terça-feira, 10 de outubro de 2017

PIRAPORA NA REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 1932 - RECOMENDAÇÃO DE JOSÉ CARLOS PALES - NÚCLEO "TRINCHEIRAS PAULISTAS DE 32 DE JAGUARIÚNA" - MEUS CRÉDITOS À PRESIDENTE MARIA HELENA DE TOLEDO SILVEIRA MELO

Pirapora na Revolução Constitucionalista de 1932 - Recomendação de José Carlos Pales

Entrada
x

Maria Helena Toledo Silveira Melo

22:33 (Há 1 hora)
para mimJBiajone
Prezados amigos. Boa noite.

Segue e-mail recebido do Sr. Marcelo Gonzaga sobre a postagem no meu blog referente a participação de Pirapora, MG na Revolução Constitucionalista.




Abraços.

Maria Helena
 
 
 Maria Helena de Toledo Silveira Melo
Presidente do10º Núcleo de Correspondência
Trincheiras Paulistas de 32 de Jaguariúna 


http://www.mmdcjaguariuna.blogspot.com.br/
https://www.facebook.com/10oNucleoDeCorrespondenciaTrincheirasDeJaguariuna 

Em Segunda-feira, 9 de Outubro de 2017 16:35, Marcelo Gonzaga <dinizgonzaga.marcelo@yahoo.com> escreveu:


Senhora Maria Helena  Toledo Silveira Melo, boa tarde. Contato que ora faço com grande satisfação a mim recomendado pelo Historiador e amigo José Carlos Pales.  Marcelo Lúcio Diniz Gonzaga, um dos filhos do casal Arnaldo Sóter Gonzaga e Heroina Diniz Gonzaga, (falecidos), residente na cidade de Pirapora-MG. José Carlos  me adiantou já ter passado às mãos da Sociedade de Veteranos de 1932 - MMDC documentos e informações atinentes à participação de cidadãos de Pirapora na Revolução Constitucionalista de 1932  que, infelizmente, deixou de ser mencionada nas publicações referentes ao mencionado movimento acima. Creio nunca ser tarde para que Pirapora finalmente passe a figurar em futuras edições como protagonista do acima aludido Movimento Revolucionário, por ser de Justiça. Grato. Meu afetuoso abraço. Marcelo Gonzaga.  

AS "INFLUÊNCIAS" NA DEMOCRACIA - ROBERTO DE ALMEIDA

AS "INFLUÊNCIAS" NA DEMOCRACIA

Entrada
x

Roberto de Almeida

9 de out (Há 1 dia)
para MartaGiselletelfleschtelma-loboToninhoRicardoricardo-bittarRicardoricknnickelRicardoAndréRicardoRicardoricardoallegroHelioDarioDariodarci.fonsecaCelsoDarioandréAntonioLiberatoantoniaimoveis.Antonio
AMIGOS

A  respeito  do  Editorial   do  "Estadão", de  08.10,  que  me  foi  enviado  por  Dario  Gabai,   que  tomei  a  liberdade  de  repassar  aos  amigos,  acrescento  alguns  comentários  devido  a  importância  do  tema,

Segundo  parece  -    e   há  controvérsias   -  a  democracia  "praticada"  na  maioria  dos  países  do  planeta  goza  do  apoio   da  maioria  das  pessoas  como  sendo  o  "melhor  sistema"  para  a  escolha  de  governantes.    O  "voto"  do  cidadão,  supostamente  "livre"  e  "soberano"   é  apresentado  como  a  melhor  solução  para  que  as  massas  escolham  seus  dirigentes..


Entretanto,  há  diferenças  entre  países  na  maneira  como  esse  voto  é  considerado  e  seu  resultado  final.  Apenas  como  exemplo:  na  China,  nos  EUA,  e  no  Brasil  (entre  outros)  a   "qualidade"  desses  votos  nos  leva  a  diferentes  conclusões.   

Na  China,  o  cidadão vota  nos  candidatos  do  Partido  Comunista,  o  único  que  existe.   Nos  EUA, o cidadão  vota  (após  as  primárias)  nos candidatos  apresentados  pelos  partidos,  dois  principais,  Elege-se  o  mais  votado ?  Não,   Elege-se  o  que  obtiver  o  maior  número  de votos  no  "colégio  eleitoral".    No  Brasil,  elege-se   o  que  tiver  maior votação.

Conclusão;   o  valor   do  voto  é  diferente  em  cada  país.

Entretanto,   e  quase  toda  questão  tem  um  "entretanto",  há,  no  mundo  atual,    outros  fatores  a  serem  levados  em  consideração.    1.  Quem  escolhe  os  "candidatos"  a  serem  votados  ? 2. O  poder  do  "marketing   político"  colocado  a  serviço  dos  candidatos  com  todo  o  seu  poder de  "construir  personalidades"  e  divulgar  "absurdos",  com  o  objetivo  de  convencer  eleitores  menos  avisados  (e  eles  não  são,  como  se  pensa,  "minorias").   Todos  "conhecem  os  exemplos  o  que  me  dispensa  de  comentá-los  3.  Há, também,    não  tenham  dúvida,  a  influência  de  "entidades", ("clubes",  agremiações  com  objetivos  políticos,  igrejas,  e  outras,    que  trabalham  pelos  seus  candidato .  4.  O   "poder  financeiro"  à  disposição  de  cada  candidato.  5.   Não pode  ser  ignorado  o  poder  da  mídia,  especialmente,  nos  dias  atuais,  da  "televisão"

Já  dizia  o  nobre  HAMLET:   "Há  mais  mistérios   entre  o  céu  e  a  terra  do  que  pensa  a  nossa  vã   filosofia".

A   história  oferece    alguns  exemplos.    Mussolini,  antigo  Ditador  italiano   contou  com  a  ajuda,  para  subir  ao  poder,  da  Igreja  de  Roma,  especialmente    do  PAPA   PIO  XI,  que,  juntamente  com  o  Superior   da  Ordem  Jesuíta,  Padre  Ledochowski,  e do  jornal  da  Ordem,    "LA  CIVILTÁ   CATTOLICA".  fundada  em  1850,    consideravam   "comunistas",  "judeus",  "protestantes"  e  "maçons",  inimigos  da  civilização    européia.    Consequentemente ,  PIO XI  determinou  o  apoio  irrestrito  a  Mussolini.

HITLER,  um,  dos  maiores  criminosos   da  história  ascendeu  ao  poder,  não  por  um  golpe  de  estado,  mas  pelo  voto  livre  de  parte  do  povo  alemão    e  o  apoio  de  entidades  esotéricas,  como  a  "Sociedade  de  Thule",  e  o  apoio  de  grandes  industriais.   Governou,  inicialmente,  com  o  apoio  e  o  "silêncio"   da  Igreja  e  de   parte  da  sociedade  .

Alguém.  já  disse:   "Quem  não  conhece, ou  esquece,  as  lições  da  História,  está  condenado  a  repeti-la"

Se  me  derem  a  condição  de  ESCOLHER  os  candidatos  que  o  povo  vai  ELEGER,    podem  votar  em  quem  quiser :   EU  GANHO,   É  bom  pensar  nisso  antes  da  "eleição  redentora"  de  2018.

BOA  NOITE,  BOA  SORTE

ROBERTO.

#JornalDaJoice: GLOBO VAI PARA O ATAQUE DE VEZ. ALVOS: Família e Cristãos