segunda-feira, 9 de novembro de 2015

HISTÓRIA DA MINHA FAMÍLIA - SARGENTO EMERSON MAGALHÃES.

 História da minha família

Entrada
x

MMDC

5 de nov (Há 4 dias)
para mim
---------- Mensagem encaminhada ----------
De: Emerson Magalhaes <emermag@gmail.com>
Data: 05/11/2015 6:00 AM
Assunto: Re: História da minha família
Para: MMDC <sociedade32@gmail.com>
Cc:

A história é para ser compartilhada, Vossa Senhoria pode postar em qualquer blog ou site.
Emerson Magalhaes
1 Sgt PM 952145-3


Em quarta-feira, 4 de novembro de 2015, MMDC <sociedade32@gmail.com> escreveu:
PREZADO SARGENTO PM EMERSON

Gostaria que você fizesse parte do nosso quadro associativo.
Posso colocar o trecho que você me mandou no blog?


Em 29 de outubro de 2015 18:42, Emerson Magalhaes <emermag@gmail.com> escreveu:
Este é meu avô paterno, Moacyr Magalhães, cabo do Exército Brasileiro e esteve na Revolução de 1932 frente ao povo paulista. Tudo começou quando veio de Mato Grosso para São Paulo arrumar um emprego e acabou se alistando e servindo o Exército Brasileiro. Quando a revolução iniciou ele foi designado a lutar na Divisa com o Rio de Janeiro, antes de embarcar de trem esteve na estalagem, hoje conhecido como Museu da Imigração , localizado no bairro da Moóca, durante sua permanência conheceu minha Avó Angelina Travaglioni, a qual vivia nas proximidades da linha do trem e de uma família italiana que se instalou naquele bairro. As pessoas eram muito próximas a tropa paulista e contribuíam com comidas e costura de suas fardas, nesta ocasião ele se aproximou de minha avó e também de sua família, prometendo que ao término da revolução se casaria com ela. Meu avô foi ao front e depois de cessar o fogo, as tropas de São Paulo e Rio de Janeiro se interagiram, em poucos metros ele encontrou o seu irmão lutando pelo Rio de Janeiro, foi algo inimaginável, pois poderiam ter trocado tiro e acima de tudo, não esperava que o irmão havia saído de Mato Grosso. Em retorno à capital ele cumpriu o que prometeu e casou com minha Avó, trabalhou no Mercado Municipal e residiu no bairro da Moóca. Hoje, sempre que passo pelo mercadão ou pelo Museu da Imigração , vejo a história da minha família.
Meu nome é Emerson Magalhães e sou 1Sgt da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

Nenhum comentário: