Forças dos EUA no Golfo Pérsico
Na quarta-feira à noite, as forças iranianas dispararam 22 mísseis dirigidos a bases militares que albergam as tropas norte-americanas no Iraque, em retaliação pela morte de um general iraniano por um drone dos EUA.
O ataque visou a base aérea de Ain al-Asad e Erbil.
Durante anos, os Estados Unidos mobilizaram 60,000 a 80,000 soldados no Golfo para garantir segurança aos aliados na produção de petróleo na região. À medida que a tensão com o Irão aumentou, o Pentágono deslocou milhares de forças adicionais para o Médio Oriente.
Abaixo esta é uma descrição dos locais para onde os EUA localizam as forças militares e onde estão localizadas as operações militares, de acordo com a agência Reuters, bem como a localização das bases aéreas atacadas.
mapa dos ataques às bases dos EUA e localização das tropas norte americanas
Forças iranianas
Em abril de 2019, os EUA classificaram de organização terrorista a Guarda Revolucionária do Irão, a força de elite dos iranianos.
Esta ação de Donald Trump segue em linha com outras medidas adotadas: a saída dos EUA do acordo nuclear e a reimposiçao de sanções económicas. É a primeira vez que os EUA declararam formalmente como terrorista as forças militares de outra nação.
cronograma das forças iranianas
Base aérea atacada
Fotos de satélite mostram os locais de impacto dos mísseis iranianos na base aérea de Ain al-Asad. Duas fotografias, fornecidas pela Planet Labs Inc, uma empresa privada de satélite, revista pela Reuters, mostra cinco impactos que parecem ter destruído ou danificado pelo menos sete edifícios e outras estruturas. Pelo menos três das estruturas destruídas parecem ser hangares de manutenção de aviões.
imagens de satélite da base aérea norte americana bombardeada