quarta-feira, 2 de novembro de 2016

CARTA ABERTA DO GENERAL TORRES DE MELO À MINISTRA CÁRMEN LÚCIA



iCARTA ABERTA

x

TORRES DE MELO Cancelar inscrição


para mim
CARTA ABERTA
Excelentíssima Ministra Carmen Lúcia
Mui Digna Presidente do STF
        Serei breve. Tenho 92 anos. Já vi de tudo nesse mundo e agora assisto
não se tratar, com o devido respeito o Poder, que defende as leis e
portanto a segurança do País.
  Não irei dar conselho, pois a Senhora é um exemplo de Brasileiro que tem
a perfeita noção do cumprimento do dever.
        Na atual crise (não sei até que profundidade isso é verdade) orgulhei-me
de ter na presidência do STF uma mulher que sabe se manter na linha da
austeridade.
        O Exmo. Sr. Presidente da República, tentando evitar um maior choque entre
os Poderes Legislativo e Judiciário, convida os presidentes dos mesmos para
uma reunião,  que se realizou no Palácio do Governo.
        Neste momento de tensão a senhora agigantou-se. Mostrou que, ali,
tratava-se do destino do País. As TV lançam ao ar o início da reunião, com
tomada de cena oficial. Os presidentes do Executivo e Legislativo aparecem
rindo e a senhora séria como deveriam se encontrar todos. Não era comício
nem cata de voto, era o futuro do País que estava em jogo.
        A resposta dada por Vossa Ex. ao Presidente Do Senado foi uma lição de
grandeza. Num País onde não se respeita os nobres defensores da lei,
pode-se afirmar que vivemos no caos.  A afirmativa de Vossa Excelência nos
leva a um pensamento que li, não sei aonde:
“não há ordem onde não há justiça”.
A senhora, atualmente, segura a
Chama da JUSTIÇA E DA ESPERANÇA.
Meus sinceros respeitos
General Reformado Francisco Batista Torres de Melo
CPF- 000.011.393-04
01 DE NOVEMBRO DE 2016


PROFECIAS E MISTÉRIOS: Hercólubus e as profecias sobre o fim dos tempos