quarta-feira, 13 de maio de 2015

Festeggiamenti del 25 aprile a Montese - 70esimo anniversario della Libe...

IMAGENS DA CERIMÔNIA DO 45º ANIVERSÁRIO DO ASSASSINATO DO HERÓI DA PMESP CAPITÃO PM ALBERTO MENDES JÚNIOR - EVENTO REALIZADO EM 13 DE MAIO DE 2015 NO PÁTIO DO 1º BPChq "TOBIAS DE AGUIAR"

45 a. do assassinato do CAPITÃO PM ALBERTO MENDES JÚNIOR, em 10 de maio de 1970. Nasceu em 24 de janeiro de 1947. O MAJOR PM DEPUTADO ESTADUAL OLÍMPIO GOMES fez em 2007 a INDICAÇÃO Nº 303, publicada em Diário Oficial do Legislativo em 27 de março de 2007 e encaminhada ao governador do Estado em 13 de abril de 2007. Diz a Indicação: “INDICO, nos termos do artigo 159 da XII Consolidação do Regimento Interno, ao Excelentíssimo Senhor Governador do Estado que determine à Secretaria de Segurança Pública sejam realizados os estudos e adotadas as providências necessárias a possibilitar a promoção “post mortem” ao posto de Coronel PM do Capitão PM ALBERTO MENDES JÚNIOR, providenciando-se, também, posterior alteração da Lei de 18 de novembro de 1970, para que a pensão concedida aos seus genitores seja ajustada a este último posto da hierarquia da Polícia Militar do Estado de São Paulo.
Na Justificativa da Indicação, entre outros considerandos, o MAJOR OLÍMPIO salienta “.....Aqui no Estado de São Paulo, o 2º Tenente da Polícia Militar ALBERTO MENDES JÚNIOR, em 10 de maio de 1970, tombou no cumprimento do dever vitimado pelas ações de integrantes da organização política clandestina que tinha como um dos seus líderes o então guerrilheiro Carlos Lamarca, os quais atuavam no VALE DO RIBEIRA, onde houve o confronto. O Governo do Estado, mediante a expedição do Decreto de 10 de setembro de 1970 promoveu por bravura, a contar de 8 de maio de 1970, o 2º Tenente PM MENDES ao posto de 1º Tenente PM, e “post-mortem”, a contar de 10 de maio de 1970, ao posto de Capitão, conforme se constata de publicação inserta no Diário Oficial do Estado nº 170, de 11 de setembro de 1970. O Governo do Estado, ainda naquele fatídico ano de 1970, concedeu ao senhor ALBERTO MENDES e sua esposa, senhora ANGELINA PLÁCIDO MENDES, uma pensão mensal, vitalícia e intransferível, no valor correspondente aos vencimentos do posto de Capitão da Polícia Militar do Estado de São Paulo. O senhor e a senhora MENDES, octogenários, nascidos respectivamente, em 24-05-1924 e 10-09-1925, jamais receberam qualquer indenização dos governos federal ou estadual pela morte prematura de seu filho, o qual, se vivo fosse, por suas qualidades pessoais e profissionais, teria alcançado o último posto da oficialidade da Milícia Bandeirante. Assim, tem esta indicação o intuito de buscar sensibilizar sua excelência, o senhor Governador do Estado a determinar providências que possibilitem implementar junto à família MENDES os mesmos princípios de igualdade e justiça que impulsionaram a mais alta Corte do Poder Judiciário do Brasil a reconhecer a necessidade de reparar prejuízos causados à família Lamarca.
Nesta Indicação destacamos a promoção de Carlos Lamarca pela notoriedade de sua figura, no entanto é oportuno lembrar que o então Ministro da Justiça, senhor Márcio Thomaz Bastos, também propôs, no ano de 2003, a promoção a General-de-Brigada de Apolônio de Carvalho, ex-2º Tenente, expulso do Exército Brasileiro em 1935, sendo fundador e militante do Partido Comunista Brasileiro Revolucionário (PCBR) e, posteriormente, banido do País, em troca de um embaixador seqüestrado. Além disso, é público que conhecidas personalidade do mundo político, intelectual e artístico do País foram aquinhoadas com ressarcimentos e pensões, para si ou para os seus, benesses essas que jamais alcançaram a família MENDES.....”           
  45 a. das seguintes anotações, em 10 de maio de 1970, no meu diário: “Tendo de entrar de serviço neste sábado, como oficial de dia do Conjunto de Batalhões (2º, 11º e 12º BPs), vou cedo para SÃO PAULO. Passo pelo PÁTIO DO COLÉGIO e, às 11:30 horas, estou chegando no 11º BP. Recebo o serviço do 2º TENENTE SÉRGIO LUCHESI, do 2º BP. Como notícia estarrecedora temos um acontecimento desagradável no litoral sul. O ex-capitão do EB CARLOS LAMARCA, chefe dos subversivos em SÃO PAULO, numa emboscada, capturou, na última sexta-feira, dia 9, um oficial da Polícia Militar, 2º TENENTE MENDES JÚNIOR e mais dezoito praças. Bastante machucados, foram devolvidos um sargento e três ou quatro soldados. Um deles faleceu no Hospital Militar. LAMARCA mantém em seqüestro o tenente MENDES JÚNIOR e quatorze praças. Desconhece-se quais as finalidades do seqüestro. Isso é algo que deixa em situação aflitiva os componentes da Polícia Militar e, é nessa tensão nervosa que vou tirar meu serviço de Oficial de Dia.”  

2 007   :   -    QUINTA-FEIRA
Teremos nesta manhã a missa pela alma do herói da PMESP, CAPITÃO PM ALBERTO MENDES JÚNIOR, assassinado pelos bandidos revolucionários comandados pelo marginal CARLOS LAMARCA. Saio de casa bastante agasalhado, pois é uma manhã de baixa temperatura.
No 1º BPChq “TOBIAS DE AGUIAR” vou encontrar com os oficiais da turma do homenageado: CORONEIS PM Res: LUIZ CAVINATO NETO, PAULO GALANTE, NELSON CHIAVONE, JOSÉ SAMPAIO LOPES, DAVID GASPAR RIBEIRO FARIA, JOSIAS SAMPAIO LOPES, ANTÔNIO MARIA CLARET DE OLIVEIRA, ROBERTO MENDES (primo do CORONEL PM Ref ANTÔNIO CARLOS MENDES), BESSA, VANDERLEY SILVA (escolhido pela turma para ser o orador da solenidade, que falará sobre o brutal assassinato do colega), e muitos outros.
Logo chega o presidente da Sociedade Veteranos de 32-MMDC, GINO STRUFFALDI (vem de capacete, ostentando as medalhas que possui). Somos recepcionados pelo Cmt do 1º BPChq, TENENTE-CORONEL PM DIAS.
Comparecem: Secretário Adjunto da Segurança Pública, LAURO MALHEIROS NETO; CORONEL PM JUIZ PAULO ANTÔNIO PRAZAK; COMANDANTE GERAL, CORONEL PM ROBERTO ANTÔNIO DINIZ; SUBCOMANDANTE PM, CORONEL PM JOSÉ ROBERTO MARTINS MARQUES; CHEFE DE GABINETE DO CMT GERAL, CORONEL PM ARIVALDO SÉRGIO SALGADO; COMANDANTE DO POLICIAMENTO METROPOLITANO, CORONEL PM JORGE LUIZ PEREIRA; COMANDANTE DO POLICIAMENTO DE CHOQUE, CORONEL PM JOVIANO; CORONEL PM Ref SYDNEY GIMENEZ PALÁCIOS, CORONEL PM Res GUIMARÃES; CORONEL PM Res TOMÁS CANGERANA (atual superintendente da Caixa Beneficente); CORONEL PM Res ABISSI NOGUEIRA; TENENTE-CORONEL Fem PM MARIA YAMAMOTO; PROFESSORA MÔNICA e os alunos da Escola “CAPITÃO PM ALBERTO MENDES JÚNIOR”, de GUARULHOS; MAJOR VALTER MENEZES (da PMBA); CORONEL EB Ref ARY CANAVÓ; ÂNGELA BARCELLOS.
Nosso CAPITÃO CAPELÃO PM OSVALDO PALÓPITO está encarregado da parte religiosa.
Nas cadeiras colocadas no pátio do Batalhão, estão o Sr ALBERTO MENDES e dona ANGELINA, pais do herói CAPITÃO PM MENDES JÚNIOR.        
A solenidade é comovente. Os oradores lembram do ocorrido no VALE DO RIBEIRA, numa época de terrorismo, onde marginais, rotulando-se de “salvadores da Pátria”, fizeram grandes estragos.
Eis as palavras do orador da turma, CORONEL PM Res VANDERLEY SILVA:
Senhoras e Senhores

Espero conter a forte emoção.

Mais uma vez nos encontramos aqui reunidos. O motivo, a reverência à figura histórica e lendária do querido companheiro, irmão e herói de São Paulo e do Brasil, Alberto Mendes Júnior, que com muito orgulho e honradez, envergou e dignificou a farda da gloriosa Polícia Militar do Estado de São Paulo.

É verdade que a sua precoce partida deixou um grande vazio entre os seus familiares, companheiros e amigos. Todavia, a sua memória se faz presente e marcante, quando nos recordamos do seu semblante alegre, extrovertido, mas muito responsável diante da sua atuação e conduta profissional.

Sempre muito estimado pelos comandados, era admirado pelos seus iguais e respeitado pelos superiores, mercê da educação infundida no seio familiar e da competência profissional, lapidada nos bancos da Academia da Polícia Militar do Barro Branco.

Dona Angelina, Sr. Alberto, saibam também Senhores familiares e amigos da Polícia Militar, que nós, integrantes da Turma de Aspirantes de 1969 – Turma TIRADENTES, sentimo-nos honrados por termos convivido, na nossa formação profissional, com o vosso filho, nosso irmão Alberto Mendes Júnior.

Apesar de alguns exemplos de ausência de retidão, quando não, a prática de sórdida corrupção, de mentiras e de engodos sistemáticos, por vezes estampados na mídia, mostrando a nossa Pátria maculada, a Polícia Militar do Estado de São Paulo, na sua missão diuturna de manter a ordem pública e a paz social, tem catalogado uma imensidão de heróis, sempre guiados por ideais nobres e altruístas, de coragem, justiça, liberdade, moralidade, fraternidade e de sacrifício.

Esses heróis, educados e estimulados pelos pais e educadores, buscam assimilar e praticar a fidelidade à verdade e à justiça e aos ensinamentos divinos.

Alberto Mendes Júnior é a expressão máxima desses heróis.
   
Na sua tenra idade, na defesa dos interesses da Pátria e premido pelas circunstâncias, não titubeou, experimentou e praticou a maior prova de amor, que é se doar, dar a vida pelo seu semelhante, no caso, os seus comandados, quando se apresentando trocou a sua vida, pelo socorro médico e libertação dos liderados, não temendo aqueles que lhe tirariam a vida, matando o seu corpo, mas que jamais lhe matariam a alma, pois que sempre fora obediente a Deus, “ uma vez que se alegra o justo no Senhor e triunfam todos os retos de coração” (Sal 63,11).

Por certo Mendes Júnior descansa em paz e na complacência do nosso Senhor Deus.

Façamos com que a tristeza que tenta invadir o nosso âmago dê lugar à saudade, a doce lembrança deste filho e irmão querido, rogando a Deus Pai, todo-poderoso, que ao tê-lo iluminado e acolhido, continue abençoando os seus entes queridos e a todos nós.

Permitimo-nos a apresentar ao Exmo.Sr. Cmt G algumas indicações:

a). Que o dia 10 do mês de Maio seja consagrado ao dia do Herói, se “interna-corporis”, ao Herói PM;

b). Que haja publicação, em Boletim Geral, concernente ao feito heróico de Alberto Mendes Júnior, a ser divulgada e transcrita anualmente, antecedendo o “Dia do Herói-PM”;

c). Que naquele “Dia”, haja solenidade interna, de culto ao Herói - PM, Alberto Mendes Júnior (em nível de CPA a CIA PM, ou equivalentes), conjuntamente com os Heróis das OPM, dando-se a conhecer os feitos históricos desses Heróis, convidando-se as autoridades, a comunidade local e os familiares dos homenageados;

d). Que sejam nominadas de Colégio da Polícia Militar - “ALBERTO MENDES JÚNIOR” – (UNI 01, 02, n) todas as Unidades existentes e as que forem criadas;e

e). Que seja mantida, anualmente, na sede do 1º BPCHQ PM esta solenidade, a fim de se perpetuar a imagem do Herói - PM, Alberto Mendes Júnior, integrante da História do Brasil.

Agradeço a atenção e que Deus nos abençoe.

São Paulo 10 de maio de 2007, Cel Res PM Wanderley Silva (Orador)

O Secretário Adjunto da Segurança Pública, LAURO MALHEIROS NETO assim se pronunciou:

Homenagem ao Capitão Mendes Júnior

É com imensa honra, que mais uma vez represento a Secretaria da Segurança Pública em mais uma solenidade da Polícia Militar, sendo esta realizada em homenagem ao Capitão Mendes Júnior.
Falar do Capitão Alberto Mendes Júnior é falar do próprio espírito da Polícia Militar, do espírito aguerrido e despojado daquele policial paulista, que até hoje é marcante em toda corporação, e está enraizado em todos os Policiais Militares do Estado de São Paulo.
O jovem Capitão, aos 23 anos de idade, foi covardemente morto por terroristas na noite de 08 de maio de 1970. Perdeu sua vida para salvar a vida de seus comandados, os quais, certamente, seriam mortos naquela desleal emboscada.
Esse foi o espírito heróico de Mendes Júnior, esse é o espírito heróico de todos os integrantes de nossa Polícia Militar.
Como sempre digo, ser um Policial Militar não é somente uma profissão, uma escolha de vida, mas, principalmente, uma devoção, uma vocação em bem servir ao próximo, pois, em muitas das vezes, o Policial Militar coloca em risco sua própria segurança, sua própria vida em prol da segurança da população.
Por isso, afirmo, que o espírito heróico e a história do Capitão Alberto Mendes Júnior confundem-se com os basilares princípios de toda a Corporação. Como ocorrido com o Capitão Alberto Mendes Júnior, muitos outros policiais militares perderam suas vidas no exercício de suas funções, ou em razão dela, mas, em momento algum, nenhum dos valorosos integrantes de nossa Polícia Militar deixaram-se abater.
Pelo contrário, com maior garra e intrepidez, continuaram a exercer suas funções, sempre em busca da segurança da coletividade, sempre em busca do bem comum, sempre em busca da paz social. Com maior garra e intrepidez continuaram a exercer suas funções, também para honrar a memória daqueles que morreram, mostrando que suas mortes não foram em vão.
O tempo passou, e desde a morte heróica do Capitão Mendes Júnior, nota-se que a covardia que ceifou a vida daquele herói continuou, e que outros policiais também perderam suas vidas vitimados covardemente.
Lastimáveis eventos marcaram nossa história recente, atos covardes, ataques praticados por marginais e membros de facções criminosas, vitimando diversos de nossos policiais em maio de 2006.
Mas, se a intenção desses malfeitores era a de desestabilizar nossos policiais, seus criminosos intentos saíram pela culatra, pois, ao contrário, nossos valorosos policiais passaram a trabalhar com maior garra, honrando a memória de seus mortos, honrando o nome de nossa gloriosa Polícia Militar.
Da mesma forma, estendo tais homenagens aos Policiais Civis mortos em tal lamentável episódio, Instituição que também teve baixas em seus quadros, e da mesma forma não esmoreceu, ao contrário, seus homens e mulheres continuaram a exercer suas funções com maior denodo.
E tenham certeza, que nosso Governo reconhece e tem orgulho do valor de seus homens e dos valorosos serviços prestados.
Serviços esses de reconhecido valor, pois de forma incansável, diuturnamente, o Policial Militar traz paz e tranqüilidade à população, pois esta sabe que pode contar com a Polícia. A população sabe que o Policial Militar não mede esforços no combate ao crime, não titubeando em colocar sua vida em risco para defesa da sociedade.
Tenham certeza que nossa Polícia é uma das melhores polícias do mundo, pois, mesmo sem os enormes recursos que dispõem as polícias dos países mais avançados, nossa Polícia anda par e passo com aquelas, com os mesmos altos índices de sucesso e combatividade ao crime.
Mas, tenham certeza que chegaremos lá. Vontade e força de trabalho não nos faltam.
Dentre as Polícias do Brasil, sem qualquer receio de errar, temos condições em afirmar que nossa Polícia, certamente, é a melhor.
Especiais cuidados e valorização do trabalho policial também não faltam ao Governo do Estado de São Paulo, sendo esta uma das metas de governo traçadas por nosso Governador José Serra, a qual, indiscutivelmente, a olhos vistos, vem sendo rigorosamente cumprida e, sobretudo, com êxito.
Isso porque, com a vontade do Estado e com o valoroso e vocacionado trabalho de nossos policiais, já nesse primeiro quadrimestre de Governo são notados os resultados positivos.
Assim, o Governo do Estado de São Paulo e a Secretaria da Segurança Pública, se dizem orgulhosos e confiantes na sua Polícia, e homenageando a memória do Capitão Alberto Mendes Júnior, homenageamos a todos os Policiais mortos em serviço ou em razão dele, integrantes das Polícias Militar e Civil.
                                                                            Lauro Malheiros Neto
Secretário Adjunto da Segurança Pública




DISCURSO DO CORONEL RES PM JOSIAS SAMPAIO LOPES AS 16 HORAS DE 09/05/2008
SAUDAÇÃO
Indicado para falar pela Turma Tiradentes, nesta data 09 de maio de 2008, em que se reverência a vida do nosso saudoso Herói Capitão PM Alberto Mendes Júnior, expresso a minha emoção, gratidão por ter a oportunidade de manifestar-me sobre a nossa convivência na atividade operacional e a sua vida na Corporação.
Aproximadamente nos 2 (dois) últimos meses do Curso de Formação de Oficiais (CFO), ou seja, primeiro trimestre de 1969 aproveitávamos as 4º feiras as quais éramos liberados às 13 horas e visitamos algumas Unidades da Corporação a fim de podermos efetuar a escolha para classificação ao término do Curso.
Escolhemos o então Batalhão de Presídios, o 15º BP e fomos atendidos.
O ano de 1.969, particularmente no Estado de São Paulo, havia se iniciado com um grande número de atos terroristas, ou seja, ataques a Quartéis, viaturas policiais, assaltos a bancos, etc. e neste quadro durante uma noite do final de maio de 1969 ocorreu uma invasão terrorista ao 15º BP tendo como resultado a morte de um soldado PM sentinela das armas e o auxiliar vitima de diversos tiros de metralhadora, foi reformado por incapacidade física e por este motivo o nosso período de estágio como Aspirante foi reduzido a fim de sermos logo apresentados ao então Batalhão de Presídios (15º BP).
Como todos os colegas de turma sabem o nosso Ten Mendes era possuidor de espírito jovial e alegre. Captou desde o começo a amizade de todos aqueles com que teve a oportunidade de privar, particularmente em nosso Batalhão o 15º BP. Era o alegre “PORTUGUÊS”, “TIGUEIS”, como era chamado pelos colegas, sempre sorridente, dedicava-se com denodo esforço ao serviço, desempenhando sempre com galhardia as missões que lhe eram confiadas.
Com estas qualidades foi escolhido e movimentado para o 1º Batalhão “Tobias de Aguiar” em 06 de fevereiro de 1.970.

Em fins de abril de 1970 era descoberto um foco de terroristas no Litoral Sul. Tropas do Exército Brasileiro, da FAB, Marinha e Polícia Militar do Estado de São Paulo, deslocaram-se para aquela região. Foi o 1º Batalhão "TOBIAS DE AGUIAR" designado pelo Comando Geral da Polícia Militar, para prestar apoio à Tropa da Companhia Independente sediada na Cidade de Registro.
Para lá seguiu o Tenente MENDES no comando de um pelotão, juntamente a outro efetivo comandado por outro Oficial, todos sob o comando do Capitão PM Carlos de Carvalho. Após uma semana naquela cidade, recebeu o Capitão ordens para regressar com um dos pelotões para São Paulo, deixando em Registro apenas um, comandado por um dos Oficiais. Não houve escolha, pois o Tenente MENDES apresentou-se e solicitou para que permanecesse, demonstrando mais uma vez sua dedicação ao serviço. 
Na noite de 08 de maio de 1970, noite do dia das mães, aproximadamente às 21:00 horas, Carlos Lamarca e mais seis militantes emboscaram cerca de 20 homens do Pelotão Comandado pelo 2º Tenente Alberto Mendes Junior – que decidiu se entregar como refém desde que seus subordinados feridos pudessem receber auxilio médico. Após providenciar o socorro de madrugada, desarmado, a pé e sozinho, o Tenente Mendes buscou contato com os terroristas que estavam com o restante dos seus homens, encontrou Lamarca que decidiu que  seguissem com seus companheiros para Sete Barras.
Na noite seguinte, dois guerrilheiros se extraviaram do grupo, depois de andarem um dia e meio, Lamarca acusou o Tenente Mendes de ter traído e ter causado a morte de seus dois comparsas. Um “Tribunal Revolucionário” condenou o Tenente Mendes à morte, dentre outras barbaridades indescritíveis, o executor inicial Fujimori aproximou-se pelas costas do Tenente Mendes esfacelando sua cabeça a golpes de fuzil. Participaram do assassinato, Lamarca, Diógenes Sobrosa de Sousa, Ariston Oliveira Lucena, Yoshitane Fujimore, Edmauro Gopfert, José Araújo da Nobrega e Gilberto Faria Lima.
Em 08 de setembro de 1970, o terrorista Lucena foi preso e apontou o local onde o Tenente Mendes estava enterrado, relatando o ocorrido.
Seu corpo foi encontrado apenas em 09 de setembro do mesmo ano. Foi velado na sede do Batalhão "TOBIAS DE AGUIAR", seguindo seu enterro a pé para o Cemitério do Araçá, naquele dia a cidade de São Paulo parou, calculando-se o acompanhamento de aproximadamente 100 mil pessoas entre militares e pessoas de todos os segmentos sociais.
Lamarca e seus seguidores são mencionados por alguns Órgãos da mídia como heróis, mas heróis não assassinam de forma cruel, não escondem os restos mortais da família, não torturam como ficou provado em vários processos que tramitaram na Justiça tais como as mortes do Guarda Civil Orlando Pinto Saraiva durante assalto simultâneo a bancos, o agente da policia federal Hélio Carvalho de Araújo executado durante um seqüestro, além de inúmeros outros cujos processos que foram trancados pela Justiça face a sua morte. É a GLÓRIA DA MENTIRA.
Lamarca foi casado com sua irmã de criação Maria Pavan Lamarca com a qual teve dois filhos, Cesar e Claudia.
Pela Comissão de Mortos e Desaparecidos Maria Pavan Lamarca recebeu os benefícios do posto de Capitão e uma indenização de R$ 100.000,00 isento do Imposto de Renda. Posteriormente a Comissão de Anistia concedeu-lhe o posto de Coronel com os benefícios do Posto de General de Brigada, desta forma a viúva oficial Maria Pavan Lamarca que tinha uma pensão de aproximadamente R$ 7.200,00 receberia o salário de General de Brigada que hoje corresponderia a R$ 12.152,61, mensais, indenização de R$ 902.715.97 e duas indenizações no valor total de R$ 200.000,00. Além de Maria Pavan os filhos Cesar e Claudia também foram considerados anistiados. De acordo com dados divulgados pelo Governo já foram concedidas indenizações entre 2002 e dezembro de 2007 no valor de R$ 2,3 bilhões, sendo que 24 pessoas receberam indenização acima de R$ 3 milhões.
Heróis não matam, não se tem noticia desta pratica pelo Marechal Duque de Caxias em suas inúmeras operações, responsáveis pela manutenção e a integridade do nosso território, nem o Marechal Rondon com sua tese sobre os índios “MATAR NUNCA, MORRER SE NECESSÁRIO”, Civilizador do Sertão, Marechal da Paz títulos concedidos por inúmeras entidades internacionais no inicio do século passado, nem Tiradentes, Mahatma Gandhi, Francisco Mendes, Marthin Luther King, etc. tenham defendido a violência, assim como Alberto Mendes Junior.
Tudo isso permite e obriga a uma conclusão: a de que o Tenente PM Alberto Mendes Junior, em sua curta existência de 23 anos realizou o ideal do herói e do santo. Quando chegou a sua vez e a sua hora ele as aceitou e as dominou, renunciando à oportunidade de fuga do dever, que, como uma espécie de última prova, lhe foi concretamente apresentada. Ele se tornou aquele “furacão dócil” de que fala Jacques Maritain (filósofo católico Francês) para definir o santo. E, na solidão dos seus últimos momentos, no mistério para sempre impenetrável desses momentos, ele soube realizar o milagre evangélico e dar sua vida pela suas ovelhas  – os seus soldados.
Depois de divulgar os vencimentos isentos do Imposto de Renda da viúva de Carlos Lamarca, gostaria de salientar que os pais do Capitão PM Alberto Mendes Junior recebem os vencimentos de Capitão em virtude da sua morte em serviço e pelo ato de bravura, que não correspondem nem a metade dos vencimentos da Viúva Lamarca e não serão transferidos para nenhum herdeiro. Não receberam nenhuma indenização do Governo Federal ou Estadual. Seus pais possuem idade avançada (83 e 84 anos), dentre outros sofrimentos da vida,  sofrem também  do mal de Alzheimer e Diabetes o que provoca ainda mais dificuldades financeiras de sobrevivência.
Assim, a Turma Tiradentes sugere ao Exmo Sr Comandante Geral da Corporação, o encaminhamento de proposta ao Governo do Estado para a promoção do Capitão Mendes Junior ao Posto de Coronel, por isonomia, por equidade, e por justiça. Também nos permitam lembrar as quatro indicações encaminhadas pelo Coronel PM Res Wanderley Silva no dia 10 de maio de 2007:
  1. Que o dia 10 de maio seja consagrado na Corporação ao dia do Herói - PM,
  2. Que haja publicação, em Boletim Geral concernente ao feito heróico a ser divulgado e transcrita anualmente por todas OPM, antecedendo o dia do Herói – PM,
  3. Que naquele dia haja solenidade interna de culto ao Herói – PM Alberto Mendes Junior, conjuntamente com os Heróis das outras OPM, dando-se a conhecer os seus feitos históricos, convidando as autoridades, a comunidade local e os familiares dos homenageados,
  4. Que sejam nominados de “Colégio da Policia Militar – ALBERTO MENDES JUNIOR”, todas as unidades escolares existentes e as que forem criadas;
  5. Que seja mantida, anualmente na sede do 1º BPCHOQ PM esta solenidade, a fim de se perpetuar a imagem do “Herói – PM Alberto Mendes Junior, integrante da historia de São Paulo e do Brasil.
Herói é Alberto Mendes Junior pelas suas atitudes e conduta de vida em beneficio da sociedade, em seu curto período de vida, herói da Policia Militar, herói do Estado de São Paulo, herói do nosso Brasil, herói da democracia. Muito obrigado!!!



































CONHEÇA O NÚCLEO DE CORRESPONDÊNCIA "TRINCHEIRAS PAULISTAS DE 32", DE JAGUARIÚNA, PERTENCENTE À SOCIEDADE VETERANOS DE 32-MMDC

1ª Visita Guiada a.o Obelisco - Mausoléu ao Soldado Constitucionalista de 1932 em 21/03/2015.

CENTRAL DOS BLOGS DA ESTRUTURA DOS NUCLEOS DE CORRESPONDENCIAemNÚCLEO DE CORRESPONDÊNCIA "TRINCHEIRAS PAULISTAS DE 32" DE JAGUARIÚNA - Há uma hora
A 1 ª visita guiada ao Obelisco, após o recesso de reforma. Ao longo dos 4 horários tivemos mais de 135 pessoas. Os visitantes foram guiados pelo Sr. Ricardo Della Rosa, com o apoio de Capitão Sérgio Marques, agradecimentos especiais pelo apoio e incentivo ao Cel. PM Mario Fonseca Ventura, Presidente da Sociedade Veteranos de 32 – MMDC, Comte da Polícia Militar do Estado de São Paulo Cel. PM Gambaroni que assistiu a palestra, à tropa do Regimento de Cavalaria, ao 12 BPM. Cel. PM Maria Carvalho, Capitão Eduardo Cruz, Capitão Cleonice Alves entre tantos outros que apoiaram este event... mais »

VEJAM AS IMAGENS DA 1ª VISITA GUIADA AO MONUMENTO MAUSOLÉU DO IBIRAPUERA E OS PREPARATIVOS PARA A 2ª VISITA.

2 º visita guiada Obelisco do Ibirapuera - Mausóleu de 32


Entrada
x

antonio.aristides@terra.com.br

Anexos)
para rp.cmsemimsociedade32
Prezada Major Silvia
Relações Publicas CMSE


​Liguei a pouco , meu nome e A.C. Aristides nos conhecemos pela sociedade Veteranos de 32 MMDC( sempre estou tirando fotos nas solenidades no CMSE - camiseta branca logos Sociedade Veteranos de 32 MMDC) e por auxiliar no contato da organização do 3 º maior Desfile Cívico de São Paulo na Avenida Sta Catarina em setembro !!
Estou enviando este flyer em anexo e peço se for possível divulgar internamente,  muitos dos oficias da Região Militar tem um histórico de parentesco com combatentes de 32, aproveito e convido  a ti e equipe a  vir assistir esta visita guiada organizada em projeto e trabalho voluntário meu  e do Ricardo Della Rosa maior referencia de 32 ( Blog Tudo Por São Paulo) que será o condutor palestrante da visita guiada.E uma realização autorizada pela Sociedade Veteranos de 32 MMDC na figura do Cel Pm Mario Ventura que também represento na execução operacional no dia da visita ( por ser associado da Sociedade Veteranos de 32 MMDC e o próprio Cel PM Ventura autorizar) Ricardo Della Rosa do blog referencia de 32" Tudo por São Paulo " e apoio da Policia Militar do Estado de São Paulo Em tempo peço desculpas de não ter enviado o convite da 1 º visita, pois entre a autorização e inicio da divulgação tivemos pouco tempo e uma enorme procura so utilizando nossos cadastros como esta 2 º visita que já esta somente com 1 dia de divulgação com 100 inscritos, somente com o nosso cadastro interno sem divulgação em midia comercial. No Flyer menciona o cadastro necessário de nome e RG, pois a Policia Militar na primeira visita forneceu "mimos" aos visitantes e como sabe e necessário prestar contas de utilização de brindes !! Estou abaixo fornecendo um link para acessar as fotos da 1º  Visita Guiada realizada em 21/03

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.866651446726984.1073741987.100001464110863&type=1&l=a46aa9b59b


Grato pela atenção


A.C. Aristides
Cel(11) 99977-5934 operadora Vivo
e-mail:antonio.aristides@terra.com.br
Área de anexos
Visualizar o anexo Poster 2Visita.jpg

Fotos da 1º visita guiada Obelisco do Ibirapuera - Mausóleu de 32

Entrada
x

JBiajone

19:37 (Há 52 minutos)
para mimANAanderlasAntoniobazzovjCharlieEdsonEduardoEGYDIOGuilhermeGuιlhєrмєjf.aguiarmalusim53marcioNeusarovinasilviozuinsociedadeTiago
Estimados presidentes e presidentas de NC 

Saudações. Participo-vos da solicitação da presidência de nossa sociedade sobre divulgação do link a seguir em vossos respectivos blogs de NC

trata-se das fotos da 1º  Visita Guiada realizada em 21/03 ao Mausoléu do Obelisco:

Att e grato

IA Biajone
Maio 13, 2015

Tiago Peggau tiagopeggau@gmail.com

20:12 (Há 17 minutos)
para JBiajonemimANAanderlasAntoniobazzovjCharlieEdsonEduardoEGYDIOGuilhermeGuιlhєrмєjf.aguiarmalusim53marcioNeusarovinasilviozuinsociedade
Caro IA Biajone e demais colegas,

Postagem feita no blog e compartilhada no Facebook.


Forte Abraço