quarta-feira, 16 de setembro de 2015

REVOLUÇÃO DE 32 - POEMA A LIÇÃO DE TRINTA E DOIS, DE CAROLINA RAMOS

Rev/32


Entrada
x

Carolina Ramos linacaroramos@gmail.com

20:03 (Há 2 horas)
para mim
Tomo a liberdade de enviar-lhe o meu poema "A Lição de 32", minha modesta homenagem aos heróis da Revolução Constitucionalista, entre os quais incluo meu pai, Francisco G. Ramos,  que, embora estrangeiro, com seu carro,  muito ajudou, fora das trincheiras, transportando soldados, inclusive para nossa casa, em Santos, dando-lhes infra instrutura e atendimento necessário, devolvendo-os em seguida,  aos campos de luta. 
Este poema consta do meu livro "Destino", lançado em 2012.
Respeitosamente, 
Carolina Ramos -  (Santos - SP) <linacaroramos@gmail.com>

A LIÇÃO DE TRINTA E DOIS
  
                                                               Carolina Ramos
  
São Paulo que és sinônimo de glória,
de luta, de trabalho e de valor;
que em ouro escreves páginas da História,
com ímpeto de audaz desbravador...

São Paulo laborioso, que congregas
os músculos potentes do operário,
o vigor do intelecto e, nas refregas,
o dinamismo, o esforço voluntário...

São Paulo que manténs, tão viva e ardente,
a pira do Ideal de Trinta e Dois;
que abres portas a irmãos e a toda gente,
sem indagar o que farão depois:

contempla, agora, a tumba dos teus filhos
imolados no altar da lealdade!
No bronze que a reveste correm trilhos
de lágrimas de dor e de saudade!

Se desse sangue que empapou a terra,
se dessas lágrimas que mães choraram,
se do Idealismo que esse feito encerra,
não brotassem os frutos que brotaram...

Se os corpos que rolaram na trincheira,
ampliando a legião dos mutilados;
se os heróis de Buri, Túnel, Pedreira,
tivessem sido, em vão, sacrificados,

ah!, então, meu São Paulo, abafarias
teu  grito no torpor da indiferença!
À surdina do tempo entregarias
teus ecos, teu roteiro, tua crença!

Quatro límpidos séculos refletem
a pureza e honradez dos teus intentos!
Os anais pátrios com rigor repetem
a lisura inegável dos eventos!

Luta, pois, meu São Paulo, sem cansaços,
pelos direitos do teu rumo certo!
Poderoso Titã abre os teus braços,
enfrentando o futuro, peito aberto!

Sempre a ajudar a quem merece ajuda,
desde as Bandeiras, abres teu caminho!
Filho leal, que à Pátria Mãe escuda,
seguindo em frente... não irás sozinho!           

General do Exército convoca na nação brasileira