segunda-feira, 30 de setembro de 2013

DISCURSO DO GENERAL PAULO CHAGAS




 DISCURSO DO GENERAL PAULO CHAGAS.

Liberdade para quê? Liberdade para quem?
Liberdade para roubar, matar, corromper, mentir, enganar, traficar e viciar?
Liberdade para ladrões, assassinos, corruptos e corruptores, para mentirosos, traficantes, viciados e hipócritas?
Falam de uma “noite” que durou 21 anos, enquanto fecham os olhos para a baderna, a roubalheira e o desmando que, à luz do dia, já dura 26!
Fala-se muito em liberdade!
Liberdade que se vê de dentro de casa, por detrás das grades de segurança, de dentro de carros blindados e dos vidros fumê!
Mas, afinal, o que se vê?
Vê-se tiroteios, incompetência, corrupção, quadrilhas e quadrilheiros, guerra de gangues e traficantes, Polícia Pacificadora, Exército nos morros, negociação com bandidos, violência e muita hipocrisia.
Olhando mais adiante, enxergamos assaltos, estupros, pedófilos, professores desmoralizados, ameaçados e mortos, vemos “bullying”, conivência e mentiras, vemos crianças que matam, crianças drogadas, crianças famintas, crianças armadas, crianças arrastadas, crianças assassinadas.
Da janela dos apartamentos e nas telas das televisões vemos arrastões, bloqueios de ruas e estradas, terras invadidas, favelas atacadas, policiais bandidos e assaltos a mão armada.
Vivemos em uma terra sem lei, assistimos a massacres, chacinas e seqüestros. Uma terra em que a família não é valor, onde menores são explorados e violados por pais, parentes, amigos, patrícios e estrangeiros.
Mas, afinal, onde é que nós vivemos?
Vivemos no país da impunidade onde o crime compensa e o criminoso é conhecido, reconhecido, recompensado, indenizado e transformado em herói! Onde bandidos de todos os colarinhos fazem leis para si, organizam “mensalões” e vendem sentenças!
Nesta terra, a propriedade alheia, a qualquer hora e em qualquer lugar, é tomada de seus donos, os bancos são assaltados e os caixas explodidos. É aqui, na terra da “liberdade”, que encontramos a “cracolândia” e a “robauto”, “dominadas” e vigiadas pela polícia!
Vivemos no país da censura velada, do “micoondas”, dos toques de recolher, da lei do silêncio e da convivência pacífica do contraventor e com o homem da lei. País onde bandidos comandam o crime e a vida de dentro das prisões, onde fazendas são invadidas, lavouras destruídas e o gado dizimado, sem contar quando destroem pesquisas cientificas de anos, irrecuperáveis!
Mas, afinal, de quem é a liberdade que se vê?
Nossa, que somos prisioneiros do medo e reféns da impunidade ou da bandidagem organizada e institucionalizada que a controla?
Afinal, aqueles da escuridão eram “anos de chumbo” ou anos de paz?
E estes em que vivemos, são anos de liberdade ou de compensação do crime, do desmando e da desordem?
Quanta falsidade, quanta mentira quanta canalhice ainda teremos que suportar, sentir e sofrer, até que a indignação nos traga de volta a vergonha, a auto estima e a própria dignidade?
Quando será que nós, homens e mulheres de bem, traremos de volta a nossa liberdade?

* Paulo Chagas é General da Reserva do Exército do Brasil.

Após a leitura não deixe de repassar. É o retrato do nosso Brasil
Pense, sinta e aja: “A mente que se abre para uma nova ideia, jamais retornará ao seu tamanho original" - A .E.


JUNTOS SOMOS MAIS FORTES - NESSE MOMENTO NEGRO PARA A PMESP LEMBREMOS DE JANEIRO DE 1961.



From: Di Sessa
Sent: Thursday, September 26, 2013 7:40 PM
Subject: Re: [CBB-ninho-de-aguias]'14038' Fwd: CONVOCAÇÃO " JUNTOS SOMOS MAIS FORTES"

De pleno acordo com nosso colega e amigo Jairo Paes de Lira.
De: Jairo Paes de Lira PAES DE LIRA <paesdelira@gmail.com>
Para: Cel Ciapina * <CBB-ninho-de-aguias@googlegroups.com>
Enviadas: Quinta-feira, 26 de Setembro de 2013 19:26
Assunto: [CBB-ninho-de-aguias]'14037' Fwd: CONVOCAÇÃO " JUNTOS SOMOS MAIS FORTES"

Senhores do CBB,
Encaminho-lhes a mensagem abaixo, recebida do Ten-Cel Athayde, assessor do Dep Maj Olímpio. A convocação já havia sido objeto de matéria da imprensa, em particular no "site" do jornal O Estado de S Paulo. No entanto, o texto jornalístico, apesar de mencionar a marcha, não chega a pôr na boca do Olímpio a palavra greve. Essa palavra aparece no título da matéria, mas não nos trechos entre aspas, que supostamente refletem, literalmente, as palavras do parlamentar. Ora, o próprio assessor dele elimina todas as dúvidas: é greve o que Olímpio propõe, mais uma vez.
Até agora tenho mantido comedimento em relação à atuação do Olímpio. Por uma razão apenas, que sempre declarei aos que o criticavam: ele não foi eleito para dar sorrisinhos ao Governo, mas para lutar politicamente pelos policiais militares.
Evidentemente, a manobra de Alckmin para rebaixar a Polícia Militar ante a Polícia Civil é espúria, afrontosa, desleal, injusta e tem de ser combatida, mas não dessa forma. Insuflar policiais militares à greve, de fato crime militar de motim ou revolta, é atentar contra a ordem pública e contra a segurança da população.
Preocupado, espero que a serenidade prevaleça. Há campo para a atuação forte, decidida e combativa das nossas associações representativas. Para isso elas existem e este é o momento de exigirem do Governo a necessária correção da decisão adotada, à toda evidência imprudente e boçal . Mas essa atuação deve ser sempre ordeira e pacífica, caso contrário seremos nós, paradoxalmente, os agentes da intranquilidade, do medo e do sobressalto da população. E isso violaria os próprios fundamentos da nossa centenária Instituição, a melhor do Estado de São Paulo, tão vilipendiada por seus insensíveis governantes.
Vejam a matéria jornalística através do "link" abaixo.
PAES DE LIRA

---------- Mensagem encaminhada ----------
De:
TCel Athayde <sergioathayde@uol.com.br>
Data: 26 de setembro de 2013 18:44
Assunto: CONVOCAÇÃO " JUNTOS SOMOS MAIS FORTES"
Para:

              Major deputado convoca greve da PM em SP
JUNTE-SE A NÓS NA “ MARCHA CÍVICA PELA SEGURANÇA PÚBLICA ATÉ O PALÁCIO BANDEIRANTES”
PONTO DE ENCONTRO: PRAÇA VINÍCIUS DE MORAES
Av. Giovanni  Gronchi, 150- (próximo ao Palácio dos Bandeirantes)
DIA /Hora:   01 de Outubro de 2013 às 09:00 da manhã.
Deputado Major Olímpio convoca todos os Policiais Civis, Militares, Pensionistas, agentes penitenciários, para mobilizações em prol da Família Policial do Estado de São Paulo.      http://www.youtube.com/watch?v=heVhaNKnEJo


26/09/2013  15h35
O deputado estadual major Olímpio Gomes (PDT) afirmou nesta quinta-feira (26) que vai "pôr a tropa da ativa na rua" e "fechar a frente do Palácio dos Bandeirantes".
Olímpio foi um dos líderes da manifestação dos policiais civis - da qual também participaram militares aposentados em 2008. Ela terminou em confronto na frente da sede do governo paulista com os PMs que defendiam a sede do governo paulista. "Desta vez vai ser bem pior, pois não vai haver Tropa de Choque para defender o governo", ameaçou o deputado.
Olímpio está cada vez mais próximo do vereador e também coronel da PM, Paulo Telhada (PSDB). Em seu Facebook, Telhada disse que o governador Geraldo Alckmin trata os PMs como "filhos bastardos". A reação dos dois ocorre um dia depois de o governo do Estado anunciar a decisão de aumentar os salários dos policiais civis.
Conhecido pelo tom incendiário de seus discursos, Olímpio afirmou que a marcha ao Palácio vai ocorrer na próxima semana. Ele disse ainda que vai começar a prepará-la nesta quinta, às 16h, quando organizará protestos em frente à sede da Tropa de Choque, no centro, e do quartel do Comando Geral, na Praça Coronel Fernando Prestes, também no centro de São Paulo.
"Não somos contrários ao que foi concedido aos delegados e investigadores. Mas o governo decidiu promover essa guerra ao não conceder nada aos policiais militares, à Polícia Científica e às 12 carreiras da Polícia Civil", afirmou o deputado.
Olímpio votou a favor da emenda que tornou os delegados uma carreira jurídica em 2012. Foi essa lei que, segundo o governo do Estado, criou agora a obrigação de se reajustar os salários dos delegados. "Mas também votei pelo reconhecimento do curso superior para os soldados", disse.

NÚCLEO DE CORRESPONDÊNCIA "TRINCHEIRAS PAULISTAS DE 32" DE JAGUARIÚNA: A LUTA CONSTITUCIONALISTA NA ZONA MOGYANA.

NÚCLEO DE CORRESPONDÊNCIA "TRINCHEIRAS PAULISTAS DE 32" DE JAGUARIÚNA: A LUTA CONSTITUCIONALISTA NA ZONA MOGYANA.: Transcrição de notícia publicada no Jornal Folha da Noite de 27 de setembro de 1932. "Estão definitivamente consolidadas as no...

NÚCLEO DE CORRESPONDÊNCIA "TRINCHEIRAS PAULISTAS DE 32" DE JAGUARIÚNA: A LUTA CONSTITUCIONALISTA NA ZONA MOGYANA.

NÚCLEO DE CORRESPONDÊNCIA "TRINCHEIRAS PAULISTAS DE 32" DE JAGUARIÚNA: A LUTA CONSTITUCIONALISTA NA ZONA MOGYANA.: Transcrição de notícia publicada no Jornal Folha da Noite de 27 de setembro de 1932. "Estão definitivamente consolidadas as no...