segunda-feira, 13 de março de 2017

ATA DA REUNIÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA E DOS PRESIDENTES DE NÚCLEOS E COMISSÕES - SOCIEDADE VETERANOS DE 32-MMDC - 11 DE MARÇO DE 2017

SOCIEDADE VETERANOS DE 32 – MMDC Sob a Presidência do Cel PM Mario Fonseca Ventura “São Paulo Forte, Para Um Brasil Unido” Reunião com Pres. Nucleos e Apresentação do Projeto Mecenas
Data: 11/03/17 –
Local: Monumento Mausoléu aos Heróis de 32 - Obelisco –
Horário: 14:30h
Ata da Reunião 1. Início: Aos onze dias do mês de março do ano de dois mil e dezessete, na sede da Sociedade Veteranos de 32-MMDC, Praça Ibrahim Nobre, s/nº, Monumento Mausoléu ao Soldado Constitucionalista de 32 - SP, realizou-se a reunião da Diretoria Executiva e dos presidentes dos Núcleos e das Comissões, sobre a presidência do CEL PM MARIO FONSECA VENTURA. Compareceram nessa reunião os seguintes Colaboradores do MMDC: Dr. MARIANO TAGLIANETTI – Pres. Associação Paranaense MMDC e Heróis do Cerco da Lapa (Curitiba/PR); Sra SÍLVIA REGINA GIOMETTI LUZ MAGALHÃES – Diretoria Executiva da Juventude da Soc Vet de 32-MMDC; CAP EB ANTONIO CARLOS LUZ MAGALHÃES – Pres. MMDC TCESP; Dra. MARIA LÚCIA CAMARGO - Diretora Jurídica; Maj PM NATANAEL SOARES DOS SANTOS – Pres. MMDC Leste (escrivão ad-hoc); Sr. HÉLCIO DE ABREU DALLARI JÚNIOR – MMDC Academia de Cultura; Srta. CAMILA LOURENÇO GIUDICE – Pres. MMDC Academia de Cultura; e, Sra MARIA HELENA TAGLIANETTI – Associação Paranaense MMDC e Heróis do Cerco da Lapa (Curitiba/PR), conforme Lista de Presença anexa. O Sr. CEL PM EDUARDO - Pres. MMDC Esc Sup Bombeiros, justificou a sua ausência através do Grupo de Whatssap, devido a compromissos inadiáveis previamente agendados. O Pres da Soc Vet 32-MMDC – Cel Ventura, fez a abertura dos trabalhos, iniciando a Reunião às 15:10h, saudando-se a Bandeira Nacional, conforme o protocolo do Estatuto vigente. 2. Assuntos tratados: Como Escrivão Ad-Hoc, eu, Maj Natanael, passei a proceder os registros da presente reunião. Dada a palavra aos participantes, estes se manifestaram, conforme segue: - Sra Silvia: sugeriu a confecção de fardas da época de 1932 para as crianças desfilarem no “9 de Julho”, sendo que também poderíamos fazer campanha para que pessoas possam apadrinhar os custos destas fardas para as crianças nas quais não tiverem 2 condições, e ou, conseguir-se camisetas com logomarca da Soc Vet 32-MMDC e se montar um pelotão com estas crianças com poucas condições financeiras, para que desfilem no 9 de julho. A Sra Silvia também sugeriu que a Ana (alfaiate) poderá fazer as fardas para as crianças com custos acessíveis; e que, o Sr. Marcelo Covatz também poderá confeccionar camisetas para as crianças também com custo acessível; - Cap EB Magalhães sugeriu que no Evento Oficial do “9 de Julho” todos, inclusive as crianças, possam desfilar fardados, devido ao destaque que se dará ao Movimento Constitucionalista; - Dr. Mariano Taglianetti comentou sobre a “Lei de Gerson”, e que São Paulo é o guardião dos valores do Brasil que vem se perdendo, e que necessitamos de uma reforma profunda no país; que se fundou um Núcleo MMDC no Paraná, e neste sentido seria interessante engajar toda a sociedade paranaense, paulista e brasileira para estarem com camisetas da Revolução nos Eventos, denotando-se um sentido de “brasilidade” mostrando que o Brasil está unido pelo bem comum. E que, neste sentido, se no “9 de Julho” São Paulo em peso estiver vestido desta camiseta, futuramente também poderemos também até exportar a camiseta aos demais Estados brasileiros, para que todo o Brasil possa entender a importância da Constituição brasileira; - Sra Silvia: salientou que em primeiro lugar, é importante que os Paulistas se interessam pela Revolução no seu verdadeiro sentido, e descaracterizar a idéia errada de muitos, de que a Revolução de 32 foi um Movimento separatista de São Paulo, sendo certo que não, pois a Bandeira de São Paulo é a única que tem o mapa do Brasil; - Sr. Mariano: expôs que num podemos ficar no casulo, e sim, divulgarmos amplamente o Movimento Constitucionalista não só para São Paulo, mas para todo o Brasil. - Cel Ventura: deu ciência a todos que está sendo oficializada a criação do Núcleo “MMDC Academia de Cultura – Pro MMDC Fiant Eximia” tendo a Srta. Camila Lourenço Giudice como presidente deste núcleo, juntamente com o Sr. Hélcio Dallari, e deu a palavra a presidente do novo Núcleo, que prosseguiu com a fala: - Srta. Camila: expôs que está se concluindo o Regimento Interno, e que o Núcleo está propondo a se integrar não só no quesito arte, mas também em todos os lados sociais mais fortes, como cultura, atividades de criação de filmes, documentários; que o Núcleo Academia de Cultura, não há interesse em outorgar medalhas, e sim diplomas, mimos, tendo-se a preocupação de não se gerir valores em espécie ou de qualquer natureza, e que se idealiza, que as doações sejam recebidas não com dinheiro, mas sim, através de trabalhos voluntários realizados, através de campanhas de agasalhos, câncer, entre outras; - Sr. Hélcio Dallari: ratificou sobre a fase inicial do Núcleo MMDC Academia de Cultura, ressaltando-se a importância do Regimento Interno que está sendo elaborado com parcimônia, muito estudo e muito cuidado para que seja duradouro; - Cel Ventura: sugeriu a criação do “site” do Núcleo MMDC Academia de Cultura; - Cap EB Magalhães: disse que em parceria com o Dir. Informática do TCESP do Núcleo TCESP, está criando uma plataforma para facilitar o acesso para que as pessoas possam se associar ao MMDC de uma maneira mais prática e digitalizada, facilitando também o pagamento das mensalidades de acordo com as opções a serem escolhidas pelo novo sócio, 3 podendo-se através desta plataforma inteligente, associar-se até através de smartphone pelo “QR-Code”; sugeriu também, criar a “Loja Virtual MMDC” para serem vendidos itens da Revolução de 32 como “botons”, chaveiros, camisetas, canetas, até mesmo a Bandeira de São Paulo, e que, esta maior praticidade e otimização através da internet poderá alavancar em muito a divulgação do MMDC; - Cel Ventura: nomeou como Cmt do Exercito Infanto-Juvenil Aldo Chioratto, a 2º Sgt PM Rosalin Dias Primo – Vice-Pres do Núcleo MMDC Leste, cabendo a esta, a missão de planejar, coordenar, organizar e treinar as crianças com fardas atuais da PM, para o Desfile do 9 de Julho, devendo haver 3(três) ensaios no mês de junho do corrente, na ESSgt (Escola Supeior de Sargentos); - Cap EB Magalhães: passou a idéia, sugerindo muito bem, para se conseguir Monitores para serem responsáveis e cuidar de cada grupo de cerca de 10 crianças, para ajudar nos treinamentos e no desfile do 9 de julho; - Cel Ventura: determinou que a Cmt do Exercito Infanto-Juvenil Aldo Chioratto estará trabalhando em conjunto, e subordinada a Diretoria Executiva da Juventude da Soc Vet de 32-MMDC: Sra Silvia; - Maj Natanael: no sentido de se valorizar a Diretoria, Presidentes de Núcleos e todos que estão imbuídos e trabalhando proficuamente pelos ideais de 32, foi sugerido a estes Colaboradores para que enviem um Curriculum Vitae para o e-mail do MMDC (no site: www.mmdcleste.com.br na aba “Associados” há modelo de currículo disponibilizado na Internet), para que se tenha uma avaliação de quais Condecorações o Colaborador do MMDC possui, e para que a Sociedade Vet 32-MMDC e os seus Núcleos possam ir condecorando estes Colaboradores com as Medalhas Alusivas ao Movimento Constitucionalista nas quais estes não possuem. Também foi sugerido, após anuência do Presidente, que o Núcleo MMDC Leste estará providenciando um Quadro de Medalhas Grande e Envidraçado com Todas as Medalhas referentes ao Movimento Constitucionalista, material este a ser confeccionado pelo Sr. Marcelo Covatz, e que será colocado na entrada do Obelisco para ciência dos visitantes. 3. Assuntos Pré-Determinados que Foram Tratados: - Projeto Mecenas - Cel Ventura: discorre sobre o PROJETO MECENAS, pronunciando-se: Nossos agradecimentos a todos que procuram enaltecer o Ideal de Direito de 32. Há nos tempos atuais a busca pelo civismo e a necessidade de melhoria do povo brasileiro. A Sociedade Veteranos de 32-MMDC traz para os nossos dias todo o heroísmo daqueles que pegaram em armas para derrubar a ditadura vigente naquela época. Temos realizado um esforço tremendo para o engrandecimento do MMDC, atingindo o número significativo de 58 núcleos, sendo que outros surgirão brevemente. No ano passado realizamos 273 eventos, ultrapassando o número de 237 de 2015. Em 2014 foram 230 ventos. Isso é possível justamente por causa da construção dos núcleos, verdadeiros pontos avançados da Sociedade em todo o estado e até fora dele. 4 Hoje, no entanto, estamos reunidos para estudar o PROJETO MECENAS, conforme irá expor o nosso confrade curitibano MARIANO TAGLIANETTI. Esse projeto é oriundo da Associação Paranaense 1932 e Heróis do Cerco da Lapa, conforme explicita a ata abaixo descrita: ATA SOBRE O PROJETO MECENAS - ASSOCIAÇÃO PARANAENSE MMDC E HERÓIS DO CERCO DA LAPA. Aos seis dias do mês de fevereiro de 2015, de conformidade com o edital afixado em sua sede à Av. Mal. Floriano Peixoto 228, coj.1504, Edifício Banrisul, nesta Capital de Curitiba, Estado do Paraná, realizou-se em 2ª convocação , reunião da DIRETORIA EXECUTIVA, sob presidência do Cel. JOÃO ALMEIDA com a presença dos Presidentes dos Conselhos DELIBERATIVO E FISCAL respectivamente Ten. R/2 Inf. MARCOS ANTONIO MARTINS DE LIMA e Ten. R/2 Inf. NEILLOR GABRIEL VIGO e demais presentes integrantes da Entidade, para deliberarem os itens contidos no edital de convocação. O Sr. Presidente dando início aos trabalhos pôs em discussão o ITEM 01 DO EDITAL - proposta do Diretor Jurídico - DOAÇÃO DO VALOR EQUIVALENTE A 60% (SESSENTA POR CENTO) -, do valor a ser apurado em transação de acervo – pinacoteca – de sua propriedade constituída de 42 obras de arte (relação anexada a esta ata), que foi devidamente explanada pelo Dr. MARIANO TAGLIANETTI,em votação a proposta foi aprovada por unanimidade dos presentes. O Sr. Presidente passando ao ITEM 02 DO EDITAL - atendendo ao art. 42 ”alínea d” dos estatutos da Entidade: - “COMPETE À DIRETORIA EXECUTIVA DESIGNAR COMISSÕES ...” -, propôs os nomes que iriam compor a COMISSÃO DE VENDAS DE OBRAS DE ARTE-CVOA que sob sua presidência integrariam a referida comissão -; - Ten. MARCOS ANTONIO MARTINS DE LIMA – Presidente do Conselho Deliberativo ; - Ten. NEILLOR GABRIEL VIGO - Presidente do Conselho Fiscal; - DR. MARIANO TAGLIANETTI – Diretor Jurídico; e Diretor Financeiro Empr. CARLOS MORITZ VICENTE GOMES, os quais aprovados por unanimidade passaram a constituir a CVOA .O Sr Presidente Cel ALMEIDA passou então ao TERCEITO ITEM DO EDITAL- “Elaborar o Regulamento que irá regera venda bem como as quotas das Entidadesque participarão do projeto : - ASSOCIAÇÃO PARANAENSE MMDC 32 E HERÓIS DO CERCO DA LAPA; - ASSOCIAÇÃO DOS OFICIAIS DA RESERVA DE CURITIBA – AORE; - SOCIEDADE VETERANOS DE 32 MMDC, concitando a comissão a discutir os termos do REGULAMENTO elaborando-o. Discutido e aprovado pela CVOA foi reduzido a termo o- “REGULAMENTO GERAL DE VENDA DE OBRAS DE ARTE” - de que trata o projeto já esclarecido e aprovado que junta-se a presente ata em três laudas datilografadas com a relação das 42 obras que constituem seu objeto.A seguir a CVOA aprovou por unanimidade a divulgação do projeto através de site a ser devidamente elaborado. Nada mais tendo a tratar o Sr. Presidente encerrou a reunião secretariada por mim MARIA HELENA MUNHOZ DA ROCHA TAGLIANETTI, juntando-se ainda a esta ata lista assinada dos presentes,e devidamente assinada pelo Sr. Presidente Cel. JOÃO ALMEIDA, nesta data de 06 de fevereiro de 2.015. MARIA HELENA MUNHOZ DA ROCHA TAGLIANETTI / SECRETÁRIA Cel. JOÃO ALMEIDA / Presidente. DISTRIBUÍDO SOB Nº 78-13582 AO 1º OFÍCIO / 25/02/2.015. 5 PROTOCOLADO SOB Nº 874.142 / REGISTRADO E MICROFILMADO SOB Nº 1.084.007/ 1º SERVIÇO REGISTRO DE TÍTULOS E DOCUMENTOS / REGISTRO CIVIL DE PESSOAS JURÍDICAS - JOSÉ MENDES CAMARGO TITULAR / CURITIBA – PR. 27 DE FEVEREIRO DE 2.015. ASSOCIAÇÃO MMDC 32 E HERÓIS DO CERCO DA LAPA COMISSÃO DE VENDA DE OBRAS DE ARTE (PINACOTECA TAGLIANETTI) REGULAMENTO GERAL DE VENDA DE OBRAS DE ARTE A CVOA - Comissão de Vendas de Obras de Arte, formada por diretores da Associação MMDC 32 e Heróis do Cerco da Lapa, faz saber a todos quantos o presente Regulamento Geral de Venda de Obras de Arte, virem ou dele tiverem conhecimento, as informações necessárias para operação de compra e venda das obras relacionadas no anexo I (contendo três folhas), do presente. I – DA DESCRIÇÃO E VISITAÇÃO DAS OBRAS OFERTADAS 1.1 – O objeto da venda é uma coleção de pinturas formada por 42 (quarenta e duas) obras, sendo 5 (cinco) aquarelas e 37 (trinta e sete) telas, descritas no Anexo I do presente regulamento, denominada “PINACOTECA TAGLIANETTI”, e apresentadas nas fotos contidas no arquivo eletrônico ora disponibilizado. 1.2 – É possível a visitação das obras em oferta pelos potenciais interessados, a fim de que possam examiná-las e vistoriá-las, em horário e endereço a ser indicado pela CVOA. 2 – DO PREÇO, DA FORMA E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO. 2.1 – As obras, objeto do presente regulamento e relacionadas no Anexo I, possuem valor intelectual fixado em R$ 2.500.000,00 (dois milhões e quinhentos mil reais).Valor este que torna-se parâmetro para a negociação, podendo ser ultrapassado. § ÚNICO: A CVOA realizará trimestralmente a reavaliação das obras, baseada nos índices de inflação editados por órgãos governamental. 2.2 – As obras não poderão ser vendidas separadamente. 2.3 – Os potenciais interessados poderão oferecer proposta de compra em envelope lacrado ***, que será levado à CVOA para análise. A resposta será efetuada, por escrito, dentro de, no máximo, 20 (vinte) dias úteis após o recebimento do envelope, tendo por prevalência a data de sobrestamento. 2.4 – No caso de ser aceita a proposta, o comprador terá o prazo de 5 (cinco) dias úteis após o recebimento da resposta da CVOA, para efetuar o pagamento através de cheque cruzado e nominativo a MARIANO TAGLIANETTI, com declaração de verso, “transação realizada com fins de compra da Pinacoteca MT”. 2.5 – A entrega das obras será efetuada após a confirmação da operação financeira, sendo a transmissão de posse ratificada por documento hábil assinado pelo proprietário da pinacoteca. 3 – DO RECEBIMENTO E DA RETIRADA DAS OBRAS. 6 3.1 – As obras serão entregues com a expedição do documento de transmissão de posse. 3.2 – A retirada das obras deverá ocorrer, em até 10 (dez) dias da data do pagamento, correndo por conta do adquirente todas as despesas com remoção, transporte, pessoal de carga e demais encargos dela decorrentes, sendo de sua inteira responsabilidade a adoção dos procedimentos necessários à sua concretização. 3.3 – Somente será permitida a retirada dos bens por terceiros, sem a presença do adquirente, desde que venham autorizados formalmente por este. 3.4 – Após o prazo de remoção estabelecido no item 3.2, será cobrada a importância correspondente à multa de 0,1% (zero vírgula um por cento) ao dia sobre o valor da aquisição, como taxa de guarda e armazenamento, até implementar 100% (cem por cento) do valor depositado. Em caso do não pagamento desta multa, poderá ser retida uma ou mais obras para cobertura do valor devido. 4. – DA DESTINAÇÃO DO VALOR DA VENDA 4.1 – A CVOA determina que o valor oriundo da venda das obras constantes no Anexo I será assim distribuído: 4. 1.1. – 40% (quarenta por cento) do valor bruto recebido será destinado ao proprietário das obras.. 4.1.2. – Sobre os 60% (sessenta por cento) restantes serão deduzidos: 4. 1.2.1. – Os tributos sobre a venda das obras. 4. 1.2.2. – Comissão de 5% (cinco por cento) para o representante que efetuar a venda das obras. 4. 1.2.3. – Pagamentos de despesas incorridas no fechamento da operação de vendas. 4. 1.3. – Após as deduções mencionadas no subitem anterior, o saldo será dividido em 6 (seis) partes iguais, que serão assim distribuídas: 4. 1.3.1. -3(três) partes para a ASSOCIAÇÃO MMDC 32 E HERÓIS DO CERCO DA LAPA, com sede na cidade de Curitiba. 4.1.3.2. – 1 (uma) parte para a ASSOCIAÇÃO DOS OFICIAIS DA RESERVA DO EXÉRCITO DE CURITIBA AORE. 4.1.3.3. – 1 (uma) parte para SOCIEDADE VETERANOS DE 32 – MMDC, com sede na cidade de São Paulo. 4.1.3.4. – 1 (uma) parte para a entidade a que pertence o representante vendedor das obras. 5 – DISPOSIÇÕES GERAIS 5.1 – O adquirente das obras será admitido como sócio benemérito da ASSOCIAÇÃO MMDC 32 E HERÓIS DO CERCO DA LAPA. 5.2 – As alienações realizadas são irrevogáveis e irretratáveis, não podendo o adquirente recusar as obras recebidas ou pleitear redução no preço, ou mesmo alegar desconhecimento das condições e características das obras, sob qualquer pretexto. 5.3 – Em nenhuma hipótese, salvo, exclusivamente, nos casos de nulidades previstas em lei, serão aceitas desistências dos adquirentes ou alegações de desconhecimento das cláusulas deste Regulamento Geral de Venda de Obras de Arte, para se eximirem das obrigações geradas. 5.4 – Poderão participar como representantes do vendedor, todas as pessoas ligadas às entidades citadas no item 4. 5.5 – As propostas citadas no subitem 2.3 somente terão validade, se assumidas pela CVOA, não tendo, os representantes do vendedor, poderes para este fim. 7 5.6 – Questões não elencadas no presente Regulamento Geral de Venda de Obras de Artes, serão sanadas e esclarecidas pela CVOA. *** Caixa Postal 1868 – CEP 80011-970 – Curitiba, PR. Curitiba, 06 de fevereiro de 2.015. JOÃO ALMEIDA – DIRETOR PRESIDENTE / MARCOS ANTONIO MARTINS DE LIMA – PRESIDENTE DO CONSELHO DELIBERATIVO / NEILLOR GABRIEL VIGO – PRESIDENTE DO CONSELHO FISCAL / MARIANO TAGLIANETTI – DIRETOR JURÍDICO / CARLOS MORITZ VICENTE GOMES – DIRETOR FINANCEIRO. PROTOCOLADO SOB Nº 874.143 / REGISTRADO E MICROFILMADO SOB Nº 1.084.008 / 1º REGISTRO DE TÍTULOS E DOCUMENTOS – JOSÉ MENDES CAMARGO – TITULAR / CURITIBA, 27/02/2.015. ACERVO – PINTORES RECONHECIDAMENTE MESTRES . 42 OBRAS – 37 TELAS E 06 AQUARELAS. PINACOTECA “TAGLIANETTI” AQUARELAS 1 – EPSTEIN - Monsieur Vincent –/ 20 x 28 ( cm ) 2 – GARFUNKEL – Carroça – cidade / 13 x 22 ( cm ) 3 – WILLER – Barcos / 26 x 09 ( cm ) 4 – ANDRADE LIMA –São Paulo – Centro / 05 x 23 ( cm ) 5 – ANDRADE LIMA – Pescadores– maré / 27 x 18 ( cm ) TELAS 6 – DURVAL PEREIRA – Caiçara / 64 x 50 ( cm ) 7 – DURVAL PEREIRA – Lavadeira / 73 x 54 ( cm ) 8 –Oswald LOPES – Guaratuba – enseada / 48 x 40 ( cm ) 9 - Slatz – Jangadas - Nordeste - Ceará / 50 x 50 ( cm ) 10 – Ricardo KRIEGER – Capri - Itália / 25 x 40 ( cm ) 11 – Rogério CALDERARI – Barco pesqueiro / 58 x 7- ( cm ) 12 –Lineu BASSETTI – Lago do Atuba / 40 x 32 ( cm ) 13 –Vincenzo CENCIN – Cena portuária / 33 x 55 ( cm ) 14 – Oswald GRILL – Riacho / 22 x 15 ( cm ) 15 – Renzo GORI – Vilarejo - Paredão - / 50 x 40 ( cm ) 16 – Gianfranco PISTOLLESI – Girassóis / 20 x 60 ( cm ) 17 – MATTER – Vila Velha – Ponta Grossa - Pr / 50 x 60 ( cm ) 18 – MATTER – Enseada – Caiobá - Pr / 60 x 70 ( cm ) 19 – MORET – Riacho- Pinheiros - mata / 90 x 60 ( cm ) 8 20 – PEDROSA d’OLIVEIRA - Desafio / 140 x 88 ( cm ) 21 – Guido VIARO – Campestre /22 x 37 ( cm ) 22 – COLLETT PUJOL – Ouro Preto / 30 x 40 ( cm ) 23 – Antônio MACEDO – Longchamp / 40 x 50 ( cm ) 24 –TAKAKI – Rosas / 72 x 55 ( cm ) 25 – ATHAYDE – Estaleiro / 27 x 35 ( cm ) 26 –Zélio ANDREZZO – Jovens pós-aula – Tunisia / 70 x 50 ( cm ) 27 – Zélio ANDREZZO – Escadaria - Tunisia / 20 x 30 ( cm ) 28 – Carlos KAHAN – Oasis / 60 x 90 ( cm ) 28 – Nilson MULLER – Pique-nique / 50 x 60 ( cm ) 29 – ARAGAKI – Degelo / 1,00 x 1,00 ( m ) 30 – CERESPANICUCCI – Amor – perfeito / 50 x 60 ( cm ) 31 – CERES PANICUCCI – Acapulco /48 x 39 ( cm ) 32 – GOLBI CARVALHO – Dançarina /40 x 50 ( cm ) 33 – Genaro de Oliveira – Obra em vermelho - / 40 x 60 ( cm ) 34 – ETTORE FEDERIGHI – Nat morta – no escuro / 70x90 ( cm ) 35 – ÉRICO DA SILVA – Araucárias / 120 x 80 ( cm ) 36 – ÉRICO DA SILVA – Arlequim - em verde / 50 x 70 ( cm ) 37 – ANTONIO PASCHOAL – Serra / 50 x 80 ( cm ) 38 – ACYR FRESATO ROSA – Biblioteca / 60 x 80 ( cm ) 39– WALDEMAR FREYESLEBEN – Tanque do Bacacheri / Obrainacabada 1,48 x 1,13 (m ) 40 – MARAZZI – Praia -Caiçara – Jangada / 35 x 30 ( cm ) 41 – Moret – Praia Nordestina – 30 x 40 ( cm ) 42 – Raimundo SILVEIRA – Circo TOTÓ / 50 x 50 (cm ) Curitiba, Estado do Paraná – Brasil em 06/02/2.015 *PINACOTECA INTEGRAL. Valor intelectual – R$ 2.500.000,00 (dois milhões e quinhentos mil reais). DISTRIBUÍDO SOB Nº 78-13583 AO 1º OFÍCIO – 25/02/2.015 PROTOCOLADO SOB Nº 874.143 / REGISTRADO E MICROFILMADO SOB Nº 1.084.008 / 1º SEREVIÇO DE REGISTRO DE TÍTULOS E DOCUMENTOS JOSÉ MENDES CAMARGO – TITULAR / CURITIBA – PR. 27/02/2.015. 
Nada mais nada a ser tratado, e, completada a finalidade desta reunião, o Senhor Presidente declarou encerrados os trabalhos às 16:59h. E, para constar, como escrivão Ad-Hoc, digitei a presente ata, que, depois de lida e aceita, vai rubricada por mim___________, e, assinada pelo Senhor Presidente da Soc Vet 32-MMDC. _______________________________ MARIO FONSECA VENTURA Cel PM – Presidente Soc Vet 32-MMDC “Pro Sancto Paulo, Fiant Eximia”! – “Por São Paulo, Façam-se Grandes Coisas”!

Nenhum comentário: