quarta-feira, 24 de maio de 2017

85º ANIVERSÁRIO DOS ENTERROS DE MÁRIO MARTINS DE ALMEIDA E EUCLIDES MIRAGAIA, BALEADOS NA MADRUGADA DE 23 PARA 24 DE MAIO DE 1932,NA RUA BARÃO DE ITAPETININGA, DURANTE ATO PÚBLICO NA PRAÇA DA REPÚBLICA.

EXTRAÍDO DAS MEMÓRIAS DO CORONEL PM MÁRIO FONSECA VENTURA 

85 a. enterro de MÁRIO MARTINS DE ALMEIDA, de 21 anos. Convidados pelas agremiações acadêmicas reuniram-se no LARGO DE SÃO FRANCISCO para mais de dez mil pessoas, a fim de, em imponente cortejo, se incorporarem aos funerais do acadêmico. Organizada a coluna encabeçada pelos portadores das bandeiras paulista e brasileira envoltas em crepe, puseram-se em marcha os acadêmicos. Em rigoroso silêncio, por entre um povo emocionado, desfilaram pelas ruas centrais, passando pelo lugar em que tombara MARTINS. Ao chegarem as bandeiras em frente ao prédio do PPP (PARTIDO POPULAR PAULISTA, EX-LEGIÃO REVOLUCIONÁRIA), os soldados que a guardavam prestaram continência. Calma, vagarosa, a coluna prosseguiu na caminhada fúnebre. O caixão era levado a braços por uma enorme multidão, tudo em silêncio, em silêncio de ódio mortal. Não eram só estudantes que compunham o cortejo, mas, também, elementos de todas as classes sociais: grupos de empregados e patrões, civis e militares, moços e moças.
No Cemitério da CONSOLAÇÃO, outra coluna popular aguardava o féretro, formando alas, do portão à Capela. Terminada a encomendação, surge IBRAHIM NOBRE do meio da multidão. Pronuncia a oração fúnebre. Começa dirigindo-se à massa popular, pede para que a família paulista permaneça em seus lares guardando, em profundo silêncio, a dor pela perda irreparável de um filho seu, um puro coração de bandeirante! Foram suas últimas palavras:...”MÁRIO, que DEUS te receba e nos dê a paz nestas horas atribuladas das nossas catástrofes!”

Em SÃO JOSÉ DOS CAMPOS, EUCLIDES MIRAGAIA era sepultado nessa mesma tarde, presente a população da cidade, que, para tal fim, encerrara suas atividades. 

Nenhum comentário: