domingo, 27 de maio de 2018

23 DE MAIO DE 2018 - QUARTA-FEIRA


AGRACIADOS COM A MEDALHA MMDC EM 23 DE MAIO DE 2018 NO MONUMENTO MAUSOLÉU AO SOLDADO DE 32 - OBELISCO DO IBIRAPUERA
O GENERAL-DE-EXÉRCITO LUIZ EDUARDO RAMOS BAPTISTA PEREIRA, COMANDANTE DO EXÉRCITO SUDESTE, OCUPA O 1º LUGAR.

DIA     V I N T E     E    TRÊS      DE     MAIO    DE     2018    -    QUARTA-FEIRA.
81 anos, quatro anos e 26 dias de idade.
Início de minhas memórias – 9 de julho de 1950
DIA 319º DO ANO 68º - MÊS 11º
59 anos e 352 dias na PMESP.
59 anos e 103 dias na ESCOLA DE OFICIAIS – 21 384 dias – 513 864 horas.
54 anos e 260 dias da DECLARAÇÃO À ASPIRANTE A OFICIAL
30 anos e 73 dias no Posto de Coronel – 362 meses e 12 dias.
6 anos e 321 dias na Presidência da Sociedade Veteranos de 32-MMDC.
11 707 dias CORONEL - 26 anos e 161 dias na reserva.
11 440-282 764                           11 707-280 272                            11 270-230 864.
DIA DE SÃO JOÃO BATISTA DE ROSSI. Foi sacerdote e, segundo os estudos religiosos, nasceu perto de GÊNOVA, em 1698; passou quase toda a sua vida em ROMA, onde praticou eminentes atos de caridade a serviço dos pobres e dos prisioneiros italianos. Também foi grande apóstolo do confessionário. Por isso, SÃO JOÃO BATISTA DE ROSSI é considerado o “SÃO VICENTE DE PAULO DE ROMA”. Criou a PIA UNIÃO DE SACERDOTES, a CASA DE SÃO LUIZ GONZAGA e a CASA DE SANTA GALLA. Morreu em 1764.

681 a. na tentativa de tomar o trono francês, EDUARDO III, rei da INGLATERRA, começa uma invasão ao território da FRANÇA e dá início à GUERRA DOS CEM ANOS, em 23 de maio de 1337. O conflito, intermitente entre os países, se estendeu por mais de um século.
588 a. durante a GUERRA DOS CEM ANOS, JOANA D´ARC (1412-1431) é capturada pelos franceses na cidade francesa de COMPIÈGNE, no dia 23 de maio de 1430. Nos meses seguintes, ela seria vendida aos ingleses, julgada e queimada na fogueira em 1431.
520 a. da descoberta do caminho para as ÍNDIAS. Ao aportar em CALICUTE, na ÍNDIA, em 23 de maio de 1498, o português VASCO DA GAMA tornou-se o primeiro navegador a estabelecer uma rota marítima entre a EUROPA e o ORIENTE. Ele foi escolhido pelo rei de PORTUGAL, doma MANUEL I para comandar a esquadra com quatro embarcações (duas naus, uma caravela e um barco com suprimentos). Durante a longa jornada, VASCO DA GAMA enfrentou inúmeras dificuldades e perigos que testaram suas habilidades náuticas e de liderança.
520 a. da execução de GIROLAMO SAVONAROLA, na praça da SENHORIA, em 23 de maio de 1498. O PAPA ALEXANDRE VI apressou-se em constituir um tribunal para julgar o prior SAVONAROLA. Foi executado com seus dois companheiros mais fiéis, que haviam insistido em partilhar sua sorte, os freis DOMÊNICO BUONVINCINI e SILVESTRE MARUFFI. Os três dominicanos foram enforcados, seus corpos queimados, as cinzas lançadas no rio. Os condenados morreram sem pronunciar uma só palavra. SAVONAROLA nasceu em FERRARA, em 21 de setembro de 1452, numa família originária de PÁDUA. Destinado à medicina, recebeu formação literária e científica completas. Mas JERÔNIMO, como é conhecido, era dono de uma natureza contemplativa, intransigente e exaltada. Preferia a solidão, para assim poder se dedicar à filosofia de ARISTÓTELES e TOMÁS DE AQUINO. Um sermão ouvido na cidadezinha de FAENZA, no norte da ITÁLIA, desencadeou sua vocação. Em 23 de abril de 1475, com 22 anos, fugiu para BOLONHA, onde vestiu a túnica dos dominicanos. Dois dias depois de ter sido recebido pelos religiosos, JERÔNIMO escrevia ao pai que ele havia entrado para o convento tinha sido por horror às impiedades e ignomínias que assolavam o mundo. Depois de desempenhar por um ano as funções de jardineiro e alfaiate, dedicou-se ao ensino. Em 1482, foi transferido do convento de SANTA MARIA DOS ANJOS, de BOLONHA, para o de SÃO MARCOS, em FLORENÇA. Ali, foi promovido para assumir a instrução dos noviços. Para SAVONAROLA, DEUS falava por sua boca. Essa certeza não tomou conta de seus pensamentos subitamente: ela foi se insinuando; mas, depois de tê-lo penetrado, lançou âncora, reforçada pelo fato de suas primeiras previsões terem se realizado: a morte de INOCÊNCIO VIII, de LOURENÇO, MAGNÍFICO, a queda dos MÉDICI, a invasão francesa. Essa idéia de que DEUS falava por sua boca o tornou orgulhoso. A fama de monge humilde prosperou, e ele foi convocado a ser o pregador da catedral de NOSSA SENHORA DA FLOR, em FLORENÇA, onde ficou por oito anos. Ele falava contra os adornos das mulheres, e aquelas que o ouviam precipitavam-se a se desfazer de seus vestidos e jóias. O orador clamava contra os vícios do século, contra a corrupção que pervertia o mundo. As reformas que o irmão JERÔNIMO introduziu entre os seus foram a expressão de sua fé, de seu desejo de um regresso aos costumes mais simples. Em seus sermões, continuava a criticar a tirania dos MÉDICI, e começava a atacar a depravação da corte romana onde reinava o PAPA ALEXANDRE VI. LOURENÇO, O MAGNÍFICO, tentou apaziguar essa oposição cuja influência sobre o povo crescia sem parar. SAVONAROLA permaneceu surdo às ofertas mais sedutoras, dizendo: “A resposta ao MÉDICI é que ele faça penitência, pois DEUS se apressa para puni-lo, a ele e a sua família”. Em 1490, LOURENÇO, O MAGNÍFICO, morreu. Como seu filho tinha sido expulso, SAVONAROLA tornou-se o mais importante personagem do Estado. Foi ele quem se encarregou das negociações florentinas com CARLOS VIII da FRANÇA. Perturbado pelos ataques dirigidos à sua pessoa, ALEXANDRE VI ofereceu-lhe o arcebispado de FLORENÇA e o chapéu de cardeal. SAVONAROLA rejeitou a tudo isso. As ferozes críticas do pregador prosseguiram, e o PAPA o convocou para se justificar em ROMA, em 1495. SAVONAROLA recusou-se a obedecer o PAPA e então foi proibido de pregar. Mas retornou ao púlpito com uma violência redobrada. Em 13 de maio de 1497, SAVONAROLA foi excomungado pelo PAPA ALEXANDRE VI. Mas a ordem pontifícia foi desconsiderada por ele. A peste se abateu então sobre FLORENÇA. SAVONAROLA decidiu se submeter ao julgamento divino, pela prova do fogo: mas um seguidor se ofereceu para atravessar as chamas em seu lugar. BUONVINCINI, acompanhado por SAVONAROLA, compareceu para a prova. Mas uma violenta chuva molhou de tal maneira a fogueira que não mais foi possível ser acesa. SAVONAROLA declarou que DEUS tinha acabado de manifestar sua desaprovação em relação à prova projetada. No dia seguinte, o convento de SÃO MARCOS foi atacado por uma multidão enfurecida. Os religiosos, entrincheirados, opuseram uma resistência vigorosa aos atacantes. Manejados pelos monges, bombardas e arcabuzes impunham seu castigo. Cinco dos assaltantes foram mortos e três dos dominicanos, entre os quais o irmão de SAVONAROLA. Foi então que o PAPA ALEXANDRE II constituiu um tribunal para julgar o prior.
443 a. primeiro terremoto que sofre a cidade de SAN SALVADOR, em 23 de maio de 1575.
400 a. protestantes atiram comissários do SACRO IMPÉRIO ROMANO pela janela do Palácio Real de PRAGA, que caem sobre um monte de esterco, em 23 de maio de 1618. O episódio, conhecido como a SEGUNDA DEFENESTRAÇÃO DE PRAGA, deu início à GUERRA DOS TRINTA ANOS. O conflito, que envolveu o SACRO IMPÉRIO ROMANO-GERMÂNICO, católico, e um vasto conjunto de cidades e principados alemães protestantes, apoiados pela SUÉCIA, pelos PAISES BAIXOS e depois também pela FRANÇA católica, só terminou em 1648, com grandes transformações tanto políticas como econômicas para todos os países envolvidos.
284 a. nasce FRANZ ANTON MESMER, médico alemão, em 23 de maio de 1734, descobridor do magnetismo animal e do hipnotismo.
211 a. surge em MONTEVIDÉU o primeiro jornal da cidade, ESTRELLA DEL SUR, em 23 de maio de 1807.
196 a. começa a construção da primeira ferrovia pública para transporte regular de cargas e passageiros do mundo. Em 23 de maio de 1822, na INGLATERRA. A estrada, inaugurada três anos depois, ligaria as cidades britânicas de STOCKTON e DARLINGTON, de 40 quilômetros  de extensão.
183 a. nasce JOSÉ ALVES DE CERQUEIRA CÉZAR, no dia 23 de maio de 1835. Formado em direito pela Faculdade do Largo de São Francisco (turma 1860). Promotor Público em Itapetininga. Subscritor do Manifesto Republicano (1870). Secretário e Presidente do Partido Republicano Paulista. Inspetor do Tesouro do Estado (1889). Vice–Presidente  do Estado (1891/92 e de 1892/1996). Presidente do Estado Interino (1891/92). Senador Estadual (1897/ 1911). Presidente do Senado Estadual (1898/1902). Eleito Senador da República, mas renunciou antes de assumir.
165 a. ARGENTINA aprova a constituição que vigora até hoje, com emendas, em 23 de maio de 1853.
162 a. nascimento do Presidente EPITÁCIO DA SILVA PESSOA, em UMBUZEIRO, na PARAÍBA, em 23 de maio de 1856.
140 a. Banco Municipal de Empréstimos inicia suas operações em BUENOS AIRES no dia 23 de maio de 1878.
129 a. GENERAL CASTRO, na COLÔMBIA, encabeça a rebelião restauradora que depõe o presidente IGNÁCIO ANDRADE, em 23 de maio de 1899.
122 a. nasce JOÃO RODRIGUES GONÇALVES, em BRAGANÇA PAULISTA, no dia 23 de maio de 1896. Participou, como sargento, da luta constitucionalista de 1932, tendo sido promovido a 2º TENENTE por sua brava contribuição a esta empreitada cívico-revolucionária. Em 1937 foi reformado no posto de CAPITÃO, por apresentar graves problemas respiratórios. ADHEMAR DE BARROS o convocou para compor sua equipe de segurança pessoal em 1938. Nomeado pelo Chefe do Executivo como Delegado de Polícia em MONTE MOR para o biênio 1940-1941, destacou-se por seus conhecimentos jurídicos, senso de justiça e capacidade de administrar conflitos, em um período marcado por conturbações sociais na região. Posteriormente, quando da emancipação político-administrativa do município de ELIAS FAUSTO, por meio do Decreto nº 14.334, de 30 de novembro de 1944, que fixou o quadro territorial para vigorar em SÃO PAULO no período de 1945-1948, foi designado e empossado pelo Interventor FERNANDO COSTA a partir de 1º de janeiro de 1945, como prefeito e assumiu interinamente a gestão do recém-criado município, realizando profícua administração. Foi vereador na legislatura de 1956 a 1959.  Acometido por AVC, faleceu em 28 de outubro de 1972. Muito querido pela população local, uma grande multidão de concidadãos compareceu ao seu féretro para apresentar-lhe as derradeiras homenagens, bem como expressiva representação de Oficiais da Reserva da Polícia Militar, seus antigos companheiros de Milícia. Oficial vocacionado e homem público correto e empreendedor, JOÃO RODRIGUES GONÇALVES constitui paradigma dos muitos policiais militares que, pelo respeito granjeado em suas comunidades, contribuíram, ao longo da história, no exercício de funções públicas, para o engrandecimento e o progresso do Estado de São Paulo.  
120 a. das publicações no jornal DIÁRIO POPULAR de 23 de maio de 1898: houve explosão de bomba de dinamite no chalé do senhor EULÁLIO DE CARVALHO, superintendente da empresa do GUARUJÁ, a uma hora da madrugada. A bomba foi colocada embaixo do aposento do doutor EULÁLIO DE CARVALHO e no que dormiam as filhas deste senhor que, por felicidade inaudita escapara de morrer.
Atribui-se o atentado a um criado estrangeiro há dois dias despedido e que ontem apareceu nas imediações do hotel. O delegado de polícia partiu de SANTOS, com uma escolta para capturar o criminoso.
GENERAL THOMAZ CANTUÁRIA, ministro da Guerra, remeteu ao Congresso Nacional a proposta para a fixação da força federal no ano vindouro, marcando 28.150 praças de pret distribuídas proporcionalmente de acordo com os quadros em vigor.
GENERAL BLANCO ARENAS, governador da ILHA DE CUBA, declarou ao governo espanhol que os navios americanos atacaram o porto de GUANTÁNAMO, trazendo a bandeira espanhola arvorada.
O presidente MacKINLEY insiste no seu propósito de querer e mandou dez mil homens para tomas as FILIPINAS.
Um sindicato inglês ofereceu para vender à ESPANHA diversos navios de guerra. 
119 a. das publicações no jornal DIÁRIO POPULAR, edição de 23 de maio de 1899: na faina de tudo destruir, em prol dos cofres públicos, o Congresso do Estado, de quatro anos a esta parte, procura a extinção da BRIGADA POLICIAL. Assim é que há tempos dissolveu dois batalhões e pelo projeto número 50, apresentado na sessão de 20 do corrente, propõe-se a dissolução de mais um. No artigo 4º desse projeto, diz a ilustre comissão de Justiça – Não haverá na Força Pública do Estado oficiais adidos, agregados ou graduados.
Diz a GAZETA DE UBERABA, a respeito do prolongamento da MOGIANA, que é de opinião que todo o esforço deveria convergir para ligar MINAS a GOIÁS por meio de viação férrea, concorrendo mesmo a deputação dos dois Estados para que se apressasse este grandioso cometimento, tal é o seu valor e o impulso que MINAS, GOIÁS, e MATO GROSSO traria esta obra de interesse nacional.
Foi preso ontem na MOÓCA, quando procurava passar uma nota falsa de 50$, que queria vender por 15$ ao senhor FRANCISCO FERREIRA GOMES, proprietário de uma chácara ali, um indivíduo de nome BARMUNIDE HESPANHOL.
O Senado estadual aprovou, hoje, em segunda discussão, projeto que autoriza o poder executivo a abrir o necessário crédito para pagar à Companhia de Estrada de Ferro BRAGANTINA o que à mesma for devido pela garantia de juros, durante o prazo de que neste exercício o Estado é responsável.
O senhor Senador Estadual JORGE DE MIRANDA apresentou hoje, à consideração dos seus pares, um projeto de lei, extinguindo a repartição de ANÁLISES QUÍMICAS e transferindo para a Escola Politécnica os respectivos aparelhos e instrumentos.
LONDRES – O “TIMES” desmente a notícia publicada por alguns jornais americanos de COLOMBO, no PANAMÁ, onde diz-se que o cruzador americano “DETROIT” foi posto a pique pela canhoneiro “SAN JACINTHO”, da REPÚBLICA DE NICARAGUA.    
114 a. das publicações nos jornais sobre a guerra da ALEMANHA contra os herreros nas montanhas de ONJATI, em 23 de maio de 1904. As tropas alemãs na ÁFRICA não conseguiram cercar as forças indígenas porque uma das colunas com 531 homens e 4 peças de artilharia não conseguiu tomar posição em tempo para evitar a retirada dos herreros para o lado do leste. Estava-se tornando esta campanha colonial uma espécie de CANUDOS para a ALEMANHA.
112 a. falece o escritor HENRIK JOHAN IBSEN no dia 23 de maio de 1906. Nasceu em 20 de março de 1828, em SKIEN, na NORUEGA. Em 1º de junho daquele ano foi sepultado com honras de Estado no cemitério VAR FREISERS. Sua biografia foi lançada em 20 de março, data em que registrei o seu nascimento.
110 a. nasce SÍLVIO CALDAS, em 23 de maio de 1908. Alçado à fama pela participação em programas de rádio (MAYRINK VEIGA, SOCIEDADE, TUPI, NACIONAL), SÍLVIO não se fez só em cima do vozeirão; era compositor reconhecido. Fez melodia à altura da incrível letra de CHÃO DE ESTRELAS, do parceiro ORESTES BARBOSA. A canção é considerada a obra-prima da dupla: “A porta do barraco era sem trinco/ Mas a Lua furando nosso zinco/ Salpicava de estrelas nosso chão/ Tu pisavas nos astros distraída/ Sem saber que a ventura desta vida/ É a cabrocha, o luar e o violão.”
Existe um lugar onde SÍLVIO CALDAS é lembrado anualmente. É CONSERVATÓRIA, a 140 quilômetros do RIO. É nesse distrito da cidade fluminense de VALENÇA que se realiza o FESTIVAL DA SERESTA (desde 1998) que leva o nome do representante maior do gênero. A festa é grande, e toma a praça principal.
“Tivemos a idéia quando ele morreu, para preserva sua memória. Pensei: se o festival der certo, seu nome estará perpetuado. E deu! CONSERVATÓRIA tornou-se a capital da seresta no BRASIL”, diz MARIA VITÓRIA SOUZA GUIMARÃES LEAL. Pedagoga e responsável pelo núcleo da Terceira Idade da Universidade de NOVA IGUAÇU, ela é, acima de tudo, fã incondicional de SÍLVIO CALDAS. “Ele tinha uma voz maravilhosa, um estilo próprio e inconfundível, era capaz de interpretações magistrais e só cantou músicas genuinamente brasileiras”.
Em 23 de maio de 2008, o CADERNO 2 (O ESTADÃO) publica: CHÃO DE ESTRELAS PARA OS 100 ANOS DE SÍLVIO CALDAS. Seresteiro que morreu em 1998 e que hora completaria seu centenário pode ter relançados seus discos da ARIOLA.
CAMILA CALDAS tem 30 anos, orgulha-se de ser filha de um dos maiores cantores que o País já conheceu, mas a maior parte das pessoas com quem ela convive não sabe de quem se trata. Mesmo no ano de seu centenário, SÍLVIO CALDAS, que morreu aos 89 anos, há uma década, não tem tido o nome lembrado. “Eu conheço só porque era meu pai, senão dificilmente eu saberia”, admite CAMILA, nascida quando ele já era septuagenário.
Entre seus pares, SÍLVIO, intérprete de sambas e serestas, foi o que teve vida e carreira mais longas: ORLANDO SILVA se foi aos 63 anos; FRANCISCO ALVES, aos 54; NELSON GONÇALVES, aos 79; MÁRIO REIS e VICENTE CELESTINO, aos 74. Contrariando as várias despedidas, o “caboclinho querido”, que nasceu em 23 de maio de 1908, deixou de cantar aos 87 anos – a última apresentação foi na companhia do grupo TROVADORES URBANOS, em SÃO PAULO.
Empurrada pela efeméride, a SONY BMG estuda em 2008 o relançamento de discos que ele gravou pela ARIOLA (há mais de 30 em seu catálogo).
105 a. grande número de admiradores, antigos amigos e literatos foram hoje ao PANTHEON, em PARIS, visitar o túmulo de VICTOR HUGO, comemorando o vigésimo quinto aniversário do seu nascimento. Foram colocados ramos e flores.
107 a. (MINAS) O governo cuida atualmente com empenho de desenvolver no Estado a criação de carneiros para a produção de lã, hoje importada em sensível quantidade pelas várias fábricas de tecidos que MINAS possui (O ESTADO de 23 de maio de 1911).
106 a. (UBERABA) como noticiamos, projetava a municipalidade contratar com a empresa SILVA & COMP. a exibição de fitas cinematográficas, de assuntos científicos e industriais para os alunos de todas as nossas escolas. (publicado no jornal O ESTADO DE SÃO PAULO de 23 de maio de 1912).
106 a. nasce meu tio ANTÔNIO PINTO DA FONSECA, em 23 de maio de 1912. Morre com apenas doze anos. Irmão de minha mãe ALICE DA FONSECA VENTURA.
106 a. NORDEUSTSCHE LLOYD freta o maior transatlântico do mundo, o IMPERATOR, de 52 mil toneladas, em 23 de maio de 1912.
103 a. ITÁLIA declara guerra à ÁUSTRIA, em 23 de maio de 1915, abandonando sua neutralidade para intervir na PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL ao lado dos britânicos e franceses.
92 a. FRANÇA declara o LÍBANO república em 23 de maio de 1926.
86 a. do DIA DA JUVENTUDE CONSTITUCIONALISTA DE 1932. Pela manhã, o interventor Federal em São Paulo, Embaixador PEDRO DE TOLEDO declara: “O trabalho diabólico desenvolvido no RIO, por alguns políticos coligados, visa enfraquecer minha autoridade e impedir a solução do caso paulista”.
Por volta das 16 horas, realiza-se na Praça do Patriarca, o comício monstro em favor do restabelecimento da autonomia do Estado e da reconstitucionalização do país. O povo em massa dirige-se aos CAMPOS ELÍSEOS e exige por meio de discursos inflamados a organização do secretariado do governo em consonância com a vontade do povo.
E nessa oportunidade que assomando â janela do palácio o professor FRANCISCO MORATO anuncia a escolha dos novos secretários do Interventor Federal.
O Secretariado ficou assim constituído: Educação - Dr JOSÉ RODRIGUES ALVES SOBRINHO; Agricultura – FRANCISCO DA CUNHA JUNQUEIRA; Fazenda – PAULO MORRAIS BARROS; Justiça – Professor WALDEMAR FERREIRA; Viação – FONSECA TELLES; Departamento de Organização Municipal – JOAQUIM SAMPAIO VIDAL; Prefeitura da Capital – GODOFREDO DA SILVA TELES.
No cair da tarde e o surgir da noite a massa humana se agiganta pelo Pátio do Colégio, ruas e praças contíguas. Populares sacam de suas armas e fazem disparos para o ar a guisa de salvas no momento em que SILVA GORDO passa a Secretaria da Justiça a WALDEMAR FERREIRA. O povo, não satisfeito com as vitórias alcançadas dirige-se à sede dos jornais: “RAZÃO”, órgão de OSVALDO ARANHA, o “CORREIO DA TARDE”, de MIGUEL COSTA, incendiando-os.
Daí o povo ruma contra a sede da LEGIÃO REVOLUCIONÁRIA, o PARTIDO POPULAR PAULISTA, o qual era chefiado por MIGUEL COSTA nos altos da Rua BARÃO DE ITAPETININGA, esquina da PRAÇA DA REPÚBLICA.
Por volta das 20:30 horas na PRAÇA DA REPÚBLICA o povo atacava a sede do PPP, instalado à Rua BARÃO DE ITAPETININGA, número 60 (hoje Prédio 298, esquina da Praça). A fuzilaria é intensa de lado a lado. Todos os lampiões de gás nas imediações e as poucas lâmpadas estavam quebradas por tiros. Os atacantes, uns atrás das árvores, outros deitados, defendiam-se, atacavam e socorriam os feridos. As ambulâncias ficam postadas nas Ruas SÃO LUÍS, 7 DE ABRIL e 24 DE MAIO. Enquanto um mulato distribuía munições, o povo lutava desesperadamente a fim de invadir o prédio.
Quando era meia-noite, os atacantes já tinham duas baixas: EUCLYDES MIRAGAIA e ANTÔNIO AMÉRICO DE CAMARGO ANDRADE, morador de CAMPINAS. Alguns atacantes conseguiram trazer um bonde e o colocaram, como muralha, parado à porta do prédio.
Era uma hora e trinta minutos da madrugada quando DRÁUSIO MARCONDES DE SOUZA, ao forçar a porta do prédio, foi alvejado mortalmente vindo a falecer no dia 28 devido aos ferimentos recebidos. DRÁUSIO tinha apenas 14 anos, morador na Rua OSCAR FREIRE, ferido na fossa ilíaca esquerda. O tiro saiu na fossa ilíaca direita.
A luta já durava horas, mas os atacantes não esmoreciam. Havia muita gente ferida e não se sabia ao certo o número de mortos.
Naquela madrugada sangrenta, naquele desespero, muitas pessoas deixaram os abrigos e avançaram para o prédio com o propósito de tomá-lo. Num destes ataques MARIO MARTINS DE ALMEIDA foi atingido por uma rajada de balas no peito no meio da Rua BARÃO DE ITAPETININGA. Não é decorrido muito tempo quando soldados acercaram-se do prédio, assestam uma metralhadora, fazem disparos e recebem um comunicado que transmitem aos populares dizendo que os sitiantes se rendiam e iam desocupar o prédio, o que realmente aconteceu.  
 MÁRIO MARTINS DE ALMEIDA morre ao ser removido para o pronto-socorro da polícia central. Foram feridos também: IGNÁCIO CRUZ, de 21 anos, solteiro, residente à avenida D.PEDRO I, número 7, no IPIRANGA, com dois ferimentos produzidos por balas, na perna direita; SEBASTIÃO BERNABÉ VERGUEIRO DOS SANTOS, de 33 anos, residente à Rua VITÓRIA, número 144, com um ferimento perfuro contuso na perna esquerda; PAULO RIBEIRO, advogado, residente à Rua OSCAR PORTO, número 43, com ferimento perfuro contuso no antebraço direito; MOACYR DE OLIVEIRA, de 21 anos, residente à Rua ANTÔNIO DE GODÓI, 91 com ferimento de bala penetrante da cavidade torácica; JOÃO BAPTISTA DE OLIVEIRA FILHO, de 21 anos, solteiro, residente à Rua SOUZA LIMA, número 24, com ferimento perfuro contuso na fronte frontal esquerda; ORLANDO DE ALVARENGA, de 32 anos, casado, empregado de cartório, residente à Rua MARANHÃO, com ferimento perfuro contuso na região lombar, que viria a falecer em 12 de agosto; SEBASTIÃO ALVES DE OLIVEIRA, de 19 anos, copeiro, com ferimento de bala na região glútea direita; FRANCISCO ANTÔNIO VALENTE, de 19 anos, morador na Rua 21 de Abril, número 313, com ferimento de bala no braço esquerdo e no peito; DOMINGOS NÓBREGA FILHO, de 21 anos, açougueiro, morador à Alameda Santos, número 362, com um ferimento perfuro contuso produzido por bala no pé direito e outro na coxa do mesmo lado.
Horas depois, as iniciais dos nomes dos mortos haverão de formar a sigla da sociedade, a princípio secreta, que viria a ser forja e martelo da revolução constitucionalista: MMDC.
O poeta da Revolução Constitucionalista, GUILHERME DE ALMEIDA, canta em “A SANTIFICADA”: “E houve uma noite de heroísmo/ Que marcou o teu batismo de glória;/ e por isso é que Tens quatro letras gravadas/ Nas quatro estrelas douradas/ Do topo: MMDC.
MÁRIO MARTINS DE ALMEIDA nasceu em São Paulo, no dia 8 de fevereiro de 1901. Era filho do CORONEL JULIANO MARTINS DE ALMEIDA e de Dona FRANCISCA ALVES DE ALMEIDA. Foi estudante do MACKENZIE COLLEGE, tendo terminado os seus estudos sobre a direção do Professor ALBERTO KULLMAN. Era fazendeiro em SERTÃOZINHO estando naquele dia, isto é, 23 de maio de 1932 (31 anos) em São Paulo, de passagem em visita a seus pais. Foi sepultado no Cemitério da CONSOLAÇÃO.
EUCLIDES BUENO MIRAGAIA nasceu em SÃO JOSÉ DOS CAMPOS, no dia 21 de abril de 1911. Era filho de JOSÉ MIRAGAIA e de Dona EMÍLIA BUENO MIRAGAIA. Foi aluno da Escola de Comércio “CARLOS DE CARVALHO” de onde se transferiu no 3º ano para a ESCOLA DE COMÉRCIO “ÁLVARES PENTEADO”. A 23 de maio de 1932 (21 anos) quando foi ferido e morto era auxiliar de um Cartório em São Paulo.
DRAÚSIO MARCONDES DE SOUZA era um jovem estudante. Nasceu em São Paulo em 22 de setembro de 1917. Era filho de MANOEL OTAVIANO MARCONDES DE SOUZA e de dona OTÍLIA MOREIRA DA COSTA MARCONDES. Ferido no dia 23 (15 anos incompletos) falecia no dia 28 de maio de 1932, a 1 hora e 50 minutos.
ANTÔNIO AMÉRICO DE CAMARGO ANDRADE, nasceu no dia 3 de dezembro de 1901. Filho de NABOR DE CAMARGO ANDRADE e dona HERMELINDA NOGUEIRA DE CAMARGO. Era casado e residente em CAMPINAS. Morreu em 23 de maio de 1932 (31 anos) deixando viúva dona INALAH TEIXEIRA DE CAMARGO e 3 filhos: CLÉSIO, YARA e HERMELINDA.
Os restos mortais dos heróis repousam no Monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista de 1932, no IBIRAPUERA, Capital.   
AURELIANO LEITE lembra que o MMDC começou num jantar num restaurante da RUA DAS FLORES, hoje SILVEIRA MARTINS, o “POSILIPO”. Foi a 24 de maio, e “éramos apenas quatro” em torno à mesa: “J. A. SAMPAIO VIDAL, membro do governo empossado, PRUDENTE DE MORAIS NETO, PAULO NOGUEIRA FILHO e eu”.
Trataram de abreviar a refeição, logo puseram mãos à obra. Daí a duas horas estavam reunidas no salão de chá do CLUBE COMERCIAL (à Rua LÍBERO BADARÓ) “VINTE E TRÊS PESSOAS DISPOSTAS A TODO SACRIFÍCIO”; J.A. SAMPAIO VIDAL, pelo governo; PAULO NOGUEIRA FILHO, CESÁRIO COIMBRA, FRANCISCO MESQUITA e AURELIANO LEITE, pelo Partido Democrático; FRANCISCO ALVES DOS SANTOS FILHO, EDGAR BATISTA PEREIRA, BERNARDO DE MORAIS e ALBERTO AMERICANO, pelo Partido Republicano Paulista; CARLOS DE SOUZA NAZARETH e BRENO FERRAZ, pela Associação Comercial; ANTÔNIO CARLOS PACHECO E SILVA, pelas classes liberais; CAPITÃO ANTÔNIO PIETCHER, técnico militar; ROBERTO VITOR CORDEIRO, JOSÉ TELES MATOS, GASTÃO SARAIVA, HERMAN DE MORAIS BARROS e FLÁVIO BATISTA DA COSTA, pelos estudantes; MOACIR BARBOSA, VALDEMAR SILVA e BRÁULIO SANTOS, pelos bancários; JORGE SOUZA REZENDE e TIAGO MASAGÃO FILHO”. Assinaram no outro dia a ata da reunião: SÍLVIO DE CAMPOS, JÚLIO MESQUITA FILHO e ANTÔNIO PEREIRA LIMA.
Alguns dias depois, EDGAR BATISTA PEREIRA lembrou os quatro mortos de 23 de maio para patronos espirituais da sociedade, que até então se chamava GUARDA PAULISTA. Representar-se-iam pelas iniciais: após alguns debates a sugestão foi aceita e daí a GUARDA ficou sendo a MMDC. Dividindo a cidade em vários setores, confiando cada qual a uma liderança, em menos de dez dias já contava a MMDC com cerca de cinco mil homens.
Na primeira vez em que apareceu em público, tinha a MMDC este Conselho Diretivo: SÍLVIO DE CAMPOS, PRUDENTE DE MORAIS NETO, CARLOS DE SOUZA NAZARETH, ANTÔNIO PEREIRA LIMA, ANTÔNIO CARLOS PACHECO E SILVA, AURELIANO LEITE e CAPITÃO ANTÔNIO PIETCHER (como assessor militar). Num domingo, a concentração e parada aconteceu no CANINDÉ. Compareceram mais de mil chefes e sub-chefes de grupos. “Assombrou a cidade e alarmou o BRASIL”, daí a pouco, sabendo de tudo pelos boatos as proporções foram multiplicadas.
O Governo de SÃO PAULO oficializou a MMDC em 10 de agosto – e entregou sua direção a um decenvirato: LUIZ PIZA SOBRINHO, PRUDENTE DE MORAIS NETO, JOSÉ CÁSSIO DE MACEDO SOARES, LÉVEN VAMPRÉ, ANTÔNIO CARLOS DE ABREU SODRÉ, JOAQUIM CELIDÔNIO FILHO, ELIAS MACHADO DE ALMEIDA, CESÁRIO COIMBRA, JAIME LEONEL, MÁRIO BASTOS CRUZ, ABELARDO VERGUEIRO CÉSAAR, ALARICO SOARES CAIUBI e CARLOS DE SOUZA NAZARETH. Esse decenvirato prosseguiu até o fim do Movimento Constitucionalista.
Em seguida a esse Conselho Geral, a MMDC compreendia três grandes divisões: a DIREÇÃO GERAL DO ABASTECIMENTO, a INTENDÊNCIA GERAL e o DEPARTAMENTO DE FINANÇAS.
Originalmente, a MMDC instalou-se na FACULDADE DE DIREITO. Passou-se, depois, para o antigo edifício do FORUM à Rua do Tesouro, esquina da 15 de Novembro (onde depois foi instalada a Caixa Econômica Estadual). Depois com a ampliação de seus serviços veio a instalar-se na Escola de Comércio ÁLVARES PENTEADO. 
86 a. da reforma do GENERAL DE BRIGADA MIGUEL COSTA – 23 DE MAIO DE 1932. MIGUEL COSTA foi promovido a GENERAL DE BRIGADA pelo DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO de 11 de novembro de 1930. O BOLETIM DO EXÉRCITO publicou o ato da promoção em 15 de novembro daquele ano. Foi ele designado para assumir o Comando da 3ª Brigada de Infantaria da 2ª Região Militar. No dia 5 de dezembro de 1930 foi designado Secretário de Estado dos Negócios da Segurança Pública. No dia 29 de abril de 1931 foi designado COMANDANTE GERAL DA FORÇA PÚBLICA.
85 a. nascimento de JOAN COLLINS, atriz britânica, em 23 de maio de 1933.
84 a. Em 1934, no dia 23 de maio, emblemático para a alma paulista, depois de cumprimentos ao Irmão do quadro, Alexandre de Albuquerque, pela homenagem que recebera do Instituto de Engenharia, como um importante engenheiro civil de S. Paulo e pela sua atuação na Revolução Constitucionalista, Guilherme de Carvalho, dizendo que aquela era a “data anniversaria da libertação paulista”, pedia que a sessão fosse encerrada, em homenagem a ela e aos jovens mortos em 32. E Roca Dordal, inflamado, referia-se “à posição injusta em que, por todos os meios, procurava a dictadura collocar S. Paulo, que, muito embora vencido nos seus altos desideratuns pela eventualidade de circunstâncias ligadas à força, assim não se considerava; devido a nobreza da causa que defendera, e graças a sua força moral, ao progresso a que soube elevar-se, conseguiu o fim que almejava, e mantém-se firme e admirável na conquista do justo e do direito, não só para o seu bem, mas para o do Brasil – não discrepou do lugar de destaque em que o colocaram os seus antepassados; antes mesmo continuou o seu traçado de luta e de glória, impondo-se à admiração mundial”. Poderia, até, ter terminado sua fala, com a citação de um pequeno trecho do vibrante “Minha Terra”, oração de bandeirantismo do Irmão Ibrahim Nobre, o tribuno de São Paulo (3). Fazendo jus ao seu título distintivo, na São Paulo de Piratininga, a Loja firmava-se como a Piratininga de São Paulo. Em julho, promulgada a nova Constituição brasileira, pela qual lutara S. Paulo, em 32, Roca Dordal tecia comentários sobre a instituição maçônica e a luta de São Paulo: “A reunião de quatro confrarias, em Londres, em 1717, dá origem à Maçonaria – que um grupo de homens destemidos, fortes, cansados da tyrania e da escravidão, que envolvia a nação e, podemos dizer, a Europa, resolveram traçar novos princípios regeneradores dos costumes da Humanidade sofredora. É a Maçonaria — que em breve seria forte bastante para pôr um dique ao despotismo universal. Mas essa seita, essa reunião de homens de ideaes e de vontades inquebrantaveis, teve de preparar sua lucta sem treguas ao obscurantismo e á oppressão. Agrupados esses homens de costumes puros, de energia e coragem para os mais duros sacrificios, entraram a pregar no meio da sociedade com o mais absoluto sigilo, escolhendo os homens, que dedicados até ao sacrifício, desejavam uma Humanidade melhor. E o sacrificio é necessario! Não há na historia da Humanidade uma conquista que não custasse rios de sangue e sacrificios sem conta, áquelles que primeiro se opuzerão ao arbitrio e á tyrania. São Paulo recolhe os beneficios de uma Constituição, pelo sacrificio dos que não se submetteram ao capricho de uma dictadura, de um poder discricionario e tyranico. É o fim que almejavam os sinceros maçons, cujos sacrificios serão pequenos, em face da vitoria alcançada”. Infelizmente, a frágil Constituição de 1934, não garantiria a continuidade de um regime realmente democrático, como viria a comprovar o golpe de 10 de novembro de 1937.
81 a. morre JOHN D. ROCKEFELLER, empresário norte-americano, em 23 de maio de 1937.
79 a. parlamento britânico aprova plano, em 23 de maio de 1939, para tornar a PALESTINA independente em 1949.
65 a. da instalação da VOLKSWAGEN no BRASIL, em 23 de maio de 1953. Foi em um galpão no bairro do IPIRANGA. Com motor 1.200, o modelo era apenas montado (as peças vinham da ALEMANHA), assim como a veterana KOMBI. O próximo passo importante na trajetória da marca foi o início das operações, três anos depois, da fábrica da VIA ANCHIETA, em SÃO BERNARDO DO CAMPO. Já no ano seguinte, a primeira novidade: a KOMBI passa a ser fabricada no BRASIL. O FUSCA seguiria o mesmo passo a partir de 1959. Curiosamente, a inauguração oficial da fábrica de SÃO BERNARDO deu-se, somente, nesse ano. Daí para a frente, uma série de mudanças foi introduzida no modelo. O FUSCA resistiu por muitos anos, inclusive com versões a álcool. Ele foi descontinuado em 1986, mas voltou entre 1993 e 1996. Somando os dois períodos, as vendas no atacado (da montadora para as revendas) atingiu a marca de três milhões, trinta e sete mil e cento e noventa unidades. O KARMANN-GHIA durou bem menos. Apelidado de “Fusca de fraque”, o modelo se destacava pelas linhas elegantes. Sua produção começou em 1962 e se estendeu até 1976. Enquanto o KARMANN-GHIA ia sendo produzido, a VOLKS lançava, em 1969, o SEDAN 1.600 quatro portas e a VARIANT- a versão II só chegou em 1977. Em 1970 chegou o TL. A marca voltou a atacar em 1972  com os SP-1 e SP-2, que duraram até 1976. Com aceitação bem maior, a BRASÍLIA foi lançada em 1973 e durou até 1982 Já o PASSAT marcou época como o primeiro VW nacional a utilizar motor refrigerado a água, montado na dianteira. Ele chegou em 1974 e resistiu até 89. A história da marca entraria em nova fase em 1980, ano que marca o lançamento do GOL. O carro começou com o propulsor derivado do FUSCA. A diferença é que ele ficava montado na dianteira. No ano seguinte surgiu o sedan VOYAGE e m 82 chegavam a perua PARATI e a picape SAVEIRO, todos derivados do GOL. Em 1984, a montadora aposta no segmento de luxo e passa a oferecer o SANTANA, que dura até hoje. Sua versão perua, a QUANTUM, chegou em 1985. O maior destaque dos anos 80 e 90 foi mesmo a família GOL. Os modelos foram sendo aperfeiçoados, ganhando versões mais sofisticadas e motores mais modernos. Em 88, o carro sai com sistema de injeção eletrônica, inédito até então entre os nacionais. A versão popular chegou em 93, com motor 1.0 e, em 94, os traços da carroceria ficaram arredondados. A chamada Geração 3 chega em 99, deixando o GOL mais moderno por dentro e por fora. Em 2000, chega o motor 1.0 16 V turbo. Os fatos importantes de 2002 foram o início da produção do POLO e o recorde de   3 645 770 GOL vendidos.     
56 a. ex-general francês, RAOUL SALAN, é condenado por um tribunal militar a prisão perpétua, em 23 de maio de 1962. Ele comandou o golpe de Estado dos generais da ARGÉLIA.
55 a. FIDEL CASTRO é o primeiro estrangeiro a receber o título de herói da UNIÃO SOVIÉTICA, em 23 de maio de 1963.
54 a. MARECHAL-DO-AR MÁRCIO DE SOUZA E MELLO, então Comandante da QUARTA ZONA AÉREA, lê a Ordem do Dia alusiva ao 23 de maio de 1964 ao pé da placa de bronze que assinala, na Praça da República, o local em que tombaram MARTINS, MIRAGAIA, DRÁUSIO e CAMARGO. A FORÇA AÉREA BRASILEIRA vinha pela primeira vez à PRAÇA DA REPÚBLICA proclamar a sua inteira identificação com os jovens de SÃO PAULO, com a mocidade estudantil da terra abençoada. Vinha assegurar, também, que os ideais de 1932, eram os mesmos daqueles que a tudo se dispuseram para livrar o BRASIL da desordem, da corrupção, do comunismo internacional, quando da Revolução de 1964.
54 a. das anotações em 23 de maio de 1964 (sábado). ANO 14º - MÊS 11º - DIA 319º = 5 anos e 353 dias na FORÇA PÚBLICA – 260 dias como aspirante (último dia como aspirante) – 247 dias no BATALHÃO DE GUARDAS.
Finalmente terminará o meu período na FORÇA PÚBLICA como ASPIRANTE A OFICIAL, que demorou pouco mais de oito meses.
Como hoje é sábado, passo um dia muito sossegado, nada havendo que toldasse a paz em meu lar.
Às 17:30 horas, vou com minha mulher ao CINE VERA e assistimos a um filme famoso, cheio de intensidade. Trata-se do “EL CID”. Mostra a figura lendária de DOM RODRIGO, conhecido como EL CID CAMPEADOR que, em 1080 D.C unificou os cristãos e mouros da ESPANHA contra o inimigo comum. Surge no reinado de DOM AFONSO, rei de CASTELA, ASTÚRIAS E LEÃO. Falecendo o rei, o trono é tripartido entre os irmãos SANCHO, FERNANDO e DONA TERESA URRACA. EL CID CAMPEADOR consegue a vitória espanhola, apesar das brigas entre os irmãos. O filme é dotado de sensibilidade ao mostrar o amor entre o EL CID e DONA JIMENA.   
53 a. das anotações dos fatos acontecidos em 23 de maio de 1965 (domingo) - ANO 15º - MÊS 11º - DIA 318º - 6 anos e 353 dias na FORÇA PÚBLICA - 365 dias como 2º TENENTE - 612 dias no BATALHÃO DE GUARDAS.
Já faz mais de um mês que não vou a POÁ, visitar meus pais. Aproveitando que hoje já estou bem melhor do resfriado, resolvo ir embarcar para a terra de meus pais quando são 7 horas.
Consigo tomar o trem das 8 horas, na estação do BRÁS, iniciando uma viagem sacrificada: o comboio vai cheio. Apesar de tudo aprecio o passeio, principalmente tendo em vista o domingo estar radiante, cheio de sol, alegre portanto.
Em POÁ, converso com muitos conhecidos antes de ir à casa de meus pais. É dia de feira e quase todos saem para fazer compras, ainda mais que o tempo está convidativo para tal.
Encontro-me com os soldados ALCIDES, VALLE, ELZIO, ROQUE, MIGUEL, Carcereiro CALIM, e outros cidadãos que estão sempre com os militares da cidade. Como já faz muitos dias que não vou a POÁ, temos diversos assuntos que servem de comentários. Os soldados querem saber se é verdade que para o segundo semestre não irá funcionar a Escola de Cabos, coisa que foi confirmada pelo Boletim Geral da Corporação na sexta-feira. Não teremos Escola de Cabos tão já. A FP está estruturando seus quadros e também estão suspensos todos os outros cursos. O quadro de escreventes, segundo voz corrente no Quartel General, será extinto definitivamente.
Visito o Posto Policial. Ali converso com o CABO WALTER PRADO, que comanda interinamente o Destacamento, visto o 2º SARGENTO NELSON RIZZO, titular, estar dispensado das funções (dois acidentes em sua família obrigaram-no a pedir cinco dias de dispensa do serviço).
Quando estou indo á casa de meus pais, encontro-os na Rua 26 de Março. Já sabem que eu estou na cidade. No lar paterno encontro meu irmão CARLOS que todo fim de semana vem de RIO CLARO, onde trabalha no BANCO DO BRASIL, para passá-lo com seus pais e sua noiva.
Almoço com eles. Meus pais sempre puxam o famoso assunto da herança de meu avô FONSECA, a qual ainda não foi solucionada, continuam as brigas na família.
À tarde, não saio. Ouço as últimas partidas pelo Torneio RIO-SÃO PAULO. O PALMEIRAS, campeão, joga e ganha com reais méritos do BOTAFOGO DE FUTEBOL E REGATAS por 3 a 0. O CORINTHIANS, no MARACANÃ, luta com o VASCO DA GAMA e empata por 1 a 1.
São quase 19 horas quando deixo o lar de meus pais. Antes de iniciar o retorno para SÃO PAULO, procuro dar um passeio por POÁ. Encontro-me com tio WASHINGTON, nomeado recentemente sub-delegado. Como está se enfronhando na vida do Destacamento, procura ficar comigo durante algumas horas. Com o jeep do Posto Policial vou até CALMON VIANA, à casa do SOLDADO WÁLTER LEME, por sinal desertor e que andou dizendo que precisava falar comigo. O quatro é triste, miserável, onde se nota cinco crianças vivendo com seus pais num só cômodo, dormindo numa só cama. A ROSA saiu do Hospital da CRUZ AZUL hoje;  trouxe consigo o quinto rebento, de apenas alguns dias de existência. O WÁLTER não está trabalhando em lugar algum, não tem meios de providenciar a alimentação para a sua prole e a coisa é dolorosa de ser assistida. Naquele cômodo vivem sete existências apenas pelo fato de terem de viver. O WÁLTER quer se apresentar no Presídio Militar "ROMÃO GOMES" e pagar a sua dívida para com o crime de deserção. Quer que eu o apresente em tal lugar, ficando acertada a data de 25 do corrente, visto amanhã ser Ponto Facultativo na Força Pública. Ele irá me procurar no BATALHÃO DE GUARDAS. É a única solução no caso presente. Assim sua família poderá receber algum provento enquanto estiver preso e, posteriormente, procurará um outro serviço e recomeçará vida nova. Deixo seu lar bastante pessimista; para mim ele não me procurará e sua família sofrerá muito daqui por diante.
No centro de POÁ vou-me encontrar com alguns conhecidos da VILA AURORA. São mais de meia-noite e encontro minha mulher apavorada, acordada ainda. É que defronte de casa, de sábado para domingo, o senhor FRANCISCO, que vivia sozinho, comete o crime de suicídio, enforcando-se.
O corpo foi encontrado suspenso numa das vigas da área dos fundos de sua casa, por um fio de ferro, somente nesta manhã. Quando passei cedo, às 7 horas, ainda não se notara o que acontecera na madrugada deste domingo. A vizinha é que descobriu o quadro tétrico ao lhe levar café hoje cedo. Minha rua viveu momentos de expectativa e minha esposa cometeu a leviandade de ir ver o enforcado, estando agora neste estado de medo.
FRANCISCO vivia só. Era impotente. Não casara e não conseguiu unir-se a uma companheira, embora tentasse isso algumas vezes. Desesperado, sozinho, sem família, encerrou seus dias hoje num laço formado por um fio de ferro, suspenso por ele numa viga da área dos fundos de seu lar, onde colocou a cabeça, para se projetar no espaço, após a ajuda de uma cadeira.
Não muito longe da VILA AURORA, num lugar denominado MANDAQUI, duas praças sofreram morte quase que instantânea ao lutarem contra um malandro conhecido pela alcunha de "SANTISTA". Ambos eram soldados do 9º BP e tentaram efetuar a detenção de tal elemento, que atacava uma jovem de 16 anos. Esse é outro caso que também muito se falou destes lados onde moro. A morte andou presente no sábado e no domingo, fazendo das suas e surpreendendo pela maneira como se processaram os casos.
São quase duas horas da madrugada quando vou deitar. Minha esposa necessitava do conforto moral para poder esquecer o que vira pela manhã. 
52 a. do relato dos fatos acontecidos em 23 de maio de 1966 (segunda-feira). ANO 16º - MÊS 11º - DIA 317º - 7 anos e 353 dias na FORÇA PÚBLICA - 730 dias como 2º TENENTE - 48 dias na 3ª Companhia do 10º BP.
Nesta segunda-feira reinicio as atividades na futura 2ª Companhia Independente. Parece que nesta semana a Câmara vai aprovar o projeto de lei que nos dá a verba de quase dois milhões de cruzeiros para pagar os aluguéis do prédio onde iremos instalar a Companhia.
Às 11 horas, viajo no ônibus VILA AURORA com o 2º TENENTE QOAA NERCÍLIO VAZ DE LIMA, do Serviço de Engenharia.
Na PONTE GRANDE, embarco no GUARULHOS VIA TRANQUILIDADE. Encontro-me com o 1º SARGENTO Músico IRENO, meu conhecido dos tempos do BATALHÃO DE GUARDAS e que foi meu amanuense quando eu era secretário (1964).
Na Companhia, chego às 12:15 horas, bem antes do CAPITÃO JAIR e do ASPIRANTE NELSON NUNES FERNANDES.
Primeiramente, discuto com algumas praças o problema de aulas que pretendo lhes ministrar a partir da próxima segunda-feira (dia 30), nos salões do CLUBE RECREATIVO. Hoje temos as assinaturas de mais de vinte soldados que pretendem ser meus alunos.
Leio os últimos Diários Oficiais. No de sábado temos a transferência para a reserva do MAJOR FRANKLIN MARCONDES PRESMANN, do Serviço de Fundos, no posto de CORONEL. Nesse mesmo DO temos a promoção do MAJOR ANTÔNIO BRAGA ao posto de TENENTE-CORONEL.
Esta segunda-feira é de muito frio. Grande parte do expediente transcorre vazio e não gosto nada de ficar parado. Parece que as coisas da 2ª Companhia Independente não andam nesta data.
Às 19 horas, deixo a Companhia, juntamente com o ASPIRANTE NELSON NUNES FERNANDES que hoje está muito pessimista. O seu carro não pegou de jeito nenhum e teve de vir de ônibus para GUARULHOS.
Faço uma viagem boa no ônibus de GUARULHOS. Em compensação, sofro num ônibus por demais cheio que, além de tudo isso, é o VILA ALBERTINA. Desço defronte do quartel do CFA e venho a pé até em casa.
Passo pelo lar do TENENTE NILSON GIRALDI para saber detalhes da Festa de amanhã no CFA - FESTA DO ESPADIM.
Em casa, assisto o filme do canal 4 - O FUGITIVO.
52 a. da nomeação do Sr GERALDO FARIA MARCONDES no cargo de RELAÇÕES PÚBLICAS da Diretoria Executiva, em 23 de maio de 1966. Consta da ata registrada naquela data, da posse da nova diretoria. 



2 018      :      -       QUARTA-FEIRA

Vamos comemorar, hoje, o DIA DA JUVENTUDE com dois eventos marcantes: às 10 horas e às 15 horas (este, somente para os associados da Sociedade Veteranos de 32-MMDC.
Encontro a MARINEI e o GABRIEL na PRAÇA FERNANDO PRESTES. A viagem de ônibus e depois de metrô não é boa. No carro da MARINEI vamos para o OBELISCO DO IBIRAPUERA. Muitos oficiais da PMESP estão já presentes: CORONÉIS PM SÉRGIO FELLETO, ÉRICO HAMMERSCHIMIDT JÚNIOR, JOÃO SILVA SOARES CASTILHO, NELSON GUILHARDUCCI, JOSÉ DO CARMO GARCIA, EDUARDO RODRIGUES ROCHA, JOSÉ EDUARDO STANELIS DE AQUINO, ALEXANDRE GASPAR, GASPARIAN, MÔNICA PULIT DIAS FERREIRA e muitos outros. Logo vamos recepcionar o GENERAL-DE-EXÉRCITO LUIZ EDUARDO RAMOS BAPTISTA PEREIRA, Comandante do Exército SUDESTE, a mais alta autoridade que vai participar do evento. O GENERAL RAMOS está acompanhado do CORONEL MOURA. Quer conhecer o Monumento Mausoléu ao Soldado Constitucionalista de 32. Acompanho-o nessa visita rápida ao interior do Obelisco. O CAPITÃO CASTELLO BRANCO está presente. Ele conhece o GENERAL RAMOS e quer tirar fotos ao seu lado. HAMILTON TADEU, CLÓVIS, e outros fotógrafos vão registrar essa solenidade. O GENERAL RAMOS é agraciado com a MEDALHA MMDC. Na primeira fileira, o Comandante Geral, CORONEL PM MARCELO VIEIRA SALLES entrega a medalha juntamente comigo; na segunda fileira cabe ao CORONEL PM ANTONIO CARLOS MENDES entregar a MMDC ao lado do SubCmt PM FERNANDO ALENCAR MEDEIROS.
GENERAL DE EXÉRCITO
LUIZ EDUARDO RAMOS BAPTISTA PEREIRA
TENENTE BRIG DO AR
PAULO JOAO CURY NÃO COMPARECEU
MAJ BRIG DO AR
JOSE AUGUSTO CREPALDI AFFONSO
GENERAL DE BRIGADA
PAULO ALIPIO BRANCO VALENÇA
CAP DE MAR E GUERRA
LUIS FERNANDO BAPTISTELLA
CORONEL
ARISTOTELES MARTINS ROCHA
CAP DE FRAGATA
MIRIAN ROSE DA COSTA MAZZOLENI
CEL PM
FERNANDO ALENCAR MEDEIROS - RECEBEU A MEDALHA ONTEM NO Q.C.G.
CEL PM
NELSON GUILHARDUCCI
CEL PM
LOURIVAL DA SILVA JUNIOR
CEL PM
MARCELO VIEIRA SALLES
CEL PM
ROGERIO SILVA PEDRO
CEL PM
JOSE DO CARMO GARCIA
CEL PM
LIBENCIO FREIXO
CEL PM
SEBASTIÃO CORRÊA DE CARVALHO
COMANDANTE GCM
CARLOS ALEXANDRE BRAGA
SUBTEN BM
SYLVIO ERNESTO COCCHIARELLA FILHO
DOUTOR
LEVI D'OLIVEIRA
DOUTOR
EDUARDO JOSÉ TOMANIK
DOUTOR
LEONARDO KAMEL SAAB
DOUTOR
FÚLVIO T. ROSSETTI
DOUTOR
RONY DONIZETI TAVARES HUGUENIN
DOUTORA
ROSEMEIRE SILVA MONTEIRO
DOUTORA
PATRICIA HARICH
DOUTORA
ANNA STOIANOV GIOVANOLLI
DOUTORA
KÁTIA BOULOS
DOUTORA
GISELE FLEURY CHARMILLOT
PROFESSORA
CRISTINA MARTINS DE CAMARGO
SD PM – PRES. APMDFESP
ANTONIO FIGUEIREDO SOBRINHO
SR
RODRIGO DE PAULA CAIRES
SR
JOSE CARLOS CARONE

2º BPM/M CORONEL HERCULANO DE CARVALHO E SILVA
Depois da solenidade da parte da manhã, acompanhado do CARLOS ALBERTO ROMAGNOLI e MARIA LÚCIA CAMARGO, corremos até a sede da Sociedade Veteranos de 32-MMDC, no MUSEU MILITAR, uma vez que a MARINEI precisa elaborar no computador uma autorização para dona ANNA MARCONDES no sentido de que ela possa trabalhar junto ao PRONAC num projeto em benefício do MMDC.
Depois, vamos almoçar no Restaurante VILA SÁ BARBOSA, na rua doutor JORGE MIRANDA. Nesse almoço, com o vice-presidente da Diretoria Executiva, CARLOS ALBERTO ROMAGNOLI, MARINEI, GABRIEL e MARIA LÚCIA CAMARGO, podemos conversar sobre o que foi a solenidade desta manhã e também sobre o evento da tarde e outros que estão em planejamento, inclusive o lançamento da nova medalha GENERAL EUCLYDES FIGUEIREDO.
Retornando ao OBELISCO, encontramos muitos associados que estão recebendo a MEDALHA MMDC e outros que comparecem para prestigiar a cerimônia. Os destaques são para o senhor JOÃO BIJARTA, autor do recorte das peças de mármore que cobrem o Obelisco, bem como seus trabalhos de marmorista no Museu do Ipiranga e no Palácio dos Bandeirantes e o CAPITÃO CASTELLO BRANCO (EXÉRCITO) que traz seu pai, de 90 anos, para ser condecorado com a MEDALHA MMDC. Ele também recebe essa Medalha. Com o CORONEL PM ANTONIO CARLOS MENDES, como orador, são chamados para serem condecorados:
JOÃO BIJARTA
MAJOR PM WILSON CARDOSO JÚNIOR
CAPITÃO PM IVAN GARCIA SOUZA
TENENTE FAB SÉRGIO ROSVALD DONAIRE
1º TENENTE PM MARIA DE FÁTIMA LUCENA MOTA (recebeu no evento da manhã, por ter se enganado no horário)
1º TENENTE PM FELIPE JOSÉ LEME
2º TENENTE PM BEATRIS OLÍVIA HERNANDES
2º TENENTE PM FILIPE DE PAULA
DELEGADO DE POLÍCIA ROBERTO KRASOVIC
1º SARGENTO PM BENEDITO ANTÔNIO SOUZA PINTO
1º SARGENTO PM ALEXANDRE PAULINO BOTO
2º SARGENTO PM JOÃO BATISTA DE SOUZA NETO
2º SARGENTO PM LUCIANO FERREIRA PINHEIRO
3º SARGENTO FAB RICARDO BIANCARDI
3º SARGENTO PM DIEGO DE QUEIROZ
ALUNO SARGENTO PM ALEXANDRA CRISTIANE BALIEIRO ALMEIDA
CABO PM ANICELSO MILITÃO DOS SANTOS JÚNIOR
CABO PM OTAMIR DE SOUZA
CABO PM PAULO ANTONIO FERREIRA
CABO PM GERSON FERREIRA PINTO
SOLDADO PM CLAYTON ROGÉRIO DA SILVA
SOLDADO PM GILIARD MOURA OLIVEIRA
SOLDADO PM EDVALDO FERREIRA DE SOUSA
SOLDADO PM ALISMAIK LIMA DA SILVA
SOLDADO PM HILDSON RODRIGO TORRES LIRA
DOUTOR RICARDO MAGNO BIANCHINI DA SILVA
ANDRÉ BUSSAD PSILLAKIS
DALCIO BERNARDINO SEIXAS
EDUARDO ADAMO CORTEZ
ETHIENEY PRUDÊNCIO MARTINS
FÁBIO CORREA XAVIER
GUSTAVO TIKAO
ITAMAR ARAIS FIOR
PROFESSOR LEANDRO PEREIRA DOS SANTOS
LUIZ GUILHERME VALENTE DE SOUZA MARCONDES.
SÉRGIO PAULO PEREIRA DE MAGALHÃES
Conversamos com muita gente nesta tarde. Antes da entrega da Medalha, reúno o CONSELHO DA MEDALHA: DOUTOR CARLOS ALBERTO ROMAGNOLI e LUIZ FERNANDO VALENTE MARCONDES (faltaram o MAJOR PM ANÍSIO e o CAPITÃO PM CAPARROZ) para elaboração do Regimento Interno da MEDALHA GENERAL EUCLYDES FIGUEIREDO, nos moldes do COLAR DA VITÓRIA (a condecoração será para nossos associados).
Comparecem vários presidentes de núcleos, como o CAPITÃO PM BAZZO, de Presidente Prudente; PALMIERI, de ITAPIRA; Professor LEANDRO PEREIRA DOS SANTOS, de GUARATINGUETÁ (o mais novo núcleo da Sociedade, que fará sua primeira reunião em 6 de junho).
HAMILTON TADEU e sua senhora, CLOVIS e VALCACER tiram inúmeras fotos da solenidade.
Vamos deixar o Obelisco às 18 horas. MARINEI está preocupada com a viagem para o RIO DE JANEIRO, amanhã cedo. Deverá estar em casa por volta das 6 horas. Leva-me até GUARULHOS e comenta comigo as duas solenidades deste DIA DA JUVENTUDE.
Também aconteceram eventos em SÃO JOSÉ DO RIO PRETO e ARARAQUARA.     
Honrarias do NÚCLEO MMDC-LESTE na cidade de SÃO JOSÉ DO RIO PRETO, conforme acerto com o Núcleo MMDC-SÃO JOSÉ DO RIO PRETO (Presidente doutor SPIRANDELI)
COLAR CRUZ DE HONRA CONSTITUCIONALISTA:
CB PM KIWIA BRANDINI PACHECO VIEIRA
CB PM LEANDRO BERTASSO 
MEDALHA MÉRITO CONSTITUCIONALISTA:
SGT LEANDRO JOSÉ CAMARGO
SGT PM ADRIANA DA SILVA PEREZ DO CARMO
CB PM RONALDO DE OLIVEIRA
SD PM FABIO NASCIMENTO MACIEL 
ESPLENDOR DE SÃO MIGUEL:
SGT PM RONALDO LUIZ KFOURI JUNIOR 
CB PM ALDO DA SILVA ALCANTARA
CB PM LUIS HENRIQUE ARCÊNIO ARCANJO
CB PM JOSÉ VALDECIR BELARDINUCCI FILHO

Outorga de Medalhas em ARARAQUARA – Núcleo MMDC-HERÓIS DE ARARAQUARA
SR.SRA/POSTO/GRADUAÇÃO
NOME DO AGRACIADO
CURRICULUM VITAE
SR. SOLDADO PM
ADILSON CRUZEIRO DOS SANTOS
SR. SUB TENENTE PM
ANTÔNIO MARCOS DE CAMARGO
SR. DR. PROMOTOR DE JUSTIÇA
CARLOS EDUARDO IMAIZUMI
SR. CAPITÃO PM
CLEBER MARCELO DE OLIVEIRA
SR. CABO PM
CLÓVIS FERRARO
SR. VICE-PREFEITO DE ARARAQUARA
DAMIANO BARBIERO NETO
SR. CB PM
ELIAS MATIAS RIBEIRO
SR. CB PM
EMERSON DE SOUZA KIST
SR. MAJOR PM
FÁBIO RICARDO FERREIRA
SR. DR. REITOR DA UNIARA
LUIZ FELIPE CABRAL MAURO
SR. CABO PM
MAMEDE AMEDURO TEIXEIRA
SR. PRESIDENTE CONSEG DE TABATINGA
MANOEL RICARDO FERREIRA SERAFIM
SRA. CABO PM
MARIA OSANA ANTÔNIO DE PAIVA
SR. CABO PM
PAULO ROBERTO MIRA
SR. CABO PM
RODRIGO APARECIDO ALVES CAMPOS
SR. CAPITÃO PM
ROGÉRIO DOS REIS
SR. SUB TENENTE PM
ROGÉRIO GOUVÊA FIGUEIREDO
SR. CABO PM
SANDRO BENEDITO DE SOUZA
SR. SOLDADO PM
SERGIO AUGUSTO DA SILVA JUNIOR
SR. CB PM
TORRYAN DE JESUS CRESPI
SR. PREFEITO DE TAQUARITINGA
VANDERLEI JOSÉ MÁRSICO
SR. CORONEL PM
WAGNER TADEU SILVA PRADO
22 (vinte e duas) MEDALHAS MMDC solenidade em 23/05/18
SR.
HAMILTON GUIMARÃES PINTO MENDES
DRAUSIO
SR.
ROGÉRIO BELMIRO TAMPELLINI
DRAUSIO

PROMOÇÕES DE OFICIAIS DA PMESP - DIÁRIO OFICIAL DE 23 DE MAIO DE 2018
Atos do Governador
SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR
Decreto de 23-5-2018
Promovendo, nos termos do Dec.-lei 13.654-43, e suas alterações, os seguintes Oficiais da Polícia Militar do Estado: a contar de 24-5-18
QUADRO DE OFICIAIS POLICIAIS MILITARES – QOPM
ao posto de Tenente-Coronel PM, por antiguidade, os Majores PM: 850243-9 Sylvestre Auricchio Filho, do CPA/M-1; 883566-7 Anderson Luiz Alves dos Santos, do 1º BPM/I; 883567-5 Marcos Tadeu Boldrin de Siqueira, do 9º BPM/I; 865675-4 Wilton Luís Manoel Cruz, da DPCDH; 884116-A Luiz Horácio Raposo Borges de Moraes, do 48º BPM/I; 891262-9 Eduardo Yasui, do 49º BPM/I; 901204-4 Edson Leone, do 22º BPM/M; 871799-A Cássio Pereira Novaes, do 42º BPM/M; 920468-7 Beatrice Helfstein Lima, do 9º BPM/M; 889767-A Jairton de Lucena Ribeiro, do CIAP; 883576-4 William de Barros Moysés, do GRPAe; e 891472- 9 Luciano Ricardo Brito Nogueira, do 49º BPM/M.
ao posto de Tenente-Coronel PM, por merecimento, os Majores PM: 883556-0 Ricardo Roberto Tofanelli, do 4º BPRv; 883560- 8 Robson Cabanas Duque, do 37º BPM/M; 891288-2 Ordival Affonso Júnior, do 2º BPRv; 891266-1 José Raposo de Faria Neto, da PM-1; 883536-5 Eli José Tavares, da ESB; 901215-0 Sérgio Mauro de Almeida, da DL; 871305-7 Güido Geraldo Eugênio, da PM-4; 901245-1 Cássio Araújo de Freitas, do CPChq; 901233-8 José Semensati Júnior, do 53º BPM/I; 884159-4 Marco Aurélio Valério, do CPChq; 901243-5 Paulo Sérgio Fabbris, do 38º BPM/M; 901231-1 Jorge Marcelo de Oliveira, do GRPAe; 883535-7 Antônio Joaquim de Oliveira Neto, do CCB; 901232-0 André Marcelo Baptista Assis, do CIAF; 901221-4 Márcio Tavares Costacurta, do CPChq; 901248-6 Nelson Adriano Guiotti, do CPI5; 884161-6 Cláudio Ribeiro da Silva, do 2º BPAmb; 901254-A Maurício da Silva Inchauspe, do 41º BPM/M; 901229-0 Rodrigo Eval Arena, do 37º BPM/I; 883538-1 Adriano Pedroso de Moraes, do 25º BPM/M; 901214-1 Paulo Henrique Jurisato, do 13º BPM/I; 883559-4 Alexandre César Prates, do 1º BPTran; 901212-5 Victor de Freitas Carvalho, do 16º GB; 901200-1 Daniel Tenório dos Santos, do 6º GB; 891860-A Carlos Gomes Machado Neto, do 48º BPM/M; e 901257-5 Vinícius Ferreira Paulino Filho, do 46º BPM/M. ao posto de Major PM, por antiguidade, os Capitães PM: 891463-0 Jonny Arce Rivera, do 2º BPM/M; 920413-0 Rogério Wagner Pinto, do 28º BPM/M; 889819-7 Marcos Eduardo Rodrigues, do 13º BPM/M; 930333-2 Cleotheos Sabino de Souza Filho, do 37º BPM/I; 895117-9 Marcelo Henrique Silva, da APMTJ; 890864-8 Sérgio Luiz Alves de Miranda, do 19º BPM/M; 904443-4 Nicécio Cornejo Noronha, do 14º BPM/M; 930438-0 Robson Costev Rubinho, do 6º BPM/I; 894839-9 Vanderlei Pereira, do 5º BPM/I; 930406-1 Shesterson Campos, do 32º BPM/I; 912804-2 Márcio José da Silva, do GRPAe; 930383-9 Alexandre Hiroshi Hirata, do CCB; 894108-4 Marcos Ricardo Poloniato, do CIAP; 900866-7 Maurício Rafael Jerônimo de Melo, do 49º BPM/M; 930283-2 Manoel Ferreira Neto, do 44º BPM/M; e 930369-3 Luciano Salgado Lino de Almeida, do CCB.
ao posto de Major PM, por merecimento, os Capitães PM: 910386-4 Marcelo Vieira dos Santos, da C Mil; 910341-4 Max Wilson, do 2º BPTran; 910409-7 Leonardo Castro Isipon, da APMTJ; 930401-A Roberto Tadeu Fortes Martins, da Correg PM; 910410-A Jefferson Aurélio Cansian, do CPRv; 863722-9 Edson Fávero, do 16º BPM/I; 910363-5 Luodenir Gonzaga Bueno, da APMAL; 930299-9 Ângelo Augusto Freitas de Souza, do CIPM; 910345-7 Alex dos Reis Asaka, da Correg PM; 910377-5 Raimundo Ramos Júnior, do CPA/M-12; 930345-6 Élton Araldo Demétrio, do 10º BPM/M; 930412-6 Andréa Marcondes de Albuquerque Figueiredo, do 23º BPM/I; 760114-0 Marta das Graças de Souza e Sousa, da APMSSP; 930422-3 Cynthia Montanheiro de Godoy Cicerelli, do CCB; 930411-8 Sidney Roberto Vieira Gomes, do CPI-7; 930322-7 Márcio Adriano Michelassi, do 27º BPM/I; 910403-8 Sandro Yukio Kubo, do 13º GB; 930276-0 Heraldo Carlos Monteiro, do 4º BPM/I; 887009-8 Mozar Messias de Souza Filho, do 2º BPAmb; 930330-8 César Augusto Ferreira Rosa, da Correg PM; 910401-1 Marcelo da Silva Lessa, do 17º BPM/I; 930388-0 Washington de Almeida Teixeira, da Correg PM; 910382-1 Rodrigo Moreira Leal, do 9º GB; 930344-8 Cláudio Brandão de Oliveira, do GRPAe; 930395-2 Rogério Nery Machado, do 1º BPChq; 930292-1 Marlon Dalla Mariga Araújo, do GRPAe; 904468-0 Wanderlei de Andrade Júnior, do 2º BPRv; 913674-6 Nivaldo Donizete Terra, do 25º BPM/I; 910334-1 Adriano Ferreira Britto, da APMPGJ; 914205-3 Ivan Garcia de Oliveira, do 25º BPM/I; 930316-2 Marcos Rogério Lemes, do CPI-10; 890740-4 Ivair da Silva, do 13º GB; e 930301-4 Antônio Thomazelli Júnior, da DP.
ao posto de Capitão PM, por antiguidade, os Primeiros- -Tenentes PM: 108465-8 Rafael de Abreu Palácio, do 13º BPM/M; 108500-0 Elionay Reberte Bernoldi, do 17º BPM/M; 108386-4 Caio Dias Baptista, do 49º BPM/I; 913769-6 Marcos Antônio Obvioslo, do 46º BPM/M; 108421-6 Mônica Vieira Marques, da DP; 951098-2 Rodolfo Lipi, do CSM/MOpB; 108459-3 Flávio Augusto Bachiega Zambrosi, do 2º BPM/I; 962887-8 Edoaldo da Silva, do 43º BPM/I; 973816-9 Eduardo de Moura Castro, do 9º BPM/M; 103221-6 Milton Dutra Francisco, do 33º BPM/M; 108473-9 André Luís Coelho Piedade, do 32º BPM/I; 108481-0 Paulo Bueno Junta Júnior, do 47º BPM/I; 108375-9 Rubens Alexandre Gonçalves Muriti, do 52º BPM/I; 108483-6 Alexandre Gonçalves, do 48º BPM/I; 108360-A João Henrique Papoti, do 14º GB; 903511-7 Francisco Anderson Martins Ferreira, do 28º BPM/M; 108357-A Márcio Fernando Milan, do 15º BPM/I; 940043-5 Cézar Augusto Basso, do 13º BPM/I; 921131-4 Antônio Valdemir Monteiro, do 1º BPRv; 108449-6 Gilberto Issao Bueno Sekime, do 28º BPM/I; 108477-1 Paulo Henrique Santini Bisterso, do 3º BPM/M; 108496-8 Rubens de Oliveira Santin, do 8º BPM/I; 108369-4 Igor Ronaldo Vieira, do 13º BPM/M; 108402-0 Hugo de Oliveira e Silva Neto, do 1º BPTran; 108461-5 Henrique de Paula Lima, do 46º BPM/I; 107711-2 José Antônio Pereira Júnior, do 47º BPM/I; 108368-6 Fábio Luiz Soares, do 10º BPM/I; 962893-2 Rogério da Silva Júlio, do 51º BPM/I; 108359-7 Cristiano Antunes Massaretti, do 2º BAEP; 108362-7 Igor Khenzo Hiasa, do 3º BPAmb; 104579-2 Liverson Rodrigo Marchiori, do 9º BPM/M; 966097-6 Sérgio Luís Polli, do 30º BPM/M; 980919-8 Carlos Eduardo Mansur Galvão, do 14º BPM/I; e 980974-A Rosana Ferreira de Souza, do CPA/M-5. ao posto de Capitão PM, por merecimento, os Primeiros- -Tenentes PM: 108349-0 Thiago Castilho, da PM-4; 974114-3 Daniel de Moura Castro, da Correg PM; 961535-A Clóvis Lucindo da Silva, da ESSgt; 990324-A João Paulo Máximo Bressanin, do 34º BPM/I; 108485-2 João Gallegos Fiuza, da Correg PM; 108446-1 Vinícius Coelho Cardoso, do CPA/M-8; 108475-5 Fábio Simões Lucchesi, do GRPAe; 108479-8 Willian da Silva Ribeiro, do CSM/MOpB; 108363-5 Marcelo Henrique de Lima, do GRPAe; 108382-1 Aislan Eloy de Souza Cleto, do 12º BPM/I; 108418-6 Allan Okuma, do CBM; 108445-3 Rodrigo Luiz da Silva, do 33º BPM/I; 108387-2 Marcelo Cordeiro Marcelino Paes, do 9º BPM/I; 108470-4 Edmar Guerra Vasques, do 40º BPM/I; 108370-8 Wladimir Uchoas Bittencourt, do 17º BPM/M; 108466-6 Michel Aparecido Monroe, do 9º GB; 108351-1 Sidney de Almeida Ferreira, do 2º BAEP; 108450-0 Leonardo Frederico Tayar Lui, do 43º BPM/I; 108337-6 Mateus da Costa Nogueira, do CCB; 108468-2 Fernando de Medeiros Vasconcelos, do RPMon; 108744-4 Fernando Nishihara Adão, do GBMar; 108452-6 Jaqueline Teixeira Ferraz, do 11º BPM/M; 112742-0 Thiago dos Reis Siqueira, do CPC; 112731-4 Fábio Aiello, do GRPAe; 112688-1 Vítor Hugo Gomes Guarinon, do GRPAe; 990296-1 Júlio César dos Santos Oliveira, da APMBB; 112750-A Roberto Trujillo Júnior, do 6º GB; 112762-4 Lucas Ribeiro de Paula, do CPA/M-2; 991181-2 Pedro Belmiro Mendes Filho, da DP; 112741-1 Daniel Luiz Sobral, do CCB; 100098-5 Cristiano Nunes Laureano, do 9º BPM/I; 112792- 6 Ricardo José Marçal, do 10º GB; 112687-3 Pablo Gonzales, do CPI-9; 112696-2 Gustavo Henrique Rissato da Silva, do 9º GB; e 108219-1 Carlos Eduardo Machado Salomé, do CIAF.
QUADRO DE OFICIAIS DE SAÚDE - MÉDICO
ao posto de Tenente-Coronel Médico PM, por merecimento, os Majores Médicos PM: 944611-7 Ademir Euzébio Correa, do C Med; e 915244-0 Hilton Telles Libanori, da C Mil. ao posto de Major Médico PM, por antiguidade, o Capitão Médico PM: 104504-A Luís Daniel Mariano Vidal, do C Med. ao posto de Major Médico PM, por merecimento, os Capitães Médicos PM: 973476-7 José Alexandre Rocha Soares, do C Med; e 104527-0 Isabel Maria Laviados Garita, da C Mil. ao posto de Capitão Médico PM, por antiguidade, os Primeiros-Tenentes Médicos PM: 127616-6 Rafael Riscali de Lima Moraes, do C Med; e 127640-9 Jeffrey Jaber, do C Med. ao posto de Capitão Médico PM, por merecimento, os Primeiros-Tenentes Médicos PM: 127603-0 Anandrea Piva Mantovani de Micheli, do C Med; e 127607-7 Márcio Ricardo Dias Cardoso, do CPI-8.
QUADRO DE OFICIAIS DE SAÚDE – DENTISTA
ao posto de Tenente-Coronel Dentista PM, por antiguidade, o Major Dentista PM: 860259-0 José Carlos Lago, do C Odont. ao posto de Major Dentista PM, por merecimento, o Capitão Dentista PM: 900010-A Roberto Lichtsztejn Fech, do CPAM-6. ao posto de Capitão Dentista PM, por merecimento, o Primeiro-Tenente Dentista PM: 964585-3 Andréia Bolini de Campos, do 53º BPM/I. QUADRO DE OFICIAIS DE SAÚDE - VETERINÁRIO
ao posto de Major Veterinário PM, por merecimento, o Capitão Veterinário PM: 900086-A Ricardo Lisak, do CPChq.
QUADRO AUXILIAR DE OFICIAIS DA POLÍCIA MILITAR - QAOPM ao posto de Major QAOPM, por merecimento, o Capitão QAOPM: 852476-9 Clézio Matos de Moraes, da APMBB.
ao posto de Capitão QAOPM, por antiguidade, os Primeiros- -Tenentes QAOPM: 912233-8 Vandemir Ribeiro Coelho Júnior, do PMRG; 873640-5 Adonis Garcia de Oliveira, do 15º BPM/M; 911422-0 Junerval de Carvalho Freitas, do 22º BPM/I; 866181-2 Nilton Aparecido Maurício, da ESSd; 924016-A Márcio Rogério Renzo, do CCB; 930246-8 Pedro José Maiochi, do 36º BPM/I; 950954-2 Rogério Moura da Silva, do CPI-9; e 930022-8 Cristina Lustosa Pinto, do C Med.
ao posto de Capitão QAOPM, por merecimento, os Primeiros-Tenentes QAOPM: 941253-A Edi Carlos Ferreira Pinto, do CPI-2; 932110-1 Hélio Antônio da Silva, do CPA/M-5; 940815-A Davidson Silva de Abreu, do 6º BPM/I; 910940-4 Paulo Sérgio Pereira Laterza, do 23º BPM/M; 872421-A Francisco de Assis Oliveira, da APMSSP; 889167-2 Gilberto Benedito de Souza, do 32º BPM/I; 921235-3 Márcia Faria, do CPI-3; e 941436-3 Agenilson Apolinário Barbosa, do 3º BPRv.

O PALMEIRAS recebeu o AMÉRICA MINEIRO, pelo jogo de volta das oitavas de final da COPA DO BRASIL, chegou a levar um susto ao sair atrás no primeiro tempo, mas se recuperou na etapa final e empatou o duelo pelo placar de 1 a 1. O resultado garantiu o alviverde nas quartas de final da COPA DO BRASIL. Na partida de ida, os palestrinos haviam vencido pela contagem de 2 a 1.

A trajetória de FÁBIO LUIZ CARILLE DE ARAÚJO,  44 anos, no CORINTHIANS durou nove anos e quatro meses. Desses, entre dezembro de 2016 e ontem, o paulistano dirigiu a equipe do seu coração. Contratado pelo AL-WEHDA, da ARÁBIA SAUDITA, por um contrato de duas temporadas, o técnico admitiu que o TIMÃO foi decisivo para que ele se tornasse um profissional de ponta. “A minha gratidão a esse clube será eterna”, disse, emocionado na entrevista coletiva, em um hotel na zona sul da capital.
De incógnita, o comandante se tornou rapidamente uma sensação, deixou para trás as sombras de MANO MENEZES e TITE, que foram as suas grandes referências na carreira, e deixa o clube com o saldo de dois títulos do Paulistão e um do Brasileiro.
Ao aceitar trabalhar no emergente AL-WEHDA, da ARÁBIA SAUDITA, o ex-treinador do CORINTHIANS e seus auxiliares vão receber um total de 11 milhões de dólares (cerca de quarenta milhões de reais) para que comandem a equipe por duas temporadas. Os valores são livres de impostos, mas fazem o salário de FÁBIO CARILLE crescer aproximadamente cinco vezes.

A 13ª Vara Federal de CURITIBA, do juiz SÉRGIO MORO, expediu mandado de prisão contra DELÚBIO SOARES, ex-tesoureiro do PT, nesta noite. Mais cedo, o TRF-4, em segunda instância, negou os últimos recursos de DELÚBIO e determinou a execução provisória da pena de seis anos de cadeia.

O ex-governador de MINAS GERAIS, EDUARDO AZEREDO, se entregou hoje para iniciar o cumprimento da penas de 20 anos e um mês de prisão por peculato e lavagem de dinheiro.
AZEREDO é o primeiro acusado no mensalão tucano a ser preso e o mais importante integrante do PSDB a ir para a cadeia. A prisão ocorre 20 anos após os fatos serem denunciados e 11 anos depois de sua acusação formal. AZEREDO, que teve o mandado de prisão expedido pelo Tribunal de Justiça ontem, era considerado foragido. Policiais passaram o dia em busca dele em BELO HORIZONTE. Ele se entregou às 14:45 horas na 1ª Delegacia Distrital. Houve protesto e comemoração de pessoas que acompanhavam a movimentação na delegacia, com batidas na janela do carro e gritos de ladrão.
AZEREDO foi encaminhado para cumprir pena em um batalhão dos bombeiros a cerca de um quilômetro do endereço do seu apartamento, sem algemas e sem uniforme do sistema penitenciário.
O político tucano perdeu todos os recursos na corte, inclusive os embargos de declaração julgados ontem – considerado o último recurso possível antes da prisão. Ele sempre negou que tenha qualquer participação em irregularidades. Também hoje, o ministro JORGE MUSSI, do STJ, negou o pedido de habeas corpus ao ex-governador.

Criminosos renderam um vigia e invadiram a casa da atriz BRUNA LOMBARDI, 65 anos, e de seu marido, CARLOS ALBERTO RICCELLI, 71, no final desta manhã, no MORUMBI.
O jornal AGORA esteve hoje à noite na rua onde ocorreu o assalto. Segundo um vigia, de 53 anos, o segurança do período diurno foi rendido quando estava fora da guarita, que é de metal e com pequenas janelas de vidro reforçado. “Renderam meu colega e levaram ele até a casa da atriz”, disse.
O vigia, dominado, teria sido obrigado a chamar a atriz para abrir a casa. Fontes policiais informaram que entre seis e sete criminosos, armados com fuzis e ocupando um CHEVROLET SPIN CROSS prata e um HONDA CIVIC cinza, participaram do assalto. A reportagem apurou que, no momento do roubo, somente BRUNA LOMBARDI estava dentro da residência. A permanência dos bandidos na casa não foi informada.
Também foi verificado que nenhum boletim de ocorrência foi registrado. CARLOS ALBERTO RICCELLI se comprometeu em informar à polícia, amanhã, quais foram os objetos levados pela quadrilha criminosa.

O escritor norte-americano PHILLIP ROTH, vencedor do PULITZER de 1997 por “PASTORAL AMERICANA” (1997) e considerado um dos maiores romancistas da atualidade, morreu ontem, aos 85 anos, de insuficiência cardíaca, em um hospital de NOVA YORK.
O autor escreveu mais de 30 livros, entre eles “PATRIMÔNIO”, volume de memória de 1991 no qual examinou seu relacionamento complexo com o pai e que venceu o prêmio NATIONAL BOOK CRITICS CIRCLE AWARD.
Sua obra mais conhecida é “COMPLETO DE PORNOY”, romance de 1969, narrado em primeira pessoa por ALEXANDER PORTNOY, um jovem judeu de classe média.
Seu primeiro livro publicado foi “ADEUS, COLUMBUS”, de 1959, que é composto por uma novela e contos. A publicação venceu o prêmio NATIONAL BOOK AWARD.
Vários de seus romances como “ZUCKERMAN UNBOUND”, “THE GHOST WRITER” e “LIÇÃO DE ANATOMIA”, apresentam NATHAN ZUCKERMAN, personagem que se tornou o alter ego fictício de ROTH. 


Nenhum comentário: