quinta-feira, 17 de março de 2016

COMBATENDO A ANSIEDADE - TEXTO DO PADRE PAULO M. RAMALHO - MEUS AGRADECIMENTOS A MIGUEL ANGELO PACCAGNELLA

combatendo a ansiedade


Entrada
x

Miguel Angelo Paccagnella mapaccagnella@hotmail.com

as)
para

combatendo a ansiedade



D

Olá a todos!
Eis a ideia para vocês refletirem ao longo da semana: “combatendo a ansiedade: viver o momento presente”.
(cfr. http://www.fecomvirtudes.com.br/combatendo-a-ansiedade-viver-o-momento-presente/)
Um dos grandes erros da pessoa ansiosa é viver pensando no futuro. Um dos grandes erros da pessoa lamurienta é viver voltada para o passado. O ansioso e o lamuriento não conseguem viver no momento presente, sendo que esse é o único momento que temos. O futuro não sabemos se alcançaremos. O passado já passou, e não conseguimos trazê-lo para o presente. O grande segredo desta vida, até para encontrar a paz, é viver o momento presente.
É o que diz esta bela oração abaixo:
Ensina-me, Senhor, a amar este minuto que estou vivendo agora, este dia de hoje, que é o único que possuo; a entregar-me a ele sem pensar naquele que passou nem naquele que há de vir.
Ensina-me a consagrar-me ao instante presente como se fosse o objetivo primordial e exclusivo da minha vida; a amar cada hora, humildemente, sem pausa e sem pressa, saboreando plenamente todo o seu conteúdo e toda a sua riqueza.
Ensina-me, Senhor, a inserir em cada tarefa, por mais insignificante que seja, a totalidade do meu ser como se estivesse fazendo uma obra de arte exclusivamente para agradar-Te, engrandecer a Tua glória e cantar o Teu louvor.
Ensina-me a viver cada minuto com vibração de eternidade, a fazer o que devo e estar plenamente no que faço por amor, para que também, no último minuto da minha vida, possa exclamar, impregnado da Tua paz: Senhor, nas tuas mãos entrego o meu espírito.
Que bonito é poder dizer isto a Deus: Ensina-me, Senhor, a amar este minuto que estou vivendo agora, este dia de hoje, que é o único que possuo. É interessante pensar nisto: vivemos, e esse é o sentido da nossa vida, para amar e só amamos algo que ESTÁ NO PRESENTE; algo em que eu posso “agora” pôr o meu coração. Aprendamos, portanto, a deixar o futuro, como costumamos dizer, na providência divina. É lógico que eu tenho de pensar no futuro e me preparar para ele, mas apenas na medida do que é razoável, nunca perdendo a paz. Deus quer que estejamos concentrados no momento presente, concentrados no amor.
Senhor, ensina-me a consagrar-me ao instante presente como se fosse o objetivo primordial e exclusivo da minha vida. Saboreando plenamente todo o seu conteúdo e toda a sua riqueza. Ensina-me, Senhor, a inserir em cada tarefa, por mais insignificante que seja, a totalidade do meu ser como se estivesse fazendo uma obra de arte. 
Assim devemos viver. Mais ainda, como continua a oração: vivendo exclusivamente para agradar-Te, engrandecer a Tua glória e cantar o Teu louvor. Como isso é importante!!! O sentido da nossa vida não é triunfar, alcançar glórias e reconhecimentos, e sim agradar e amar a Deus e o próximo. Como isso simplifica a vida!!! Tudo o que tenho de fazer a cada dia é realizar bem todas as minhas obrigações, oferecendo-as a Deus, antes de mais nada. E, se não houver nenhum reconhecimento nem glória humana, não nos importaremos, pois o mais importante já foi feito: agradar e amar esse Deus tão bom.
Senhor, ensina-me a viver cada minuto com vibração de eternidade. Que maravilhosa é essa expressão!!! De fato, tudo o que fazemos oferecendo a Deus ficará para toda a eternidade. Por isso, é possível ter “vibração de eternidade” ao fazer as coisas.
Vamos procurar viver dessa forma e nossa vida se encherá de uma grande paz. Assim, a ansiedade não nos dominará, deixaremos o futuro na providência divina e o que ficou para trás, o passado, na sua misericórdia, e encheremos o presente de um enorme conteúdo, pondo amor em tudo o que fazemos. 
Vale a pena guardar a oração acima e repeti-la frequentemente.
Uma santa semana a todos!
Padre Paulo M. Ramalho
falar.paulo@gmail.com
www.fecomvirtudes.com.br
https://www.facebook.com/FeComVirtudes?ref=hl
*********************************************
Padre Paulo M. Ramalho - Sacerdote ordenado em 1993. Cursou o ensino médio no colégio Dante Alighieri. Engenheiro Civil formado pela Escola Politécnica da USP; doutor em Filosofia pela Pontificia Università della Santa Croce. Atende direção espiritual na Igreja Divino Salvador, em São Paulo.

​​

Nenhum comentário: