segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

INTERVENÇÃO NO RIO DE JANEIRO - MEUS CRÉDITOS À COMUNIDADE BARRO BRANCO

Intervenção no Rio de Janeiro.
1 postagem de 1 autor
 
Atribuir
satoshichiba
17 de fev
Outros destinatários: cbb-ninho@googlegroups.com
 
,
A NTERVENÇÃO NA SEGURANÇA PÚBLICA DO RIO DE JANEIRO É A SOLUÇÃO PARA A CRISE?

Essa Intervenção, embora necessária, é apenas uma medida paliativa sem nenhuma resolutividade definitiva. Apenas trará a sensação de segurança enquanto perdurá-la. Assim que terminar o período intervencionista a escalada criminal voltará à normalidade e a polícia continuará enxugando o gelo, como sempre. Sabemos que a solução para minorar substancialmente a crise é a reformulação total do Código Penal, Processo Penal e Leis de Execuções Penais, objetivando torná-las mais "duras" mormente nos chamados crimes hediondos  e mais, há que haver mudança no atual Sistema de Segurança Pública para privilegiar a repressão. Para atender essa altíssima demanda criminal, todos os órgãos policiais deveriam realizar o Ciclo Completo de Polícia, conforme já há proposta legislativa nesse sentido, para que nenhum crime fique impune. Precisa haver uma correspondência biunívoca: para cada crime cometido deverá corresponder uma responsabilização penal. Desculpem-me os que o defendem, mas o políciamento ostensivo, por ser de eficácia momentânea, só é indispensável num determinado evento onde haja grande concentração de público: shows, jogos de futebol, manifestações pública, etc. No cotidiano não é tão necessário, pois só com o endurecimento substancial das leis acima exposadas já funcionará como fator inibidor da prática de crimes. O políciamento ostensivo, fazendo um paralelo, pode ser comparado a uma bexiga cheio de ar: aperta-se num ponto e o ar desloca-se para outro ponto. Como não há efetivo e nem recursos para apertar simultaneamente todos os espaços, então não seria mais lógico, eficiente e barato tentar esvaziar a bexiga furando-a? Esse ato de furar a bexiga é a repressão. Mas como atender essa gigantesca demanda criminal? A solução de aplicação mais rápida e menos onerosa para o Estado seria que todos os órgãos policiais, inclusive as Guardas Municipais e os Agentes Penitenciários, porque não, cada qual no âmbito de sua jurisdição, passassem a realizar o Ciclo Completo de Polícia. Porém, para atender aos aspectos da eficiência e efetividade, além dos vários órgãos policiais, há que se implantar em substituição ao atual inquérito policial, um instrumento de persecução criminal que seja mais simples, ágil e barato. Para tanto, poder-se-ia criar um formulário padronizado nacionalmente que seja de fácil e rápido preenchimento, O atual Inquérito Policial que é um instrumento arcaico, formalístico, ineficiente, burocrático e oneroso seria extinto, como já se discutiu aqui nesse fórum. Essa é a minha opinião, depois de acumular por mais de 30 anos de experiência na área, objetivando contribuir para a resolução da grave crise por que passa a Segurança Pública. É como diz o nosso amado Cel. Giraldi: " Como querer resultado diferente fazendo sempre do mesmo jeito!"
 

 

 
Um forte abraço a todos.

Nenhum comentário: