quinta-feira, 2 de março de 2017

PROJETO DE FEDERALIZAÇÃO DAS POLÍCIAS - POR CORONEL PM ARMANDO DE ALBUQUERQUE

Pelo texto, os colegas verão que o e-mail denota visão bastante pessoal. Aliás, creio que nesse tipo de intervenção cada um deve externar seu ponto de vista.  


  
Colegas,

Votei na enquete do Senado e também enviei e-mails para o Senador Cristovam Buarque e para o Senador Magno Malta. Penso que outros poderiam enviar mensagens para esses e outros senadores.

Abaixo, segue o texto enviado ao Senador Magno Malta, que pouco difere do enviado ao Senador Buarque.
Caro Senador Magno Malta,

Enviei ao Senador Cristovam Buarque um e-mail cujo teor tem muito do que vai abaixo.

Reporto-me ao projeto do "Assunto" e peço ao senhor que atente para a inconveniência desse tipo de debate.

Esse é um tema caro à esquerda, cuja vocação centralista e desejo de controlar as forças de segurança são sobejamente conhecidas. Porém, o projeto trata de algo que caminha na contramão da doutrina de segurança pública no mundo.

Veja-se que são raros os exemplos em que serviços policiais não são MUNICIPAIS. A competência estadual já é um desvio que custa caro a nosso pais, ainda mais com a existência de duas policias no mesmo território.

Obviamente, uma agência FEDERAL reguladora, como existente em países desenvolvidos, seria bem-vinda, desde que apoiada em conhecimento e não em ideologia; em interesse público e não em corporativismo; em aprofundamento e não em “perfumaria”.

Sou coronel aposentado da PM de SP e tive a oportunidade de conhecer importantes departamentos de polícia no mundo. Com isso, firmei a convicção de que nem mesmo as organizações policiais têm clareza de entendimento de como PRESTAR o serviço policial. Muito menos, me perdoe, a classe política, que, na maioria das ocasiões, se orienta por lobbies de associações policiais. 

Grato pela atenção.

Armando de Albuquerque




Nenhum comentário: