sábado, 5 de agosto de 2017

RELATÓRIO DO MÊS DE JULHO (1º A 9) DA SOCIEDADE VETERANOS DE 32-MMDC


Resultado de imagem para DESFILE 9 DE JULHO DE 2017

1º DE JULHO DE 2017     :      -      SÁBADO.
Levanto muito cedo, antes das 5 horas. LUCINDA também faz o mesmo. É que tenho de estar no RÁDIOPATRULHAMENTO AÉREO às 6:45 horas. Vamos fazer uma viagem de helicóptero até ITAPETININGA. Está prevista a inauguração der uma placa no campo onde pousavam os “GAVIÕES DE PENACHO”, os cinco aviões do Movimento Constitucionalista de 1932, e também, num segundo evento, o lançamento da terceira edição do “CRUZES PAULISTAS”, o livro considerado a “BÍBLIA DA REVOLUÇÃO” pelo poeta PAULO BOMFIM.
Estou com um problema bem desagradável. Não consigo falar. A voz não sai. Dá vontade de não ir na solenidade em ITAPETININGA.
Às 6 horas, MARINEI CHALUB vem me buscar. Sua dedicação à Sociedade Veteranos de 32-MMDC é exemplar. Com tempo bom, vamos chegar no RADIOPATRULHAMENTO AÉREO antes da hora combinada. Aguardamos a chegada do CORONEL PM FALCONI Comandante da Unidade. Ele escalou a 1º TENENTE PM LARISSA para ser a Porta Bandeira no evento de ITAPETININGA e é ela que vai dirigir o helicóptero ÁGUIA 15.       
O mau tempo obriga o desvio da aeronave para um caminho acessível. Isso causa um acréscimo de vinte minutos no plano de voo. FALCONI demonstra habilidade e conhecimento nas instruções que passa para a LARISSA.
Em ITAPETININGA, nas imediações de um cemitério, localiza-se o campo de pouso dos GAVÕES DE PENACHO. Ali estão à nossa espera os anfitriões de evento, capitaneados pelo CORONEL PM ANTONIO VALDIR GONÇALVES, Comandante do Policiamento do Interior 7 – SOROCABA e pelo vice-prefeito CORONEL PM Ref PINTOR, além de uma tropa mista formada pelo TIRO DE GUERRA, fração dos contingentes do 22º BPMI e da Guarda Civil da cidade.  O PROFESSOR DOUTOR JEFFERSON BIAJONE. Artífice da solenidade, está atento a todos os pormenores do roteiro a ser seguido. AFRÂNIO está ao seu lado.
PARTE 1
INICIO DO EVENTO E EXECUÇÃO DO HINO NACIONAL
Ilustrissimas autoridades civis e militares presentes, convidados, amigos, entusiastas de 32 e cidadãos de Itapetininga e região.
Bom Dia!
POLICIAL MILITAR FEMININO 22BPM/I:
É  com grata satisfação que a Sociedade Veteranos de 32-MMDC, na sua sucursal de ITAPETININGA, em parceria com a Prefeitura Municipal, o Comando de Policiamento do Interior Sete e a Associação Fundo de Auxílio Mútuo dos Militares  do  Estado  de  São  Paulo dão início à solenidade de inauguração do
Monumento a Aviação Constitucionalista, com o descerramento da placa “Gaviões de Penacho”, em homenagem aos aviadores e pessoal de apoio do 1° Grupo de Aviação Constitucionalista que há oitenta e cinco anos atrás realizaram atos de bravura e de heroísmo ao defender em os céus e os ares do Estado de  São Paulo no maior movimento cívico de sua história, a Revolução Constitucionalista de 1932.
POLICIAL MILITAR FEMININO 22BPM/I:
Assim expressa a finalidade desta solenidade que parte faz das comemorações dos  85  anos  da  RC 32  no  Setor  Sul, o subtenente de Artilharia Valmir  Bispo dos Santos, chefe da Instrução do Tiro de Guerra 02-076 do Exército Brasileiro, fará a apresentação da tropa composta por efetivos do Tiro de Guerra de Itapetininga, 22º Batalhão de Policia Militar, Guarda Civil Municipal de  Itapetininga e Grupo de Escoteiros Ibiraci ao Coronel PM Carlos Eduardo Falconi, Comandante do Grupamento de Radio patrulha Aéreo João Negrão, maior autoridade militar da ativa presente.
S Ten Bispo:
SENTIDO!
Desloca-se até a autoridade militar e faz a apresentação da tropa)
S Ten Bispo:
DESCANSAR!    
(e entra em forma novamente)
POLICIAL MILITAR FEMININO 22BPM/I:
Convidamos a todos os presentes para, de pé e em atitude de civismo e de respeito, cantarmos o Hino Nacional Brasileiro:
BANDA DO CPI-7 realiza o HINO NACIONAL que cantado é por todos os presentes.
PARTE 2
INAUGURAÇÃO DO MONUMENTO A AVIAÇÃO CONSTITUCIONALISTA
AFRANIO:
Inauguração do Monumento a Aviação Constitucionalista GAVIÕES DE PENACHO. Nesta data de 1º de julho de 2017, em alusão às comemorações dos oitenta e cinco anos da REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 1932 no SETOR SUL do nosso Estado de SÃO PAULO
Gaviões de Penacho, a SOCIEDADE VETERANOS DE 32-MMDC, na sua sucursal de ITAPETININGA, vem mui respeitosamente contribuir para o culto e a preservação do significado histórico da epopeia de sacrifícios, civismo e patriotismo, que paulistas voluntários e militares da FORÇA PÚBLICA e do Exército Brasileiro realizaram em prol da Constituição, da Liberdade e da Democracia na revolução de 1932 ao inaugurar o Monumento e sua placa ilustrativa aos Gaviões de Penacho, ases da Aviação Constitucionalista.
O prof. Jefferson Biajone, presidente do Núcleo MMDC de Itapetininga fará uma leitura síntese alusiva aos Gaviões de Penacho e seu significado cívico e histórico no movimento de 32
BIAJONE
Saudações  Constitucionalistas!
A Aviação Gaviões de Penacho remonta da criação da arma da aviação da  Força Pública do Estado de São Paulo em 17 de dezembro de 1913, a qual extinta foi pelo Governo de Getúlio Vargas a 18 de dezembro de 1930. Com a deflagração da  Revolução de 32 em 9 de Julho, o Governo de São Paulo reinstituiu a Arma da Aviação, agora sob a denominação de Grupo Misto de Aviação da Força Pública, misto por ser composto de aviadores da Força Pública e do Exército Brasileiro e que sob a célebre autonomásia de GAVIÕES DE PENACHO, compreendeu o esforço da aviação constitucionalista nos céus e ares de São Paulo nos 89 dias de luta que perfizeram a revolução.
Iniciando suas atividades bélicas a 17 de julho de 1932 em base e campo de pouso e decolagem exatamente neste local onde estamos, os  pilotos e o pessoal de apoio e manutenção dos Gaviões de Penacho contavam com apenas cinco aeronaves para fazer frente a dezenas de outras pertencentes à aviação do Exército e da Marinha.
Nesse mister, coube aos Gaviões de Penacho a defesa dos três setores que dividido foi o Estado de São Paulo durante a revolução, Norte, Sul e Leste, além do litoral, fosse no bombardeio contra efetivos e instalações inimigas, fosse nos
combates aéreos contra os “vermelhinhos” adversários ou contra tropas de diversas armas ao solo.
A imensa extensão territorial do Estado, aliada ao enorme quantitativo de missões que atribuídas foram aos aviadores constitucionalistas levaram suas aeronaves ao extremo do uso operacional, bem com a realizar em verdadeiros prodígios de bravura e heroísmo nos céus de São Paulo, na maioria das vezes contra número superior de contendores. 
Em 24 de setembro de 1932, a baía de Santos encontrava-se bloqueada pelo cruzador Cruzeiro do Sul quando três aviões constitucionalistas deixaram a capital para abater esse vaso de guerra da Marinha.
No ataque deram-se as duas únicas baixas dos GAVIÕES DE PENACHO em toda a evolução que resultou da explosão da aeronave constitucionalista que trazia a bordo o 1º tenente aviador JOSÉ ÂNGELO GOMES RIBEIRO e o 2º tenente observador MÁRIO MACHADO BITTENCOURT.
Ambos morreram no cumprimento do dever e heróis da aviação constitucionalista se tornaram, tendo sido elogiados e promovidos post mortem por bravura pelo GENERAL BRAZILIO TABORDA, comandante do Exército Constitucionalista do SETOR SUL sediado em ITAPETININGA.
A 8 de outubro de 1932, seis dias após o Armistício que levou ao fim a Revolução de 32, foi declarado extinto o Grupo Misto de Aviação da Força Pública e com ele os GAVIÕES DE PENACHO, mas a sua memória gloriosa está perenizada pelo valor de seus feitos. De fato, a memória do que foram e significaram os GAVIÕES DE PENACHO hoje vive e permanece ativa e altaneira nos céus e ares de SÃO PAULO no seu honroso herdeiro, o GRUPAMENTO DE RADIOPATRULHA AÉREA “JOÃO NEGRÃO”, unidade da Policia Militar do Estado de São Paulo que na atualidade constitui a aviação paulista, cujos helicópteros ÁGUIA integrantes, compõem na atualidade o maior esquadrão de asas rotativas da AMÉRICA LATINA e um dos maiores do mundo nas dezenas de bases operacionais espalhadas pelo Estado e que empregados são diuturnamente, no combate ao crime, no monitoramento, no transporte de transplantes e autoridades, bem como no resgate de pessoas.
Este monumento que em instantes iremos inaugurar, objetiva contribuir para o resgate e perenização da memória dos GAVIÕES  DE  PENACHO, filhos da Arma Aérea da antiga FORÇA PÚBLICA DO ESTADO DE SÃO PAULO, fundada em 1933 e pais do Grupamento de Radiopatrulha Aérea “JOÃO NEGRÃO” da atual Polícia Militar do Estado de São Paulo, fundado em 1984. Que as gerações presentes e  futuras, ao contemplarem este monumento e os nomes em sua placa inscritos, não deixem de proferir uma prece de agradecimento aos nossos guardiões alados ontem e de hoje pela glória imarcescível que há 104 anos colhem para SÃO PAULO e para o BRASIL.
PRO BRASILIA FIANTE EXIMIA! Sustentae o fogo que a victória é nossa!
AFRANIO:
Descerramento de Placa e Inauguração de Monumento
CONVIDAMOS para o descerramento da placa que consigna a inauguração do Monumento à Aviação Constitucionalista GAVIÕES DE PENACHO, as ilustríssimas autoridades: ILMª SENHORA SIMONE MARQUETTO, prefeita Municipal de ITAPETININGA, representada pelo CORONEL PM JOSUÉ ALVARES PINTOR, Vice-Prefeito Municipal de ITAPETININGA; senhor vereador DUDU FRANCO, secretário da Câmara Municipal de ITAPETININGA; CORONEL PM MARIO FONSECA VENTURA, Presidente da Sociedade Veteranos de 32-MMDC; Ilmo Sr. Cel PM Edilberto de Oliveira Mello – Historiador da PMESP e da Academia Militar de História Militar Terrestre do Brasil; Ilmº senhor CORONEL PM ANTONIO VALDIR GONÇALVES FILHO, Comandante do Comando de Policiamento Militar do Interior 7; Ilmº Senhor CORONEL PM CARLOS EDUARDO FALCONI, Comandante do GRUPAMENTO AÉREO DE POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO e o Ilmo Sr. Prof. Jefferson  Biajone - presidente do núcleo MMDC de ITAPETININGA.
QUATRO AUTORIDADES DE CADA LADO DO MONUMENTO
DESCERRAMENTO DA PLACA PELA FITA AZUL QUE POSSUI
DUAS EXTREMIDADES E ABRE COMO CORTINA PELA PREFEITA QUE PEGA PELA ESQUERDA E PELO CEL VENTURA QUE PEGA PELA DIREITA
FOTOS SÃO TIRADAS DO MONUMENTO E LOGO APÓS COM AS AUTORIDADES A FRENTE DO MONUMENTO
BANDA DO CPI-7 pode tocar algo de seu repertório, leve e rápido, após os breves momentos que o monumento é descerrado.
AFRANIO:
Convidamos as autoridades a retornarem aos seus lugares.
PARTE 3
CONCESSÃO DE MEDALHA A ESTANDARTE DE OPM
POLICIAL MILITAR FEMININO 22BPM/I
Outorga de Medalha a Estandarte de Organização Policial Militar.
POLICIAL MILITAR FEMININO 22BPM/I
A Sociedade Veteranos de 32-MMDC tendo em vista a indicação da presidência de sua sucursal em ITAPETININGA e o parecer do Conselho da Medalha, resolve conferir a honraria MEDALHA CONSTITUCIONALISTA ao Estandarte do Grupamento Grupamento de Radiopatrulha Aéreo “JOÃO NEGRÃO”, Aviação da Polícia Militar do Estado de São Paulo, pelos relevantes serviços prestados por seus antepassados constitucionalistas, os GAVIÕES DE PENACHO, durante EPOPÉIA de 32 com o sacrifício, inclusive  da  própria  vida, de dois de seus mais audazes integrantes, o CAPITÃO JOSÉ ÂNGELO GOMES RIBEIRO e o 1º TENENTE MÁRIO MACHADO BITTENCOURT.
POLICIAL MILITAR FEMININO 22BPM/I
Para tanto, CONVIDAMOS o Estandarte do Grupamento Aéreo da Polícia Militar do Estado de São Paulo, conduzido pela 1º  TENENTE PM LARISSA FIDELIS AGUIAR e acompanhado pelo Ilmº Sr CORONEL PM CARLOS EDUARDO FALCONI, COMANDANTE desta organização policial militar a tomar lugar de destaque perante o Monumento.
CONVIDAMOS o senhor CORONEL PM MÁRIO FONSECA VENTURA, acompanhado do senhor CORONEL PM ANTONIO VALDIR GONÇALVES FILHO, comandante do CPI-7 e do vice-prefeito CORONEL PM JOSUÉ ÁLVARES PINTOR para proceder a outorga da MEDALHA CONSTITUCIONALISTA ao Estandarte do Grupamento Aéreo “JOÃO NEGRÃO”.
PORTA ESTANDARTE, ESTANDARTE e CEL PM FALCONI assumem posição defronte o Monumento.
CEL VENTURA CONFERE A MEDALHA AO ESTANDARTE.
FOTOS SÃO TIRADAS DO MONUMENTO E LOGO APÓS COM AS AUTORIDADES A FRENTE DO MONUMENTO.
BANDA DO CPI-7 pode tocar algo de seu repertório, leve e rápido, durante a concessão da medalha ao estandarte DO 22º BPMI.
Convidamos a todos que retornem aos seus lugares.
PARTE 4
CONCESSÃO DE MEDALHA A ESTANDARTE DE GCM
AFRÂNIO:
Nas comemorações destes  85 anos da RC32, houve outra instituição cujos antepassados integrantes sobremaneira contribuíram na luta pelo ideal constitucionalista. Trata-se da GUARDA CIVIL MUNICIPAL DE ITAPETININGA, cujo efetivo de guardas civis que a compuseram em 32 participou em pleno nos diversos batalhões de voluntários no Exército Constitucionalista formado no SETOR SUL para entrar em combate nas trincheiras de ITARARÉ, BURI, CAPÃO BONITO, GUAPIARA, APIAÍ, RIO DAS ALMAS E TAQUARAL ABAIXO, realizando atos de bravura e heroísmo perante um inimigo que soube reconhecer o seu valor e a sua galhardia.
AFRÂNIO:
Para tanto, convidamos o Estandarte da GUARDA-CIVIL MUNICIPAL DE ITAPETINGA, conduzido pela Guarda Civil TATIANE APARECIDA FRANCISCO DA SILVA, neta do DURVALINO DE TOLEDO, CABO BLINDADO DE 32, acompanhado da Ilmª Senhora Comandante CATARINA APARECIDA NANINI MOTTA, a tomarem lugar de destaque perante o Monumento.
CONVIDAMOS o senhor CORONEL PM MARIO FONSECA VENTURA, acompanhado do senhor GUILHERME LUIZ MORELLI, secretário de Trânsito e Cidadania, para proceder a outorga da MEDALHA CONSTITUCIONALISTA ao Estandarte da Guarda Civil Municipal de ITAPETININGA.
PORTA ESTANDARTE, ESTANDARTE e CMT CATARINA assumem posição defronte o Monumento. CORONEL PM VENTURA confere a MEDALHA ao Estandarte.
FOTOS SÃO TIRADAS DO MONUMENTO E LOGO APÓS COM AS AUTORIDADES A FRENTE DO MONUMENTO.
BANDA DO CPI-7 pode tocar algo de seu repertório, leve e rápido durante a concessão da medalha ao estandarte.-
AFRÂNIO:
Convidamos a todos que retornem a seus lugares.
PARTE 5.
CONCESSÃO DE MEDALHA A PREFEITA MUNICIPAL. Como a prefeita não pode comparecer, recebe a medalha o CORONEL PM JOSUÉ ALVES PINTOR, sub-prefeito
BIAJONE:
CONVIDAMOS o senhor CORONEL PM MARIO FONSECA VENTURA, acompanhado pelo CORONEL PM CARLOS EDUARDO FALCONI para entregar a medalha ao sub-prefeito.
BANDA DO CPI-7 pode tocar algumas músicas.
BIAJONE – Convidamos a todos que retornem a seus lugares.
PARTE 6
DISCURSOS DE AUTORIDADES e encerramento.
AFRANIO:
Ao encerrarmos a Solenidade de Inauguração do Monumento a Aviação Constitucionalista é nosso desejo expressar os agradecimentos devidos a todos aqueles que direta ou indiretamente tornaram possível a sua realização, bem como a construção do Monumento, a dotação e sua placa e a condecoração ao Estandarte do Grupamento de Radio Patrulha Aérea “JOÃO NEGRÃO” aqui concretizada, realizações estas que a população de ITAPETININGA e região têm muito do que se orgulhar.
As comemorações dos 85 Anos da Revolução Constitucionalista continuarão agora no anfiteatro do SESI de ITAPETININGA, destino o qual convidamos a todos a partir em ato continuo ao encerrar esta solenidade, a fim de prestigiar em o lançamento da edição comemorativa de CRUZES PAULISTAS e a celebração de aniversário dos 95 anos de Victório Nalesso, herói e pracinha itapetiningano da Força Expedicionária Brasileira.
Esta solenidade se encontra encerrada.
Nosso muito obrigado.

Após o término do evento no SESI, CORONEL PM FALCONI quer retornar a SÃO PAULO. O helicóptero precisa ser abastecido na base do Radio Patrulhamento Aéreo em PIRACICABA. O regresso é tranquilo. Deixando o CAMPO DE MARTE, MARINEI me leva para GUARULHOS.
Palavras do ANTONIO CARLOS ARISTIDES NO FACEBOOK:
Inauguração Monumento aos Gaviões de Penacho as 9:00hs em homenagem a aviação constitucionalista Parabéns aos Prof Biajone presidente do Núcleo de Itapetininga da Sociedade Veteranos de 32 extraordinária cerimônia de inauguração com a presença do Comandante do GRPAe Cel Falconi nosso presidente da Sociedade Veteranos de 32 MMDC
Mario Ventura; Comandante Policia Militar da Região, Núcleo Cadete Ruytemberg Rocha da Academia da Policia Militar Barro Branco, Comandante do Tiro de Guerra, comandante da GCM de Itapetininga sub Prefeito e demais autoridades. O monumento foi instalado no local que os Aviões das tropas Constitucionalistas decolavam para a frente de combate a 85 anos. foram condecorados os estandartes do GRPAe e da CGM de Itapetininga
Lançamento Reedição em papel do Livro Cruzes Paulista com uma tiragem de 1.000 exemplares totalmente custeado por doações de empresas e pessoas físicas, quero mais uma vez parabenizar O Prof Biajone e Sr Afranio do Núcleo de itapetininga da Sociedade Veteranos de 32 MMDC pelo extraordinário trabalho que se iniciou a 2 anos atrás com diversas parcerias seja dos alunos da fatec seja com vários entusiastas de 32 que o apoiaram neste projeto seja pelos mecenas que ao teu clamor aportaram auxilio financeiro para a finalização deste projeto de reedição do Cruzes Paulista, merecedores das condecorações que receberam neste evento de lançamento!! quero deixar registrado que não ha o porque de me agradecer sempre que precisar em prol da memória de 32 ai estarei.. ao amigo Roque Abreu de Taquaral Abaixo local do ultimo Disparo da Revolução de 32 ao outro amigo Antonio Carlos Soares do Núcleo MMDC Campinas, aos amigos do Núcleo Cadete Ruytemberg Rocha da APMBB; Nosso Parabéns ao Veteranos da 2 º guerra Mundial Pracinha Victorio Nalesso e seus 95 anos o Choro da filha do comandante ao receber a medalha pos mortem de teu pai . Obrigado ao Nosso comandante Presidente da Sociedade Veteranos de 32 MMDC Mario Ventura que orquestrou a criação dos Núcleos da Sociedade sem esta estrutura não seria possível elaborar tal feito. E obrigado pelo convite para ser um dos prefaciadores com esta oportunidade, pude dentro de meu prefácio prestar uma homenagem a 3 destes grandes heróis que tive a oportunidade de conhecer e aprende infelizmente 2 já se foram e não serão esquecidos.



2 DE JULHO DE 2017    :         -      DOMINGO
Embora com problemas vocais, melhorando aos poucos, ajudado pelo meu anjo da guarda, MARINEI CHALUB, vou para a ESCOLA SUPERIOR DE SARGENTOS, ÀS 9:30 HORAS, quando ela vem me buscar. Não deveria sair de casa, mas sinto que o presidente precisa dar o exemplo.
No trajeto, numa manhã fria e chuvosa, MARINEI conta da felicidade que ela e seu marido, o WANDER, estão sentindo por verem o LUCAS, seu filho, aprovado na firma YPÊ, para o estágio necessário exigido pela faculdade onde está concluindo o curso de engenharia química. É o reconhecimento que a família está obtendo pelos grandes sacrifícios dispendidos nos últimos anos.  
Vale todo o nosso empenho para ir assistir o último ensaio do EXÉRCITO INFANTO-JUVENIL ALDO CHIORATTO. Ali encontramos, esbanjando vibração, uma plêide de amigos e amigas que tornam uma realidade tudo aquilo que idealizamos, num sentimento de amor pela causa e pelo PAÍS tão sofrido e sucateado por criminosos propensos a transformar o BRASIL numa nova CUBA ou VENEZUELA, sucursal do socialismo mundial decadente.
Ali estão nossa diretora da JUVENTUDE, SÍLVIA MAGALHÃES, comemorando com todos nós o seu aniversário. Ao seu lado, o nosso Presidente do NÚCLEO MMDC-TC “TENENTE HORÁCIO RAMALHO”, SEU MARIDO, MAGALHÃES. SILVIA, MAGALHÃES e seus filhos, todos com farda de 32, demonstram muita alegria pelo que dispuseram a fazer. Ao lado deles encontramos a comandante do Exército Constitucionalista, 1º SARGENTO PM ROSALIN RIOS, apoiada por inúmeras pessoas: MAJOR PM NATANAEL, CABO PM DÓRIS, WILLIAM MASCARENHAS, PROFESSOR RODRIGO GUTENBERG, THIAGO PEGGAU, ELZA BUZATTO (ATUAL COMANDANTE DO EXÉRCITO CONSTITUCIONALISTA DONA ELZA BUZATTO, também ostentando a farda de 32); MARIA CECÍLIA CALTABIANO PRADO (pronta para assumir o Comando do Exército Constitucionalista de 32, no domingo próximo, 9 de Julho) – ela traz a minuta de sua ORDEM DO DIA, que será lida no momento de sua assunção de comando).
A CABO PM DÓRIS leva-me onde se encontra a SARGENTO PM ROSALIN para a assinatura dos diplomas que serão entregues aos participantes do EXÉRCITO INFANTO-JUVENIL “ALDO CHIORATTO”.Enquanto assino a centena de diplomas, numa outra sala os organizadores desse magistral ensaio estão dando todas as instruções necessárias para que tudo corra bem no ensaio.
Quando estou assinando os diplomas, comparece outro grande idealista, o advogado SIDNEI LOBO PEDROSO, coordenador do JÚRI SIMULADO do processo MMDC-932, que nesta semana que começa amanhã, entra em sua reta final para a grande realização que acontecerá na  sexta-feira, dia  de julho. Ele traz fardadas, duas netas que irão desfilar no 9 de julho, no EXÉRCITO INFANTO-JUVENIL “ALDO CHIORATTO”. Vai colaborar, com muita empolgação, no ensaio de hoje.
Melhora o tempo, embora o frio continue. Tendo o MAGALHÃES como orador, acontece, de uma maneira que mexe com nossos corações, o ensaio das crianças, adolescentes e adultos que abrirão o desfile no 9 de julho. Especial destaque para LÍGIA RÚBIO, envergando a farda que pertenceu ao seu amado pai, AMADO RÚBIO, exemplo de um veterano que amava a Sociedade Veteranos de 32-MMDC. FALTAM PALAVRAS para descrever esse magistral ensaio. Notamos muita gente conhecida, como RAFAELA, ARTHUR e SOPHIA com seus pais e a  avó que fazem questão de acompanhar tudo.
Um lanche é servido a  todos, num momento todo especial para a comemoração do aniversário de SILVIA MAGALHÃES, artífice da organização perfeita do EXÉRCITO INFANTO-JUVENIL “ALDO CHIORATTO”.
As crianças retornam ao pátio para a parte final, com a narração do MAGALHÃES e a prestimosa ajuda do MAJOR PM NATANAEL, nosso presidente do NÚCLEO MMDC-LESTE. O pavilhão nacional é hasteado e todos cantam o HINO NACIONAL, numa eloquente demonstração de civismo. As crianças são condecoradas com a miniatura da Medalha CONSTITUCIONALISTA. Embora não esteja presente, deve ser lembrado MARCELO COVATS que muito ajudou nessa parte. Os diplomas também são entregues aos participantes do ensaio.
São 12:30 horas quando vamos para a parte final do ensaio. Percebo que MARINEI precisa regressar para seu lar.  Despeço-me de todos. Meu estado de saúde não é bom. Meu anjo da guarda transporta-me para casa.

3 DE JULHO DE 2017 – SEGUNDA-FEIRA
Continuam chegando fotos de ITAPETININGA e do ensaio final do EXÉRCITO INFANTO-JUVENIL  “ALDO CHIORATTO”.
No almoço com nosso velho conhecido MÁRIO MARGARIDO comentamos nossos últimos eventos – sábado e domingo – além da política nojenta que emporcalha nosso País.
Deixo  o GRILL JOÃO MENDES depois das 14 horas. O vereador SARGENTO TARCÍSIO mantém contato comigo quando estou descendo a Rua DOUTOR JORGE MIRANDA. Quer combinar a minha ida a RIBEIRÃO PRETO amanhã cedo. Acontece que não estou bem de saúde e cancelo essa viagem. Ele dá notícia da publicação no Diário Oficial de sábado do Decreto que oficializa a MEDALHA GAVIÕES DE PENACHO, do NÚCLEO MMDC-GRUPAMENTO AÉREO. 
No MUSEU MILITAR, MARINEI está nervosa. Estamos às vésperas dos dias 7 e 9 de julho e a TINA, no Conselho de Honrarias e Mérito, não colabora. WILLIAM MASCARENHAS tinha levado os diplomas para serem assinados pelo PROFESSOR ADILSON CÉZAR. Como não estão assinados por mim, não houve meios de sensibilizar a TINA.
Mas não posso permanecer na Sociedade. Uma viatura do 2º BPMM (DOIS DE OURO) VEM ME BUSCAR. Vou ter uma reunião com o TENENTE-CORONEL PM SANTIAGO, que recentemente assumiu o Comando dessa histórica Unidade da PMESP. 
MAJOR PM NATANAEL participa desse encontro. GALDINO quer trazer peças da década de 30 para o DOIS DE OURO, que teve parte ativa nas revoluções de 1924, 1930 e 1932, além de dezenas de outros episódios; quer mandar fazer um busto do CORONEL HERCULANO, que comandou essa Unidade e era o Comandante Geral da FORÇA PÚBLICA nos meses finais do Movimento Constitucionalista.
Por volta das 16:30 horas tenho de interromper esse importante encontro. Vou participar da Entrega do COLAR CARLOS DE SOUZA NAZARETH, pelo Conselho Cívico e Cultural da Associação Comercial, na Câmara Municipal. Ali me encontro com: ADOLPHO SAVELLI, FRANCISCO GIANNOCCARO, PROF EDIMARA DE LIMA, PROF MARIA CECÍLIA NACLÉRIO HOMEM, HELIODORO PEREIRA DE SÁ,
Walter Taverna, na Comemoração ao Movimento Constitucionalista de 1932 - outorga do Colar "Carlos de Souza Nazareth", Câmara Municipal de São Paulo, 03-07-2017
Homenageados 2017:
João Doria, Prefeito da Cidade de São Paulo (não compareceu)
 Mara Gabrilli, Deputada Federal
 Dr. José Luiz Egydio Setubal, Irmão protetor e mesário da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de SP
Profa. Dra. Maria Cecília Naclério Homem, escritora agraciada com o Prêmio Jabuti 2016.
 Fundação Nossa Senhora Auxiliadora do Ipiranga - FUNSAI
fonte: Centro de Memoria do Bixiga (acervo Edison Mariotti)

Encerrada a entrega do COLAR CARLOS DE SOUZA NAZARETH, não fico para o coquetel. Enfrento um vento frio na caminhada a pé até o Metrô SÉ. Ainda tenho de ficar na terceira fila para embarcar no ônibus COCAIA. Tudo colabora para prejudicar ainda mais o meu estado de saúde.
Nesta noite, leio o Decreto que cria a MEDALHA GAVIÕES DE PENACHO:
DECRETO Nº 62.661, DE 30 DE JUNHO DE 2017
Dispõe sobre a oficialização da “Medalha Gaviões de Penacho” instituída pelo Núcleo MMDC Gaviões de Penacho do Grupamento Aéreo da Polícia Militar do Estado de São Paulo-Águia, da Sociedade Veteranos de 32-MMDC GERALDO ALCKMIN, Governador do Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais e à vista da manifestação do Conselho Estadual de Honrarias e Mérito, Decreta:
Artigo 1º - Fica oficializada, sem ônus para os cofres públicos, a “Medalha Gaviões de Penacho” instituída pelo Núcleo MMDC-Gaviões de Penacho do Grupamento Aéreo da Polícia Militar do Estado de São Paulo-ÁGUIA, da Sociedade Veteranos de 32-MMDC, nos termos do Regulamento que acompanha este decreto.
Artigo 2º - Este decreto entra em vigor na data de sua publicação. Palácio dos Bandeirantes, 30 de junho de 2017
GERALDO ALCKMIN
Mágino Alves Barbosa Filho Secretário da Segurança Pública
Samuel Moreira da Silva Junior Secretário-Chefe da Casa Civil
Saulo de Castro Abreu Filho Secretário de Governo
Publicado na Secretaria de Governo, aos 30 de junho de 2017. “REGULAMENTO DA MEDALHA “GAVIÕES DE PENACHO” a que se refere o artigo 1º do Decreto nº 62.661, de 30 de junho de 2017 Artigo 1º - A Medalha instituída pelo Núcleo MMDC- -Gaviões de Penacho do Grupamento Aéreo da Polícia Militar do Estado de São Paulo-ÁGUIA, tem por objetivo galardoar autoridades civis e militares que tenham prestado comprovadamente relevantes serviços a uma ou mais das organizações e instituições, a seguir relacionadas: I - Núcleo MMDC-Gaviões de Penacho do Grupamento de Aéreo da Polícia Militar do Estado de São Paulo-ÁGUIA; II - Sociedade Veteranos de 32-MMDC; III - Polícia Militar do Estado de São Paulo; IV - Governo do Estado de São Paulo; V - população paulista. Parágrafo único - Poderá ser concedida a “Medalha Gaviões de Penacho” aos estandartes das organizações militares e instituições civis, nacionais e estrangeiras, que se tenham tornado credoras de homenagem especial por parte das organizações e instituições supracitadas. Artigo 2º - A “Medalha Gaviões de Penacho” é assim descrita: I - no anverso: Escudo redondo de ouro (amarelo) de 16 mm (dezesseis milímetros); ao centro o brasão d’armas do Grupamento Aéreo da Polícia Militar do Estado de São Paulo-ÁGUIA, com suas peças e cores próprias, orlado de ouro (amarelo) com a seguinte inscrição em caracteres versais maiúsculos “GAVIÕES DE PENACHO”; em sua metade superior e na inferior “NOSSOS AGRADECIMENTOS AOS HERÓIS” de prata (branco); sobreposto de tudo a um conjunto de sete cilindros do motor Wright R-760 Whirlwind que equipava os aviões modelo Waco CSO, utilizados pelo Grupamento de Radiopatrulha Aérea Constitucionalista nas operações de guerra, tudo de ouro (amarelo), de 40 mm (quarenta milímetros) de diâmetro; II - no verso, tudo de ouro (amarelo); III – a medalha pende de Brasão do Estado de São Paulo de 10mm (dez milímetros) de largura, por 12mm (doze milímetros) de altura, que por sua vez está preso as garras de um gavião de penacho com as asas abertas de 40mm (quarenta milímetros) de abertura, por 15mm (quinze milímetros) de comprimento, todo o conjunto de ouro (amarelo); IV - este conjunto encontra-se afixado a uma fita de gorgorão de seda chamalotada, de 40mm (quarenta milímetros) de largura por 40mm (quarenta milímetros) de altura, listada com as seguintes cores e iguais dimensões, da esquerda do observador para a direita: a) Azul; b) Vermelha; c) Branca; d) Preta. § 1º - Acompanharão a medalha, a barreta, a roseta, o histórico descritivo e o diploma. § 2º - A barreta, a roseta e o diploma terão as características e dizeres a serem estabelecidos pelo Conselho de Outorgas do Núcleo MMDC-Gaviões de Penacho do Grupamento Aéreo da Polícia Militar do Estado de São Paulo-ÁGUIA, de que trata o artigo 4º deste regulamento. Artigo 3º - A Presidência do Núcleo MMDC-Gaviões de Penacho do Grupamento Aéreo da Polícia Militar do Estado de São Paulo-ÁGUIA, estabelecerá a formação de um Conselho de Outorgas desta instituição. Parágrafo único – O Conselho de Outorgas de que trata o “caput” deste artigo contará com um Regimento Interno aprovado pela Presidência do Núcleo MMDC-Gaviões de Penacho do Grupamento Aéreo da Polícia Militar do Estado de São Paulo-ÁGUIA Artigo 4º - O Conselho de Outorgas será composto pelo Presidente, e demais membros do Núcleo MMDC-Gaviões de Penacho, podendo ser designados suplentes, até o limite de dois. Parágrafo único - O Presidente terá voto de qualidade no caso de empate na votação. Artigo 5º - A “Medalha Gaviões de Penacho” será concedida pelo Presidente do Núcleo MMDC-Gaviões de Penacho. Artigo 6º - As propostas para a concessão da medalha serão dirigidas ao Conselho de Outorgas em formulário próprio e se farão acompanhar do respectivo “curriculum vitae” do indicado, bem como das razões que as justifiquem, podendo ser concedida a título póstumo. Artigo 7º - A aprovação das propostas dependerá da maioria absoluta de votos no Conselho de Outorgas “ad referendum” do Conselho Estadual de Honrarias e Mérito. Artigo 8º - Os diplomas acompanhados do “curriculum vitae” do indicado serão encaminhados ao Conselho Estadual de Honrarias e Mérito para deliberação e registro. Parágrafo único - A recusa do Conselho Estadual de Honrarias e Mérito em registrar o diploma, importará no cancelamento da indicação. Artigo 9º - A entrega da venera será feita em solenidade pública em datas definidas no Regimento Interno do Conselho de Outorgas. Artigo 10 - Perderá o direito ao uso da honraria recebida, devendo restituí-la ao Núcleo MMDC-Gaviões de Penacho, juntamente com os seus complementos, o agraciado que infringir o disposto no Regimento Interno do Conselho de Outorgas. Artigo 11 - Na hipótese da extinção dessa condecoração no todo ou em parte, seus cunhos, exemplares e complementos remanescentes, serão recolhidos ao Conselho Estadual de Honrarias e Mérito, sem ônus para os cofres públicos. Parágrafo único - A medida de que trata o “caput” deste artigo será determinada pelo Conselho de Outorgas, por maioria absoluta dos votos de seus membros, comunicando-se ao Conselho Estadual de Honrarias e Mérito. Artigo 12 - O presente regulamento somente poderá ser alterado após submissão ao Conselho Estadual de Honrarias e Mérito.    

4 DE JULHO DE 2017 – TERÇA-FEIRA
Situação de saúde nada boa. Deixei de ir, nesta manhã, a uma solenidade de entrega da MEDALHA “HERÓIS DE 22” em RIBEIRÃO PRETO.
Tossindo irritado, vou mais cedo para o MUSEU MILITAR. Encontro a MARINEI e o GABRIEL atarefados com os diplomas do COLAR DA VITÓRIA e MEDALHA CONSTITUCIONALISTA. Os dias vão passando e estamos atrasados com a documentação a respeito das solenidades marcadas para os dias 7 e 9 de julho.
Comparece na sala que usamos para os trabalhos do MMDC a CAPITÃO PM ROSEMEIRE, propensa a nos ajudar. Ela leva as medalhas que serão entregues no 9 de julho e promete confeccionar os diplomas dos nove coronéis que serão condecorados no 9 de julho.
Está conosco o WILLIAM MASCARENHAS. Tinha combinado com o CAPITÃO PM CAPARROZ um encontro na APMBB para assinar os diplomas. Fica mais fácil um encontro no Centro de Comunicação Social, às 14:30 horas. Avisamos o CAPITÃO PM CAPARROZ desse encontro.
WILLIAM MASCARENHAS irá à tarde ao Conselho de Honrarias e Mérito para buscar outros diplomas de medalhas que serão entregues em solenidades programadas para SÃO JOSÉ DO RIO PRETO, ARARAQUARA e CAMPINAS.
O CAPITÃO PM RUIZ, de JUNDIAÍ, comparece no MMDC para acertar detalhes do evento marcado para JUNDIAÍ em 6 de julho. Ligam de CATANDUVA para marcar um evento para o dia 22 de julho.
MARINEI tem muita coisa para fazer na sede, mas tem de atender um pedido do CORONEL PM JAIRO PAES DE LIRA, na última reunião do Conselho Deliberativo, presidida por ele, nesta tarde, no Obelisco do IBIRAPUERA.  O CORONEL PM PAES DE LIRA deixa a presidência do CD em 7 de julho, substituído pelo CORONEL PM ANTÔNIO CARLOS MENDES.
MAJOR PM ÉDSON GONÇALVES mantém contato, através celular, para discutir sobre o lançamento da MEDALHA GENERAL JÚLIO MARCONDES, cujo decreto de criação foi publicado no Diário Oficial do dia 29 de junho. Pretende ele fazer a primeira entrega no dia 29 de setembro.
Às 14:30 horas, estou no C Com Soc. Ali me reúno com o MAJOR PM LUIZ ANTONIO, CAPITÃO PM ROSEMEIRE e CAPITÃO PM CAPARROZ para o acerto dos diplomas e currículos referentes ao COLAR DA VITÓRIA e à MEDALHA CONSTITUCIONALISTA. Alguns diplomas precisam ser novamente confeccionados, face erros descobertos agora. Também faltam dois currículos que deveriam acompanhar o diploma do COLAR DA VITÓRIA.
Na frente do Quartel do Comando Geral está acontecendo  a exposição do evento SANGUE PAULISTA, comemorativo dos 85 anos da Revolução Constitucionalista de 32. CAPITÃO PM CAPARROZ conhece a promotora de eventos, responsável por essa exposição. Enquanto aguardamos os acertos na documentação que deverá seguir para o Conselho de Honrarias e Mérito, vamos visitar a exposição SANGUE PAULISTA, que começou ontem e irá até o dia 16 de julho. Vimos painéis alusivos à Revolução Constitucionalista; stands do Regimento de Polícia Montada, Polícia Ambiental, Choque, além de uma praça de alimentação.  
Retornamos ao C Com Soc, onde acertamos toda a documentação que agora seguirá para o Conselho de Honrarias e Mérito. Cumprimentamos a TENENTE-CORONEL PM ANA CLÁUDIA que, recentemente assumiu esse órgão, com as movimentações do CORONEL PM NASSARO e TENENTE-CORONEL PM GEÓRGIA.
Retornamos à praça de alimentação e ali aguardamos a chegada da esposa do CAPITÃO PM CAPARROZ. c Chegamos em GUARULHOS quando são 19:30 horas. Estou pior dos problemas da garganta e agora vou procurar me recuperar de todo o esforço dispendido durante o dia.
5 DE JULHO DE 2017 – QUARTA-FEIRA
NO MUSEU MILITAR, MARINEI e GABRIEL cuidam agora dos diplomas alusivos à MOEDA DO 85º ANIVERSÁRIO DA REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA. Mas é muito complicado trabalhar nesta tarde. Comparece muita gente na acanhada sala de trabalhos do MMDC. Entre eles está o professor RODRIGO GUTENBERG, que traz consigo o Diretor Executivo do Instituto EPÝ, ROBERTO TONIN. Ele apresenta um ofício referente à participação na cerimônia de encerramento dos 85 anos da revolução constitucionalista que será realizada no Túnel Ferroviário da Serra da Mantiqueira, NO município de CRUZEIRO, nos dias 16 e 17 de setembro. Os objetivos são a divulgação da Recriação Histórica da Defesa do Túnel da Mantiqueira; a divulgação do Filme SP-32, com CÁSSIO MARTIN e a divulgação e lançamento da Revista PAULISTÂNIA.
Comparece também o CORONEL PM VALENTIN. Estuda a realização de um evento em fins de julho e fala da revitalização do Núcleo de BARUERI, que nasceu com o então MAJOR PM BAIA. O NÚCLEO “ROTA DOS BANDEIRANTRES” chegou a realizar cerimônias importantíssimas na Assembleia Legislativa e também no Tribunal de Justiça Militar. Por ciúmes do comandante, o então MAJOR PM BAIA foi removido de BARUERI para SÃO BERNARDO DO CAMPO. Atualmente ele é CORONEL PM Reserva.
Passa pela Sociedade o ALFREDO DUARTE. Traz quatro diplomas da MEDALHA “HERÓIS DE 32” para serem assinados.
Tudo isso faz com que MARINEI e GABRIEL tenham enormes dificuldades para trabalhar nesta tarde. Além das visitas, tenho de atender os repórteres dos jornais O ESTADO DE SÃO PAULO, FOLHA DE SÃO PAULO e DIÁRIO OFICIAL.
O expediente é muito conturbado. Somente podemos deixar o MUSEU depois das 14:30 horas. MARINEI transporta-me até GUARULHOS e faz planos para trabalhar nos eventos de 7 de julho, quando a Sociedade comemorará seus 63 anos de criação. Ela também precisa acertar as urnas dos heróis que serão imortalizados na solenidade dos 85 anos da Revolução Constitucionalista.

7 DE JULHO DE 2017     :    -     SEXTA-FEIRA
Antes das 7 horas, tomo um ônibus ARMÊNIA e vou para o centro de SPAULO. Na Praça da Sé, defronte do TRIBUNAL DE JUSTIÇA, vejo vários carros antigos, ilustrando o cenário do JÚRI SIMULADO que acontecerá nesta manhã. Encontro várias pessoas com as roupas da época de 32. Entro no local onde já estão SIDNEI LOBO PEDROSO, coordenador do evento; MARIA LÚCIA CAMARGO, MAJOR PM ÉDSON GONÇALVES (da Escola Superior de Soldados), que comandará a encenação do 23 de maio em plena PRAÇA DA SÉ
A sede do Tribunal de Justiça de São Paulo é palco hoje (7) de lições de História, Direito e cidadania ao receber o júri simulado do Caso MMDC-32. Realizado no Salão do Júri do Palácio da Justiça, o evento conta com destacados operadores do Direito da atualidade representando as principais figuras do julgamento. Participantes vestidos com roupas de época dão vida ao período em que ocorreu o movimento constitucionalista de 1932, insurgência do povo paulista contra o governo de Getúlio Vargas e em favor da promulgação de uma nova Constituição.
O júri simulado é uma realização da Comissão do Acadêmico de Direito da Ordem dos Advogados do Brasil – Subseção Santana, em parceria com a Sociedade Veteranos de 32 e apoio do TJSP, Assembleia Legislativa, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros do Estado. O papel de juiz é desempenhado pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Paulo Dimas de Bellis Mascaretti; o promotor de Justiça é o deputado estadual Fernando Capez, ex-integrante do Ministério Público de São Paulo; e a defesa fica a cargo do advogado e conselheiro federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Luiz Flávio Borges D’Urso. Para o papel das testemunhas são chamados o jornalista Percival de Souza, o deputado estadual coronel Alvaro Batista Camilo (que representou o chefe da Força Pública), a delegada de polícia Elisabete Sato (como a responsável pelo inquérito policial), e o médico e perito forense Guido Palomba.
Antes do início dos procedimentos é realizada encenação na Praça da Sé do fatídico dia 23 de maio de 1932, quando os heróis Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo foram mortos durante manifestação contra o governo Vargas. A simulação é feita pelos alunos da Escola Superior de Soldados – “Coronel PM Eduardo Assunção”. A teatralização conta até mesmo com carros antigos, uniformes e armas da época.
O coordenador-geral do evento e presidente da Comissão do Acadêmico de Direito da 125ª Subseção da OAB (Santana), Sidnei Lobo Pedroso, agradece à Presidência da Corte a disponibilização do espaço. “Aquele que não valoriza seu passado, seu presente e futuro não têm valor”, declarou.
Gostaria de ter vivido em São Paulo no ano de 1932”, afirma o presidente da Sociedade Veteranos de 32 – MMDC, coronel Mário Fonseca Ventura. “Naquela época havia civismo e ética, qualidades em falta na sociedade de hoje.”
O consultor de história do júri simulado, professor Rodrigo Gutenberg, propôe que os participantes reflitam sobre a importância de pertencer a algum lugar e ter uma história de que se orgulhar. Já o vice-presidente da OAB SP, Fábio Romeu Canton Filho, que fala em nome do presidente, parabeniza o desembargador Paulo Dimas “pela excepcional gestão e parceria permanente com a OAB”.
Para o presidente Paulo Dimas, é uma alegria para a Corte ter “esse espaço da cidadania aberto para a sociedade paulista”. “Temos o empenho em resgatar e reforçar os valores da cidadania, a importância de uma Constituição”, ressalta o magistrado. Segundo ele, a Revolução de 32 “não foi um movimento separatista, foi um movimento constitucionalista”.
Em seguida começa a reconstituição do julgamento. D’Urso e Capez protagonizam um embate que cativa, emociona e instrui o público presente. Os dois argüem as testemunhas nos mínimos detalhes e estas, bem instruídas e cientes dos fatos históricos, desempenham brilhantemente seu papel.
O réu desse julgamento é a ditadura Vargas, que tomou o poder à força e destituiu o presidente democraticamente eleito”, diz o promotor em suas alegações finais. A defesa, por sua vez, lembra que “a maior expressão de uma nação democrática está no Tribunal do Júri”. “Quem matou? Foram simpatizantes? Foram infiltrados?”, indaga D’Urso. Segundo ele, na confusão da manifestação não foi possível determinar o autor dos disparos.
Após os debates, o meirinho (oficial de Justiça), papel desempenhado pelo juiz assessor da Presidência Valdir Ricardo Lima Pompêo Marinho, recolhe os votos dos 12 jurados e procede à contagem. Por 8 votos a 4, o governo Vargas é considerado culpado pelas mortes dos jovens Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo.
Saímos engrandecidos dessa aula de civismo”, declara Paulo Dimas, após ler sua sentença e encerrar o procedimento. “Tivemos uma programação intensa, mas emocionante.”
Ao final são chamados ao palco o poeta Paulo Bomfim, grande guardião da memória da Revolução Constitucionalista de 32, e Fiammetta Emendabili, filha do escultor ítalo-brasileiro Galileo Ugo Emendabili, autor do conjunto artístico e arquitetônico ‘Obelisco Mausoléu ao Soldado Constitucionalista de 1932’. “A trincheira de 32 é a pia batismal da democracia brasileira”, proclama Paulo Bomfim.
Medalhas – Na mesma ocasião é entregue a “Medalha de São Paulo”, insígnia criada em 1932 como forma de agradecimento aos combatentes. Por iniciativa da Sociedade de Veteranos de 32 – MMDC, o galardão foi recriado para reconhecer pessoas físicas ou jurídicas que tenham se destacado dignamente por relevantes serviços prestados.
Também prestigiam o júri simulado o comandante do Comando Militar do Sudeste, general de Exército João Camilo Pires de Campos; o subcomandante-geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo, coronel PM Mauro Cézar dos Santos Ricciarelli; o deputado federal Eduardo Bolsonaro; o 2º tenente Anderson Carlos da Silva, representando o comandante do IV Comando Aéreo Regional (Comar); o capitão-tenente Fylipe Borba, representando o comandante do 8º Distrito Naval; o secretário de Justiça do Município de São Paulo, Anderson Pomini; e o chefe da Assessoria Policial Militar do TJSP, coronel PM Sérgio Ricardo Moretti; além de magistrados, integrantes do Ministério público, defensores públicos, militares, advogados, acadêmicos de Direito, servidores da Justiça e demais espectadores.
Deixando o Tribunal de Justiça, em companhia do doutor BRUNO PIAGENTINI e RODRIGO GUTENBERG, vamos ao Metrô SÉ. Descemos na estação MARECHAL DEODORO e rumamos para o apartamento do doutor BRUNO. Ele, em seu carro, nos conduz até o restaurante VILLA FIORE. Ali, quatorze associados do MMDC, que irão receber o COLAR DA VITÓRIA, às 15 horas no Obelisco, estão almoçando. MARINEI CHALUB conduz essa atividade muito bem, auxiliando-me no impedimento, face minha participação no evento do Tribunal de Justiça. Ali encontro o CAPITÃO PM KAGE e PMs do TJM, representando o Juiz Presidente SÍLVIO HIROSHI OYAMA; MARIA CECÍLIA CALTABIANO PRADO e sua irmã (vinda do RIO DE JANEIRO para assistir a solenidade de imposição do COLAR DA VITÓRIA), WILLIAM MASCARENHAS e outros nossos associados.
Às 14:30 horas, vamos para o OBELISCO DO IBIRAPUERA. Ali encontramos outros associados que participarão do evento da entrega do COLAR DA VITÓRIA e da MOEDA COMEMORATIVA DOS 85 ANOS DA REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 32, além da Assembleia Geral Eleitoral (às 17 horas, que dará posse aos presidentes da Diretoria Executiva, Conselho Deliberativo e Conselho Fiscal, para o biênio 7 de julho de 2017 – 7 de julho de 2019). Contamos com a presença do CORONEL PM CARLOS EDUARDO FALCONI, Comandante do Radiopatrulhamento Aéreo e que me auxiliará no novo biênio como meu assessor especial. 
Recebem hoje o COLAR DA VITÓRIA:  
Cel PM                                Carlos Eduardo Falconi
Major PMBA                     José Luis Santos Silva (não pode receber a honraria)
Cap PM                                               Luiz Carlos Joaquim
Cap PM                                               Antonio Carlos Luz Magalhães
1º Tenente PM                Laudison Eduardo Geraldi
Subtenente PM               Marcos Roberto Galiani Tozzo
Subtenente PM               Marco Aurélio Ferreira
1º Sargento PM               Julio Cesar de Freitas Avallone
Cabo PM                             Diogo Rufino Franco da Silva
Cabo PM                             José Maria da Silva Santos
Cabo PM                             Juliano Veloso Carneiro
Cabo PM                             Rogério Aparecido de Lima
Cabo PM                             Osmar Batista da Silva Junior
Cabo PM                             Denis da Silva Amaral
Cabo PM                             Giovanilson de Oliveira Marques
SDPM                                   Roan Pablo Cunha B. de Alvarenga
Comendador                    Oldemar Luz
Dra.                                       Silvia Regina Giometti Luz Magalhães
Dr.                                         Sidnei Lobo Pedroso
Dr.                                         Adolfo Bolivar Savelli
Dr.                                         Edmo Luiz Pereira da Costa
Sr.                                          Nicanor Coelho Pereira Junior
Sr.                                          Antonio Carlos de Souza e Castro Araujo
Sr.                                          Angelo Madeira Neto
Sr.                                          Fabio Correa Xavier
Sr.                                          Guilherme Molina Fornazari Pereira
Sr.                                          Edson Machado Pinto
Um momento de confraternização no interior do OBELISCO. Depois da entrega do COLAR DA VITÓRIA passamos a brindar nossos associados com a moeda dos oitenta e cinco anos da revolução constitucionalista.
Antes da entrega da moeda o poeta JOSÉ JANTÁLIA declamou a poesia de PAULO BOMFIM – OS JOVENS DE 32.
Após a entrega da moeda temos a declamação de EDSON  - ORAÇÃO ANTE A ÚLTIMA TRINCHEIRA.
CHICO LUZ discorre sobre as origens da Bandeira Paulista.
Às 17 horas, todos os presentes assistem a Assembleia Geral Eleitoral, presidida pelo ANTONIO CARLOS LUZ MAGALHÃES e sua esposa, que secretaria a Assembleia. Tomam posse os presidentes da DIRETORIA EXECUTIVA (CORONEL PM MARIO FONSECA VENTURA), CONSELHO DELIBERATIVO (CORONEL PM ANTÔNIO CARLOS MENDES) e CONSELHO FISCAL (RODRIGO GUTENBERG). Deixamos o Obelisco quando já passam das 18 horas. MARINEI leva-me até GUARULHOS. Combinamos sair de GUARULHOS, amanhã, às 7 horas, para irmos para a PARADA CÍVICO-MILITAR do 9 de Julho.

O Diário Oficial publica a outorga do COLAR IBRAHIM DE ALMEIDA NOBRE.
 DECRETO Nº 62.677, DE 7 DE JULHO DE 2017 Dispõe sobre a outorga do Colar IBRAHIM DE ALMEIDA NOBRE - TRIBUNO DA REVOLUÇÃO PAULISTA GERALDO ALCKMIN, Governador do Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais, Decreta: Artigo 1º - Fica outorgado o Colar IBRAHIM DE ALMEIDA NOBRE - TRIBUNO DA REVOLUÇÃO PAULISTA, instituído pelo Decreto nº 46.820, de 11 de junho de 2002, aos Senhores: I – CARDEAL DOM ODILO PEDRO SCHERER; II – CEL. PM NIVALDO CÉSAR RESTIVO; III – ERI ARAÚJO DE ALENCAR; IV – GERALDO TENUTA FILHO; V – IVES GANDRA DA SILVA MARTINS; VI – JOÃO CARLOS FIGUEIREDO FERRAZ; VII – JOÃO CARLOS MARTINS; VIII – MARCOS ALBERTO SANT’ANNA BITELLI; IX – MARINA ZATZ DE CAMARGO ZABOROWSKY; X – PAULO MARCELO GEHM HOFF; XI – ROSANE GHEDIN; XII – BERENICE MARIA GIANNELLA. Artigo 2º - Este decreto entra em vigor na data de sua publicação. Palácio dos Bandeirantes, 7 de julho de 2017 GERALDO ALCKMIN Samuel Moreira da Silva Junior Secretário-Chefe da Casa Civil Saulo de Castro Abreu Filho Secretário de Governo Publicado na Secretaria de Governo, aos 7 de julho de 2017.
Face a solenidade de entrega do COLAR DA VITÓRIA, às 15 horas, no OBELISCO DO IBIRAPUERA, não pude comparecer no evento do PALÁCIO DO GOVERNO. O TENENTE-CORONEL PM ANDERSON LIMA, Vice-Presidente da Diretoria Executiva da Sociedade Veteranos de 32-MMDC, representou o Presidente.
8 DE JULHO DE 2017       :        -      SÁBADO
Ontem, 7 de julho, foi um dia de grandes acontecimentos. O JÚRI SIMULADO DO CASO MMDC-1932 foi um sucesso. O advogado SIDNEI LOBO PEDROSO, coordenador do JÚRI SIMULADO, merece nossos aplausos pela maneira como conduziu o magno evento. Já no ano passado essa criação do SIDNEI já havia dado certa, mas a repercussão em 2017 foi bem maior.
Esse sábado é de recuperação de forças. Ontem comemoramos os 63 anos da Sociedade Veteranos de 32-MMDC com a entrega do COLAR DA VITÓRIA. Em seguida, a Assembleia Geral Eleitoral (ANTONIO CARLOS LUZ MAGALHÃES na presidência, tendo como secretária a sua esposa SÍLVIA MAGALHÃES) deu posse aos novos presidentes. Vou para o meu quarto mandato como presidente da Diretoria Executiva (7 de julho de 2017 a 7 de julho de 2019).
Nesta manhã, pela internet, vejo imagens dos eventos de ontem. Ainda continuo com o problema da garganta inflamada. Logo cedo, MARINEI manda-me a mensagem do MAJOR da BAHIA. Ele veio a SÃO PAULO, com a família, para receber o COLAR DA VITÓRIA, mas, quando se encontrava no OBELISCO DO IBIRAPUERA, veio a triste notícia de que seu padrasto fora baleado numa tentativa de assalto. A família, desesperada, deixa às pressas o OBELISCO e retorna para a BAHIA. 

Amanhã, 9, a Casa Guilherme de Almeida promove a ação educativa gratuita Revisitando o 9 de Julho pelas palavras do poeta Guilherme de Almeida (foto). Me - diada por Tânia Cardenete, educadora do Museu, a atividade aborda alguns aspectos do Movimento Constitucionalista de 1932, a partir de textos de Guilherme de Almeida (1890-1969) escritos nesse período e trechos do Jornal das Trincheiras, editado pelo poeta. Os participantes irão conhecer itens do acervo do museu relacionados a esse período da história de São Paulo. O Movimento Constitucionalista, ocorrido entre julho e outubro de 1932, tinha o propósito de derrubar o governo provisório de Getúlio Vargas e convocar uma Assembleia Nacional Constituinte. Guilherme de Al - meida era ativo no movimento: criou a letra da música O passo do soldado, da Liga de Defesa Paulista, considerado o hino do grupo; era editor do Jornal das Trincheiras, responsável pela divulgação do movimento; alistou-se voluntariamente como soldado raso para lutar na cidade de Cunha (SP) e, ao final do conflito, foi preso e exilado em Por tugal, onde permaneceu por um ano. Casa Guilherme de Almeida Rua Cardoso de Almeida, 1.943 Sumaré – capital Dia 9, domingo, das 14h30 às 16 horas Informações e inscrições:(11) 3673-1883.


9 DE JULHO DE 2017   :     -     DOMINGO
MARINEI CHALUB vem me buscar às 7 horas para irmos ao IBIRAPUERA, onde teremos mais um 9 de Julho na história da Sociedade Veteranos de 32-MMDC. Por ser domingo, o trânsito está muito bom e chegamos no estacionamento da Assembleia Legislativa antes das 8 horas.
Ali encontramos muitos dos participantes do EXÉRCITO INFANTO JUVENIL ALDO CHIORATTO, capitaneados pelo CARLOS ANTONIO LUZ MAGALHÃES e sua esposa SÍLVIA, nossa Diretora da Juventude e principal organizadora dos mais de cem participantes nesta data. Dá gosto de ver as crianças fardadas de 32 ou com o uniforme da nossa PM. Percebe-se o contentamento deles em participar desse grandioso evento.
O CORONEL PM ANTÔNIO CARLOS MENDES chega logo em seguida. Vamos então para a Avenida PEDRO ÁLVARES CABRAL. Notamos o impecável policiamento que o coordenador do desfile CORONEL PM SÉRGIO FELLETO estabeleceu.
Encontramos muita gente conhecida perto do palanque: Juiz RICARDO MONTE SERRAT, que veio de RIBEIRÃO PRETO; ELZA BUZATTO, que hoje passa o Comando do Exército Constitucionalista para MARIA CECÍLIA CALTABIANO PRADO, DONA NADIR e sua filha LÍGIA (esta fardada com o uniforme de 32 tantas vezes usado pelo seu falecido pai AMADO RÚBIO), Dezenas de oficiais da PMESP, como é o caso do CORONEL PM CARLOS EDUARDO FALCONI, acompanhado de sua esposa (nomeado Assessor Especial do Presidente da Sociedade Veteranos de 32-MMDC); nosso vice-presidente da Diretoria Executiva TENENTE-CORONEL PM ANDERSON LIMA.
Com a chegada do Governador GERALDO ALKMIN, acompanho-o no recebimento das honras militares e a sua subida ao palanque.
Após o canto do HINO NACIONAL, vamos ter a passagem do Comando do Exército Constitucionalista, presidida pelo Comandante Geral, CORONEL PM NIVALDO CÉSAR RESTIVO.
MARIA CECÍLIA CALTABIANO PRADO, NOVA COMANDANTE DO EXÉRCITO CONSTITUCIONALISTA, LÊ A SEGUINTE ORDEM DO DIA AO SER EMPOSSADA NO CARGO:
NA FAZENDA MORAES , ALÉM DE QUELUZ A LUTA  NÃO COMEÇARA PROPÍCIA, POIS NOS PRIMEIROS CHOQUES A TROPA COMPOSTA DE VOLUNTÁRIOS  ENTUSIASTAS E FORTES, NÃO POSSUIA , O TRAQUEJO NECESSARIO: ESTAVA MAL ALIMENTADA, SEM CONDIÇÕES DE FAZER FOGO CONTRA O ADVERSARIO, NÃO OPONDO A RESISTENCIA NECESSARIA. GASTAVA-SE MUNIÇÃO INULTILMENTE EM RAJADAS CONTÍNUAS DE METRALHADORAS E DE FUZIS-METRALHADORAS. POR ESTES MOTIVOS HOUVE  MUDANÇA DE COMANDO E DE BATALHÕES. O CAPITÃO JOÃO BAPTISTA PRADO, OFICIAL MOÇO, OUSADO, CAPAZ, FOI UM DOS ENCARREGADOS DE REORGANIZAR A DEFESA. REUNIU HOMENS, ORGANIZOU AS TROPAS E AS DISPÔS . ESTAVA SEMPRE NAS TRINCHEIRAS QUANDO A FUZILARIA ERA MAIS INTENSA, DANDO SUA CORAGEM E SEU VALOR, TRANSMITINDO ISTO AOS SEUS  COMANDADOS,   ACANHANDO-SE ASSIM AS FORÇAS DITATÓRIAS  ANTE A RESISTENCIA EFETIVA E SOLENE. ATINGIDO POR UMA GRANADA DE AVIAÇÃO, NO PÉ DIREITO , MORDE DE DOR O PUNHO PRONUNCIANDO O NOME DE SEU FILHO  KLEBER .  O CAPITÃO PRADO, ANTES DE SER REMOVIDO PARA O HOSPITAL DE SANGUE DE CRUZEIRO, DESPEDINDO-SE DE SEUS COMPANHEIROS EXCLAMOU:” ISTO NÃO FOI NADA! EU VOLTO LOGO! MAS NÃO DEIXEM DE SUSTENTAR O FOGO”.  SUCUMBIU O PAULISTA, SEM NENHUMA QUEIXA SIQUER O QUE FOI CONTADO PELO PADRE SALESIANO, JOSE DE ALENCAR QUE ESTAVA PRESENTE, E  MINISTROU-LHE OS ULTIMOS SACRAMENTOS. APENAS COM 26 ANOS DE IDADE, O QUAL NÃO O CONHECEMOS, MAS NÓS E NOSSA FAMILIA FOMOS CRIADOS COM OS VALORES  E EXEMPLOS DEIXADOS , DOS QUAIS TEMOS ORGULHO LEGITIMO DE QUE ELE PERTENCEU A UMA NOVA  GERAÇÃO DE  HEROIS.  AO EVOCARMOS A JORNADA QUE OS  BRAVOS  ESCREVERAM COM SANGUE NO LIVRO DA  NOSSA HISTÒRIA, SENTIMOS EM NOSSO CORAÇÃO DE PAULISTA O CALOR DE UM IDEAL QUE NOS ORGULHA E A CHAMA DE UMA LEMBRANÇA QUE NÃO SE APAGA.  AO EVOCAR A LUTA DE 32, EM QUE SÃO PAULO, NUM SUBLIME SACRIFICIO, SE BATEU SOZINHO PELA CONSTITUCIONALIZAÇÃO DO PAÍS, DESPERTOU NOS BRASILEIROS  A VONTADE DE REVIVER O HEROISMO DE UMA RAÇA E ASSIM A  CHAGA DE UMA SAUDADE. HÁ EM CADA CORAÇÃO DE PAULISTA UM ALTAR, ONDE DIA E NOITE  ARDE A LÂMPADA VOTIVA DE GRATIDÃO E SAUDADE. PAULISTAS QUE ME OUVIS!  QUANDO A  9 DE JULHO, SÃO PAULO PEDIU A VÓS QUE O DEFENDESSEIS, VOS ATIRASTES EM SUA DEFESA COM TODA A PUJANÇA DE UMA RAÇA DE GIGANTES. “DENTRO DE UM CARNEIRO ESCONDE-SE TAMBÉM O LEÃO.” NO JAZIGO DE MINHA FAMILIA NO CEMITÉRIO SÃO PAULO HÁ UMA INSCRIÇÃO EM LATIM QUE EU GOSTARIA QUE GUARDASSEM  NO CORAÇÃO : “ PER ASPERA AD ASTRA” CUJA TRADUÇÃO É :” COM DIFICULDADES, MAS ATÉ AS ESTRELAS”. IRMÃOS PAULISTAS , NÓS TEMOS DEVERES QUE A HISTÓRIA  NOS IMPÔS: O DEVER DE IMORTALIZAR O IDEAL DA CAUSA CONSTITUCIONALISTA, O DEVER DE HONRAR AQUELES QUE COMBATERAM A TIRANIA POR UM BRASIL MELHOR , E DE PERPETUAR A TODOS , PAULISTAS E BRASILEIROS A RAZÃO DA ENTREGA DESTES JOVENS AO SACRIFÍCIO MÁXIMO. ESTA E A ORDEM DO DIA! LEMBRAI-VOS Ó PAULISTAS DE TUA HISTORIA. QUE DEUS ABENÇÕE A TODOS.  OBRIGADA!
Após a passagem de Comando do Exército Constitucionalista, chega a carreta dos bombeiros trazendo os despojos dos seis heróis de 32:

São condecorados com a MEDALHA CONSTITUCIONALISTA:
DEPUTADO FEDERAL RICARDO IZAR JÚNIOR;
JOÃO DÓRIA JUNIOR – PREFEITO DE SÃO PAULO;
VICE-ALMIRANTE ANTÔNIO CARLOS SOARES GUERREIRO – COMANDANTE DO 8º DISTRITO NAVAL;
GENERAL DE DIVISÃO ADALMIR MANOEL DOMINGOS – COMANDANTE DA 2ª REGIÃO MILITAR;
GENERAL DE BRIGADA RICARDO MIRANDA AVERSA – CHEFE DO ESTADO MAIOR DO COMANDO MILITAR DO SUDESTE;
CORONEL PM HELENA DOS SANTOS REIS – SECRETÁRIA DE ESTADO CHEFE DA CASA MILITAR;
CORONEL INTENDENTE FAB WALDEMAR ROBERTO CABRAL JORRI;
CAPITÃO DE MAR E GUERRA LUIZ CARLOS CARDOSO DINIZ – CAPELÃO DO 8º DISTRITO NAVAL;
CORONEL AVIADOR KENNEDY FERNANDES FERREIRA – COMANDANTE DA ALA 13 DO COMANDO DE PREPARO DA FORÇA AÉREA BRASILEIRA;
CORONEL PM ELIANE NIKOLUK SCACHETTI – COMANDANTE DO CPI-1;
CORONEL PM ERNESTO PUGLIA NETO – DIRETOR DE POLÍCIA COMUNITÁRIA E DIREITOS HUMANOS;
CORONEL PM MARCELO CORTEZ RAMOS DE PAULA – COMANDANTE DA ESCOLA SUPERIOR DE SARGENTOS;
CORONEL PM MAURO LOPES DOS SANTOS – COORDENADOR OPERACIONAL DO CORPO DE BOMBEIROS;
DOUTOR CHARLIE WEI MING WANG – DELEGADO DE POLÍCIA;
DOUTOR MÁRIO PALUMBO JÚNIOR – DELEGADO DE POLÍCIA;
DESEMBARGADOR SÉRGIO SEIJI SHIMURA – TRIBUNAL DE JUSTIÇA;
AISIN ISSA AHMED – JUIZ DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO;
EDSON DOS SANTOS DE OLIVEIRA – INSPETOR SUPERINTENDENTE MASC;
MARCON CENSONI DE ÁVILA E LIMA – MÉDICO;
LUIZ HENRIQUE DE ARAÚJO AZEVEDO – DIRETOR TÉCNICO DO DEPARTAMENTO DO INSTITUTO MÉDICO LEGAL DO ESTADO DE SÃO PAULO;
1º SARGENTO PM PAULO MAURINO;
GRUPO DE ESCOTEIRO CRUZ AZUL DE CAMPINAS;
2º SARGENTO PM ROBERTO CARLOS DE SOUSA REIS;
ALEXANDRE BANCHI – ESCOTEIRO;
CABO PM SYNTHIA CLEI MARQUES GOMES;
RONALDO LIGIERI SONS – PALESTRANTE;
SOLDADO FÁBIO LUIZ DA SILVA;
HELIODORO PEREIRA DE SÁ;
ALEXANDRE MATIAS GARDOLINSKI – PESQUISADOR HISTÓRICO MILITAR;
RICARDO MASSARU HORI – AGRICULTOR;
ANDRÉ LUIZ DE MIRANDA BARBOSA – MÉDICO; e,
JOSE FRANCISCO FERRAZ LUZ – ADVOGADO.  
A abertura do desfile CÍVICO-MILITAR é realizado pelo EXÉRCITO INFANTO JUVENIL “ALDO CHIORATTO”, causando muitas emoções e sendo aplaudido demoradamente pelos assistentes. Sinto-me realizado com essa aprovação unânime à apresentação das crianças fardadas de 32 ou mesmo usando a farda da Polícia Militar do Estado de São Paulo.
Estou ao lado do governador GERALDO ALCKMIN, do  prefeito JOÃO DÓRIA, do Presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador DIMAS MASCARETTI e ouço comentários favoráveis ao desfile.
Encerrada a PARADA CÍVICO-MILITAR, somos muito cumprimentados por dezenas de pessoas e é difícil chegar até a Assembleia Legislativa, para a sessão solene proporcionada pelo Deputado Estadual CORONEL PM TELHADA.
Nesta tarde é entregue a MEDALHA DA CONSTITUIÇÃO. Entre os que a recebem está o AFRÂNIO, de ITAPETININGA e o primo do AFRÂNIO, nosso CORONEL PM EDILBERTO DE OLIVEIRA MELO.
A sessão solene tem início com a simulação do 23 de maio de 1932, pelos soldados de PIRITUBA. Essa parte talvez seja a mais importante do evento.
Um fato muito triste vai acontecer quando o WILLIAM MASCARENHAS sente dores no peito. É socorrido de imediato pela assessoria policial militar da Assembleia e levado às pressas para o Hospital DANTE PAZZANESI. Ele está tendo um infarto. Isso estraga para mim todo o brilho dessa solenidade.
O CORONEL PM ANTONIO CARLOS MENDES vai me levar até o ponto de ônibus COCAIA. Retorno para casa com o coração apertado. WILLIAM é internado na UTI do DANTE PAZZANESI. Não temos outras notícias.   
     
Pronunciamento sobre o 9 de julho em JAHÚ, NÚCLEO JOÃO RIBEIRO DE BARROS, da Sociedade Veteranos de 32-MMDC.   
            Por meio desta, comunicamos a criação, em maio deste ano, do “Núcleo João Ribeiro de Barros” da Sociedade Veteranos de 32-MMDC. Este vem a assumir as funções de preservação da memória da Revolução Constitucionalista de 1932 em Jahu-SP.
            Como de praxe em Jahu, há duas décadas, faremos a celebração do aniversário de início da Revolução no dia nove de julho, na Praça da República (Jardim de Baixo). Este é o propósito maior do contato: um convite a participar de nossa celebração e tomar conhecimento de nosso trabalho. A solenidade tem início às 8h30min do dia nove de julho, com a Incorporação do Pavilhão Nacional. Às 9h, o início da celebração, propriamente dita.
            A festividade conta com as homenagens devidas, atuais e póstumas, àqueles que se fazem agentes importantes no concerto da sociedade brasileira e da Polícia Militar do Estado de São Paulo, na manutenção da Democracia e da Liberdade – conceitos basilares do Movimento Constitucionalista de 1932.
            Teremos a leitura de tradicionais orações de homenagem, canções e poesia relativas ao episódio e a sempre renovada reencenação histórica, desenvolvida por voluntários que atuam na representação artística. Também contamos com as tradicionais bandas de música de Jahu e região que vêm a abrilhantar o desfile e embalar a toda a celebração. Presença confirmada dos efetivos militares do Tiro de Guerra 02-019 e da Polícia Militar do Estado de São Paulo (com o Corpo de Bombeiros e outras Unidades), além de grupos civis, demais personalidades e autoridades.
            Aguardamos sua participação conosco, o que muito nos honra, e pedimos a confirmação por este mesmo endereço de email.
            Caso haja, também, o interesse na filiação em nosso Núcleo, nos colocamos à disposição para maiores esclarecimentos.

            Gratos pela atenção, nos despedimos manifestando os melhores votos, junto a nosso Patrono Dr. Antonio Fernando Reginato e o Comandante do 27º Batalhão de PM de SP Ten.Cel.PM JEFFERSON Bastos. Com um grande abraço e “Saudações Constitucionalistas”!
Estimada e respeitosamente,
Prof. Marcus Carmo – Presidente do “Núcleo João Ribeiro de Barros” da
Sociedade Veteranos de 32-MMDC

Face a um artigo tendencioso do jornal FOLHA DE SÃO PAULO sou obrigado a demonstrar o meu repúdio por algo tão ridículo e lanço no facebook a seguinte mensagem:
MEUS AMIGOS, MINHAS AMIGAS
COMO PRESIDENTE DA SOCIEDADE VETERANOS DE 32-MMDC QUERO AGRADECER TODOS QUE COLABORARAM PARA O ESTRONDOSO SUCESSO DO 9 DE JULHO DE 2017, O MELHOR DE TODOS, PRINCIPALMENTE POR CAUSA DO EXÉRCITO INFANTO JUVENIL ALDO CHIORATTO, UM EXEMPLO DE COMO DEVEMOS CUIDAR DE NOSSOS FILHOS!
MAS QUERO LEVAR AO CONHECIMENTO DE TODOS O PROFUNDO REPÚDIO A UM ARTIGO BARATO, TENDENCIOSO, VERDADEIRO LIXO, PUBLICADO NUM JORNAL QUE EU ACREDITAVA SER SÉRIO.
"SÃO PAULO GASTA R$900 MIL POR MÊS COM PENSÃO AOS VETERANOS DE 1932"
ISSO CHEGA A SER ATÉ UMA COVARDIA. DESCONHECE O AUTOR DO MALDOSO TEXTO QUE A VIÚVA DO COMBATENTE DE 1932 GANHA MENOS QUE UM SALÁRIO MÍNIMO, UMA VERDADEIRA ESMOLA !!!! 
AS VIÚVAS DOS COMBATENTES DA SEGUNDA GRANDE GUERRA GANHAM O SALÁRIO DE UM TENENTE !!!!!!!!!
A SOCIEDADE VETERANOS DE 32-MMDC CONSIDERA UM LIXO ESSA PUBLICAÇÃO. NÃO SEI QUAL A VERDADEIRA INTENÇÃO QUANTO A ESSA PÚBLICAÇÃO, MAS É UMA ABERRAÇÃO QUE PRECISA SER EXECRADA POR TODOS NÓS CONSTITUCIONALISTAS !!!!!!!!!

JOSÉ D´AMICO BAUAB, membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo escreve no O ESTADO DE SÃO PAULO:
USP, GRANDE LEGADO DE 32
Os 85 anos do Movimento Constitucionalista convidam a refletir sobre seus legados: o Estado Democrático de Direito como bandeira a ser permanentemente desfraldada e a Justiça Eleitoral como infatigável guardiã da democracia brasileira. Outra herança palpável é a Universidade de São Paulo (USP). O antropólogo CLAUDE LÉVI-STRAUSS, que nela lecionou por alguns anos a partir de 1935, diz categoricamente, no documentário SAUDADES DO BRASIL, que a USP é produto da Revolução Constitucionalista de 1932. FRANCISCO ALAMBERT, em seu livros USP – 80 ANOS DE HISTÓRIA, segue a mesma senda do lendário docente francês. Em pronunciamento recente na Câmara Municipal paulistana, o emérito sociólogo JOSÉ DE SOUZA MARTINS, relembrando o entusiasmo do prócer constitucionalista JÚLIO DE MESQUITA FILHO no planejamento da Cidade Universitária, também endossou essa relação causal histórica. De fato, a USP democratizou o acesso à educação e à cultura e empregou, de maneira vanguardista entre nós, o trinômio ensino-pesquisa-extensão, servindo de espelho para que DARCY RIBEIRO e ANÍSIO TEIXEIRA criassem a Universidade de BRASÍLIA. Por isso a intelectualidade brasileira forjada na USP ou dela decorrente devia olhar sem ranços ideológicos e com isenção acadêmica para a luta constitucionalista de 1932.

O jornal O ESTADO DE SÃO PAULO publica duas páginas sobre a Revolução Constitucionalista neste 9 de Julho A-22  e A-23.
Na A-22 – REBELDES DE 32 PEDIRAM AVIÕES AOS EUA – Conforme registo do ITAMARATY, no RIO, grupo chegou a pagar cerca de 825 mil cruzeiros por 6 aeronaves; ministério de GETÚLIO impediu entrega.
Também nesta página está um artigo de ANTÔNIO PENTEADO MENDONÇA – 1932, OITENTA E CINCO ANOS DEPOIS.
Já na página seguinte, vamos encontrar uma imagem sugestiva de WILLIAM MASCARENHAS com as crianças fardadas de 32 (foto tirada no ensaio final de 2 de julho na Escola Superior de Sargentos). O título é TRIBUTO FAMILIAR NO DESFILE DOS 85 ANOS.



Nenhum comentário: