segunda-feira, 17 de julho de 2017

O PODER DAS PALAVRAS - POR ISAAC CARREIRO FILHO

O PODER DAS PALAVRAS
“Você pode dizer a mesma coisa, mas com palavras diferentes.”       Por Isaac Carreiro Filho
Nesta edição, procurou-se fazer algumas colocações que podem impactar o seu modo de falar, a começar por este momento.
Sempre que os adultos estão diante de crianças deveriam falar com mais cuidado, pois não se quer que elas aprendam palavras incorretas ou porque não se quer que as pronunciem sem controle e possam fazer os adultos passarem vergonha em qualquer ocasião.  As crianças falam muitas coisas sem se preocupar sobre qual efeito poderá causar aos que pronunciam em um determinado contexto. 
Assim, são as palavras para a vida. A vida toma determinado rumo, dependendo das palavras que se diz. Por isso que pensar antes de falar tem muito sentido e evita muitas situações complicadas.

AS PALAVRAS TÊM O PODER DE CRIAR E DE DESTRUIR – “Nossas palavras têm o poder de criar e o poder de destruir. O melhor exemplo disso é uma amizade ou uma relação, que começa com conversas e, por qualquer palavra que possamos dizer fora do lugar, pode acabar.
Voltando a nossas vidas, entendo que o ideal seria reeducar, alimentar e restaurar nosso vocabulário. Conforme vamos crescendo e amadurecendo, vamos perdendo a nossa inocência. Isso pode fazer com que nossa capacidade para crescer diminua. Assim, começamos a duvidar, a duvidar de nós mesmos, a ver o negativo e o feio, em vez do positivo e lindo, a desconfiar antes de conhecer.
Não tem comida? Tem comida? A pergunta é praticamente a mesma, mas, na primeira, já estamos condicionando que NÃO TEM.”
http://amenteemaravilhosa.com.br/poder-das-palavras/

PODER DAS PALAVRAS (Christina Marques Carreiro. Anais da Academia Paranaense de Letras)
Hoje, apenas no frio desse momento,
que venham palavras boas, é  o que estou querendo.
Fogem de mim, como pombas na tempestade.
As palavras estão espalhadas por toda cidade,
Quanto a mim não parecem nem sentir saudade.

Elas não vêm a mim quando eu mais preciso,
nem um ato de solidariedade, nem a clareza de um sorriso.
Tal como uma arma de fogo, são ríspidas e letais.
Por isso é necessário pensar antes de serem ditas,
Como também alguma correção antes de serem lidas.

Porém uma coisa eu lhe digo,
Tanto no ataque, quanto na defesa,
leve-as contigo.

As palavras podem até fugir de você,
mas você não pode fugir delas,
A não ser que você tenha o querer.
Elas são como delicadas donzelas,
Esperando o resgate para mostrarem seu poder.

O EFEITO DAS PALAVRAS - Em alguns momentos da vida as pessoas não se importam mais com palavras positivas ou negativas, tudo o que buscam é uma palavra diferente de tudo o que estavam acostumadas a ouvir. Anseiam que façam algum efeito nelas, que as tirem do ócio e tenham sentido para as suas vidas.
Se quando criança você não ouvia palavras de afeto familiar, saiba que hoje Deus quer te dizer: “Pois com amor eterno te amei, também com benignidade te atraí.” (Jeremias 31.3). Se você foi desprezado em algum momento da sua vida, Deus quer que você saiba que não se esqueceu de você (Isaías 49.15). Jesus quer que você receba uma palavra que tem maior poder sobre todas as outras proferidas a você. Permita a oportunidade de viver algo diferente, de perdoar as palavras negativas ditas a você e esquecê-las.  Potencialize todas as palavras que Deus tem para você e viva uma vida abençoada. (Adaptado do artigo O PESO DAS PALAVRAS, p. 14, da revista VOZ, ano 19, nº 4, 2016, disponível em voz@primeiraieq.com.br).

PAPAS NA LÍNGUA - Deixe de ser aquela pessoa reativa, que tomou, levou. A humanidade tem provado de maneira desastrosa que a cultura do ódio não leva a nada.
Não agrida: pense, filtre, entenda antes de sair por aí dizendo tudo o que pensa. Isto é importante para não agredir verbalmente as pessoas emoções; gerencie suas emoções, entenda, respeite o outro, pondere suas palavras; conscientize-se do poder da palavra para utilizá-la sabiamente na sua vida; a palavra cria vida ou morte. Uma palavra positiva cria situações positivas, uma palavra negativa cria mágoa, ressentimentos, decepção, tristeza e doença.
Não seja agredido: proteja-se emocionalmente para que as palavras negativas não estraguem seus dias ou atrapalhem a sua vida; não alimente sua imaginação com palavras negativas que recebeu. Pense o que você gostaria de ouvir no lugar disso; em última instância, afaste-se de pessoas que possam minar seu progresso com palavras negativas; introduza assuntos e compartilhe coisas que você aprendeu para ser uma pessoa mais calma e positiva. Retribua o mal com o bem.

QUEM FALA O QUE QUER OUVE O QUE NÃO QUER - Numa fila do caixa do supermercado uma senhora me abordou e disse: “Puxa, como o senhor é feio.” Perguntei se era comigo mesmo e ela confirmou. Ato contínuo, eu concordei com ela, que na família todos os homens eram feios como eu, mas que as mulheres da família eram todas lindas e maravilhosas e dificilmente ela entraria na nossa família. O pessoal que estava na fila morreu de rir e aquela senhora saiu de fininho e envergonhada. Valeu o ditado: Quem fala o que quer ouve o que não quer.

O poder incontestável da palavra de Deus. Fonte: www.google.com.br

 

CONHEÇA 10 DICAS PARA USAR BEM O PODER DAS PALAVRAS – 1. Cuidado com a palavra não; 2. Cuidado com a palavra, que nega tudo que vem antes; 3. Cuidado com a palavra tentar, que pressupõe a possibilidade de falha; 4. Cuidado com não posso ou não consigo – use não quero, não podia ou não conseguia; 5. Cuidado com as palavras devo, tenho que ou preciso; 6. Fale dos problemas ou das descrições negativas de si mesmo, utilizando o verbo no passado. Isto libera o presente. Por exemplo, “Eu tinha dificuldade em fazer isto…; 7) Fale das mudanças desejadas para o futuro utilizando o tempo presente do verbo; 8) Substitua o se por quando; 9) Substitua espero por sei; 10) Substitua o condicional pelo presente.


(Baseado em http://niteroiurgente.com/opiniao/conheca-10-dicas-para-usar-bem-o-poder-das-palavras/).

Nenhum comentário: