terça-feira, 18 de julho de 2017


09/07/2015 08h02 - Atualizado em 09/07/2015 08h08

Feriado de 9 de Julho: desfile festeja Revolução Constitucionalista em SP

Data comemora aniversário da batalha dos paulistas contra Getúlio Vargas.
Desfile ocorre no Parque do Ibirapuera e vias da Zona Sul são interditadas.

Do G1 São Paulo
Um desfile cívico-militar será realizado em São Paulo na manhã desta quinta-feira, feriado de 9 de Julho, em comemoração ao aniversário da Revolução Constitucionalista de 1932.
O evento ocorre no Parque do Ibirapuera, na Zona Sul da capital paulista, a partir das 9h. A solenidade, organizada pela Polícia Militar, comemora os 83 anos do movimento. O governador Geraldo Alckmin (PSDB) acompanha o desfile.
A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) vai interditar vias na região durante a realização do evento.

O feriado de 9 de Julho deve intensificar o tráfego em direção ao interior e ao litoral. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), cerca de 1,5 milhão de veículos devem deixar São Paulo.

Revolução
A Revolução foi um movimento armado da população de São Paulo que, entre os meses de julho e outubro de 1932, combateu as tropas do governo federal. Os paulistas pediam a promulgação de uma nova constituição para o país e eleições presidenciais. Eles reivindicavam a destituição do governo provisório de Getúlio Vargas, que dois anos antes havia assumindo o poder, fechando o Congresso Nacional e abolindo a Constituição.
Insatisfeita, a população iniciou protestos, como a do dia 23 de maio, que terminou num conflito armado. A revolução acabou eclodindo no dia 9 de julho, sob o comando dos generais Bertolo Klinger e Isidoro Dias.
A batalha terminou em 2 de outubro de 1932, quando os paulistas perderam para as tropas do governo. Mais de 35 mil paulistas lutaram contra 100 mil soldados de Getúlio Vargas. Com a revolta popular, Getúlio Vargas que precisava do apoio dos paulistas, promulgou um nova Constituição em 1934
Interdições desfile
A Avenida Pedro Álvares Cabral ficará interditada das 7h às 13h da quinta-feira, no sentido Vila Mariana, entre a Praça Armando de Salles Oliveira e o Portão 3 do Parque Ibirapuera e, no sentido Pinheiros, entre a Rua Marechal Maurício Cardoso e a Praça Armando de Salles Oliveira. Entre o Viaduto General Marcondes Salgado e a Rua Marechal Maurício Cardoso, o uso da avenida será exclusivo para as autoridades.
A Avenida Sargento Mário Kozel Filho também fica bloqueada em toda sua extensão, assim como a Rua Nábia Abdala Chohfi. A Rua Abilio Soares fica fechada no trecho entre a Avenida Coronel Estênio de Albuquerque Lima e a Avenida Pedro Álvares Cabral.
Rotas alternativas
Para quem precisa passar pela região durante a quinta-feira, a CET sugere caminhos alternativos às vias bloqueadas.
Para quem segue no sentido Vila Mariana, pela Avenida República do Líbano, devem seguir à esquerda na Rua João Lourenço, Avenida Santo Amaro, Avenida Brigadeiro Luís Antônio, Avenida Marechal Estênio Albuquerque Lima, Rua Abílio Soares, Rua Tutóia e Viaduto Tutóia. No sentido Centro, o motorista deve ir até o Viaduto Tutóia e acessar a Avenida 23 de Maio.
Para o motorista que trafega no sentido Congonhas ou Centro pela Avenida Brasil, a alternativa é seguir pela Avenida Brigadeiro Luís Antônio, Avenida Marechal Estênio Albuquerque Lima, Rua Abílio Soares, Rua Tutóia, Viaduto Tutóia e Avenida 23 de Maio.

Nenhum comentário: