domingo, 18 de outubro de 2015

A Revolução de 1932 - Reportagem Especial

Desfile da Rota! Antigões e atuais soldados!

Saída de viaturas Solenidade 1°CHOQUE ROTA

CONVITE | SOLENIDADE ROTA - 45ANOS*

OITO DECISÕES RECENTES QUE COLOCAM EM SUSPEITA A IMPARCIALIDADE DE UM MINISTRO.

Quando os britânicos quebraram o código secreto das comunicações nazistas, se viram diante de uma difícil escolha: caso frustrassem todos os ataques alemães, logo passariam a certeza de que aquele sistema havia sido hackeado. E a solução seria simplesmente deixar que o exército inglês perdesse algumas batalhas, escolhendo apenas as mais importantes para vencer.
Entender a força do petismo junto à suprema corte exige esforço parecido. Mesmo para os de passado mais suspeitos, há decisões tomadas que desagradam o Planalto. Mas, quando o voto parece ter mais peso no futuro do petismo, é estranho como algumas figuras costumam votar em acordo com os interesses do PT.
Teori Zavascki, antes de se intrometer nas decisões da Câmara dos Deputados e barrar o rito que liberaria a oposição para exigir o impeachment de Dilma sem o apoio da presidência da casa, havia sido indicado pela presidente ao STF quando os mensaleiros encontravam-se condenados pelo crime de formação de quadrilha. Mas seu voto, junto ao de Barroso, reverteu o placar, o que permitiu aos cabeças da organização já gozarem de certa liberdade hoje em dia.
Selecionamos abaixo 8 decisões recentes que colocam em suspeita a imparcialidade deste ministro do STF. Mas não tenham dúvida: ele não seria o único. O próprio Gilmar Mendes, em voto recente, descreveu o Supremo Tribunal Federal brasileiro como bolivariano. Ou seja: como refém do poder executivo.
  1. Quando Teori Zavascki decidiu que o ex-tesoureiro do PT poderia ficar calado em acareação na CPI da Petrobras. E assimele ficou.
  2. Quando Teori Zavascki decidiu que as denúncias contra a petista Gleisi Hoffman deveriam sair da alçada da Lava Jato, abrindo caminho para o “fatiamento” da investigação.
  3. Quando Teori Zavascki tentou fazer o mesmo com o Eletrolão.
  4. Quando Lula o procurou para não só soltar Renato Duque, ex-diretor de Serviços da Petrobras, mas também negar um novo pedido de prisão.
  5. Quando Teori decidiu que Lula deveria ser ouvido na qualidade de informante, tirando do ex-presidente a obrigação de dizer somente a verdade no depoimento.
  6. Quando barrou o rito do impeachment traçado por Eduardo Cunha tirando da oposição a liberdade de sozinha caminhar com o impedimento de Dilma.
  7. Quando, ainda bem no início, mandou soltar todos os presos da Lava Jato, tentando acabar de vez com a operação.
  8. Quando foi um dos votos decisivos a livrar os mensaleiros da pena por formação de quadrilha.

AUTOFAGIA MILITAR - TEXTO DO GENERAL MARCO ANTÔNIO FELÍCIO DA SILVA - MEUS CRÉDITOS À COMUNIDADE BARRO BRANCO, CORONEL PM CLAUDOVINO SOUZA.

Autofagia militar

1 postagem de 1 autor
 



Claudovino Souza 

17 de out (23 horas atrás)


Repasso.

O anexo mostra claramente qual será o  pavillhão do novo ministru da indefesa brasilliana!


De: lincolnscorsoni]
Enviada em: sábado, 17 de outubro de 2015



      MAIS QUE PREOCUPANTE, É ASSUSTADOR.



                                                                        Autofagia Militar
“A Instituição será maculada, violentada e conspurcada diante da leniência de todos aqueles que não pensam, não questionam, não se importam, não se manifestam”
                                                                 Gen Marco Antonio Felicio da Silva
Embora se insiram perfeitamente no Estado Democrático de Direito, as FA (Forças Armadas), baseadas na hierarquia e na disciplina, têm com fundamento básico o sentimento da justiça e não a democracia. O acesso aos postos e graduações superiores é feito através de avaliações sucessivas durante toda a vida profissional do militar.
Disciplina e hierarquia, princípios fundamentais da Instituição, são os temperos de comportamento próprio, marcado por alguns gestos uniformes, cerimonial único e liturgias tradicionais e consagradas. Tudo isso balizado por regulamentos que, inclusive, punem ou recompensam àqueles que, respectivamente, ferem ou não as regras estipuladas.
Todo esse arcabouço de normas e procedimentos, somado à rígida formação profissional imposta pelas escolas e cursos militares e pela vida diária d
​​
a caserna, ao longo dos tempos, criaram dura carapaça, alicerçada em valores, que impede ou muito retarda que as mazelas, que envolvem a sociedade, muitas de forma devastadora, atinjam os profissionais de carreira.

Após o advento da chamada “Nova República” e da Constituição de 88, do alçar de marxistas e de simpatizantes aos poderes da República, estes tentam, por diversos meios, abrir fendas em tal carapaça, para neutralizar o último obstáculo, as FA, à implantação, já descarada, de um regime baseado no Marxismo gramsciano. 
A passividade, o silêncio e a adoção de um “low profile” de natureza política, na busca de uma reconciliação da sociedade, por parte dos chefes militares, balela criada pela esquerda ressentida, pois, unilateral, contribuíram para tal situação.
A agravar, a adoção de medidas preconizadas no “III Programa Nacional de Direitos Humanos”, uma peça gramsciana, inspirada no Foro de São Paulo. Entre outras, a criação da “Comissão Nacional da Verdade”, geradora de afrontas sem fim e com o fito da erradicação da Lei da Anistia, e as constantes do recente e inconstitucional Decreto 8515, pois, este priva os comandantes da direção e da gestão das respectivas Forças, contrariando o que diz o artigo 4º da Lei Complementar nº 67, de 09/06/1999, alterada pela Lei Complementar nº 136, de 25/08/2010, que afirma: “o Comandante exercerá a direção e a gestão da respectiva Força”.
Originário de manobra criminosa, até agora impune, tal decreto, enquanto vigir, após pretensa correção, nada delega aos comandantes militares. Apenas faculta ao Ministro da Defesa delegar, ou não, ações de direção e gestão das Forças aos respectivos comandantes. A enfatizar, o cancelamento paralelo do dec. 62.104, de 11/01/1968, que delegava aos Ministros Militares a competência para apreciar, em caráter final, os Regulamentos das Escolas e Centros de Formação e Aperfeiçoamento, agora sob o crivo do Ministro da Defesa.
A emoldurar tal quadro, a acintosa nomeação do Ministro da Defesa, comunista convicto, filiado ao PC do B. A presença da bandeira do partido na cerimônia de assunção do novo Ministro, uma aberração, lembra o que diz o estatuto do referido partido: “Organização política da vanguarda consciente do proletariado, guia-se pela teoria científica e revolucionária elaborada por Marx e Engels, desenvolvida por Lênin e outros revolucionários marxistas”. “Tem como objetivo superior o comunismo”. “Em todas as instâncias de governo de que o Partido participe, constitui importante frente de trabalho e está a serviço do projeto político partidário, segundo norma própria do Comitê Central”.
Assim, passam as Forças Armadas imagem de fragilidade política, submetendo-se ao desvario de uma Presidente inepta, que já não governa, refém de políticos corruptos e ilegítima quanto ao apoio popular.
A carapaça, que já mostrava pequenas mossas em função de afrontas diversas e sucessivas, foi, sem dúvida, com o Decreto Lei 8515, rompida, atingindo o coração de sua grande reserva, as Forças Armadas, abrindo possibilidades para a sua politização e aparelhamento bem como para mudança dos currículos das escolas militares e a consequente futura formação e doutrinação “marxista” de praças e de oficiais.
Verdadeira autofagia militar!



ELEIÇÃO NA AOMESP - ACONTECERÁ EM 3 DE DEZEMBRO

Eleição na AOMPM (Oficiais da Reserva)
5 postagens de 3 autores
 
Atribuir
Donda 
15 de out
Outros destinatários: Cbb-Ninho@googlegroups.com, ciapina.gbb.blogcbb@blogger.com
Cmt Ciapina, ´peço que divulgue a todos os componentes do CBB que no dia 03 de dezembro, teremos eleição para novo Presidente da Associação dos Oficiais da reserva (AOMPM). Assim pedimos ampla divulgação as pensionistas, aos associados,  que compareçam para mais esse pleito, devemos sempre mudar para melhorar. Assim deveremos ter mais algumas chapas, para que possamos mudar. Mudanças faz bem em todas as administrações, caso contrário vira ditadura e os diretores perdem o interesse e o ânimo, ficam inertes, pois não aceitam idéias e não querem mudanças, se acomodam. Vamos participar dessa luta.
Peço aos associados das regionais que estão descontentes com seus diretores e se propõe a lutar por mudanças que nos envie msg para podermos ajudar a formar chapas, pois a melhor eleição é aquela que tem no mínimo duas chapas, assim temos opções e ter pessoas para assumirem as regionais.


Wagner Donda
Campinas
Clique aqui para Responder
Moderador CBB-Ninho 
16 de out
Outros destinatários: antoniowdonda@gmail.com, Cbb-Ninho@googlegroups.com, ciapina.gbb.blogcbb@blogger.com
ok Wagner.
Recebi a revista Clarinada que explica tudo sobre a eleição em 3Dez15.
Esperamos que apareçam  candidatos com mais de um ano de associado.
É preciso renovar sempre.
Se tiver aqui algum candidato peço que se apresente para divulgação.

PMs ILUSTRES DO ESTADO DE SÃO PAULO - EGYDIO TISIANI

PMs ILUSTRES DO ESTADO DE SÃO PAULO


x

e.jtisiani@ig.com.br

Anexos)
para mimwillianscerque.
Aqui MINHA HOMENAGEM A TODOS OS MEUS PROFESSORES desde o 1º ano (hoje 1ª série) do grupo escolar.
Aproveito o ensejo para saudar os meus mestres militares no curso universitário das Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública que além de magníficos educadores foram e ainda são excelentes exemplos na vida familiar e social.
Devo muito a eles, principalmente, pela minha formação moral e disciplinar que tive a grata satisfação de aprender e poder transmitir para os meus filhos e agora netos todo esse legado.
Alguns, dos relacionados abaixo (arq em anexo), já não estão mais conosco nesse plano terrestre como os Srs. Coronéis Pupo, Cruz, Felício e Terra, porém, estão situados eternamente entre aqueles que cumpriram o seu dever na maior de todas as ciências que é a ARTE DO ENSINO.
Meus sinceros e profundos agradecimentos A TODOS!
Egydio