terça-feira, 25 de julho de 2017

O VALOR DO SOLDADO - O LANCHE - POR AUGUSTO RYCCO

No e-mail anterior a mensagem não chegou para alguns. 

Entrada
x

AUGUSTO RYCCO jafr20102010@hotmail.com

15:50 (Há 23 horas)


para adriano.bonjor.
Se quiserem avaliar o *grau de evolução* e de *patriotismo* de um povo, observem a forma como tratam as suas FFAA.
---------------------------------------------------------
The Sack Lunch - 
O lanche
---------------------------------------------------------
Coloquei minha maleta no compartimento de bagagem e sentei-me na minha poltrona numerada. O voo seria longo.
- "Estou contente por ter um bom livro para ler. Talvez eu vá tirar um cochilo ".
Pouco antes da decolagem, uma turma de soldados adentrou pelo corredor central e preencheu todos os lugares vagos ao redor de mim. Decidi começar uma conversa.
- “Para onde você está indo?” perguntei ao soldado sentado próximo a mim.
- "Petawawa. Estaremos lá por duas semanas, em treinamento especial para combater no Afeganistão”...
Depois de voarmos por cerca de uma hora, ouvimos um anúncio que o lanche estava disponível, por cinco dólares. Seriam várias horas, antes de chegarmos ao destino e eu considerei que um almoço ajudaria a passar o tempo.
Enquanto pegava minha carteira ouvi um soldado perguntar a seu amigo se ele planejava comprar o almoço.
- "Não! Isso me parece um monte de dinheiro para apenas um saquinho de almoço. Provavelmente não vale nem cinco dólares. Vou esperar até chegarmos à base."
Seu amigo concordou.
Olhei para os outros soldados. Nenhum deles pareceu querer comprar o almoço. Fui até a parte traseira do avião e entreguei à aeromoça uma nota de cinquenta dólares e disse:
- "Leve um almoço para cada soldado, por favor."
Ela agarrou meus braços e apertou com força. Com seus olhos molhados de lágrimas, agradeceu-me:
- "Meu filho era soldado no Iraque; isto é quase como se você estivesse fazendo isso por ele."
Pegando dez lanches embalados ela foi até o corredor onde os soldados estavam. Parou na minha cadeira e perguntou:
- "Qual você mais gosta, carne ou frango?"
"Chicken", eu respondi, imaginando por que ela perguntara. Ela retornou à frente do avião, voltando um minuto depois com um prato de jantar da primeira classe.
- "Este é o nosso agradecimento".
Depois que terminei de comer, fui novamente para o fundo do avião, e ocupei uma poltrona vazia, para descansar. Um homem me parou.
- "Eu vi o que você fez. Eu quero ser parte disso. Tome." E ele me deu 25 dólares.
Logo depois voltei para o meu lugar e vi o comandante do avião vindo pelo corredor, olhando para os números das poltronas.
Enquanto ele andava eu nem esperava que estivesse me procurando, mas notei que estava olhando para os números apenas do meu lado do avião. Quando chegou à minha fila parou, sorriu, estendeu a mão e disse:
- “Eu quero apertar a sua mão!" Rapidamente, desapertei meu cinto de segurança e peguei na mão do comandante. Com uma voz potente ele disse:
- "Eu era um soldado. Era um piloto militar. Certa vez, alguém me comprou um almoço. Foi um ato de bondade que eu nunca esqueci". 
Eu estava envergonhado quando um aplauso foi ouvido, de todos os passageiros.
Mais tarde, caminhei até a frente do avião para que pudesse esticar as pernas. Um homem que estava sentado a cerca de seis fileiras na minha frente estendeu a mão para me cumprimentar. E deixou 25 dólares na minha mão.
Quando pousamos, juntei meus pertences e comecei a deixar a aeronave. Esperando na porta do avião estava um homem que me parou, colocou algo no bolso da minha camisa, virou e foi-se embora sem dizer uma palavra. Outros 25 dólares!
Ao entrar no terminal, reencontrei os soldados preparando-se para seguir viagem para a Base. Fui até eles e lhes entreguei setenta e cinco dólares.
- "Levará algum tempo para chegarem à base .. Dará tempo para um sanduíche. Deus vos abençoe. "
Assim, dez jovens soldados deixaram o voo sentindo o amor e o respeito de seus companheiros de viagem.
Enquanto eu caminhava rapidamente para meu carro, sussurrei uma oração para seus retornos seguros. Aqueles soldados estavam dando tudo de si pelo nosso país. Só pude dar-lhes alguns lanches. Parecia tão pouco ...
Um veterano é alguém que, em um ponto de sua vida, passou um cheque em branco nominal aos "Estados Unidos da América" para garantir a minha segurança e até, talvez, a minha vida.
Isso é Honra e não há muitos norte-americanos que ainda entendem isso.
Que Deus lhe dê a força e a coragem de repassar esta história a todos em sua lista de contatos. Eu já fiz a minha parte.
Oremos ... numa corrente de oração por todos os nossos militares ... para todos os policiais militares. Vamos engrossar a coluna de veteranos e civis, que lutam pela paz e alegria de viver em liberdade com segurança. Viveremos unidos pelo amor e independentes.  (VUAI)
Não a quebre!
Ore agora:
"Senhor, mantenha nossos soldados em tuas amorosas mãos. Protege-os como eles nos protegem. Abençoa-os e suas famílias para os atos altruístas que realizam para nós em nosso tempo de necessidade. Amém".
Deus o abençoe por passar adiante esta mensagem!

---------------------------------------------------------
E nós, brasileiros, como tratamos nossos soldados?
Temos permitido que traidores da Pátria os venham humilhando desde 1994.
Por comodismo nos calamos. 
Hoje, alguns de nossos bravos sofrem até falta de alimentos.
Meu apreço e gratidão por nossos militares que não se apequenam ante a vergonha de fazer parte deste povo.
Assinado: Um patriota anônimo.
Com os cumprimentos do augustorycco.com.br / Mental Coach e Master PNL. www.augustorycco.com.br 
11 972 676367 - Vivo 




Psicólogo / Mental Coach e Master PNL. www.augustorycco.com.br 

11 972 676367 - Vivo 

Nenhum comentário: