terça-feira, 20 de agosto de 2019

51 ANOS DO FALECIMENTO DO CORONEL OCTAVIANO GONÇALVES DA SILVEIRA, EM 20 DE AGOSTO DE 1968.


  51 a. falece o CORONEL PM Ref OCTAVIANO GONÇALVES DA SILVEIRA, em 20 de agosto de 1968. Era natural de MOGI MIRIM, nascido em 18 de março de 1896, filho do senhor APRÍGIO GONÇALVES DA SILVA e dona ZULMIRA SILVEIRA. Verificou praça a 11 de setembro de 1912 e a 13 de janeiro de 1918 era declarado ASPIRANTE A OFICIAL. Em 22 de janeiro de 1918 atingia o primeiro posto do oficialato, 2º tenente. Posteriormente, galgou todos os postos da Corporação. Participou de três campanhas: 1924, 1930 e 1932. Na arrancada de 1932, comandou a FRENTE NORTE (SETOR DO TÚNEL), portando-se como um bravo, sendo ferido em combate. Foi comandante do 4º BC,; fundador e primeiro comandante do BATALHÃO DE GUARDAS e ainda DIRETOR SUPERINTENDENTE DA CMTC. Possuía diversas condecorações: MEDALHA LEALDADE E CONSTÂNCIA (OURO), MEDALHA DA REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA outorgada pelo Governo do Estado, MEDALHA MMDC, e MEDALHA DA ORDEM MILITAR DA BÉLGICA. Após a morte, o corpo do CORONEL OCTAVIANO foi removido no mesmo dia para o BATALHÃO DE GUARDAS, onde permaneceu em câmara ardente até às 9 horas do dia 22 de agosto de 1968, saindo para o Cemitério SÃO PAULO. Oficial de consagrada reputação, grande entusiasta pela carreira que abraçara nos albores da juventude, sempre teve acendrado amor para com o BATALHÃO DE GUARDAS. É óbvio dizer que o BATALHÃO DE GUARDAS é uma Unidade criada em 1936, com missão especial, inclusive para as decantadas guardas de honra e recepção das autoridades que nos visitam. Formado inicialmente com elemento humano de comprovada apresentação, possuindo o uniforme tradicional da Corporação, suficientemente instruída e comandada por um TENENTE-CORONEL OCTAVIANO – só poderia ser uma tropa de escol. Por vezes o BATALHÃO DE GUARDAS seguiu com destino ao RIO DE JANEIRO a fim de participar de grandes paradas cívicas, ombreando-se com tropas federais de excelso valor, isto lá pelos idos de 1939. O BATALHÃO DE GUARDAS sempre regressava sobraçando as palmas da Vitória. Arrancou elogios das maiores autoridades constituídas (civis e militares), espelhando evidentemente o entusiasmo que o extinto tributava no que tange ao correto treinamento de seus comandados. Antes de baixar à sepultura, o CORONEL Ref HIPÓLITO TRIGUEIRINHO proferiu comovente oração fúnebre, exaltando as nobres qualidades do extinto. Foi sepultado com o uniforme “begeino”. No velório, notamos as presenças do Comandante Geral, CORONEL EB ANTÔNIO FERREIRA MARQUES, MAJOR EZEQUIEL CORRÊA DE ARAÚJO, RAUL DE OLIVEIRA CAMPOS, CÍCERO MOREIRA DE ALBUQUERQUE, JOSÉ DIAS DE FIGUEIREDO, CAPITÃO THEMISTOCLES PEREIRA DE CASTRO.
Conheci o CORONEL OCTAVIANO quando servi no BATALHÃO DE GUARDAS, como aspirante. Comovia-me vê-lo passar pelo batalhão e parar para em continência reverenciar a Unidade que ele criou. Certa vez, convidei-o para adentrar o quartel. Ele, comovido, contou que havia uma carta no cofre do Batalhão, com a sua vontade de partir, para a última viagem, com o uniforme begeino, saindo do seu batalhão. Foi um dos momentos que guardo para sempre em minha memória.




SÃO PAULO, 20 DE AGOSTO DE 1968
MEMORANDO Nº 10242
Do Chefe do Gabinete do Comando
Ao Sr Cmt do 1ª BP
I – Comunico-vos que o féretro do Senhor Coronel Res PM OTAVIANO GONÇALVES DA SILVEIRA, sairá, amanhã, quarta-feira, dia 21-VIII-1968, do BATALHÃO DE GUARDAS para o Cemitério São Paulo, às 9 horas.
II – Para acompanhar o enterro são convidados esse Comando, Oficiais e Praças.
III – Deverá comparecer, obrigatoriamente, uma delegação composta de 1 oficial e 5 Praças dessa Unidade.
IV – Uniforme: o quarto.
EURICO JOSÉ COLA (TENENTE-CORONEL PM CHEFE DO GABINETE DO COMANDO.
Sou escalado para acompanhar o féretro, bem como o 2º TENENTE NOVAES. Primeiramente, no entanto, participo da revista da tropa. Às 8:40 horas, rumo para o BATALHÃO DE GUARDAS acompanhado do 1º TENENTE DURVAL DOS SANTOS ROSA. Chegam depois o CAPITÃO CAMILO DIAS DOS ANJOS, ACHILES CRAVEIRO e 2º TENENTE NOVAES.
O corpo do CORONEL OTAVIANO acha-se exposto no saguão do BG. Ao lado estão seus filhos e, entre eles, o CORONEL UBIRAJARA DA SILVEIRA.
CORONEL OTAVIANO foi o primeiro Comandante do BATALHÃO DE GUARDAS. Relembro que, em todos os dias de aniversário do seu quartel, comparecia orgulhosamente no BATALHÃO DE GUARDAS. No entanto, neste ano, a morte o colheu antes do 1º de setembro, data do aniversário do BG. Relembro, também, que quando assumi a Chefia da FIF do BG, encontrei no cofre uma carta manuscrita pelo CORONEL OTAVIANO. Ali, estavam ditadas as suas vontades, após a morte. Queria que seu corpo saísse do BG e que se trajasse com o uniforme de gala da Corporação. Suas vontades estão sendo cumpridas nessa sua última viagem.
Às 9 horas, CORONEL CAVALHEIRO, capelão, reza ao lado do caixão e, então, o ataúde é removido para o carro fúnebre. Enorme quantidade de veículos acompanham o enterro. No Cemitério SÃO PAULO, seu corpo baixa à sepultura.
Encontro com colegas de turma: 1ºs TENENTES MENDES e PINHO e com outros oficiais. Às 11 horas, regressamos ao 1º BP TOBIAS DE AGUIAR.
Reúnem-se os oficiais no salão nobre. COMANDANTE ALTINO e MAJOR WILSON VASCONCELOS falam sobre policiamento ostensivo. Às 12 horas, somos liberados.
Deixo o 1º BP TOBIAS DE AGUIAR. Gosto desse batalhão mas, dadas as circunstâncias, acho que esse negócio de policiamento ostensivo não está dando resultado. Falta muita coisa para nós nos projetarmos nessa modalidade de policiamento e o Quartel General em vez de nos dar meios, cada vez tira o que nós temos.
Viajo com o SUBTENENTE PAIXÃO no regresso a GUARULHOS.
Passo um gostoso tempo em casa, descansando das atividades do quartel. Assisto programas de televisão e, em nosso lar, somente sentimos a falta da MARIZETE, ainda no hospital da CRUZ AZUL.

Saio à noite, após a visita do 3º SARGENTO NASCIMENTO, do Serviço de Intendência. Visito o SOLDADO OSVALDO. Encontra-se de férias desde 18 do corrente. Conversamos a respeito de uma gozação que fiz, recentemente, com os SOLDADOS TELÍRIO SENA e PATRÍCIO. Retorno às 22 horas. 

Nenhum comentário: