência” e que a Diretora do DPH, Nadia Bonduki, esteve conosco há dois anos atrás para discutir a recuperação da área degradada e trouxe apenas o orçamento do artista para restaurar o Monumento, que está abandonado e sem espada, e já estamos no final de 2015 e nada aconteceu. Enviamos carta à Presidente Dilma que encaminhou o assunto à então Ministra da Cultura Marta Suplicy. Continuamos aguardando as ações da Nádia e também do pessoal da USP responsável pelo Museu mas, quando muitos mandam ninguém faz nada. Informou também que teve o prazer de receber uma carta da Universidade Metodista - UNESP comunicando que entre os dias 16 e 18/11 a Intercom e a UNESP realizarão o evento “PENSACOM BRASIL”, em celebração dos 20 anos do Doutorado em Comunicação, fortalecido pela Catedral Metodista, e com amplo debate sobre o pensamento comunicacional brasileiro. O conselheiro Valdir foi convidado para o evento e deverá falar sobre a Rua 25 de Março com seus mascates, seus idealizadores, sua garra de trabalho, juntamente com a Rua José Paulino, Braz e adjacências e que foram responsáveis pelo desenvolvimento industrial e empresarial do Brasil, contando com a presença do exterior aqui conosco. O conselheiro Valdir propôs cobrir a origem dos atores sociais no espaço da 25 de Março - quem eram, como chegaram, como foram identificados, a vocação para o segmento de confecções, as primeiras indústrias, os primeiros comércios, as contribuições socioculturais dos imigrantes – “os turcos“, como eram tratados. E externou sua alegria e honra por ter sido convidado para este grande evento na UNESP, no que foi parabenizado por todos. A conselheira Vilma sugeriu que a seção de logradouros do Arquivo Municipal pode ser importante fonte de consulta. O Coordenador Giannoccaro solicitou à Valéria para divulgar uma escala dos vários eventos programados. A próxima reunião do Conselho está marcada para o dia 23/11 e o nosso almoço de confraternização para o dia 8/12, mas gostaria de colocar em discussão a viabilidade de manter esse almoço, considerando as condições atuais do país e do nosso Conselho. Depois dos comentários de vários conselheiros foi colocada em votação a realização do almoço em 8/12, que foi aprovado pela maioria, com uma homenagem à Professora Edimara e ao General Oliva e convite extensivo aos esposos e esposas. O conselheiro Napoleão justificou sua falta nas últimas reuniões por ter se ausentado de São Paulo para resolver problemas de disposição de propriedades de sua família na região de Santana do Livramento no Rio Grande do Sul. Durante a reunião, foi recebido comunicação do Sr. Marcel Solimeo, convidando a todos para a solenidade de entrega das Bandeiras ao Comando do Exército, no dia 11/11, às 16 horas, no Comando Militar do Sudeste. O Coordenador salientou a importância de confirmar a presença com a Valéria para o evento. Este evento oferece a oportunidade para abrir um canal de comunicação com o novo Comandante e pleitear a transferência do desfile de 7 de Setembro para a Avenida Dom Pedro I, para o que será necessário nomear uma comissão para falar com o Comandante e com a Prefeitura. Finalmente o Coordenador informou que foi indicado pela ACSP para fazer parte do Conselho Curador da Fundação Cásper Líbero e assim teremos mais um canal de comunicação e divulgação do nosso Conselho.
Ao encerrar, o Coordenador Francisco Giannoccaro agradeceu a presença de todos, com os votos de marcharmos para um destino melhor do nosso Conselho e solicitou que os Conselheiros enviem itens para a Pauta das próximas reuniões. Esta vai assinada pelo Coordenador e por mim como secretário.


Francisco Giannoccaro Adolfo Savelli
Coordenador                       Secretário
SP. 16/11/2015
SG/AS/vs.

Nenhum comentário: