terça-feira, 18 de julho de 2017

10 DE JULHO DE 2017 - SEGUNDA-FEIRA



 A imagem pode conter: 11 pessoas, pessoas em pé, terno e multidão

COMEMORANDO O 9 DE JULHO DE 2017 NA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE SÃO PAULO.

D  I  A       10        D  E      J U L H O      D E       2017       –        SEGUNDA-FEIRA.
80 anos, seis meses e 13 dias de idade.
Início de minhas memórias – 9 de julho de 1950
PRIMEIRO DIA DO ANO 68º
59 anos e 37 dias na PMESP.
58 anos e 149 dias na ESCOLA DE OFICIAIS – 21 191 DIAS – 504 964 HORAS
53 anos e 307 dias da DECLARAÇÃO À ASPIRANTE A OFICIAL
29 anos e 119 dias no Posto de Coronel – 351 meses e 28 dias.
6 anos e 3 dias na Presidência da Sociedade Veteranos de 32-MMDC
11 367 dias CORONEL - 25 anos e 209 dias na reserva.
11 428-668 936                            11 367-263 384                             10 969-256 984.

DIA DO BEM-AVENTURADO PACÍFICO. Famoso trovador nascido na cidade de MARCAS, na ITÁLIA, no século XIII. Era chamado o “rei dos versos” ou “príncipe dos poetas”. Aos 50 anos foi convertido por SÃO FRANCISCO DE ASSIS. Acabou se tornando frei. Em 1217 foi para PARIS com a missão de implantar a ORDEM FRANCISCANA. No ano de 1223 foi nomeado visitador das CLARISSAS. Quando FRANCISCO DE ASSIS estava momentaneamente cego, PACÍFICO compôs sua obra prima, o “CÂNTICO DAS CRIATURAS”. Morreu no ano de 1230, na BÉLGICA.

DIA DE SANTA FELICIDADE. Foi martirizada em ROMA durante o reinado de MARCO AURÉLIO, depois de ter animado e exortado ao martírio seus sete filhos: SANTOS JANUÁRIO, FÉLIX, FILIPE, SILVANO, ALESANDRE, VITAL e MARCIAL. A respeito da heróica matrona, assim escreveu SÃO PEDRO CRISÓLOGO: “No meio dos cadáveres, passava alegre, porque via com os olhos da fé uma palma em cada ferida e sobre cada vítima uma coroa”.

INÍCIO DO 68º  TOMO

DIA DA PIZZA

A data é comemorada em SÃO PAULO desde 1985, e foi instituída pelo então secretário de TURISMO, CAIO LUÍS DE CARVALHO, por ocasião de um concurso estadual que elegeria as dez melhores receitas de mussarela e margherita. Empolgado com o sucesso do evento, o secretário escolheu a data do encerramento do concurso (10 de julho) como oficial de comemoração da redonda. No BRASIL, até os anos 50, as pizzarias eram exclusivamente das colônias italianas, porém o gosto se espalhou pelo País e hoje é um dos pratos mais apreciados pelo brasileiro.   

1879 a. sucessor e sobrinho de TRAJANO (53-117), o imperador romano ADRIANO morre aos 62 anos, em 10 de julho de 138. Pacífico e admirador da civilização grega, ele governou durante 21 anos. Tido como responsável pela consolidação do vasto império de ROMA, promulgou leis que regeram a capital por dois séculos.
508 a. nasce JUAN CALVINO, em 10 de julho de 1509, teólogo francês estabelecido em GENEBRA, autor da Reforma Protestante.
462 a. cidade de HAVANA é assaltada, incendiada e destruída pelo pirata francês JACQUES DE SORES, em 10 de julho de 1555.
192 a. BOLÍVIA recebe seu atual nome em homenagem ao libertador SIMÓN BOLIVAR, em 10 de julho de 1825.
187 a. nasce CAMILO PISSARRO, pintor francês, em 1830.
166 a. morre JACQUES DAGUERRE, inventor francês, um dos pais da fotografia, em 10 de julho de 1851.
159 a. da inauguração oficial do CEMITÉRIO DA CONSOLAÇÃO, em 10 de julho de 1858. A capela foi projetada por RAMOS DE AZEVEDO em 1902. O cemitério é uma síntese de SÃO PAULO. Lá estão vários famosos que marcaram sua história, incluindo muitos nomes de ruas e avenidas. Os escritores MÁRIO e OSWALD DE ANDRADE e MONTEIRO LOBATO estão enterrados ali, por exemplo. A pintora TARSILA DO AMARAL. Os presidentes CAMPOS SALLES e WASHINGTON LUÍS o os governadores ROBERTO DE ABREU SODRÉ e ARMANDO DE SALLES OLIVEIRA. Famílias de industriais como os MATARAZZO e os CALFAT. O introdutor do futebol no BRASIL, CHARLES MILLER, assim como PAULO MACHADO DE CARVALHO, nome do estádio do PACAEMBU. Os jornalistas LÍBERO BADARÓ e RANGEL PESTANA. De ex-escravos como o abolicionista LUÍS GAMA a nobres como barão de PIRAPITINGUY, passando pela MARQUESA DE SANTOS. Há também gente comum. E imigrantes e seus descendentes de todas as latitudes: italianos, libaneses, turcos, alemães, espanhóis, até mesmo duas famílias japonesas. E histórias como a de RITINHA, cujo rosto se vê num medalhão de bronze. Em 1930, quando tinha 14 anos, ela foi morta pelo pai, doutor SYNÉSIO PESTANA, por ter engravidado do motorista da família. O corpo do pai, morto em 1962, está ao lado. Não há democracia como a morte, que iguala a todos, pobre os ricos, culpados ou inocentes. Outro túmulo que é muito procurado pelos devotos é o de ANTONINHO DA ROCHA MARMO, que a população chama de “SANTO ANTONINHO” mesmo não tendo sido canonizado – o menino religioso que morreu de tuberculose aos 12 anos, em 1930 e a quem existem dezenas de plaquetas com agradecimentos de várias nuances. Outro alvo de devoção é ANTÔNIO GONÇALVES DA SILVA, o BATUÍRA, pioneiro do espiritismo no BRASIL. A arte tumular é um verdadeiro tesouro do cemitério, na opinião de FRANCIVALDO GOMES, o “POPÓ”, assessor administrativo e guia turístico. Até 12 de abril de 2002, quando seu mentor, DÉLIO FREIRE DOS SANTOS, advogado e historiador, veio a falecer, FRANCIVALDO era sepultador (coveiro). SANTOS foi, durante décadas, o administrador do cemitério. Entre os escultores “de status” estão italianos como NICOLA ROLLO, ATELO DEL DÉBBIO, FANNUCCHI, LUIGI BRIZOLARA, MATERNO GARIBALDI. Há também artistas mais conhecidos como GALILEO EMENDABILI, autor do Monumento-Mausoléu do IBIRAPUERA e, aqui, no cemitério, da escultura de inspiração etrusca “O ADEUS”, para a família SANTOS AZEVEDO. Ou como FRANCISCO LEOPOLDO E SILVA, autor do nu “SOLITUDO”, para a família CARVALHO. Ou ainda como RODOLFO BERNADELLI, que assina escultura no mausoléu de CAMPOS SALLES. Há, como na cidade, todos os estilos: gótico, neoclássico, art déco, modernista, contemporâneo.  Dois autores de primeira linha, têm obras que se destacam. Primeiro, “A PRECE”, de BRUNO GIORGI, escultura feita em 1970 para SALLES OLIVEIRA, governador e co-fundador da USP. É uma peça alta e esguia, em linha abstrata com influência de BRANCUSI, sugerindo duas mãos encostadas palma com palma. Segundo, duas esculturas de VICTOR BRECHERET. “O GRANDE ANJO”, com asas inspiradas em afrescos do RENASCIMENTO, adorna o túmulo da família BOTTI, ele mesmo também projetado pelo artista, num casamento admirável de bronze e granito. E “SEPULTAMENTO”, originalmente “MISE AU TOMBEAU”, porque premiada em PARIS em 1923, é a obra-prima do cemitério, onde está desde 1934, no túmulo de OLÍVIA GUEDES PENTEADO, a benfeitora dos modernistas. Foi MÁRIO DE ANDRADE quem a convenceu a comprar o trabalho. Uma sucessão de volumes estilizados que mostram CRISTO, MARIA e quatro mulheres, numa composição hierática, a um tempo austera e emocionante.  
De acordo com o historiador DÉLIO FREIRE DOS SANTOS, morto em 2002, o que é hoje o CEMITÉRIO DA CONSOLAÇÃO era um pasto que pertencia em 1856 a MARCIANO PIRES DE OLIVEIRA. Como desde 1854 a Câmara dos Vereadores da época procurava um lugar para instalação de um cemitério na cidade, OLIVEIRA cedeu seu terreno em 5 de janeiro de 1856, mediante indenização. A inauguração oficial aconteceria dois anos depois, em 10 de julho de 1858.
154 a. sob a pressão das forças francesas, a Junta de Notáveis do MÉXICO declara que a nação aceita o regime monárquico e oferece a coroa ao arquiduque MAXIMILIANO DE ÁUSTRIA, em 10 de julho de 1863.
146 a. nasce o escritor francês MARCEL PROUST em 10 de julho de 1871. Falece em 18 de novembro de 1922.
142 a. das estações JÚLIO PRESTES, BARRA FUNDA e BARUERI, em 10 de julho de 1875. As três pertencem à Linha B (JÚLIO PRESTES – ITAPEVI) da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), mas nenhuma delas preserva detalhes das primeiras construções. A estação original JÚLIO PRESTES ficava na esquina das atuais ruas MAUÁ e GENERAL COUTO DE MAGALHÃES. Em 1914, passou a ocupar o prédio projetado pelo escritório RAMOS DE AZEVEDO, que depois serviria de instalação para o Departamento de Ordem Política e Social (DOPS). O prédio atual foi construído em 1938. As estações BARUERI e BARRA FUNDA também passaram por vários endereços. Os prédios atuais são da década de 80.
120 a. das publicações no DIÁRIO POPULAR, edição de 10 de julho de 1897: o doutor SILVA PINTO, ilustre diretor do serviço de higiene solicitou da Câmara Municipal, ultimamente inaugurado providências no sentido de ser reservado no cemitério municipal, uma área para exumação dos indivíduos falecidos de moléstia contagiosa.
Consta-nos, e de fonte autorizada, que a comissão promotora da ereção de uma estátua ao maestro CARLOS GOMES, deseja que o ilustre doutor LAURO SODRÉ, ex-presidente e senador federal eleito pelo Estado do PARÁ, em sua próxima e esperada viagem a SÃO PAULO vá a CAMPINAS colocar a pedra fundamental daquele monumento.
Refere telegrama que está seguríssima a candidatura do GENERAL DIONYSIO DE CERQUEIRA à vice-presidência da República, assim como a do doutor CAMPOS SALLES à presidência.
Era hoje ansiosamente esperada a notícia que o PAÍS devia publicar confirmando alguns boatos do falecimento nos combates no sertão da BAHIA. Pelos telegramas está verificada a morte do bravo CORONEL THOMAZ THOMPSON FLORES e do CORONEL TRISTÃO SUCUPIRA, que foram vítimas no cumprimento do dever.
O doutor GAMA, cirurgião do exército foi morto ao explodir uma granada. O CAPITÃO SALVADOR PIRES, cuja morte constou, está ferido gravemente, mas não morreu.    
119 a. o DIÁRIO POPULAR não circulou no dia 10 de julho de 1898 por ser domingo. Seguem destaques da edição anterior: foram julgados ontem os réus JOSÉ DE PAULA FIGUEIREDO e JOAQUIM GONÇALVES DE SOUZA, acusados por crime de roubo. Os réus foram defendidos pelo doutor RUFINO TAVARES JÚNIOR, sendo absolvidos.
O vice-presidente do Estado de MATO GROSSO concedeu permissão aos senhores MARCEL & COM, industriais estabelecidos às margens do GUAPORÉ e do BENI, para abertura de uma estrada mista desde GUARARÁ-MIRIM, primeiro obstáculo à navegação do MAMORÉ e GUAPORÉ, até a parte navegável do Rio JAURU, afluente do Rio PARAGUAI.
Tem havido grande procura de cartões para assistir à festa de inauguração da Igreja da CANDELARIA. Apesar da vastidão do templo será pequeno para conter o grande número de pessoas que querem assistir às cerimônias.
Tem sido muito intenso o frio em MINAS, caindo muita neve nas regiões serranas, produzindo grandes estragos na lavoura.
O governo uruguaio promoveu os oficiais que na recente revolução tomaram a sua defesa.
O doutor EPIPHANIO PORTELLA, ministro argentino, tem sido hoje muito cumprimentado por ser a data aniversaria da independência da República Argentina.
O ministro da Marinha da FRANÇA pediu um crédito de 160 milhões de francos para modernizar a esquadra segundo os moldes da marinha norte-americana.
Foram presos em BUDAPESTE três anarquistas que premeditavam o assassinato do imperador da ÁUSTRIA.
Estão preparadas grandes festas para a recepção da esquadra russa em NÁPOLIS.
Continua em desacordo o ministério espanhol relativamente a continuação da guerra.
113 a. PORFÍRIO DIAZ é reeleito presidente do MÉXICO por outros seis anos, em 10 de julho de 1904.
109 a. explode na GUIANA uma insurreição contra a ESPANHA, em 10 de julho de 1908.
106 a. (BELO HORIZONTE) Os trens da E.F. CENTRAL DO BRASIL, procedentes do RIO, tanto diurnos como noturnos, continuam a chegar a esta capital com enormes atrasos. Em breve serão inaugurados os trens de luxo entre esta capital e o RIO DE JANEIRO, o que por um lado favorece a zona e por outro a prejudicará, caso a diretoria da CENTRAL DO BRASIL não ponha um paradeiro a essas irregularidades. (publicado em 10 de julho de 1911 no jornal O ESTADO DE SÃO PAULO).
105 a. (NOVA YORK) Nesta cidade o calor está insuportável, tendo-se dado alguns casos fatais de insolação. Em outras cidades também a temperatura tem estado fortíssima. Em CHICAGO, já se registraram 14 óbitos por insolação; em FILADÉLFIA, 17, e em NOVA ORLEANS, 4. (publicado no jornal O ESTADO DE SÃO PAULO de 10 de julho de 1912).
100 a. da repressão à primeira grande greve operária do BRASIL, que parou a cidade de SÃO PAULO, em 10 de julho de 1917, com a morte de um trabalhador, vítima das agressões.
96 a. MONGÓLIA EXTERIOR se declara independente e um governo popular provisório é constituído, em 10 de julho de 1921.
87 a. nasce o Cel.Ref. LUIZ CARLOS DE PONTES FABBRI em 10 de julho de 1930. Falece em 6 de maio de 1993.
85 a. da proclamação do COMANDANTE GERAL DA FORÇA PÚBLICA, CORONEL JÚLIO MARCONDES SALGADO, em 10 de julho de 1932: “Na mais vibrante manifestação de civismo, na mais pujante prova de amor ao BRASIL e a SÃO PAULO, na mais heróica altitude de abnegação e de renúncia, na madrugada de hoje, o Exército, a Força Pública e o Povo de SÃO PAULO lançaram aos quatro ventos da terra bandeirante o grito de revolta pela Pátria redimida”. Ainda nesse dia, WALDEMAR MARTINS FERREIRA, Secretário Estadual da Justiça, foi à sacada do Palácio do Governo, de onde bradou: “Atendendo as aspirações do Povo, Exército e Força Pública, o doutor PEDRO DE TOLEDO é aclamado neste momento, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO”. Com sua indefectível dignidade, PEDRO DE TOLEDO, já havia comunicado a GETÚLIO VARGAS: “.......impossibilitado de continuar a cumprir o mandato que V Exa. houve por bem me conferir e que sempre procurei honrar, olhos fitos no interesse de SÃO PAULO e do BRASIL, venho renunciar ao cargo de interventor”. Acompanhando os acontecimentos, o jornalista EURICO MARTINS, Diretor de “A GAZETA”, anunciou o vibrante cabeçalho da segunda-feira, dia 11 de julho de 1932: “De SÃO PAULO partiu o brado da Independência: de SÃO PAULO também parte, agora, o brado pela Constituição”.
78 a. tropas soviéticas são expulsas pelos japoneses na fronteira de MANCHUKUO, em 10 de julho de 1939.
77 a. MARECHAL PETAIN assina uma nova Constituição, o que equivale ao nascimento de 111 repúblicas francesas, em 10 de julho de 1940.  
76 a. SEGUNDA GUERRA MUNDIAL: a FINLÂNDIA ataca a URSS, em 10 de julho de 1941.
76 a. nasce ALAIN KRIVINE, escritor e dirigente político francês, em 10 de julho de 1941.
75 a. nasce RONNIE JAMES DIO, um dos expoentes máximos do “heavy metal” no dia 10 de julho de 1942. Desde 1957 na ativa, foi vocalista do cultuado RAINBOW, ao lado do lendário guitarrista RITCHIE BLACKMORE, quando o instrumentista deixou o DEEP PURPLE. Logo em seguida, pegou um tremendo abacaxi: substituir OZZY OSBOURNE no BLACK SABBATH. Não só o fez, como o fez muito bem. Deixou sua marca na biografia da banda, gravando quatro discos, três deles clássicos. Depois, resolveu seguir carreira solo. Lançou, em 1983, seu primeiro e melhor trabalho solo, HOLY DIVER, que em 2006 serviu de base para uma nova turnê.
68 a. no Festival Cinematográfico de KNOKKE (BÉLGICA), o filme LADRÕES DE BICICLETA, de VITTÓRIO DE SICCA é premiado, em 10 de julho de 1949. O filme é um dos expoentes do neorrealismo italiano.
67 a. morrem 300 pessoas e mais de mil ficam feridas na COLÔMBIA, devido a violentos tremores de terra, em 10 de julho de 1950.
61 a. Câmara dos Lordes britânica recusa a abolição da pena de morte, aprovada pela Câmara dos Comuns, em 10 de julho de 1956.
60 a. morre CURZIO MALAPARTE, escritor italiano, em 10 de julho de 1957.
55 a. no dia 10 de julho de 1962 o jornal FOLHA DE SÃO PAULO publicava: em discurso ontem na Câmara, o ex-secretário do Interior e Justiça do RIO GRANDE DO SUL, FRANCISCO DE PAULA BROCHADO DA ROCHA, defendeu a própria candidatura ao cargo de primeiro-ministro. Em mensagem aos deputados, que podem votar hoje se aprovam ou não seu nome, BROCHADO DA ROCHA, defensor da antecipação do plebiscito, pediu maiores poderes ao Congresso para construir agenda pós reformas de base. Lideranças políticas já manifestaram apoio ao candidato, indicado pelo presidente JOÃO GOULART. Mas UDN e PDS evitam antecipar o plebiscito e temem que delegar poderes ao candidato fortaleça JANGO.
54 a. das anotações feitas em 10 de julho de 1963 (quarta-feira) – Ano 14º - Mês 1º - 5 anos e 36 dias na FP – 1611 dias na Escola de Oficiais. Faltam cinqüenta e nove dias para que eu seja declarado ASPIRANTE. Um mil e quinhentas e sete páginas entre 10 de julho de 1962 a 9 de julho de 1963 preencheram o 13º tomo do meu diário. São do passado tais páginas e agora inicio o 14º tomo que promete coisas novas e boas. Cinqüenta e nove dias serão da Escola de Oficiais. A 7 de setembro serei promovido a ASPIRANTE A OFICIAL e a 24 de maio de 1964 serei 2º TENENTE. Para onde irei depois de ser declarado Aspirante? É uma pergunta cuja resposta será dada em setembro. Desde que entrei na Escola de Oficiais esse mês de julho é o primeiro e único que passo sem férias. Nele o 3º CFO está fazendo suas últimas sabatinas do curso e nele é que saberemos os resultados finais da turma. Sexta-feira, dia 12, é a data da mais próxima sabatina – HIDRÁULICA. Portanto esse tomo tem tudo para ser um dos mais felizes com a mudança de minha vida. De fato já estou cansado de ser aluno oficial, já que a mais de 4 anos ouço isso. Como Aspirante deverei também ficar pouco tempo, não chegando a um ano. O problema mais importante é saber qual será a minha nova Unidade. Vamos portanto dar início ao 14º tomo.
Devido a participação da Escola de Oficiais no 9 de Julho, o CFO estava dispensado até às 9:30 horas, enquanto que o CP convocado para a festa paulista, retornava às férias de meio de ano. Ao chegar no alojamento do 3º CFO, o aluno PINHO me avisa que a nossa turma está dispensada do expediente de hoje. Assim sendo retorno novamente ao meu lar. Nessa manhã acabo de escrever as últimas páginas do 13º tomo e já inicio esse novo tomo. O 10 de julho estava maravilhoso. Um sol gostoso e um vento ameno davam ao dia um aspecto muito bom. Somente minha esposa destoava; levantou sentindo dores do lado direito e nervosa ao extremo. As crianças sofriam com isso. Nada faço durante a tarde. Quero apenas sossego e recuperação das forças para enfrentar as últimas três semanas de estudos e onze sabatinas que ainda restam.
Estudo Direito Judiciário Penal, Hidráulica e Ordem Unida. O DALMIRO GOMES, encarregado das fichas, não nos apresentou as últimas e o estudo é deficiente. O primeiro dia do 14º tomo não é ruim. O sossego quase que me leva a crer que estou de férias. Durante a noite, além do estudo, procuro desanuviar a mente com gostosas músicas da rádio MARCONI. Também assisto alguns programas de televisão. Termina assim o 10 de julho. Agora deverei entrar nos momentos mais críticos com relação às provas finais do 3º CFO.      
53 a. das anotações feitas em 10 de julho de 1964 (sexta-feira). ANO 15º - MÊS 1º DIA 1º - 6 anos e 36 dias na FORÇA PÚBLICA – 48 dias como 2º TENENTE – 295 dias no BATALHÃO DE GUARDAS.
Início de mais um ano de atividades, sendo este o 15º. Com já disse, o tomo antecedente apresentou muita coisa importante, principalmente com relação à minha carreira militar. Duas datas se destacam das demais: 7 de setembro e 24 de maio. A primeira me guindou ao aspirantado e na segunda entrei definitivamente no oficialato da FORÇA PÚBLICA.
Vou para o BATALHÃO DE GUARDAS às 5:50 horas. Sabia que hoje seria uma data atarefada e, de fato, o transcorrer do expediente trouxe muita coisa para se resolver.
Ultimamente venho notando que o 3º SARGENTO JOSÉ FRANCISCO REGO vem trabalhando muito mal. Suas missões como correspondente deixam a desejar de uns dias para cá, fazendo com que eu próprio senta na cadeira sua para fazer o seu serviço.
Hoje é o seu último dia como correspondente. O 1º SARGENTO SEVERINO assumirá as suas funções, e como arquivista, ficará o 3º SARGENTO ARELY COSTA. É meu pensamento lançar o 3º SARGENTO ARGEMIRO CICERELLI como correspondente assim que este retornar de suas férias.
Depois das primeiras ordens dadas na repartição, sou obrigado a participar da reunião do CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO que, além do secretário, é composta do TENENTE-CORONEL LUIZ NÓBREGA E SILVA – Presidente; CAPITÃO MÁRIO FERREIRA – Relator interino; 1º TENENTE OSWALDO DE SORDI – vogal e 2º TENENTE GÉRSON DE OLIVEIRA – Tesoureiro.
Essa reunião demora até mais de 10 horas, fazendo com que houvesse grande prejuízo para o meu serviço. Pensava em expedir toda a documentação que o SARGENTO REGO deixou encalhada, mas fui impossibilitado disso. O REGO entrará de férias no próximo dia 12 e não deverá mais retornar à secretaria. Tornou-se “persona non grata” à repartição.
Para complicar ainda mais a situação, chega para ser ouvido como indiciado em IPM o 1º SARGENTO SEBASTIÃO LUIZ DA FONSECA, o personagem dos casos de valentia no bairro de SANTA INÊS. Como já passavam das 10 horas, o Comandante achou melhor ouvi-lo na próxima segunda-feira, dia 13.
Recebo hoje o novo integrante da secretaria – SOLDADO GENÉSIO, oriundo da 3º Companhia. Deverá ocupar o lugar deixado pelo SOLDADO BARBOSA já que este está fazendo as vezes do CABO MOISÉS (apresentado ao Serviço de Comunicações).
A revista dos oficiais é normal e, depois da mesma, continuo a trabalhar na secretaria até mais de 15 horas.
Deixo o BG completamente cansado e, chegando em meu lar, sou obrigado a deitar e tentar esquecer as agruras do meu serviço.
Durante a noite a televisão traz para mim os seguintes programas: REPÓRTER ESSO – entre suas reportagens está o encerramento da famosa campanha “OURO PARA O BEM DO BRASIL”; quinto capítulo da novela “SE O MAR CONTASSE” – CLUBE DOS ARTISTAS – CHEYENNE (canal 9).
Tarde vou encerrar o primeiro dia do DÉCIMO-QUINTO TOMO, sendo que este ano deverá me dar muita coisa de novidade como 2º TENENTE.
53 a. MARY QUANT apresenta a minissaia, em 10 de julho de 1964. No início da década de 1960, as moças comportadas começavam a abandonar as saias rodadas e atacavam de calças cigarette. Mas a grande vedete dos anos 1960 foi a minissaia, criação conjunta de MARY QUANT e ANDRÉ COURRÈGES.
53 a. nasce DALTON VIGH DE SOUSA VALES, no RIO DE JANEIRO, em 10 de julho de 1964. Começou sua carreira na TV interpretando o VENTURINHA, em “TOCAIA GRANDE” (1995), da MANCHETE. Foi no papel de SAHID, em “O CLONE”, (2001), da GLOBO, que o ator ganhou notoriedade. Também interpretou o vilão CLÓVIS, em “O PROFETA” (2006), também da GLOBO. Em 2007/2008, interpreta MARCONI FERRAÇO na novela “DUAS CARAS”.
52 a. dos apontamentos realizados em 10 de julho de 1965 (sábado). ANO 16º - MÊS 1º - DIA 1º - 7 anos e 36 dias na FORÇA PÚBLICA - 413 dias como 2º TENENTE - 660 dias no BATALHÃO DE GUARDAS.
Inicio neste momento a escrituração do meu décimo-sexto ano de diário. Foi a 9 de julho de 1950 que, pela primeira vez, peguei da pena para relatar acontecimentos de minha vida e este fato se repete até a presente data. Quinze anos se passaram e eis-me como 2º TENENTE do BATALHÃO DE GUARDAS, Unidade que venho servindo desde que sai ASPIRANTE, a 7 de setembro de 1963.
Se o 15º TOMO apresentou tantas coisas boas, espero que o 16º TOMO seja bem melhor em ações.
O 10 de julho de 1965 nasce para mim bastante tarde. Ontem foi uma data agitada e hoje estou curando as horas perdidas de sono. Estou de Prontidão e somente sairei às 12 horas.
Passo grande parte da manhã na FIF somente saindo da repartição quando estava na hora da rendição da Parada.
Saio de Prontidão, entrando hoje o 1º TENENTE PLÍNIO VAZ e o ASPIRANTE A OFICIAL JOSÉ HAMILTON PORT. Como oficial de dia entra o ASPIRANTE HUGO CLIVATTI.
Em meu lar, onde chego às 14 horas, procuro apenas passar o resto do dia com minha esposa e filhos, pois me sentia cansado de tudo que fiz na sexta-feira, dia 9. Assim é que não sinto passar o resto do sábado, aliás, muito friorento. À noite, assisto programas de televisão: novelas OS 4 FILHOS - A DEUSA VENCIDA - O CARA SUJA.
Também assisto ULTRA-NOTÍCIAS (canal 4); ASTROS DO DISCO (canal 7) e para findar BONANZA, no canal 4, aliás o melhor programa de televisão no momento.
Aqui está então iniciado o décimo-sexto ano de diário, que, naturalmente, muita coisa deverá me proporcionar em seus trezentos e sessenta e cinco dias. Sinto-me contente por poder extrair muita coisa boa de meu diário, principalmente este estudo introspectivo que procuro fazer de mim mesmo, a cada dia que passa.
51 a. de minhas memórias, em 10 de julho de 1966: “Esta primeira data do XVII TOMO não se apresenta muito boa para mim. Sinto-me resfriado e com o corpo todo dolorido. Encontro-me em POÁ, em casa de meus pais, desde ontem (sábado). Na semana passada faleceu a avó da MARLY e meu irmão e sua esposa vieram de RIO CLARO para assistir os funerais. Permanecem em POÁ e pernoitaram na casa da genitora da MARLY. Somente depois do almoço é que deixo o lar paterno, indo até o Destacamento local. Ali me encontro com muita gente conhecida e também muita movimentação: é dia de visita para os presos. Conversando com as praças, vou espairecendo nesta tarde, fazendo ótima higiene mental. Ouço o desenrolar da partida de futebol CORINTHIANS 4 x SÃO PAULO 4, sendo que o time alvi-negro já é campeão do TORNEIO “LAUDO NATEL”. À tardinha, lá pelas 17 horas, retorno ao lar de meus pais. Janto e, em seguida, rumo para o ponto de ônibus POÁ-SÃO PAULO, defronte da igreja NOSSA SENHORA DE LOURDES. Meus pais estão comigo, bem como dona GABRIELA e dona BIQUITA. Deixo POÁ às 19:30 horas. Parto para SÃO PAULO depois de encerrar o XVI TOMO em POÁ e começar o XVII TOMO no mesmo município. A viagem é difícil. O resfriado vai-se tornando pior e, já em SÃO PAULO, sinto a cabeça dolorida. Assim é que vou chegar em casa e, como não poderia deixar de ser, vou logo deitar”. Nessa época eu era 2º Tenente e trabalhava em GUARULHOS, na 3ª Companhia do 10º BPM (2ª Companhia Independente em formação), mas morava em SÃO PAULO, no bairro denominado VILA AURORA.
50 a. dos apontamentos em 10 de julho de 1967 (segunda-feira). ANO 18º - MÊS 1º - DIA 1º - 9 anos e 36 dias na FORÇA PÚBLICA – 208 dias como 1º TENENTE – 461 dias na 2ª Companhia Independente.
Estou iniciando o 18º tomo nesta data. Dentro da divisão do tempo, feito por mim, desde que comecei a escrever meu diário, começo hoje algo que vai trazer muita novidade para mim. Trata-se do 18º ano de diário e, que, em 365 dias, teremos acontecimentos variados para contar.
Nesta segunda-feira, antes de ir para a 2ª Companhia Independente, tento dar aula para os soldados da Unidade. Não consigo tal, parecendo que as praças da 2ª CI não se interessam pelos estudos.
Na delegacia, na parte da manhã, converso com o doutor HILDEBRANDO e com o doutor HERNANI FERREIRA. Prossegue a briga entre o delegado e o ASPIRANTE A OFICIAL LUÍS LUCAS. O doutor HERNANI fez ontem um comunicado ao Quartel General e vamos ter alguma coisa para os dias futuros.
São 13 horas quando chego na sede da Companhia. Logo tenho que reprimir o SOLDADO SANCHES, vulgo PÉ DE PATO, que estava trajado civilmente. A batida que ele deu com o carro do TENENTE SÉRGIO vai lhe custar cerca de quinhentos cruzeiros novos.
Conto ao TENENTE SÉRGIO os problemas do doutor HERNANI com o ASPIRANTE LUÍS LUCAS. Pouco depois chegam na 2ª CI o MAJOR HÉLIO GUAYCURU DE CARVALHO e o 1º TENENTE AMÉRICO VICTOR SALVATO. Vêm saber do caso do ASPIRANTE A OFICIAL LUÍS LUCAS que, segundo contaram, foi denunciado como relapso, na Secretaria de Segurança Pública. Parece que seu nome consta de uma lista de transferência. O MAJOR HÉLIO permanece na Unidade durante um certo tempo. Noto que meu nome surge veladamente numa conversa com o TENENTE SÉRGIO. Não sei o que o atual comandante interino planeja contra mim.
O resto da tarde é tranquilo. Assino a documentação da Ajudância e da Secretaria. Jogo damas com algumas pessoas conhecidas e, quando são 18:30 horas deixo a 2ª CI. Vou para a VILA GALVÃO. Levo a CLEIDE ao dentista, na clínica do doutor RAMIRO PINTO.
Permaneço ao seu lado durante boa parte da noite. Somente a deixo quando são 24 horas. Retorno ao meu lar. Minha esposa trata-me muito bem. Por outro lado, respeito-a como uma pessoa que sofreu ao meu lado até a presente data.  
49 a. lançamento do LP “TROPICALIA”, em 10 de julho de 1968.
44 a. falece BRUCE LEE, em 10 de julho de 1973.
44 a. Ilhas BAHAMAS obtém a independência dentro da Comunidade Britânica de Nações, em 10 de julho de 1973.
44 a. presidente HÉCTOR J. CÁMPORA e o vice-presidente SOLANO LIMA renunciam a seus cargos para que PERÓN possa voltar à Presidência da ARGENTINA, em 10 de julho de 1973.
43 a. nasce JOSÉ ROBERTO DA SILVA JÚNIOR, em SÃO PAULO, no dia 10 de julho de 1974. Chegou no SANTOS em 1º de setembro de 2006. No SANTOS, após dez anos de EUROPA, surgiu um novo meia-esquerda. A ponta mais avançada e técnica de um triângulo canhoto formado com KLÉBER e CLÉBER SANTANA no SANTOS BICAMPEÃO 2006-2007 do CAMPEONATO PAULISTA. Ex-Clubes: PORTUQUESA DE DESPORTOS (1994-1997), REAL MADRID (1997-1998), FLAMENGO (1998), BAYER LEVERKUSSEN-ALE (1998-2002), BAYERN DE MUNIQUE-ALE (2002-2006). Títulos: COPA AMÉRICA 1997 e 1999 (Seleção brasileira), COPA DAS CONFEDERAÇÕES 1997 e 2005 (Seleção brasileira), LIGA DOS CAMPEÕES DA EUROPA 1998 (REAL MADRID), TORNEIO PALMA DE MALLORCA 1998 (REAL MADRID), CAMPEONATO ALEMÃO 2003, 2005 e 2006 (BAYERN DE MUNIQUE), COPA DA ALEMANHA 2003 e 2005 (BAYERN DE MUNIQUE) e COPA DA LIGA ALEMÃ 2005 (BAYERN DE MUNIQUE). Em 1998, na FRANÇA, era reserva de ROBERTO CARLOS, em 2002, não foi chamado por FELIPÃO e em 2006, foi um dos poucos a se salvar do desastre brasileiro.  Formava a dupla de volantes com GILBERTO COSTA. Na frente da zaga e dando apoio também ao quadrado mágico formado por KAKÁ, RONALDINHO GAÚCHO, ADRIANO e RONALDO. Quem brilhou foi ele, fazendo inclusive um gol contra GANA. Desde 2002, foram dez títulos, entre eles três campeonatos alemães. O de 6 de maio de 2007, além de ser o primeiro no BRASIL, pode também ser o último. ZÉ ROBERTO tem convites para voltar à EUROPA. E a torcida santista faz até uma campanha para mudar de idéia. Quer que o SANTOS ganhe a sua terceira TAÇA LIBERTADORES DA AMÉRICA.
40 a. nasce a afilhada da MARLENE, ANDRÉIA, em 10 de julho de 1977.
39 a. um golpe de Estado militar derruba o presidente da MAURITÂNIA, ULD DADAH, em 10 de julho de 1978.
38 a. dos seguintes dados coletados em 10 de julho de 1979: início do 30º tomo de minhas memórias nesta terça-feira. Dificuldades com o carro movido a álcool. Não “pega”. Demora para entrar em funcionamento o motor. O PM NEGRETTI irá a POA para falar com o advogado JOEL.
O TENENTE-CORONEL PM JÚLIO PAULO BELICKAS responde pelo Comando do Policiamento de Choque – CORONEL PM DAUTERDIMAS RIGONATTO está dispensado.
Jogo de volibol no DELPHIN BALANCIER. CORONEL PM CLODOMIRO JOSÉ PASCHOAL, Comandante do Policiamento Rodoviário, passa pelo CPChq.
Principais notícias desta data:
SKYLAB cairá amanhã no mar;
Os jogos panamericanos de PORTO RICO;
Amanhã a primeira reunião da Comissão de Energia;
Novos contratos de risco para prospecção de petróleo no BRASIL.
MARLENE e seu namorado ALBERTO vão ao aniversário da pequena ANDRÉIA (segundo ano de vida). A menina é afilhada da MARLENE.   
37 a. falece JOAQUIM DE SYLOS CINTRA em São Paulo, no dia 10 de julho de 1980.  Nasceu em Santa Cruz das Palmeiras, em 11 de agosto de 1900. Formado em Direito pela Faculdade do Largo de São Francisco, na turma de 1928. Juiz de Direito substituto em Rio Claro e Serra Negra, em 1933/34. Juiz de Direito durante o período de 1934/47. Presidente do Tribunal do Júri, da Vara das Execuções Criminais, da Corregedoria da Polícia e dos Presídios (1945/47). Substituto de Desembargador em 1947/49. Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado em 1949/70. 1º Vice–presidente do TJ (1960/61). Presidente do TJ em 1962/63. Governador interino do Estado de São Paulo, em 1962. Presidente do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (1967/70).        
37 a. nasce CLÁUDIA CRISTINA LEITE INÁCIO, em SÃO GONÇALO(BA), no dia 10 de julho de 1980. Foi vocalista da banda de axê BABADO NOVO, de 2001 até 2007, quando anunciou que deixaria o grupo para seguir carreira solo. A banda lançou cinco discos. O último, “VOU-TEMAR”, saiu em 2007.
36 a. publicação no DIÁRIO OFICIAL de 10 de julho de 1981 a resolução nº 23 do Secretário Extraordinário da Cultura, ANTÔNIO HENRIQUE DA CUNHA BUENO, no uso de suas atribuições legais e nos termos do artigo 1º do Decreto-Lei nº 149, de 15 de agosto de 1969, tombando o Monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista de 32.
O Egrégio Colegiado do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado – CONDEFHAAT – em sua sessão plenária de 13 de outubro de 1980, conforme consta da ATA Nº 449, decidiu pelo TOMBAMENTO DO MONUMENTO MAUSOLÉU DO SOLDADO CONSTITUCIONALISTA DE 32.
Pelo ofício SE-278/80, Processo CONDEPHAAT/77, ALDO NILO LOSSO, Diretor de Divisão da Secretaria Executiva do CONDEPHAAT, comunicava, em data de 31 de outubro de 1980, ao Presidente da Sociedade Veteranos de 32-MMDC, REYNALDO RAMOS SALDANHA DA GAMA, a decisão do colegiado.
34 a. morre ESTRELLITA CASTRO, cantora espanhola, em 10 de julho de 1983. 
30 a. Da assunção de Comando de Policiamento Metropolitano (CPM), pelo CORONEL PM DURVAL DOS SANTOS ROSA. Deixava o CPM o CORONEL PM FRANCISCO TEIXEIRA, em 10 de julho de 1987. O CORONEL PM TEIXEIRA já está na Chefia do Estado Maior da PMESP desde o dia 24 de junho. Outros dados anotados nesta data: início do 38º tomo nesta sexta-feira. Os estudos do CSP 87 fazem com que tenhamos contatos globais a fim de aprendizado de determinadas matérias muito complexas. Hoje é um desses dias que vários alunos dedicam-se a isso, fazendo com que não sintamos passar as horas. O esforço mental é muito grande e vai até 15 horas.
A inflação de junho é a maior da história do país: 26,06%;
A União Democrática Ruralista (UDR) faz uma “caminhada cívica” pela manhã, na Esplanada dos Ministérios, em BRASÍLIA.
EUA: uma onda de simpatia desperta em favor do TENENTE-CORONEL OLIVER NORTH, por causa das ações secretas em favor de reféns no IRÃ e da ajuda aos “contras” da NICARÁGUA.
No serviço de fiscalização, uma conversa com os TENENTES-CORONÉIS PM BIO e ALUÍZIO (ambos do CPA/M-1) em torno do Comício de domingo, dia 12, na PRAÇA DA SÉ, pró-Diretas.
MARLENE lembra os dez anos de sua afilhada ANDRÉIA.
27 a. falece o 2o. Ten. Ref. HILTON VIRGÍLIO DE FARIAS, em 10 de julho de 1990.  
26 a. da posse de BÓRIS YELTSIN na Presidência da RÚSSIA, no dia 10 de julho de 1991.
26 a. da internação da LUCINDA, no Hospital das Clínicas, em 10 de julho de 1991 para operar a vesícula. 
25 a. falece o carrasco britânico ALBERT PIERRE POINT, em 10 de julho de 1992.
25 a. Conferência de Segurança e cooperação na EUROPA aprova a possibilidade de uso da força em caso de conflitos regionais no Continente, em 10 de julho de 1992.
25 a. o ex-presidente panamenho MANUEL ANTÔNIO NORIEGA é condenado a 40 anos de prisão, por narcotráfico, em 10 de julho de 1992.
23 a. da fuga em massa de centenas de milhares de civis ruandenses, das forças tutsis da FRENTE PATRIÓTICA DE RUANDA, iniciada em direção ao noroeste do país, em 10 de julho de 1994. Segundo o comando da “OPERAÇÃO TURQUESA”, a fuga em direção à zona de segurança protegida pelos franceses estava causando uma crise de falta de recursos. As agências humanitárias não tinham como suprir a falta de água potável, de gêneros alimentícios e de medicamentos para as mais de 500 mil pessoas. 
23 a. vitória de LEONID KUCHMA nas eleições presidenciais da UCRÂNIA, e de ALEXANDER LUKASHENKO, nas primeiras eleições presidenciais da BIELORRÚSIA, em 10 de julho de 1994.
22 a. falece o Major Ref. CLÉBER MOULIN, em 10 de julho de 1995.
21 a. falece dona DORCAS, prima de dona LÍLICA, em 10 de julho de 1996. Essas senhoras foram grandes amigas de minha mãe.    
20 a. transf. res: Cel. PM FÁBIO GONÇALVES DOS ANJOS, Ten.Cel. PM DÉLCIO MOMESSO e Major PM  GERALDO  PAVANI, em 10 de julho de 1997.
19 a. das anotações feitas em 10 de julho de 1998: começo hoje (sexta-feira) a relatar o 49º tomo de minhas memórias. Essa aventura de escritor começou aos 13 anos, num 9 de Julho (1950). São anos a fio dedicados ao relato dos acontecimentos que marcaram minha existência. Melhoro bem do ataque da “gota”, uma doença que me surpreendeu nos últimos dias. Também a gripe em está libertando de suas garras. O pior é que LUCINDA ficou com a herança da “HILDA FURACÃO”.
Às 10:30 horas estou chegando no MMDS. NILDO comunica-me que o PASSOS e ALZENIR foram dar aula do CARREFOUR. ALEMÃO está estudando com NILDO uma palestra para a semana que vem. Há muitos comentários sobre as festividades do 9 de Julho. O jornal DIÁRIO POPULAR publica uma página sobre as comemorações da data. Não trabalhamos hoje no MMDC. Depois do esforço concentrado na antecipação da solenidade, os funcionários fazem jus ao descanso. Na AORPM, assisto MOSCOU CONTRA 007. Começa a esfriar muito na tarde, inclusive com chuvisqueiros. Regresso mais cedo para GUARULHOS. Ainda na AORPM telefonei para minha mãe. Ela estava aguardando notícias da minha situação de saúde. Encerrando a fria tarde do primeiro dia do 49º tomo de minhas memórias, em minha biblioteca, procuro fechar a última página do 48º tomo (10 de julho de 1997 a 9 de julho de 1998). Nos jornais de RECORD de da GLOBO vejo os preparativos da Seleção Brasileira para o jogo da decisão da COPA DO MUNDO, no domingo, dia 12, contra a FRANÇA.
18 a. O ESTADO DE SÃO PAULO publica em sua edição de 10 de julho de 1999: REVOLUÇÃO É LEMBRADA COM DESFILE. Ato marcou o 67º aniversário do início dos combates entre paulistas e tropa fiéis a VARGAS. Um desfile com cerca de 1,8 mil participantes, entre policiais militares e civis metropolitanos, soldados do Exército, escoteiros e até motociclistas, realizado ontem na frente do Obelisco do IBIRAPUERA marcou o 67º aniversário da Revolução Constitucionalista de 1932. apesar do frio e da idade avançada, vários veteranos do levante paulista contra as tropas de GETÚLIO VARGAS participaram ativamente das solenidades – que contaram com a presença do governador MÁRIO COVAS.
Lúcido aos 87 anos, SALEM JOÃO SALIM exibia com orgulho, ontem, a sua identidade militar da época. “Eu era bonitão, não?”, dizia ao mostrar sua foto aos 21 anos. Apesar do bom humor, SALIM queixou-se de que, com o passar dos anos, a Revolução Constitucionalista e os seus princípios andam um pouco esquecidos. “Só se lembram da revolução no 9 de julho”, afirmou. A data marca o início dos combates entre as forças paulistas, que queriam o retorno do País à ordem constitucional e as tropas federais, leais a GETÚLIO VARGAS. SALIMA era terceiro-sargento do Exército, quando a revolução começou e, como todo o efetivo lotado em SÃO PAULO, aderiu à causa constitucionalista. Foi deslocado para evitar o avanço das tropas federais na região de BURI, no sul do Estado, onde foi ferido. “Fiquei em um hospital improvisado em uma escola em ITAPETININGA que estava repleto de feridos”, lembra. SALIM ainda carrega, com as lembranças do episódio, uma bala incrustada na perna.
OSWALDO LEITE DE MORAES tinha apenas 13 anos quando a revolução começou. Mas, como escoteiro, prestou serviços no atendimento de feridos na CRUZ VERMELHA. “Os escoteiros participaram ativamente servindo como elementos de ligação entre as tropas paulistas”, informou o CAPITÃO PM NÉLSON. O escoteiro ALDO CHIORATO, que morreu durante o bombardeio da estação de trens de CAMPINAS por aviões das forças federais, é um dos mártires do levante constitucionalista. Para MORAES, a luta foi válida. “Foi um movimento idealista que mobilizou toda a sociedade paulista para restabelecer a democracia”, lembra. Segundo a Sociedade Veteranos de 32-MMDC, ainda estão vivos cerca de 200 ex-combatentes, espalhados pelo Estado. A sociedade procura manter a tradição e a mística que mobilizou a população do Estado na revolução, por meio de uma cerimônia em que os capacetes de ex-combatentes são entregues aos seus descendentes. Ontem, o garoto MARCUS VINÍCIUS EMENDABILI DE CARVALHOSA recebeu o capacete que pertenceu ao seu bisavô, o escultor GALILEO EMENDABILI. I
18 a. falece FRANCISCO JULIÃO, em 10 de julho de 1999. Fundador e líder das ligas camponesas do Nordeste, que agitaram o BRASIL rural no início da década de 60, no MÉXICO.
18 a. da Tragédia em GUARULHOS, no dia 10 de julho de 1999: o vereador TONINHO MAGALHÃES foi baleado na cabeça. Declarada na época sua morte cerebral. 
18 a. falece o baterista da banda de rock "CIDADÃO QUEM" CLÁUDIO HAFNER, num acidente da paraquedas, em 10 de julho de 1999. Outras notícias desse sábado: pela manhã, na INGLATERRA, circuito de SILVERSTONE, temos a formação do “grid” de largada do GRANDE PRÊMIO DE FÓRMULA 1. MIKA HAKKINEN consegue a sua sexta POLE POSION nesta temporada. 2º - MICHAEL SCHUMACHER; 3º - DAVID COULTHARD; 4º EDDIE IRVINE; 5º - HEINZ-HARALD FRENTZEN; 6º - DAMON HILL; 7º - RUBENS BARRICHELLO.
Ao assistir as notícias da GLOBO, ao meio-dia, sou surpreendido com a ocorrência em GUARULHOS, onde o vereador TONINHO MAGALHÃES foi encontrado, nesta manhã, no interior de seu carro, com uma bala na cabeça. Levado para o P S do SANATÓRIO PADRE BENTO, é submetido a uma cirurgia. A bala entrou pelo ouvido esquerdo e transfixou a cabeça. Mais tarde era decretada a morte cerebral.
COPA AMÉRICA – MÉXICO 3 x PERU 3. A classificação é decidida nos pênaltis: MÉXICO 4 a 2. PARAGUAI 1 x URUGUAI 1. Também a classificação para as semi-finais é resolvida na cobrança de pênaltis. O URUGUAI fica com a vaga: 5 a 3. O MÉXICO irá enfrentar o BRASIL ou ARGENTINA. O URUGUAI pegará COLÔMBIA ou CHILE.
Na biblioteca, revejo minhas memórias: 8 a 14 de julho de 1993 a 1998. Relembro várias passagens de término e início de tomos de minha aventura literária, iniciada em 9 de julho de 1950.
17 a. da TRAGÉDIA NAS FILIPINAS. Por causa das chuvas, onde uma montanha de lixo invadiu a favela "TERRA PROMETIDA ”. Foram encontrados mais de cem cadáveres, em 10 de julho de 2000.
17 a. falece o General JOÃO BINA MACHADO, ex-comandante da Escola Superior de Guerra, em 10 de julho de 2000. Aos 92 anos, vítima de problemas respiratórios. Em 1972, foi afastado do Comando Militar do Leste por ter visitado presos políticos na ILHA GRANDE.   
17 a. da operação sofrida pelo ator francês GERARD DEPARDIEU para implantação de pontes de safena, em 10 de julho de 2000.
17 a. falece o ator americano JUSTIN PIERCE, aos 24  anos, conhecido pela  participação no filme KIDS, de 1995. Cometeu suicídio, enforcando-se, num quarto de hotel de luxo, em LAS VEGAS, no dia 10 de julho de 2000.

ACONTECEU EM 10 de julho de 2001 :-    TERÇA-FEIRA
A presença do Cel. UBIRATAN GUIMARÃES no desfile do 69o. Aniversário do Movimento Constitucionalista gerou muita polêmica. Logo cedo, recebo um telefonema do Sr. GERALDO FARIA MARCONDES achando que isso não deveria acontecer.
MANCHETES DE ALGUNS DOS JORNAIS -
UBIRATAN É APLAUDIDO - jornal AGORA;
ANTI-HERÓI - O CORONEL UBIRATAN GUIMARÃES, condenado a 632 anos pelo massacre do Carandiru, desfila no 9 de julho. Ele teve claque, "roubou" a cena e deixou constrangido o governador GERALDO ALKMIN;

Jornal O ESTADO DE SÃO PAULO: -
POLICIAIS PROTESTAM NA FESTA DO 9 DE JULHO - a manifestação de policiais civis e militares e a passagem em carro aberto do coronel da reserva UBIRATAN GUIMARÃES, condenado a 632 anos de prisão pela morte de 102 detentos no Carandiru, marcaram o desfile das comemorações da Revolução Constitucionalista de 1932, realizado na manhã de ontem no parque do Ibirapuera, Zona Sul;

No MMDC, recebo vários telefonemas sobre esse assunto. Uma repórter do Diário Popular quer saber o que está acontecendo no Monumento do Ibirapuera, com relação a cupins. Isso é muito bom porque vai ajudar na luta que estamos mantendo, há anos, com os poderes públicos, no sentido de ser processada uma reforma nesse cartão de visita de SÃO PAULO. 

O DIRETOR DE ANÁLISE TRIBUTÁRIA DO BRADESCO, CARLOS ALBERTO OLIVETTI PEREIRA, de 42 anos, foi encontrado morto, às 18 horas, sentado no banco do carona de sua HILUX, em PILAR DO SUL, na região de SOROCABA. Funcionários do banco identificaram o corpo, que não possui sinais  de violência. O executivo estava descalço e mantinha a aliança de casamento com o nome de sua mulher, MARIZILDA, gravado. Junto ao corpo, policiais-militares encontraram dinheiro, cheques e documentos de CARLOS. Não havia sangue no TOYOTA, que estava parada na rodovia JOSÉ WALDEMAR MAZZER. A policia desconhecia a causa da morte até o final da noite. O diretor do BRADESCO estava desaparecido desde 5 de junho,  quando saiu de sua casa, em OSASCO, na Grande SÃO PAULO.

O ex-ditador argentino JORGE RAFAEL VIDELA é preso por sua participação no PLANO CONDOR, organizado para acabar com a esquerda na AMÉRICA DO SUL.

Um júri norte-americano condena à prisão perpétua o terrorista islâmico JALFAN FAMIS MOHAMED, autor do atentado contra a Embaixada dos ESTADOS UNIDOS na TANZÂNIA, no qual morreram 11 pessoas.

10 DE JULHO DE 2002  : -   QUARTA-FEIRA
O CENTRO HISTÓRICO DO MACKENZIE TEM O PRAZER DE CONVIDAR PARA A ABERTURA DA EXPOSIÇÃO DOS 70 ANOS DA REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA.
ABERTURA : DIA 10 DE JULHO DE 2002.
18:30 HORAS
ESPAÇO CULTURAL JOÃO CALVINO
RUA DA CONSOLAÇÃO, 896.
EXPOSIÇÃO 11 a 24 DE JULHO DE 2002.

Ampla cobertura do NOVE DE JULHO foi dada pelos jornais de hoje : -
JORNAL DA TARDE: REVOLUÇÃO, ANO 70:REVERÊNCIA AOS HERÓIS.
DIÁRIO DE SÃO PAULO: PROTESTOS MARCAM COMEMORAÇÃO DA REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA. Treze mil pessoas assistiram ao desfile no IBIRAPUERA, que também foi palco de manifestações de estudantes da USP e de ex–combatentes de 32. “TÚNEL NOVE DE JULHO PARA SEMPRE”.
O ESTADO DE SÃO PAULO: SP CELEBRA O 70º ANIVERSÁRIO DA REVOLUÇÃO DE 32. VETERANOS EXIGEM QUE TÚNEL RECUPERE O NOME 9 DE JULHO. Nesse artigo “De acordo com o secretário da Sociedade Veteranos de 32-MMDC, Coronel MÁRIO FONSECA VENTURA, ainda há cerca de 300 revolucionários vivos. Para ele, a solenidade de ontem simboliza a união de um povo. Esse povo volta para 1932 para honrar, no presente, a democracia, disse VENTURA, filho de um dos constitucionalistas.
ESTADO AUTORIZA REFORMA DE MONUMENTO. O Ministério da Cultura autorizou o Instituto de Recuperação do Patrimônio Histórico do Estado de São Paulo a captar R$ 1,4 milhão para dar início à recuperação do Monumento dos Revolucionários de 32, no Parque do IBIRAPUERA – composto pelo Obelisco e pelo Mausoléu. O anúncio foi feito ontem pelo presidente da Assembléia Legislativa, WÁLTER FELDMAN. O dinheiro será captado na iniciativa privada pelo diretor–executivo do Instituto, JOSÉ TITONELLI. O objetivo da primeira etapa de obras é eliminar as infiltrações que afetam hoje o Mausoléu, providenciar a pintura e a manutenção da parte externa do monumento.
Esse jornal ainda traz as palavras de um deputado estadual, ontem, na Assembléia Legislativa, criando um grande problema para o MMDC.
“Temos de homenagear ALVARENGA”, disse o deputado CALDINI CRESPO, autor do projeto de lei que institui o DIA DOS HERÓIS DO MMDC-A, a ser comemorado todo dia 23 de maio. O projeto ainda está tramitando na Assembléia.
Diz também o ESTADO DE SÃO PAULO:-
MUSEU – Após passar por uma reforma, o museu do Mausoléu do Soldado Constitucionalista foi reaberto ontem ao público. A reforma foi realizada com dinheiro arrecadado por parentes dos veteranos. O acervo do museu inclui quadros e objetos usados na campanha, como baionetas, uniformes, capacetes e uma matraca, que simula o som de uma metralhadora.
No CADERNO DOIS do ESTADÃO: DOCUMENTÁRIO REVISITA A REVOLUÇÃO DE 32. “A GUERRA DOS PAULISTAS”, de LAÍS BODANZKY e LUIZ BOLOGNESI será exibido pela CULTURA. NARRATIVA DINÂMICA QUER ATINGIR OS JOVENS.

Logo cedo, telefona-me o Sr. GERALDO PIRES DE OLIVEIRA. Conta-me que sua empregada está apavorada porque mataram o seu marido, ontem, no JARDIM DOS CARDOSOS, no CABUÇU – GUARULHOS. Faço contato com a delegacia local e descubro que NADILSON ALVES PEREIRA está “vivinho da silva”, expressão do investigador ASSIS. Ele apenas foi ferido. Transmito a notícia para o Sr PIRES, agora não mais presidente do MMDC.

O ex–secretário de Direito Econômico PAULO DE TARSO RAMOS RIBEIRO toma posse como ministro da JUSTIÇA do governo, em substituição a MIGUEL REALE JÚNIOR. Ele ganhou notoriedade no ano passado nas disputas que encabeçou contra os cartéis dos postos de gasolina e a alteração da embalagem dos produtos. Antes de aceitar o convite, ele conversou com o ex–ministro. O diretor–geral da Polícia Federal, ITANOR NEVES CARNEIRO, aproveitou a saída de MIGUEL REALE para pedir demissão também.

ATOS PELA PAZ UNEM CINCO MIL NO CENTRO. Manifestantes pedem medida para desarmar a população. Dois atos pelo fim da violência reuniram ontem, DIA INTERNACIONAL DO DESARMAMENTO, mais de 5 mil pessoas no VALE DO ANHANGABAÚ e no vão livre do MASP, na região central da cidade. Os manifestantes cobraram do governo a criação de políticas para ajudar a retirar as armas das ruas.

Com todas essas notícias na cabeça, vamos iniciar os trabalhos deste primeiro dia do 53º TOMO de minhas memórias. O meu diário não sofreu interrupção desde que comecei a escrever, aos 13 anos, justamente num 9 de julho (1950).
Passo pela AORRPM, a fim de conversar com o Cel. EDILBERTO, mas não o encontro. Tenho uma ligeira reunião com OREZ e ELÁDIO, a fim de estudar algumas medidas quanto a aulas ainda nesta semana.
Ao chegar na Sociedade, encontro o advogado LUIZ SÉRGIO CARRARO. Logo chega o CORONEL MENDES, preocupado com uma palestra que irá pronunciar numa loja maçônica, quando serão entregues medalhas aos dirigentes da mesma. O Cel. PAULO TENÓRIO DA ROCHA MARQUES quer conversar conosco e isso impede de resolver os problemas do dia–a–dia. Ele quer modificar a sistemática do MMDC, cheio de dificuldades por falta de meios materiais e humanos. O tenente ANÍSIO, nosso conselheiro, trouxe duas mulheres para fazer a faxina na Sociedade.
Dois problemas afligem a diretoria nova. O tal projeto–de–lei que tramita na Assembléia e que conhecemos ontem, pretendendo modificar a sigla MMDC para MMDC-A, um absurdo, pois essa sigla é conhecida desde 1932. A história toda é que ALVARENGA, ferido na madrugada de 24 de maio, veio a falecer em 12 de agosto de 32, quando o MMDC já estava criado. Agora, um historiador de SOROCABA está pleiteando essa mudança. Esse é um dos assuntos polêmicos que teremos de enfrentar. O outro é que foi liberada a autorização para a captação de recursos a fim de se proceder a reforma do Monumento–Mausoléu. Não sabemos como isso irá acontecer.
O Sr. GERALDO FARIA MARCONDES, desde ontem presidente da Sociedade, chega quando estamos discutindo esses dois assuntos. Dá sua opinião e iremos aguardar os desdobramentos futuros. Chegam o ROMEU CICCONE e sua senhora.
Deixando a SOCIEDADE nessa tarde tumultuada, acompanho o Cel. PAULO TENÓRIO DA ROCHA MARQUES até o MACKENZIE. O ROMEU e sua senhora também lá comparecem. Chegamos cedo para a abertura da EXPOSIÇÃO de quadros alusivos ao Movimento Constitucionalista de 32. Ali encontramos a responsável pela parte histórica do MACKENZIE, ANDRÉIA, que pertence à Comissão Organizadora dos 70 anos do Movimento Constitucionalista, bem como a doutora ALEXANDRA FRANGULIS e o nosso diretor do MUSEU HISTÓRICO, o OCTÁVIO MARCONDES MACHADO MARCHI.  Examinando os quadros da Exposição, o Cel. PAULO mostra o seu pai, o então Capitão HELIODORO TENÓRIO DA ROCHA MARQUES. Num outro painel, está o seu tio. O Cel. PAULO conhece bem a história do movimento constitucionalista e explica muita coisa daquele tempo. Por volta das 18:30 horas, dá-se a abertura da Exposição, com os pronunciamentos dos responsáveis pela mesma. É homenageado um dos veteranos de 32, que pertenceu ao MACKENZIE na época. Seu filho recebe um diploma no lugar do ex–combatente, que se encontra doente.
ROMEU CICCONE e sua senhora ainda vão num terreiro de candomblé, onde será homenageada a LEGIÃO NEGRA de 32. ALEXANDRA FRANGULIS, gripada, e OCTÁVIO MARCONDES também irão nesse lugar, lá pelos lados da VILA FACHINI, na IMIGRANTES. Prefiro não ir até o local porque já passam das 20horas. O ROMEU representará a Sociedade.
Acompanho o Cel. PAULO até o metrô da CONSOLAÇÃO. Ali embarco num trem que vai me conduzir até a estação ANA ROSA, onde faço baldeação para a composição que segue com destino ao TUCURUVI, descendo na ARMÊNIA. No EXPRESSO COCAIA, retorno para GUARULHOS.

CONQUISTOU o título da classe laser dos JOGOS MUNDIAIS DA FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE VELA o iatista brasileiro ROBERT SCHEIDT. É a primeira vez que o atleta vence essa disputa, realizada a cada quatro anos. Na  FRANÇA.

FIRMADO o acordo do divórcio entre o ex–prefeito de NOVA YORK, RUDOLPH GIULIANI e DONNA HANOVER, depois de um casamento de vinte anos. GIULIANI terá de pagar a HANOVER seis milhões e oitocentos mil dólares, o equivalente a dezenove milhões de reais, além de pensão alimentícia de mais de oito mil dólares – ou vinte e dois mil reais – por mês para os dois filhos.

RONALD BIGGS, o famoso ladrão de um trem postal britânico, casou-se hoje com a brasileira RAIMUNDA ROTHEN, de 54 anos, mãe de seu filho MIKE, às 10 horas, na prisão de alta segurança de BELMARSH, em LONDRES, onde BIGGS, de 72 anos, cumpre 30 anos de reclusão pelo crime praticado em 1 963. Os convidados foram seu filho e alguns amigos do casal. RAIMUNDA mora atualmente na SUÍÇA e visitou BIGGS várias vezes na prisão. Graças ao casamento, o filho de BIGGS poderá obter cidadania britânica e ficar no país para acompanhar o pai doente.

JOÃO PAULO II concedeu em sua casa de verão, na cidade italiana de CASTELGANDOLFO, a audiência mais curta de seus 24 anos de pontificado. Foram apenas 30 minutos. Ele se sentiu mal e interrompeu a cerimônia a pedido de seu médico RENATO BUZZONETI.
    
2 003 :   -     QUINTA-FEIRA
Logo cedo, telefona-me o Sr. MARCONDES. O presidente da Sociedade Veteranos de 32-MMDC comunica-me que o governador GERALDO ALCKMIN quer ter uma conversa particular com ele. Desconhece o assunto, mas naturalmente tem a haver com a Sociedade. A data da audiência ainda não está marcada. Fala da reunião da DIRETORIA EXECUTIVA para 18 de julho, onde será homologado o nome do CORONEL MENDES para a vice-presidência e, oficializado o ato ao Presidente do CONSELHO SUPREMO para apresentação na reunião de agosto, de acordo com o ESTATUTO, onde os conselheiros darão o seu consentimento à indicação do presidente da Diretoria Executiva.
Muda completamente a temperatura em SÃO PAULO. Enquanto o nove de julho transcorreu com calor, bem diferente dos dias de inverno, hoje amanheceu chovendo e com frio. LUCINDA levantou cedo para acordar o JOÃO, a fim de ir para o trabalho no CSM/AM. Ela continua preocupada com sua mãe, internada no HOSPITAL GERAL de GUARULHOS, aguardando uma solução quanto a uma possível intervenção cirúrgica. A sua filha MARIA permanece ao seu lado durante o dia. À noite, deverá permanecer a KELLEN CRISTINA.
Enfrentando o mau tempo, vou para SÃO PAULO. Na Sociedade, atendo alguns telefonemas sobre a data de ontem. Um deles é o CARLOS HOMEM, que apreciou muito a solenidade do NOVE DE JULHO. Como sócio do MMDC, trabalhou no sentido de convidar várias pessoas para o evento. Sente-se recompensado pelo esforço. Quer marcar um almoço comigo na semana que vem.
Um fato lamentável é-me comunicado pelo MAJOR COSTA, da DAMCO, e pelo tenente SANTANA, do R. POL. MONT. Sumiram seis bandeiras paulistas que cobriam os caixões com as cinzas dos ex-combatentes imortalizados ontem. Logo depois o Sr. MARCONDES conversa, via fone, sobre esse assunto. Conta-me também que recebeu uma carta de um cidadão pedindo peças de 32 para o acervo da Associação dos Funcionários Públicos de São Paulo, em nome da Diretora da Cultura daquela Casa, THAÍS. O nosso presidente não gosta nada do que está sendo proposto pela THAÍS. Quer ter uma reunião com ela na semana que vem, antes mesmo da reunião da Diretoria Executiva, marcada para o dia 18. 
Visita-nos VICTÓRIO. Vem vindo do Hospital da CRUZ AZUL onde foi visitar a esposa do CRISTIANO. Ela, FÁBIA, ganhou bebê pela manhã. Os pais escolheram o nome da criança, RAFAELA e estão eufóricos pelo nascimento neste 10 de julho.  
Comentamos as notícias dos jornais a respeito do 71º Aniversário do Movimento Constitucionalista. O jornal FOLHA DE SÃO PAULO traz a reportagem “EM SÃO PAULO, 10 MIL CELEBRAM REVOLUÇÃO DE 1 932. Comemoração do movimento constitucionalista paulista teve desfile de entidades civis e militares”.

OS JORNAIS deste dia 10 de julho publicam reportagens sobre o que foi a solenidade do 71º Aniversário do Movimento Constitucionalista. Entre eles diz o ESTADO: EMOÇÃO DOS VETERANOS MARCA O 9 DE JULHO. Maioria está casa dos 90 anos, mas tem lembranças vividas da revolução de 32. NA BELA VISTA, protesto por troca do nome do TÚNEL. Várias faixas e uma banda de música marcaram o protesto promovido na manhã de ontem contra a mudança do nome do TÚNEL NOVE DE JULHO para Doutor DAHER ELIAS CUTAIT. A manifestação foi organizada pela SODEPRO. Embora a entidade tivesse planejado impedir o trânsito no local por volta das 8 horas, o perigo da via e o pequeno número de pessoas impediram o bloqueio. “O pessoal não consegue acordar cedo”, lamentou o presidente da SODEPRO, WÁLTER TAVERNA. Um pano negro foi colocado sobre a placa que leva o novo nome do túnel, em sinal de luto. Passageiros dos ônibus que passavam pela via observavam, curiosos, as faixas, que exibiam dizeres como: “Abaixo a troca de nomes” e “Não apaguem a história de SÃO PAULO”.
No FÓRUM DOS LEITORES, a doutora NELLY MARTINS FERREIRA CANDEIAS, presidente do Instituto Histórico e Geográfico de SÃO PAULO escreve um artigo muito eloqüente: FILHAS DE PIRATININGA, sobre o papel das mulheres paulistas na Revolução Constitucionalista. No seu artigo, cita a carta de THEODORA CORRÊA, com 83 anos de idade, que entregava na época a única jóia que possuía, na campanha do ouro para o bem de SÃO PAULO.

O empresário e apresentador SÍLVIO SANTOS, de 72 anos, afirmou em entrevista à revista “CONTIGO”, que chegou as bancas hoje, que está à beira da morte e que já teria vendido o SBT para um grupo de investidores liderado por JOSÉ BONIFÁCIO DE OLIVEIRA SOBRINHO, o BONI, e para a TELEVISA, rede de TV mexicana. O tom da entrevista mistura ironia e brincadeira. Quando a repórter ANA CAROLINA SOARES, por exemplo, insiste em saber o nome de sua doença, ele responde: ”É uma doença nas coronárias , se chama Ataque do Coração em Seis Anos”. A reportagem assinala que o tom da resposta foi irônico. SÍLVIO SANTOS está de férias em sua casa no luxuoso condomínio CELEBRATION, em ORLANDO, nos EUA. Segundo BONI, as declarações de SÍLVIO SANTOS não passam de brincadeira. “Ele fez uma piada e alguém  acreditou”, disse por telefone a um jornal. “Não conversei com ele, mas mandei um fax cumprimentando-o pela brincadeira. Ele fez uma pegadinha. Da primeira à última linha, é uma gozação só”, acredita. BONI negou também que tenha comprado a emissora e não acredita na possibilidade de SÍLVIO estar doente. O grupo mexicano TELEVISA S.A. , maior produtor mundial de programação em língua espanhola, está em negociações para a compra de 30% da rede de televisão brasileira SBT, informou o porta voz da empresa, MANUEL COMPEAN. A notícia foi confirmada pelo grupo mexicano após a publicação na revista “CONTIGO” da entrevista em que SÍLVIO SANTOS afirma que já teria vendido o controle do SBT.

Numa tacada só, o CORINTHIANS perdeu dois dos seus ídolos. No dia 9 de julho, FÁBIO LUCIANO acertou sua transferência para o FENERBAHCE, da TURQUIA, e hoje foi a vez de o atacante LIÉDSON dar adeus ao PARQUE SÃO JORGE. O goleador irá para o DÍNAMO DE KIEV, da UCRÂNIA. Os valores da negociação do artilheiro não foram divulgados oficialmente, mas ficam em torno de um milhão de dólares, quantia que será dividida entre o CORINTHIANS e o PRUDENTÓPOLIS. FÁBIO LUCIANO viajou hoje para a TURQUIA para fazer exames médicos no FENERBAHCE. O zagueiro exigiu do clube turco uma garantia bancária para assinar um contrato de um ano. O clube deverá receber apenas cem mil dólares.

O piloto do helicóptero ALEXANDRE DE ALMEIDA COLAÇO, de 29 anos, baleado domingo (dia 6) durante tentativa de resgate de presos em GUARULHOS, continua internado em coma no Hospital das Clínicas, em SÃO PAULO. Ele foi seqüestrado por dois homens que pretendiam resgatar dois detentos do Presídio ADRIANO MARREY e foi baleado quando a aeronave ficou enroscada na muralha do presídio.

O ex-presidente brasileiro FERNANDO HENRIQUE CARDOSO voltou a criticar o seu sucessor LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA. Em entrevista ao jornal argentino “LA NACIÓN”, FHC afirmou que o programa FOME ZERO, um dos eixos do governo LULA, é demagógico, um slogan que não resolve o problema da fome no BRASIL. Num duríssimo ataque a LULA, afirmou, ainda, que as propostas de reforma tributária e da Previdência parecem ter sido escritas por ele.

O apresentador e diretor de shows LUIZ CARLOS MIÈLE, de 64 anos, foi operado hoje no Hospital MIGUEL COUTO, no LEBLON, no RIO. Ele caiu da varanda de sua casa, em SÃO CONRADO, na madrugada, de uma altura de cinco metros. Na queda, sofreu fratura exposta nos dois joelhos e um corte profundo na cabeça, onde levou 50 pontos. MIÈLE está consciente e passa bem. Deverá ficar 48 horas sob observação no hospital e depois ser transferido para um outro, particular.

ENCERRADA a fabricação do FUSCA. O último modelo foi montado no MÉXICO e ficará em exposição num museu alemão.
A VOLKSWAGEN produziu hoje o GOL número QUATRO MILHÕES. O modelo já havia superado, em 2002, a marca de três milhões e cem mil automóveis vendidos na linha FUSCA, tornando-se o carro mais vendido da história do BRASIL. O carro é produzido nas unidades de SÃO BERNARDO DO CAMPO e TAUBATÉ. Além de campeão de vendas no BRASIL, ele também lidera na ARGENTINA e no MÉXICO, além de ser exportado para a CHINA. O contrato chinês, que vai até 2 007, deve garantir a sobrevida para o carro, que foi lançado em 1 980.

Dias depois de desafiar os inimigos, dizendo que os soldados americanos estariam preparados para eles, o presidente GEORGE W. BUSH admitiu hoje que os EUA enfrentam “um problema de segurança”, no IRAQUE, mas afirmou que suas tropas ficarão no País até o final. A declaração feita em GABORONE, durante sua visita a BOTSWANA, acontece no mesmo dia em que mais três soldados americanos são mortos no IRAQUE. Os ataques não são o único problema que os americanos enfrentam. Os EUA continuam buscando que outros países enviem tropas ao IRAQUE para aliviar a pressão que suas forças sofrem no País numa ocupação que, segundo disse hoje o general TOMMY FRANKS, poderá durar quatro anos. WASHINGTON gasta 4 bilhões de dólares por mês para manter suas tropas no IRAQUE.

Um especialista em explosivos morreu hoje quando tentava desativar uma bomba em MOSCOU, na RÚSSIA. O explosivo estava dentro de uma mochila, carregada por uma mulher que tentou entrar num restaurante. Os seguranças do local acharam a mulher suspeita e chamaram a polícia. As autoridades acreditam que a bomba tenha ligação com os autores chechenos do atentado que matou 20 pessoas, no dia 5 de julho, em um show na capital russa.

O governo dos EMIRADOS ÁRABES UNIDOS anunciou que vai alugar um avião para levar MAHAMED AL-FATEH, de três anos – que sobreviveu a um desastre aéreo que matou 115 pessoas no SUDÃO – para ser tratado em LONDRES, na INGLATERRA. O presidente do País, ZAYED BIN SULTAN AL NAHYAN, afirmou que vai contratar um avião da ALEMANHA para voar à capital do SUDÃO, CARTUM, e levar o menino para o REINO UNIDO, onde será operado.      

CANCELADO o FESTIVAL DE AVIGNON, um dos mais importantes eventos teatrais da EUROPA, e um festival de ópera, em conseqüência da greve de artistas e técnicos da indústria do espetáculo da FRANÇA. Parados desde o dia 30 de junho, os grevistas combatem uma proposta do governo que reduz o número de trabalhadores temporários do setor com acesso ao seguro-desemprego. O FESTIVAL DE AVIGNON foi aberto no dia 7 de julho e imediatamente boicotado pelos grevistas.
      
LEILOADO por onze milhões e trezentos mil dólares, um auto-retrato do artista holandês REMBRANDT que permaneceu oculto durante quase trezentos anos. A tela, pintada em 1634, foi arrematada pelo colecionador americano STEVE WYNN e ficará em exposição em LAS VEGAS.

INDICIADAS seis noivas americanas que integravam um esquema de casamentos forjados com imigrantes. Elas recebiam mil dólares pelo matrimônio, que garantia a permanência dos estrangeiros no País.

2 004   :    -  SÁBADO
KIMI RAIKKONEN foi o mais veloz nesta manhã, estabelecendo a POLE POSITION para o GRANDE PRÊMIO DA INGLATERRA de F1. Em segundo lugar chegou RUBENS BARRICHELLO; em 3º, JENSON BUTTON; em 4º, MICHAEL SCHUMACHER; em 5º, JARNO TRULLI; em 6º, DAVID COULTHARD; em 7º, JUAN PABLO MONTOYA; em 8º, TAKIMA SATO.

Num sábado chuvoso e frio, bem pior do que ontem, estou sossegado em casa. Neste 10 de julho inicio o 55º tomo de minhas memórias. Uma grande modificação irá se operar na semana que vem, com a minha saída da Sociedade Veteranos de 32. Elaboro a minha carta de despedida, nesta manhã, com os seguintes dizeres:
SÃO PAULO, 13 DE JULHO DE 2004
ILMo. Sr GERALDO FARIA MARCONDES
DD. Presidente da Sociedade Veteranos de 32-MMDC 
Esgotados todos os meios ao meu alcance para evitar a medida que tomo hoje, em caráter imutável e irreversível, deixo de ser SECRETÁRIO DA DIRETORIA EXECUTIVA da Sociedade, a partir desta data, 13 de julho de 2004.
Razões de foro íntimo, baseadas na ÉTICA, na DIGNIDADE, e na HONESTIDADE, pilares que devem nortear nossa existência, estão descritas na minha carta de 1º de março de 2004, apresentada na reunião de Diretoria em 4 de março de 2004.

Motivos outros também somam a tudo isso, tornando impossível continuar como SECRETÁRIO.
                                      MARIO FONSECA VENTURA
                                          Cel PM Ref – sócio nº 9 816.

Leio as notícias dos jornais, referentes à solenidade de ontem:
JORNAL “FOLHA DE SÃO PAULO”
ATO DA REVOLUÇÃO DE 32 HOMENAGEIA EX-SOLDADOS; ALCKMIN SOFRE PROTESTO
O governador GERALDO ALCKMIN enfrentou ontem protesto de estudantes das universidades estaduais (USP, UNESP e UNICAMP) e FATECS durante as comemorações da Revolução Constitucionalista de 32, no parque IBIRAPUERA. O evento homenageou ex-combatentes do movimento armado.
Autoridades assistiam à solenidade cívica no palanque enquanto estudantes com faixas e narizes de palhaço gritavam em coro do outro lado da rua: “GERALDO, olha para cá. Não adianta disfarçar”.
Quando o governador deixou o palanque, a polícia precisou fazer um cordão de isolamento para conter os manifestantes, que reivindicavam audiência pública.
No meio do empurra-empurra, dois ex-combatentes homenageados, ABRAHÃO YAZIGI NETO, 93, e NEWTON FERRAZ, 89, que estavam próximos ao ato, tiveram de ser retirados pela polícia. ALCKMIN disse que o protesto não muda sua posição sobre a greve nas FATECS e nas universidades.
Além dos tradicionais desfiles militares e das organizações civis, em frente ao Monumento-Mausoléu do Soldado Constitucionalista, houve show com o grupo “TROVADORES URBANOS”, que cantou músicas do período da revolução.
A Polícia Militar estimou que cerca de 5.000 pessoas participaram do aniversário de 72 anos do movimento armado que ganhou as ruas da capital e do interior do Estado de SÃO PAULO, em 1932, contra o governo de GETÚLIO VARGAS (1930-1945 e 1951-1954) e por uma nova CONSTITUIÇÃO.
ELIETE PALUMBO, 51, levou as cinzas do pai, LIBERTÁRIO PALUMBO, morto há duas semanas. Ele já foi um dos homenageados. Ela disse que o pai gostava de contar histórias sobre a revolução, de quando foi atacado por bombas e se viu sozinho entre amigos mortos.
A revolta em 32 colocou frente a frente nos campos de batalha forças rebeldes e legalistas. O movimento insurgente teve apoio de amplos setores da sociedade paulista. Intelectuais, industriais, estudantes e outros segmentos da classe média pegaram em armas.
Sem apoio de outros Estados, os paulistas assinaram a sua rendição em outubro de 932, com um saldo de cerca de 900 mortos.
Os rebeldes viriam o resultado de sua batalha em 1934, quando foi formada a Assembléia Nacional Constituinte para a elaboração de uma nova Constituição.  

O ESTADO DE SÃO PAULO
EX-COMBATENTES RELEMBRAM A REVOLUÇÃO DE 32
O governador GERALDO ALCKMIN acompanhou o desfile, que reuniu 80 integrantes do movimento.
Setenta e dois anos depois de se alistar para o exército constitucionalista, OLEGÁRIO CRAVINHOS DE PAULA E SILVA, de 89 anos, desfilou ontem condecorado pelo governador GERALDO ALCKMIN em frente do Obelisco do IBIRAPUERA. Na frente do grupo de cerca de 80 ex-combatentes – ao todo são 280 no Estado – PAULA E SILVA abriu as comemorações do 9 de julho com lembranças vivas da Revolução de 32; “Os detalhes do movimento fazem parte da minha vida”, disse.
Ao longo do desfile, foi aplaudido pela população que enfrentou o frio da manhã para acompanhar a passagem da Cavalaria, Polícia Militar, escolas, escoteiros e tropas das Forças Armadas. A PM não informou o número de pessoas que assistiram ao evento.
Ontem foi dia também de o ex-combatente JOSÉ PIRES DE ALMEIDA, de 89 anos, relembrar como conseguiu fugir de casa aos 16 anos para aderir à revolução. Acompanhado da irmã, GUIOMAR, de 87 anos, ALMEIDA disse que decidiu ser voluntário porque queria “salvar SÃO PAULO”. “Eu ainda tinha dente de leite quando fui para a guerra. Entrei escondido no trem”.
Tempos difíceis, em que a cidade ficou nas mãos do exército, como lembrou NEWTON FERRAZ, de 89 anos. “Não havia nada em SÃO PAULO”.
O governador GERALDO ALCKMIN acompanhou o desfile do palanque e teve de dividir a atenção entre a comemoração e uma pequena manifestação de estudantes de universidades públicas, que pediam verba para as faculdades. “Isso não atrapalha. Mas é importante destacar que isso não tem nada de movimento estudantil, é meia dúzia de profissionais de má política”, afirmou o governador.
Para ele, o desfile marca a vitória do Estado na luta pela democracia. “Embora derrotada do ponto de vista militar, a revolução foi vitoriosa nos seus objetivos, tanto é que dois anos depois veio a Constituinte de 34”. Fundado para manter os ideais da Revolução, o CLUBE PIRATININGA, em SANTA CECÍLIA, no centro, prestou sua homenagem aos heróis paulistas na noite de ontem. Na cerimônia, um vídeo foi exibido para lembrar os três meses de luta.
PROTESTO – Representantes de mais de 30 entidades e moradores fecharam o TÚNEL NOVE DE JULHO, por nove minutos, em protesto contra a mudança do nome para TÚNEL DOUTOR DAHER ELIAS CUTAIT. “É um desrespeito ao povo de SÃO PAULO, aos constitucionalistas de 32 e à memória dos soldados mortos na revolução”, acredita a advogada CÉLIA MARCONDES. “O Ministério Público já determinou o tombamento do TÚNEL. Essa decisão já está no CONDEPHAAT e estamos aguardando com ansiedade que saia a assinatura.     
REVOLUÇÃO DOS CARROS
Dez fordinhos dos anos de 1928 e 1931 participaram ontem da cerimônia em homenagem à Revolução Constitucionalista de 32, em frente ao Obelisco. De acordo com MATEUS POLIZEL, presidente da Sociedade Paulista de Automóveis Antigos, os carros tiveram grande importância durante o conflito dos paulistas contra as tropas federais. Os proprietários desse tipo de veículo foram obrigados a cedê-los ao governo de SÃO PAULO no transporte de pessoas e armamentos. Sob a chuva de prata, alguns dos ex-combatentes desfilaram com as capotas abertas para saudar o público. Depois, foi a vez de os motociclistas invadirem a pista e animarem as crianças que assistiam ao desfile.

JORNAL AGORA traz como manchete:
DESFILE DE NOVE DE JULHO REÚNE 5.000 E TEM PROTESTO. Aos gritos, estudantes pediram verbas para a Educação durante as comemorações da revolução de 32. Governador diz que foi ato político.
VETERANOS E PARENTES SE EMOCIONAM. A festa de ontem contou com 80 ex-combatentes e dezenas de parentes de soldados e militares que participaram da Revolução de 32. O capitão reformado do Exército e veterano de 32, GINO STRUFFALDI, 90 anos, levou mulher, filhos e netos para o desfile. “Sempre me emociono”, revelou. O aposentado OLEGÁRIO CALADINHOS, 89, outro ex-combatente, também não escondeu a emoção. “Acho a homenagem muito justa”. A Revolução de 32 foi um protesto dos paulistas contra o governo VARGAS. A batalha, perdida, durou três meses.

O teor da reportagem do JORNAL DA TARDE, com o título de DESFILES E PROTESTOS NA FESTA DO NOVE DE JULHO é muito parecido com aquele publicado no “O ESTADO”.

DIÁRIO DE SÃO PAULO
CERCA DE DOIS MIL PARTICIPAM DO DESFILE DE NOVE DE JULHO. ALCKMIN É VAIADO POR MANIFESTANTES.
Aparece nesse jornal, página A5, a fotografia do GINO STRUFFALDI com a seguinte legenda: VETERANO DA REVOLUÇÃO DE 32 DURANTE O DESFILE NO IBIRAPUERA. 

O CORINTHIANS embalou de vez no CAMPEONATO BRASILEIRO ao conquistar hoje sua segunda vitória seguida. A vítima foi o PARANÁ, que perdeu por 1 a 0, no PACAEMBU, com gol de pênalti de ROGÉRIO. Já o PALMEIRAS segurou o empate por 0 a 0 com o ATLÉTICO PR, em CURITIBA, e manteve a liderança da competição, com 26 pontos. OUTROS RESULTADOS: SANTOS 2 x SÃO PAULO 1; INTER 2 x GRÊMIO 0; PONTE PRETA 3 x GUARANI 1; FLUMINENSE 1 x SÃO CAETANO 0; VITÓRIA 1 x BOTAFOGO 0; FLAMENGO 0 x VASCO 1; JUVENTUDE 1 x CORITIBA 0; GOIÁS 3 x PAYSANDU 2; FIGUEIRENSE 2 x CRICIÚMA 0; ATLÉTICO MINEIRO 2 x CRUZEIRO 0.

Uma quadrilha armada invadiu hoje a joalheria CASA DAS ALIANÇAS, no centro de GUARULHOS, ameaçou funcionários, roubou, fez reféns, causou pânico no trânsito e trocou tiros com a Polícia Militar. O resultado: dois suspeitos mortos e três presos. Pelo menos dois bandidos teriam fugido. O bando chegou ao local por volta das 16:30 horas. Depois de roubar a joalheria, na avenida DOM PEDRO II, os criminosos teriam fugido em motocicletas. Parte da quadrilha roubou um CORSA e levou a proprietária do carro como refém. Pelo menos doze viaturas do 15º BPMM perseguiram os suspeitos, que pilotavam três motos, pelas ruas de GUARULHOS. Em CUMBICA, um dos acusados entrou em um bar e foi cercado pela PM. O criminoso teria dominado um cliente, aplicando-lhe uma gravata. O suspeito distraiu-se e acabou levando um tiro na cabeça. Nova perseguição, outro tiroteio, mas acabaram cercados e se renderam, soltando uma mulher feita refém.

O desembargador aposentado LUÍS BERTON, aos 55 anos, foi  assassinado depois de reagir a um assalto, em SÃO CAETANO DO SUL.
O vocalista do grupo LS JACK, MARCUS MENNA BARRETO, 27 anos, começou a recuperar a consciência, segundo boletim do Hospital COPA D´OR, no RIO. O cantor está internado em estado grave desde 1 º de julho, quando sofreu parada cardíaca depois de uma lipoaspiração na Clínica PERFIL PLASTIC.

MORREU, aos 74 anos, a ex-primeira-ministra portuguesa MARIA DE LURDES PINTASILGO, de falência cardíaca. PINTASILGO foi a única mulher a ocupar o cargo, no qual ficou durante seis meses em 1979, após o colapso do governo socialista em 1978. Em 1974 ela havia participado de um governo provisório, formado depois da queda da ditadura salazarista. MARIA DE LURDES PINTASILGO se mantinha ativa na política e no dia 2 se reunira com o presidente JOSÉ SAMPAIO para discutir a substituição do ex-primeiro-ministro DURÃO BARROSO.

Um dia após a Corte Internacional de Justiça declarar ilegal a barreira que ISRAEL está construindo para isolar seu território da CISJORDÂNIA, um carro explodiu hoje perto de GAZA, matando quatro palestinos e ferindo um. O carro foi alvo de tanques israelenses, mas o Exército de ISRAEL negou envolvimento. Tanques e helicópteros israelenses estavam próximos do local, mas o Exército afirmou que não disparou contra nenhum carro e que seus soldados não estavam nas imediações quando ocorreu a explosão.

O PRÍNCIPE WILLIAM, o segundo na linha de sucessão da coroa britânica. Participou pela primeira vez de uma corrida beneficente em LONDRES, para ajudar no combate à miséria nos países pobres. WILLIAM, acompanhado de seu irmão HARRY, completou a corrida, de cerca de um quilômetro e meio, em seis minutos e 10 segundos.

Nesta noite, na GLOBO, assisto A FILHA DO GENERAL. Um filme onde um general pende para a ética e o bom nome da Escola de Oficiais, ao não denunciar os responsáveis pelo estupro de sua filha, uma capitão do Exército. A moça, no entanto, vítima do estigma da violência, mantém uma grande mágoa do pai, ao fazê-la “esquecer” o triste episódio. Torna-se promíscua, mantendo relações sexuais com diversos oficiais. Depois, para vingar-se do pai, fantasia um novo estupro, só que dessa vez a matam. Um oficial do serviço reservado se propõe a descobrir tudo o que aconteceu antes e depois da morte da capitão e vai às últimas conseqüências, denunciando o  general por ter acobertado o estupro de sua própria filha.
Ainda assisto CASAMENTO ARMADO, na BANDEIRANTES.

2 005  :  -  DOMINGO
FALECEU neste domingo o ex-combatente de 32, RAUL GALVANI. Ele foi motorista do Serviço de Transportes do Movimento Constitucionalista. Nasceu em TAQUARITINGA, no dia 20 de outubro de 1911. Iria completar 94 anos.
Depois de uma semana estafante, com várias cerimônias alusivas às comemorações do 73 º Aniversário do Movimento Constitucionalista de 1932, vou poder descansar neste domingo. Relembro, lendo minhas memórias de outras datas “NOVE DE JULHO”. Desde que entrei para a Sociedade Veteranos de 32-MMDC, tenho um compromisso muito sério com as atividades para a organização desses eventos. No ano passado, numa Diretoria Executiva falida e na obrigação de redigir um novo Estatuto, afastava-me da condição de secretário. O CORONEL PM ANTÔNIO CARLOS MENDES, então vice-presidente, também assim o fazia. Reunindo forças, com a colaboração do desembargador LUIZ EDUARDO CORRÊA DIAS e do advogado CARLOS ALBERTO MACIEL ROMAGNOLI, apresentamos o novo Estatuto. Em Assembléia Geral tumultuada, pois o então presidente, GERALDO FARIA MARCONDES, fez tudo para melar a aprovação do Estatuto, em 17 de dezembro de 2004, finalmente, o MENDES e eu vimos realizado o nosso sonho de apresentar ao MMDC uma Carta que modificasse os destinos da Entidade. Depois, numa reunião do NOVO CONSELHO DELIBERATIVO, sobre a presidência do CORONEL PM Res JAIRO PAES DE LIRA (também tumultuada pelo mesmo GERALDO FARIA MARCONDES, seu companheiro GENERAL EUCLYDES BUENO FILHO e também pelo Professor EGBERTO MAIA LUZ), foi instalada a ASSEMBLÉIA GERAL ELEITORAL que possibilitou a eleição dos novos dirigentes da Sociedade. Finalmente, em 7 de julho último, tudo isso foi coroado de êxito com a posse dos novos presidentes da Diretoria Executiva, Conselho Deliberativo e Conselho Fiscal, como arquitetamos ao longo de 2004/2005. Acabava o “reinado” de GERALDO FARIA MARCONDES, doente, com a cabeça já não mais funcionando com o bom senso necessário para dirigir os destinos da Sociedade, principalmente desorientado pela doença de sua esposa, dona JÚLIA, sofrendo de MAL DE ALZHEIMER.
10 DE JULHO é uma data muito importante para mim. Significa sempre o início de mais um TOMO de minhas memórias. Comecei a escrevê-las em 9 DE JULHO DE 1950. Como CORONEL PM Reformado, retorno agora ao cargo de 1º SECRETÁRIO da Sociedade Veteranos de 32-MMDC, após a conquista de uma batalha muito séria, onde fizemos de tudo para mudar e revitalizar a Sociedade. Os primeiros resultados estamos colhendo agora, que começaram desde que o CAPITÃO R/R GINO STRUFFALDI foi eleito presidente da Diretoria Executiva.
Hoje, na tranqüilidade do lar, procuro concatenar meus pensamentos e alinhavar nestas memórias as primeiras idéias para o 56º TOMO.
Leio os jornais “O ESTADO DE SÃO PAULO”, “JORNAL DA TARDE”, “DIÁRIO DE SÃO PAULO” e “AGORA”.
No “ESTADÃO”, no caderno CIDADES/METRÓPOLE, vamos encontrar na página C8 “INDIGNAÇÃO MARCA O NOVE DE JULHO”. Ex-combatentes reclamam de nome de túnel na gestão MARTA.
O clima de alegria na comemoração dos 73 anos da Revolução Constitucionalista de 1932 foi quebrado pela indignação dos ex-combatentes pela mudança do nome do Túnel 9 de Julho para Doutor DAHER ELIAS CUTAIT, na gestão MARTA SUPLICY. Além de balões e bandeiras, faixas de protesto faziam parte do cenário, ontem pela manhã, em frente ao Monumento ao Soldado Constitucionalista – mais conhecido como Obelisco, no Parque do IBIRAPUERA, na zona sul.
Paralelamente à festa, que reuniu cerca de duas mil pessoas, segundo a Polícia Militar, um grupo tentava mudar o nome da placa do túnel e outro protestava no Túnel 9 de Julho. Não eram muitos, mas estavam decididos. Levaram carro de som, carros antigos e cobriram o túnel com uma tarja preta. Nas faixas, os dizeres “TÚNEL NOVE DE JULHO PARA SEMPRE” e “UM POVO SEM MEMÓRIA É UM POVO SEM HISTÓRIA.
No início da cerimônia, às 9:30 horas, o ex-combatente ALENCAR THOMAZ, de 89 anos, que recebeu o comando do Exército Constitucionalista do veterano ABRAHÃO YÁZIGI NETO, disse que o “fogo na alma e a determinação” permanecem até hoje. “Não trago nenhuma cicatriz no corpo. Combati o bom combate. Que DEUS abençoe a nossa nação”.
Em meio ao discurso, procurou o prefeito JOSÉ SERRA para fazer uma reivindicação. “O senhor prefeito está por aí?”, perguntou. “O túnel é uma homenagem aos combatentes da Revolução Constitucionalista de 32. O nome que está aí é honroso, mas deve  ir para outro lugar”. Segundo a Assessoria do prefeito JOSÉ SERRA, o projeto de voltar ao antigo nome está em discussão na Câmara. SERRA ficou de analisar o pedido.
Além de THOMAZ, lá estavam outros 32 ex-combatentes. Segundo o presidente da Sociedade Veteranos de 32-MMDC (MARTINS, MIRAGAIA, DRÁUSIO e CAMARGO), GINO STRUFFALDI, de 91, existem cerca de 180 a 200 veteranos vivos no Estado. “A maioria está doente. Assumi a presidência agora e ficarei por dois anos”. STRUFFALDI disse que a data para os veteranos é a mais importante de suas vidas”.
ONG CONSEGUE TROCAR NOME DE TÚNEL EM ATO.
Troca: Inconformados com a troca do nome do Túnel 9 de Julho, integrantes da ONG EDUCA SÃO PAULO cobriram o “Doutor DAHER CUTAIT” com um adesivo branco e azul, que leva o antigo nome. Tentaram logo cedo, mas foram impedidos pela guarda metropolitana. No fim da manhã, conseguiram, no sentido centro-bairro. “É um desrespeito mudar o nome de um monumento que lembra a data magna de SÃO PAULO e homenageia os combatentes de 21”, diz DEVANIR AMÂNCIO, presidente da ONG.
O JORNAL DA TARDE diz quase que tudo publicado no “ESTADÃO”. Já o jornal “AGORA” publica “APESAR DO FRIO, 2.000 COMEMORAM REVOLUÇÃO DE 32. Desfile marcou 73 anos do Movimento Constitucionalista. Motociclistas também homenagearam os veteranos paulistas.
Cerca de 2.00 pessoas enfrentaram os 13º C que os termômetros marcavam na manhã de ontem na capital para assistir ao desfile em homenagem à Revolução de 32, que aconteceu em frente ao Parque IBIRAPUERA, zona sul.
O evento começou às 9 horas. Antes do desfile, as cinzas de alguns combatentes da Revolução que morreram recentemente foram levadas ao mausoléu que já abriga restos mortais de outros soldados que participaram do combate em 1932. O desfile contou com a participação de veteranos da Revolução Constitucionalista e da Força Expedicionária Brasileira, tropas do Exército, Marinha, Força Aérea e Polícia Militar (como Cavalaria e Bombeiros), além de escolas públicas, jipeiros e motociclistas.
Emocionado, o Capitão Reformado do Exército GINO STRUFFALDI, 91 anos, foi um dos veteranos que esteve ontem no IBIRAPUERA. “Este evento é importantíssimo para comemorar o que conquistamos, pois perdemos militarmente, mas ganhamos a Constituição”, disse STRUFFALDI. Ele participou do movimento como sargento da fortaleza de ITAIPU, em SANTOS. “Mas todos se envolveram na causa, quem não lutou colaborou com dinheiro, trabalho e donativos”.
O governador GERALDO ALCKMIN (PSDB), acompanhou a cerimônia ao lado do prefeito JOSÉ SERRA e do secretário de Segurança Pública, SAULO DE CASTRO ABREU FILHO.
“O 9 de Julho foi feito com o sangue dos brasileiros de SÃO PAULO e mostra o compromisso do nosso Estado com a legalidade e com a democracia”, afirmou ALCKMIN. SERRA ganhou da Sociedade Veteranos de 32-MMDC uma medalha que homenageia quem preserva a memória da Revolução. Apesar do frio, a professora PATRÍCIA MEDEIROS, 35, fez questão de ir com os três filhos e o marido. “Acho importante porque quero despertar desde já o patriotismo nos meus filhos. Na minha época, cantávamos o HINO NACIONAL com freqüência. Hoje, percebo que muitas crianças nem conhecem a letra”, afirmou PATRÍCIA.

Logo que leio os jornais, faço uma ligação para o CAPITÃO R/R GINO STRUFFALDI a fim de contar essas novidades. A mesma coisa faço para com o CORONEL PM ANTÔNIO CARLOS MENDES.
Recebo um telefonema do advogado LUIZ SÉRGIO CARRARO, que me conta os episódios que ele presenciou ontem, ao assistir toda a solenidade, num dos palanques existentes no local. Manteve conversações com pessoas descendentes de ex-combatentes e algumas delas deverão nos procurar na próxima semana. Digo ao CARRARO o episódio indecente do assedio provocado pelo CARVALHOSA e sua mãe FIAMMETTA EMENDABILI ao CAPITÃO R/R GINO STRUFFALDI, quando terminou a solenidade. CARVALHOSA, que está movendo uma ação contra a Sociedade, foi levado pelo CORONEL R/R ARY CANAVÓ até onde se encontrava o presidente da Sociedade, a fim de cumprimentá-lo e falar uma série de mentiras. Não sei quais são as intenções do CANAVÓ quanto a essa aproximação. É uma pergunta que fica no ar, por enquanto.

Procuro, neste domingo, colocar no computador algumas notícias referentes ao NOVE DE JULHO, mas o cansaço me domina por volta das 15 horas. Procuro dormir um pouco, mas chega visita em casa: Sr JOSÉ THOMAZ e dona ESMERALDA (irmã da LUCINDA). O Sr THOMAZ conta o episódio referente ao aluguel de uma casa, onde a pessoa não pagou e ainda teve a coragem de fazer uma queixa na delegacia, dizendo que ele se portou de maneira violenta ao cobrar os atrasados. Finalmente, depois de convencer as autoridades que a queixa não tinha procedência, ele conseguiu que a má inquilina se mudasse. Por sua vez, dona ESMERALDA queixa-se de dores num dos joelhos, ainda não conseguindo acertar com o médico um procedimento que a cure.          

O colombiano JUAN PABLO MONTOYA desencantou hoje. Com uma apresentação sem reparos, ele venceu o GP DA INGLATERRA, disputado no circuito de SILVERSTONE, e conquistou seu primeiro triunfo com um carro da McLAREN, onde corre desde o início do ano. Porém quem deixou a INGLATERRA feliz da vida foi o espanhol FERNANDO ALONSO, da RENAULT. Terminou a prova na segunda colocação e abriu ainda mais vantagem na classificação geral do Mundial de Pilotos, em função do terceiro lugar de KIMI RAIKKONEN. Agora o espanhol soma 77 pontos, 21 a mais que RAIKKONEN. O quarto colocado foi GIANCARLO FISICHELLA; em quinto chegou JENSON BUTTON; em sexto, MICHAEL SCHUMACHER; em sétimo, RUBENS BARRICHELLO; em oitavo, RALF SCHUMACHER; em nono, JARNO TRULLI; em décimo, FELIPE MASSA.

JAVIER MASCHERANO já fez o que tinha de fazer para virar ídolo da torcida do CORINTHIANS. O CHEFITO, em sua estréia com a camisa alvi-negra, comandou hoje com garra e classe a vitória de virada por 3 a 1 no clássico contra o PALMEIRAS, no MORUMBI. O triunfo também foi de outro chefe corinthiano, o técnico MÁRCIO BITTENCOURT, que soube mexer no time no intervalo e ganhou tranqüilidade para seguir trabalhando no TIMÃO, agora o quinto colocado no CAMPEONATO BRASILEIRO. Outros resultados: GOIÁS 3 x SANTOS 4; VASCO 2 x INTERNACIONAL, de LIMEIRA 4; BOTAFOGO 1 x FLUMINENSE 2; ATLÉTICO PR 1 x CORITIBA 0; CRUZEIRO 2 x ATLÉTICO MG 1.

BRASIL dá um show em BELGRADO e conquista o PENTA da LIGA MUNDIAL. Depois de levar baile da SÉRVIA E MONTENEGRO no primeiro set, a seleção vira o jogo e aumenta sua coleção de títulos no vôlei masculino. O atacante DANTE foi o destaque individual da equipe no campeonato, levando o prêmio de melhor bloqueador. Além do título, os jogadores da seleção brasileira tinham outros motivos para comemorar. Afinal, os organizadores reservaram ao campeão o prêmio de um milhão de dólares.

A missa de sétimo dia da morte de uma faxineira e de seus dois filhos em DIADEMA, região do ABCD, reuniu hoje cerca de 400 pessoas. Os três foram executados por um SARGENTO PM. O sobrevivente da chacina, JOSÉ SIDÔNIO DA SILVA, de 54 anos, atingido de raspão no pé esquerdo, viúvo da faxineira, estava bastante emocionado. O prefeito de DIADEMA, JOSÉ DE FILIPPI JÚNIOR, também participou da cerimônia. Três padres rezaram a missa, das 11 às 13 horas, num palco montado pela prefeitura, na Avenida CASA GRANDE, em frente à Escola Estadual JOSÉ CARLOS GOMES CARDIM, onde estudava uma das vítimas da chacina, FÁBIO RODRIGUES FRANCISCO, de 15 anos. Faixas lembravam a chacina e também a execução de cinco pessoas no MORRO DO SAMBA, na mesma cidade, ocorrida no último dia 22 de junho, durante tiroteio com policiais civis. O autor da chacina, SARGENTO PM RICARDO SILVA DOS SANTOS, continua internado em um hospital na cidade de SÃO VICENTE, no litoral, em recuperação de uma cirurgia no estômago.

A queda de GENOINO foi o último ato de um drama que se abateu sobre o partido do presidente LULA desde que veio à tona a denúncia de suposta arrecadação de verbas para a formação de caixa dois de campanha envolvendo funcionários dos CORREIOS e aliados políticos do deputado ROBERTO JEFFERSON. Este, respondeu às acusações denunciando o pagamento de mesada, o “mensalão”, para que partidos da base aliada votasse em favor dos interesses do governo.
A eleição de TARSO GENRO, substituindo GENOINO, não acalmou a esquerda do PT. O ministro foi eleito com 52 votos contra 21 abstenções dos integrantes das correntes de esquerda durante a reunião do Diretório Nacional, ontem. Toda a esquerda se absteve de votar. “Foi uma renovação conservadora, trocou as peças sem trocar o rumo”, afirmou o terceiro vice-presidente do PT, VÁLTER POMAR, candidato da ARTICULAÇÃO DE ESQUERDA.
JOSÉ GENOINO antecipou-se à oposição – que quer ouvi-lo nesta semana sobre a prisão de ADALBERTO VIEIRA DA SILVA, ex-secretário de Organização do PT – e diz que está à disposição da CPI DOS CORREIOS. SILVA, assessor do irmão do ex-presidente do partido, o deputado estadual cearense, JOSÉ NOBRE GUIMARÃES, foi preso no Aeroporto de CONGONHAS, em SÃO PAULO, ao tentar embarcar com 209 mil reais na bagagem e mais cem mil dólares na cueca.

O empresário RICARDINHO MANSUR foi assaltado em SÃO PAULO. O namorado da atriz LUANA PIOVANI estava a caminho do aeroporto de CONGONHAS quando foi abordado por dois homens armados, que levaram dinheiro, documentos e cartões de crédito.

FALECEU a fundadora e símbolo da escola de samba IMPÉRIO SERRANO, EULÁLIA DE OLIVEIRA, de insuficiência respiratória, no RIO DE JANEIRO.
        
Uma série de atentados suicidas matou 48 pessoas e feriu outras dezenas, hoje, no IRAQUE. No último ataque, dois carros-bomba explodiram simultaneamente na província de AL ANBAR, no oeste do país, perto da fronteira com a SÍRIA, atingindo um posto de vigilância do Exército iraquiano.

Cerca de 11 mil veteranos de guerra britânicos reuniram-se hoje no centro de LONDRES para lembrar o 60 º aniversário do fim da 2ª Guerra Mundial, em uma cerimônia que deixou todos mais comovidos por causa dos atentados de quinta-feira. A rainha ELIZABETH II liderou as comemorações, que terminaram com um avião bombardeiro lançando confetes sobre cerca de 250 mil pessoas que assistiram à cerimônia, em uma demonstração de solidariedade por LONDRES.

2 006   :    -      SEGUNDA-FEIRA.
Numa manhã de muita chuva, consigo ler os jornais que ficaram empilhados em cima da mesa de meu escritório, dentro da biblioteca. Nos jornais de hoje, leio as notícias referentes ao NOVE DE JULHO:

JORNAL DA TARDE
FESTA DE “32” EVOCA ORGULHO PAULISTA
Governador de SÃO PAULO faz alusão à luta contra o crime organizado durante discurso em homenagem aos 74 anos da Revolução Constitucionalista de 1932.
Durante a cerimônia das comemorações dos 74 anos da Revolução Constitucionalista de 1932, que reuniu, ontem, cerca de 3 mil pessoas, o governador CLÁUDIO LEMBO (PFL) se referiu ao Primeiro Comando da Capital (PCC), que vem desafiando o Estado. “Nós, paulistas, vamos sempre nos unir contra o mal e contra a ilegalidade”, afirmou.
O tradicional evento ocorreu em frente ao Obelisco, no IBIRAPUERA, que oficialmente é o Monumento ao Soldado Constitucionalista, com participação de 1,2 mil policiais militares e 220 oficiais das Forças Armadas, além de 90 veículos – de jipes de uso militar a modelos da época da revolução.
No ano passado, o evento foi marcado por protestos pela mudança do nome do TÚNEL NOVE DE JULHO para Doutor Daher Elias Cutait. Neste ano, a preocupação foi expressar o orgulho de ser paulista, mesmo com o período turbulento pelo qual passa o Estado por causa da violência do PCC.
Um exemplo de união foi dado por uma família que reuniu quatro gerações no desfile. O ex-combatente de 32 FRANCISCO MANOEL DE ALMEIDA, de 93 anos, ia à frente, seguido pelo filho FRANCISCO, de 61, a neta MARIA HELENA, de 36, e o bisneto NICOLAS, de 4.
Os três adultos seguravam a antiga bandeira de SÃO PAULO, proibida por GETÚLIO VARGAS durante a ditadura do ESTADO NOVO (1937-1945). “Apesar disso tudo que está acontecendo em nosso Estado, trouxemos o NICOLAS para ele saber desde pequeno o significado dessa comemoração”, afirmou FRANCISCO.
A revolução terminou em 2 de outubro de 1932, com a derrota de SÃO PAULO, que não resistiu às tropas legalistas de VARGAS. Dois anos depois, porém, os principais objetivos da revolução foram alcançados: a promulgação de uma nova Constituição e o retorno ao Estado democrático.
Um casal que assistia à cerimônia também estava lá por orgulho, mas a razão era familiar. LUIZ PAULO e ELIANE TAVARES se emocionaram ao ver o filho, VINÍCIO, de 21 anos, carregando uma das urnas com as cinco de oito ex-soldados constitucionalistas até o mausoléu de 32 – eles se uniram aos restos mortais de outros 743 heróis dos paulistas que já estão na cripta do monumento, junto com os restos mortais de MARTINS, MIRAGAIA, DRÁUZIO e CAMARGO (o famoso MMDC), heróis de 32. Anualmente, nas comemorações de 9 de Julho, as cinzas dos combatentes que morreram em anos anteriores são levadas para o Obelisco.

O CADERNO METRÓPOLE, de “O ESTADO DE SÃO PAULO” publica
IDEAIS DE 32 SÃO LEMBRADOS CONTRA O MAL DO PCC. No Obelisco, governador pede que paulistas se unam contra ilegalidade.
(O texto publicado é igual ao descrito pelo JORNAL DA TARDE).

DIÁRIO DE SÃO PAULO:
DESFILE DE 9 DE JULHO LEVA 3 MIL AO IBIRAPUERA.
Perto de três mil pessoas assistiram ontem aos desfiles em comemoração ao 74º aniversário da Revolução Constitucionalista de 1932, junto ao Obelisco do IBIRAPUERA. Organizado pela Polícia Militar do Estado de SÃO PAULO, o evento contou com 1,2 mil policiais militares, 90 viaturas, 120 cavalos, entidades civis, escolas e 200 representantes do Exército, Marinha e Aeronáutica.
Além de ver os desfiles e as cerimônias de passagem de Comando do Exército Constitucionalista – tropa de 13 mil homens da antiga Força Pública, atual PM de SÃO PAULO, e do Exército, que em 1932 reagiu à suspensão da Constituição e à ditadura do governo provisório de GETÚLIO VARGAS – os paulistanos puderam também visitar o Mausoléu do Soldado Constitucionalista.
Fechado há quatro anos, o espaço recebeu ontem as urnas com as cinzas de oito ex-combatentes da revolução.
Construído sob o Obelisco, o mausoléu precisa de reforma. Está com iluminação precária e o piso de mármore manchado por causa de infiltrações. O governador CLÁUDIO LEMBO, que participou das comemorações do 9 de Julho, disse que está prevista a antecipação de R$ 1 milhão de reais para o início da recuperação. A Prefeitura deve ficar responsável pela conservação da praça e a Secretaria de Segurança Pública pela guarda do local. 

Muita chuva nesta manhã. Apesar disso, quando são quase 13 horas, enfrentando o mau tempo, vou diretamente para a Sociedade Veteranos de 32-MMDC. Não vejo o Presidente GINO e a funcionária LILIAN informa que ele está em sua residência. O CORONEL MENDES chega depois das 16 horas. Estão comigo o ANTÔNIO FROTA e o SÍLVIO. Eles querem conversar, mas sou chamado pelo CARMELO para participar de uma solenidade no RESIDENTIAL TOWER. Alguns oficiais estão reunidos para o terceiro aniversário do RAFAEL na área centro. Ali vou permanecer até o momento de ir para a OAB/SP. Muita gente conhecida: ROMAGNOLI, LESSA, FÁBIO D´URSO, JANAÍNA, CORONEL CANAVÓ, GERALDO PIRES DE OLIVEIRA, FRANCES DE AZEVEDO, e muitas outras pessoas que num espaço curto de um ano ajudaram a dinamizar a Sociedade Veteranos de 32-MMDC.
A OAB/SP está comemorando nesta noite o 74º Aniversário da Revolução Constitucionalista de 32. A mesa dos trabalhos vai ser presidida pelo nosso CARLOS ALBERTO MACIEL ROMAGNOLI. Ele chama para constituir essa Mesa: DOUTORA NELLY CANDEIAS (ilustre palestrante desta noite, substituindo o historiador HERNÂNI DONATO, que se encontra adoentado), CAPITÃO Ref GINO STRUFFALDI, Presidente da Diretoria Executiva do MMDC, J.B. DE OLIVEIRA, um advogado presidente da OAB/SP de SÃO SEBASTIÃO. J.B. faz uso da palavra e, como sempre, com sua oratória, maravilha o auditório. DOUTORA NELLY muito pesquisou para fazer uma palestra inédita sobre a Revolução de 32. É entregue a Medalha da LOJA ROMA para o Dr FÁBIO D´URSO que não pôde comparecer naquela noite em que essa medalha foi entregue a diversas personalidades.  Para mim, no final do evento, estava reservada uma grata surpresa, que mexeu com os meus sentimentos. O ROMAGNOLI chama-me para entregar um cartão de prata oferecido pela OAB/SP à minha pessoa.
Muita gente conversa comigo nesta noite. Sinto-me lisonjeado pela singela, mas significativa homenagem. O advogado LESSA e sua senhora fazem a gentileza de me trazerem até em casa. Eles residem em GUARULHOS.
Corro para a televisão. A FOX está apresentando mais um capítulo do seriado 24 HORAS. Já se tinham passado quinze minutos. Devo ter perdido alguma parte importante. Num momento crítico para JACK BAUER, ele é obrigado a entregar a fita reveladora do conluio do Presidente LOGAN com terroristas, porque HENDERSEN esfaqueou AUDREY numa artéria e esta está em perigo de vida, pois perdeu muito sangue. BAUER faz um torniquete para impedir que o sangue escorra e prende HENDERSEN. Sua grande preocupação é para com AUDREY, mas não pode perder o momento de recuperar a fita, agora nas mãos de um outro terrorista que está prestes a embarcar num avião. BAUER é ajudado por CHLOE, que conseguiu fugir da Unidade de Segurança, e BILL BUCHANAN, local de onde procura auxiliar JACK BAUER.
LOGAN entra em contato com um dos chefes da quadrilha de terrorismo internacional, GRAHAM, dizendo que HENDERSEN deve ser eliminado. Acontece que GRAHAM tem outras prioridades. Uma delas é o afastamento do agente AARON PIERCE, que serve à primeira-dama MARTHA. A outra é a própria MARTHA que sabe demais e deve ser eliminada também. Na calada da madrugada, LOGAN determina que o agente AARON seja mandado para outro setor e sua esposa é trancafiada num quarto.
JACK BAUER é obrigado a se afastar de AUDREY, deixando com ela uma arma e a obrigação de vigiar HENDERSEN, que está fazendo de tudo para se livrar das cordas.
Na Unidade de Segurança, a chefe KAREN recebe a notícia de que o terrorista BIERKO está voltando do coma e que CHLOE fugiu. A colega de CHLOE, SHARI, é chamada e explica para KAREN os motivos que levaram CHLOE a abandonar a Unidade. Fala das suspeitas de que o Presidente LOGAN é mancomunado com os terroristas que tentavam enviar o gás letal para a RÚSSIA e que, depois, resolveram espalhá-lo em LOS ANGELES.
Enquanto BAUER ruma para o aeroporto, os terroristas retornam ao local onde está detido HENDERSEN. BILL BUCHANAN e CHLOE estão ajudando BAUER e conseguem enviar o agente CURTIS no justo momento em que há um violento tiroteio para libertar HENDERSEN. Finalmente AUDREY vai ser socorrida e HENDERSEN preso.
KAREN descobre que CHLOE está homiziada na casa de BUCHANAN e estranha muito o que está acontecendo nesta noite tão agitada.  Procura um contato com MIKE NOVICK sobre tudo o que se passa, desde a ordem secreta dada por LOGAN para deter a qualquer preço BAUER.
Muito desconfiada, KAREN liga para BILL BUCHANAN e manda que CHLOE deixe o local, pois o agente MILES rastreou o seu paradeiro e está indo para detê-la. Acontece que JACH BAUER precisa desesperadamente de dados sobre o passageiro misterioso que está para embarcar num avião e ela está lhe fazendo esse rastreamento.

O carcereiro ALEXANDRE DE OLIVEIRA BOSCO, 21 anos, ingressou na Polícia Civil em setembro do ano passado. Trabalhava escoltando presos na ala de detentos do Hospital HELIÓPOLIS, na zona sul. Hoje pela manhã, moradores da Rua ÂNGELO CAMATA, na VILA VERMELHA, zona sul, encontraram seu corpo jogado no asfalto com um tiro de espingarda calibre 12 na cabeça. Fazia algumas horas que ele havia saído do hospital para comer um lanche. A polícia suspeita de que ele tenha sido vítima do crime organizado. ALEXANDRE é o 12 º policial civil morto desde o início dos ataques do PCC em 12 de maio.

MORREU hoje, aos 81 anos, o jornalista e radialista RANDAL JULIANO, por causas ainda não divulgadas. Ele foi enterrado hoje mesmo no Cemitério SÃO PAULO, em PINHEIROS, zona oeste. Nascido em 20 de abril de 1925, RANDAL era natural de BARRA BONITA – SP.
No final da década de 1960, RANDAL JULIANO comandava um quadro do programa GUERRA É GUERRA, da TV RECORD, e apresentava ASTROS DO DISCO, que contou por várias vezes com a participação de cantores da JOVEM GUARDA e do TROPICALISMO. Foi também um dos apresentadores dos principais festivais de música brasileira de 1966 e 1967, os da RECORD – era a época áurea da emissora, quando apresentava programas com os maiores astros da MPB.
RANDAL declarou certa vez que seu maior ídolo era BLOTA JÚNIOR. “Com ele aprendi tudo que sei sobre a arte de bem falar”.
RANDAL apresentou os programas SHOW DA MANHÃ e SÃO PAULO AGORA, da RÁDIO JOVEM PAN. Na década de 1990, apresentou os jornais da Rádio USP e foi professor de comunicação das FACULDADES INTEGRADAS ALCÂNTARA MACHADO e da UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU.
Em 1992, CAETANO VELOSO declarou em entrevista ao CADERNO 2 de O ESTADO que um comentário de RANDAL no GUERRA É GUERRA havia precipitado sua prisão e a de GILBERTO GIL em 1968 – e o posterior exílio de ambos em LONDRES. Na ocasião, RANDAL leu e comentou uma nota de jornal que noticiava que CAETANO e GIL haviam provocado baderna na casa noturna SUCATA, do RIO, e cantado o HINO NACIONAL com uma letra obscena: “Minha intenção foi esculhambar um cara que desrespeitou o HINO, coisa que repetiria hoje”, disse RANDAL ao ESTADO.
Dias depois da entrevista de CAETANO, ele foi ao programa JÔ SOARES ONZE E MEIA, do SBT, e declarou: “Se eu adivinhasse, se eu intuísse, se eu tivesse uma premonição, ou um aviso vindo de qualquer lugar desse mundo, de outro mundo, que os fatos aconteceriam da maneira como aconteceram, eu não teria feito aquele comentário.”  

O cartão vermelho pela cabeçada em MATERAZZI na final contra a ITÁLIA não ofuscou o brilho de ZIDANE na XVIII COPA DO MUNDO, na ALEMANHA. Este, pelo menos, foi o veredicto da FIFA, que hoje deu ao craque francês de 34 anos a BOLA DE OURO, prêmio para o melhor jogador do Mundial. ZIZOU recebeu 2.012 votos dos jornalistas que cobriram o torneio, contra 1.977 do segundo colocado, o zagueiro italiano CANNAVARO. O volante PIRLO, eleito o melhor jogador da final, recebeu 715 votos e ficou com o terceiro lugar.

Pode ter sido um explosivo fim de casamento ou simplesmente uma fuga de gás. Mas não foi atentado a bomba que todos pensaram tratar-se hoje, quando às 8:45 horas (horário local) ouviu-se uma explosão, um incêndio irrompeu e logo depois uma ‘town house’ de quatro andares desabou na Rua 62, entre MADISON e PARK AVENUE. Rapidamente, o porta-voz da CASA BRANCA informou que não era um ataque terrorista: o acidente fora causado por um escapamento de gás. Duzentos bombeiros, policiais e equipes de socorro isolaram dez ruas em torno da área, transformando num caos o trânsito em MANHATTAN. A única pessoa dentro do prédio na hora do desabamento era o doutor NICHOLAS BARTHA, dono do edifício. De seu celular, ele ligou pedindo socorro, indicou aos bombeiros onde estava, foi retirado dos escombros com 70% do corpo queimado e estava consciente quando foi levado para o Hospital PRESBITERIANO. O outro paciente em estado crítico é uma das quatro pessoas que passavam pela rua na hora do desabamento e ficaram feridas. Cinco bombeiros também se machucaram. Pessoas próximas a BARTHA disseram que ele e a mulher, CORDULA, estavam no meio de um divórcio litigioso, no qual uma das questões era a propriedade da ‘town house’ – um imóvel tombado, avaliado em 15 milhões de dólares. BARTHA morava e trabalhava havia 32 anos no prédio, localizado numa área cara e elegante de MANHATTAN – numa das esquinas fica a loja da grife francesa HERMÉS e na outra está o HOTEL REGENCY, um dos lugares onde empresários e altos executivos tomam café da manhã.

A RÚSSIA livrou-se hoje de seu inimigo número um, o líder separatista checheno SHAMIL BASAYEV, morto de madrugada na explosão de um caminhão carregado de explosivos perto da vila de EKAJEVO, na república russa da INGUSHÉTIA, vizinha da CHECHÊNIA. Outros dez rebeldes também morreram. No ano passado, BASAYEV havia se definido, numa entrevista à TV americana ABC, como “um cara mau, um bandido e um terrorista”. Ele comandou alguns dos atentados mais cruéis na RÚSSIA desde a década de 1990, incluindo o assalto à escola de BESLAU, na OSSÉTIA DO NORTE, em 2004, que resultou na morte de 344 pessoas, das quais 186 eram crianças. Por sua cabeça o governo russo oferecia uma recompensa de dez milhões de dólares e cirurgias plásticas para os informantes.

Nesta segunda-feira, a top NAOMI CAMPBELL foi detida pela polícia após armar um escândalo em frente à porta da casa de seu ex-namorado, o príncipe árabe BADR JAFAR, em LONDRES. A modelo exigia de volta seus pertences pessoais e foi liberada com a promessa de manter a calma.

KOFI ANNAN, secretário-geral da ONU, afirmou estar decepcionado com o fracasso da conferência que pretendia revisar o Programa de Ação sobre o Comércio Ilegal de Armas no mundo. A reunião contou com a presença de representantes de diversos países membros, mas nem sequer conseguiu chegar a um acordo de intenções ou um documento final.

“PÁGINAS DA VIDA” – novela de MANOEL CARLOS que começou hoje na TV GLOBO, não superou, em audiência, a estréia de “BELÍSSIMA”, sua antecessora. O capítulo inicial teve 50 pontos de média, com 67% de televisores ligados. Já a trama de SÍLVIO DE ABREU estreou, em números consolidados, com média de 54 pontos e 56 de pico, com 73% de aparelhos ligados.
“PÁGINAS...” começou martelando na mesma tecla da criminalidade que alimentou a audiência de “BELÍSSIMA”. A ação principal foi um arrastão numa praia carioca. Ao atropelar um dos ladrões em fuga, MARTA (LÍLIA CABRAL) viu-se obrigada a brecar, fazendo com que HELENA (REGINA DUARTE) batesse na traseira de seu carro.
O ponto máximo, porém, foi um adultério duplo: na cena final, HELENA surpreende seu marido GREG (JOSÉ MAYER) entrando em um motel com CARMEM (NATÁLIA DO VALLE), casada com BIRA (EDUARDO LAGO).  

2 007     :      -     TERÇA-FEIRA
Num dia 9 de julho, no longínquo 1950, comecei a escrever minhas memórias. Tinha 13 anos de idade. Ontem, encerrei mais um tomo de meu diário, o 57º. Hoje, portanto, começo uma nova etapa. Inicio o 58º tomo. Não estou contente. Os jornais não deram a ênfase necessária ao JUBILEU DE DIAMANTE da Revolução de 1932. Preferiram ressaltar o ponto negativo: manifestações que aconteceram durante a solenidade. Simplesmente deplorável essa situação.
Na página A-4 do DIÁRIO DE SÃO PAULO, em letras garrafais: “POLÍCIA PROTESTA NO DESFILE DO 9 DE JULHO EM SP”. Representantes de civis e militares aproveitaram presença do governador para cobrar maior reajuste salarial. Evento foi visto por 4.500 pessoas.
Sindicatos de policiais civis e militares aproveitaram o desfile comemorativo dos 75 anos da Revolução Constitucionalista de 1932 para criticar a política salarial do governo JOSÉ SERRA (PSDB) para a categoria. O evento ocorreu ontem na área do Mausoléu do Soldado Constitucionalista, nas imediações do parque Ibirapuera (zona sul de SP).
O grupo de manifestantes vaiou o governador assim que ele desceu do carro oficial, às 10:05 horas. Depois, passou a gritar “SERRA não respeita a polícia”, frase abafada pelo som da banda marcial que saudava o tucano. O Sindicato dos investigadores da Polícia Civil do Estado calculou que cerca de 60 pessoas, entre parentes e policiais ativos ou aposentados, participaram do protesto.
Em uma das faixas, o grupo reiterou a ameaça de greve dos policiais civis para a próxima quinta-feira. Os militares, que não podem parar, devem ser representados pela mulheres.
O protesto acontece quatro dias após o secretário da Segurança Pública, MARZAGÃO, anunciar um pacote de medidas para melhorar a remuneração dos policiais. O reajuste oferecido, porém, não corresponde ao que é pedido pelos servidores.
As divergências começam pela correção aplicada aos vencimentos. A reivindicação dos policiais é de um reajuste de 48% - referente à inflação de 2002 a 2007 – o governo ofereceu de 3,84% a 23,43%. Para a Secretaria da Segurança Pública, esses índices, somados aos aumentos concedidos nos anos anteriores, garantem um ganho real (além da inflação) de até 65% desde 2002. As propostas precisam ser aprovadas pela Assembléia Legislativa, onde o governo tem maioria folgada.
“É um aumento nas gratificações, que podem ser retiradas a qualquer momento”, critica o presidente do sindicato dos investigadores, JOÃO BATISTA REBOUÇAS.
SERRA deixou para MARZAGÃO a tarefa de comentar o protesto. “Acho que as pessoas têm de ter som senso. Quem invoca o direito de reivindicar tem de respeitar o direito dos outros de trabalhar”. Questionado sobre um plano alternativo em caso de efetiva paralisação dos policiais na quinta-feira, MARZAGÃO declarou não falar sobre hipóteses.
Cerca de 4.500 pessoas participaram da comemoração de ontem, segundo a PM. No ano passado o público havia sido de 3.000 pessoas.
A revolução iniciada em 9 de Julho de 1932 mobilizou os paulistas para reivindicar ao então presidente GETÚLIO VARGAS uma Constituição. O Mausoléu do Soldado Constitucionalista de 1932, em reverência aos mortos durante o combate, é aberto ao público três vezes por ano. A área está em reforma, que deve acabar em 2008. 

Os jornais “O ESTADO DE SÃO PAULO” e “JORNAL DA TARDE” publicam notícias semelhantes sobre o desfile de 9 de Julho, dizendo que o evento se transformou em protesto. Diz que SERRA foi vaiado por policiais e que estes prometem parar na quinta-feira, dia 12. Isso é lamentável, porque o JUBILEU DE DIAMANTE da Revolução não foi levado em consideração. Salva-se a reportagem sobre os veteranos:
“Até a semana passada, FRANCISCO MANOEL RAPOSO DE ALMEIDA estava internado com pneumonia e insuficiência respiratória. Quadro grave para um senhor de 93 anos. Mas o ex-soldado ignorou as recomendações médicas e deixou a cadeira de rodas para participar, orgulhoso, do desfile em comemoração aos 75 anos da Revolução Constitucionalista.
Desfilar todos os anos é o cumprimento da promessa feita aos colegas. Hoje, como os outros companheiros já morreram, a faixa é hasteada com a ajuda dos filhos, netos e bisnetos. “Tenho orgulho em fazer parte disso. Enquanto der, quero desfilar”, afirmou. As comemorações abriram com a passagem do comando simbólico do Exército Constitucionalista a um ex-combatente, OSWALDO DIANA, de 98 anos.
Outro ex-combatente, ABRAHÃO YÁZIGI NETO, 96 anos, já tem dificuldade para usar o desconfortável capacete de aço. “Mas é um símbolo que uso com muita satisfação. SÃO PAULO perdeu nas armas, mas ganhou moralmente.” O mesmo orgulho sente LUIZ MORELLI, 93 anos, que se lembra com saudade dos amigos mortos. Ontem, sorria com os pedidos para fotos, feitos pelos jovens. “Hoje tem liberdade e democracia para tudo”, lembra.

CORONEL MENDES telefona-me logo cedo. Ele está recebendo reclamações por causa de uma propaganda publicada ontem no jornal CIDADES/METRÓPOLE de “O ESTADO”. Uma casa de hambúrgueres “MATRIZ” anuncia o hambúrguer MMDC. Um cartaz de “VOCÊ TEM UM DEVER A CUMPRIR” oferece essa iguaria como homenagem aos heróis de 1932. Pegou mal e muita gente está reclamando. Vamos entregar a tarefa ao advogado ROMAGNOLI para estudar uma maneira de repudiar essa situação.
Por volta das 13 horas, estou chegando na Sociedade Veteranos de 32-MMDC. Logo sou interrompido em meus trabalhos com a chegada de uma pessoa que quer saber dados sobre o seu pai. Depois de tanto tempo, apenas sabe que ele lutou no setor norte.
Acho um tempo para almoçar. RAFAEL está comemorando o seu quarto ano de permanência na área centro. Convidou: DAMIAN, FLÁVIO, CRISTIANO, COLOMBO e OLIVEIRA. Enquanto participo desse almoço o CORONEL MENDES desempenha a função no MMDC. Amanhã, ele viajará para CAMPO GRANDE, acompanhando o CAPITÃO GINO, presidente da Diretoria Executiva. Irão participar de uma solenidade de entrega de Medalhas. Deixa comigo os diplomas de medalhas outorgadas para personalidades em SÃO BERNARDO (em maio); no Centro de Formação de Soldados, de PIRITUBA (em 29 de junho) e no 2º BPE (30 de junho). Faço contatos com o TENENTE-CORONEL FALCÃO, com o TENENTE-CORONEL GUEIROS e com o TENENTE-CORONEL CARLOS SÉRGIO CÂMARA SAÚ, Comandante do 2ºGAC L (REGIMENTO DEODORO). Por causa da viagem do presidente GINO e do vice CORONEL MENDES, SAÚ achou melhor transferir uma solenidade marcada inicialmente em dia 12 para dia 2 de agosto. Ele quer a presença do presidente da Sociedade Veteranos de 32-MMDC na cerimônia de entrega da Medalha CONSTITUCIONALISTA.
Ontem, estiveram presentes no IBIRAPUERA os “CARECAS DO SUBÚRBIO”. Também participaram do 9 de Julho no ano passado. Fizeram uma homenagem aos bravos soldados constitucionalistas. Nesta tarde, dois deles comparecem à Sociedade Veteranos de 32-MMDC para explicar o que vem a ser essa associação. Querem participar de outros eventos nossos. 
Deixo o MMDC depois das 17 horas. Em casa, tenho um recado para entrar em contato com o MENDES. Ele me comunica uma reunião no Quartel do Comando Geral para avaliação da solenidade de ontem. O coordenador do evento, CORONEL ELISEU, Comandante da APMBB, marcou essa reunião. Deverei comparecer.        

O BRASIL derrubou o URUGUAI na disputa de pênaltis por 5 a 4, após empate por 2 a 2, e garantiu a vaga na final da COPA AMÉRICA, no próximo domingo, dia 15 de julho. Depois de falhar no primeiro gol do URUGUAI, no tempo inicial de jogo, o goleiro DONI acabou garantindo a vitória, ao defender duas cobranças na disputa de pênaltis. O próximo adversário da seleção de DUNGA será definido amanhã, no confronto entre ARGENTINA e MÉXICO.
BRASIL: DONI; MALCON, ALEX, JUAN e GILBERTO; GILBERTO SILVA, MINEIRO, JOSUÉ (FERNANDO) e JÚLIO BAPTISTA (DIEGO); ROBINHO e VÁGNER LOVE (AFONSO).

O atacante DODÔ, do BOTAFOGO, foi suspenso por 30 dias pela CBF por doping. O exame de urina do jogador deu positivo para a substância proibida femproporex. A análise da contraprova do exame foi divulgado hoje.

Morreu hoje, no RIO, aos 78 anos, a atriz YOLANDA CARDOSO. Ela estava morando havia seis anos no RETIRO DOS ARTISTAS. Internada há uma semana no Hospital Municipal ÁLVARO RAMOS, com pneumonia, ela morreu de falência múltipla dos órgãos. O enterro será amanhã no Cemitério JARDIM DA SAUDADE. Carioca, começou a carreira na peça “DIÁLOGO DAS CARMELITAS”, em que aparecia vestida de freira, para dizer uma única palavra: “BLANCHE”. Trabalhou em mais de 40 peças, além de novelas. Um de seus primeiros trabalhos foi em “DIREITO DE NASCER”, na extinta TV TUPI. Também viveu NINA, na novela “CORAÇÃO ALADO”, de JANETE CLAIR, e atuou em “SÉTIMO SENTIDO”, “LOUCO AMOR” e “AS PUPILAS DO SENHOR REITOR”. A atriz não tinha nenhum parente.

A atriz TÂNIA KHALIL deu à luz sua primeira filha, ISABELA, do casamento com o cantor JAIR DE OLIVEIRA, nesta terça-feira, no Hospital SÃO LUIZ, em SÃO PAULO.

Um acidente envolvendo um caminhão e um carro deixou três homens mortos e um ferido no km 209 da Rodovia PRESIDENTE DUTRA, em GUARULHOS, hoje de madrugada. Todas as vítimas ocupavam um PASSAT amarelo, que estava parado no meio da pista porque teria tido problemas mecânicos. O motorista do caminhão não teria visto o carro desligado e bateu em sua traseira, arrastando-o por cerca de 15 metros.
O acidente aconteceu por volta das 3 horas, na pista que segue do RIO DE JANEIRO para SÃO PAULO, próximo ao TREVO do bairro BONSUCESSO, de GUARULHOS.

Seis pessoas morreram vítimas de armas de fogo nos últimos 15 dias na FAVELA DO AREIÃO, em ITAPEVI. Hoje de madrugada, policiais encontraram os corpos de três rapazes em uma rua do bairro. Não há testemunhas. Outra chacina ocorreu na favela na madrugada de 26 de junho, quando foram mortos dois rapazes e uma adolescente grávida de 4 meses. Familiares suspeitam que responsáveis sejam PMs.    

Após dois anos de investigação, a Polícia Federal desbaratou esquema de fraudes em licitações para serviços de reparos em plataformas da PETROBRÁS. A OPERAÇÃO ÁGUAS PROFUNDAS prendeu 13 das 18 pessoas com prisão preventiva decretada. Entre os 26 denunciados estão 9 empresários, 2 servidores da Fundação de Engenharia do Meio Ambiente do RIO, 1 ex-deputado estadual e 1 policial federal. O núcleo do esquema era a empresa ANGRAPORTO OFFSHORE: com a corrupção de empregados da PETROBRÁS, ela ganhava os serviços de reforma e manutenção nas plataformas marítimas. A investigação ainda não conseguiu levantar o prejuízo da PETROBRÁS com a fraude. O operação descobriu ainda ilegalidade em contas de ONGs, algumas já envolvidas em denúncias de contribuições suspeitas durante a pré-campanha do ex-governador ANTHONY GAROTINHO à presidência.

D. RAYMUNDO DAMASCENO ASSIS, arcebispo de APARECIDA, foi eleito hoje à noite presidente do Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM) pelos próximos quatro anos. O último brasileiro a ocupar o posto foi o cardeal ALOÍSIO LORSCHEIDER, arcebispo emérito de APARECIDA, que dirigiu a entidade em 1979.
Como vice-presidentes foram escolhidos d. ANDRÉS STANOVNIK, bispo de RECONQUISTA (ARGENTINA) e d. BALTAZAR CARDOZO, arcebispo de MÉRIDA (VENEZUELA). Ele é um dos principais críticos do presidente HUGO CHÁVEZ. Em maio, em entrevista ao ESTADO, quando esteve em APARECIDA, d. BALTAZAR comparou o governo CHÁVEZ aos regimes de HITLER e MUSSOLINI na EUROPA.
Mineiro de LAFAIETE, d. DAMASCENO, de 69 anos, é de tendência moderada e aberto ao diálogo. Foi secretário-geral do CELAM e da Conferência Nacional dos Bispos do BRASIL (CNBB), além de bispo auxiliar de BRASÍLIA, antes de ser promovido a arcebispo de APARECIDA.

Forças de segurança do PAQUISTÃO invadiram a MESQUITA VERMELHA, em ISLAMABAD, e mataram pelo menos 50 pessoas, entre elas o clérigo islâmico radical ABDUL RASHID GHAZI. Oito soldados também foram mortos. Desde o dia 3 de julho as forças de segurança cercavam a mesquita, ocupada por estudantes religiosos fundamentalistas. Ainda há muitos deles lá, com cerca de 150 reféns. O prédio tem 75 salas.

O ex-chefe da Administração Estatal de Alimentos e Remédios (AEAR) da CHINA, ZHENG XIAOYU foi executado hoje, após ser considerado culpado de corrupção. O método de execução não foi divulgado. ZHENG, cujo cargo era equivalente ao de ministro de Estado, tornou-se o símbolo da crise relacionada à contaminação de alimentos e remédios chineses, vendidos tanto no mercado interno quanto no externo.
Ele foi condenado por receber cerca de 850 mil dólares em propinas de empresas farmacêuticas para aprovar medicamentos de má qualidade – entre eles, um antibiótico que teria causado a morte de pelo menos dez pessoas.

2 008     :       -        QUINTA-FEIRA
Completei ontem os meus 58 anos de memórias anotadas. Meu diário começou em 9 de julho de 1950. É muita teimosia continuar escrevendo até os dias atuais, agora com 71 anos de idade. Vou iniciar hoje o meu 59º tomo das memórias. O início de meu diário também foi num 9 de Julho, mas naquela época não imaginava que iria comemorar essa data com tanta ênfase, como tenho feito nesses últimos doze anos, como secretário da Sociedade Veteranos de 32. E por lembrar da Revolução também vem à mente que hoje será celebrada a missa de sétimo dia de EGBERTO MAIA LUZ, na Igreja SÃO PEDRO E SÃO PAULO, na RUA CIRCULAR DO BOSQUE, 31, PARQUE MORUMBI, CIDADE JARDIM. EGBERTO, em 2006, assumia o Comando do Exército Constitucionalista, mesmo machucado pelo tombo que levou em plena rua central da cidade de São Paulo. No ano passado, em situação difícil, com sérios problemas de saúde, ele transmitiu o comando do Exército Constitucionalista para OSVALDO DIANA. Leio os jornais e destaco as notícias sobre os 76 anos da Revolução Constitucionalista, comemorados ontem no IBIRAPUERA.
DIÁRIO DE SÃO PAULO
DESFILE DE NOVE DE JULHO É VISTO POR 4 MIL PESSOAS
Nova Comandante do Exército Constitucionalista fez roupas para soldados.
Cerca de 4 mil pessoas assistiram ao desfile cívico-militar de NOVE DE JULHO na manhã de ontem, na Avenida PEDRO ÁLVARES CABRAL, em frente ao Obelisco do IBIRAPUERA, zona sul da capital. A comemoração reuniu 20 ex-combatentes da Revolução Constitucionalista de 1932, ocasião do levante paulista contra a ditadura de GETÚLIO VARGAS.
O desfile de ontem foi aberto por seis veteranos, que caminharam pela avenida vestidos com capacetes e farda usados na revolução. Em seguida, os outros ex-combatentes se apresentaram em jipes, acompanhados de muitos parentes.
O representante mais velho a comparecer aos festejos foi OSVALDO DIANA, de 99 anos. Bem-humorado e orgulhoso da comemoração, ele comentou que o tempo arqueou sua coluna. “Na época da revolução, eu tinha 1,65 metro. Hoje, perdi 10 centímetros, tenho 1,55”.
A solenidade também marcou a transferência do Comando do Exército Constitucionalista. Viúva de um ex-combatente, DIRCE RUDGE PACHECO E SILVA, de 89 anos, é a primeira mulher a assumir o cargo. Ela assistiu ao desfile de dentro de um jipe da Polícia Militar. Estava vestida com um capacete da revolução e usava batom vermelho, maquiagem e medalhas no peito.
Com 14 anos na época, DIRCE teve importante participação no levante paulista. Ela e sua mãe fizeram roupas, cachecóis e pulôveres para o Exército. “A gente trabalhava o dia inteiro para os soldados”, relembra.
Antes do desfile, os restos mortais de onze veteranos foram depositados no Mausoléu do Soldado Constitucionalista. Vinte parentes de um ex-combatente morto vieram de CURITIBA para homenageá-lo.
A participação das famílias é o que pede o secretário da Sociedade Veteranos de 32-MMDC, MÁRIO VENTURA, “Logo os ex-combatentes vivos vão acabar, e os parentes terão que levar essa memória adiante.”
PROTESTOS MARCAM COMEMORAÇÃO
O desfile de Nove de Julho foi marcado por protestos de associações de policiais militares e civis e de pessoas que serão desapropriadas por conta da construção do Metrô em SANTO AMARO, na zona sul da capital.
Com faixas erguidas, os manifestantes vaiaram as autoridades que participaram da comemoração e cobraram a presença do governador JOSÉ SERRA – que não foi ao evento.
A Associação dos Oficiais da reserva da PM reclamaram da falta do adicional no salário. “O governo deu apenas uma gratificação de R$50 por mês aos policiais aposentados”,disse o presidente da entidade, CORONEL PM HERMES BITTENCOURT CRUZ.
O secretário da Segurança Pública, RONALDO MARZAGÃO, considerou a manifestação inoportuna. “Dia de festa é dia de festa. Mas o governador SERRA foi o primeiro a estender gratificação aos policiais aposentados”, afirmou o secretário.
Os desapropriados do METRÔ afirmam que não há necessidade de construir a Estação ADOLFO PINHEIRO (LINHA 5-LILÁS). “Em menos de 500 metros, haverá outra estação”, argumentou a advogada SAMIRA ISSA.
CIDADES/METRÓPOLE – “O ESTADO DE SÃO PAULO”
EX-COMBATENTES VIVEM DIA DE GLÓRIA
Entre as comemorações, o comandante do Exército Constitucionalista, de 99 anos, passou o cargo para uma mulher.
Ontem foi um dia especial para o paulistano OSVALDO DIANA, de 99 anos. Ansioso, ele acordou cedo, às 5 horas, se arrumou, tomou café e saiu acompanhado da filha, a advogada ORIVALDA ARGENTINA DIANA, que mora com ele em ITAQUERA, bairro da zona leste de São Paulo. “Minha casa é pequena, mas fica um pouco camuflada pelo mato do terreno. Não chamo ninguém para apará-lo, porque, hoje em dia, a gente nunca sabe: contrata alguém para trabalhar e acaba sendo assaltado ou morto”.
Quando OSVALDO fechou a porta de sua casa pela manhã, um carro oficial esperava do lado de fora para levá-lo ao IBIRAPUERA, na zona sul, onde aconteceram as comemorações do 9 de Julho, data oficial do início dos confrontos da Revolução Constitucionalista de 1932.
Lúcido, com força física para agüentar duas horas e meia de desfile. OSVALDO foi deixado pelo carro oficial no palanque montado em frente ao Obelisco. O ex-soldado, que ficou apenas oito anos na Força Pública, ganhou aplausos até do prefeito GILBERTO KASSAB. “Estou tão feliz. Hoje é o grande dia”, disse OSVALDO.
Usando capacete e com três medalhas penduradas na lapela do paletó, OSVALDO tinha, no entanto, uma missão: transmitir seu cargo, o de comandante do atual Exército Constitucionalista, para DIRCE RUDGE PACHECO, de 89 anos, a primeira mulher a ocupar esse posto.
O ex-soldado relembrou seus feitos de guerra, de como já fora destemido. “Não tínhamos munição. Por isso, eles inventaram a matraca, que imitava o som dos tiros, e o inimigo recuava. Tivemos problemas até com as balas dos fuzis. Recebemos uma remessa, feita pela indústria MATARAZZO, mas o calibre não combinava com o orifício da arma. Tínhamos tudo para perder, mas ninguém tinha medo”. A platéia ouviu atenta.
O dia também foi especial para DIRCE. Ao som da marcha PARIS BELFORT, interpretada pela banda da Polícia Militar, ela recebeu o cargo das mãos de OSVALDO. E discursou pela primeira vez para autoridades militares e civis. Emocionada, gaguejou e trocou palavras. No final, para completar seu momento mágico, deu permissão para que começasse o desfile. “Isso foi uma homenagem às 72 mil mulheres que ajudaram na Revolução”, disse o CORONEL MÁRIO VENTURA, secretário da Sociedade Veteranos de 1932.
“Eu tinha 14 anos, na época, mas ajudei fazendo meias, cachecol e malhas de tricô para os combatentes”, diz ela, caçula de 13 irmãos. Na Revolução de 32, sua casa foi transformada numa grande oficina de costura. “Eu não tinha consciência política. Mas todos estavam animados por dias melhores.” Trinta e seis anos depois da Revolução, então viúva duas vezes, DIRCE se casou com JOSÉ CARLOS BARROS LIMA (??????). o médico que examinou e selecionou os soldados inscritos para o combate de 9 de Julho. “Quarenta e seis mil homens se apresentaram, mas apenas 18 mil estavam aptos”, disse VENTURA. “As mulheres empurravam os maridos para o front.” Muitas delas, principalmente as costureiras, diziam que, se não fossem à luta, eles teriam de usar saias em casa. “Trabalhamos muito, na época. Mas nunca imaginei que acabaria comandante de um Exército por ter feito tricô no passado”, disse ela, que, no final das apresentações, foi para casa feliz, paparicada pelo filho e pelo neto, que estavam bem orgulhosos da matriarca da família.
“Precisamos cuidar dos nossos veteranos”, diz VENTURA. “Esse é um dia muito especial para eles. A emoção é tão grande que, na década de 90, um deles enfartou ao colocar o capacete para desfilar”.
DIRCE e OSVALDO já entraram em contagem regressiva para as comemorações do ano que vem.
UM DESFILE DESCONTRAÍDO DIANTE DO OBELISCO
Na comemoração do 76º aniversário da Revolução Constitucionalista de 1932, “solenidade”, mesmo, só no nome. O desfile realizado em frente ao Obelisco, no PARQUE DO IBIRAPUERA, foi descontraído na maior parte do tempo, com espaço para relembrar até a cultura pop dos anos 60 – como quando a Banda Sinfônica da Polícia Militar, metais em punho, surpreendeu a platéia com melodia inconfundível: BANHO DE LUA.
A canção, gravada por CELLY CAMPELLO, foi das mais aplaudidas do evento. “O importante é relembrar a revolução: se for essa a maneira de falar com os mais jovens, tudo bem”, disse o ex-combatente LUÍS MORELLI, de 94 anos.
Segundo a PM, cerca de 3 mil pessoas assistiram ao desfile. Pelo segundo ano consecutivo, policiais civis foram ao evento para reivindicar reposição salarial de 58% e gratificações para aposentados. O governador em exercício ALBERTO GOLDMAN disse que “respeita” a reivindicação, mas que o governo já concedeu melhorias salariais nos últimos anos.
O momento de maior emoção foi quando as urnas de 11 combatentes foram levadas para o Mausoléu do Soldado Constitucionalista, aos gritos de “presente” a cada nome chamado. Foi a deixa que o menino ENZO, de seis anos, neto de combatente, encontrou para dar uma aula de preservação da memória. “Presente por quê?”, perguntou uma menina para ENZO. Do alto do colo do pai, a resposta: “Porque as almas deles estão todas vivas aqui no Parque”. (VÍTOR HUGO BRANDALISE).         
FÓRUM DOS LEITORES – “O ESTADO DE SÃO PAULO”
HERÓIS DE 32
O caminho para casa dos meus filhos, quando chego à capital paulista, é sempre pelo PARQUE DO IBIRAPUERA, passando pela Assembléia Legislativa e pelo Mausoléu da Revolução Constitucionalista. Ali, então, relembro a tão nobre inscrição naquele monumento: “VIVERAM POUCO PARA MORRER BEM, MORRERAM JOVENS PARA VIVER SEMPRE”. E ponha heroísmo nos jovens estudantes que lutaram e morreram em defesa de uma Constituição. OH, PÁTRIA, PÁTRIA MINHA!      ANTÔNIO ROCHAEL  rochaelantonio@ig.com.br IGUAPE.

Como paulista, não poderia deixar de tecer algumas considerações sobre tão patriótico movimento cívico. No dia 9 de Julho de 1932, quando estourou essa gloriosa revolução, contra a ditadura VARGAS, já exuberantemente comemorada por São Paulo, tinha eu 14 anos de idade e era aluno do antigo Liceu CORAÇÃO DE JESUS, onde cursava o primeiro ano ginasial. Tal movimento empolgou os paulistas e no seu início se criou, no liceu, dentre outros estabelecimentos de ensino, uma heróica campanha de jovens chamada CRUZADA GINASIAL PAULISTA, na qual também tomei parte. Sua finalidade era angariar donativos, principalmente para conseguir alimentos (arroz, feijão, leite, carne e pão) para a campanha. A cruzada era feita até de porta em porta em todos os bairros da capital. Lembro-me de que percorri os bairros JARDIM AMÉRICA e JARDIM EUROPA, onde obtive os mais variados donativos, que eram enviados ao comitê central da cruzada. Aproveito a oportunidade para homenagear as senhoras paulistas que muito contribuíram pessoalmente para a campanha, confeccionando fardas e outras roupas para os soldados. Homenagem também à chamada “DOE OURO PARA O BEM DE SÃO PAULO”, com doações de alianças de casamento, anéis de formatura, colares e todo e qualquer objeto que contivesse o valioso metal. Tudo isso está representado na Bandeira Paulista, cantada em poema de GUILHERME DE ALMEIDA – “BANDEIRA DA MINHA TERRA/ BANDEIRA DAS TREZE LISTAS”- e no lema paulistano “NON DUCO, DUCOR”.
ANTONIO BRANDILEONE alvbrandi@cabonnet.com.br

JORNAL DA TARDE
REVOLUÇÃO DE 1932
A 1ª COMANDANTE EM 76 ANOS
DIRCE PACHECO foi uma das 72 mil mulheres que ajudaram as tropas constitucionalistas.
Ontem foi um dia especial para o paulistano OSVALDO DIANA, 99 anos.
(o teor da reportagem é a mesma publicada no “ESTADO”.

Sinto-me gratificado com as notícias publicadas nos jornais a respeito do 9 de Julho de 2008. Ontem, também assisti todo o desenrolar do evento através da TV ASSEMBLÉIA, fato esse que se deve a JOSÉ D´AMICO, pois foi ele que minutou o ofício que encaminhamos, em nome da Sociedade e da Comissão Cívica e Cultural, ao presidente da Assembléia Legislativa, solicitando tal medida. Ele mesmo protocolou o documento na Assembléia e insistiu para que isso acontecesse.

Na Sociedade, encontro o CORONEL MENDES atrapalhado com as listagens das medalhas que serão entregues amanhã no CSM-MTel. Não se sabe, na Sociedade, que medalha que irá ser concedida. Acho isso uma grande confusão. Conversamos sobre a repercussão da festa de ontem. Recebo um telefonema de agradecimento do ALEXANDRE CASTILHO, muito entusiasmado pela elevação do nome de sua avó. Falo sobre nossos compromissos de amanhã e ele tentará levar dona DIRCE até PIRITUBA, numa solenidade que terá início às 11 horas. Diz que poderá ser feita a Assembléia de criação do núcleo do MORUMBI.
Hoje o RAFAEL está completando cinco anos na área centro. Sou chamado por ele para comemorar esse evento. Também estão presentes; PASSOS, CRISTIANO, COLOMBO, ALEMÃO, e DANILO. Comentamos também as comemorações do 9 de Julho. Todos admiraram a minha idéia de colocar uma mulher no comando do Exército Constitucionalista.

Abrindo as mensagens que me chegam pela Internet vou copiar para minhas memórias aquela mandada pelo meu irmão CARLOS:
Oi Mário, boa noite, 23:10hs. Vim da casa da tia Irene e Rita. Todos vão bem por lá. O Sebastian (pai) foi passear na terra dele, Chile. Fui assistir novela com a tia que é a hora mais fácil de pegá-la acordada. Fica muito na cama e esta bem acabadinha também. Pudera 86 aninhos é muito tempo. Ela sempre foi de saúde frágil.......Com relação a Susana o telefone dela em S.Paulo é o 3097-0274, mas já aviso de antemão que não é muito fácil pegá-la em casa, quase sempre esta fora em algum evento ou então na Unifesp onde esta atualmente com uma bolsa de Jovem Pesquisadora. Aliás diga-se de passagem a Su há muitos anos sempre embarracou em bolsas de estudo. Ela sempre conseguiu que aceitassem seus projetos de pesquisa e ela é muito boa para isso. Quando foi para Portugal foi para lançar um filme documentário sobre o fado em Santos, nesse filme ela foi quem fez o roteiro do mesmo e foi a convite do Governo Portugues para acompanhar o lançamento do filme e livro lá na terrinha. Foi quando queria aproveitar a ida para também visitar a Nair. Isso sempre ela fazia quando tinha alguma oportunidade de ir a Portugal. Já foi várias vezes enquanto fazia o seu mestrado e depois doutorado em Literatura Brasileira comparada com a Literatura Portuguesa. A menina é bem ativa no que ela gosta de fazer isto é pesquisas nessa área. Atualmente ela esta vinculada a uma Universidade de Unifespe que esta sendo criada ai em Guarulhos no bairro dos Pimentas, que diga-se de passagem é um bairro muito pobre e um tanto abandonado dessa cidade. Já fui lá umas duas vezes e achei o bairro muito abandonado pois Guarulhos é uma cidade com muito potencial e provavelmente com uma muito boa arrecadação a exemplo de Suzano que se transformou num pólo industrial muito forte, acredito que hoje Suzano tenha um melhor posição até que de Mogi das Cruzes que hoje é uma cidade meio sucateada. Bem acho que já me delonguei demais nesse papo de final de noite. A propósito você recebeu as fotos do aniversário do Felipe que ontem eu e a Marizete passamos para você?
Abraço do Carlos.
PS:1) vou ver se consigo localizar a Su para avisar que a Ciça esta querendo falar com ela e vou passar o horário da missa de domingo.Só confirmando: a missa será no domingo 13/7 às 11hs. Local:Av. Paulista 2070
PS:2) será que o Roberto esta sabendo dessa missa? A Ciça sabe como localizá-lo, pois foi por intermédio dele que a localizamos.
Pela primeira vez neste Campeonato Brasileiro, o PALMEIRAS tropeçou em casa. Nesta noite, diante de 19 mil pagantes no PALESTRA ITÁLIA, empatou por 1 a 1 com o FIGUEIRENSE e deixou escapar uma ótima chance de encostar nos líderes da competição. O resultado deixa o PALMEIRAS em quinto lugar e aumenta a pressão por uma vitória no clássico de domingo, dia 13, contra o SÃO PAULO, no MORUMBI.
Pouco mais de 48 horas depois de ter sido preso pela Polícia Federal, o ex-prefeito CELSO PITTA conseguiu, no começo da noite, um hábeas corpus. O presidente do Supremo Tribunal Federal, GILMAR MENDES, determinou que PITTA, o megainvestidor NAJI NAHAS e mais nove pessoas fossem liberadas – algumas estão foragidas. O ministro estendeu a eles a liberdade concedida na noite de ontem ao banqueiro DANIEL DANTAS – que depois de dez horas retornou à prisão – à irmã dele, VERÔNICA, e a nove executivos do GRUPO OPPORTUNITY. A expectativa era de que PITTA deixe a carceragem da PF na madrugada de amanhã.
Um arsenal capaz de explodir tanques de guerra e até de derrubar helicópteros foi encontrado na região central de COTIA, na GRANDE SÃO PAULO, hoje. Tudo enterrado em buracos nos fundos de uma casa que serviria como ponto de tráfico de drogas. Segundo a polícia, as armas pertenciam à facção criminosa PCC. Os armamentos foram encontrados durante a “OPERAÇÃO CAPITÃO GANCHO” da Polícia Civil, que visava apreender produtos falsificados e desarticular esquemas de pirataria.
A Justiça Militar Estadual decretou a prisão do SARGENTO PM MARCELO DANTAS DA SILVA, de 40 anos, acusado de oferecer aos “juízes do tráfico” da VILA FORMOSA, na zona leste da capital, informações privilegiadas e segurança. Ele foi recolhido ao presídio ROMÃO GOMES. O sargento, lotado na 5ª Companhia do 21º Batalhão, estava cumprindo funções administrativas na sede da Corregedoria da PM desde 28 de junho.  O traficante CELSO MAEDA, preso no final do mês passado, reconheceu o policial acusado de ser responsável por oferecer seus préstimos ao crime em troca de dinheiro. DANTAS, há 20 anos na corporação, negou participação nas atividades criminosas. Entretanto, em escutas telefônicas autorizadas pela Justiça, ele teve conversas gravadas. O contato era com CELSO. O policial dizia que anotaria placas de viaturas descaracterizadas que estavam rondando o bairro para fazer levantamento sobre a rotina do tráfico. Ao fundo da gravação, era possível ouvir o radiocomunicador da Polícia Militar em funcionamento.
A celebração da vitória dos vietnamitas sobre os ESTADOS UNIDOS, ocorrida há 33 anos, marcou a passagem do presidente LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA, que exaltou o efeito que a derrota dos norte-americanos teve sobre sua e outras gerações de militantes de esquerda em todo o mundo. “Desde cedo acompanhei a GUERRA DO VIETNÃ e posso dizer que fiquei tão orgulhoso da vitória dos vietnamitas quanto os vietnamitas”, afirmou LULA na manhã de hoje, no primeiro pronunciamento na viagem de um dia que fez ao país asiático. À frente de um busto de HO CHI MINH (1890-1969), o grande herói da independência e da unificação dos vietnamitas, o presidente brasileiro declarou eu o sucesso do país na GUERRA DO VIETNÃ (1959-1975) representou uma conquista do “oprimido”. VIETNÃ e ESTADOS UNIDOS restabeleceram relações diplomáticas em 1995 e assinaram um tratado de comércio bilateral em 2000. As relações econômicas e políticas entre os dois países são cada vez mais intensas.
Os anos arquearam o corpo. Mas ficaram ilesos à passagem do tempo o tom forte e vibrante da voz e o uso de um vocabulário sem meias palavras na defesa de sua opinião e do seu currículo. Assim é o general da reserva Newton Cruz, 83 anos. Ele entrou para a história recente do país como um ícone da ditadura militar. O militar concedeu uma entrevista a Zero Hora no último dia 10 em seu apartamento no Rio de Janeiro. Confira a íntegra da conversa:
Zero Hora — Onde o senhor estava em 31 de março de 1964?
Newton Cruz — No dia da revolução era major instrutor da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, na Praia Vermelha, no Rio de Janeiro. Andava pelos corredores com os alunos quando ouvi os gritos, no telefone, de um dos comandantes, o general (João) Bina Machado. Falava com o Castello Branco (general Humberto Castello Branco, o primeiro presidente da ditadura militar). Lembro bem das palavras de Bina Machado: "Aquele maluco já saiu de Minas e agora o que vamos fazer?" O maluco era o general Olímpio Mourão Filho, que havia partido de Minas Gerais com as tropas. Foi assim que entrei na revolução.

ZH — O senhor não se envolveu com o processo de conspiração contra o governo de João Goulart, que foi fartamente documentado?
Newton Cruz — Militar não conspira. Faz insurreição. Não fui convidado para ser revolucionário. Fui por não concordar com a quebra da hierarquia militar que havia se instalado no país. Logo depois de ouvir o diálogo ao telefone, eu e outros companheiros fomos para o Forte de Copacabana, onde havia servido como tenente. Entramos pela porta dos fundos, no Arpoador, para não passar na frente do Quartel-general do Exército. A nossa missão era convencer a guarnição e o comandante do Forte, tenente-coronel Arídio Brasil, a aderir ao movimento.
ZH — Foi difícil convencê-los?
Newton Cruz — Foi demorado. O Arídio estava esperando um telefonema do seu amigo general Amaury Kruel, na época comandante do II Exército, em São Paulo, para decidir. Enquanto um monte de oficiais ficava na sala dele aguardando a ligação, eu saí pelos corredores do Forte, que fervilhava de soldados e graduados, explicando o que estava acontecendo. Não queríamos que as tropas do Copacabana saíssem para as ruas. Mas que ficassem no quartel, assumissem as posições de defesa da guarnição e se declarassem revoltosas. O Arídio recebeu o telefonema que esperava e nossa missão foi cumprida.
ZH — No governo do sucessor de Castello Branco, o general Arthur da Costa e Silva (presidente de 1967 a 1969), houve a edição do AI-5, que suspendeu garantias constitucionais. Os historiadores descrevem como um golpe militar dentro da própria revolução. De que lado o senhor ficou?

Newton Cruz — Do lado do Exército. Na caserna havia dois grupos. Os castelistas defendiam a posição do Castello Branco, que era arrumar a casa e voltar para o quartel o mais rápido possível. E os costistas, alinhados com general Costa e Silva, que, em nome da caça aos comunistas, defendiam o endurecimento do regime. Eu concordava com o pensamento dos castelistas. Fomos derrotados por uma decisão do Castello Branco.
ZH — Que decisão?
Newton Cruz — Ele não concordava que Costa e Silva fosse o seu sucessor. Não pela pessoa, que era um ótimo camarada de farda. Mas pelo grupo que o rodeava, muitos deles sedentos de vingança contra os comunistas. Castello tinha prestígio suficiente para fazer o seu sucessor. Pela lógica, deveria ser o general Ernesto Geisel (presidente de 1974 a 1979). Ele permitiu que Costa e Silva o sucedesse porque temia que um enfrentamento causasse um racha no Exército, o que poderia culminar com um enfrentamento militar. Foi um erro que nos manteve fora dos quartéis por 21 anos.
ZH — Não era ponto comum entre castelistas e costistas a caça aos comunistas?

Newton Cruz — Posso afirmar com toda convicção que não. Os comunistas eram um pequeno grupo que se aproveitou da situação para se infiltrar entre a juventude rebelde. O problema era o pessoal ligado ao regime populista que havíamos derrubado. Este estava em toda a parte e tinha força de mobilização. A história provou que estávamos certos.
ZH — Os historiadores o colocam como um dos generais linha-dura do regime. No decorrer do regime, o senhor aderiu aos costistas?

Newton Cruz — Não aderi. Quem diz que eu era linha-dura é a imprensa.. Sempre fiz as minhas ações dentro da lei vigente e muitas delas foram públicas.

ZH — Mas boa parte da sua carreira não foi pública. O senhor era do Serviço Nacional de Informações (SNI), um órgão que trabalhou nas sombras coletando e analisando informes para o regime O SNI chegou a ser um governo paralelo dentro da revolução?
Newton Cruz — Não. O SNI nunca teve tanto poder. Vou contar uma história. Como eu, o Figueiredo era instrutor da Escola do Estado-Maior em 1964. E logo depois ele foi para o Serviço Federal de Informações e Contra-Informações (SFICI), que funcionava em cima da Casa da Borracha, no Rio de Janeiro. Posteriormente, o SFICI foi absorvido pelo SNI. Fui convocado por ele para ir ajudá-lo, sem ser consultado. Nunca esqueço a cena. Cheguei para me apresentar no serviço. Figueiredo estava sentando em uma cadeira atrás de uma mesa com várias pilhas de papéis. E ao seu redor havia uma dezena de pessoas, todas falando ao mesmo tempo. Em uma sala ao lado, uma senhora, a dona Fausta, era a responsável por receber a papelada, carimbar e passar para o Figueiredo. Perguntei a ele o que deveria fazer. Respondeu que era para ficar por ali. Sugeri para ficar ajudando a dona Fausta a selecionar os documentos. Ele achou uma ótima idéia. E foi assim: entrei no serviço de informação no lugar da dona Fausta.
ZH — Nos anos seguintes, Figueiredo foi presidente e o senhor continuou trabalhando com ele. São duas pessoas com gênio forte. Tiveram muitas brigas?

Newton Cruz — Nada significativo. Nos tornamos amigos no trabalho. Mas jamais participei da intimidade dele. Ele me chamava de Nini, apelido que ganhei do meu irmão mais velho, o Ney, que cursou a Academia Militar comigo. Mas só o Figueiredo me chamava de Nini. Para os outros camaradas de farda eu era Newton, que é meu nome de guerra. A imprensa é que inventou o nome general Newton Cruz.
ZH — Em 1981, quando o senhor era chefe da Agência Central do SNI, aconteceu o episódio do Riocentro. Foi apurado que o então capitão Wilson Dias Machado e o sargento Guilherme Pereira do Rosário foram colocar uma bomba caseira onde ocorria um show musical. A artefato explodiu no colo do sargento e o matou. Em que momento o episódio chegou ao seu conhecimento?

Newton Cruz — Tomei conhecimento quando já estava em execução. E não tive como evitar. Na época, não havia telefone celular. Na noite de 30 de abril, o responsável pelo SNI no Rio me ligou e falou comigo. Disse que havia estado em uma reunião no DOI-Codi com um pessoal que estava se organizando para jogar uma bomba no Riocentro para marcar posição. Não pretendiam machucar ninguém. Mas queriam marcar posição contra os comunistas. Disse que havia conseguido convencê-los a colocar o explosivo em outro lugar. Alertou que poderia haver dissidentes no grupo. Perguntei se tinha como detê-los. Respondeu que não, que a coisa já estava em andamento.
ZH — Na época se comentou que havia um grupo de radicais no DOI-Codi organizado para abortar a abertura política que o presidente Figueiredo conduzia. Seria uma espécie de reprise de 1968. O Inquérito Policial Militar que apurou o caso fez esta relação?
Newton Cruz — Não há tal relação. Foi um ato isolado de pessoas que queriam marcar posição contra os comunistas. Eles agiram errado.
ZH — Durante uma boa parte do regime militar o senhor esteve ligado direta ou indiretamente ao SNI. Em São Paulo, houve a Operação Bandeirante, do DOI-Codi, que resultou em torturas e mortes fartamente documentadas. No Rio Grande do Sul, houve o caso do seqüestro dos uruguaios Universindo Diaz e Lílian Celiberti pelos agentes da Operação Condor. O que o senhor sabe sobre esses episódios?
Newton Cruz — Lembra 1968? Ali, os linha-dura se aglutinaram e se organizaram nos órgãos regionais de coleta de informações, que então passaram a atuar como operadores na luta contra os opositores do regime. Houve muitos excessos, porque agiram igualzinho àqueles a quem perseguiam. As coisas só chegavam ao governo central quando aconteciam grandes rolos. Lembro do Geisel tendo uma crise de raiva quando sabia das barbaridades. Ele retomou o controle da situação quando demitiu (em janeiro de 1976) o comandante do II Exército, general Ednardo D'Avila Melo (havia morrido nas dependências do DOI-Codi paulista o operário Manoel Fiel Filho e, posteriormente, o jornalista Vladimir Herzog). A demissão mostrou à linha-dura quem mandava.
ZH —Mas o senhor nunca viu ou leu relatórios oficiais sobre as torturas?

Newton Cruz — Nunca vi ninguém sendo torturado. Fora do papel circulavam muitas histórias. Uma delas falava que havia uma cobra grande criada em cativeiro em uma unidade militar no Rio. E que era só ameaçar colocar a pessoa com o animal que ela falava o que sabia e o que não sabia.

ZH — O senhor foi julgado e inocentado em 1992 pelo assassinato do jornalista Alexandre von Baumgarten, da mulher dele, Janette, e do barqueiro Manoel Pires. O episódio aconteceu em outubro de 1982. No ano seguinte, veio a público um dossiê preparado por Baumgarten pouco antes de morrer em que ele dizia que seria assassinado a mando do SNI. Só não sabia se a ordem seria dada pelo senhor ou pelo general Octávio Medeiros, então chefe do SNI. Esse episódio alterou o rumo da sua carreira?

Newton Cruz — Indiretamente, sim. Baumgarten era um anticomunista pilantra, tinha inimigos por todos os cantos. A principal testemunha do caso foi um bailarino (Cláudio Werner Polila). O dossiê havia sido feito a quatro mãos, uma delas era as de um coronel canalha que demiti do SNI, já morreu e não vale a pena pronunciar o nome. Nada foi comprovado. Mas eu precisei ir aos jornais falar sobre a minha inocência. Daí virei ícone do regime militar. Era o general truculento, assassino, linha-dura e sei lá mais o quê
ZH — Para defender-se, o senhor estudou o caso. E também tinha todo o SNI a seu dispor para investigar. Conseguiu descobrir quem matou o jornalista, a mulher e o barqueiro?
Newton Cruz — A verdade eu sei. Mas soube sob garantia de profissional. Nem que tivesse sido condenado poderia dizer. Não falei nem para o meu advogado.

ZH — O caso Baumgarten tem a ver com a sua transferência do SNI para o Comando Militar do Planalto, em Brasília, em 1983?
Newton — Tudo a ver. O general Medeiros falou com Figueiredo que era hora de eu voltar para a tropa, porque estava muito em evidência. Era tudo o eu que queria. Voltei para fazer manobras militares. Tudo corria às mil maravilhas. Até que o Figueiredo lembrou de mim novamente, ao declarar medidas de emergência. Nem sabia direito o que era, precisei olhar na Constituição. Lá dizia que podia fazer tudo para cumprir a missão.
ZH — Reportagens de jornais da época mostram que o senhor no Comando Militar do Planalto agrediu um jornalista, bateu de chicote nos automóveis que faziam uma carreata, entre outras coisas. Como foi?
Newton — Isso é o que a imprensa escreveu. Muito coisa baseada em relatos inverídicos. Houve duas decretações de medidas de emergência, a primeira em outubro de 1983, para votação pelos deputados de alterações na lei salarial. E a segunda em abril de 1984, para a votação emenda constitucional das eleições diretas para presidente. O episódio do jornalista aconteceu na primeira. Estava dando uma entrevista a dezenas de repórteres, um deles (Honório Dantas, repórter da Rádio Planalto) insistia em enfiar um gravador na minha cara. Parei a entrevista várias vezes e pedia que tirasse aquele troço dali. Além de não ter atendido, ele ainda fez um desaforo, desligando o gravador na minha cara e saindo da entrevista. Fui atrás dele, o peguei pelo braço e o fiz pedir desculpas perante a TV. O fato foi explorado politicamente. (segundo Dantas, que falou com ZH, o general lhe deu uma chave de braço e o forçou a pedir desculpas)..

ZH — E como foi o episódio em que o senhor bateu nos automóveis durante uma carreata em Brasília?
Newton Cruz — Foi no dia da votação da Emenda das Diretas. Eu estava na minha sala e, lá embaixo, uma barulheira. Era uma carreata de automóveis com luzes acesas e buzinando. Desci e ordenei ao sargento da guarda que atravessasse um ônibus no meio da rua para impedir a passagem da carreata.. Daí eu, sozinho, desarmado, iniciei uma caminhada no meio dos veículos. No primeiro, cheguei e bati no capô com o meu bastão de comando, que não tem nada a ver com chicote, e disse para o motorista o seguinte: vocês vieram me desmoralizar perante a minha tropa. Estou aqui. O cara parou de buzinar, apagou os faróis e ficou quieto. Notei que os veículos ao seu redor haviam feito a mesma coisa. Então, fui caminhando até o final da carreata batendo no capô dos carros. No final era aquele silêncio de cemitério. Voltei e ordenei ao sargento que deixasse sair dali um veículo de cada vez e anotasse as placas. Horas depois veio o sargento com as anotações. Mandei atirar fora.
ZH — Houve prisões nesse episódio?
Newton Cruz — Depois dos carros veio uma passeata. Daí mandei os policiais militares do choque dissolverem a manifestação com bombas de gás lacrimogêneo. No meio da nuvem de gás, vindo em minha direção, saiu um grupo de pessoas de braços dados gritando "o povo unido jamais será vencido". Dei voz de prisão para dois líderes dizendo o seguinte: "que povo unido nada, vocês estão presos". Os conduzi até a guarda do QG. Assim que esfriei a cabeça pensei o que iria fazer com aqueles dois. Se ficasse com eles ali, eu causaria uma dor de cabeça a mais para o Figueiredo. Então, dei um sermão neles na frente dos soldados e os mandei embora. Ninguém ficou preso.
ZH — Essa sua exposição acabou lhe custando a sua quarta estrela, a promoção a general-de-exército?
Newton Cruz — Eu fui traído na reunião do Alto Comando onde estava sendo decidido quem iria ganhar a quarta estrela. Fui traído por colegas que sempre elogiaram as minhas ações. Alguns deles tinham feito elogios poucos dias antes do encontro. Por que mudaram de opinião? Para se posicionar bem na Nova República que estava sendo implantada. Ninguém queria ficar perto de um general facínora. Fui o bode expiatório da revolução.
ZH — Depois o senhor tentou a carreira política ?
Newton Cruz — Sim. Eu precisava de um palanque para me defender. Na eleição para governador do Rio de Janeiro, em 1994, fiquei em terceiro lugar.

ZH — Como candidato o senhor se envolveu em briga com militantes de partidos adversários. Como foi?
Newton Cruz — Em parte é verdade. Havia saído de um debate em uma emissora de TV e o meu carro foi cercado por militantes do PT. Não o do Lula. O outro, dos loucos. Cercaram o veículo e ficaram ali gritando que eu era truculento, facínora, assassino, ditador e coisas do gênero. Não dei bola. Sempre ouvi tal coisa. Mas aí um dos cara ofendeu a minha mãe. Aí, não. A mãe é sagrada. Saí de dentro do carro e fui para cima dele. Daí falaram que continuava truculento.


2 009      :         -       SEXTA-FEIRA
DIÁRIO DE SÃO PAULO: VETERANO DE 93 ANOS BRILHA EM DESFILE DA REVOLUÇÃO – ALENCAR TOMÁS LUTOU EM 1932 E FOI ABORDADO POR JOVENS NO IBIRAPUERA.
O veterano ALENCAR TOMÁS, de 93 anos, não é celebridade, mas teve um dia de badalação ontem de manhã. Ele demorou para chegar à Avenida PEDRO ÁLVARES CABRAL, em frente ao Obelisco do IBIRAPUERA, na zona sul da capital, para participar da comemoração dos 77 anos da Revolução Constitucionalista de 1932, porque era parado pelas pessoas que iriam acompanhar o desfile para tirar fotos ao lado dele. “Muito obrigado pelo que o senhor fez por São Paulo”, agradeceu um rapaz. O ex-combatente retribuiu com um sorriso e um aperto de mão.
Durante a revolução, TOMÁS tinha apenas 15 anos, mas conseguiu se alistar como voluntário porque insistiu para participar do conflito. “Nós lutamos pela constituição e pela democracia. Por causa da Revolução, vivemos num país livre.” Ele se juntou ao grupo de seis ex-combatentes que participaram do levante paulista contra a ditadura de GETÚLIO VARGAS. Os veteranos abriram as homenagens vestidos com os capacetes e as fardas usadas na revolução.
O ex-combatente DOMINGOS ANGERAMI, de 102 anos, que foi conduzido por um jipe durante o cortejo, era o mais velho deles. “É um momento maravilhoso. Só não sei se vou estar aqui no ano que vem”, sorriu, com a voz enfraquecida. Mas a memória ainda guardava recordações da guerra. Enquanto acenava para o público, ele lembrava de uma intensa troca de tiros numa batalha ocorrida durante a revolução. “Um homem caiu, morto, em cima de mim. É uma lembrança que não consigo esquecer”, contou.
O desfile foi acompanhado por cerca de 2 mil pessoas, segundo estimativa da PM. Algumas delas ostentavam bandeiras do Estado de São Paulo, distribuídas pela organização. O Prefeito GILBERTO KASSAB esteve no local. O cortejo teve 1,3 mil pessoas, entre Exército, Marinha, Aeronáutica, Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda Civil Metropolitana e associações civis.
“A JUVENTUDE PRECISA SABER DA HISTÓRIA”
DORINA DE GOUVÊA NOWILL, de 90 anos, que assumiu o Comando do Exército Constitucionalista durante a solenidade, elogiou a participação dos jovens no evento. “A juventude precisa saber da história”, disse.
Cega desde os 17 anos por causa de uma doença, ela participou da revolução quando ainda era adolescente. DORINA, que tinha 13 anos na época, costurou botões das fardas dos soldados e participou de uma campanha para arrecadar fundos em programas de rádio. “Eu era jovem, mas estava cumprindo com o meu dever.”
O ex-combatente GINO STRUFFALDI, de 95 nos, também compartilha do mesmo ideal. O atual presidente da Sociedade Veteranos de 1932 tinha 18 anos durante o conflito. “Eu era um moleque quando fui combatente, mas ainda faço parte dessa história. Hoje (ontem) é um dia para festejar o restabelecimento da constituição”, disse.
Um grupo de estudantes da USP aproveitou a solenidade para protestar contra a presença de PMs no campus da universidade, estendendo faixas com os dizeres: “9 de Julho: democracia?” e “Bombas na USP”.

CIDADES/METRÓPOLE -  O ESTADO DE SÃO PAULO – PÁGINA C12
2 MIL PESSOAS LEMBRAM A REVOLUÇAO DE 32 EM SP. DORINA NOWILL FI CONDECORADA ONTEM PELO AUXÍLIO AOS CONSTITUCIONALISTAS.
A luta da professora DORINA NOWILL, de 90 anos, pela inclusão social dos deficientes visuais é amplamente conhecida. O que poucos sabem é que, aos 13, ela liderava campanhas para arrecadação de donativos para os combatentes da Revolução Constitucionalista de 1932. “No CLUBE PAULISTANO, as mulheres se reuniam para costurar as fardas dos soldados. Eu pregava os botões dos casacos e tricotava cachecóis”, lembra.
Pelo seu engajamento, ela foi condecorada ontem como comandante do Exército Constitucionalista no 77º aniversário da Revolução. É a segunda vez que uma mulher recebe a honraria. “É uma grande homenagem. Éramos muito jovens, mas sabíamos do dever de contribuir para o bem do País.”
E são histórias como essa que vêm à tona durante o desfile anual do 9 de Julho. “Estávamos na cidade de RINCÃO e eu tinha visto os inimigos à noite, perto da ponte. Avisei o comandante da tropa, que mudou o caminho. No dia seguinte, a ponte foi dinamitada. Com isso, salvei 1.200 homens”, lembra o ex-soldado LUIZ MORELLI, de 95 anos.
Todos os anos, ele desfila com outros veteranos. Dos 300 mil combatentes na época da Revolução, apenas 200 estão vivos. Neste ano, as cinzas de dez ex-combatentes foram levadas para o Mausoléu do Soldado Constitucionalista. Para acompanhar o cortejo, a leitura da poesia ORAÇÃO ANTE A ÚLTIMA TRINCHEIRA, do poeta modernista GUILHERME DE ALMEIDA,que também lutou na Revolução.

Como é costume, 32 pessoas entre civis e militares, foram laureadas com medalhas constitucionalistas entregues pelo prefeito de São Paulo, GILBERTO KASSAB, e pelo secretário de Estado da Justiça, LUIZ ANTÔNIO MARREY, que representou o governador JOSÉ SERRA.
O tradicional desfile realizado na frente do Obelisco, no PARQUE DO IBIRAPUERA, na zona sul, atraiu mais de 2 mil pessoas. Perto de 1.300 desfilaram, entre veteranos, estudantes, policiais militares e das Forças Armadas.
Para terminar os festejos pelo aniversário da Revolução de 32, a Banda Sinfônica da Polícia Militar tocou PARABÉNS A VOCÊ. Mas à moda brasileira, em ritmo de samba.

Comemoramos os seis anos de permanência do RAFAEL na área centro. O restaurante da AORRPM está fechado. Vamos até o TRASMONTANO. Não sabia que não existe mais o restaurante para o público externo. Serve-se almoço apenas para os associados. Converso com a pessoa responsável e, numa exceção, fazemos a festa do RAFAEL. VICTÓRIO, COLOMBO, CRISTIANO, FÁBIO E DANILO estão comigo nessa singela comemoração. Cai a temperatura e chuvisca nesta tarde. Depois da despedida desses oficiais vou trabalhar no MMDC, sem amolação, pois estamos também fechado para o público. Posso imprimir páginas de minhas memórias. Apenas recebo a ajuda do COLOMBO e do OLIVEIRA.
Retorno para casa depois das 16:30 horas. Preciso de descanso e os noticiários de TV ficam prejudicados. Depois, no computador, procuro atualizar os meus arquivos, principalmente as memórias, e, também os e-mails que recebo. O CLÓVIS ANDRÉ BISPO manda-me muitas fotos de ontem, tanto quanto às comemorações na Avenida PEDRO ÁLVARES CABRAL como também na Assembléia Legislativa. Outro assunto que vejo na Internet é sobre o 77º Aniversário da Revolução Constitucionalista por vários pontos do Estado, como é o caso de SOROCABA, que resolvo inserir em minhas memórias
Estou iniciando hoje o 60º ano de minhas anotações. Com 72 anos de idade, pesando os prós e os contras, sou um vencedor. Mas tenho visto muitas nulidades serem alçadas a altos postos da Nação, bem como criminosos, terroristas, ladrões, enfim, uma corja de maus elementos que, através de uma política suja, acabaram dominando o pobre povo brasileiro. É de estarrecer. Conhecendo os motivos da Revolução Constitucionalista, observa-se que a situação do Brasil é hoje muito pior do que naquela época. E o povo está atado com os engodos praticados pelos malandros que estão dominando.
Também me sinto frustrado com certas pessoas que usam as mãos alheias para se beneficiarem. Muita coisa do que fiz na Sociedade hoje é motivo para outros dizerem que foram eles que fizeram. Um desses problemas está com a construção dos núcleos. Ninguém dos dirigentes desses prolongamentos da Sociedade dizem que foi o coronel Ventura o idealizador desses projetos. O que reconforta é a contra-partida: muitos me procuram na Sociedade justamente por esses motivos.

10julho2009 mariano taglianetti
Ilustre Cel Ventura : alvíssaras !
Como sempre a lhanesa de V. Sa., se faz presente ao retornar a confraternização pelo evento 09 de julho que assinala a dimensão patriótica paulista / brasileira, cujo espírito cultivado nos dá convicção de que a dignidade não morreu... Com esse espírito foi fundada a Associação do Voto Democrático Distrital, que estará de portas abertas no sentido de propagar o MMDC. Através de sua pessoa, dou ciência, dessa perene disposição. Receba caríssimo Cel. meus cumprimentos de consideração e respeito. Mariano Taglianetti / prsidente AVDD.

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou hoje, em caráter conclusivo, a inscrição dos nomes de MARIO MARTINS DE ALMEIDA, EUCLYDES BUENO MIRAGAIA, DRÁUZIO MARCONDES DE SOUZA e ANTÔNIO AMÉRICO DE CAMARGO ANDRADE no Livro dos Heróis da Pátria, que se encontra no PANTEÃO DA LIBERDADE E DA DEMOCRACIA, em BRASÍLIA.
Eles lutaram na Revolução Constitucionalista de 1932 e morreram no confronto com tropas federais. Se não houver recurso para a votação no Plenário, a proposta segue para análise do Senado.
A homenagem consta do Projeto de Lei do deputado TALMIR RODRIGUES (PV-SP). Segundo ele, “há uma necessidade histórica e cultural da Nação de resgatar o espírito daquele movimento paulista, que foi, essencialmente, em prol da legalidade, do Estado de Direito”.
A Revolução Constitucionalista foi a reação de um grupo de paulistas ao golpe de Estado de GETÚLIO VARGAS em 1930. Depois do golpe, o novo governo decidiu extinguir o Congresso Nacional, as assembléias estaduais e as câmaras municipais. Foram nomeados delegados e interventores com o aval do presidente.
Com isso, os paulistas perderam espaço político no País. O movimento constitucionalista queria a promulgação de uma nova Constituição e o fim do governo provisório de VARGAS.

Mais de mil pessoas estiveram na manhã de quinta-feira (10), na Praia do Gonzaguinha, para assistir o desfile cívico-militar, que celebrou o 77º aniversário da Revolução Constitucionalista de 1932. O evento foi realizado na Praça Heróis de 32 e contou com a presença de diversas autoridades civis e militares da Região. Entre os presentes estavam o coronel Ailton de Araújo Brandão, comandante do Policiamento de Interior 6 (CPI-6), tenente-coronel da PM Jairo Bonifácio, sub-comandante interino do CPI-6, tenente-coronel Carlos Fernando Vilanovas, comandante do 2º Batalhão de Infantaria Leve, tenente-coronel Marcelo Afonso Prado, comandante do 39º BPM/I, tenente coronel da PM, Luiz Carlos Ribeiro, comandante do 6º Grupamento dos Bombeiros, Tenente Coronel Pedro Akui, comandante do 29º BPM/I, tenente-coronel da PM Carlos Otero Jorge, comandante do 45º BPM/I, Dr. Rui Augusto, delegado titular da Polícia de São Vicente, o prefeito Tércio Garcia, o vice-prefeito Rogério Barreto, Carlos Indalécio, presidente da Associação Capacetes de Aço, Paulo Paixão, comandante da Guarda Civil Municipal, o presidente da Câmara, Paulo Lacerda, os vereadores Caio França, Diogo Batista, Tiça, Pedro Gouvêa e José Eduardo, além de secretários municipais.
Após o hasteamento das bandeiras do Brasil, do estado de São Paulo e de São Vicente, foram depositadas flores no monumento do soldado constitucionalista. “É muito importante que se cultue o passado e enalteça essa cidade, principalmente na nossa Cidade, que é a primeira do Brasil”, disse o prefeito Tércio Garcia. O Desfile Cívico-Militar contou a presença de representantes das Forças Armadas, Polícia Militar, Guarda Civil Municipal, jovens do programa Jepom e escoteiros. Também estavam presentes ex-combatentes como Naylor da Silva Carvalho, de 99 anos.
SÃO PAULO registrou a primeira morte por gripe suína. Uma menina de 11 anos moradora na cidade de OSASCO morreu no dia 30 de junho com infecção generalizada, mas sem suspeita de ter contraído a Influenza. Exames laboratoriais feitos após a morte da criança, no entanto, confirmaram que ela tinha o vírus H1N1, causador da nova gripe. O irmão e os pais da menina, além de um garoto amigo da família, também contraíram o H1N1, mas estão bem. O anúncio da morte foi feito hoje pelo secretário estadual da Saúde, LUIZ ROBERTO BARRADAS, depois que o segundo exame numa amostra de sangue da menina confirmou a presença do vírus da gripe suína. 

O quadro de saúde do ex-BBB FERNANDO FERNANDES, que sofreu um acidente de carro na capital paulista no sábado e está internado no Hospital SÃO PAULO, é estável. Ele segue realizando sessões de fisioterapia, na unidade semi-intensiva, mas ainda não sente as pernas. De acordo com a família, o modelos, que tem 28 anos, estava sozinho quando bateu o carro no bairro do ITAIM BIBI, em 4 de julho. FERNANDO FERNANDES participou do BIG BROTHER BRASIL em 2002 e já namorou a atriz DANIELLE WINITS.

A polícia civil ainda não tem pistas sobre os assaltantes que mataram a supervisora de compras ELOÍSA HELENA PARISOTO, de 43 anos, ontem, no GUARUJÁ. Testemunhas disseram que a turista, moradora de IBIÚNA, a 70 km da capital, foi morta mesmo sem reagir ao assalto no momento em que deixava uma loja de jardinagem. ELOÍSA estava acompanhada do filho, e foi abordada por dois rapazes em uma moto na porta de seu carro, um PEUGEOT 206, na região da PRAIA DA ENSEADA.

Certa das dificuldades de investigar o presidente do Senado, JOSÉ SARNEY, na CPI DA PETROBRÁS, a oposição pretende apostar as fichas no Conselho de Ética para, pelo menos, constranger o grupo governista, encaminhando a abertura de processo por quebra de decoro contra o senador. No novo Conselho, que será instalado no dia 14, junto com a CPI, o governo tem ampla maioria -10 votos contra 5- e montou uma tropa de choque para defender SARNEY, como fizera com o atual líder do PMDB, RENAN CALHEIROS, no passado. Com a instalação, mesmo que o relator seja governista, terá que dizer se SARNEY deve se afastar do cargo, e submeter sua opinião ao plenário do conselho. Será a primeira cena de constrangimento, que a oposição espera que ocorra ainda semana que vem, antes do recesso. Mas que os governistas pretendem protelar para agosto.

O presidente em exercício, JOSÉ ALENCAR, pode ser transferido amanhã da Unidade de Tratamento Intensivo do Hospital SÍRIO-LIBANÊS para a unidade semi-intensiva. De acordo com os médicos que tratam de ALENCAR, a previsão é de que ele receba alta daqui a uma semana. Hoje pela manhã, ALENCAR estava bem disposto e acordado, segundo o seu chefe de gabinete, ADRIANO SILVA. Pediu para ver TV e checar as notícias sobre o seu estado de saúde.

Os chefes de Estado dos sete países mais desenvolvidos e a RÚSSIA (G-8) encerraram a cúpula de três dias realizada em ÁQUILA, na ITÁLIA, com o entendimento de que, sozinho, o clube dos ricos não é mais capaz de tomar decisões sobre os principais temas globais, entre eles, a crise financeira mundial. É necessário adequar o debate à nova dinâmica de poder, ampliando o fórum para os países em desenvolvimento, concluíram.

Enquanto não chegam a uma conclusão sobre as causas da morte de MICHAEL JACKSON, os detetives que investigam a morte do cantor não descartam a hipótese de o astro ter sido assassinado.
O chefe de polícia de LOS ANGELES, WILLIAM BRATTON, disse à TV CNN que, após uma investigação “abrangente”, aguarda apenas o resultado dos exames toxicológicos para chegar à conclusão sobre a morte repentina do REI DO POP. “Baseado no que o legista disser, teremos uma idéia sobre com que estamos lidando. Estamos tratando de um homicídio? De uma overdose acidental? Do que estamos tratando?”, afirmou BRATON.  

O número de mortos nos distúrbios na capital de XINJIANG no domingo, dia 5, subiu hoje de 156 para 184 e, pela primeira vez, o governo revelou a etnia das vítimas: 137 eram chineses hans – o grupo majoritário da CHINA – 45 uigures e 1 de outra minoria muçulmana, os huis. Dos mortos Hans, 111 eram homens e 26, mulheres. Entre s uigures, havia apenas uma mulher. Os confrontos deixaram ainda mais de mil feridos. A tensão voltou a se elevar hoje em URUMQI, com a decisão do governo chinês de fechar as mesquitas da cidade, o que impediu os uigures de realizar as orações de sexta-feira, as mais importantes da semana para os islâmicos. As autoridades também aumentaram o cerco à imprensa e prenderam quatro jornalistas estrangeiros que acompanhavam a manifestação de aproximadamente 20 uigures pela libertação de supostos inocentes presos por causa dos distúrbios.

Um touro matou hoje DANIEL JIMENO ROMERO, de 27 anos, durante o FESTIVAL DE SAN FERMIN, na cidade de PAMPLONA. A morte foi a primeira registrada no evento em quase 15 anos. Outras nove pessoas ficaram feridas durante a corrida de touros. Fontes oficiais informaram que o jovem foi ferido pelo chifre do animal no pescoço e no pulmão.

O maestro britânico EDWARD DOWNES e sua mulher JOAN morreram nesta sexta-feira em uma clínica de suicídios assistidos na SUIÇA. Ele estava com 85 anos e ela, com 74. Segundo os filhos do casal, DOWNES estava quase cego e cada vez mais surdo e JOAN sofria de uma doença terminal. “Depois de 54 anos juntos, eles resolveram encerrar suas vidas em vez de sofrer com graves problemas de saúde. Morreram pacificamente, nas circunstâncias que escolheram, com a ajuda da organização suíça DIGNITAS, em ZURIQUE”, informou CARACTUS, filho mais velho do casal, que tinha ainda uma filha, BOUDICCA. A polícia britânica foi comunicada da morte e, em pronunciamento oficial, informou que vai investigar o caso – o suicídio assistido é ilegal a INGLATERRA.
DOWNES, condecorado em 1991 como cavaleiro do império britânico, nasceu em BIRMINGHAM e iniciou-se na música ainda criança, estudando violino. No início dos anos 1950, começou a trabalhar na ROYAL OPERA HOUSE de COVENT GARDEN, em LONDRES: sua primeira função foi a de pianista ensaiador da soprano MARIA CALLAS em uma produção de NORMA, de BELLINI. No ano seguinte, faria ali sua estréia como regente, comandando récitas de RIGOLETTO, de VERDI. De lá até 2005, quando se aposentou dos palcos, regeu todos os anos no teatro, somando um total de 950 récitas de 49 óperas. Ao mesmo tempo, trabalhava com a Filarmônica da BBC, da qual foi diretor, e, na AUSTRÁLIA, foi o primeiro diretor da ÓPERA DE SIDNEY, marco arquitetônico da cidade.
O maestro deixou enorme legado de gravações. Um de seus últimos trabalhos foi um RIGOLETTO, de VERDI, gravado no COVENT GARDEN e lançado em 2002 em DVD. Ao longo de quase 50 anos de carreira, gravou com LUCIANO PAVAROTTI, PLÁCIDO DOMINGO, MIRELLA FRENI, NICOLAI GEDDA – em outras palavras, a nata do canto lírico da segunda metade do século XX. No campo sinfônico, deixou discos primorosos dedicados a autores como RESPIGHI, PROKOFIEV e BEETHOVEN, quase sempre à frente da Filarmônica da BBC. No repertório germânico, o destaque é sua SALOMÉ, de STRAUSS, gravada em 1992 no COVENT GARDEN com a soprano MARIA EWING no papel principal.

2 010       :       -       SÁBADO
CIDADES/METRÓPOLE C4
VETERANOS DE 32 PEDEM AUMENTO DE PENSÃO. Governo Estadual paga R$450,00 mensais a cerca de 600 viúvas.
Os veteranos da Revolução Constitucionalista de 1932 que dependem de pensão especial do Estado – são 55 ex-combatentes e cerca de 600 víuvas, quase todos com mais de 90 anos – afirmam passar por privações ou precisar de suas famílias pra sobreviver porque recebem apenas R$450,00 mensais de pensão. Segundo eles, o governo paulista reluta em reajustar o valor.
“Essa é a demonstração da importância que nosso governo dá a esses valorosos homens, muitos dos quais foram para a batalha com menos de 18 anos, como foi o caso de meu pai”, diz a professora aposentada NEIDE GUMBIS DE SOUZA BELLUCO, filha e sobrinha de soldados voluntários residentes em PIRACICABA, ela e a irmã sustentam a mãe, viúva, de 89 anos, pois a pensão não é suficiente nem para os remédios.
O secretário da Sociedade Veteranos de 32-MMDC, CORONEL PM MÁRIO FONSECA VENTURA, cujo pai lutou no TÚNEL DA MANTIQUEIRA, diz que a situação só não é pior porque muitos ex-combatentes pertenciam ao Exército ou à Força Pública (atual PM) e recebem pensões dessas corporações. É o caso do presidente da sociedade, CAPITÃO GINO STRUFFALDI, de 96 anos, que servia como radiotelegrafista no FORTE DE ITAIPU, em SANTOS, quando as tropas federais de SÃO PAULO apoiaram os constitucionalistas.
“Não sofremos baixas, mas a FORTALEZA DE ITAIPU foi bombardeada pela Aviação Naval, da Marinha do Brasil, que danificou as instalações”, conta o CAPITAO GINO. “Nossa unidade mandou quatro canhões para a frente de batalha e armou com outro canhão um trem blindado construído pelos paulistas”, acrescenta. Cada canhão saía com cinco ou seis homens, armados de fuzis, o que deixou a guarnição desfalcada.
O soldado OSWALDO DIANA, de 101 anos, também não tem pensão especial porque deu baixa da FORÇA PÚBLICA para trabalhar como técnico eletricista na indústria. “Eu me aposentei pelo INSS, mas acho que teria direito a receber a pensão, porque lutei no VALE DO PARAÍBA e participei de três combates”, diz. Em 23 de maio de 1932, quando foram assassinados os heróis do MMDC (MARTINS, MIRAGAIA, DRÁUSIO e CAMARGO), ele estava no Quartel General, vizinho de sua unidade, o BATALHÃO TOBIAS DE AGUIAR.
“Aplaudimos nossos heróis no desfile de 9 de Julho, mas não reconhecemos, com essa pensão inferior ao salário mínimo regional (de até R$580), o mérito daqueles que lutaram nas trincheiras”, afirma o deputado estadual SÉRVIO OLÍMPIO GOMES (PDT), major reformado da PM, que há três anos tenta convencer o Executivo a encaminhar à Assembléia Legislativa um projeto de reajuste, cuja iniciativa precisa ser do governador. O Estado não comentou as queixas.
A Sociedade Veteranos de 32-MMDC espera que ao menos o governo equipare a pensão ao salário mínimo. “Seria já uma conquista, embora fosse mais justo dobrar o valor atual”, afirma o CORONEL VENTUDA. Como secretário, ele sabe da angústia dos que têm de sobreviver com os R$450. “As viúvas são obrigadas a entrar com um processo na burocracia do Estado para comprovar a morte do marido”, diz. Segundo ele, muitas morrem antes.
HOMENAGEM REÚNE 5 MIL NO IBIRAPUERA
Para ex-combatentes que participaram do desfile, a Revolução de 3 foi o maior movimento cívico já visto no País.
Foi a primeira vez em 5 e 2 anos de vida que as netas de COSTABILE MARTUCELLI não desfilaram em carro aberto no aniversário da Revolução Constitucionalista de 32, no IBIRAPUERA, zona sul de SÃO PAULO. O avô, ex-combatente, morreu antes que pudesse comemorar o 9 de Julho. Restou às meninas seguirem no colo da mãe, RENATA MARTUCELLI, o desfile que homenageou os mais de 800 soldados mortos na batalha de 78 anos atrás.
Perto delas, o governador ALBERTO GOLDMAN, a prefeita em exercício de São Paulo, ALDA MARCOANTONIO, e o secretário estadual da Segurança Pública, ANTÔNIO FERREIRA PINTO, assistiam à solenidade. Bandeirinhas de SÃO PAULO em punho, 5 mil pessoas participaram da celebração, segundo estimativa da PM.
Enfrentando o sol e o calor de 25ºC da manhã de ontem, alguns dos 55 veteranos sobreviventes aplaudiam a passagem das urnas dos colegas. Um deles, o cabo-enfermeiro JORGE MICHALANY, de 94 anos, recebeu simbolicamente o Comando do Exército Constitucionalista. Chorou com a homenagem. “Tive a honra de participar do único movimento revolucionário do BRASIL comparável à Revolução Francesa”, afirmou.
Com o paletó cheio de medalhas e de condecorações, o capitão GINO STRUFFALDI, de 96 anos, disse que o 9 de Julho representa “a memória do maior movimento cívico do BRASIL de todos os tempos”. Os veteranos desfilaram para a entrada das Forças Armadas.      

JTCIDADE – JORNAL DA TARDE – Página 9ª
DESFILE REÚNVE VETERANOS DE 32.
A comemoração do 78º aniversário da Revolução Constitucionalista de 1932 reuniu ontem, no PARQUE DO IBIRAPUERA, famílias em passeio, grupos de entusiastas do movimento e militares de todas as patentes. Até os que andavam com seus cachorros na manhã ensolarada do feriado resolveram fazer uma pausa para ver o desfile. Segundo a Polícia Militar, 5 mil pessoas estavam no local.
Participaram do cortejo a Guarda Civil Metropolitana, a PM, a Marinha, o Exército, a Força Aérea, além de grupos de escoteiros e bandas marciais. A prefeita em exercício, ALDA MARCOANTONIO, e o governador ALBERTO GOLDMAN também estiveram no evento ao lado dos membros da Sociedade Veteranos de 32-MMDC. A instituição entregou medalhas de honra a membros da sociedade que, segundo seu critério, agiram em defesa dos ideais democráticos do movimento constitucionalista, como o historiador MARCO ANTÔNIO VILLA e o juiz JOSÉ MARIA CÂMARA JUNIOR.
Muitos dos que estavam no IBIRAPUERA assistiam a um desfile de 9 de Julho pela primeira vez. Foi o caso do vendedor técnico GÉRSON GOMES DE CARVALHO, de 57 anos. O motivo da estréia era especial: seu filho, que está no primeiro ano da Academia de Polícia Militar do Barro Branco, estava desfilando.
A entrada do Regimento de Cavalaria 9 de Julho provocou reações de entusiasmo das crianças, que permaneceram com as bandeirinhas em riste durante toda a solenidade. No meio da pequena multidão que assistia ao evento, destacava-se um grupo de pessoas envolvidas por bandeiras do Estado de São Paulo onde se lia a sigla MRSP. Eram afiliados do Movimento República de São Paulo, que defende a independência de São Paulo com relação aos outros estados brasileiros e valoriza a historia e a cultura dos paulistas.
O professor CASSIO FORCIGNANO, de 42 anos, é um dos afiliados do movimento, que se diz apartidário e pacífico. “Nós vemos no 9 de Julho um significado diferente. Não se trata apenas de uma luta pela constituição, mas também de uma luta contra a injustiça do poder central”, disse. Cerca de 40 membros do MRSP chegaram em passeata que partiu do MASP. Uma delas  era a designer LUCIANA TOLEDO, 35. Para ela, o movimento não é racista nem segregacionista e reúne pessoas de várias idades, etnias e classes sociais. “Temos que lembrar que o paulista sempre foi de muita garra e valorizar essa data. Hoje, a maioria nem sabe o que é o 9 de Julho, apesar de ser uma data em que o BRASIL poderia parar para refletir.”    

Este é um sábado para restaurar as forças desgastadas com as inúmeras solenidades que passamos nos primeiros dias de julho, culminando com a Parada CÍVICO-MILITAR de ontem no IBIRAPUERA e o ato solene comemorativo dos 78 anos na Assembléia Legislativa. Mas como fazer isso se a minha mesa de trabalhos há jornais de três dias antes? E os meus arquivos eletrônicos estarem atrasados desde o dia 6 de julho?
Com o transcorrer do sábado vamos alternando essas atividades. Sei que não vou conseguir normalizar isso somente num dia.

Faleceu VERA ARTAXO, aos 57 anos. Era iniciante no jornal A ÚLTIMA HORA quando conheceu o dramaturgo e escritor PLÍNIO MARCOS, que escrevia uma coluna no periódico durante a década de 1970. Ficaram juntos por 25 anos, até a morte dele, em 1999.
A vida de VERA era voltada ao jornalismo. Depois do impresso, seguiu para a televisão. Passou pela TUPI, CULTURA, RECORD e BANDEIRANTES. Na época da BANTEIRANTES, fez um programa-piloto, em que seria a primeira âncora do BRASIL que comentaria as notícias – até então, os apresentadores apenas liam os textos. Mas, por razões desconhecidas, o projeto não foi adiante.
Quando teve o filho, TIAGO, deixou a TV, voltou para o jornalismo impresso e passou por várias publicações. Namorava recentemente com o músico EDUARDO GUDIN. 

Na tarde assisto a decisão do terceiro lugar da COPA DO MUNDO. Um jogo de campeões: ALEMANHA 3 x URUGUAI 2. A opinião da LANCEPRESS é a seguinte:
Terminar a Copa do Mundo da África do Sul na quarta colocação já faz o Uruguai pensar em voltar a ser protagonistas nas competições que disputar. O técnico Oscar Tabarez reconhece que a campanha no Mundial foi surpreendente, mas acredita que a Celeste não está tão longe das outras potências. - Estamos cientes de que fomos uma surpresa. Mas também demonstramos que não estamos tão longe. Fazia décadas que não alcançávamos as semifinais. E não me parece uma grande vaidade pensar que, se melhorarmos um pouco, podemos aspirar um certo protagonismo no cenário mundial - disse o treinador, contando que o atual momento do Uruguai deve ser usado para formar jogadores. - Acho que temos um rumo estabelecido e que temos um processo de trabalho para o futuro, ainda mais nas categorias juvenis. Precisamos tirar esse exemplo para formar jogadores. Sobre a derrota por 3 a 2 para a Alemanha, neste sábado, Tabarez explicou como planejou a equipe para a disputa do terceiro lugar. - Tentamos colocar uma equipe moderna. É preciso saber competir em um nível como o atual. Enfrentamos uma potência futebolística. Mas demonstramos que podemos jogar de igual para igual com qualquer equipe. Poderíamos ter vencido. Acredito que o time conseguiu criar problemas para o rival.
O URUGUAI queria muito o terceiro lugar. Viu o sonho acabar no travessão no último lance do jogo contra a ALEMANHA. Os alemães ficaram com essa posição no encharcado gramado do estádio NELSON MANDELA BAY. Um bronze pouco comemorado. Repetiu-se a disputa entre as duas seleções ela mesma posição na COPA DO MUNDO DE 1970, no MÉXICO, quando a ALEMANHA venceu por 1 a 0. Com o quarto lugar na ÁFRICA DO SUL, o URUGUAI iguala a campanha de 40 anos atrás. Os alemães repetem a colocação de 2006.  
Mesmo sem o corpo da vítima nem a preservação do local do crime, o assassinato de ELIZA SAMÚDIO, ex-amante do goleiro BRUNO FERNANDES, principal suspeito do caso, pode acabar em condenação. Novas técnicas de investigação – e depoimentos colhidos pela policia mineira – podem ser suficientes para reconstituir o que aconteceu e apontar a autoria do assassinato.
No quebra-cabeça de MINAS, as provas subjetivas são os depoimentos. Dois deles, dados por primos do goleiro, apontaram o local do crime, definiram trajetos, datas e carros usados pelo grupo. Versões que precisam ser sustentadas pelas provas objetivas. Nesse ponto, avanços tecnológicos e novas técnicas da medicina legal fazem a diferença. “Luzes e reagentes que fazem aparecer vestígios e manchas invisíveis a olho nu, além de testes laboratoriais de DNA e informações fornecidas pelo celular estão entre os avanços”, diz a perita ROSÂNGELA MONTEIRO, do Núcleo de Crimes Contra a Pessoa do Instituto de Criminalística.
Provas objetivas já começaram a surgir. Na perícia mais determinante, a feita na RANGE ROVER do goleiro, as manchas de sangue eram evidentes. No local do crime – onde ELIZA ficou por quatro dias – nos carros usados para transportar a vítima, luzes forenses podem ajudar a identificar os mínimos vestígios, como fios de cabelo, fibras de roupa, impressões digitais, capazes de confirmar ou derrubar versões. As estações rádio-base de celular podem fornecer horários e por onde passaram os investigados. A polícia já sabe que ELIZA estava na região metropolitana de BELO HORIZONTE quando telefonou para uma amiga, no dia 9 de junho, data em que teria sido morta.

A Justiça de GUARULHOS, na região metropolitana de São Paulo, decretou hoje a prisão temporária por 30 dias do ex-namorado da advogada MÉRCIA MIKIE NAKASHIMA, o advogado e ex-policial militar MIZAEL BISPO DE SOUZA, de 40 anos, principal suspeito do assassinato de MÉRCIA. O pedido de prisão foi feito pela Polícia Civil de São Paulo depois de ouvir o vigilante EVANDRO BEZERRA SILVA, preso na madrugada de ontem em SERGIPE. Hoje à noite, MIZAEL era já considerado foragido pela polícia.
MÉRCIA desapareceu em 23 de maio e seu corpo foi encontrado numa represa em NAZARÉ PAULISTA em 11 de junho. Até o início da tarde de hoje MIZAEL não havia se entregado a polícia para cumprir a prisão temporária.
Segundo o delegado paulista ANTÔNIO DE OLIM, que comanda as investigações, a prisão de SOUZA foi pedida depois de um novo depoimento do vigilante, na madrugada, em SERGIPE – na anterior, concedido à polícia sergipana ontem, o vigilante teria negado participação no crime e dito que “nada sabia” sobre a morte da advogada. “Mas agora ele abriu o jogo comigo e deu declarações contundentes, confirmando que foi MIZAEL quem matou MÉRCIA”, disse OLIM. “A informação corrobora as investigações, que mostram que ele (MIZAEL) era ciumento e possessivo, e que foi acumulando ódio até explodir.” Hoje pela manhã policiais procuraram MIZAEL em sua casa, em GUARULHOS, mas ele não foi encontrado.
Segundo o advogado de defesa, SAMIR HADDAD JÚNIOR, o ex-policial militar não vai se apresentar para cumprir a prisão temporária decretada pela Justiça. “É uma prisão arbitrária e ilegal, decretada com base num depoimento realizado no interior de SERGIPE, na calada da noite, que obviamente é contraditório. Ele não vai se apresentar”, disse o advogado. “Ele não estava fugindo, tem residência fixa e não atrapalhou em nada as investigações. Não há fundamento algum para que fique preso. Na segunda-feira vamos pedir revogação da prisão.”
Os familiares de MÉRCIA, que realizaram hoje uma missa em memória da advogada, receberam a notícia “com alívio”, segundo o advogado dos familiares, ALEXANDRE DE SÁ. “Era esperado. Agora, estamos na expectativa que ele se entregue para que o processo tenha seu curso e a culpa seja comprovada”, disse o advogado.

SEBASTIAN VETTEL é o pole position no novo traçado de SILVERSTONE, no GP DA GRÃ-BRETANHA, amanhã. Seu companheiro MARK WEBBER sairá em segundo. FERNANDO ALONSO consegue a terceira colocação, seguido por LEWIS HAMILTON, NICO ROSBERG, ROBERT KUBICA. Somente na sétima posição aparece FELIPE MASSA. RUBENS BARRICHELLO é o oitavo. O brasileiro LUCAS DI GRASSI ocupa o 22º lugar.    

No dia de ontem, em plena comemoração e solenidade com desfile em homenagem ao 78º  Aniversário da Revolução Constitucionalista de 1932, o avareense e juiz de Direito Dr. José Maria Câmara Junior foi homenageado. Na oportunidade, foi outorgado com a medalha “Constitucionalista”. Existiu uma forte razão para que o nome do magistrado avareense recebesse esse convite. Dr. José Maria Câmara Junior, que atualmente é assessor da Presidência do Tribunal de Justiça, foi o responsável pela recuperação e instalação de gabinetes do Tribunal de Justiça, no antigo Hotel Hilton, que recebeu a denominação “MMDC”, que faz jus ao Movimento de 32. Foi, além disso, o magistrado que contribuiu para o processo de revitalização da área central de São Paulo, principalmente com a restauração do Palácio da Justiça e restauração do prédio da Sociedade dos Veteranos de 32, uma das razões para ser agraciado com mais essa comenda. A homenagem aconteceu ontem, dia 9 de julho, junto ao Monumento do Soldado Constitucionalista de 32, no Ibirapuera em São Paulo. 

Inaugurada ontem, data em que se comemorou o 78º aniversário da Revolução Constitucionalista de 1932 a mostra "Revolução Paulista de 32" permanece em exposição até o dia 1º de agosto, no Museu Histórico e Cultural de Jundiaí ´Solar do Barão´, Hoje e amanhã, ela pode ser visitada das 9h às 13h. A entrada é gratuita. Sob a curadoria e montagem de João Borin, a mostra conta com parte do acervo do próprio Museu sobre o tema e reúne livros, roupas, impressos, utensílios, capacetes, discos e fotografias, entre outras peças.
A exposição traz, ainda, materiais doados por familiares dos constitucionalistas, pela Prefeitura de Jundiaí e por Daniel de Matheo (do extinto museu particular "Francisco de Matheo"). Entre os muitos destaques da mostra está a escultura de um soldado em bronze, com 1m85cm de altura e 183 kg. Assinada pelo escultor Luiz Morrone, a obra foi inaugurado em 23 de maio de 1978, em frente das colunas do monumento de 32, antigamente instalado na avenida Jundiaí

Tramita em caráter conclusivo no Senado Federal um projeto de lei de autoria do deputado Talmir Rodrigues (PV) que pede a inclusão dos quatro combatentes mortos durante a Revolução de 1932, Márcio Martins de Almeida, Euclydes Bueno Miragaia, Dráusio Marcondes de Souza e Antônio Américo de Camargo Andrade, conhecidos historicamente como MMDC, no Livro dos Heróis da Pátria. O texto foi aprovado pela Comissão de Constituição de Justiça e Cidadania da Câmara dos Deputados no começo de setembro de 2009. De acordo com o projeto, o movimento constitucionalista de 1932 é pouco conhecido fora do estado e ele busca resgatar a importância história e política para o país através da inscrição dos nomes dos combatentes, que ficaram conhecidos como MMDC, no Livro dos Heróis da Pátria que se encontra no “Panteão da Liberdade e Democracia em Brasília”. A autoria do texto é do deputado federal Dr. Talmir Rodrigues (PV). “O Livro de Heróis da Pátria conta com heróis brasileiros que tiveram grande importância histórica e é necessário resgatar a contribuição da Revolução na evolução do país”, afirma. Segundo ele, Presidente Prudente tinha, na época, cerca de 12 mil habitantes e foram 1.200 combatentes convocados.

RICARDO DIZIOLI NAVARRO faleceu hoje, aos 65 anos. Quando fazia faculdade de Medicina tinha plantão à noite, mas na parte burocrática, de atendimento aos pacientes do pronto-socorro. Ainda estava na residência em Ortopedia quando a mulher engravidou. Para pagar as despesas do aluguel e do bebê, fazia um plantão de 36 horas, para folgar só 24, por um baixo salário. Foi com essa dedicação constante – até a livre docência – que NAVARRO se tornou especialista em cirurgias de joelho. Na década de 1990, chefiou o grupo da área na Escola Paulista de Medicina e foi um dos fundadores da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Joelho. São-paulino, gostava de ir ao MORUMBI com os filhos.

Faleceu o engenheiro e empresário ABDUL MASSIH WAQUIL. Ele pode ser definido como um homem de poucas palavras e muita ação. Esse foi o estilo com que presidiu o SECOVI-SP de 1970 a 1978, época em que o mercado imobiliário começava a ganhar o formato que tem hoje. Foi durante sua gestão que o SECOVI-SLP passou a contribuir decisivamente em questões relativas ao financiamento imobiliário e ao desenvolvimento urbano, com participação ativa nas discussões do Plano Diretor e da Lei de Zoneamento de então. 

O estádio ELLIS PARK, no centro de JOHANNESBURGO, foi, em dias de jogos da COPA, uma vitrine privilegiada das contradições sociais da AFRICA DO SUL. Nas ruas do bairro de HILLBROW, um dos mais violentos da cidade, a população carente convivia com ricos torcedores que pagaram caro para ver as partidas do Mundial e passavam pelas ruas sujas em direção ao estádio. Muitos caminhavam por ali pela primeira vez em suas vidas.
Amanhã a primeira COPA DO MUNDO na ÁFRICA DO SUL chega ao seu final tendo, sem dúvida, deixado uma nova reputação internacional para o país, uma imagem positiva com um valor que ninguém se atreve a mensurar.
Mas o circo da FIFA abandonará as cidades-sede, deixando a miséria que atinge 60% da população e a desigualdade profunda. Segundo o orçamento do governo, a constatação é de que o Mundial trouxe prejuízos, enquanto críticos alertam para protestos das camadas mais pobres da população assim que o evento terminar.  

Após quase uma semana de buscas, as operações para capturar um homem acusado de matar uma pessoa e ferir duas, na INGLATERRA, terminaram com o cerco e aparente suicídio do criminoso.
RAOUL MOAT resistiu, ontem, a um cerco da polícia na cidade de ROTHBURY e, após seis horas de negociações, aparentemente atirou contra si, sendo levado a um hospital, onde morreu. “Nenhum tiro foi disparado pelos policiais durante o cerco”, disse um relatório da polícia. Repórteres da rede BBC dizem ter ouvido dois disparos.
MOAT estava foragido da polícia havia quase uma semana, após supostamente ter baleado e ferido sua ex-namorada, SAMANTHA STOBBART e ter matado o novo namorado dela, CHRIS BROWN, ontem. Ele havia deixado a prisão de DURHAM dois dias antes, depois de cumprir uma pena de dezoito meses por agressão. 

2 011     :       -       DOMINGO
Começo hoje o 62º tomo de minhas memórias. Iniciadas em 9 de julho de 1950, estão condensadas em 61 tomos já concluídos. É um tempo razoável e sinto essa situação. Agora, com mais de 74 anos, assumo essa grande responsabilidade de ser o presidente da Sociedade Veteranos de 32-MMDC durante dois anos. Meu mandato vai até 7 de julho de 2013. Como estou na Sociedade desde 17 de maio de 1996, tenho aprendido muito nesses quinze anos. Mas há muita coisa por fazer nessa Sociedade. Há lutas em torno da pensão especial das pobres viúvas que recebem menos de um salário mínimo. Venho lutando sobre essa situação há anos, mas o governo se faz de surdo. Continuaremos com essa luta.   
Procuro atualizar minhas memórias neste domingo. Estou com muita coisa atrasada e sei que não conseguirei superar isso nesta data. Por outro lado sinto-me reconfortado com as mensagens que recebo. O veterano ALENCAR THOMAZ liga para mim, pela manhã. Quer notícias do GINO. Ele soube do que aconteceu no palanque, quando muita gente viu a retirada do herói de 32, carregado, para a ambulância da PM. Não tenho notícias dele. Procuro telefonar para sua casa, mas ninguém atende. O CORONEL PM MENDES também está com o celular desligado.

Na caixa eletrônica estão as seguintes mensagens:
Ilmo. Sr.
Álvaro Batista Camilo
Coronel PM-Presidente
CNCG-PM/CBM - Conselho Nacional de Comandantes Gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares
Prezado Cel. Álvaro,
Agradeço, em nome de Roberto Irineu Marinho, sua carta (Ofício no. 098/2011, de 30/06/11) relativo a cena da novela Insensato Coração exibida em 29/6.
Entendemos sua legítima preocupação quanto à fala do fictício delegado, entendida como preconceituosa contra a Polícia Militar, ainda mais em se tratando de uma instituição da mais alta importância para a sociedade. Respeitamos o inequívoco trabalho dos órgãos de segurança pública, e por isso mesmo temos colaborado em diferentes iniciativas relacionadas ao tema, bem como realizado ações para a sua promoção e valorização.
Entretanto, gostaria de fazer algumas ponderações com relação à cena em questão, transcrita abaixo e disponível em:
http://insensatocoracao.globo.com/capitulo/norma-se-revela-para-leo...
Situação: polícia revista (com mandado judicial) a casa de Horácio Cortez (que acabara de ser preso no aeroporto, tentando fugir do país com uma mala de dinheiro) na presença de Rafael (filho de Cortez), quando chega Paula (irmã de Rafael).
Paula Cortez: O sr. é o responsável por essa palhaçada aqui?
Delegado: Delegado Rossi. E a sra. é...?
Paula Cortez: Uma das donas dessa casa. Eu acho um absurdo eu chegar aqui e estar essa bagunça, essa falta de respeito. Vocês não tem mais nada para fazer não, hein? Com tanto mendigo na rua para recolher. Que que vocês fazem, hein? Só recebem propina de motorista bêbado?
Delegado: Acho que a sra. tá confundindo um pouco as coisas, viu? Eu não sou guarda municipal, tão pouco sou policial militar. Por isso mesmo, eu vou te dar um refresco, e vou fingir que não ouvi o que a senhorita acabou de dizer, viu?
Paula Cortez: Como é que é o seu nome?
Delegado: Rossi
- Ah, eu vou te denunciar. Denunciar você e a sua corja. E acho melhor vocês saírem da minha casa...
Rafael Cortez: Cala a boca. Deixa de ser ridícula e pede desculpas.
Paula Cortez: Você tá do lado dele também agora, é?
Delegado: Escuta o seu irmão que ele sabe das coisas, ele estuda direito. Pergunta pra ele o que que é desacato à autoridade, pergunta.
Rafael Cortez: Você já deu ridículo bastante, agora sai do meu quarto. Vaza, por favor!
Como se pode ver no diálogo, a intenção de agredir a autoridade, fazendo acusações à “polícia” (entendida por ela como entidade única), é da personagem Paula, a filha sem ética do empresário criminoso que pouco antes tentara fugir junto com o pai.

Quando o delegado responde, não está ele próprio emitindo juízo ou concordando com as insinuações de leniência e corrupção: “a sra. está confundindo um pouco as coisas”, diz, e então explica – fazendo referência à fala anterior de Paula – que não é “guarda municipal”, uma vez que seria da Guarda Municipal (e não da Polícia Civil) a responsabilidade pela ordem urbana e pelo recolhimento da população de rua, e que não é “policial militar”, uma vez que seria da Polícia Militar (e não da Polícia Civil) a responsabilidade pelo policiamento ostensivo que flagra motoristas alcoolizados ao volante (situação em que poderia haver o ato de corrupção).
A resposta do delegado seria equivalente a dizer: “se você vai mesmo fazer uma provocação (que estou desconsiderando para não ter que lhe dar voz de prisão por desacato), saiba ao menos que há diferentes órgãos de segurança com diferentes funções”. Ele não acusa policiais militares ou guardas municipais de corruptos.
Espero que compreenda, assim, que não houve qualquer intenção de nossa equipe de criação neste sentido. Se, de toda forma, a percepção foi esta, tenha certeza que levaremos ao conhecimento dos autores, de modo que possam estar ainda mais atentos ao entendimento da trama pelo telespectador – algo essencial para a noção de qualidade que caracteriza a produção de teledramaturgia da TV Globo.
Por último, gostaria apenas de destacar o que consideramos um ponto relevante: a telenovela é uma obra autoral de ficção. A história é resultado unicamente da imaginação do autor, está no terreno da fantasia, sem vínculo necessário com a realidade. As tramas, situações e personagens (como a mau-caráter que acusa genericamente uma instituição pública) são meras invenções, assim compreendidas pelo público, que busca apenas entretenimento – seja na TV, no cinema, no teatro ou na literatura, da ficção científica às novelas de época. E é exatamente a liberdade de expressão e criação artística, um valor fundamental assegurado pela Constituição Federal, como bem apontado em sua carta, que permite a um autor contar uma boa história.
Permanecemos à disposição.
Um abraço cordial,
Luis Erlanger
Diretor da Central Globo de Comunicação

Boa tarde, Sr. Cel PM Ref Mario Fonseca Ventura
DD. Presidente da Sociedade Veteranos de 32-MMDC biênio 2011/13
Permita-me parabenizá-lo com toda honra na posse em 07JUl11 nessa nova função, mais do que merecida, pois soldado valoroso que é, sobram elogios para o senhor...
Lembro-me quando então Asp Of PM em 1987/88 o sr era o Cel PM Ventura, Cmt do CPA e após no CPI quando fui movimentado para Campinas, o sr. muito me ajudou...
nunca esquecerei disso...comandante, parabéns mesmo!
Em Campinas, na sede do 8º BPM/I há um Museu de 32, que quando Subcomandante nos anos de 2009/10 pudemos reformar, pintar, conseguir novas fotos e materiais junto a familiares dos heróis Pracinhas, e hoje está bonito, aberto para visitações públicas...foi difícil, pois muitos se não ajudam, atrapalham, mas conseguimos...   Tomei a liberdade de enviar cópia de meu curriculo para que o senhor possa me conhecer um pouquinho, já que no Diário Oficial do Estado de SP do dia 02Jul11 fui movimentado para o Gabinete do Exmo. Cmt Geral PM, devendo me apresentar em 18Jul11, estando desde já à disposição do sr, dos heróis de 32 e de seus familiares,
para qualquer eventualidade, pois sempre admirei seu trabalho...
Atenciosamente,
Major PM José Francisco Guimarães dos Santos

CARÍSSIMO MAJOR PM JOSÉ FRANCISCO
As mensagens que estou recebendo estão produzindo dois efeitos nessa empreitada. 1º - a certeza de poder levar o MMDC ao seu devido lugar, ou seja, o reconhecimento da Pátria por ter combatido uma ditadura e por ter trazido a Constituição que fora rasgada em 1930. Em 2º lugar, a obrigação do trabalho incessante, muito mais agora que assumo a presidência.
MAJOR PM JOSÉ FRANCISCO, gostaria de vê-lo trabalhando ao nosso lado nas últimas comemorações deste ano e na luta pela realização dos maiores eventos durante o JUBILEU DE CARVALHO da Revolução Constitucionalista. Tenho certeza de poder contar com o seu empenho para 2012. Mas, comece já. Venha me visitar assim que puder. Apenas levo ao conhecimento do amigo que dia 12 de julho me internarei no Hospital Militar da PM para a extirpação de uma indesejável hérnia inguinal, no dia 13. de julho, às 10 horas. O CORONEL PM MENDES responderá por mim durante o meu afastamento..

Texto da carta que recebo do MAX BASILE:
“O ESTADO” de ontem publicou na página C7 reportagem exclusiva aos feitos e méritos dos amigos de 32 – “Veteranos de 32 agora têm jornal virtual”. Vê-se à direita, ao fundo, fotografia do veterano BENEDITO CAMPOS CARVALHO, que tive a alegria de conhecer. MÉRCIO PRUDENTE CORRÊA era o nosso querido presidente – MMDC – quando fui aceito, em 1957, estando na Faculdade de Direito da USP. Peço-lhe apresentar a página, que é para todos; talvez possa pôr-se com os documentos da época, pois a reportagem está, penso, para isso.      

Doutor ROBERTO
Desculpe a demora. Depois de um 9 de Julho tão festejado e cumprimento de nova investidura no MMDC, onde a presença é necessária, além do atendimento aos e-mails dos amigos, passo a lhe informar o que consta do livro "CRUZES PAULISTAS" ´`a sua página 330, com relação a MANOEL DOS SANTOS SOBRINHO.
"Incorporado à 2ª Companhia do 2º BCP da Força Pública, MANOEL DOS SANTOS SOBRINHO não era oficial de carreira. Foi comissionado no posto de 2º Tenente para efeito das necessidades da campanha e como prova de respeito que as suas qualidades impunham aos seus superiores. E tão bem soube se manter no posto que por duas vezes sucessivas foi promovido. A 18 de agosto, já Capitão, viu-se cercado com três voluntarios do batalhão "23 DE MAIO" - ARISTEU VALENTE, JORGE JONES e FERNANDO CAMARGO - na estrada de rodagem que liga SOCORRO a LINDÓIA. Intimado a render-se, resistiu valentemente. Dominado pelo número, mais tarde seu corpo foi encontrado todo marcado de balas e o crânio amassado a golpes de fuzil. Trasladado para São Paulo, está sepultado no cemitério São Paulo.
DADOS BIOGRÁFICOS: Nascido em PEDRA, Estado de PERNAMBUCO, o CAPITÃO MANOEL era filho de QUIRINO JOSÉ DOS SANTOS e de dona MARIA MÔNICA DE JESUS e era solteiro..
 
Carlos Vasconcelos deixou um novo comentário sobre a sua postagem "ALFREDO PIRES É O NOVO COMANDANTE DO EXÉRCITO CONSTITUCIONALISTA":
A solenidade de ontem foi belíssima. Impossível não se comover, sinceramente. Essa emoção, essa comoção, esse "ser Paulista", é o que nos liga e nos deve manter unidos.
Parabéns à Polícia Militar por se manter invariavelmente fiel às tradições de São Paulo!
"Permanentes", "Provisórios", "Força Pública", "Polícia Militar"... Distintas foram as épocas, os costumes, as práticas, os regimes, mas a fidelidade às tradições Paulistas permanece intocada por parte dos herdeiros dos 130 de 31.
Salve o 9 de Julho!
Mais Paulista hoje do que ontem! E, amanhã, mais ainda!
Carlos Vasconcelos.

NESTOR BUENO era um exemplo para os mais jovens no que diz respeito à saúde. Apesar da idade avançada, praticava corrida e natação diariamente. Advogado de profissão, foi graduado pela Faculdade Estadual de Direito de PONTA GROSSA, no PARANÁ, em 1962. BUENO também se formou na primeira turma da Faculdade Estadual de Ciências Econômicas e Administração de PONTA GROSSA, a primeira instituição de ensino superior da cidade, criada em 1949. De acordo com parentes e amigos, suas principais qualidades eram a sabedoria e a capacidade de se colocar no lugar do próximo. BUENO foi secretário estadual de Planejamento do PARANÁ em três momentos diferentes na gestão do ex-governador ROBERTO REQUIÃO. Ele substituiu o atual deputado federal REINHOLD STEPHANES, quando o peemedebista assumiu o Ministério da Agricultura no governo LULA e, por duas vezes, ocupou a vaga deixada pelo deputado estadual ENIO VERRI, que se licenciou da secretaria para disputar as eleições para prefeito de MARINGÁ. A última vez foi no ano passado, quando permaneceu à frente da pasta até dezembro. Hoje senador pelo PARANÁ, REQUIÃO lamentou a morte do amigo, lembrado no meio político como um mestre nas áreas de finanças e orçamento público. Há cerca de um ano, BUENO convivia com esclerose lateral amiotrófica, doença que provoca fraqueza e atrofia muscular, dificulta a fala e a deglutição dos alimentos. Seu quadro de saúde estava agravado nas últimas semanas. Morreu hoje, aos 82 anos, em casa, em CURITIBA. NESTOR BUENO nasceu em 1929.

A medicina e a militância política dividiram a vida de FERNANDO AUGUSTO FIUZA DE MELO. Nascido em BELÉM (PA) em 1945, formou-se em 1968 na Escola de Medicina da Universidade Federal do PARÁ, em uma turma na qual muitos fizeram política estudantil. Foi liderança universitária, presidente da União Acadêmica Paraense, atuante na JUC (Juventude Universitária Católica) e membro da Ação Popular. A sua formatura foi em 11 de dezembro de 1968, dois dias antes do AI-5 (Ato Institucional número 5), que fechou o Congresso e suprimiu liberdades políticas e civis. MELO, sabendo que seria preso a qualquer momento, fugiu para a AMAZÔNIA. Trabalhou como pequeno agricultor e mascate, vendendo remédios porque não tinha conseguido obter o diploma de médico. Em seguida, foi para o Nordeste, onde trabalhou como publicitário. Em abril de 1974, foi preso em TERESINA (PI). Submetido a diversas sessões de tortura, foi solto no final do ano. Depois de sofrer perseguição política, decidiu se dedicar com mais intensidade à medicina. Em SÃO PAULO, tornou-se doutor em pneumologia pela atual UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo). Chegou a se engajar na luta pelas DIRETAS JÁ, mas depois se decepcionou com a política partidária e largou de vez a militância. Era considerado um dos maiores especialistas em doenças respiratórias em São Paulo. Seus três filhos foram batizados com codinomes usados por antigos companheiros: RAUL, RENATO e ROBERTO. Teve ainda um neto. Morreu hoje, de câncer, aos 66 anos.

10 DE JULHO DE 2012     :      TERÇA-FEIRA
O jornal DIÁRIO DO COMÉRCIO, de 10 de Julho de 2012 publica: O médico, professor e ex-cabo-enfermeiro da Revolução Constitucionalista de 1932 Jorge Michalany, de 95 anos, morreu em São Paulo na última segunda-feira, mesma data em que foram comemorados os 80 anos do levante histórico que cobrava do Estado Novo de Getulio Vargas uma nova Constituição para o País. Com o falecimento do médico, o número de sobreviventes que combateram na Revolução de 32 foi reduzido para apenas 40. Michalany foi sedado no último sábado porque, há cerca de seis meses, sofria de graves problemas respiratórios. Segundo Nilceo Schwery Michalany, 63 anos, filho do médico, Michalany era um paulistano apaixonado por sua cidade. Nascido na região da Sé, no coração do Centro, ele defendia melhorias para a cidade e se orgulhava por ter participado do movimento constitucionalista. Aos 16 anos, sem idade suficiente para combater, Michalany, filho do também médico Nagib Faris Michalany, acompanhou seu pai aos campos de batalha porque já possuía boas noções de enfermagem. Nilceo define o pai como uma pessoa consciente e determinada. “Sempre perguntava dos netos, dos amigos. Ele gostava de tudo que era antigo, que envolvia história e pompa. E, ainda assim, não abria mão de saber o que estava acontecendo no mundo. Queria estar atualizado. Meu pai estava lúcido até poucos dias atrás”, contou o filho. O combatente ingressou no curso de medicina em 1937 e graduou-se em 1942. Desde então, dedicou-se à carreira acadêmica até tornar-se professor titular, além de ocupar cargos na Escola Paulista de Medicina. Profissional dinâmico, dirigiu um serviço de anatomia patológica na Santa Casa de Misericórdia de Santos, onde fundou um Museu de Patologia. Desde 2000, Michalany era o curador do Museu de História da Medicina da Associação Paulista de Medicina (APM), ao qual se dedicava pessoalmente, sempre que possível. Em maio deste ano, já debilitado por causa dos problemas respiratórios, lançou um livro chamado Olho Clínico X Erro Médico. “Ficou a lembrança de um homem simpático, agradável e extrovertido”, declarou Affonso Renato Meira, presidente da Academia de Medicina de São Paulo. Viúvo, o médico deixa dois filhos, cinco netos e duas bisnetas. O corpo de Michalany foi enterrado ontem no Cemitério Morumby. A missa de sétimo dia será na próxima segunda-feira, às 20 horas, na Catedral Ortodoxa, no Paraíso, zona sul.
Nem bem refeito das emoções do 9 de Julho tenho de fazer uma viagem até ITAPETININGA nesta manhã. Saio de casa quase às 6 horas e, na Sociedade Veteranos de 32-MMDC encontro o AMADO RÚBIO. Ele está cumprindo hoje o seu primeiro dia como Comandante do Exército Constitucionalista, cargo este que assumiu ontem, substituindo o ALFREDO PIRES. A viatura que vem nos buscar demora um pouco. O motorista é o PM JULIO, nosso velho conhecido de outras viagens. Consegue vencer a distância até ITAPETININGA e chegamos no cemitério do município um pouco antes de ter início a cerimônia do descerramento de uma placa contendo os nomes dos 30 combatentes que ali estão enterrados (numa mensagem logo abaixo o Professor JEFFERSON BIAJONE cita o nome de todos esses combatentes). O Prefeito ROBERTO RAMALHO TAVARES chega quase ao mesmo tempo, dando início ao evento. O MAJOR PM OSIRIS SÉRGIO CORRADI FORTE JÚNIOR está presente e representa o Comandante do 22º BPMI (o TENENTE-CORONEL PM GALINDO está convalescendo de uma forte gripe). Lembro do nosso companheiro de Escola de Oficiais, bem mais novo do que eu, o OSIRIS SÉRGIO CORRADI FORTE que, lamentavelmente, morreu aos 57 anos vítima de um câncer.   

Sobre o evento de ITAPETININGA o AFRÂNIO, respondendo pela presidência do Núcleo de Correspondência, uma vez que o BIAJONE está ainda em LONDRES, ele manda uma mensagem para o BIAJONE e este responde, como adiante se vê.
Biajone biajone@yahoo.com
para afraniomello, jairfrancisco, alexlucas.costa, osiris, Edmundo, jrdias, cesarioleonel, mim
meu carissimo amigo e paizao AFRANIO
obrigado de coração pelo retorno das informações sobre o que ocorreu neste dia que inesquecível foi para a historia de nossa cidade.  Fiquei muito feliz em ver que todos os nossos amigos lá estavam e juntos irmanaram-se na inauguração e na salva de tiros que nossos heróis de 32 e 45 ha 80 anos mereciam.
Avancemos! e o que precisar conte com o CAP PM GOMES JUNIOR e o nosso amigo SGT ALEXSSANDRO, estes dois combatentes são as pessoas as quais muito devo e tenho a agradecer pois conosco têm uma parceria importantissima!
Avancemos AFRANIO! este ano ainda sera de muitas conquistas para nossos paulistas. A manobra sera agora para CAMPINA DE MONTE ALEGRE, TAQUARAL BAIXO e SAO MIGUEL ARCANJO
A missão prosseguirá em ITAPETININGA e em BURI teremos ainda esse ano novidades sobre o TREM BLINDADO.
Enorme abraço londrino e  no contato
Jefferson
julho 10, 2012

Caro Jefferson,
As manifestações sobre o aniversário da Revolução Constitucionalista em seus 80 anos, foram estupendas, em todo o Estado. Assisti pela TV Assembléia Legislativa de São Paulo, durante 2 horas, todo o desfile no Ibirapuera e depois, do início ao final, a cerimônia na Assembléia Legislativa, com os nossos amigos discursando.
Bela cerimônia.
Aqui em Itapetininga, em data de hoje, foi um evento muito bonito, disputado, bastante gente , acho que só faltou uma banda. Presentes o Prefeito, Edmundo,Cadinho, Xilim, o Heleno representando a Câmara, Roberto Lara, da Associação dos Dentistas, Cel.Mário Ventura, Edilberto e espôsa, o Comandando do Exército Revolucionário,Amado Rúbio, o Major Osiris, representando o Cel.Raul, que está doente ( nada grave) , o Capitão Jair, muito bem como Mestre de Cerimônias , o Ercio Giriboni....enfim, um grande numero de autoridades.
Sua mãe, minha espôsa, o Mário Orsi e esposa, o Antonio Santiago( casado com minha prima) sua irmã Gorette e filhos (uma moça e o Sargento da Aeronáutica ). Salva de tiros pela PM e pelo Tiro de Guerra ecoou em todo o cemitério. Usaram da palavra, o Prefeito, o Cel.Mário, o Capitão Jair, o Major Osiris (todos falaram de você), e eu representando o nosso Núcleo, lembrado e saudado por todos.
As televisões presentes, TV Tem e SBT , para quem dei uma breve entrevista. O portal da TV tem, em entrevista telefônica, também publicou matéria sobre a Revolução e o nosso Núcleo. Vou fazer um " press release " para enviar o Cel.Mário e você. Estive no evento do Carlos Fidêncio no lançamento do livro " Cruzes do Setor Sul ".
Procurei representá-lo, mas não com o mesmo brilho de sua presença e locução, mas fui saudado em todos os momentos pelos presentes(são meus amigos)
Abraços
Afrânio Franco de Oliveira Mello.

Prezados CEL VENTURA e CEL EDILBERTO
Saudações londrinas! é BIAJONE quem vos escreve no intuito de agradecer as vossas presenças na inauguração de nosso monumento aos heróis de ITAPETININGA. Obrigado! eu só tenho a agradecer, tenham certeza pois são muito queridos aqui em nossa cidade.
Segue em anexo fotos selecionadas do evento e logo abaixo texto que elaborei e que gostaria que divulgassem em seus blogs (ou que fiquem a vontade para alterar e divulgar da melhor maneira que lhe aprouver, juntamente com as fotos) e nem necessidade há de indicar que o texto foi de minha autoria.
O que importa é que nossos camaradas saibam de mais essa relevante homenagem aos nossos heróis.
Meu enorme abraço e no contato
BIAJONE
Julho 12, 2012
Itapetininga inaugura Monumento aos seus heróis mortos em combate
Na manhã da terça-feira, dia 10 de julho, um dia após a celebração dos 80 anos da Revolução Constitucionalista que serão comemorados no feriado paulista de 9 de julho, estarão presentes no Cemitério da Irmandade do Santíssimo Sacramento, em Itapetininga, militares do 22º BPM/I e do Tiro de Guerra que realizam, cada qual, três salvas de sete tiros em homenagem aos camaradas itapetininganos tombados em campo de batalha na Revolução Constitucionalista de 1932 e na Segunda Guerra Mundial (1939-1945), respectivamente. As salvas ocorreram após o descerramento da placa que agora ilustra o Monumento aos Heróis Itapetininganos, que inaugurado foi nesta data e que  contém os nomes de trinta e dois combatentes, trinta da Revolução Constitucionalista de 32 (que neste ano completa 80 anos) e dois da Segunda Guerra Mundial, da Força Expedicionária Brasileira. Durante a solenidade, duas coroas de flores foram depositadas aos pés do monumento por militares de ambas as forças, que seguidas pelas salvas, tornaram esse preito único nos anais do histórico de homenagens prestadas a falecidos em combate em nosso país, porquanto Exército Brasileiro e a Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMESP), juntos, homenagearam os seus mortos em ação, itapetininganos que sacrificaram suas vidas em prol dos ideais que consubstanciaram dois grandes momentos decisivos de nosso Brasil na luta pela liberdade e pela democracia. A solenidade, iniciada às 10 horas da manhã, contou com a presença de várias autoridades municipais e estaduais, entre elas o Sr. Roberto Ramalho Tavares, Prefeito Municipal de Itapetininga, o vereador Heleno, representando a Câmara Municipal; o coronel PM Mário Fonseca Ventura, presidente da Sociedade dos Veteranos de 32/MMDC, o coronel PM Edilberto de Oliveira Melo, historiador da PMESP; o major PM Osíris, representando o comandante do 22 BPM/I, o Ten Cel PM Raul Galindo dos Santos; o Instrutor chefe do nosso Tiro de Guerra, o subtenente Alexssandro Lucas Costa; o Sr. Amado Rúbio, comandante em chefe do Exército Constitucionalista de 32 e seu ajudante de ordens, o Sr. Euclides Cachioli e o genealogista Afrânio Franco de Oliveira Mello, presidente interino do Núcleo Paulistas de Itapetininga! As Armas!! representando o prof. Jefferson Biajone, bem como demais convidados. A solenidade foi abrilhantada com os discursos do Prefeito Municipal, do major PM Osíris e de Afrânio de Oliveira Mello, este último cujas palavras resgataram e enalteceram os nomes dos trinta e dois combatentes homenageados, a saber:
Revolução Constitucionalista de 32
Cap Antonio Ribeiro Junior
2º Ten Laurindo Augusto de Souza
2º Ten Aristóteles de Abreu Patrony
2º Ten Mario Hilário Dallari
2º Ten Osório Franco Vilhena
3º Sgt Thomaz Justino Rodrigues
3º Sgt Álvaro dos Santos Mattos
3º Sgt Josino Vieira de Goes Sd José Barbosa da Silva
Sd João Paulo Francisco
Sd João Leôncio de Campos Sd Quirino Cardoso
Sd Pedro de Almeida Sd Luiz Gonzaga Freitas
Sd Carlos Mattiz
Sd José Agripio Machado
Sd Alfredo Lopes da Silva Sd Gustavo Borges Júnior
Sd Áureo Paes
Sd João de Paula Franco
Sd José Jerônymo de Vasconcelos
Sd Luis França Sd Nicanor Nogueira
Sd Pedro Pereira
Sd Francisco Gomes de Carvalho
Sd Antonio Reser
Sd Mario Sardelli Foguista do Trem Blindado Antonio Augusto
 
Segunda Guerra Mundial
Sd Sebastião Garcia
Sd Joaquim Antonio de Oliveira
Terminado o evento no cemitério, o PM JÚLIO traz-me de retorno para SÃO PAULO, sempre acompanhado do nosso novo Comandante do Exército Constitucionalista, o AMADO RÚBIO. Fico na Sociedade e o AMADO vai para sua residência.
Recebo a visita do MARIANO TAGLIANETTI. Ele, embora esteja em sintonia conosco há alguns anos, ainda não se tinha filiado ao MMDC. Num gesto nobre, sabedor que a Sociedade está trabalhando no “vermelho” por causa de associados maus pagadores, ele assina um cheque de mil reais, retroagindo sua filiação há cinco anos atrás (por ano o associado paga duzentos reais somente). MARIANO reside em CURITIBA, onde tem levado o nome do Movimento Constitucionalista de 32. É como se fosse um “embaixador” nosso em outro Estado. Conversamos até mais das 16 horas, quando deixamos a Sociedade.
Em casa, recebo alguns e-mails e os respondo:
CARÍSSIMA PROF MARIA CECÍLIA NACLÉRIO HOMEM
Como presidente da Sociedade Veteranos de 32-MMDC lamento a pouca atenção dada à sua entrevista. Realmente há pessoas mal informadas, ou até mal intencionadas. Ou não conhecem o que aconteceu em 32 ou então são da corrente que procura deturpar o valor moral e cívico onde 130 mil homens e 72 mil mulheres lutaram para a reconstitucionalização do país. A FORÇA PÚBLICA que combateu em bloco (sem ela não teria havido a revolução) não é elite coisa nenhuma, mesma coisa para com a participação das unidades do Exército sediadas em São Paulo. Essa elite dita pelo jornal não ocupará nem 1% do total dos envolvidos.  
São Paulo, 10 de julho de 2012
Senhores Editores do Jornal  REPÓRTER BRASIL,
Venho, pelo presente, protestar com relação à forma como foi apresentada pelo jornal REPÓRTER BRASIL a matéria sobre os 80 anos de Revolução Constitucionalista de 1932, comemorados neste ano de 2012, transcorridos a partir da data de ontem. Durante mais de uma hora, em pleno sábado à tarde de um feriado prolongado, prestei-me a discorrer sobre a matéria, diante do Obelisco do Ibirapuera, procurando atender à solicitação desse jornal que me
formulou as seguintes perguntas: "Precisamos saber da história de 9 de julho. Por que é feriado? Por que os paulistas consideram que ganharam a Revolução? Quais os interesses econômicos de São Paulo? " Eis que no jornal de ontem, a matéria foi totalmente cortada, em favor de inúmeras outras,  além de ter sido apresentada por Vossas Senhorias da forma mais simplista possível: “A Revolução Constitucionalista de 1932 foi um movimento da elite!”
É preciso que saibam que parte dessa elite, que era oposição, agrupada  pelo Partido Democrata, integrava a Aliança Liberal, isto é, se articulava com os governos do Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraíba, a saber, estava apoiando a Revolução de 1930 e o próprio Getúlio Vargas. A proposta deste e da Aliança era dar a democracia ao país. E assim, confiou-se que seria. Vargas, por sua vez, também era elite: advogado, três vezes deputado estadual, deputado federal, foi por duas vezes ministro da República. Ganha a Revolução de 1930, assumiu o governo da nação, mas com poderes discricionários, que fariam dele o "presidente" de 1934-1938 e o ditador de 1937-1945.
Com isso, quero dizer-lhes que as revoluções se fazem com a elite, ou as elites, que são as donas do poder e das armas. De fato, o preconceito abunda com relação ao movimento de 1932, em prejuízo da História.
É simplesmente lamentável.
Ass.: Profª Drª MARIA CECÍLIA NACLÉRIO HOMEM

PARABENS CAPITAO PM FELIPE!
Prof.JBiajone biajone@yahoo.com
para nerivani, mim, e.jtisiani, afraniomello, amigos, Edmundo, edmundo.epn, guilherme.slash, markus.runk, camilagiudice, franceazevedo, anderlas, Neusa, ten_evandro, jairfrancisco, osiris, losmaya
CARISSIMO CAP PM FELIPE
Bravo companheiro de lutas que em tão pouco tempo já tem demonstrado o valor e a pujança que nossa sociedade necessita na luta pelos seus ideais!
Foi com enorme satisfação que recebi a noticia de seu merecido agraciamento com a medalha ofertada em AREIAS/SP. Trata-se de um efusivo PARABENS que vossa garra e empolgação pelos nossos ideais se faz merecedor.
Maior alegria, porem, foi receber a noticia da reunião que se aproxima e que tratará da criação dos NCs de SAO JOSE DO BARREIRO, LORENA, AREIAS, PIQUETE e TAUBATE. Tal fato de fato comprova que nossa missão de resgatar, produzir e divulgar veio para ficar e será o que vai fazer a diferença nos anos que se seguem quando mais nenhum de nossos poucos heróis de 32 existirem entre nos.
PARABENS CAP FELIPE! receba minhas entusiásticas e efusivas congratulações na condição de quem um dia no não muito distante, a completar 1 ano daqui dois dias, mais exatamente a 12 de julho de 2011, foi contemplado com a feliz inspiração de criar os NCs, idéia que a principio enfrentou fortíssima reação contraria no seio de nossa própria sociedade, e como resultado teria sido extinta, não fosse a ação decisiva e o pulso firme de nosso presidente CEL VENTURA que aparou arestas e pavimentou o caminho para que nesse quase 1 ano de existência a instituição NC pudesse ser reconhecida e cumprir a sua missão.
Ontem a noite, apenas a brilhante noticia da reportagem no site da VEJA, recebi do irmão EGYDIO a noticia de que ITARARE e finalmente nossa, porquanto estudante universitário de lá voluntariou-se para ser presidente de NC que há tempo eu desejava lá fundar pela relevantíssima importância histórica daquela trincheira impávida de nossa revolução.
Meu enorme abraço e sigamos em frente. Aguardo de vossa parte o envio das informações biográficas e a fotografia digitalizada para que possamos efetivar a sua condição de presidente e conferir-lhe o diploma do titulo de pesquisador associado honorário do NC de ITAPETININGA.
Att e parada segue destino!
Prof. BIAJONE
Julho 10, 2012

Heróis da Revolução de 32 são homenageados em Itapetininga, SP
Dois soldados da segunda Guerra Mundial também foram lembrados.
No cemitério da Irmandade estão enterrados 32 combatentes.
Do G1 Itapetininga e Região
No cemitério da Irmandade do Santíssimo Sacramento em Itapetininga (SP) estão enterrados 32 combates de guerra, sendo 30 durante as batalhas da Revolução de 32, e outros dois mortos em campos durante a Segunda Guerra Mundial(1939-1945).
Para homenagear esses homens, foi erguido um monumento no cemitério lembra esses soldados. O evento aconteceu na terça-feira (10), um dia após a celebração dos 80 anos da Revolução Constitucionalista de 32, lembrada na segunda-feira (9).
saiba mais
Estiveram presentes da cerimônia militares do 22º BPM/I e do Tiro de Guerra que realizaram cada qual, três salvas de sete tiros em homenagem aos itapetininganos mortos em combates. O evento teve destaque por unir o Exército Brasileiro e a Polícia Militar do Estado de São Paulo que em 32 se enfrentaram e deixaram três mortos. O 'Monumento aos Heróis' leva os nomes dos trinta e dois combatentes homenageados.
Revolução Constitucionalista de 32
Cap Antonio Ribeiro Junior
2º Ten Laurindo Augusto de Souza
2º Ten Aristóteles de Abreu Patrony
2º Ten Mario Hilário Dallari
2º Ten Osório Franco Vilhena
3º Sgt Thomaz Justino Rodrigues
3º Sgt Álvaro dos Santos Mattos
3º Sgt Josino Vieira de Goes
Sd José Barbosa da Silva
Sd João Paulo Francisco
Sd João Leôncio de Campos
Sd Quirino Cardoso
Sd Pedro de Almeida
Sd Luiz Gonzaga Freitas
Sd Carlos Mattiz
Sd José Agripio Machado
Sd Alfredo Lopes da Silva
Sd Gustavo Borges Júnior
Sd Áureo Paes
Sd João de Paula Franco
Sd José Jerônymo de Vasconcelos
Sd Luis França
Sd Nicanor Nogueira
Sd Pedro Pereira
Sd Francisco Gomes de Carvalho
Sd Antonio Reser
Sd Mario Sardelli
Foguista do Trem Blindado Antonio Augusto
Segunda Guerra Mundial
Sd Sebastião Garcia
Sd Joaquim Antonio de Oliveira
Monumento faz homenagem aos soldados de Itapetininga mortos em combates. (Foto: Reprodução TV Tem)Monumento faz homenagem aos soldados de Itapetininga mortos em combates. (Foto: Reprodução TV Tem)

10 DE JULHO DE 2013      -      QUARTA-FEIRA
DIÁRIO DE SÃO  PAULO publica na página 4 – ALCKMIN PROMETE RESTAURAÇÃO DO OBELISCO DO IBIRAPUERA PARA 2014. Monumento guarda restos mortais de combatentes da Revolução de 1932. Obra anunciada em 2012 custará 8,7 milhões de reais.
O governador GERALDO ALCKMIN anunciou, ontem, durante desfile em comemoração ao 81º aniversário da Revolução Constitucionalista de 1932, o início do restauro completo do Mausoléu dos Heróis de 1932, também conhecido como Obelisco, no Ibirapuera, na zona sul. Em 2012, durante a mesma solenidade, o governador havia dito que as obras começariam a partir de janeiro deste ano.
O local é o maior monumento da capital e guarda os restos mortais de mais de 700 combatentes do conflito que opôs o estado de SÃO PAULO ao governo federal, presidido por Getúlio Vargas. Oficialmente, as batalhas resultaram na morte de 934 paulistas. Porém, há estudos extra-oficiais que apontam mais de duas mil mortes.
A restauração, segundo ALCKMIN, começa a partir da próxima semana e está orçada em R$8,7 milhões. A previsão é a de que o novo mausoléu seja inaugurado em 9 de julho de 2014. O governador disse que o Obelisco está com várias infiltrações na cripta. “Hoje (ontem) é o dia mais importante da história de São Paulo. O mausoléu representa especialmente o valor dos princípios da sociedade de SÃO PAULO e, eu tenho certeza, os princípios da sociedade brasileira. Vamos entregar o restauro completo do mausoléu para o desfile do ano que vem”, prometeu.
O Obelisco é tombado pelo Patrimônio Histórico Estadual. Por isso, o restauro exige cuidados especiais. O local será fechado à visitação durante as obras de restauração.
Ajoelhada perante os restos mortais do tio JOSÉ CAETANO DE OLIVEIRA, combatente da revolução, IARA SAMPAIO, de 70 anos, acredita que a restauração do mausoléu vem em bom momento. “As cinzas do meio tio estão aqui desde 1996. Foi uma burocracia tremenda trazê-las para cá. Mas era um desejo de toda família. A reforma, sem dúvidas, será muito bem-vinda”,a firmou. Segundo IARA, seu tio era 1º TENENTE do Exército paulista.

Meu bisneto IAGO postou na sua página do FACEBOOK a imagem em que aparece o NELSON, a SORAYA, o governador GERALDO ALCKMIN, eu e ele. Isso foi parar também em várias outras páginas do FACEBOOK, a da SORAYA, a minha própria e as vários amigos nossos. O ARISTIDES, caprichosamente, leva uma hora e meia para colocar também no FACEBOOK, cerca de 360 imagens do desfile do IBIRAPUERA e outras 130 da sessão solene na Assembléia Legislativa. Isso origina uma série de cumprimentos pela Internet, ocupando uma grande parte da minha manhã.
Na viagem que faço para a cidade de SÃO PAULO, vou lendo as reportagens publicadas nos jornais. Uma delas, que me chama a atenção, é a do jornal AGORA, com uma foto do AMADO RÚBIO e do WILLIAM MASCARENHAS, ambos fardados de caqui – Ex-combatentes apresentam-se durante o desfile cívico-militar de 9 de Julho, ontem, no IBIRAPUERA (zona sul de São Paulo); evento reuniu 2.500 pessoas. Essa reportagem também especifica que o governador GERALDO ALCKMIN “anunciou ontem a reforma do Mausoléu Obelisco, a R$8,727 milhões (a cripta tem infiltrações, por exemplo). As obras devem começar na semana que vem”.
Na verdade AMADO RÚBIO e WILLIAM MASCARENHAS, o primeiro deixando o Comando do Exército Constitucionalista e o segundo assumindo o posto, não são ex-combatentes, mas sim representam os mesmos.

Quando chego à Sociedade, por volta das 13 horas, vou encontrar presente o novo Comandante do Exército Constitucionalista, querendo servir ao MMDC da melhor maneira possível. MARINEI cuida dos diplomas que iremos entregar nas próximas datas: 16, 24 e 25 de julho. Mas essa tarde é dedicada pelo CORONEL PM JAIRO PAES DE LIRA, Presidente do Conselho Deliberativo, para uma reunião com os conselheiros, a fim de escolher o seu vice e o seu secretário para o biênio 2013/2015. Infelizmente, somente comparecem o CORONEL ARY CANAVÓ, LUIZ SÉRGIO CARRARO e SALLES.
Vou almoçar com OLIVEIRA, NILDO, MANOELA, e outros amigos e retorno para a Sociedade por volta das 15 horas.
CARRARO, com sempre, faz uma arenga de seus pensamentos arrevesados. O CORONEL PM JAIRO está tendo muita dificuldade em dirigir essa reunião do Conselho Deliberativo. Em dado momento, face as costumeiras bobagens ditas pelo infeliz CARRARO, que deve estar sofrendo de paranóia ou outra doença pior, se altera violentamente. Mais tarde, retirando-se da reunião, explica-me que CARRARO fazia acusações aos recipiendários de nossas condecorações de estarem ganhando dinheiro com isso. Muito grave o que esse lunático disse. Isso é crime. Não sei como o presidente do Conselho Deliberativo vai entender esse palavreado inconseqüente. O fato é que acusa levianamente todos aqueles que foram condecorados por nós. Que será que vai na cabeça do doido? Isso é calúnia e a Sociedade não pode ficar a mercê de um demente. CORONEL PM JAIRO suspende a tumultuada reunião e se retira da Sociedade sem conversar comigo.
Não contente com o que disse na reunião, em seguida, na sala da administração, levanta uma acusação impensada contra a MARINEI, dizendo que ela não deixou ele fazer uso da palavra num evento na BELA VISTA, provocado pelo TAVERNA, há alguns anos. MARINEI explica que ela não tinha essa autoridade e que o cerimonial era dirigido pelo proponente da solenidade. Em vez de o Conselho Deliberativo falar do restauro do Monumento Mausoléu, fato auspicioso e de real interesse do MMDC, em vez de parabenizar os momentos de ontem no desfile brilhante do 9 de Julho e depois na Assembléia Legislativa, ou então de congratular-se pela reforma da própria sede, com verba oferecida pelo vereador TONINHO PAIVA, foi tudo conturbado pela mente insana do CARRARO. Mas não é a primeira vez que ele se porta desse jeito. Não falando de outros episódios tristes do passado, rememoro a carta altamente injuriosa do 7 de julho de 2011 e, bem mais recente, da palhaçada cometida por ele na realização da Assembléia Geral Eleitoral de 30 de abril. Será que o CORONEL PM JAIRO, presidente do Conselho Deliberativo, vai continuar permitindo essas afrontas do “conselheiro” CARRARO?          
Temos uma longa conversa com SALLES procurando amenizar todo o seu nervosismo. Com isso, deixamos mais tarde a Sociedade.

No retorno a GUARULHOS, os passageiros do ônibus COCAIA trocam idéias sobre uma greve geral marcada para amanhã, pelas centrais sindicais, ameaçando parar algumas cidades do País. Serão feitas algumas reivindicações importantes, mas provocarão o medo dos trabalhadores que não sabem o que fazer para irem para o serviço. O comércio também se sente ameaçado. Já dispensei a MARINEI de trabalhar amanhã e possivelmente também não irei sair de casa.

Caro Cel. Ventura, boa noite.
Estou nos EUA visitando uma das unidades de nosso Colégio e encontrei essa publicação referente sua participação na Unidade Chapel Maria Imaculada.

O Artigo esta em inglês porque foi enviado para todas as unidades Chapel do mundo.
Achei muito interessante e resolvi enviá-lo para você postar no seu blog.
Abraços.
Perdoe-me pela falta de acentuação, o computador que uso aqui está configurado em inglês.

O MORUMBI virou casa da mãe-joana. Hoje, em seu estádio, o SÃO PAULO teve dois jogadores expulsos – LUÍS FABIANO e CLEMENTE RODRÍGUEZ – e deixou o BAHIA ganhar de virada por 2 a 1, pelo Campeonato Brasileiro. Ou seja, PAULO AUTUORI, que assina amanhã como novo técnico, terá muito trabalho para tirar o time do buraco. Afinal, a equipe são-paulina somou pela primeira vez na sua história quatro derrotas consecutivas no CÍCERO POMPEU DE TOLEDO. No total, já são sete jogos sem vencer. O último triunfo obtido aconteceu no dia 29 de maio, contra o VASCO DA GAMA, então comandado por AUTUORI.

NEYMAR foi anunciado na VILA BELMIRO. Os 3.800 torcedores presentes se levantaram e aplaudiram. Para tristeza geral, ele não usava a camisa 11, apenas segurava seu filho no colo, dentro de um camarote. E foi de lá que o ídolo viu o SANTOS apenas empatar com o CRAC-GO por 1 a 1, e começar mal a terceira fase da COPA DO BRASIL. Com o resultado, o PEIXE terá de buscar uma vitória ou um empate por mais de dois gols fora de casa, no dia 24. A presença de NEYMAR no vestiário santista poderia ser um grande incentivo para o grupo do SANTOS, mas, na verdade, deve ter deixado os jogadores nostálgicos.

Era o maior jogo da história do ATLÉTICO MINEIRO. O GALO precisava de uma virada. Era a receita para um drama que aconteceu. Após vencerem no tempo regulamentar por 2 a 0, os mineiros, nos pênaltis, ganharam por 3 a 2 e chegaram à inédita final da TAÇA LIBERTADORES. Na decisão, o rival será o OLÍMPIA, do PARAGUAI.  

Uma equipe da Polícia Militar perseguiu dois suspeitos de terem assaltado o juiz FERNANDO HENRIQUE AZEVEDO, de 39 anos, matou um deles e feriu o outro. O roubo ao magistrado ocorreu às 20 horas da terça-feira, dia 9 de julho, na Rua ALBINA BARBOSA, na ACLIMAÇÃO, região central. A dupla foi encurralada no bairro do CAMBUCI, onde a polícia diz que houve reação dos suspeitos, baleados no revide. DANIEL SABAG MENDES, de 34 anos, atingido por tiros no peito, perna e dorso, morreu na rua. GUSTAVO SANTANA VIEIRA DA SILVA, de 20 anos, ficou ferido e foi levado ao Pronto Socorro do IPIRANGA, na zona sul. De acordo com a polícia, o juiz desceu de um táxi e foi atacado pelos criminosos. Eles roubaram celular, carteira e pertences do magistrado e fugiram em um VOLKSWAGEN GOL preto. O veículo era roubado e tinha placas frias. O juiz chamou os policiais militares que viram os suspeitos. Na Rua MARACAÍ houve a primeira troca de tiros, segundo a polícia. Veículos estacionados foram atingidos por tiros. A perseguição prosseguiu. Na Rua ALVES RIBEIRO os suspeitos estacionaram o GOL preto em 45 graus e se abaixaram entre o carro e um VECTRA. Os policiais militares chegaram e disseram que um dos suspeitos apontou a pistola contra eles. Os PMs atiraram na dupla.     

Um acidente envolvendo três veículos deixou 28 pessoas feridas – duas em estado grave – hoje, na estrada que liga SOROCABA a PORTO FELIZ, no interior do Estado. A batida entre um caminhão carregado com cana-de-açúcar, um automóvel e um micro-ônibus que transportava trabalhadores rurais provocou um congestionamento de três quilômetros na SP-97 – Rodovia EMERENCIANO PRESTES DE BARROS – próximo da alça de acesso ao km 99 da Rodovia CASTELLO BRANCO.

Um incêndio destruiu parte de um palacete do século 17 no centro de PARIS hoje, onde funciona o HOTEL LAMBERT. O prédio estava em reforma. O fogo queimou grande parte de seu telhado, assim como toda uma onerosa renovação já quase concluída. O hotel era uma das mais bem preservadas mansões privadas de PARIS. O arquiteto do prédio, LOUIS LE VAU, também projetou o Palácio de VERSALHES.

O gabinete da Procuradoria do EGITO ordenou a prisão hoje do líder da IRMANDADE MUÇULMANA, MOHAMED BADIE, acusado de incitar a violência em frente à sede da GUARDA REPUBLICANA, onde 55 pessoas foram mortas na segunda-feira, dia 8 de julho. Outros altos integrantes da IRMANDADE também tiveram prisão decretada. Milhares de seguidores da IRMANDADE têm mantido uma vigília perto de uma mesquita, no nordeste do CAIRO, exigindo a restituição de MOHAMED MURSI, deposto da Presidência pelo Exército na semana passada.

Inundações e deslizamentos castigam a região SICHUAN, no centro da CHINA, no que é registrado por autoridades como o pior episódio de enchentes no local dos últimos 50 anos. Hoje, um desmoronamento na cidade ZHONGXING deixou ao menos 30 pessoas soterradas. Cerca de cem agentes de resgate trabalhavam no local com a ajuda de cães farejadores em busca de desaparecidos. O número de mortos e de feridos ainda é incerto. As inundações também destruíram um memorial às vítimas de um terremoto de 2008, que deixou 90 mil mortos e desaparecidos em SICHUAN; uma enchente cobriu a área, fazendo com que prédios desmoronassem e exposições desaparecessem.

2 014      :     -      QUINTA-FEIRA
O ANTONIO CARLOS ARISTIDES colocou no facebook um bom número de imagens tiradas na APMBB na manhã do 9 de Julho. Repercute muito bem o evento comemorativo dos 82 anos da Revolução Constitucionalista de 1932, pela primeira vez comemorado fora do IBIRAPUERA.
Sempre após o transcurso do 9 de Julho temos mais trabalho na Sociedade Veteranos de 32-MMDC, como reflexo da tradicional comemoração do início da Revolução de 32.
CORONEL PM JUIZ ANTÔNIO AUGUSTO NEVES, que ontem esteve na APMBB, passa pela Sociedade. Quer que se redija um ofício endereçado ao Presidente da APAMAGIS, cientificando de sua representação na APMBB.  Quando chego ao MMDC encontro o CORONEL PM ANTONIO CARLOS MENDES. Veio ele buscar o livro “CADERNO 1932 – UM RELATO INÉDITO”, que conta a participação do jovem JOSÉ AMARAL PALMEIRA  - JORAL – na revolução constitucionalista de 1932, pertencente ao BATALHÃO ESPORTIVO. Combinamos a realização de vários eventos ainda em julho.
Recebo um telefonema do Desembargador JOSÉ HELTON NOGUEIRA DIEFENTHALER FILO. Ele trabalha no Tribunal de Justiça, no prédio MMDC, na Avenida IPIRANGA. Quer se inscrever como nosso associado. Convido-o para a solenidade de entrega do COLAR DA VITÓRIA, marcada para segunda-feira, dia 14. Ele é filho do CORONEL PM Ref HELTON NOGUEIRA DIEFENTHALER, que foi meu comandante no COMANDO DE POLICIAMENTO DE CHOQUE.
A viúva do CORONEL PM Ref EURICO JOSÉ COLLA vem ao MMDC. Traz as cinzas do seu tio SYLVIO HOELZ, herói da aviação constitucionalista em 1932. Lembra ela de várias passagens do falecido esposo, que também comandou a ACADEMIA DE POLÍCIA MILITAR DO BARRO BRANCO.
MARINEI apronta tudo para a solenidade marcada para segunda-feira. Hoje é aniversário da RAFAELA e no almoço a sua avó lembra-se disso, juntamente com o COLOMBO. Esse rapaz já marcou a viagem para a IRLANDA (5 de setembro). Ficará nesse país durante seis meses, com a finalidade de aprender a língua inglesa. Deverá retornar em março de 2015.
A presidente do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo, doutora NELLY MARTINS FERREIRA CANDEIAS, conversa comigo por telefone. Está marcando uma solenidade comemorativa dos 82 anos da Revolução Constitucionalista de 1932 para o dia 30 de julho. Quer a participação do coral da PMESP e dos lanceiros do Regimento “9 de Julho”.
CORONEL PM REYNALDO SIMÕES ROSSI, Comandante da ESCOLA SUPERIOR DE SOLDADOS “CEL PM EDUARDO ASSUMPÇÃO”, manda um convite para a solenidade alusiva à Revolução Constitucionalista de 1932, que acontecerá no dia 25 de julho, às 11 horas.
Também chega um convite para a Solenidade do 141º aniversário de SANTOS DUMONT, no IV COMAR, dia 21 de julho, às 10 horas.     

Com chuva, deixo a Sociedade depois das 16 horas. Embarco num ônibus na ARMÊNIA que enfrentaria um trânsito caótico na MARGINAL TIETÊ, na VIA DUTRA e também em GUARULHOS. Chego em casa depois das 19 horas, com o corpo todo moído e aparentando que uma gripe irá me pegar.

Mais um viaduto em obra foi ao chão. Desta vez, a estrutura caiu na Rodovia VIA ANCHIETA, hoje de manhã, na altura de CUBATÃO, no litoral sul. O desabamento aconteceu durante a instalação de uma viga que pesa cem toneladas. No momento do acidente, 12 trabalhadores da empreiteira contratada pela ECOVIAS, concessionária que administra o Sistema ANCHIETA-IMIGRANTES, estavam no local. Segundo o Corpo de Bombeiros, não houve feridos.
Outras duas vigas, que haviam sido colocadas, também desabaram. O viaduto faz parte das obras de um anel viário, no sentido SÃO PAULO, que distribuirá o fluxo de veículos entre o planalto e a BAIXADA SANTISTA.
De acordo com RUI KLEIN, gerente de engenharia da ECOVIAS, todas as causas da queda serão investigadas.

Muito brasileiro deve ter acordado no susto hoje, pensando se a seleção realmente havia sido humilhada pela ALEMANHA ou se tudo não passara de um pesadelo. Amanhã, esses mesmos torcedores vão despertar com a sensação de que o terror ainda não acabou. Pois a ARGENTINA poderá ser campeã do mundo no quintal da nossa casa, domingo, em pleno MARACANÃ. Hoje, no ITAQUERÃO, os argentinos despacharam a HOLANDA nos pênaltis, após o empate sem gols no tempo normal e na prorrogação. Depois de 24 anos, os “hermanos” voltarão a jogar pela taça do MUNDIAL. Coincidentemente, assim como foi em 1990, o adversário da decisão será a ALEMANHA – que venceu naquela ocasião (1 a 0).
Por sinal, esta será a terceira final de COPA entre as duas seleções, o que faz do duelo de domingo o mais frequente em decisões do torneio. Além de 1990, elas foram finalistas em 1986, quando a ARGENTINA acabou levando a melhor (3 a 2). “Vamos entrar para jogar o máximo contra os alemães. Eu digo para o povo argentino aproveitar esse momento e comemorar. A partir de amanhã, vamos pensar na ALEMANHA”, disse o goleiro ROMERO, herói da classificação.
O camisa 1 pegou as cobranças do zagueiro VLAAR – que fizera partida impecável – e do meia SNEIJDER. ROBBEN e KUYT converteram as deles. Já a ARGENTINA foi perfeita: MESSI, GARAY, AGUERO e MAXI RODRIGUEZ, que bateu o último, garantiram a vitória na série, por 4 a 2.
Um homem matou a facadas dois filhos e dois enteados, hoje, no JARDIM IVA, na zona leste. Depois, ele ligou para a polícia, avisou o que havia feito e tentou se matar. Os policiais encontraram os corpos no banheiro da casa onde moravam. O pai, que também estava com ferimentos a faca no corpo após tentar suicídio, foi levado para o pronto-socorro de SAPOPEMBA.

Três assaltantes realizaram um arrastão no restaurante japonês FLYING SUSHI, na Avenida GIOVANNI GRONCHI, na zona oeste. De acordo com informações da polícia, os ladrões entraram no local armados, dominaram funcionários e clientes e levaram os pertences. Os assaltantes também pegaram o dinheiro que havia no caixa do restaurante. A polícia ainda não encontrou os criminosos.  

A mulher do pedreiro AMARILDO DE SOUZA, ELIZABETH GOMES DA SILVA, de 48 anos, que estava desaparecida havia dez dias, foi encontrada em CABO FRIO, na Região dos LAGOS, no RIO DE JANEIRO, segundo o advogado da família, JOÃO TANCREDO. De acordo com a família, BETH havia saído de casa no último dia 30 depois de ser encontrada alcoolizada pelas ruas da ROCINHA. A viúva estaria sofrendo de depressão e alcoolismo. A Polícia Civil havia aberto um inquérito para investigar o desaparecimento de BETH. A notícia do desaparecimento foi publicada na coluna do jornalista ANCELMO GOIS, no jornal “O GLOBO”.

O ex-governador do DISTRITO FEDERAL, JOSÉ ROBERTO ARRUDA e a deputada federal JAQUELINE RORIZ foram condenados hoje, em segunda instância, pela Segunda Turma Cível do Tribunal de Justiça do DISTRITO FEDERAL e Territórios por improbidade administrativa como mensalão do DEM. Com a condenação, eles se tornam fichas-sujas pelos critérios da Lei da Ficha Limpa, mas suas candidaturas às eleições deste ano devem ser mantidas porque a condenação ocorreu após 5 de julho – dia do registro dos candidatos na Justiça Eleitoral.
O Ministério Público pode requerer a impugnação das candidaturas, mas o entendimento majoritário até agora é o de que a condenação deveria ocorrer até a data do registro.
ARRUDA vai disputar o governo do DISTRITO FEDERAL, enquanto JAQUELINE, filha do ex-governador do DISTRITO FEDERAL JOAQUIM RORIZ, concorre à reeleição como deputada federal.
A condenação por improbidade também atinge MANOEL NETO, marido de JAQUELINE RORIZ, e o delator do caso, DURVAL BARBOSA.
Os advogados dos condenados disseram que vão recorrer da decisão. No mérito do processo, a defesa de ARRUDA afirmou que a condenação dele se baseia “apenas na palavra do delator”. Já a defesa de JAQUELINE RORIZ disse que ela não apoiou JOSÉ ROBERTO ARRUDA na eleição do ano de 2010, pois fazia parte de outra coligação, e que, por isso, a condenação de sua cliente não tem lógica.

Um dia depois da derrota histórica da seleção brasileira para a ALEMANHA por 7 a 1, a presidente DILMA ROUSSEFF disse compartilhar da dor dos torcedores, mas tentou acabar com o pessimismo resultante da partida.
Em entrevista à rede norte-americana de TV CNN no Palácio do Planalto, DILMA afirmou que “nem em seu pior pesadelo” imaginava que veria uma derrota como a sofrida pelo BRASIL na última terça-feira, mas afirmou: “Sei que somos um país que tem uma característica bastante peculiar, nós crescemos na adversidade”.
A conversa faz parte de uma ofensiva traçada antes da derrota da seleção, que perdeu por um placar de 7 a 1 contra os alemães no MINEIRÃO, em BELO HORIZONTE.
Depois de iniciada a COPA e do aumento da aprovação popular à realização do torneio, a presidente passou a falar mais sobre a competição e criticar os “pessimistas”, que previam um fracasso. 

O Conselho de Segurança da ONU fez hoje uma reunião de emergência sobre a escalada de violência entre ISRAEL e o movimento HAMAS, anunciou a presidência da entidade. Fechado, o encontro teve a presença do secretário-geral das NAÇÕES UNIDAS, BAN KI-MOON, que apresentou as informações mais recentes sobre a situação do conflito. O encontro foi marcado a pedido de enviados árabes à região. “GAZA está sobre o fio da navalha”, advertiu o secretário, alertando para os riscos de a situação “escapar a qualquer controle”, depois de já ter provocado mais de 70 mortes.

O tufão NEOGURI, que já foi rebaixado para tempestade tropical, deixou ao menos três mortos e 45 feridos no JAPÃO. Hoje, as autoridades retiraram cerca de 30 mil pessoas na ILHA DE KYSHU, no sudoeste do país, onde o sistema tocou o solo no começo da manhã. Uma criança de 12 anos morreu depois que uma enxurrada a arrastou em frente a sua casa, apenas dez minutos antes de as autoridades emitirem um aviso de evacuação, segundo a emissora pública NHK. Além disso, dois homens morreram afogados em duas províncias diferentes do país depois que caíram em valas de escoamento de água.

Seis pessoas foram mortas a tiros, na quarta-feira, após uma briga familiar em SPRING, subúrbio de HOUSTON, no Estado do TEXAS (EUA). Uma adolescente de 15 anos foi atingida na cabeça e estava internada em um hospital em estado grave. Entre os mortos estão dois meninos, de 4 e 13 anos, e duas meninas, de 9 e 7 anos. O atirador e pai das crianças foi identificado como RON LEE HASKELL, de 39 anos. Após o tiroteio, HASKELL tentou fugir, mas três horas depois acabou cercado pela polícia e foi rendido. A mãe das crianças e ex-mulher de HASKELL não estava na residência na hora do crime.

Com visto de turistas para acompanhar a COPA DO MUNDO, 178 ganeses apresentaram pedido de refúgio à Polícia Federal em CAXIAS DO SUL (RS), entre hoje e ontem. A PF, na região, no entanto, estima que mais de mil ganeses devem fazer o pedido para continuarem no BRASIL definitivamente após o encerramento do MUNDIAL. De acordo com o delegado NOERCI DA SILVA MELO, chefe da delegacia da PF em CAXIAS DO SUL, os ganeses têm sido atraídos para a região serrana do Estado devido à promessa de emprego. Na cidade, os estrangeiros encontram abrigo em igrejas e apoio de políticos locais.

2 015      :    -   SEXTA-FEIRA
Pela internet, nesta manhã, tomo conhecimento da homenagem que o Doutor ANTONIO CHIARI FILHO fez a seu pai, CORONEL PM ANTONIO CHIARI, ontem, durante o transcorrer da data magna da Revolução Constitucionalista de 1932:
É uma carta comovente. Pena que eu não sabia que o CORONEL PM ANTONIO CHIARI também estava na Avenida PEDRO ÁLVARES CABRAL. Teria levado o meu abraço. Coloco em meu blog as palavras do filho enaltecendo a figura de seu pai. Trabalhei com o CORONEL PM ANTÔNIO CHIARI durante o tempo que servi no Comando de Policiamento de Choque, nada mais do que seis anos e quatro meses (fevereiro de 1978 - junho de 1984). Essa homenagem ao CHIARI faz com que venha a minha mente alguns dos mais delicados episódios pelos quais passamos no Choque - o da nossa participação nas inúmeras greves que aconteceram naquela época, além do combate à bandidagem, até a infeliz retirada da ROTA das ruas, em 1983; 
Publicado em 9 de jul de 2015
Momento em que o filho de um Coronel que Comanda a ROTA lhe presta uma homenagem lendo uma carta defronte os seus comandados presentes no desfile do dia 9 de julho em São Paulo/SP. Coronel Antonio Chiari foi um dos fundadores da ROTA em 1970 e comandou o Batalhão Tobias de Aguiar por anos. Seu filho, Antonio Chiari Filho, formando em Direito, lhe presta uma homenagem emocionante, de filho para pai.

Designação de dirigentes do CD/MMDC

Jairo PAES DE LIRA


CONSELHO DELIBERATIVO DA
SOCIEDADE VETERANOS DE 32 MMDC

Ilustre Senhor Coronel
MÁRIO FONSECA VENTURA
Presidente da Sociedade Veteranos de 32 MMDC
Comunico a Vossa Senhoria, para a devida publicação nos meios eletrônicos e impressos disponíveis, que designei, nos termos do artigo 39, parágrafo único, do Estatuto Associativo, para o biênio 2015-2017, os seguintes dirigentes, a mim subordinados, do Conselho Deliberativo:
Vice-Presidente, Dr Luiz Corrêa Salles;
1º Secretário, Cap Ricardo de Souza Barreto;
2º Secretário, Dr Luiz Sérgio Carraro.
Sem mais para o momento, subscrevo-me.
Respeitosamente,
Cel PAES DE LIRA
Presidente

Vou para o centro de São Paulo nesta data. A idéia é passar pelo BANCO DO BRASIL, agência no Corpo de Bombeiros. Mas, quando lá chego, encontro as portas do Corpo de Bombeiros fechadas. Depois, na TABATINGUERA, a AOMESP também não funciona hoje. Não posso almoçar ali e vou então à PRAÇA JOÃO MENDES, juntamente com FERREIRA, RAFAEL e DANILO. Conversamos sobre o 9 de Julho. Eles estiveram presentes no IBIRAPUERA.
Em seguida, vou ao QUARTEL DO COMANDO GERAL, mas não há expediente hoje na PMESP.
Durante meu deslocamento de ônibus tenho o desprazer de atender o SUBTENENTE GEORGE TRAJANO que se sente revoltado porque a MARINEI não pode depositar em sua conta a quantia necessária para a compra das peças da Medalha CONSTITUCIONALISTA (32 Medalhas que deveriam ser remetidas para CURITIBA). Explico a ele que MARINEI acha-se no litoral, procurando se recuperar do enorme estresse obtido por causa dos inúmeros afazeres que teve para que tudo saísse a contento nos últimos eventos proporcionados pelo 83º Aniversário da Revolução Constitucionalista. Ele se demonstra fora de si, muito nervoso. Pede para sair da Sociedade. Mando uma mensagem, pelo WHATS APP, no sentido de que repense no que está fazendo. Não há cabimento deixar o MMDC por causa de um desencontro banal.
Retorno cedo para casa. Não estou bem de saúde. A Sociedade Veteranos de 32-MMDC não é um "mar de rosas". Intrigas, invejas, dores de cotovelo, enfim, tudo que é ruim para o ser humano  existe no nosso meio. Para contemporizar o lado negativo, vejo as imagens mandadas pelo FÁBIO FERRÃO acerca da imortalização de seu parente, ontem, no Monumento Mausoléu ao Soldado Constitucionalista. Também vejo o vídeo da reinauguração do Monumento OCTÁVIO SEPPI, em CAPÃO BONITO, que me foi mandado pelo JEFFERSON BIAJONE.
Procuro atualizar minhas memórias. Por causa das atividades no MMDC, muita coisa está atrasada desde o dia 4 de julho. Aos poucos vou acertando isso.
Leio no jornal DIÁRIO DE SÃO PAULO:
A REVOLUÇÃO DE NYSSIA - Filha de ex-combatente, impedida de visitar as cinzas do pai em 2014, entrou ontem no mausoléu.
Há um ano, a pedagoga NYSSIA BARROS RAPOSO DE ALMEIDA, de 41 anos, teve a entrada negada no Mausoléu do Obelisco, no Ibirapuera, zona sul da capital, onde estão guardadas as cinzas de seu pai, ex-combatente da Revolução Constitucionalista de 1932. Naquele 9 de julho, ela ficou sem visitá-lo porque o prédio estava em obras - NYSSIA não havia sido avisada sobre a reforma.
Para piorar a situação, ela ainda recebeu a notícia de que não sabiam a localização da urna com os restos mortais. O drama foi mostrado pelo DIÁRIO. Ontem, a pedagoga retornou ao mausoléu, durante solenidades para comemorar a data, e finalmente conseguiu entrar no espaço.
O fim da reforma no Obelisco, em dezembro, deu a NYSSIA a oportunidade de se reencontrar com a urna e cumprir a promessa de levar ao local, todos os anos, a faixa usada pelo pai nas batalhas, seu capacete e uma bandeira do estado de São Paulo.
Visivelmente aliviada por poder entrar no local, na data comemorativa, ela contou que, alguns dias após a publicação da reportagem com a sua história, recebeu um telefonema de um major da Polícia Militar com pedido de desculpas. "Ela quis saber o que havia acontecido e que aquela situação era inadmissível".
Depois de mais alguns telefonemas nos dias que se seguiram, em cerca de um mês teve a confirmação: as cinzas estavam seguras e continuariam ali, em frente ao Parque do Ibirapuera.
Ontem sobrou tempo para NYSSIA passear pelo interior do mausoléu, cuja reforma foi seu pesadelo no ano passado. "Está maravilhoso. Espero que mantenham o lugar conservado", afirmou a pedagoga. No início do dia, ela desfilou na comissão dos familiares dos combatentes de 1932, carregando consigo os pertences do pai. (reportagem de CAIO COLAGRANDE para o jornal DIÁRIO DE SÃO PAUL.O).
Diferentemente do ano passado, quando o tradicional desfile cívico de 9 de julho ocorreu no pátio da Academia da Polícia do Barro branco, na zona norte, por causa da Copa do Mundo e das obras no Obelisco, a celebração voltou a acontecer na Avenida Pedro Álvares Cabral, em frente ao Parque do Ibirapuera.
Embora a Polícia Militar não tenha divulgado quantas pessoas compareceram ao evento, o público era grande, formado principalmente por famílias e até grupos de jovens.
A reportagem flagrou um cartaz pedindo intervenção militar no governo brasileiro e a distribuição de panfletos defendendo um regime militar provisório. Os papéis eram entregues aos visitantes bem em frente ao mausoléu.
Além dos parentes de ex-combatentes da Revolução Constitucionalista, também desfilaram integrantes de todas as polícias, do Exército, escoteiros e entidades sociais.
Ao fim da celebração, algumas das novas viaturas do Corpo de  Bombeiros foram apresentadas. A nova frota de 138 carros, duas embarcações e 530 equipamentos custou sessenta milhões de reais.       

Omar Sharif, o ator egípcio conhecido por seus papéis em filmes clássicos como "Doutor Jivago" (1965), "Lawrence da Arábia" (1962) e "Funny Girl - A Garota Genial", morreu nesta sexta-feira em um hospital no Cairo, após sofrer um ataque cardíaco. A informação foi dada por seu agente, Steve Kenis. 
Em maio deste ano já havia sido anunciado que Shariff sofria de mal de Alzheimer. "Ele morreu esta tarde de um ataque cardíaco no Cairo. Ele estava em um hospital especializado para pacientes com Alzheimer", declarou o agente do ator à agência de notícias AFP, em Londres.
O ex-ministro egípcio das Antiguidades e egiptólogo renomado, Zahi Hawwas, que era um amigo próximo de Sharif, confirmou a morte do ator em uma clínica do Cairo, onde foi internado há um mês, afirmando que o velório pode acontecer no domingo. "Seu estado psicológico se deteriorou muito, ele não comia nem bebia mais", afirmou Hawwas também à AFP.
Com o sucesso mundial de "Lawrence da Arábia", dirigido por David Lean e também estrelado por Peter O'Toole, o ator egípcio ganhou fama mundial, graças ao seu carisma e o seu trabalho no filme, que lhe rendeu uma nomeação ao Oscar de ator coadjuvante. O mesmo papel lhe rendeu o Globo de Ouro de ator revelação. Em 1966, o ator recebeu outro Globo de Ouro, por seu papel como protagonista em "Doutor Jivago". 
Com o sucesso alcançado por "Lawrence da Arábia", Sharif se tornou o primeiro ator de origem árabe a ter fama mundial e logo se tornou um artista requisitado em Hollywood. Só em 1964 ele fez três filmes, incluindo "A Voz do Sangue" e "O Rolls-Royce Amarelo", e em 1965 foi escalado por outros três, sendo um deles "Doutor Jivago", seu primeiro papel de protagonista em um filme falado em inglês, que lhe rendeu o Globo de Ouro.
Graças ao seu sotaque continental, o ator podia interpretar papéis de diferentes nacionalidades. Em "A Voz do Sangue", ele vivia um espanhol; em "Jivago",  um russo; em "Gengis Khan (1965), um mongol; em "Funny Girl", um jogador judeu de Nova York, e em "A Noite dos Generais", um major alemão durante a Segunda Guerra Mundial.
No entanto, segundo o site da revista "Variety", houve uma pequena controvérsia a respeito de seu papel em "Funny Girl". Quando ocorreu a Guerra de Seis Dias, entre Israel e países árabes --incluindo o Egito-- em 1967,  os executivos da Columbia Pictures consideraram substituir Sharif. Mais tarde, quando foi publicada a descrição de uma cena romântica feita pelo ator com Barbra Streisand, a imprensa egípcia deu início a um movimento para revogar a cidadania de Sharif.
Outros filmes significativos estrelados por Sharif nos anos 1960 foram o faroeste "O Ouro de MacKenna", com Gregory Peck e Telly Savalas, e a trágica história de amor política "Mayerling", na qual Sharif fazia par romântico com Catherine Deneuve.
AP
Omar Sharif com o Globo de Ouro de melhor ator por "Doutor Jivago", em 1966
Nos anos 1970, Sharif continuou trabalhando bastante, mas seus filmes já não eram tão marcantes. Um deles foi o suspense "Sementes de Tamarindo", de Blake Edwards, com Julie Andrew, além de outro suspense: "Juggernaut: Inferno em Alto-Mar".
Desde a metade dos anos 1980, Sharif retornou esporadicamente ao cinema egípcio, onde começou sua carreira. Naquela década, ele também atuou na comédia "Top Secret! Super Confidencial", de Jim Abrahams e David e Jerry Zucker (mesmos diretores de "Apertem os Cintos... O Piloto Sumiu".  
Em 2003, Sharif foi aclamado por seu papel em "Uma Amizade sem Fronteiras", de François Dupeyron, no qual ele vivia um comerciante turco muçulmano que se torna uma figura paterna para um garoto judeu em Paris. Apesar de este ter sido considerado um "ressurgimento" da carreira do ator, ele na verdade nunca havia parado de trabalhar regularmente nas décadas anteriores, tanto no cinema quanto na TV. E continuou trabalhando depois. No mesmo ano de "Uma Amizade...", Sharif atuou na série de 23 episódios "Petits Mythes Urbains", da TV francesa, na qual ele interpretava um misterioso taxista --ele ainda trabalhou como roteirista da série.
Sharif ainda teve uma atuação elogiada no faroeste "Mar de Fogo", de 2004, no qual contracenou com Viggo Mortensen. Também trabalhou nas minisséries "Ten Commandments" e "The Last Templar", respectivamente das emissoras americanas ABC e NBC.  No mesmo ano, trabalhou como narrador no documentário sobre a Pré-História "10.000 A.C".
Em 2013, o ator apareceu como ele mesmo em "Um Castelo na Itália", de Valeria Bruni Tedeschi, e no filme franco-marroquino "Rock the Casbah".
Vida pessoal e início da carreira
Sharif, cujo nome de batismo era Michel Dimitri Shalhoub, nasceu na Alexandria, em uma família libanesa adepta do rito grego-católico melkite. Mais tarde, se converteu ao islamismo para se casar com a atriz egípcia Faten Hamama --posteriormente, o ator confessou ser agnóstico. Ele e Faten tiveram um filho, Tarek El-Sharif, que atuou em "Doutor Jivago" vivendo o mesmo personagem do pai na infância. O casal se separou em 1966 --um ano após o ator se mudar para a Europa.
Segundo o próprio Sharif, ele decidiu se divorciar porque "rodeado por belas mulheres, estava convencido de que acabaria me apaixonando por alguém e não queria humilhá-la [Faten], nem impedir que ela refizesse sua vida". Eterno galã, o ator de bigode elegante e voz rouca acabou nunca mais se apaixonando e negou a maioria de suas conhecidas conquistas amorosas.
Sharif se interessou pela atuação durante a juventude, quando estudava no Victoria College, uma escola de prestígio da Alexandria. Seu primeiro papel no cinema foi no filme egípcio "The Blazing Sun" (1954), dirigido por seu amigo Youssef Chahine e exibido no festival de Cannes. Logo em seguida ele se casou com Faten Hamama, que já era considerada uma grande atriz no cinema egípcio. O casal atuou junto em diversos filmes, incluindo o melodrama "Sleepless" (1957) e uma adaptação do romance "Anna Karenina", de Leon Tolstoi, intitulada "The River of Love" (1960). Os papéis do ator nesses filmes, incluindo cinco que ele fez com o diretor Salah Abouseif, mostravam que ele possuía uma sensualidade vibrante, complementada por uma inteligência emocional marcante.
Reprodução
Omar Sharif com a ex-mulher, a atriz egípcia Faten Hamama
A partir de 1956, Sharif começou a aparecer em produções internacionais, sendo a primeira delas "A Aventureira do Oriente", de Richard Pottier. Mas só em "Lawrence da Arábia" ele passou a fazer parte de projetos de grande porte. Raramente satisfeito com suas performances, ele costumava dizer: "Fico contente com dez segundos de um filme e dez segundos de outro". Também chegou a admitir ter rodado "filmes muito ruins" por necessidade.
O ator também era famoso por ser um jogador profissional de bridge --escreveu um livro sobre o esporte, e jogos de videogame levam o seu nome-- e por gostar de frequentar corridas de cavalo e cassinos, para "enganar sua solidão", segundo dizia. "Todo o dinheiro que eu ganho, eu perco. Quando eu tenho dinheiro, sou obrigado a gastá-lo, mas não me incomodo", assegurou. Para pagar suas dívidas de jogo, chegou a vender o único apartamento que possuía, em Paris.
De humor refinado, Sharif preferia levar uma vida de "nômade". "Eu sou o único ator do mundo que é um estranho em toda parte. Tinha sempre a mala pronta, estava sempre em hotéis de luxo, como um 'convidado'", contou ele, que passou muitos anos vivendo entre a França, a Itália e os Estados Unidos, antes de voltar para seu país natal.
Coroado em 2003 com o Leão de Ouro no Festival de Cinema de Veneza pelo conjunto de sua carreira, recebeu em 2004 o César francês de melhor ator por "Uma Amizade sem Fronteiras". Em novembro de 2005, Sharif recebeu a medalha Sergei Eisenstein, da Unesco, em reconhecimento de suas contribuições significativas para o cinema e a diversidade cultural.
Ele deixa um filho e dois netos: Karim e Omar Sharif Jr., que também é ator. Sua ex-mulher, Faten Hamama, morreu em 17 de janeiro deste ano, também no Cairo aos 83 anos.  
A Polícia Militar prendeu quatro PMs suspeitos de fazerem parte da "banda podre" da instituição, durante uma suposta tentativa de assassinato em SUMARÉ, na região de CAMPINAS. Dois policiais da ROTA, batalhão de elite da PM, e dois do BAEP (BATALHÃO DE AÇÕES ESPECIAIS) foram presos na madrugada de ontem.
Segundo a polícia, o SARGENTO ISRAEL NANTES SANTOS, de 31 anos, e o CABO PM JOABE RODRIGUES SARAIVA, 34, ambos da ROTA, além do CABO PM FÁBIO DANIEL DA SILVA, que não teve a idade informada, e o SOLDADO MULER PASCHOAL DE OLIVEIRA FERREIRA, 26, ambos do BAEP, saíram da capital em um CELTA, com placas adulteradas, sem fardas.
O objetivo seria matar GEOVANI DA SILVA SALUSTRIANO, 22 anos, que já havia sido preso por receptação, morador na periferia da cidade. Para isso, os policiais teriam feito campana até às 22:45 horas, quando a vítima chegou em casa. Nesse momento, os quatro, portando um fuzil e escopetas, entraram no imóvel e teriam dado quatro tiros: um projétil atingiu as costas e outros três a cabeça, de raspão.
Duas viaturas da própria PM com dois policiais cada, que faziam rondas no bairro foram ao local por conta dos tiros. Houve tiroteio e o quarteto fugiu em direção à cidade vizinha de PAULÍNIA, mesmo com o carro perfurado pelas balas e com os cabos JOABE e FÁBIO baleados nas costas.
Os quatro foram cercados por PMs de PAULÍNIA no PARQUE DA REPRESA, bairro da periferia. O SARGENTO ISRAEL e o SOLDADO MULLER se apresentaram como policiais, mas não souberam explicar o motivo de os outros dois estarem baleados.
Os quatro acabaram reconhecidos pelos policiais de SUMARÉ. JOABE e FÁBIO foram levados a um hospital, onde permanecem internados, com escolta. ISRAEL e MULLER acabaram detidos no Presídio ROMÃO GOMES. SALUSTRIANO foi socorrido por parentes a um hospital de SUMARÉ e seu estado de saúde não foi informado.

Um incêndio de grandes proporções atingiu uma loja de 11 mil metros quadrados da ETNA, de móveis eletrodomésticos, na MARGINAL TIETÊ, no bairro do TATUAPÉ, ontem à noite. O fogo foi controlado hoje pela madrugada, mas o Corpo de Bombeiros permaneceu fazendo trabalho de rescaldo no local até à noite.
De acordo com nota enviada pela ETNA, o fogo começou por volta das 22:30 horas, horário em que a loja já estava fechada, portanto, não contava mais com fluxo de clientes ou funcionários. Não houve feridos.

A final masculina do torneio de WIMBLEDON será disputada entre o sérvio NOVAK DJOKOVIC e o suíço ROGER FEDERER, justamente os dois melhores tenistas do mundo na atualidade. Hoje, DJOKO, o número 1 do ranking, precisou de duas horas e 20 minutos para derrotar o francês RICHARD GASQUET por 3 sets a 0. Depois de ter garantido a vaga para a decisão, o sérvio pode acompanhar a atuação praticamente impecável de FEDERER. O suíço, oito vezes campeão de WIMBLEDON, venceu ANDY MURRAY por 3 sets a 0 e carimbou o passaporte para a final, no domingo.

Um homem morreu e pelo menos uma pessoa ficou ferida durante um assalto,hoje, dentro da Estação URUGUAIANA, do Metrô do RIO. De acordo com informações do 5º BPM, na PRAÇA DA HARMONIA, o crime ocorreu por volta do meio-dia. As vítimas foram um homem de 46 anos, identificado no começo da noite apenas como ALEXANDRE, que morreu dentro da estação, e DIOGO MUINHOS, 34, que acabou atingido na perna por estilhaços.
Segundo informações do METRÔ RIO, concessionária responsável pelo transporte, ao menos dois criminosos, um deles armado, teriam abordado a vítima que estava com uma bolsa na fila da bilheteria da estação.
Eles atiraram no homem, que não resistiu aos ferimentos. O outro usuário do Metrô foi socorrido no local. Os bandidos fugiram levando a bolsa da vítima. De acordo com testemunhas, o ladrão atirou depois que uma pessoa tentou desarmá-lo.

A GUARDA COSTEIRA italiana anunciou hoje que conseguiu resgatar 823 migrantes e recuperar 12 corpos na quinta-feira em oito operações de salvamento em alto-mar. De acordo com a Organização Internacional para as Migrações, mais de 150 mil imigrantes chegaram à EUROPA por meio do MEDITERRÂNEO desde o início do ano e quase 2 mil morreram durante a perigosa travessia. Entre os destinos mais frequentes, o foco está na GRÉCIA, que, desde janeiro, já acolheu cerca de 77 mil pessoas - mais do que durante todo o ano de 2014.. A ITÁLIA, até agora destino privilegiado dos barcos superlotados de imigrantes, recebeu 75 mil pessoas desde o início do ano. ALEMANHA e FRANÇA anunciaram que receberão quase um terço dos 60 mil migrantes e que a UNIÃO EUROPÉIA prevê conceder asilo, com o objetivo de ajudar ITÁLIA e GRÉCIA.

2 016    :    -    DOMINGO
Passamos dias de intensa atividade, principalmente o 8 de julho com o JÚRI SIMULADO DO PROCESSO MMDC-1932 e ontem, 9 de julho, com três eventos marcantes: a PARADA CÍVICO-MILITAR, a SESSÃO SOLENE NA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA e a CRIAÇÃO DO 53º NÚCLEO DA SOCIEDADE VETERANOS DE 32-MMDC, no CERET, o NÚCLEO MMDC-NON DVCOR, DVCO. Agora é momento de descansar da grande labuta. Pelo FACEBOOK, vejo centenas de imagens das cerimônias citadas.
O advogado SIDNEI LOBO PEDROSO faz um agradecimento pelo celular a todos que colaboraram com o JÚRI SIMULADO. Agradeço-o:
Agradeço suas elogiosas palavras Estimado Coronel Mario Ventura.
"Bom dia Sidnei. OBRIGADO PELAS GENTIS PALAVRAS DIRIGIDAS À MINHA PESSOA. MAS QUERO DIRIGI-LAS À SOCIEDADE VETERANOS DE 32-MMDC RAZÃO DE MINHA EXISTÊNCIA NOS ÚLTIMOS ANOS DE MINHA MISSÃO TERRENA. O SUCESSO FOI SEU, principalmente pela tenacidade e determinação. Ontem, na Parada Cívico-Militar do 9 de Julho o Presidente do TJ desembargador Paulo Dimas comentou o Júri Simulado com o governador Geraldo Alckmin de maneira elogiosa. ESTAVA AO LADO O PRESIDENTE DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA E OUTRAS AUTORIDADES DO CENÁRIO ESTADUAL. MEUS PARABÉNS PELO SUCESSO DA DURA EMPREITADA. POR FAVOR ESTENDA O MEU ELOGIO A TODOS QUE COLABORARAM PELA HISTÓRICA PÁGINA SOMADA AO MOVIMENTO CONSTITUCIONALISTA DE 1932!" .

A pressão da torcida francesa e o fato de contar com Cristiano Ronaldo na decisão por pouco menos de 25 minutos não impediram Portugal de ficar com o título da Eurocopa neste domingo, no Stade de France, em Paris. Após um empate por 0 a 0 no tempo normal, os comandados do técnico Fernando Santos foram bem na prorrogação e chegaram ao gol em um chute de fora da área do atacante Éder. 
Um dos destaques da partida foi a lesão do astro Cristiano Ronaldo, que deixou o gramado chorando no primeiro tempo após uma entrada dura de Payet.
Com o triunfo deste domingo, a seleção portuguesa escreve a página mais bonita de sua história. Há 12 anos, os lusos pararam na retranca da Grécia e ficaram com o vice-campeonato da Eurocopa. 
Rui Patrício assume o protagonismo na seleção portuguesa:
O goleiro Rui Patrício foi o principal jogador português na decisão da Eurocopa. O camisa 1 brilhou ao evitar gols de cabeça de Griezmann e Giroud no primeiro tempo. Na segunda etapa, manteve o bom nível de atuação e passou muita segurança quando exigido. 

Uma reunião durante toda a tarde deste domingo (10.jul) entre deputados de vários partidos, a maioria do chamado centrão, definiu que a eleição do novo presidente da Câmara será nesta 4ª feira (13.jul), às 19h.
O encontro foi na casa do deputado federal Rogério Rosso (PSD-DF), um dos pré-candidatos à sucessão de Eduardo Cunha, que renunciou ao cargo na última 5ª feira (7.jul).
Participou desta apuração o repórter do UOL André Shalders.
O presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão, concordou com a nova data. Inicialmente, Maranhão queria que a disputa ocorresse apenas na 5ª feira (14.jul). O Palácio do Planalto e deputados mais próximos a Eduardo Cunha, por outro lado, preferiam uma votação já na 3ª feira (12.jul).
Alguns deputados independentes e outros próximos ao Planalto também concordaram com a nova data. O acordo foi confirmado ao Blog pelos deputados Beto Mansur (PRB-SP) e Rodrigo Maia (DEM-RJ), ambos candidatos ao cargo. Mansur trabalhou intensamente para costurar uma data e horário de consenso entre os diversos interessados no processo.
O ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) fez também vários telefonemas a candidatos e a líderes partidários pedindo que evitassem que a disputa acabasse na Justiça por causa da divergência sobre a melhor data para fazer a eleição.
As regras para a disputa serão definidas em um encontro da Mesa Diretora da Casanesta 2ª feira (11.jul), às 15h. A Mesa Diretora é o grupo de deputados responsáveis pela gestão da Câmara. Entre outros detalhes, terá de ser decidido quantos minutos cada 1 dos candidatos terá para discursar. Como são, no momento, cerca de 10 os interessados, é possível que o sucessor de Eduardo Cunha seja conhecido apenas na madrugada de 4ª para 5ª feira.
Para ser eleito presidente da Câmara é necessário ter 257 dos 513 votos possíveis (no momento, apenas 512 pelo fato de Eduardo Cunha estar afastado da função por determinação do STF). Se nenhum dos postulantes tiver 257 votos, os 2 mais bem colocados disputam novamente em 2º turno. Não está claro ainda quanto tempo será concedido a todos os partidos para negociarem apoios entre o 1º e o 2º turnos, o que pode tornar a eleição ainda mais demorada.

Uma mulher bonita, mãe de família, trabalhadora e que tinha em seus cabelos, longos e pretos, uma de suas paixões. A dignidade, a saúde e a segurança foram embora, junto com os fios, pelas mãos do ex-companheiro que a torturou durante dois dias, dentro da casa dela, em GUARULHOS. A jovem de 26 anos, foi libertada na noite de sábado com a cabeça raspada e o rosto desfigurado.
Foram mais de 48 horas de pânico, medo, humilhações, agressões e muita ameaça. A tortura aconteceu porque o auxiliar de mecânica RODRIGO GROGGIA MARTINS, 32, não aceitava o fim do relacionamento e achava que ela tinha um caso com outro homem.
Além de bater muito na ex-mulher, RODRIGO também torturou, por 24 horas, o patrão da vítima, um comerciante de 42 anos, que seria o novo companheiro dela.
Em seu depoimento, a balconista contou que na última quinta-feira estava trabalhando, quando RODRIGO foi até o local e pediu para espera-la em sua casa, já que, segundo ele, precisavam conversar. A vítima entregou as chaves da residência. No fim da tarde, depois do expediente, quando chegou em casa, encontrou o ex-marido e uma máquina de cortar cabelo conectada na tomada.
Quando perguntou o que estava acontecendo, o acusado aplicou duas coronhadas com um revólver em sua cabeça. A balconista desmaiou. Assim que acordou, estava com as mãos e os pés amarrados. A sessão de tortura começou.
O auxiliar de mecânica, então, cortou os cabelos da mulher com a tesoura e, depois, passou a máquina. Por fim, raspou a cabeça dela com uma lâmina. Na sequência, passou a chutar e socar seu rosto.
O agressor, ainda, pegou o celular da balconista e o quebrou em sua cabeça. A violência durou até às 4 horas da sexta-feira, quando RODRIGO saiu da residência e deixou um capanga, armado e encapuzado, vigiando a vítima.
Quando retornou, uma hora depois, estava acompanhado do patrão da balconista. Depois de ser brutalmente torturado, o homem foi libertado em uma rua do bairro. Ao vê-lo correr, RODRIGO chegou a dar tiros para o alto para assustá-lo.
Como a jovem não dava notícias há dois dias, a mãe foi até a cada da filha. Após conseguir uma chave reserva na casa da babá que trabalhava para a balconista, entrou no imóvel e se deparou com a filha banhada em sangue. A Polícia Militar foi, então, acionada.
Assim que os agentes chegaram ao local do cativeiro, encontraram JÉSSICA com os dois filhos do casal, que não viram as cenas de tortura. RODRIGO estava na parte de cima da casa usando drogas. Ele não resistiu à prisão.
O agressor dizia que se ela falasse da tortura u se ele fosse preso, um membro de uma facção criminosa iria matar a mulher e seus familiares. RODRIGO disse que só deixou a ex-mulher viva por conta dos filhos deles.
O auxiliar de mecânica gravou vários vídeos da tortura. Em uma das gravações, ele aparece dando chineladas no rosto da jovem. Em outra, coloca o revólver em sua boca. RODRIGO foi preso e vai responder por cárcere privado, tortura e agressão.  

O SÃO PAULO entrou em campo com a chance de curar a ressaca da LIBERTADORES e, de quebra, esquentar a briga por um lugar no G4 do BRASILEIRÃO. Sem desperdiçar a oportunidade, bateu o lanterna AMÉRICA MINEIRO por 3 a 0, no MORUMI. ALAN KARDEC (duas vezes) e LYANCO fizeram os gols.
Agora, o TRICOLOR tem 21 pontos, dois a menos do que o FLAMENGO, atual quarto colocado. O AMÉRICA MINEIRO segue na última colocação, com oito.

Principal tenista da GRÃ-BRETANHA, ANDY MURRAY, número 2 do mundo, faturou hoje o bicampeonato de WIMBLEDON. Diante do canadense MILOS RAONIC, número 7 do ranking da ATP, o britânico aplicou 3 sets a 0, e conquistou o GRAND SLAM em LONDRES, na INGLATERRA, pela segunda vez – a outra foi em 2013. Emocionado, o tenista não conseguiu conter as lágrimas após a vitória: “A vitória é especial pro causa das duas derrotas, então, estou muito orgulhoso de botar minhas mãos neste troféu  de novo” 

LEWIS HAMILTON gosta de escrever seu nome na história do automobilismo. Depois de ser o primeiro piloto negro a conquistar um MUNDIAL de FÓRMULA UM, o inglês venceu hoje o GRANDE PRÊMIO DA INGLATERRA e passou a ser o único a ganhar por três anos seguidos em SILVERSTONE – um dos circuitos mais tradicionais do mundo. Como se não bastasse o feito, o piloto da MERCEDES ainda se aproximou do líder NICO ROSBERG e está a apenas um ponto do alemão.
Como a sorte estava ao lado de HAMILTON, o vencedor do dia ainda viu seu parceiro de equipe, que havia cruzado a linha de chegada em segundo, ser punido pela direção da prova e cair para a terceira posição. Nas voltas finais, ROSBERG teve um problema no câmbio e seu engenheiro o auxiliou pelo rádio. A “forcinha” é proibida na F-1. O holandês MAX VERSTAPPEN, da RED BULL, que nada tinha a ver com o problema de ROSBERG, acabou herdando o segundo lugar na classificação geral.
Se o dia foi de festa para os europeus, os pilotos sul-americanos da modalidade não podem dizer o mesmo. FELIPE MASSA, que já havia ido mal nos treinos, acabou no modesto 11º lugar. Esta é a segunda corrida seguida em que o brasileiro não consegue pontuar para a WILLIAMS. Já FELIPE NASR, da SAUBER, ganhou seis posições durante a prova. Mesmo assim, ficou apenas na 15ª colocação.

Um estudante de Medicina identificado como MARCELO CHINAGLIA WALSH MENDONÇA, de 21 anos, foi encontrado morto, carbonizado, em um apartamento na LAGOA. O corpo foi achado pelos bombeiros após combaterem um incêndio no primeiro andar do prédio de número 30 da Rua NEGREIROS LOBATO. O jovem teria chegado em casa no sábado, de uma festa, por  volta das 8 horas. Funcionários do prédio perceberam que ele estava alterado e que fumava.
O rapaz estava sozinho no momento do incêndio, mas mora com o tio e o pai, que estava em TERESÓPOLIS. À medida que perceberam o incêndio, os moradores deixaram o prédio. De acordo com agentes da Defesa Civil, que vistoriaram o imóvel, a estrutura não está comprometida, principalmente pelo fato de a construção ter sido erguida com lajes duplas, o que a torna mais resistente e menos suscetível a impactos e danos físicos.
Vizinhos relataram que o incêndio teria começado na suíte de MARCELO e se alastrou pelo apartamento.

O ex-presidente FERNANDO HENRIQUE CARDOSO, 85, teve alta do Hospital do Coração, em SÃO PAULO, no sábado. Ele passou por uma cirurgia para a implantação de um marca-passo, aparelho que corrige batimentos cardíacos. De acordo com o boletim médico, a cirurgia foi realizada com sucesso pela equipe do cirurgião cardiovascular ENIO BUFOLLO, com início às 9:30 horas e término às 10:30 horas de sábado. O ex-presidente teve alta às 20:30 horas. Ele não deve receber visitas pelos próximos dois dias nem ter agenda pública em função da recuperação.

Uma batida entre um ônibus de turismo e dois carros de passeio matou cinco pessoas nesta madrugada. O acidente ocorreu numa rodovia de CAMPOS NOVOS (SC). Segundo a Polícia Rodoviária Federal, todas as vítimas fatais estavam em um CHEVROLET CORSA, ocupado por sete pessoas. O CORSA era conduzido por um adolescente de 17 anos. Morreram no local uma adolescente e outras duas mulheres. A quinta vítima, um rapaz, não teve a idade informada. O motorista do outro carro e os passageiros do ônibus passam bem.

Em todos os cantos do planeta por onde se espalhou a comunidade portuguesa, um novo tema musical é ouvido em alto e bom som: “Heróis do mar, nobre povo / Nação valente e imortal / Levantai hoje de novo / O esplendor de PORTUGAL”.
Jamais um Hino Nacional representou tão bem uma conquista dentro do campo como foi o emocionante triunfo português, hoje, em PARIS. Levantar o troféu da EUROCOPA depois de vencer a FRANÇA por 1 a 0, na prorrogação, sem seu principal jogador, tornou-se o ápice da superação lusitana.
Já tinha sido bem complicado contrariar a lógica para chegar à decisão em uma competição que contava com ALEMANHA, ESPANHA, ITÁLIA, além dos anfitriões, costumeiramente mortais em seus domínios. E ainda havia a agravante de o time não ter jogado bem a primeira fase – classificou-se com três empates, em terceiro no GRUPO F, além de HUNGRIA e ISLÂNDIA.
O cenário não era dos melhores, mas PORTUGAL foi crescendo no mata-mata e superou CROÁCIA, POLÔNIA e PAÍS DE GALES.
Para a realização do sonho, no entanto, os portugueses tiveram de viver antes 25 minutos de pesadelo na decisão. Foi o tempo que o time demorou para assimilar a perda de CRISTIANO RONALDO, aos 23 minutos de partida. Ele sofreu pancada no joelho, tentou jogar, mas não aguentou e saiu de campo chorando. Até a FRANÇA parece ter se sensibilizado com o drama do astro. Não atacou mais.
Porém, depois do intervalo, os franceses se lembraram de que estavam em vantagem e suPfocaram o rival. Dominaram e foram parados apenas pelo goleiro RUI PATRÍCIO. A trave, nos acréscimos, também impediu a festa na jogada genial de GINAC, que deixou PEPE no chão, antes de finalizar.
Na prorrogação, os heróis do mar se ergueram. Acostumados a jogar o tempo extra – foi a terceira vez nesta EUROCOPA – os portugueses demonstraram mais preparo físico e, principalmente, psicológico.
Logo depois de RAPHAEL acertar o travessão de LLORIS, foi a vez de aparecer um salvador improvável. ÉDER recebeu passe, passou pela marcação e soltou uma bomba de fora da área. A bola entrou no canto direito do goleiro, aos 3 minutos do segundo tempo da prorrogação.
Um golaço que reergueu o povo que chorou em 2004 a perda da EURO em casa, para a GRÉCIA. Um golaço que comprovou a raça lusitana cantada em hino no STADE DE FRANCE. Esta alegria é imortal.    
                                                


2 017     :        -         SEGUNDA-FEIRA
Professor JEFFERSON BIAJONE, Presidente do 1º Núcleo de Corrrespondência de ITAPETININGA, marcou audiência com o Comandante Geral da PMESP nesta manhã, às 11 horas. Traz consigo o CORONEL PM PINTOR, vice-prefeito daquela cidade. Logo cedo vou até o Quartel do Comando Geral.
Encontro-me com o CORONEL PM ANTÔNIO VALDIR GONÇALVES, Comandante do CPI-7 (SOROCABA). Vamos ao Salão Nobre do QUARTEL DO COMANDO GERAL. Ali, chega em seguida, o CORONEL PM ANTONIO CARLOS MENDES e o advogado SIDNEI LOBO PEDROSO. Aguardamos a chegada do BIAJONE e CORONEL PM PINTOR.
Somos recepcionados pelo CORONEL PM NIVALDO CÉSAR RESTIVO, Comandante Geral da PMESP, e CORONEL PM MAURO CEZAR DOS SANTOS RICCIARELLI, Sub Comandante Geral. Também participa do nosso encontro o Chefe de Gabinete do Cmt Geral, CORONEL PM FRANCISCO BATISTA LEOPOLDO JÚNIOR.
Vamos ter uma verdadeira aula de história nesta manhã. Cada um de nós conta alguma coisa sobre o Movimento Constitucionalista de 1932 e o advogado SIDNEI filma nossa conversa de 31 minutos. É entregue ao Cmt Geral um diploma alusivo ao ato da inauguração do Monumento aos Gaviões de Penacho, ocorrido em 1º de julho, bem como um exemplar do CRUZES PAULISTAS, reeditado neste ano pelo esforço hercúleo do BIAJONE.
Almoçamos com o Cmt Geral, Sub Cmt PM, Chefe de Gabinete. As nossas conversas sobre 32 continuam. Até 14 horas estamos no QCG.
Depois, com as despedidas do CORONEL PM MENDES e SIDNEI LOBO PEDROSO, vamos ao COMANDO SUDESTE para uma audiência com o GENERAL DE EXÉRCITO JOÃO CAMILO PIRES DE CAMPOS.
Somos atendidos pelo seu Chefe de Gabinete, CORONEL MOURA. O GENERAL CAMPOS recebe também um exemplar do livro CRUZES PAULISTAS e um Diploma alusivo ao ato da inauguração do monumento aos GAVIÕES DE PENACHO. Conhece o general, a fundo, os meandros do Movimento Constitucionalista de 1932.
Deixamos o COMANDO SUDESTE depois das 17 horas. A viatura que conduz o CORONEL PM PINTOR e o Professor BIAJONE deixa-me na ARMÊNIA. Cansado, mas contente pelo muito que produzimos nesta segunda-feira, retorno a GUARULHOS.     

Em clima de bate-boca e com o governo seguindo na estratégia de trocar deputados indecisos e contrários, o relator da denúncia contra MICHEL TEMER na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara apresentou parecer favorável ao prosseguimento da investigação no Supremo Tribunal Federal.
O parecer irá instruir a votação na CCJ e, após isso, será levado ao plenário da Câmara, onde o apoio de dois terços dos parlamentares (342 votos) resultará no afastamento de TEMER da Presidência e na instauração de ação penal na Corte.
ZVEITER descreveu que a denúncia da Procuradoria Geral da República é relatada em cinco fases, e a quarta faz referência ao recebimento da mala de dinheiro pelo ex-assessor especial de TEMER, RODRIGO ROCHA LOURES.
Ele destacou que a defesa aponta para as deficiências probatórias na denúncia e que o argumento principal seria uma prova ilícita. “Nós não podemos silenciar. É necessária a investigação dos fatos”, disse.
Sobre o argumento da defesas que as gravações realizadas pelo dono da JBS, JOESLEY BATISTA, tenham sido obtidas de forma ilegal e, por isso, não devem ser consideradas, ZVEITER tentou descontruí-lo.
“Há mais de duas décadas o Supremo já decidiu que é lícita a coleta de provas sem o conhecimento do dono. É lícita a gravação ambiental. Isso não sou eu, é o Supremo Tribunal Federal que vem decidindo isso há 20 anos”, leu no seu relatório.
Por fim, recomentou o deferimento da autorização “com a tranquilidade de que esse caminho não representa qualquer risco para o Estado Democrático de Direito”. “Até porque a Constituição indica claramente a solução para esse momento. Sem manobras. Sem arrenegos”, concluiu ZVEITER, que foi muito aplaudido.
À imprensa, ZVEITER disse ter feito e lido o relatório com a sua consciência e “livremente”. A respeito da possibilidade de ser expulso do PMDB, disparou: “Se eles me expulsarem vai ser problema deles, não meu”.
CARLOS MARUN, da tropa de choque do presidente, classificou o parecer de “nefasto e uma vergonha”, e que portanto ZVEITER deveria sair do partido.  

Por volta das 6 horas, um policial militar de 40 anos, sofreu uma tentativa de assassinato enquanto transitava de motocicleta a caminho do trabalho pela RUA ANTON DIABELLE, na zona oeste da capital.
Um carro com três homens e uma mulher acelerou contra a traseira da moto, derrubando o agente que ainda foi arrastado por alguns metros.
Segundo a PM, os suspeitos ainda desceram do carro, agrediram o agente com socos e chutes e o balearam no braço.
A vítima foi socorrida pelo helicóptero ÁGUIA da corporação e, durante o resgate, parte da Rodovia RAPOSO TAVARES, sentido SÃO PAULO, foi interditada.
O agente foi levado para o Hospital das Clínicas, na região central, onde permanece internado. O estado de saúde dele não foi informado.
O veículo usado no crime, um VOLKSWAGEN SAVEIRO, era roubado e foi devolvido ao proprietário. Os suspeitos seguem foragidos.

ANDREIA AUGUSTO RODRIGUES, de 45 anos, foi baleada na cabeça por volta das 19 horas durante tentativa de assalto na Rua ALEXANDRINA PEREIRA DE NOVAES, em VILA PAULICÉIA, na zona leste. Testemunhas afirmam que dois homens chegaram numa motocicleta enquanto ela, familiares e amigos faziam um churrasco na frente de casa.
Segundo a Polícia Militar, um dos suspeitos teria se assustado com o movimento da vítima, que retirava o celular do bolso para entregá-lo, e atirou contra ela. O outro não teria concordado com a ação do comparsa e uma discussão começou. Com a briga, iniciou-se um tiroteio.
No entanto, esses detalhes não constam no boletim de ocorrência. Não se sabe se os tiros que atingiram um dos suspeitos partiram ou não do comparsa.
Ao SPTV, da Rede GLOBO, moradores questionaram a versão e afirmam que havia um PM à paisana que reagiu à tentativa de assalto e atirou.
GUSTAVO LUNA DE JESUS, 20, morreu e CAIQUE DELGADO FRANGIOSE, 18, foi baleado e encaminhado ao Hospital Estadual VILA ALPINA, sob escolta policial e será indiciado após alta médica. De acordo com a Secretaria de Saúde, ele segue em estado instável na UTI.
Os dois tinham passagens pela polícia; um decorador de 40 anos que estava no churrasco ficou ferido após ser atingido na mão e foi levado ao HOSPITAL BARTIRA, em SANTO ANDRÉ, no ABCD. Já Andreia foi encaminhada ao Hospital VILA ALPINA e, depois, transferida ao Hospital Municipal DOUTOR ARTHUR SABOYA, no JABAQUARA.     

O juiz da Vara Criminal do município paraense de REDENÇÃO, HAROLDO SILVA DA FONSECA, decretou hoje a prisão temporária de 11 PMs e dois policiais civis acusados de participar da chacina que resultou na morte de dez posseiros – nove homens e uma mulher – durante ação de reintegração de posse em um acampamento na FAZENDA SANTA LÚCIA, em PAU D´ARCO, no sudeste do estado. A ação ocorreu em 24 de junho, com a participação de 29 policiais, sendo 21 militares e oito civis. Hoje, um avião da Polícia Federal decolou de REDENÇÃO para BELÉM com nove dos 13 presos. Os demais policiais que tiveram a prisão decretada hoje já estavam na capital paraense. Pela decisão, eles deverão ficar recolhidos em quartel ou prisão especial.
A organização não governamental de direitos humanos JUSTIÇA GLOBAL considerou as prisões “um passo importante” para as investigações e a identificação dos mandantes da chacina. No documento, a organização manifestou ainda preocupação com a segurança dos trabalhadores rurais da região após a “maior prisão da história” dos conflitos de campo.
Sobreviventes disseram que os trabalhadores foram executados, já os policiais relataram que houve confronto. 




Nenhum comentário: