sábado, 8 de dezembro de 2018

103 ANOS DE PAUL DONOVAN KIGAR

Resultado de imagem para PAUL DONOVAN KIGAR
103 a. PAUL DONOVAN KIGAR nasceu em 8 de dezembro de 1915 em Fort Wayne, Indiana, Estados Unidos da América do Norte. Descende dos Adams, considerada a mais ilustre família norte-americana. O escritor Henry Adams e os presidentes dos Estados Unidos, John Adams e John Quincy Adams são notáveis personalidades da cultura e da história norte-americanas, seus antepassados. Foi educado na fé cristã pela congregação da Igreja de Deus. Esta igreja foi fundada por antepassados seus com o intuito de unir, de forma ecumênica, cristãos de várias denominações religiosas.
Paul Donovan Kigar valorizou a união de povos e pessoas. Inspirou-se em grandes nomes como os presidentes Abraham Lincoln e Thomas Jefferson; o almirante inglês Lorde Nelson e o imperador brasileiro D. Pedro II, o magnânimo. Foi estudante exemplar, jamais faltou à aula. Leu a Bíblia em sua integridade ainda muito jovem, várias vezes, de capa à capa. Foi bom escoteiro. Interessou-se por selos filatélicos aos doze anos. Orador notável, foi vencedor de muitos certames de oratória em seu estado natal. Alistou-se na Marinha de Guerra norte-americana e foi enviado ao Brasil em missão do Serviço de Inteligência. Aprendeu o português. No Rio de Janeiro conheceu sua futura esposa, Lygia Marques Kigar, durante a II Guerra Mundial. Mudou-se para o Brasil após a Guerra. Tem um filho, Malcolm Forest. Morou por mais de quarenta anos na Zona Norte de São Paulo. Foi grande estudioso da história antiga e da Bíblia. Escritor de grande capacidade, autor de inúmeros artigos para revistas e periódicos norte-americanos em diversos campos do saber humano. Deteve vastos conhecimentos de história americana e brasileira, arqueologia, filatelia brasileira e estrangeira, geopolítica, economia e finanças. Escreveu vários livros, tendo publicado nos Estados Unidos, Eu, Simão Cirineu. Deixou vários manuscritos inéditos e uma memória dos seus dois anos no Rio de Janeiro entre 1942 e 1944. Deu muitas palestras e conferências. Trabalhou como financista e tesoureiro em empresas como a Philco-Ford do Brasil, a Booz, Allen & Hamilton e a Chappel School. Viajou por quatro continentes e fez muitos amigos. Aposentado, lecionou inglês até seus últimos dias. Ajudou inúmeras pessoas e instituições filantrópicas. Irmã Dulce, o Exército da Salvação, a Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, dentre outras. Ajudou em processos de adoção de crianças. Colaborou com o Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo do qual foi membro emérito, tendo como patrono o almirante Tamandaré, patrono da marinha nacional. Foi presbítero da Igreja de Deus no Brasil. Aposentou-se na Reserva da Marinha de Guerra Norte-Americana como Lieutenant Commander.
Recebeu várias comendas e condecorações. Foi fellow da Royal Geographical Society e membro de outras instituições. Cordial e comunicativo, fez amigos e admiradores por onde passou. Foi exemplo de vida e dedicação ao próximo e ao conhecimento humano. Faleceu em 16 de outubro de 2000, ano jubilar. O Prêmio Paul Donovan Kigar é uma homenagem a Paul Donovan Kigar que serviu e serve de exemplo para muitos. No dia 8 de dezembro de 2004, ano em que se comemora o 450º aniversário da cidade de São Paulo, lançou-se este certame no Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo com um Carimbo Comemorativo dos Correios e uma exposição de filatelia e literatura filatélica.

Nenhum comentário: