sábado, 21 de julho de 2018

18 DE JULHO DE 1936, INÍCIO DA REVOLUÇÃO ESPANHOLA



Resultado de imagem para revolução espanhola de 1936


82 a. da REVOLUÇÃO ESPANHOLA. Foi um conflito que durou apenas três anos, mas marcou toda uma geração dentro e fora da Europa. A ESPANHA do final dos anos 1930 acabou se tornando o palco de enfrentamento das principais ideologias do século XX. A guerra começou em 18 de julho de 1936, quando o GENERAL FRANCISCO FRANCO deu um golpe de Estado para pôr fim à república proclamada cinco anos antes com um projeto de modernizar o país, ainda com resquícios de feudalismo e mesmo da Inquisição. Após o anúncio de que FRANCO tinha abandonado seu posto nas CANÁRIAS, houve um racha em cada região, em cada grande cidade espanhola. Dentro do campo republicano, lutavam anarquistas, stalinistas, trotskistas, socialistas e democratas. Ao lado de FRANCO encontravam-se monarquistas, fascistas, anticomunistas e católicos. Nem todos eles espanhóis. Essa foi outra característica marcante dessa guerra que atraiu milhares de voluntários estrangeiros, entre eles GEORGE ORWELL. Em 2006, com o lançamento de LUTANDO NA ESPANHA, temos a reunião dos principais textos do autor de 1984 e REVOLUÇÃO DOS BICHOS sobre o conflito que resultou numa ditadura que duraria quatro décadas. Essa edição reúne os dois livros sobre sua passagem pelo front e por BARCELONA, HOMENAGEM À CATALUNHA e RECORDANDO A GUERRA CIVIL ESPANHOLA. São relatos de um confronto-chave entre esquerda e direita, tão contundente quanto o quadro GUERNICA, em que PABLO PICASSO desenhou o terror de um bombardeio ocorrido no País basco, naquele mesmo conflito. Principais eventos: 1931 – Proclamação da Segunda República Espanhola; ALFONSO XIII abdica – fevereiro de 1936 – coalizão de esquerda derrota a direita e recupera o poder nas eleições; 17/18 de julho – levante do Exército - rebeldes obtém controle de cerca de um terço da ESPANHA; 28 de julho – aviões italianos e alemães levam o Exército de FRANCO do MARROCOS ESPANHOL para a ESPANHA; novembro – Forças republicanas resistem a grande ofensiva nacionalista em MADRI com a chegada de ajuda da URSS e das Brigadas internacionais; abril de 1937 – GUERNICA é destruída. A primeira cidade totalmente arrasada numa guerra moderna. O episódio foi imortalizado num quadro de PABLO PICASSO; Junho de 1937 – BILBAO é conquistada pelos nacionalistas; outubro – Queda de GIJÓN. Termina a guerra no norte; fevereiro/abril de 1938 – Depois da batalha por TERUEL, os nacionalistas alcançam o Mediterrâneo, dividindo a zona republicana; julho/novembro de 1938 – Batalha de EBRO. Forças republicanas lançam, sem sucesso, grande campanha para reunificar seu território; janeiro/fevereiro de 1939 – nacionalistas conquistam a CATALUNHA em campanha relâmpago; 27 de março de 1939 – MADRI é conquistada pelos nacionalistas; 1º de abril de 1939 – proclamada a vitória dos nacionalistas.

Nenhum comentário: