sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

MENORES INFRATORES - QUAL É A SOLUÇÃO?????



REPASSANDO, EXCELENTE A SOLUÇÃO APRESENTADA  PELO SENHOR JUIZ. NÃO SEI SE VAMOS ACABAR COM OS "MENORES INFRATORES", MAS,  COM TODA A CERTEZA, OS "DEFENSORES" VÃO  DESAPARECER..   ESSE "PESSOAL" SÓ CONHECE "MENOR INFRATOR" QUANDO ESTÁ DIANTE DOS MICROFONES DA "GLOBO" E "ASSEMELHADAS"., QUE  SE PRESTAM A TRANSMITIR AS "ASNEIRAS" QUE ELES FALAM. ..SEM "MODÉSTIA" (E SEM NENHUM "ORGULHO" DISSO) EU CONHEÇO. TRABALHEI MAIS DE UM ANO NA "FEBEM", EM SÃO PAULO, COMO PSICÓLOGO E ASSISTI A DUAS "REBELIÕES" (DO LADO DE "DENTRO" DOS MUROS). O MEU RECADO PARA OS TAIS "DEFENSORES" É O  SEGUINTE: CHEGA DE FALAR "BESTEIRA" (E ESTOU SENDO EDUCADO). .....NÃO CONHEÇO, NEM NENHUM "SACRIPANTA" NESTE PAÍS CONHECE, A MANEIRA DE SOLUCIONAR O PROBLEMA. NO MÁXIMO - SE FOREM HONESTOS - TÊM "PALPITES" , TODOS, PROVAVELMENTE, "ERRADOS" .....O PROBLEMA (NO DIA QUE FOR ENCARADO COM SERIEDADE - SE   FOR) VAI-SE MOSTRAR MUITO MAIS "COMPLEXO" DO QUE OS  "CHAVÕES" QUE  OS TAIS "DEFENSORES" UTILIZAM PARA ENGANAR O PÚBLICO ...;;;;;;;;;;;;; ROBERTO
De: Dario Gabai <dario.gabai@terra.com.br>
Data: 23 de janeiro de 2014 18:52
Assunto: ENC: FOLHA DE SP PARA PENSARMOS
Para: Dario Gabai <dario.gabai@terra.com.br>
VOCES PENSAM QUE NÃO TEM SOLUÇÃO PARA O PROBLEMA CARCERÁRIO E O DE MENORES INFRATORES DO PAÍS ? ESTÃO ENGANADOS ! LEIAM A SACADA DO JUIZ ROGÉRIO HOJE DESEMBARGADOR E REFLITAM; É PARA A ESQUERDA “CAVIAR” LER E DIGERIR...
Assunto: FOLHA DE SP PARA PENSARMOS
Não conheço o signatário, mas achei bem sacada a proposta. Repasso...
Assunto: FOLHA DE SP
Data: 10/01/2014 11h17min33s UTC
A Folha de SP, hoje, publica carta minha, onde ironizo os “baluartes” dos direitos humanos. Agora, com o morticínio de presos no Maranhão, jornalistas e intelectuais “engajados” escrevem e opinam copiosamente sobre a questão carcerária e os direitos fundamentais. São como urubus, não podem ver uma carniça. Quando eu era juiz da infância e juventude em Montes Claros, norte de Minas Gerais, em 1993, não havia instituição adequada para acolher menores infratores. Havia uma quadrilha de três adolescentes praticando reiterados assaltos. A polícia prendia, eu tinha de soltá-los. Depois da enésima reincidência, valendo-me de um precedente do Superior Tribunal de Justiça, determinei o recolhimento dos “pequenos” assaltantes à cadeia pública, em cela separada dos presos maiores. Recebi a visita de uma comitiva de defensores dos direitos humanos (por coincidência, três militantes). Exigiam que eu liberasse os menores. Neguei. Ameaçaram denunciar-me à imprensa nacional, à corregedoria de justiça e até à ONU. Eu retruquei para não irem tão longe, tinha solução. Chamei o escrivão e ordenei a lavratura de três termos de guarda: cada qual levaria um dos menores preso para casa, com toda a responsabilidade delegada pelo juiz.
Pernas para que te quero! Mal se despediram e saíram correndo do fórum. Não me denunciaram a entidade alguma, não ficaram com os menores, não me “honraram” mais com suas visitas e ... os menores ficaram presos.
É assim que funciona a “esquerda caviar”. Abs. Rogério
Folha de São Paulo, 10 de janeiro de 2014, Painel do Leitor
“Direitos humanos
“Tenho uma sugestão ao professor Paulo Sérgio Pinheiro, ao jornalista Janio de Freitas, à ministra Maria do Rosário e a outros tantos admiráveis defensores dos direitos humanos no Brasil. Criemos o programa social "Adote um Preso". Cada cidadão aderente levaria para casa um preso carente de direitos humanos. Os benfeitores ficariam de bem com suas consciências e ajudariam, filantropicamente, a solucionar o problema carcerário do país. Sem desconto no Imposto de Renda.
“ROGÉRIO MEDEIROS GARCIA DE LIMA, desembargador (Belo Horizonte, MG)”.

22 DE JANEIRO DE 2014



DIA    V I N T E    E   DOIS   DE   J A N E I R O    DE    2014     QUARTA-FEIRA.
77 anos e 26 dias de idade.
Início de minhas memórias – 9 de Julho de 1950.
ANO 64º - MÊS 7º - DIA 197º
55 anos e 230 dias na PMESP
54 anos e 342 dias na ESCOLA DE OFICIAIS – 19 642 dias – 481 616 horas.
50 anos e 137 dias da DECLARAÇÃO À ASPIRANTE A OFICIAL
25 anos e 313 dias no Posto de Coronel – 310 meses e 10 dias.
2 anos e 198 dias na Presidência da Sociedade Veteranos de 32-MMDC
9 499 dias CORONEL - 22 anos e 39 dias na reserva.
10 055-241 224                           9 499-228 248                                9 799-235 896.
Em 2001: - desenvolvimento da OPERAÇÃO AMAZÔNIA, idealizada no MMDS por oficiais que tratam da segurança no Estado.
DIA DE SANTO ANASTÁCIO. Era de origem persa e mágico por profissão. Seu nome persa era MAGUNDAT. Atraído ao cristianismo, abandonou a magia e foi morar na cidade de HIERÁPOLIS, na casa de um ourives cristão, cuja profissão aprendeu. Após ser batizado em JERUSALÉM, ingressou no mosteiro de SANTO ANASTÁCIO. Um dia, quando visitava os lugares santos da PALESTINA, foi preso. Por se converter ao cristianismo e não renunciar à sua fé, foi condenado, torturado e esquartejado.    
DIA DO BEM-AVENTURADO NATAL PINOT. Nasceu na FRANÇA em 1747. Foi capelão do Hospital dos Incuráveis de ANGERS. Foi perseguido pelas ingerências do poder civil na igreja.

DIA CONSAGRADO A APOLO, O DEUS SOL, DEUS DAS ARTES E DA POESIA NA MITOLOGIA GREGA.

574 a. nasce IVAN III, duque de MOSCOU, em 22 de janeiro de 1440. Falece em 1505.
552 a. descoberta da ILHA DE SÃO VICENTE, em CABO VERDE, no dia 22 de janeiro de 1462.
512 a. descoberta da ILHA DE SÃO VICENTE, no BRASIL, em 22 de janeiro de 1502.
508 a. da GUARDA SUÍÇA. O primeiro destacamento compareceu ao VATICANO em 22 de janeiro de 1506, participando de uma comitiva do PAPA JÚLIO II. Outra data importante para a GUARDA SUÍÇA é a de 6 de maio de 1527, quando 140 guardas morreram para proteger o PAPA CLEMENTE VII do saque a ROMA, feito pelos soldados do rei espanhol CARLOS V. O menor exército do mundo mantém suas tradições intactas, inclusive a farda supostamente desenhada pelo artista MICHELANGELO. As cores azul, amarelo e vermelho são uma homenagem à família MÉDICI. A GUARDA SUÍÇA e a GENDARMERIA devem proteger o PAPA e o VATICANO, mas suas funções são distintas. Os guardas suíços são coordenados pela Secretaria de Estado da SANTA SÉ. Os soldados obedecem à Pontifícia Comissão pelo Estado da CIDADE DO VATICANO. A GUARDA SUÍÇA mantém a sua representação cerimonial, controlando as oito entradas do Estado. Toda vez que o PAPA viaja para a ITÁLIA ou para o exterior é a GENDARMERIA que o acompanha.
482 a. da CIDADE DE SÃO VICENTE. Foi fundada em 22 de janeiro de 1532, por MARTIM AFONSO DE SOUZA. É a primeira cidade do BRASIL. Segundo os registros históricos, ANTÔNIO RODRIGUES, JOÃO RAMALHO e mestre COSME FERNANDES foram os primeiros portugueses a viver em SÃO VICENTE. JOÃO RAMALHO era casado com a índia BARTIRA, filha do poderoso cacique TIBIRIÇÁ. A pequena vila –onde o padre jesuíta JOSÉ DE ANCHIETA dava aulas de catecismo aos índios há quase 500 anos – cresceu e a população em 2004 está na ordem dos 302 678 habitantes.
453 a. nasce FRANCISCO BACON, filósofo inglês, em 22 de janeiro de 1561. Falece em 1626.
422 a. nasce PIERRE GASSENDI, filósofo e matemático francês, em 22 de janeiro de 1592. Falece em 1665.
348 a. falece SHAH JAHAB, imperador mongol, construtor do TAJ MAHAL, em 22 de janeiro de 1666. Nasceu em 1592.
285 a. nasce GOTHOLD EPHRAIM LESSING, escritor e filósofo alemão, em 22 de janeiro de 1729. Falece em 1781.
239 a. nasce ANDRES MARIE AMPÉRE, físico e matemático francês, em 22 de janeiro de 1775. Falece em 1836.
217 a. nasce MARIA LEOPOLDINA DE ÁUSTRIA, imperatriz do BRASIL, em 22 de janeiro de 1797. Falece em 1826.
206 a. da chegada de D JOÃO VI e família no BRASIL, na BAHIA, em 22 de janeiro de 1808. Após uma viagem iniciada no fim de novembro anterior, a família real portuguesa desembarca em SALVADOR, deixando para trás um país ocupado pelas tropas de NAPOLEÃO BONAPARTE. Com a vinda da corte, o BRASIL se tornaria a sede da monarquia de PORTUGAL.
205 a. Junta Central de SEVILHA declara que as colônias espanholas da AMÉRICA “não são propriamente colônias ou feitorias, como as das outras nações, mas uma parte essencial e independente da Monarquia Espanhola”, em 22 de janeiro de 1809. 
199 a. falece CARLOS AMARANTE, engenheiro e arquiteto português, em 22 de fevereiro de 1815. Nasceu em 1748.
139 a. nasce D. W. GRIFFITH, diretor de cinema norte-americano, em 22 de fevereiro de 1875. Falece em 1948.
123 a. da morte de BENJAMIN CONSTANT BOTELHO DE MAGALHÃES, político e militar brasileiro, em 22 de janeiro de 1891. Nasceu em 1833.
123 a. nasce ANTÔNIO GRAMSCI, pensador marxista italiano, em 22 de janeiro de 1891. Foi na sua mocidade socialista revolucionário e membro do Partido Socialista Italiano, no seio do qual fez sua iniciação ideológica. Fez-se imediato simpatizante da revolução bolchevista de 1917. Em dezembro de 1920 participou do congresso que constituiu a fração comunista do Partido Socialista Italiano e, já em janeiro de 1921, os delegados dessa facção decidiram fundar o Partido Comunista Italiano. Em outubro de 1922, os fascistas chegam ao poder, ocorrendo a prisão de vários dirigentes do partido: GRAMSCI é preso e processado do que resultou sua condenação a mais de 20 anos de reclusão (junho de 1928).
A partir dos primeiros meses de 1929, GRAMSCI começa a redigir suas primeiras notas e apontamentos que vieram a encher, no transcorrer de seis anos, trinta e três cadernos do tipo escolar. Escreveu até 1935, enquanto sua saúde o permitiu.
Em abril de 1937, já em fase final de vida, lhe é concedida a plena liberdade. Dois dias depois, efetivamente, morre ANTÔNIO GRAMSCI, deixando uma inestimável herança político-cultural para o movimento comunista internacional, contida nos seus CADERNOS DO CÁRCERE.
Cumprindo a vontade de GRAMSCI, TATIANA SCHUCHT, sua cunhada e destinatária de sua correspondência no período de prisão, remeteu OS CADERNOS para MOSCOU e chegaram às mãos de PALMIRO TOGLIATI, líder comunista italiano e camarada do autor.
O dirigente italiano examinou detalhadamente o material gramsciano e identificou certas originalidades discordantes do marxismo-leninismo (e do próprio marxismo), na época assumido como dogma da Internacional Comunista soviética. Mesmo assim, ficaram reconhecidos o seu valor teórico e a conveniência de sua publicação. Mas somente após o término da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), foram finalmente publicados em seis volumes, saídos em seqüência entre 1948 e 1950, colocando o pensamento de GRAMSCI à disposição da intelectualidade mundial.
No BRASIL, as primeiras iniciativas para a publicação de uma tradução dos CADERNOS DO CÁRCERE têm início em 1962, mas só em 1966 e 1968, foram publicados quatro volumes dos seis da edição temática italiana. Reeditados no final da década de 1970, foi esta publicação que introduziu GRAMSCI à intelectualidade do país.
119 a. nasce PLÍNIO SALGADO, em SÃO BENTO DE SAPUCAÍ, no dia 22 de janeiro de 1895. Jornalista e político brasileiro. Falece em 7 de dezembro de 1975.
117 a. nasce o jornalista e advogado BARBOSA LIMA SOBRINHO, em 22 de janeiro de 1897. Falece em 2000.
116 a. das seguintes publicações no DIÁRIO POPULAR de 22 de janeiro de 1898: é excessivamente dispendiosa a vida em SÃO PAULO na atualidade. Os preços dos gêneros sobem diariamente de modo espantoso parecendo mesmo não estar na proporção da crise financeira que atravessa o país. Todas as classes da sociedade vêm-se assoberbadas pelas exigências dos negociantes, que impõem aos gêneros de primeira necessidade preços verdadeiramente assombrosos, baseando-se para isso na baixa do câmbio.
O doutor PAULO EGYDIO participa a esta redação que está formando nesta capital um Instituto de Sociologia. O fim desta nova instituição científica é de mensalmente realizar uma conferência pública.
O cimento que calça os passeios que circundam o jardim do LARGO DA LIBERDADE, está todo levantado tendo já ocasionado várias quedas. Ontem à noite uma senhora, querendo subir à calçada por ser atropelada por uma bicicleta. Levou uma queda, contundindo-se bastante.
No RIO, notícias vindas do CHILE dizem que se receiam grandes desordens por ocasião de um meeting que será convocado para tratar da questão de limites (com a ARGENTINA). Os ânimos acham-se exaltados. 
115 a. o jornal DIÁRIO POPULAR não circulou no dia 21 de janeiro de 1899 por ser domingo. Seguem abaixo, destaques da edição anterior:
Passageiros que diariamente transitam pela linha do TRAMWAY de SANTO AMARO, queixam-se de uma irregularidade que levamos por meio desta notícia ao conhecimento do senhor gerente. Consistem em que os bondes param exatamente no local em que ficam postados os animais da Viação PAULISTA. Os passageiros que se apeiam ali correm o risco de levar algum coice desses animais, porque do lado oposto não podem descer, devido à manobra das máquinas, isto é, não só desagradável, como perigoso.
Diversos empreiteiros de pequenas obras da Câmara Municipal, que estão à espera de seus pagamentos desde fevereiro (de 1898) queixam-se que tendo requerido ao senhor prefeito, obtiveram em resposta não haver verba do tesouro. Não nos parece justo tal despacho, pois os empreiteiros, não dispondo de capitais, necessitam receber a importância da obra executada, a fim de por sua vez pagarem os operários.
LA PRENSA confirma a intenção do GENERAL JÚLIO ROCCA, presidente da República, de visitar o BRASIL. No dia 21 de janeiro, à tarde, o presidente da ARGENTINA se dirigirá a BAHIA BLANCA, embarcando a bordo do encouraçado PATRIA.
Em WESTPHALIA, ALEMANHA, apareceram os cadáveres de duas crianças, crivados de punhaladas. O espírito público acha-se profundamente impressionado com esta barbaridade.
As cortes espanholas foram convocadas com toda a urgência a fim de tratar-se da maneira de libertar os prisioneiros em poder dos tagalos.  
113 a. morre VICTÓRIA I, rainha da INGLATERRA, em 22 de janeiro de 1901. Nasceu em 1819.
109 a. do MASSACRE NA RÚSSIA. No dia 22 de janeiro de 1905, a guarda do czar NICOLAU II abriu fogo contra manifestantes diante do palácio em SÃO PETERSBURGO. Segundo fontes oficiais, morreram cem pessoas (e, de acordo com testemunhas, cerca de mil). Insatisfeita com as condições miseráveis, a população pedia reforma agrária, tolerância religiosa e maior participação popular no governo. A data ficaria sendo conhecida como “DOMINGO SANGRENTO” e fez parte da disputa política que derrubaria o poder dos czares na RÚSSIA. Milhares de pessoas marcharam pacificamente rumo ao Palácio de Inverno de NICOLAU II, em PETROGRADO. Elas eram lideradas pelo padre GREGORI GAPONE, que pretendia entregar ao czar uma petição assinada por cerca de 135 mil trabalhadores. Tolerância religiosa, reforma agrária, fim da censura e presença de representantes do povo no governo são algumas das reivindicações. Quando os manifestantes chegaram ao palácio, encontraram um cordão de isolamento formado por soldados da Guarda Imperial. Eles ordenaram que a multidão se dispersasse, mas ninguém arredou o pé. De repente começaram os tiros.
108 a. nasce LUIZ GONZAGA NOVELLI JÚNIOR. Nasceu em ITU, no dia 22 de janeiro de 1906 e faleceu no RIO DE JANEIRO, em 1º de junho de 2000. Formado pela Faculdade de Medicina do RIO DE JANEIRO, turma de 1931. Foi revolucionário em 1932. Escritor. Professor de Sociologia na Escola Normal N. Sª DO PATROCÍNIO, em 1933/34. Membro do Conselho Consultivo da Câmara Municipal de ITU, em 1934/35. Médico da Assistência Pública e do Departamento Nacional do Café (1935/37). Inspetor Federal do Ensino  Secundário (1937/41). Titular do 3º Cartório de Registro de Imóveis do Rio de Janeiro (1941/77). Constituinte em 1946. Deputado Federal (1946/47 e 1951/55). Secretário de Estado da Educação e Saúde em 1947. Vice– Governador do Estado de São Paulo, em  1947/51. Secretário da Justiça do Distrito Federal. 
108 a. nasce ROBERT E. HOWARD, escritor norte-americano, em 22 de janeiro de 1906. Falece em 1936.
105 a. falece EMIL ERLENMEYER, químico alemão, em 22 de janeiro de 1909. Nasceu em 1825.
105 a. falece ANTÔNIO GONÇALVES DA SILVA BATUÍRA. Nasceu em 19 de março de 1839, em PORTUGAL, na freguesia de ÁGUAS SANTAS, hoje integrada no Conselho da MAIA. Faleceu em SÃO PAULO, no dia 22 de janeiro de 1909. Sua biografia está condensada, em minhas memórias, na data de seu nascimento. Foi o fundador da INSTITUIÇÃO CRISTÃ BENEFICENTE “VERDADE E LUZ”.  
104 a. MADRI: às seis horas da tarde de 22 de janeiro de 1910 foi visto a olho nu o COMETA HALLEY.
102 a. apesar da chuva impertinente que caia, a frente do edifício do Supremo estava regorgizante de povo que aguardava a saída de RUY BARBOSA. O delírio do povo atingiu então o máximo do entusiasmo. Por entre aclamações delirantes, foi levado até nossa redação, permanecendo grande massa popular em frente. No recinto, todos os olhares irradiavam o profundo respeito que o grande cidadão merece. (publicado no jornal O ESTADO DE SÃO PAULO de 22 de janeiro de 1912).
101 a. da publicação no jornal O ESTADO DE SÃO PAULO, edição de 22 de janeiro de 1913: RIO – os vendedores ambulantes de leite solicitaram do prefeito licença para vender a varejo, por meio de carrocinha, visto haver-lhes negado essa autorização a prefeitura, aconselhada, pela repartição da Saúde Pública.
100 a. grande nevasca em ALICANTE, no dia 22 de janeiro de 1914, onde não nevava desde 1887.
  96 a. proclamação em KIEV, da República Popular da UCRÂNIA, cujo governo se declara independente em 22 de janeiro de 1918.
  95 a. República Autônoma Ocidental se une à República Popular da Ucrânia em 22 de janeiro de 1919.
  93 a. governo espanhol implanta o seguro operário obrigatório para todos os trabalhadores, em 22 de janeiro de 1921.
  92 a. morre o PAPA BENEDITO XV, em 22 de janeiro de 1922. Nasceu em 1854.    
  92 a. nasce LEONEL BRIZOLA no dia 22 de janeiro de 1922, em CRUZINHA (RS). Foi eleito governador do RIO GRANDE DO SUL em 3 de outubro de 1958. No dia 25 de agosto de 1961, por ocasião da renúncia de JÂNIO QUADROS, então presidente da República, BRIZOLA comandou a cadeia da legalidade, pretendendo garantir a posse de JOÃO GOULART, que se encontrava na CHINA e ministros militares não admitiam a posse de JANGO. No dia 7 de outubro de 1962, foi eleito deputado federal pelo Estado da GUANABARA. Em 31 de março de 1964, JOÃO GOULART foi deposto. BRIZOLA tentou organizar a resistência armada, mas o presidente, contrário à idéia, partiu para o exílio no URUGUAI. BRIZOLA foi cassado e teve seus direitos políticos suspensos. No dia 15 de maio de 1964, BRIZOLA fugiu para o URUGUAI, de avião, vestindo uma farda de soldado da BRIGADA MILITAR e supostamente levando consigo a faixa presidencial usada por JOÃO GOULART. Após quinze anos no exílio, voltou ao BRASIL em 6 de setembro de 1979. Em 1983, tomou posse no governo em 15 de março. Cria os CIEPS e constrói o Sambódromo. Sua filha, NEUSINHA, lançava o disco com a música “MINTCHURA”. No dia 15 de novembro de 1989, recebia mais de onze milhões de votos, mas ficava em terceiro lugar na eleição presidencial. Apóia a luta no segundo turno contra COLLOR. No dia 3 de outubro de 1990 foi eleito governador do RIO DE JANEIRO no primeiro turno. Construía a LINHA VERMELHA. Em 3 de outubro de 1994, ficava em quinto lugar na eleição presidencial, com pouco mais de 3% dos votos. Em 4 de outubro de 1998, LULA e BRIZOLA são derrotados no primeiro turno da eleição presidencial. Em 28 de outubro de 2003 foi indicado presidente de honra da INTERNACIONAL SOCIALISTA durante o 22 º Congresso da Entidade, em SÃO PAULO. Em 12 de dezembro de 2003, o PDT rompia com o governo LULA e deixava a base aliada. No dia 7 de janeiro de 2004 BRIZOLA negociava com o senador JORGE BORNHAUSEN, presidente do PFL, a criação de um bloco de oposição ao governo no CONGRESSO. Em maio de 2004, BRIZOLA foi uma das fontes do jornalista LARRY ROHTER, do “NEW YORK TIMES”, em polêmica reportagem sobre “preocupação nacional” em relação a supostos exageros do presidente LULA no consumo de bebidas alcoólicas.
O presidente nacional do PDT, LEONEL BRIZOLA, morre em 21 de junho de 2004, à noite, aos 82 anos, de infarto. Ele estava internado no Hospital SÃO LUCAS, em COPACABANA, zona sul do RIO, onde morava. BRIZOLA tinha uma infecção pulmonar e foi submetido a uma bateria de exames. Por volta das 18 horas, quando já estava liberado, o ex-governador do RIO teve uma parada cardiorrespiratória e foi transferido para a emergência, onde recebeu sedativos. Os médicos, então, passaram a lutar para reanimá-lo, mas BRIZOLA não reagiu. A governadora ROSINHA MATHEUS decretou luto oficial. O diretor da Unidade Cárdio-Intensiva do SÃO LUCAS, MARCOS BATISTA, informou que a morte de BRIZOLA ocorreu às 21:20 horas. O médico contou que durante a tentativa de reanimar o ex-governador ele recebeu um marcapasso. Ele confirmou a causa oficial da morte: infarto agudo do miocárdio. Os parentes de BRIZOLA presentes não falaram com a imprensa. Logo que soube da morte de BRIZOLA, ROSINHA MATHEUS abandonou o lançamento do filme PELÉ ETERNO, no THEATRO MUNICIPAL, no centro, e seguiu para o hospital. “BRIZOLA, para nossa família, foi muito mais do que um político. Foi um amigo, orientador, alguém que nos ensinou os valores positivos da política, como o amor pelo BRASIL e pelo seu povo”, disse ela. Seu marido, o secretário de Segurança Pública, ANTHONY GAROTINHO, a acompanhou: “Fiquei surpreso porque ontem à noite estive na casa do BRIZOLA com ROSINHA, CLARISSA (filha de GAROTINHO), MOREIRA FRANCO, e ficamos mais de duas horas conversando. Ele estava no quarto deitado, com soro, mas muito animado com o futuro do BRASIL. Foi uma conversa muito emotiva, muito emblemática, quase uma reunião de despedida”. GAROTINHO contou que a reunião durou das 18 às 20:45 horas. Ele ainda conversou com o médico de BRIZOLA, que estava de saída. Segundo o secretário, o médico disse que BRIZOLA tinha passado muito frio no URUGUAI e se sentiu resfriado. O médico relatou ainda que o ex-governador cometera extravagâncias alimentares. “Ele tinha comido mocotó e parrija, uma comida típica gaúcha. Aí teve uma indisposição”, disse. Ao chegar ao SÃO LUCAS, ROSINHA chorava muito. Hoje no PMDB, GAROTINHO ganhou projeção na política fluminense na legenda criada por BRIZOLA, ao eleger-se governador do Estado em 1998, em coligação com o PT. Após anos de rompimento, os antigos aliados estavam em fase de reaproximação. O deputado federal MOREIRA FRANCO, ex-adversário político de LEONEL BRIZOLA, a quem derrotou na eleição para o governo do Estado de 1986, esteve no hospital. A assessoria de imprensa do PDT informou que o velório será no PALÁCIO GUANABARA, a convite de ROSINHA. A família pretende que o corpo seja levado, em cortejo, até um CIEP. A previsão é de que o enterro seja na quarta-feira, em SÃO BORJA, no RIO GRANDE DO SUL, no jazigo da família, ao lado de sua mulher, dona NEUSA, que morreu em 1993.
Organizei uma pasta sobre LEONEL BRIZOLA, onde todas as notícias sobre sua vida e morte estão colecionadas, em adendo às minhas memórias, como por exemplo: LEONEL BRIZOLA em uma carreata na campanha presidencial de 1989 e em setembro de 1979, ao retornar ao BRASIL depois de anos de exílio; cassado em 1964, sua volta ao País, com os anistiados de 1979, foi marcada pelo trauma de perder a sigla PTB para IVETE VARGAS, o que o levou a fundar o PARTIDO DEMOCRÁTICO TRABALHISTA, pelo qual governou por duas vezes o RIO; foi deputado federal em 1954. No ano seguinte, prefeito de PORTO ALEGRE – e em 1958, aos 36 anos, elegeu-se governador do RGS.       
  90 a. ZINOVIEV, KAMENEV e STALIN assumem a direção da URSS em 22 de Janeiro de 1924.
  82 a. várias cidades da GUATEMALA são destruídas pela erupção dos vulcões “FUEGO” e “ACATEMANGO”, em 22 de janeiro de 1932.
  82 a. líder comunista AGUSTIN FARABUNDO MARTI e seus companheiros MÁRIO ZAPATA e ALFONSO LUNA são fuzilados no dia 22 de janeiro de 1932, por dirigirem uma rebelião de camponeses que deixou mais de 30 mil mortos em EL SALVADOR.
  80 a. nasce BILL BIXBY em 22 de janeiro de 1934, ator e diretor norte-americano, famoso por interpretar o “INCRÍVEL HULK”. Falece em 1993.
  79 a. falece ZEQUINHA DE ABREU, no dia 22 de janeiro de 1935.  Nasceu  em  19 de dezembro 1880.
  78 a. Nasce o Cel. Ref. BENEDITO VICENTE MAPELLI no dia 22 de janeiro de 1936.
  78 a. EDUARDO VIII é proclamado rei da INGLATERRA, no dia 22 de janeiro de 1936. O monarca abdicou seu trono, posteriormente, para se casar com a norte-americana WALLIS SIMPSON, que era divorciada.
  78 a. nasce ALAN J. HEEGER, físico norte-americano, em 22 de janeiro de 1936.
  75 a. nasce ALFREDO PALÁCIO, ex-presidente do EQUADOR, em 22 de janeiro de 1939.
  74 a. nasce LINDOMAR CASTILHO, cantor e compositor brasileiro, em 22 de janeiro de 1940.
  73 a. SEGUNDA GUERRA MUNDIAL. A guarnição italiana de TOBRUK (LÍBIA) rende-se às forças aliadas (britânicas e australianas), em 22 de janeiro de 1941.
  71 a. nasce MARÍLIA PERA, atriz brasileira, em 22 de janeiro de 1943. Marília Marzullo Pêra (Rio de Janeiro, 22 de janeiro de 1943) é uma atriz, cantora e diretora brasileira. Além de interpretar, Marília canta, dança e atua também como coreógrofa, produtora e diretora de peças e espetáculos musicais. Filha dos atores Manuel Pêra e Dinorah Marzullo, Marília pisou no palco de um teatro pela primeira vez aos quatro anos de idade, ao lado dos pais, que integravam o elenco da companhia de Henriette Morineau. Dos catorze aos 21 anos atuou como bailarina e participou de musicais e revistas, entre eles, Minha Querida Lady (1962), protagonizado por Bibi Ferreira, e O Teu Cabelo Não Nega (1963), biografia de Lamartine Babo, no papel de Carmen Miranda. Voltaria a viver o papel da cantora no espetáculo A Pequena Notável (1966), dirigido por Ary Fontoura; no A Tribute to Carmen Miranda no Lincoln Center, em Nova Iorque (1975), dirigido por Nelson Motta; na única apresentação A Pêra da Carmem no Canecão em 1986, em 1995 e no musical Marília Pêra canta Carmen Miranda (2005), dirigido por Maurício Sherman. A primeira aparição na televisão foi em Rosinha do Sobrado, na Rede Globo, em 1965) e, em seguida, em A Moreninha. Em 1967 fez sua primeira apresentação em um espetáculo musical, A Úlcera de Ouro, de Hélio Bloch. Em 1969, conquistou grande sucesso no papel da protagonista do drama Fala Baixo Senão eu Grito, com direção de Clóvis Bueno, primeira peça treatral da dramaturga paulista Leilah Assumpção. Pela interpretação da complexa personagem Mariazinha, solteirona virgem que vive em um pensionato de freiras, Marília recebeu o prêmio Molière e também o prêmio da APCT-Associação Paulista de Críticos Teatrais' (atual APCA-Associação Paulista de Críticos de Arte). Seu futuro marido Paulo Villaça interpretou do ladrão que numa noite pula a janela do quarto com a intenção de roubar. Na conversa entre os dois, que dura a noite toda, a solteirona revela ao público e a si mesma suas frustações. Em 1974, Marília derrotou Elis Regina num teste para o musical Como vencer na vida sem fazer força. Logo depois, em 1975, gravou o LP Feiticeira, lançado pela Som Livre. Marília é a atriz que mais atuou sozinha nos palcos, conseguindo atrair o público infantil para a difícil arte do monólogo. Além de Carmen Miranda, desempenhou nas telas e no palco papéis de mulheres célebres, como Maria Callas, Dalva de Oliveira, Coco Chanel e a ex-primeia dama do Brasil Sarah Kubitschek. A estreia como diretora aconteceu em 1978, na peça A Menina e o Vento, de Maria Clara Machado. Casou-se pela primeira vez aos dezessete anos, com o primeiro homem a beijá-la, o músico Paulo da Graça Mello, morto num acidente de carro em 1969. Aos dezoito, foi mãe de Ricardo Graça Mello. Mais tarde, foi casada com o ator Paulo Villaça, parceiro em Fala Baixo Senão Eu Grito, e com Nelson Motta, com quem teve as filhas Esperança e Nina. Em declaração feita ao Fantástico em 2006, pegando carona no sucesso de sua personagem Milú, na novela Cobras e Lagartos, Marília relatou sobre a carreira e disse que não suporta contracenar com atores de mau hálito e chulé. Ela comentou que há muitos atores que não se preocupam com a higiene, sem citar nomes (foi uma indireta para seu par romântico na novela, Herson Capri). Marília alega que nunca se achou bonita e que sempre foi desengonçada. Nos anos 60, chegou a ser presa durante a apresentação da peça Roda Viva (1968) de Chico Buarque e obrigada a correr nua por um corredor polonês. Foi presa uma segunda vez, visto que era tida como comunista, quando policias invadiram a residência, assustando a todos, inclusive o filho de sete anos, que dormia.[Em 1992 apresentou o musical Elas por Elas, para a TV Globo. Ao lado da cantora Simone e de Cláudia Raia tornou público o apoio ao candidato Fernando Collor de Mello, nas eleições de 1989. Em 2008, foi protagonista do longa-metragem, Polaróides Urbanas, de Miguel Falabella, onde interpreta duas irmãs gêmeas. Em 2009, foi escalada para viver a hippie Rejane Batista na minissérie Cinquentinha, de Aguinaldo Silva. Após várias cenas gravadas, a atriz desistiu do papel, causando mal estar nos corredores da TV Globo. No lugar de Marília, entrou a atriz Betty Lago que se encaixou perfeitamente no papel, sendo muito elogiada pela crítica. Algumas notícias dizendo que o motivo para não querer seguir com a interpretação foi não se sentir à vontade com o papel, circularam na época. Desde abril de 2010 integra o elenco da série A Vida Alheia, de Miguel Falabella, na Rede Globo, como Catarina. Desde 1998, está casada com o economista carioca Bruno Faria. Marília é irmã da atriz Sandra Pêra e neta da atriz Antonia Marzullo. Interpretações na televisão: 1965 - A Moreninha .... Carolina; 1965 - Padre Tião; 1965 - Rosinha do Sobrado .... Rosinha; 1965 - Um Rosto de Mulher; 1968 - Beto Rockfeller .... Manuela; 1969 - Super Plá .... Joana Martini; 1971 - Bandeira 2 .... Noeli; 1971 - O Cafona .... Shirley Sexy; 1972 - Doce Vampiro .... Rosa; 1972 - Uma Rosa com Amor...Serafina; 1974 - Supermanuela Manuela; 1979 - Malu Mulher (participação)... (seriado); 1982 - Quem Ama Não Mata .... Alice (minissérie); 1987 - Brega e Chique - Rafaela Alvaray; 1988 - O Primo Basílio .... Juliana Couceiro Tavira (minissérie); 1989 - Top Model .... Susana; 1990 - Lua Cheia de Amor .... Genuína Miranda (Genu); 1990 - Rainha da Sucata .... ela mesma; 1994 - Incidente em Antares .... Erotildes (minissérie); 1996 - O Campeão .... Elizabeth Caldeira; 1997 - Mandacaru Isadora; 1998 - Meu Bem Querer .... Custódia Alves Serrão; 2001 - Brava Gente .... Pola (seriado); 2001 - Os Maias .... Maria Monfort (minissérie); 2003 - Celebridade .... ela mesma; 2004 - Começar de Novo .... Janis (Marlene Emilinha / Vó Doidona); 2006 - Cobras & Lagartos .... Milu (Maria Lúcia Pasquim Montini); 2006 - JK .... Sarah Lemos Kubitschek (minissérie); 2007 - Duas Caras .... Gioconda de Queiroz Barreto; 2007 - Toma Lá, Dá Cá .... Ivone (seriado - Episódio: Boi Sonso, Marrada Certa); 2008 - Casos e Acasos Juíza Sônia; 2008 - Xuxa e as Noviças .... Irmã Gardênia; 2010 - A Vida Alheia Catarina Faissol; 2011 - Insensato Coração (ela mesma, participação especial); 2011 - Ti Ti Ti .... Rafaela Alvaray; 2011- Aquele Beijo ....Maruschka Lemos de Sá. No cinema, MARÍLIA PÊRA fez:1968 - O homem que comprou o mundo; 1970 - É Simonal; 1971 - O Donzelo; 1975 - Ana, a Libertina; 1975 - O Rei da Noite; 1978 - O drande desbun..; 1980 - Pixote, a Lei do Mais Fraco; 1982 - Bar Esperança; 1983 - Areias Sagradas; 1985 - Mixed Blood; 1986 - Anjos da noite; 1989 - Dias melhores virão; 1995 - Jenipapo; 1996 - Tieta do Agreste; 1998 - Central do Brasil; 1999 - O viajante; 2000 - Amélia; 2003 - Seja o que Deus quiser!; 2005 - Garrincha, a estrela solitária; 2005 - Living the Dream; 2005 - Vestido de noiva; 2006 - Acredite, um Espírito Baixou em Mim; 2006 - Pixote in Memoriam; 2007 - Jogo de Cena; 2008 - Embarque Imediato; 2008 - Nossa Vida não cabe num Opala; 2008 - Polaróides Urbanas. No Teatro:
Marília Pêra em Mademoiselle Chanel. 1948 – Medéia; 1948 – Frenesi; 1948 - O casaco encantado; 1960 - Terra seca; 1960 - O rei mentiroso; 1961 - Espanta gato (em Portugal); 1960 - Divorciados (em Portugal); 1960 - Society em baby doll (Brasil e Portugal); 1961 - Minha querida lady; 1963 - Teu cabelo não nega; 1964 – A ópera dos três vinténs; 1964 – Como vencer na vida sem fazer força; 1966 – Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come; 1966 - Onde canta o sabiá; 1967 – A megera domada; 1967 - A úlcera de ouro; 1968 - O barbeiro de Sevilha; 1968 - Roda viva; 1969 – A moreninha; 1970 - A vida escrachada de Joana Martini e Baby Stompanato; 1971 – A pequena notável; 1973 – Apareceu a Margarida; 1974 – Pippin; 1975 – A feiticeira; 1975 – Síndica, qual é a tua?; 1976 – Deus lhe pague (musical); 1977 – O exércício; 1978 – A menina e o vento (como atriz e também na direção); 1979 – Pato com laranja (ao lado de Paulo Autran); 1980 - Brasil da censura à abertura; 1981 – Doce deleite; 1983 – Adorável Júlia; 1984 – Brincando em cima daquilo; 1986 – O mistério de Irma Vap (apenas direção); 1987 – A estrela Dalva; 1989 – Elas por ela; 1991 - Quem matou a baronesa?; 1992 - Elas por ela; 1992 – A prima dona; 1996 – Master Class; 1997 - Padre Antonio Vieira; 1998 – Toda nudez será castigada; 1998 - Ciranda dos homens, carnaval dos animais; 1999 - Além da linha d'água; 1999 - Altar do incenso; 2001 – Vitor ou Vitória; 2002 - A filha da...; 2003 – Marília Pêra canta Ari Barroso; 2004 – Mademoiselle Chanel; 2005 – Marília Pêra canta Carmen Miranda; 2006 - Pasárgada! - participação em vídeo; 2006 - W In Tour 2006 - Era Uma Vez... (direção do espetáculo da cantora Wanessa Camargo); 2007 - Um lobo nada mau (musical infantil - direção); 2008 - Doce Deleite (direção); 2009 – Gloriosa. Principais prêmios: 1969 – Prêmio de Melhor Atriz de Teatro pela APCA por atuação em “Fala Baixo Senão eu Grito”; 1969 – Prêmio de Melhor Atriz pelo Governo do Rio de Janeiro por atuação em “Fala Baixo Senão eu Grito”; 1969 – Prêmio Molière de Melhor Atriz por atuação em “Fala Baixo Senão eu Grito”; 1971 – Troféu Imprensa de Melhor Atriz por atuação em “O Cafona”; 1973 – Prêmio Molière de Melhor Atriz por atuação em “Apareceu a Margarida”; 1977 – Prêmio Mambembe de Melhor Atriz por atuação em “O Exercício”; 1980 – Prêmio Air France de Melhor Atriz por atuação em “Pixote”; 1982 – Prêmio de Melhor Atriz pela Sociedade de Críticos de Cinema dos Estados Unidos (Society of Critics Awards - USA), pela atuação em “Pixote, a Lei dos Mais Fracos”; 1982 – Prêmio de Melhor Atriz pela Sociedade de Críticos de Cinema de Boston (Society of Films Critics), Estados Unidos, pela atuação em “Pixote, a Lei dos Mais Fracos”; 1983 – Kikito de Ouro de Melhor Atriz (Festival de Gramado) por atuação em “Bar da Esperança”; 1983 – Prêmio Air France de Melhor Atriz por atuação em “Bar da Esperança”; 1983 – Prêmio de Melhor Atriz de Cinema pela APCA por atuação em “Bar da Esperança”; 1983 – Prêmio Molière de Melhor Atriz por atuação em “Brincando em Cima Daquilo”; 1983 – Prêmio Mambembe de Melhor Atriz de Teatro por atuação em “Adorável Júlia”; 1983 – Prêmio de Melhor Atriz de Televisão pela APCA por atuação em “Quem Ama não Mata”; 1987 – Troféu Imprensa de Melhor Atriz por atuação em “Brega & Chique”; 1987 – Kikito de Ouro de Melhor Atriz (Festival de Gramado) por atuação em “Anjos da noite”; 1988 – Prêmio de Melhor Atriz de Televisão pela APCA por atuação em “Brega & chique”; 1988 – Prêmio de Melhor Atriz de Cinema pelo Festival de Cartagena (Colômbia) por atuação em "Dias melhores virão"; 1988 – Comenda da Ordem do Rio Branco no Grau de Oficial; 1989 – Menção como uma das Melhores Atrizes da década pela Sociedade de Críticos de Cinema dos Estados Unidos; 1996 – Prêmio de Melhor Atriz no Festival de Havana por atuação em "Tieta do Agreste"; 1996 – Prêmio de Melhor Atriz de Cinema pela APCA por atuação em “Tieta”; 1996 – Prêmio de Melhor Atriz de Teatro pela APCA por atuação em “Master Class”; 1997 – Prêmio Mambembe de Melhor Atriz de Teatro por atuação em “Master Class”; 1996 – Prêmio Sharp de Melhor Atriz de Teatro por atuação em “Master Class”; 1999 – Grande Prêmio Cinema Brasil, na categoria de Melhor Atriz, por atuação em "O Viajante"; 2003 – Comenda da ordem do mérito cultural na classe de comendador - Ministério da Cultura; 2004 – Prêmio Shell de Melhor Atriz por atuação em “Fala Baixo Senão eu Grito”; 2005 – Prêmio Qualidade Brasil de Melhor Atriz por atuação em “Mademoiselle Channel”; 2005 – Prêmio Shell de Melhor Atriz por atuação em “Mademoiselle Channel”; 2006 – Prêmio Eletrobrás de Melhor Atriz por atuação em "Mademoiselle Chanel"; 2007 – Lente de Cristal de Melhor Atriz no Festival de Cinema de Miami por atuação em "Polaróides Urbanas"; 2007 – Prêmio Faz Diferença 2006 de Melhor Atriz por atuação em "Mademoiselle Chanel"; 2008 – Prêmio Contigo! De Melhor Atriz Coadjuvante por atuação em “Duas Caras”; 2009 – Prêmio Arte Qualidade Brasil de Melhor Atriz Teatral Musical por atuação em “A Gloriosa”; 2009 - Prêmio Brasil, por sua fisionomia. Marília não gostou da indicação e o dedicou a Suzana Vieira.
  69 a. tropas aliadas aterrisam em ÂNZIO, perto de ROMA, e empreendem a conquista da ITÁLIA, em 22 de janeiro de 1944. Início da OPERAÇÃO SHINGLE: a 45ª Divisão de Infantaria do Exército norte-americano mantém-se em ÂNZIO, combatendo contra violentos assaltos italianos durante quatro meses.
       a. de dona JULITA, esposa de nosso companheiro de ESCOLA DE OFICIAIS, Cel Res MARCOS RÉGIS RAGGHIANTI CORDEIRO.
  57 a. ISRAEL se retira da PENÍNSULA DE SINAI em 22 de janeiro de 1957.
  55 a. nasce LINDA BLAIR, atriz norte-americana, em 22 de janeiro de 1959.
  55 a. falece MIKE HAWTHORN, campeão mundial de FÓRMULA 1 (1958), em 22 de janeiro de 1959. Nasceu em 1929.
  51 a. da assinatura do TRATADO SOBRE A COOPERAÇÃO GERMANO-FRANCESA, pelo Chanceler KONRAD ADENAUER e pelo presidente da FRANÇA, CHARLES DE GAULLE, em 22 de janeiro de 1963. O TRATADO DE ELÍSEO selou a reconciliação entre ALEMANHA e FRANÇA.
  50 a. das anotações feitas em 22 de janeiro de 1964 (quarta-feira). ANO 14º - MÊS 7º - DIA 197º - 5 anos e 231 dias na FORÇA PÚBLICA – 138 dias como aspirante – 125 dias no BATALHÃO DE GUARDAS.
O Cmt do BG tem expedido muitas ordens de serviço para o sub comandante, que por sua vez movimenta as companhias. Como secretário sou eu que datilografo todas essas OS. Na secretaria tenho feito certas modificações. Pedi a transferência dos soldados ALFEU e JOÃO CARLOS e o CAPITÃO MILTON DE ALMEIDA PUPO apoiou-me, inclusive assumindo as rédeas da coisa, dando os nomes das praças apontadas numa relação para movimentação para o 16º BATALHÃO POLICIAL. Ao mesmo tempo encostei à Secretaria os soldados FLORENTINO e MARCONDES, da 2ª Companhia e BARBOSA, da 3ª Companhia. Para o futuro, se continuar como secretário, pretendo fazer inúmeras modificações no órgão.
Nesta data o meu correspondente apronta a documentação de diversas praças que deverão ser apresentadas ainda hoje à Companhia de Guardas.
Essa manhã tive muito trabalho em minha repartição. O Comandante NÓBREGA está sendo dinâmico em seu posto, o mesmo acontecendo com o Sub Cmt Interino, CAPITÃO PUPO.
Encerrado o expediente, vou dar aula de Português no Auditório MAJOR ANTÃO. Com as últimas transferências, perdemos alguns alunos, sendo que hoje contei com a presença de 29 soldados. Dei gênero dos substantivos e o ditado “A Tempestade”. Volto para casa no meio da chuva, tendo de parar por algum tempo no BAR DO ZECA.
Nesta noite passo a Ata nº 2 do Conselho de Administração no livro correspondente e corrijo diversos ditados dos meus alunos. Assisto também alguns programas de televisão.    
  44 a. Tombamento do MUSEU “CASA DE PORTINARI” em 22 de janeiro de 1970.
  43 a. Fundação da UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE em 22 de janeiro de 1971.
  42 a. REINO UNIDO, IRLANDA, DINAMARCA e NORUEGA formalizam suas solicitações de adesão à CEE, em 22 de janeiro de 1972.
  41 a. da estréia da novela “O BEM AMADO”, na televisão, no dia 22 de janeiro de 1973.
  41 a. nasce ROGÉRIO CENI em 22 de janeiro de 1973, em PATO BRANCO, no PARANÁ. Clubes que defendeu: SINOP-MT (1990) e SÃO PAULO (desde 1991). Estreou na seleção brasileira no dia 27 de março de 1996, na partida BRASIL 8 x GANA 2,