sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

LEONARD NIMOY, O SPOCK DE "JORNADA NAS ESTRELAS", MORRE AOS 83 ANOS

27/02/2015 14h24 - Atualizado em 27/02/2015 17h57

Leonard Nimoy, o Spock de 'Jornada nas estrelas', morre aos 83 anos

Ator morreu nesta sexta (27), confirmou sua mulher ao 'New York Times'.
Ele revelou no ano passado ter grave doença no pulmão.

Do G1, em São Paulo
O ator Leonard Nimoy como Spork em 'Jornada nas Estrelas' (1966) (Foto: Divulgação)O ator Leonard Nimoy como Spork em 'Jornada nas Estrelas', no ano de 1966 (Foto: Divulgação)
O ator norte-americano Leonard Nimoy, conhecido pelo papel de Spock em "Jornada nas estrelas", morreu aos 83 anos, na manhã desta sexta-feira (27), em sua casa em Bel Air, bairro de Los Angeles. Sua mulher, Susan Bay Nimoy, confirmou a notícia ao "New York Times", dizendo que a causa da morte foi o estágio final de doença pulmonar crônica obstrutiva.
Na semana passada, Nimoy foi internado às pressas em um hospital de Los Angeles, EUA, após sentir fortes dores no peito.
De acordo com o site TMZ, o ator precisou ir ao hospital várias vezes nos últimos meses devido a complicações decorrentes da doença.
Em fevereiro do ano passado, ele revelou ter uma grave doença no pulmão. "Parei de fumar 30 anos atrás. Não cedo o suficiente. Eu tenho COPD [doença pulmonar obstrutiva crônica]. O vovô aqui diz pare agora!", escreveu em sua conta oficial no Twitter, na ocasião.
"A vida é como um jardim. Momentos perfeitos podem ter acontecido, mas não preservados, exceto na memória". Esse foi o último tuíte de Leonard Nimoy. Nos últimos dias, ele postou poesias, se disse arrependido de ter fumado, entre outras mensagens que indicavam uma despedida.
Leonard Nimoy, conhecido pelo papel de Spock em 'Jornada nas estrelas', divulga foto ao lado de Jim Parsons, o Sheldon de 'The Big Bang Theory' (Foto: Reprodução/Twitter )Leonard Nimoy, ao lado do também ator Jim Parsons, em sua participação na série 'The Big Bang Theory' em 2012. (Foto: Reprodução/Twitter)
A doença de que Nimoy sofria – conhecida no Brasil como DPOC – tem forte relação com o fumo. Ela é mais comum em adultos, principalmente a partir dos 40 anos. Causa falta de ar, fadiga muscular e insuficiência respiratória, e é apontada pelo Ministério da Saúde como uma das principais causas de mortalidade no Brasil.
Biografia
Leonard Nimoy Simon nasceu em Boston, EUA, em 26 de março de 1931. Seus pais eram imigrantes judeus da Ucrânia. Ele desenvolveu interesse em atuar em uma idade precoce, sendo sua primeira aparição no palco aos oito anos em uma produção de "Hansel e Gretel".
Nimoy fez aulas de teatro por um tempo no Boston College, e, depois de sair de casa para seguir carreira em Hollywood, ele conseguiu seu primeiro papel principal no filme "Kid Monk Baroni", de 1952.
Depois de servir no Exército de 1953 a 1955, ele fez pequenos papéis em alguns filmes, mas principalmente em séries de TV, aparecendo em episódios de "Dragnet", "Sea Hunt", "Bonanza", "Wagon Train", "Rawhide", "The Twilight Zone", "Os Intocáveis", "The Outer Limits", "The Virginian", "Get Smart" e "Gunsmoke" antes de alcançar a fama em "Jornada nas estrelas".
Diretor
Ele também passou para trás das câmeras e dirigiu o terceiro e quarto longas de "Star Trek", sendo que "Star Trek IV: a volta para casa" foi então o filme de maior sucesso da série no cinema.
Nimoy também dirigiu os filmes "Coisas engraçadas do amor", com Gene Wilder, e "Três solteirões e um bebê", de 1987, uma das comédias de maior bilheteria da época.
Mais recentemente, ele retornou à série "Fringe" como o maníaco professor William Bell, e fez a voz de Spock em um episódio de 2012 de "Big Bang Theory". O último trabalho dele como Spock foi "Além da escuridão: Star Trek" (2013), segundo longa da franquia desde a retomada com "Star Trek" (2009), sob direção de J.J. Abrams.
Leonard Nimoy foi casado duas vezes, com a atriz Sandra Zober (1954-1987), com quem teve um casal de filhos, e com Susan Bay, desde 1988. Seu filho, Adam Nimoy, hoje é diretor de televisão.
Leonard Nimoy como Dr. Spock em 'Jornada das Estrelas' (Foto: Divulgação)Leonard Nimoy como Dr. Spock em 'Jornada das Estrelas' (Foto: Divulgação)
  •  
  •  
Leonard Nimoy com Grace Lee Whitney e Willian Shatner como Mr. Spock, Yeoman Rand e Capitão James Kirk em foto de divulgação da série 'Jornada das Estrelas' em 1966 (Foto: Divulgação )Leonard Nimoy com Grace Lee Whitney e Willian Shatner como Mr. Spock, Yeoman Rand e Capitão James Kirk em foto de divulgação da série 'Jornada das Estrelas' em 1966 (Foto: Divulgação )
Foto de 28 de Junho de 1973 mostra o ator Leonard Nimoy durante uma entrevista em Nova York (Foto: Jerry Mosey/AP/Arquivo)Foto de 28 de Junho de 1973 mostra o ator Leonard Nimoy durante uma entrevista em Nova York (Foto: Jerry Mosey/AP/Arquivo)
Os atores William Shatner (esquerda) e Leonard Nimoy posam para foto durante entrevista no 40º aniversário da série de ficção científica 'Star Trek' (Jornada nas Estrelas) em Los Angeles, em agosto de 2006 (Foto: Mario Anzuoni/Reuters/Arquivo)Os atores William Shatner (esquerda) e Leonard Nimoy posam para foto durante entrevista no 40º aniversário da série de ficção científica 'Star Trek' (Jornada nas Estrelas) em Los Angeles, em agosto de 2006 (Foto: Mario Anzuoni/Reuters/Arquivo)

NOVA MANIFESTAÇÃO DO CLUBE MILITAR - CAMPANHA PELA MORALIDADE NACIONAL

Nova manifestação do Clube Militar: Campanha pela Moralidade Nacional.


x

MarianoTaglianetti

Anexos

Caríssimo Cel. VENTURA, boa tarde !
 
Acabo de receber.
 
Fraternal apreço, Mariano.

ASSASSINOS LEGALIZADOS - ISLAMISMO NO BRASIL - PARTE 1

MINISTRA DO STF COMPRA MANSÃO DE DOLEIRO DA LAVA JATO

Ministra do STF compra mansão de doleiro da Lava Jato

Categoria: Política
Criado em Domingo, 25 Janeiro 2015 23:46
Publicado em Domingo, 25 Janeiro 2015 23:46
Acessos: 3071

REPORTAGEM EXCLUSIVA DO MINO PEDROSA - QUID NOVI:
Blog do Mino
Exclusivo: Ministra do STF compra mansão de doleiro da Lava Jato
Carme Lúcia - STF
A Ministra do Supremo Tribunal Federal, Carmen Lúcia Antunes Rocha, com esse zóio de pomba morta. adquiriu uma mansão no Lago Sul, bairro nobre de Brasília e pode ter caído em armadilha montada pelo doleiro Fayed Traboulsi, envolvido na operação Lava Jato da Polícia Federal.
Carmem Lúcia - Mansão
No dia 19 de setembro de 2013 o principal doleiro da capital da federal foi surpreendido as 6 hs da manhã pela Polícia Federal com mandato de prisão e busca e apreensão em suas propriedades, era a operação Miqueias que investigava fundos de previdência e pensão, deflagrada naquele dia.
A delegada Andréia Pinho conduziu o preso Fayed na viatura da PF até o endereço de outra propriedade na QI 17 conjunto 12 casa 11 Lago Sul, bairro nobre de Brasília. Escutas telefônicas autorizadas pela Justiça na operação Miqueias identificou várias propriedades do doleiro Fayed Traboulsi em nome de terceiros, usados como laranjas.
A propriedade adquirida pela ministra do STF foi no valor de R$ 1.7 milhão, mas no mercado imobiliário a casa é avaliada por pouco mais de R$ 3 milhões. Seria um bom negócio para a ministra se não fosse o nome da proprietária, Andréa Felipe Ramos, casada com Alexandre Chaves Ribeiro, sócio do bicheiro Carlos de Almeida Ramos, conhecido como Carlos Cachoeira.
Carmem Lúcia - Doc 01
Alexandre Chaves em parceria com Carlos Cachoeira e outro comparsa estavam envolvidos no escândalo dos Correios que deu início ao mensalão e a cassação do deputado federal do PMDB do Rio de Janeiro, André Luiz, na CPI dos Bingos. A mansão adquirida pela ministra do Supremo, Carmen Lúcia, estava em nome de Andréa Felipe Ramos e era usada como endereço de várias pessoas, entre elas o deputado federal peemedebista do Ceará, Mário Feitoza de Carvalho Freitas, investigado por suspeita de crime financeiro no caso do Banco Mercantil em 1996.
Em depoimento a Polícia Federal o doleiro Fayed Traboulsi confessou ser o proprietário da casa, dizendo ter recebido em pagamento de dívida. Coincidência ou não, o casal laranja de Fayed e proprietário da casa, recebeu informações da operação e fugiu na madrugada fazendo toda a mudança do imóvel. A delegada que pensava surpreender Alexandre e Andréa ficou na viatura aguardando a chegada do chaveiro. Ao entrar na mansão constatou a mudança repentina do casal. O doleiro Fayed Traboulsi é sócio de Carlos Habib Chater, preso na operação Lava Jato acusado de tráfico de drogas e lavagem do dinheiro da corrupção da Petrobras e empreiteiras envolvidas no caso.
Carmem Lúcia - Doc 2
Fayed e Carlos Habib Chater usaram CPFs de várias pessoas e empresas para lavar dinheiro oriundo de corrupção e tráfico de drogas. Fayed montou empresas no nome da esposa e dos filhos para enviar dinheiro sujo para paraísos fiscais no exterior e também trabalhava em dupla com Carlos Habib nos pagamentos de propinas oriundos de corrupção, atuando como um braço do doleiro Alberto Youssef, também preso na operação Lava Jato e fazendo pagamentos aos políticos em Brasília. Curioso é Fayed apesar da participação comprovada na operação Lava Jato, não ter tido sua prisão decretada.
Agora, Fayed montou uma luxuosa casa de jogos clandestino em Brasília e esta sendo investigado pela Polícia Civil do DF apontado como chefe de um esquema de lavagem de dinheiro através de jogos ilícitos. A Polícia Civil do DF montou uma operação com agentes infiltrados que documentaram o esquema de lavagem de dinheiro. O nome de operação Lava Jato foi criado pela Polícia Federal com base no posto de gasolina em Brasília dos sócios, Fayed Traboulsi e Carlos Habib Chater.
A mansão adquirida pela ministra Carmen Lúcia é de propriedade real do doleiro Fayed Traboulsi e nos registros no cartório figura, Andréa Filipe Ramos, que tem no seu CPF juntado a uma ficha corrida com vários estelionatos. Recentemente Andréa Ramos estava lotada no gabinete do Ex.mo Sr.Ministro José Roberto Freire Pimenta, do Superior Tribunal do Trabalho.
Carmem Lúcia - Doc 03
A ministra do STF, Carmen Lúcia, já prepara as malas para morar em sua nova residência. Esta mansão deveria constar no rol de apreensões e bloqueios de bens do doleiro Fayed Traboulsi. O que não se sabe ainda,é se a delegada Andréa Pinho listou esta residência.

UM LUGAR DIFÍCIL!!! MEUS CUMPRIMENTOS À ÉLVIA PEREIRA

UM LUGAR DIFICIL!!! ATOS: 8:4-8,26-35...…De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei... 

Hebreus:13:5..Quando uma mudança repentina na tecnologia tornou o seu trabalho obsoleto, um cientista altamente treinado foi trabalhar num restaurante de fast-food. Certa noite, após o nosso estudo bíblico, ele descreveu sua situação como difícil e humilhante. Ele disse: “Algo bom que eu posso falar é que os jovens de lá parecem interessados em minha fé.” Alguém do grupo respondeu: “Eu o admiro por ser humilde. Sei que a sua fé tem algo a ver com isso.”


Assim como o meu conhecido, Filipe pode ter imaginado por que Deus o tiraria de Samaria (Atos 8:4-8) e o colocaria no meio do deserto (v.26). Mas em seguida, ele descobriu que um etíope precisava de ajuda para compreender as Escrituras (vv.27-35), e o seu lugar fez sentido.


Quando Jesus prometeu que jamais nos abandonaria (Mateus 28:20; Hebreus 13:5), Ele quis dizer nos momentos difíceis e também nos bons. 


A nossa missão nas fases difíceis da vida é trabalhar ou servir, lembrando que fazemos para o Senhor, e em seguida observar enquanto Deus trabalha para concretizar Seus propósitos.


Olhe para Deus em seu lugar difícil e descubra o que Ele está fazendo em você e por seu intermédio neste local.O que é melhor do que sermos respondidos? Confiar no bom Deus que tem os Seus motivos...

FATO HISTÓRICO EM DOIS MIL ANOS - MERECE SER REPASSADO - MEUS CUMPRIMENTOS AO CORONEL PM NELSON NUNES FERNANDES.

MERECE SER REPASSADO


x

EXÉRCITO EM RETIRADA - POR NEY VILELA

                                                        Exército em retirada

                                                                                                                               por Ney Vilela*
Uma das manobras mais difíceis de se executar, por parte de um grande exército, é a retirada. Ceder território é desmoralizante e passa o sentimento psicológico de que a derrota se aproxima. Mas, independentemente dessa situação ser constrangedora, um bom general precisa garantir que seus exércitos consigam se reagrupar, ganhando condições operacionais para enfrentar as próximas batalhas.
Ao realizar a manobra de retirada, é costumeiro que o exército em recuo deixe, no caminho, uma parcela de suas tropas com a função de obrigar o inimigo a perder algum tempo enfrentando-as. Assim, quem se retira troca espaço por tempo, conseguindo as condições para se reorganizar e melhor poder defender suas posições, a seguir.
Observe-se o que aconteceu com Graça Foster, presidente da PETROBRAS: ela foi submetida a um desgaste desumano, nesse último ano. Enquanto ficava evidente que a PETROBRAS teve seus recursos dilapidados e foi literalmente implodida em nome dos interesses do partido que se apoderou da máquina de governo, Graça Foster atraiu o fogo da bateria do exército da oposição, enquanto o ex-presidente da empresa, o ex-presidente da República e a liderança partidária do PT ganharam um tempo precioso que lhes permitiu vencer a eleição presidencial e se organizarem para o grande embate judicial que se aproxima.
Como "tropa retardadora", Graça Foster (além de um grupo de diretores da PETROBRAS), deu o melhor de si, sacrificando-se com ardor missionário – sabe-se lá por que – em benefício de Lula da Silva e de Dilma Rousseff.
Diante desses fatos, observa-se que o exército da oposição não pode esquecer que é necessário levar à rendição quem assinou o contrato que levou a PETROBRAS a perder mais de um bilhão de reais com a Refinaria de Pasadena. E quem assinou esse contrato foi o Conselho da empresa, dirigido – na época – por Dilma Rousseff. Deve ser levado ao tribunal de crimes de guerra o camarada que fez o acordo com a Venezuela para se construir a Refinaria Abreu e Lima, o que levou a um prejuízo de aproximadamente 20 bilhões de dólares. E quem realizou esse acordo foi Lula da Silva.
Deve ser levado à rendição quem doou petróleo para a Venezuela (!) no período da crise que quase derrubou Hugo Chávez. E quem fez isso foi Lula da Silva.
Precisa ser derrotado quem alterou o contrato de exploração das jazidas de petróleo, criando o sistema de partilha que exaure os recursos da PETROBRAS. É necessário levar à rendição quem resolveu combater a inflação mantendo congelado os preços dos combustíveis fósseis, destruindo o equilíbrio financeiro da PETROBRAS.
E, para não perder a viagem, a oposição deve levar às barras dos tribunais, quem destruiu o equilíbrio das empresas que produzem energia elétrica. E também quem entregou os recursos do BNDES – com juros subsidiados – para algumas empresas que, posteriormente, faliram. A oposição também precisa punir (sempre dentro da lei) quem doou dinheiro para se construir um porto, em Cuba, e uma linha de metrô, na Venezuela, com os recursos do contribuinte brasileiro, enquanto há tantas deficiências de infraestrutura em nosso próprio país.
Graça Foster é desimportante: o que interessa é penalizar os mandantes. Trata-se de capturar os generais desse exército em retirada.
*Ney Vilela
Coordenador Regional do Instituto Teotônio Vilela de Estudos Políticos
Membro da Academia Jahuense de Letras
Membro da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação
Membro do Instituto Cultural de Artes Cênicas do Estado de São Paulo
Membro dos Estudos Pós-Graduados em História (Cultura e Representação) da PUC-SP
Professor de Teorias da Comunicação  e de História do Brasil Contemporâneo da Fundação Raul Bauab - Jahu
Rua Acácio Izar, 167 – Jardim Campos Prado
CEP – 17.208-753
Jaú - SP
14 3624 1237

Branca - Zequinha de Abreu