domingo, 28 de fevereiro de 2016

QUANTO VALE UM ACARAJÉ???? - MEUS CRÉDITOS AO ROBERTO DE ALMEIDA

QUANTO VALE UM "ACARAJÉ" ?

Entrada
x

Roberto de Almeida

)
para AraciGiselleMartatelfleschtelma-loboPaulotelRicardoRicardoRicardoricardoallegroricknnickelAndréjoaolemosbarbo.JoaquimJoséTâmarajoseJoseJosejosilspJoséHelioDarioDARIO
AMIGOS

Temos  uma  nova  moeda  "neste  lado  do  Paraíso".     Esqueçam  o  "real",  o  "dólar",  o  "Euro".   O  que  vale  agora,  e, provavelmente  vai  valer  mais  no  futuro,  quando  for  "oficializado",  é o  "ACARAJÉ"

É   urgente  o Banco  Central  iniciar  "negociações"  para  "oficializar"   a  nova  moeda,  bem  como  estabelecer  seu  real    valor  com  relação  ao  "dólar"  e  o  "euro".   Já   há  muita  gente   faturando   em  "ACARAJÉS",  que  deve  ser  uma  "moeda  forte".

Algumas  medidas  devem  ser  tomadas   com  urgência.


As  "Centrais  Sindicais"   devem,  daqui  para  frente,  formalizar  seus  dissídios  em  "ACARAJÉS",  para  não  prejudicar  os  "companheiros"  que  ainda  não  "descobriram"  a  existência  da  nova  moeda.     A  previdência  deve  preparar-se  para  pagar  os  "aposentados",  que  ainda  estão  "vivos' ,  em  "ACARAJÉS".     Os  "empresários"  devem  reajustar  seus  preços  na  nova  moeda, pois  diversas  grandes  empresas  já  a  utilizam ,    principalmente,  nos  seus  pagamentos  a  pessoas  do  governo.


Há necessidade  de  imprimir,  com   rapidez,  a  nova  moeda,  estabelecendo  seus  valores.  No  verso,  nada  de  colocar  "onças  pintadas"  e  outros  "bichos".    Devemos  privilegiar  os  que,  no  momento, são   "hóspedes"   da  "Polícia  Federal",   em  reconhecimento  ao  seu   "esfôrço"  para  a  introdução  da  nova  moeda.     Antigamente,  em  uma  de  nossas  muitas  moedas,  tínhamos  a   figura  do  Barão   do  Rio  Branco  colocada   no  verso  da  de  maior  valor.   Todos  gostavam  de  possuir    "O  BARÃO",  como  era  conhecida.     Agora,  podemos  colocar  a  figura  do "CHEFE"    na  de  maior   valor.   Vai  agradar.


Será  interessante  imaginar  o   diálogo   futuro,  hoje  "surreal" ,  entre  um  "cliente"  e  uma  dessas  "moçoilas"   que  "atendem"  na  Praça  Ramos de  Azevedo: 

-CLIENTE:   "Menina,  quantos  "ACARAJÉS"   para  uma  "RAPIDINHA"  ?


BOA  NOITE,  BOA  SORTE

Nenhum comentário: