quarta-feira, 2 de março de 2016

A REPÚBLICA COMUNISTA DO BRASIL OU A VERDADE QUE TODOS FINGEM N ÃO VER - ALOÍSIO AMORIM - MEUS CUMPRIMENTOS AO MIGUEL ÂNGELO CACCAGNELLA

orim )


x

Miguel Angelo Paccagnella mapaccagnella@hotmail.com

para

 A REPÚBLICA COMUNISTA DO BRASIL. OU: A VERDADE QUE TODOS FINGEM NÃO VER. ( Aloísio Amorim )

Início da mensagem encaminhada
Para:

Início da mensagem 

Aos meus amigos e amigas, eu peço 2 minutos de vosso tempo, para lerem este e-mail pois creio que deslinda a situação de nosso País!
Abçs 


https://3.bp.blogspot.com/-oTfKnZiDldI/Vs9BDS0_otI/AAAAAAAAuwo/nSCaP3SN-nI/s1600/andre-gerdau-e-o-pai.jpg
André e seu pai Jorge Gerdau
No momento em que a Polícia Federal deflagra a sexta fase da Operação Zelotes e intima o presidente do Grupo Gerdau, André Gerdau a prestar depoimento tendo em vista que a empresa é suspeita de sonegar até R$ 1,5 bilhão mediante propina no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), não deixa de ser intrigante, como sempre foi, a presença do pai de André, o empresário Jorge Gerdau em contatos dentro do Palácio do Planalto, tanto com Lula, Dilma e seus ministros. 
Tanto é que abundam na internet centenas de fotos mostrando a proximidade de Jorge Gerdau com os governos do PT. 
Mas não é só Jorge Gerdau. São praticamente todos os gigantes do setor produtivo, bem como banqueiros e donos dos maiores maiores veículos da grande mídia que mantêm estreita ligação com o governo petista. 
Tanto é que já referi a este fato inúmeras vezes aqui no blog, assinalando que a permanência do PT no poder há 13 anos se deve ao apoio daquilo que denomino "núcleo duro da economia", constituído pelos mega empresários, banqueiros e donos da grande mídia. A isso se conhece como "patrimonialismo", que, trocando em miúdos trata-se da confusão entre as esferas pública e privada.  
https://3.bp.blogspot.com/-cwZ6wcGAyt0/Vs9BFtlshiI/AAAAAAAAuws/tIc2xQp1POA/s1600/gerdau-dilma.jpeg
https://2.bp.blogspot.com/-2DxYcuKwOro/Vs9BHUdV8YI/AAAAAAAAuww/HBLC-vmxjZY/s1600/gerdau-jaques-wagner.jpeg
https://3.bp.blogspot.com/-1Ngk-E6TxjU/Vs9BKk5FZfI/AAAAAAAAuw0/kUaa5rgmBF4/s1600/gerdau-lula.jpg
https://3.bp.blogspot.com/-TBweiWKXPAk/Vs9BNhBDnII/AAAAAAAAuw4/baoYqAmPQmU/s1600/paulo-okamotto-iolanda-weis-naressi-lula-jorge-gerdau-ricardo-stuckert-pr.jpg
Nessas fotos se vê o empresário Jorge Gerdau sempre sorridente ao lado de Dilma, Lula e seus sequazes.
Isto existe ao longo de toda a história política brasileira. Mas nunca antes como agora sob os governos do PT se registra em alto grau essa deletéria conjugação de interesses escusos envolvendo os entes público e privado. A conjugação de interesses privados com governos totalitários têm exempos sobrando. Os mais expressivos são o comunismo soviético, o nazismo e o fascismo italiano. O caso brasileiro está mais perto do fascismo de Mussolini que teve a adesão de sindicatos dos trabalhadores e organismos empresariais. Quanto ao nazismo é bom lembrar que os mega empresários alemães aderiram de corpo e alma. Um empresa química faturou adoidado na fabricação do gás que matou milhares de judeus nos campos de concentração. Tratarei, a seguir, de forma mais sucinta possível, de discorrer sobre os fatos que levaram o Brasil a esse estado de degradação ética e moral.
PUXANDO O FIO DA MEADA
Um dos cuidados da grande mídia é desligar todos esses eventos do plano político-ideológico. Todavia é este o ponto principal. O PT é o dirigente máximo do Foro de São Paulo, uma organização comunista transnacional fundado por Lula e Fidel Castro em 1990, com o objetivo de comunizar todo o continente latino-americano, o Caribe e a América Central. Entretanto, de lá para cá o movimento comunista internacional que, ao contrário do que muitos pensam nunca desapareceu, mudou sua estratégia passando a atuar no nível cultural seguindo os ditames dos ideológos da Escola de Frankfurt e as lições do comunista italiano Antonio Gramsci. Tanto é que a palavra "comunismo" foi banida do vocabulário da grande mídia, embora existam diversos partidos políticos no Brasil e em toda a América Latina em cujas siglas está a qualificação de "comunista" e/ou "socialista", que dá no mesmo.
Esse novo tipo de comunismo largou a violência física para alcançar o poder, embora em alguns casos possa lançar mão dela, como é o caso da Venezuela. Passou a usar a lavagem cerebral por meio da mídia, das escolas e universidades e de toda a área dita "cultural", bem como o aparelhamento de todas as instâncias estatais. No lugar da velha luta cruenta esse dito neo-comunismo passou a utilizar as instituições democráticas para permanecer indefinidamente no poder. No caso do Brasil, uma geração já foi formada, isto é, doutrinada dentro dos cânones desse neo-comunismo, de sorte que mecanismos truculentos como a censura oficial aos meios de comunicação deixa de ser necessária porque boa parte dos profissionais do jornalismo já estão de cabeça feita, como de resto a maioria da população entorpecida principalmente pela televisão. 
APARELHAMENTO E LAVAGEM CEREBRAL
A rigor se tem no Brasil neste momento uma ditadura comunista do século XXI. E tanto isso é verdade que apesar de tudo o que está acontecendo a partir da Operação Lava Jato o governo petista continua intocável embora se saiba que fosse o Brasil um país realmente democrático os governos do PT já teriam sido alijados do poder a partir do mensalão. E, mais do que isso, o PT já teria sido proscrito bem como seus satélites.

Esta situação de aparelhamento geral e irrestrito do Estado promovido pelo PT foi obtido por meio da divisão do butim graças à existência de uma miríade de empresas estatais. Fosse o Brasil um país verdadeiramente capitalista sem empresas estatais para financiar propinas o mensalão e o petrolão sequer seriam cogitados. Da mesma forma grupos empresariais tradicionais como Odebrecht, OAS dentre muitos outros e, agora, o Gerdau, não estariam encalacrados por conta das operações policiais que desmantelam a maior teia e corrupção e roubalheiras da história do Brasil.
Acrescente-se que tudo isso está vindo à luz por um acaso. O início da Operação Lava Jato circunscreveu-se a uma investigação sobre lavagem de dinheiro de supostos criminosos comuns. Mas aí apareceu o elo que fazia a conexão com a Petrobras. Não fosse um grupo de procuradores federais sérios e decididos e um juiz federal como Sergio Moro, é provável que o petrolão jamais seria descoberto, a indicar que o aparelhamento de praticamente todas as instâncias estatais, dentre as quais a Polícia Federal, Ministério Público e o Judiciário como um todo ainda não estavam totalmente sob o domínio do Foro de São Paulo e do PT.
Aliás, convém notar que fatos análogos, guardadas as devidas proporções, acabam de ocorrer na Argentina e agora na Bolívia. Sem falar da Venezuela, onde o tiranete Nicolás Maduro está por um fio. Já é um começo. Mas a redemocratização do Brasil - oxalá aconteça - mudará o panorama político de toda a América Latina.

Nenhum comentário: