sexta-feira, 16 de maio de 2014

PERSONALIDADES AGRACIADAS COM AS HONRARIAS DO NÚCLEO "CADETE PM RUYTEMBERG ROCHA", NA ACADEMIA DE POLÍCIA MILITAR DO BARRO BRANCO EM 15 DE MAIO DE 2014


Colar "Cadete PM Ruytemberg Rocha - O Cadete PM Herói de 1932"
1General-de-brigadaCarlos dos Santos Sardinha
2Juiz doEgrégioTribunal de Justiça MilitarPaulo Adib Casseb
3Coronel de Polícia MilitarHelson Lever Camilli
4Coronel de Polícia MilitarMarco Aurélio Alves Pinto
5Coronel de Polícia MilitarAdauto Luiz Silva
6Coronel de Polícia MilitarEliseu Leite de Moraes
7Juiz de direito do Tribunal de Justiça de SPLuis Paulo Aliende Ribeiro
 
Colar "Cadete PM Ruytemberg Rocha - O Cadete Constitucionalista"
8Coronel de ExércitoHeber Garcia Portella
9Coronel de Polícia MilitarAudi Anastácio Felix
10Coronel de Polícia MilitarKenji Konishi
11Coronel de Polícia MilitarWagner Tardelli
12ProcuradorLuis Antônio da Silva Duarte
13PromotorÉder Segura
14Tenente-coronel de Polícia MilitarOnivan Elias de Oliveira
15Major de Polícia MilitarFrancalino F Sousa
Medalha "Cadete Constitucionalista"
15Major de Polícia MilitarRicardo Vieira Peixoto
16Major de Polícia MilitarAlessandro Baptista Leal
17Capitão de Polícia MilitarElço Moreira Júnior
18Capitão de Polícia MilitarAlexandre Luiz Alves
19Capitão de Polícia MilitarSheila Ricarda Berbel
20Capitão de Polícia MilitarRenato Lopes Gomes da Silva
21Capitão de Polícia MilitarMarcelo Hsiao
221º Tenente de Polícia MilitarDiógenes Bandoli Guerra de Luna
231º Tenente de Polícia MilitarGraziela Guerra de Luna
241º Tenente de Polícia MilitarSylvia Kinkowski Piazza
251º Tenente de Polícia MilitarPatrícia Martins Lopes Lemos de Araújo
261º Tenente de Polícia MilitarEdson Nalon Silva
271º Tenente de Polícia MilitarNilson de Oliveira Rodrigues
281º Tenente de Polícia MilitarAlan Hudson Almeida da Silva
291º Tenente de Polícia MilitarOswaldo de Andrade Filho
301º Tenente de Polícia MilitarDilermando César Silva
31Aluno Oficial de Polícia MilitarVitor Capello Haddad
32Aluno Oficial de Polícia MilitarFernando Rafael Eufrásio Júnior
33Aluno Oficial de Polícia MilitarPaulo Fabiano PazoTto
34Aluno Oficial de Polícia MilitarRenato Begalli Ribeiro
35Aluno Oficial de Polícia MilitarLucas Sançana de Melo
36Aluno Oficial de Polícia MilitarAnderson Corlino
37Aluno Oficial de Polícia MilitarWelinton de Oliveira Sobral
38Aluno Oficial de Polícia MilitarDavi Carlos de Arruda
39Aluno Oficial de Polícia MilitarSandro Pisaneschi
40Aluno Oficial de Polícia MilitarAntonio Augusto Fernandes Filho
41Aluno Oficial de Polícia MilitarRomulo Fabrete Lara
42Aluno Oficial de Polícia MilitarAmauri Mendes Gorita
43Aluno Oficial de Polícia MilitarHenrique de Rossi Windlin
44Aluno Oficial de Polícia MilitarRodrigo Lopes Cordeiro
45Aluno Oficial de Polícia MilitarAlex Ribeiro Paulini
46Aluno Oficial de Polícia MilitarGregory Maciel Brustchin Fernandes
47Aluno Oficial de Polícia MilitarDanilo Antonio Alves Gusmatti
48Aluno Oficial de Polícia MilitarAllan Bruno Caitano Barbosa dos Santos
49Aluno Oficial de Polícia MilitarÉdipo Bruno Sant'ana
501º Sargento de Polícia MilitarPedro Alexandre de Francischi
511º Sargento de Polícia MilitarAna Maria Mairos Alencar Dores
52Cabo de Polícia MilitarVera Lúcia de Lima Tamborelli
53Cabo de Polícia MilitarRenata de Souza
54Cabo de Polícia MilitarRobinson Baezo
55SenhorAntobio Carlos Aristídes
56SenhoraLigia

CADETE CONSTITUCIONALISTA RUYTEMBERG ROCHA: SOLENIDADE NCRR (15MAI14 - APMBB)

CADETE CONSTITUCIONALISTA RUYTEMBERG ROCHA: SOLENIDADE NCRR (15MAI14 - APMBB): Pelotão Constitucionalista - Comandado pelo 1º Ten PM Júlio César  Visão do dispositivo da APMBB sob a ótica do Comandante do...

CADETE CONSTITUCIONALISTA RUYTEMBERG ROCHA:

CADETE CONSTITUCIONALISTA RUYTEMBERG ROCHA:

PÁTRIA MADRASTA VIL - CLARICE ZEITEL VIANNA SILVA





Uma jovem de 26 anos escreveu essa maravilha!!!


REDAÇÃO DE ESTUDANTE CARIOCA VENCE CONCURSO DA UNESCO, COM MAIS DE 50.000 PARTICIPANTES 

Imperdível para amantes da língua portuguesa, e claro também para Professores, Advogados, Magistrados, Senadores, Deputados, Vereadores, Operários, povo simples de todas as partes de nosso país, Engenheiros, Administradores de Empresa, Jornalistas e outros formadores de opinião, Donas de casa, Empresários, empregados de todas as categorias, inclusive Sindicalistas, políticos em geral e alguns em particular,



Isso é o que eu chamo de jeito mágico de juntar palavras simples para formar belas frases. 



REDAÇÃO DE ESTUDANTE CARIOCA QUE ACABA DE VENCER CONCURSO DA UNESCO COM 50.000 PARTICIPANTES 

Tema: ” Como vencer a pobreza e a desigualdade”

Autora: Clarice Zeitel Vianna Silva


UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - RJ

Leia e entusiasme-se!

“PÁTRIA MADRASTA VIL"

Onde já se viu tanto excesso de falta? 
Abundância de inexistência... 
Exagero de escassez... 
Contraditórios? 
Então aí está! 
O novo nome do nosso país! 
Não pode haver sinônimo melhor para BRASIL. 
Porque o Brasil nada mais é do que o excesso de falta de caráter, a abundância de inexistência de solidariedade, o exagero de escassez de responsabilidade. 
O Brasil nada mais é do que uma combinação mal engendrada - e friamente sistematizada - de contradições. 
Há quem diga que 'dos filhos deste solo és mãe gentil', mas eu digo que não é gentil e, muito menos, mãe. 
Pela definição que eu conheço de MÃE, o Brasil, está mais para madrasta vil. 
A minha mãe não 'tapa o sol com a peneira.' 
Não me daria, por exemplo, um lugar na universidade sem ter-me dado uma bela formação básica.
E mesmo há 200 anos atrás não me aboliria da escravidão se soubesse que me restaria a liberdade apenas para morrer de fome. Porque a minha mãe não iria querer me enganar, iludir.
Ela me daria um verdadeiro Pacote que fosse efetivo na resolução do problema, e que contivesse educação + liberdade + igualdade. Ela sabe que de nada me adianta ter educação pela metade, ou tê-la aprisionada pela falta de oportunidade, pela falta de escolha, acorrentada pela minha voz-nada-ativa. 
A minha mãe sabe que eu só vou crescer se a minha educação gerar liberdade e esta, por fim, igualdade. 
Uma segue a outra... 
Sem nenhuma contradição! 
É disso que o Brasil precisa: mudanças estruturais, revolucionárias, que quebrem esse sistema-esquema social montado; mudanças que não sejam hipócritas, mudanças que transformem!
A mudança que nada muda é só mais uma contradição. 
Os governantes (às vezes) dão uns peixinhos, mas não ensinam a pescar. 
E a educação libertadora entra aí. 
O povo está tão paralisado pela ignorância que não sabe a que tem direito. 
Não aprendeu o que é ser cidadão. 
Porém, ainda nos falta um fator fundamental para o alcance da igualdade: nossa participação efetiva; as mudanças dentro do corpo burocrático do Estado não modificam a estrutura. 
As classes média e alta - tão confortavelmente situadas na pirâmide social - terão que fazer mais do que reclamar (o que só serve mesmo para aliviar nossa culpa)... 
Mas estão elas preparadas para isso? 
Eu acredito profundamente que só uma revolução estrutural, feita de dentro pra fora e que não exclua nada nem ninguém de seus efeitos, possa acabar com a pobreza e desigualdade no Brasil. 
Afinal, de que serve um governo que não administra? 
De que serve uma mãe que não afaga? 
E, finalmente, de que serve um Homem que não se posiciona?
Talvez o sentido de nossa própria existência esteja ligado, justamente, a um posicionamento perante o mundo como um todo. Sem egoísmo. 
Cada um por todos. 
Algumas perguntas, quando auto-indagadas, se tornam elucidativas. 
Pergunte-se: quero ser pobre no Brasil? 
Filho de uma mãe gentil ou de uma madrasta vil? 
Ser tratado como cidadão ou excluído? 
Como gente... Ou como bicho?


Premiada pela UNESCO, Clarice Zeitel Vianna Silva, 26 , estudante que termina Faculdade de Direito da UFRJ em julho, concorreu com outros 50 mil estudantes universitários. Ela acaba de voltar de Paris, onde recebeu um prêmio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) por uma redação sobre 'Como vencer a pobreza e a desigualdade.' A redação de Clarice intitulada 'Pátria Madrasta Vil',foi incluída num livro, com outros cem textos selecionados no concurso. A publicação está disponível no site da Biblioteca Virtual da UNESCO.

Por favor, divulgue para todo o país.

Aos poucos iremos acordar este "BRASIL "