quarta-feira, 24 de outubro de 2018

CORONEL PM SARDILLI x DELEGADO MILTON MONTEMOR








O comandante da Policia Militar Ambiental de São Paulo, coronel Alberto Malfi Sardilli, 45, espancou o delegado de polícia aposentado Milton Rodrigues Montemor, 80, após um desentendimento durante uma festa na tarde de domingo (21) no Tremembé, zona norte de São Paulo.

Segundo o Boletim de Ocorrência, Milton havia intercedido em uma discussão entre sua irmã e o coronel Sardilli. Após isto o coronel esperou o delegado no estacionamento, o atacou com um soco no peito e passou a desferir outros golpes, quando então foi contido por quem passava pelo local.


Após isto, Sardilli fugiu do local e Milton foi levado para um hospital particular com duas fraturas, onde foi operado e está internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

“O fato demonstra nuances de desvios e destempero de personalidade de um agente do Estado, de um coronel da Polícia Militar, que tem a obrigação legal de proteger a sociedade, assegurar o bem-estar social, resguardar vidas e proteger o cidadão”, analisou Raquel Kobashi Gallinati, presidente do SINDPESP (Sindicato de Delegados de Polícia do Estado de São Paulo), que espera que o agressor seja punido.

O Comando da Polícia Militar confirmou o envolvimento do coronel na confusão e afirmou, por meio de nota, que “o oficial apresentou sua versão na Corregedoria da Polícia Militar, que fornecerá à Polícia Civil todas as informações necessárias para o esclarecimento que o caso requer”.

R7 também tentou contato com o coronel Sardilli e com a família do delegado aposentado Milton Montemor, mas até a publicação desta reportagem não obteve resposta. 

O caso foi registrado no 39º DP (Vila Gustavo) como lesão corporal grave.



MORREU O JORNALISTA RAYMUNDO COSTA, NO DIA 23 DE OUTUBRO.

Morreu na noite dessa terça-feira (23), em Brasília, o jornalista Raymundo Costa, que trabalhava atualmente no Valor Econômico. Raymundo tinha 66 anos e estava hospitalizado desde o último dia 7. Ele tinha câncer no pulmão e morreu em decorrência de uma septicemia (infecção generalizada). Repórter especial, ele assinava uma coluna no Valor. O presidente Michel Temer e o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, divulgaram nota de pesar pela morte.
Paraense, ele morava em Brasília há mais de 30 anos e cobria política e economia. Na capital federal, passou por veículos como VejaFolha de S.PauloO Globo e IstoÉ. Depois de trabalhar na imprensa paraense,foi correspondente do jornal O Estado de S.Paulo, pelo qual cobria assuntos relacionados à Amazônia, em São Luís.
Temer lamentou a morte de Raymundo Costa pelo Twitter. “Perdemos nesta noite um dos jornalistas mais respeitados do país, Raymundo Costa. Competente, educado e observador atento dos fatos, teve trajetória brilhante em alguns dos melhores veículos de comunicação do País. Minha solidariedade aos amigos e à família”, afirmou o presidente.
Rollemberg também manifestou pesar. “O Brasil perdeu um de jornalistas maiores, o querido Raymundo Costa, o Raimundinho. Ao longo dos últimos anos convivi com ele, seu vasto conhecimento da política brasileira, seu discernimento preciso e pontual e a enorme figura humana abrigada naquele seu jeito simples de ser. A humildade, a capacidade de ouvir e de aceitar os argumentos alheios - sem se considerar o ‘dono da verdade’ – fizeram dele um exemplo, de fato, para o jornalismo brasiliense e brasileiro. Meus pêsames e orações aos familiares e amigos neste momento de dor”, escreveu o governador.
Em nota publicada no site do Valor Econômico, a diretora de redação do jornal, Vera Brandimarte, afirmou que o veículo perdeu um de seus profissionais mais competentes. Segundo Vera, o jornal "perde um companheiro de todas as horas, que inspirava tanta estima que mesmo com o passar dos anos sempre foi chamado carinhosamente no diminutivo. Raymundinho compartillhava seus conhecimentos sem reservas e formava as novas gerações com muita generosidade. Estamos no mais pesaroso luto".
Em sua última coluna, publicada em 2 de outubro, o jornalista analisou os prós e os contras das candidaturas de Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL).

O FUTURO PRESIDENTE FOI CONDECORADO COM O COLAR DA VITÓRIA DA SOCIEDADE VETERANOSDE 32-MMDC


OS PAIS ENVELHECEM


DIGAMOS NÃO DEFINITIVO AO LULOPETISMO.


ENC: Digamos um NÃO definitivo ao lulopetismo
1 postagem de 1 autor
 
Atribuir
Claudovino Souza
23 de out
Outros destinatários: adautoluizsilva@uol.com.br, bdmarques@gmail.com, ciapina.gbb@gmail.com, cel_gregio@yahoo.com.br, elianasouzaesilva@uol.com.br, general@fortalnet.com.br, g.tmelo@uol.com.br, itamar1961@uol.com.br, jp22ferreira@gmail.com, lincollnscorsoni@gmail.com, luigiapvercesi@uol.com, maremasc2010@hotmail.com, ralphsolimeo@terra.com.br, gtmelo2008@gmail.com
Repasso. . .  Se V. puder repasse para os Amigos de suas listas.

A próxima votação em 28Out dará aos brasileiros a chance de mudar o rumo de nossa Pátria, que desde zé sarneynto, collor de mello, itamar frango, fhc, lulladrão da çillva, dill má vana russóff e seus assemellhados vendilhões da Pátria transformaram o nosso país numa cloaca fétida com seus desgovernos.

TODA A FÔRÇA AOS HOMENS DE BEM. . . NOSSOS FILHOS, NETOS E BISNETOS ESPERAM DE NÓS A SALVAÇÃO ATRAVÉS DAS DAS URNAS.

A L E A   J A C T A   E S T  !  !  !

De: eniotoniolo@sercomtel.com.br [mailto:eniotoniolo@sercomtel.com.br]
Enviada em: terça-feira, 23 de outubro de 2018 12:12
Para: .Ênio José Toniolo
Assunto: Digamos um NÃO definitivo ao lulopetismo


Manifesto: Digamos um NÃO definitivo ao lulopetismo
21 de outubro de 2018


Grandes manifestações populares tomaram as ruas do Brasil nos últimos anos, resultantes de uma profunda inconformidade com os treze anos de governo petista.
Com efeito, os brasileiros sentiram-se agredidos por uma ideologia anticristã, o Comunismo, condenado reiteradas vezes pelos Papas. Hoje está patente que a Seita Vermelha, mascarada de petismo e com promessas enganadoras, levou-nos à beira do precipício. Não fosse a alma profundamente cristã e o imenso potencial do Brasil, teríamos sido arrastados para a mesma situação em que gemem nossos irmãos venezuelanos.
Não permitamos que o PT volte ao poder e consuma sua obra nefasta. O ex- ministro José Dirceu, em entrevista ao jornal El País, declarou que “é uma questão de tempo para o PT tomar o poder”.¹
No dia 28 de outubro os brasileiros irão novamente às urnas para escolher o seu chefe de Estado.
O resultado desta eleição decidirá se o Brasil resvalará ou não para o comunismo, pois:
  • O PT pretende impor a “ideologia de gênero” nos colégios e corromper nossas crianças;
  • O PT pretende impor o dito casamento homossexual, discriminando e acu sando de “homofobia” todos que se lhe opuserem;
  • O PT pretende implementar a prática criminosa do aborto;
  • O PT pretende cercear a liberdade de imprensa e perseguir seus desafetos na mídia e nas redes sociais;
  • O PT pretende promover invasões de terras e de prédios, no campo e nas cidades;
  • O PT pretende aplicar a Reforma Agrária socialista e confiscatória, incitar invasões indígenas e “quilombolas”, e usar a arma do “trabalho escravo” para novas expropriações de terras;
  • O PT pretende perseguir a propriedade privada – que é um Direito Natural e que antecede o Estado, além de estar garantida pelo 7º e 10º Mandamentos da Lei de Deus – com novas leis e mais impostos escorchantes; 
  • O PT pretende implantar uma “política racial” que gerará, no melhor estilo marxista, a luta racial no Brasil, lançando uns contra os outros;
  • O PT pretende continuar ajudando as ditaduras “bolivarianas” da Venezuela, da Bolívia e de Cuba, além de outras, em grave detrimento de nossa já combalida economia;
  • O PT contará com o apoio da nefasta “esquerda católica” (religiosas, sacerdotes, e até bispos progressistas, que aplicam dentro da Igreja os mesmos erros que o comunismo impõe na sociedade civil). “O PT não existiria sem a ajuda de milhares de padres e comunidades cristãs do [Ele] deve muito ao trabalho da Igreja, à teologia da libertação, aos sacerdotes progressistas. Tudo isso contribuiu para minha formação política, a construção do PT e minha chegada ao poder”.Declaração do ex-presidente Lula ao jornal El País em 9-5-2010.
O Instituto Plinio Corrêa de Oliveira (IPCO), associação cívica continuadora da obra do insigne pensador e homem de ação cujo nome ostenta, apela a todos os brasileiros para que repudiem definitivamente o PT e toda sua ideologia marxista. E fiquem vigilantes porque é da natureza dessa seita filosófica, ateia e anticristã não se dar por vencida. Ela não somente “aparelhou” em larga medida nosso País, detendo ainda numerosos cargos de influência, como está à espreita da primeira ocasião para tentar recuperar o Poder – como o confessou José Dirceu –, se não prestarmos atenção. “Vigiai e orai”, recomendou o Divino Mestre.
Nossa Senhora Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil, nos cubra com o seu manto sagrado e afaste definitivamente de nosso País os malefícios da seita comunista.
Transcrevemos as palavras de fogo pronunciadas pelo Prof. Plinio Corrêa de Oliveira sobre o futuro glorioso que nos está reservado nos planos da Providencia Divina: “Folheie o Brasil as páginas de sua própria história. Indague de Anchieta qual o fundamento de sua admirável abnegação apostólica; pergunte a Vieira qual a chama que acendeu em prol das mais nobres causas o talento de sua inexcedível eloquência; interrogue o Duque de Caxias sobre o segredo que tornou gloriosa a sua espada no Paraguai; investigue as razões que levaram a Princesa Isabel a abolir o cativeiro, com o sacrifício do próprio trono. E todos, a uma voz, apontarão para nosso céu estrelado, mostrando o Cruzeiro do Sul, símbolo bendito da Redenção, que a Providência desenhou em nosso firmamento.” ²
 Notas
2. Discurso pronunciado no dia 1 de setembro de 1932, nos microfones da Sociedade Rádio Educadora Paulista e Rádio Cruzeiro do Sul.