terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

PEDÓFILOS PRECISAM SER IDENTIFICADOS A QUALQUER CUSTO - R 7 PLNALTO, POR MARCO ANTÔNIO ARAÚJO (19/02/2020)

Pedófilos precisam ser identificados a qualquer custo

Caso como o do colégio de elite paulistano mostra a dificuldade, pois esses criminosos agem de forma dissimulada e contam com a inocência das vitimas

 A- A+
Professor de 54 anos é detido por suspeita de pedofilia em SP

Professor de 54 anos é detido por suspeita de pedofilia em SP

Reprodução/Record TV
Pedofilia talvez seja considerado o crime mais grave do amplo repertório de maldades humanas. É fácil entender a causa da aversão. Qualquer adulto sabe da extrema covardia e perversidade necessárias para que uma barbaridade dessas se consuma.
Evitamos tratar do assunto como a doença que é. Também faz sentido não ter nenhuma clemência, pois bastaria ao portador desse transtorno psicológico procurar ajuda médica e não permitir que a maldição atinja inocentes.
A complexidade desse tema ganha contornos ainda mais obscuros por o pedófilo agir sempre de forma dissimulada e contando com a fragilidade (e confiança) de suas vítimas. Ele sabe a vergonha e o risco que carrega e representa. E vive escondido, camuflado, à espreita.
Nada mais chocante quando esse criminoso se faz passar por professor.  Caso como o do colégio St. Nicholas School ganhou ainda mais destaque por tratar-se de uma escola de elite, com mensalidades na casa dos R$ 7 mil. Uma instituição desse nível tem recursos de sobra, mesmo assim acolheu, sem saber, durante 20 anos, um abusador de menores.
Isso mostra a atenção redobrada que pais e educadores precisam desenvolver, sem trégua. E sem pânico, também. É um equilíbrio possível. Uma tarefa que começa em casa, com muita conversa com os menores e alertas constantes. E na vida, tentando entender como o ser humano é capaz disso. E como impedi-lo.

Nenhum comentário: