sexta-feira, 10 de junho de 2016

DEPUTADO FEDERAL MAJOR PM OLÍMPIO VISITA O AMPARO MATERNAL

Major Olimpio visita o Amparo Maternal

Entrada
x

Major Olimpio por  newssender.com.br 


para mim
“Nunca recusar ninguém”

O deputado federal Major Olimpio esteve hoje em visita ao Amparo Maternal, para onde destinou uma emenda de R$200.000,00 (duzentos mil reais).
Olimpio foi recebido pelo Diretor Administrativo Ivan Rodrigues e pela Diretora Executiva Fernanda Allucci, que relataram a história da Entidade e percorreram com ele suas instalações.
O Amparo Maternal existe desde 1939, quando foi fundado por um grupo de pessoas liderado por uma Madre Franciscana, com o objetivo de promover assistência obstétrica, social e acolhida em alojamentos para gestantes e seus bebês.
A Associação Congregação de Santa Catarina assumiu a gestão da filantropia do Amparo a partir de 2011.
Nesses 76 anos de existência, o Amparo assistiu a mais de 700 mil nascimentos, numa média de 9.200 partos por ano (sendo 70% deles, partos normais).
É o único local na cidade de São Paulo que faz o acompanhamento pré-natal especializado para dependentes químicos. 
O Amparo Maternal é a instituição onde mais ocorrem partos normais na cidade de São Paulo.
As mães chegam em qualquer momento da gestação e podem permanecer na Casa até que o bebê tenha seis meses. Nesse ínterim elas recebem todo o cuidado e incentivo no processo de reconstrução de suas vidas, com oficinas profissionalizantes e aconselhamento terapêutico.
Atualmente a Casa vem recebendo várias refugiadas de outros países, o que fez com que em suas oficinas tradicionais de costura, maquiagem, culinária, informática e artesanato fossem incluídas aulas de português.

As portas do Amparo Maternal estão sempre abertas e seu lema é “Nunca recusar ninguém”.
Major Olimpio agradeceu a oportunidade de ajudar uma entidade com um trabalho incrível e tocante e convida a todos a conhecerem mais através do site http://www.amparomaternal.org
 

REPUDIEMOS O CÂNCER SOCIALISTA

31/7 REPUDIEMOS O CÂNCER SOCIALISTA. VÁ PARA RUA,OU ELES ENTRAM NA SUA CASA

Entrada
x

TOGNETTI, Americo

Anexos
para CBBTuto

                            repasso...

-------- Mensagem encaminhada --------
Assunto:VEM AÍ 31/7 PARA JOGAR A PÁ DE CAL NO CADÁVER DO PT.
Data:Thu, 9 Jun 2016 22:02:45 -0300
De:SERGIO  BIDUEIRA 





P​
 OVO BRASILEIRO 
​, 
 PRONTIDÃO 
​!​
NÃO PERMITA QUE OS MALDITOS SOCIALISTAS FAÇAM DO BRASIL OUTRA CUBA, OU OUTRA VENEZUELA

 VEM AÍ 31/7 PARA COMBATER O CÂNCER DO PT.

VÁ PARA AS RUAS, ANTES QUE OS BANDIDOS DO   SOCIALISMO INVADAM A SUA CASA
https://1.bp.blogspot.com/-YN4XCIEHqkY/V1cCx_uhypI/AAAAAAAAw0g/xj1ueExzAcI7Fhnd-EZIfbG1EJu5Q2fTQCLcB/s1600/vem-pra-rua-31-7-2016.png
O movimento Vem Pra Rua continua nas ruas contra a bandalha do PT e já convoca uma grande passeata para o dia 31 de julho, nas Avenida Paulista, em São Paulo, às 15 horas, segundo informa O Antagonista.
​A
  pauta do movimento está sem dúvida sintonizada com o que pensa e reivindica a esmagadora maioria dos brasileiros:
  • Impeachment definitivo de Dilma.
  • Apoio total à Lava Jato.
  • Prisão para TODOS os corruptos, independentemente do partido.
https://2.bp.blogspot.com/-zQG_Z63tzO8/V1cGWxCXg3I/AAAAAAAAw0s/BWRMzdhXbsINPI1Zdf5BNlwlg_y8UeA2QCLcB/s1600/MBL%2B31%253A7.png
O Movimento Brasil Livre - MBL, também já lançou a convocação para 31/7. A nota  
​d​
 o movimento que faz a convocação, alerta:
"Atenção: voltaremos às ruas! Com a votação do impeachment no Senado se aproximando, e as recentes ameaças à Lava Jato, temos de voltar às ruas de todo o Brasil mostrar nossa força e lembrar que o Brasil não quer Dilma, nem PT e nenhum socialista, nunca mais, e que a justiça seja feita! 31 de Julho, todos nas ruas pela Lava Jato e pelo impeachment, pela salvação do Brasil!"

Elson Maranhão

TEMER NOMEIA GENERAL PARA ANULAR ESPIONAGEM DO PT - COMUNIDADE BARRO BRANCO - MEUS AGRADECIMENTOS AO CORONEL PM TOGNETTI

TEMER NOMEIA GENERAL PARA ANULAR ESPIONAGEM DO PT
1 postagem de 1 autor
 
Atribuir
TOGNETTI, Americo 
00:27 (7 horas atrás)
Outros destinatários: Cbb-Ninho@googlegroups.com

            rEPASSO... uma pincelada sobre o assunto do qual o povo e a maior parte das suas elites estão alienados. Um embate que transcende o âmbito nacional, dentro do qual a "inteligência brasileira" tem muita dificuldade em acompanhar os seus lances mais profundos e importantes...

-------- Mensagem encaminhada --------
Assunto: PRESIDENTE MICHEL TEMER DESIGNA GENERAL
Data:Mon, 30 May 2016 00:16:03 -0300
De:Toros Kharman 70 


                                          
 PRESIDENTE MICHEL TEMER DESIGNA GENERAL
PRESIDENTE MICHEL TEMER DESIGNA GENERAL
PRESIDENTE MICHEL TEMER DESIGNA GENERAL DO EXÉRCITO PARA DESBARATAR ESQUEMA DE ESPIONAGEM DO PT DENTRO DO PLANALTO
Transcrevo como segue reportagem especial da revista IstoÉ que devassa os porões do Palácio do Planalto enquanto a Dilma e o Lula et caterva ainda andavam por lá. Trata-se da criminosa espionagem levada a efeito pela Abin na tentativa de obstruir ações da Justiça. Essa agência de inteligência do Estado brasileiro foi transformada numa espécie do G2 cubano, a agência de espionagem e repressão política da ditadura de Fidel e Raúl Castro. Os arapongas a serviço do PT espionaram o Presidente Michel Temer, o Juiz Sergio Moro e até ministros do STF. 
Com a chegada de Temer à presidência esse esquema delituoso da Abin está sendo aniquilado. O Presidente Michel Temer nomeou o General Sérgio Etchegoyen para desbaratar e vigiar os espiões a serviço da quadrilha de Lula que opera dentro do Palácio do Planalto
Leiam: O general Sérgio Etchegoyen foi designado pelo Presidente Michel Temer para controlar a ABIN, a agência de inteligência do governo que foi transformada pelo PT no G2 cubano. 
Tanto no Palácio do Planalto como entre ministros do Supremo Tribunal Federal existe a certeza de que nos últimos seis meses agentes da Abin, a Agência Brasileira de Inteligência, teriam espionado o presidente Michel Temer, líderes do PMDB, o juiz Sérgio Moro e até ministros do STF. A descoberta, há cerca de duas semanas, de um grampo ambiental instalado sob a mesa do gabinete do ministro Luís Roberto Barroso confirmou as suspeitas que a equipe do presidente Michel Temer e membros da força tarefa da operação Lava Jato têm desde dezembro. “Foi a Abin que grampeou o gabinete do ministro”, revelou a dois senadores o tenente coronel André Soares, ex-agente da Abin ainda lotado na Presidência da República. No final de março, uma empresa internacional de informações que atua no Brasil há mais de dez anos foi contratada para varreduras e detectou a arapongagem. Os espiões, segundo o levantamento feito pela empresa, seriam agentes da Abin trabalhando a pedido do ex-ministro Ricardo Berzoini, a quem a agência se reportava desde outubro do ano, por determinação da presidente afastada, Dilma Rousseff. Os episódios de bisbilhotagem descobertos a partir de dezembro foram tratados com absoluta discrição pelos auxiliares de Temer e pela equipe de segurança do STF e se mostraram determinantes para o presidente recriar o GSI (Gabinete de Segurança Institucional). A equipe de Temer acredita que sob a tutela do general Sérgio Etchegoyen a Abin possa ser melhor controlada.
ESPIONAVAM TEMER E MORO
Duas semanas antes do Natal os responsáveis pela segurança de Temer passaram a estranhar a presença de “fotógrafos” postados nos limites do Palácio do Jaburu, de onde poderiam registrar todas as visitas recebidas pelo então vice-presidente. Na mesma época, Temer passou a estranhar algumas interferências em suas ligações telefônicas e comentou o fato com pelo menos dois líderes do PMDB muito próximos a ele. Surpresos, os dois disseram estar com o mesmo problema. Diante disso foi contratada a empresa internacional de inteligência. Sessenta dias depois, membros da operação Lava Jato, que pedem para não ter os nomes revelados, receberam informações anônimas denunciando espionagem sobre o juiz Sérgio Moro. O fato teria se confirmado, pois, segundo agentes da Polícia Federal ouvidos por ISTOÉ, o ex-presidente Lula teria sabido com antecedência que seria obrigado a depor coercitivamente e também soube de que sua conversa com Dilma sobre a frustrada nomeação para a chefia da Casa Civil havia sido gravada. Moro teria tornado pública as gravações a partir do momento em que tomou conhecimento de que pudesse estar sendo monitorado pela Abin. Finalmente, no mês passado, a partir de investigação sigilosa feita pela Polícia Civil de São Paulo foi comprovado que o computador pessoal de Marcela Temer, mulher do presidente, havia sido invadido por hackers.
DENTRO DO STF
Oficialmente, a varredura feita há duas semanas pela Secretaria de Segurança do STF no gabinete de Barroso foi uma ação rotineira. Na verdade, porém, todos os gabinetes do Supremo foram vistoriados depois que três ministros receberam informações de que seriam alvos de bisbilhoteiros. “Temos quase certeza de que o pessoal da Abin está envolvido nisso. Por isso não encaminhamos para lá nenhuma investigação”, disse à ISTOÉ um dos agentes de segurança do STF na noite da quinta-feira 19. “Do ponto de vista institucional, é gravíssimo alguém ter a ousadia de colocar um grampo num gabinete do Supremo. É uma desfaçatez absoluta”, afirmou Barroso, responsável pela gestão das penas dos responsáveis pelo Mensalão.
Diante dessas constatações, na semana passada o diretor da Abin, Wilson Trezza acertou sua saída do cargo que ocupa há oito anos. A tendência é a de que ele continue no posto até o final das Olimpíadas, tempo suficiente para que o governo Temer escolha um sucessor, que precisará ser sabatinado pelo Senado antes de assumir. 
ORIGEM: 
Do site da revista "Isto É"