sexta-feira, 29 de março de 2019

Desfile da revolução constitucionalista de 1932/2018

Cantor Jessé - Porto Solidão - Show Eterno Menino

26 ANOS DO FALECIMENTO DO CANTOR JESSÉ.




Resultado de imagem para falecimento do cantor jessé




Jessé Florentino Santos, conhecido apenas como Jessé (Niterói25 de abril de 1952 – Ourinhos29 de março de 1993), foi um cantor e compositor brasileiro.


Jessé foi criado em Brasília. Mudou-se para São Paulo já adulto, e atuou como crooner em boates. Depois, integrou os grupos Corrente de Força e Placa Luminosa, no qual gravou a música "Velho Demais", usada pela Rede Globo na novela Sem Lenço, Sem Documento.
Gravou em inglês nos anos 70, com os pseudônimos de Christie Burgh (1976) e Tony Stevens (1976-1977). Como Tony Stevens, fez sucesso com a música "If You Could Remember", gravada para a Novela Tchan - A Grande Sacada da extinta Rede Tupi. Como Reginaldo Veloso (1978-1979) gravou dois discos com músicas evangélicas.
Jessé foi revelado ao grande público em 1980, no Festival MPB Shell, da Rede Globo. Com a música "Porto Solidão" (Zeca Bahia/Ginko), seu maior sucesso, ganhou o prêmio de melhor intérprete nesse festival. Ainda em 1980, se apresentou no programa Fantástico, com a música Voa Liberdade, que estourou nas paradas de sucesso do ano de 1980. Por conta disso, a música foi incluída no seu disco do ano, juntamente com a canção Porto Solidão.
Em 1983, no XII Festival da Canção Organização (ou Televisão Ibero-Americana, OTI) realizado em Washington, ganhou os prêmios de melhor intérprete, melhor canção e melhor arranjo para "Estrelas de Papel" (Jessé/Elifas Andreato).
De voz muito potente, gravou 12 discos (como os álbuns duplos "O Sorriso ao Pé da Escada" e "Sobre Todas as Coisas"), mas nunca conseguiu os louros da crítica especializada.

Morte[editar | editar código-fonte]

Jessé faleceu em 29 de março de 1993, aos 40 anos de idade, em consequência de traumatismo craniano, ocasionado por um acidente automobilístico. O cantor dirigia um Ford Escort XR3 conversível azul para a cidade de Terra Rica, no Paraná, onde realizaria uma apresentação[1]. O cantor estava com a esposa grávida de cinco meses, Rosana Kozzer, que perdeu a filha, mas sobreviveu[2]. O carro capotou em uma curva e estava com a velocidade aproximada de 190 km/h. Jessé gostava de dirigir em alta velocidade, conforme relatado pelo próprio cantor em entrevista concedida ao apresentador Clodovil Hernandes em 1992 e pelos seus familiares em entrevistas após sua morte. Jessé sofrera um acidente de moto três anos antes de sua morte.
Deixou com Dilza Breder, de Alto Caparaó, uma filha, Rebeca Breder Santos Nogueira, cantora neopentecostal em Brasília[3], de quem teve postumamente netos.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Jessé (1980)
  • Jessé vol. 2 (1981)
  • Jessé vol. 3 (1982)
  • Sorriso ao pé da escada (1983)
  • Estrela de papel (1984)
  • Sobre todas as coisas (1984)
  • Todos os palcos (1985)
  • Ao meu pai (1985)
  • Eterno menino (1987)
  • Convite para ouvir Jessé - Coletânea (1988)
  • Jessé - Série Brilho (1988)
  • Jessé in Nashville (1989)
  • Glória ao Pai - Coletânea (1991)
  • Raízes (1993)
  • Voa liberdade (1993)
  • Jessé - 20 preferidas vol.1 (1996)
  • Jessé - 20 preferidas vol.2 (1997)
  • Pérolas - Coletânea (2000)
  • O inesquecível Jessé (2003)

89º ANIVERSÁRIO DE LIMA DUARTE - 29 DE MARÇO DE 1930










Lima Duartenome artístico de Ariclenes Venâncio Martins (Sacramento29 de março de 1930), é um ator, diretor de telenovela, radialista, dublador e apresentador brasileiro . Além de pioneiro da televisão, é considerado um dos mais importantes atores do Brasil, tornando-se famoso através de vários papéis memoráveis ao longo da história da telenovela brasileira.


Biografia[editar | editar código-fonte]

O começo[editar | editar código-fonte]

Nascido no interior de Minas Gerais, num povoado chamado Nossa Senhora da Purificação do Desemboque e do Sagrado Sacramento, referido por ele como "Desemboque", distrito de Sacramento, chegou em São Paulo de carona num caminhão que transportava mangas.[1]
Filho do boiadeiro araguarino Antônio José Martins e de uma artista do circo América, Lima Duarte jamais se esqueceu de suas raízes, e viu na oportunidade uma forma de entrar em contato com a figura paterna. “Estar aqui na cidade (Araguari), para mim, é de certa forma encontrar-me com meu pai, com um passado que eu não tive oportunidade de conhecer. Tenho certeza que ele permanece vivo em meu coração e em minhas lembranças, das quais também fará parte.”

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou a trabalhar em rádio, como faz-tudo, até chegar a sonoplasta e, finalmente, a radioator, quando adotou o nome artístico de Lima Duarte por sugestão de sua mãe, que era espírita e lhe aconselhou o nome de seu guia. Ingressou na televisão, da qual é um dos pioneiros no Brasil.
Esteve no elenco da primeira telenovela brasileira, Sua Vida Me Pertence, tornando-se um dos principais nomes do gênero.
Também fez dublagens em português de desenhos animados norte-americanos da Hanna-Barbera, como o Manda-Chuva (e também a segunda voz do Espeto), o Wally Gator, o Dum-Dum de Tartaruga Touché.[2]
Atuou em peças teatrais de protesto como Arena conta Zumbi de Augusto Boal e Gianfrancesco Guarnieri.

Televisão[editar | editar código-fonte]

Depois de anos na TV Tupi,[3] onde passou por grandes dificuldades financeiras devido ao caos da emissora, que acabou falindo, foi contratado pela Rede Globocomo diretor, graças à fama obtida pela direção de duas novelas de grande sucesso e popularidade nos anos 60, O Direito de Nascer e Beto Rockfeller, ambas ainda na Tv Tupi.[4] Conseguiu dar um salto na carreira ao interpretar o personagem Zeca Diabo, na novela O Bem-Amado (1973), de Dias Gomes. Imitando a voz fina de um parente na interpretação do violento jagunço, obteve grande notoriedade e foi premiado, transformando esse personagem num dos maiores sucessos da história das telenovelas. Em 1984, substituiu Rolando Boldrin no programa Som Brasil, onde também contava histórias de escritores consagrados como Guimarães Rosa.
Outro personagem antológico da história da telenovela brasileira foi o Sinhozinho Malta de Roque Santeiro, novela escrita por Dias Gomes e Aguinaldo Silva. Tendo ganhado destaque também o milionário Dom Lázaro Venturini, sócio majoritário da Venturini Designers na novela Meu Bem, Meu Mal de Cassiano Gabus Mendes, o personagem foi responsável por uma das frases mais memoráveis da novela, a antológica frase: "Eu quero melão!". Houve também o histórico Sassá Mutema, de O Salvador da Pátria (1989). Assim como o seu personagem, também ele se apaixonou pela "professorinha" Clotilde, interpretada por Maitê Proença, mas não foi correspondido.
Em Da Cor do Pecado ele viveu o empresário Afonso Lambertini e protagonizou cenas emocionantes da trama, como a que descobre que o filho não morreu e que logo em seguida é assassinado na frente dele.
Interpretou ainda o prefeito Viriato Palhares em Desejo Proibido (2007/08), novela exibida às 18 horas pela Rede Globo. Em Caminho das Índias (2009), foi Shankar, um brâmane, pai de Bahuan (Márcio Garcia). Interpretou o vilão Max Martinez em Araguaia (2010). Em Julho de 2015 aceita o convite da TV Cultura para apresentar o programa Viola Minha Viola.[5]
Em dezembro de 2010, foi agraciado com a comenda da Ordem do Ipiranga pelo Governo do Estado de São Paulo.[6]

Dublagem[editar | editar código-fonte]

Lima Duarte também se destacou por dublar alguns personagens de desenho animado da produtora Hanna-Barbera entre 1962 a 1964.[7]:

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

A mãe do Lima Duarte foi a parteira do pai de Fausto Silva.[8]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

AnoTítuloPapelNotas
1951Sua Vida Me Pertence
1952Rosas para o Meu Amor
1952—60TV de VanguardaMefistófeles / João Grilo / Turíbio / Bolívar Cambará / Papitrichin) / Max / Tenente / Leach / Garduña / Doutor / Rogozhin / Jim Harris / Macduff / Happy Loman / Hamlet / Montserrat / Iago / João NinguémEpisódios: "O Homem que Vendeu a Alma" (52), "Othelo" (52), "O Inspetor Geral" (52), "Hamlet"(53), "De Ratos e Homens" (53), "Os Amantes de Verona" (53), "Massacre" (53), "Macbeth" (54), "Noite sem Lua" (54), "O Idiota" (55), "O Caso Maurizius" (56), "Louisa" (56), "O Renegado" (56), "O Chapéu de Três Bicos" (57), "Traição" (58), "Conversão do Diabo" (58), "Calunga" (59), "Casa de Estranhos" (59), "O Discípulo do Diabo" (59), "Teiniágua" (60), "Festival Brasileiro"(60), "Os Três Desconhecidos" (60)
1954Casa de BonecasKrogstad[9]
As Aventuras de Red Ringo
O Destino Desce de Elevador
Sangue na TerraJoviano
1955Posto AvançadoTomás
Engenho das AlmasBelarmino
Caminhos Sem FimBerto
Oliver Twist
1956E o Vento LevouRhett Butler
1957Lever no EspaçoGeraldo Gomes
1958–59TV TeatroLuizEpisódio: "O Anel"
BaianoEpisódio: "Caixinha de Música"
TV de ComédiaEpisódios: "O Azar de Chico Fogueteiro" (58), "Era uma Vez um Vagabundo" (58) e "Não Saias Esta Noite" (59)
1959–64Grande Teatro TupiSenador / Gonçalves / Tanaka
1962CleópatraJúlio César
1964Gutierritos, o Drama dos HumildesGutierritos
O Direito de Nascer
A GataBarrabal
1965Um Rosto PerdidoCândido
Olhos que AmeiLeopoldo
O Mestiço
1966Os Irmãos Corsos
A Ré MisteriosaFernando
CalúniaMoreira
1967Paixão ProibidaSanta Maria
1968Beto RockfellerDomingos / Duarte / Manoel Maria / Conde Wladimir / Secundino
O Rouxinol da Galileia
O Décimo MandamentoSalvador
1970As BruxasMichel
1971A FábricaPepê
1973Os Ossos do BarãoEgisto Ghirotto
O Bem-AmadoJosé Tranqüilino da Conceição (Zeca Diabo)
1973–78Caso EspecialZé BigornaEpisódios "Duelo" (1973), "O Capote" (1973), "O Crime de Zé Bigorna" (1974) e "O Homem que Veio do Céu" (1978)
1974O RebuBoneco
1975Roque SanteiroSinhozinho Malta (Francisco Teixeira Malta)Versão censurada
Pecado CapitalSalviano Lisboa
1977Espelho MágicoBartolomeu Esperança (Carijó)
1979Marron GlacêOscar
Pai HeróiMalta Cajarana
1980–84O Bem-AmadoZeca Diabo
1982ParaísoJoão das Mortes
1983ChampagneRaul
1984Partido AltoCocada
Caso VerdadeJacobinoEpisódio: "Esperança"
1985Roque SanteiroSinhozinho Malta (Francisco Teixeira Malta)
O Tempo e o VentoGeneral Rafael Pinto Bandeira
Tenda dos MilagresContador de Milagres
1987Expresso BrasilZeca Diabo / Sinhozinho Malta
Canção de Todas as CriançasReiEspecial
1989O Salvador da PátriaSassá Mutema (Salvador da Silva)
1990Meu Bem, Meu MalDom Lázaro Venturini
Rainha da SucataOnofre Pereira
1992Pedra sobre PedraMurilo Pontes
1993AgostoTurco Velho
Fera FeridaMajor Emiliano Cerqueira Bentes
O Mapa da MinaDelegado de PolíciaParticipação especial
Você DecideEpisódio: "O Juramento"
1995A Próxima VítimaZé Bolacha (José Mestieri)
Engraçadinha... Seus Amores e Seus PecadosDruggist
1996O Fim do MundoCoronel Ildásio Junqueira
Sai de BaixoJoca /
Anjo da guarda
Episódios: "Me Engana Que Eu Gosto"
"O Céu Pode Espernear"
1997A IndomadaMurilo Pontes
Você DecideEpisódios: "O Sósia" e "Vida Dupla"
Renato Aragão EspecialSr. EliasEspecial de Fim de Ano: "Conto de Natal")
1998Pecado CapitalTonho Alicate
Corpo DouradoJosé Paulo Moreira de Barros (Zé Paulo)
1999O Auto da CompadecidaBispo
Você DecideEpisódios: "O Príncipe da Feira" e "Fidelidade"
2000Uga UgaNikolaos “Nikos” Karabastos
Você DecideEpisódio: "Uma Lição das Arábias"
2001Porto dos MilagresSenador Vitório Vianna
Brava GenteWashingtonEpisódio: "A Coleira do Cão"
2002Sabor da PaixãoMiguel Maria Coelho
O Quinto dos InfernosConde dos Arcos
2003Sítio do Picapau AmareloJoão Melado Oliveira dos SantosEpisódio: O Caipira
2004Senhora do DestinoSenador Vitório Vianna
Da Cor do PecadoAfonso Lambertini
O Pequeno AlquimistaFilolal
2005BelíssimaMurat Güney
2007Amazônia, de Galvez a Chico MendesBento
Desejo ProibidoPrefeito Viriato Palhares
2009Caminho das ÍndiasShankar Sündrani
Chico e AmigosDiego Pepino
2010AraguaiaMaximiliano Martínez (Max)
2012As Aventuras do DidiReiEespecial de Fim de Ano: "O Segredo do Natal"[10]
2014Didi e o Segredo dos AnjosSábio[11]Telefilme
2015Os ExperientesDoutor Pricolli[12]Episódio: "O Primeiro Dia"
I Love ParaisópolisDom Peppino (Giussepe Sarti)[13]
2016Criança EsperançaSassá Mutema (de O Salvador da Pátria) / Ele mesmoEspecial
2017O Outro Lado do ParaísoJosafá Tavares[14][15]
2018Treze Dias Longe do SolAugusto Rupp (Dr. Rupp)[16]
2019Tá no Ar: A TV na TVEle mesmo[17]Episódio: "12 de fevereiro de 2019"

Como apresentador[editar | editar código-fonte]

AnoTítulo
1984–89Som Brasil
1993Você Decide (de 21/07 a 29/09)

Como diretor[editar | editar código-fonte]

AnoTítulo
1965O Mestiço
1970Toninho on the Rocks
1972O Bofe

Cinema[editar | editar código-fonte]

AnoTítuloPapel
1949Quase no Céu
1950Modelo 19Narrador
1956O SobradoGervásio
1957O Grande Momento
1957Paixão de Gaúcho
1958Chão Bruto
1963O Rei Pelé
1968Trilogia do TerrorMiguel
1974Guerra ConjugalOsíris
1976O Jogo da Vida
1976Contos EróticosO Fazendeiro (segmento: "O Arremate")
1976A Queda
1977O Crime do Zé BigornaZé Bigorna
1979Kilas, o Mau da FitaMajor
1979O Menino Arco-Íris
1980Os Sete GatinhosNoronha
1983Sargento GetúlioGetúlio
1987Lua CheiaGuimarães
1988Corpo em DelitoAthos Moreira Brasil
1997Boleiros - Era uma Vez o FutebolCoach
A Ostra e o VentoJosé
1998O Rio do OuroAntónio
2000Palavra e UtopiaPadre Antônio Vieira
O Auto da CompadecidaBispo
Eu Tu ElesOsias
2003O Preço da PazGumercindo Saraiva
20052 Filhos de FranciscoBenedito
Depois Daquele BaileFreitas
Espelho MágicoPadre Clodel
2006A Ilha do Terrível RapaterraRapaterra
Boleiros 2 - Vencedores e VencidosEdil
2011Assalto ao Banco CentralChico Amorim
Família Vende TudoAriclenes
2012ColegasArlindo
E a Vida Continua...Benfeitor Ribas
2013A BuscaEmiliano Gadelha
2015Meus Dois AmoresNhô Peixoto
2016Deserto (curta-metragem)
2017Malasartes e o Duelo com a MorteNarrador

Teatro[editar | editar código-fonte]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]