quarta-feira, 12 de julho de 2017

0S 9 DE JULHO DE 1968 E 1969

 49 a. do 36º aniv. da REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 32, em 9 de julho de 1968. No Monumento-Mausoléu, às 8 horas, outorga da MEDALHA “MMDC”. Responsável: Tenente FRANCISCO MOLINARI e membros do Conselho da Medalha. Ás 9 horas, Missa solene de “Requiem” oficiada por Sua Eminência Reverendíssima doma AGNELLO ROSSI, Cardeal Arcebispo de SÃO PAULO, na CATEDRAL METROPOLITANA, com homenagens póstumas aos companheiros falecidos de 1967 a 1º de julho de 1968. Durante a missa, a guarda de honra aos ataúdes estava a cargo dos veteranos: ELÍSIO LEAL, Dr. GERALDO GOULART, Dr. BENEDITO LANG, SYLVIO SAMPAIO MOREIRA, FRANCISCO C. BELEGARDE FILHO, DARCY BANDEIRA DE MELLO, AMLETO MARQUES e JÚLIO DA COSTA LEAL. Às 10:45 horas, chega do cortejo, ao Monumento-Mausoléu, trazendo os restos mortais dos heróis. Chefe do cerimonial: PAULO BOMFIM com o roteiro seguinte: Colocação das URNAS no cadafalso; Honras Fúnebres por Tropas Militares; Encomendação Religiosa por Sua Eminência Reverendíssima dom AGNELO ROSSI, Cardeal Arcebispo de SÃO PAULO; Oração Ante a Última Trincheira pelo Poeta Soldado de 32, GUILHERME DE ALMEIDA; Cerimônia de Sepultamento dos Heróis; Toque de Missão Cumprida pelo Corneteiro-Mor da Sociedade Veteranos de 32, veterano ELIAS DOS SANTOS OLIVEIRA; Desfile em continência aos Heróis pelos Veteranos de 32, Forças Armadas Federais, Estaduais e Instituições.
Desfile Militar: a cargo das Forças Armadas.
Desfile de Veteranos: a cargo do CORONEL HOMERO DA SILVEIRA. Comandante do Exército Constitucionalista em 1968: CORONEL JOSÉ THEÓFILO RAMOS. Ajudante de Ordens: Veterano JARBAS DE ARAÚJO. ESTADO-MAIOR: Dr. LAURO DE BARROS SICILIANO e Dr. NELSON MORAES LOPES. Membros do Conselho Supremo, Diretoria, Conselho da Medalha e Senhoras Veteranas de 32.
Responsáveis pelos sepultamentos: TENENTE ELVIMEDORACH P. C. CARVALHO, Diretor da Exumação; Subinspetor JOEL CARDOSO MELLO, diretor do Departamento da Juventude; e veteranos: BENEDITO CAMPOS CARVALHO, JARBAS DE ARAÚJO, PAULO AQUELINO, JÚLIO DA COSTA LEAL, AMLETO MARQUES e JOÃO CINTRA FILHO.    


47 a. do 37º aniversário da REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 1932, em 9 de julho de 1969. O programa comemorativo ao aniversário, promovido pela Sociedade Veteranos de 32-MMDC começou com missa solene na CATEDRAL DA SÉ, oficiada por dom AGNELLO ROSSI, cardeal arcebispo de SÃO PAULO. Os despojos dos dez heróis constitucionalistas, exumados neste Estado e no RIO DE JANEIRO, foram velados durante toda a noite por uma guarda militar e pelos veteranos de 32. A celebração da missa de requiem começou às 9 horas. As dez urnas, com os restos mortais dos heróis LELIO RIBEIRO BOAVENTURA (Major do Exército Brasileiro, trasladado do Cemitério São João Batista, paulista), BOLIVAR RIBEIRO BOAVENTURA (2º Tenente do Batalhão “PAES LEME”, também paulista) e YOLANDO RIBEIRO BOAVENTURA (voluntário do Batalhão PAES LEME, paulista), ÉRICO NEVES DE MELO (do 2º RCD do Exército Brasileiro, riograndense), JOSÉ ALVES BERNARDO (soldado do 7º BCP da Força Pública, paulista), HYGINO MESSA (voluntário do Batalhão “MARCÍLIO FRANCO”, paulista), JOÃO DE PAULA FRANCO (voluntário do Batalhão “MARCILIO FRANCO”, paulista), PAULO LIMOEIRO (soldado do 2º RCD do Exército Brasileiro, paulista), DANTE MARTELETTI (voluntário do 2º BATALHÃO ESPORTIVO, paulista) e outro não identificado, estavam cobertas com as bandeiras brasileira e paulista, e escoltadas por uma guarda mista, composta por soldados do Exército, Marinha, Aeronáutica, Força Pública, Guarda Civil e veteranos. Após a missa, o cardeal abençoou as urnas, que foram carregadas pelas mais altas autoridades presentes para a escadaria da Catedral, onde foram homenageadas pelo povo e por um destacamento da Divisão de Polícia Militar da FORÇA PÚBLICA, que prestou as honras devidas. Em seguida, uma a uma as urnas foram colocadas sobre os carros do Corpo de Bombeiros, enquanto a banda de música da FORÇA PÚBLICA executava a marcha fúnebre. O cortejo foi formado, com destino ao Monumento-Mausoléu no IBIRAPUERA. Compareceram à missa de requiem o governador ABREU SODRÉ; o prefeito PAULO MALUF; o general CANAVARRO PEREIRA, comandante do II EXÉRCITO; o brigadeiro JOSÉ VAZ DA SILVA, comandante da 4ª ZONA AÉREA; o almirante HÉLIO DE AZEVEDO LEITE, comandante do 4º DISTRITO NAVAL; os almirantes JÚLIO DE SÁ BIERRENBACH e LUÍS PENIDO BURNIER; comandantes de várias unidades do Exército, assim como os comandantes das Forças Auxiliares –FORÇA PÚBLICA e GUARDA CIVIL– e os senhores CARVALHO PINTO, HÉRBERT LEVY, LAUDO NATEL, DEPUTADO NELSON PEREIRA, VEREADOR JOSÉ MARIA MARIN, além de outras autoridades.
Enquanto era celebrada a missa na SÉ, a Sociedade Veteranos de 32-MMDC fez a entrega de 45 condecorações durante as comemorações realizadas no PARQUE DO IBIRAPUERA, no Monumento-Mausoléu. Após a outorga das condecorações, que foi dirigida pelo CAPITÃO FRANCISCO MOLINARI, secretário do Conselho da Medalha MMDC, houve nova cerimônia para a recepção do cortejo que transportou os despojos dos heróis de 32, da SÉ ao IBIRAPUERA. Num breve discurso, o governador ABREU SODRÉ disse que as solenidades traduziam a “inspiração do povo paulista e do povo brasileiro, em geral, de amor à lei, respeito à Constituição e luta pela liberdade. O poeta PAULO BOMFIM, que foi escoteiro da Revolução Constitucionalista, presidiu a cerimônia de recepção. Assim que o cortejo chegou no Monumento-Mausoléu, com os DRAGÕES DA INDEPENDÊNCIA à frente e dois carros de bombeiros transportando as urnas, foram iniciadas as honras fúnebres. O arcebispo de SÃO PAULO, dom AGNELO ROSSI, fez a encomendação dos despojos, jogando água benta sobre as urnas. O poeta PAULO BOMFIM recitou em seguida um trecho da “ORAÇÃO ANTE A ÚLTIMA TRINCHEIRA”, de autoria de GUILHERME DE ALMEIDA, e finalmente pediu às autoridades para fazer o sepultamento das urnas no interior do Mausoléu. As solenidades terminaram com um desfile “puxado” pela BANDA da GC, ao longo da avenida IBIRAPUERA, com a participação dos veteranos de 32, batalhões da FORÇA PÚBLICA e corpos da GUARDA CIVIL. Receberam condecorações, entre outras autoridades: o secretário de TURISMO, ORLANDO ZANCANER; CORONEL EURICO JOSÉ COLLA; TENENTE-CORONEL ARNALDO RÉGIS; PRIMEIRO-TENENTE ALAOR SILVA BRANDÃO; ODETE GOMES e o INSPETOR-CHEFE DE DIVISÃO DA GUARDA CIVIL, ANTÔNIO VICENTE.  
Era Presidente do Conselho Supremo o Doutor LAURO DE BARROS SICILIANO. Presidente da Diretoria Executiva: NÉLSON MORAES LOPES. A responsabilidade geral pelo evento esteve a cargo do doutor NÉLSON MOARES LOPES e o Chefe Geral de Programação foi BENEDITO CAMPOS CARVALHO.

Responsáveis pelas caravanas: número 1, RIO DE JANEIRO, veteranos: Doutor DARCY BANDEIRA DE MELLO, Doutor JOSÉ PARANHOS DO RIO BRANCO e SUBINSPETOR WALDYR AGENOR BRAMBILLA, da Guarda Civil de São Paulo, membro do Departamento da Juventude. Caravana número 2, OLÍMPIA, PIRASSUNUNGA e BRAGANÇA PAULISTA. Veteranos: BENEDITO CAMPOS CARVALHO, GERALDO NORBERTO FREIRE BRAGA, JOSÉ LEANDRO DE BARROS PIMENTEL, 1º TENENTE ELVIMEDORACH PENHA CRHISTOPHE CARVALHO, Diretor de Exumação e Transladação e 2º TENENTE JOSÉ ROBERTO CAPPELLI da Força Pública do Estado de São Paulo, membros do Departamento da Juventude. O CORNETEIRO-MOR foi o veterano ELIAS DOS SANTOS OLIVEIRA.   

Nenhum comentário: